gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Turquia por 40-25 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

PO03A Prova de Acesso à 3.ª Div. Nacional Seniores Masculinos

No dia 29-09-09, foi efectuado o sorteio para esta prova, que tanta polémica provocou e continuará provocar.

Finalmente conheceu-se a estrutura da prova:

1.ª Fase - Duas zonas , que jogarão no sistema de TXT a duas voltas

Fase Final – Os três primeiros classificados de cada zona, em zona única , no sistema de TXT a duas voltas

Fase Complementar – Todos os restantes Clubes , não é explicado como jogarão.

Os três primeiros Classificados da Fase Final, ascenderão na época 2010/2011 ao Campeonato Nacional da 3. Divisão.

Participantes :

Zona 1

AD Amarante ( AA Porto ), AD Arsenal Canelas ( AA Aveiro ), CAI Conceição ( AA Coimbra ), CD Penafiel ( AA Porto ) e Madalenense ( AA Porto )

Zona 2

AC Costa D’Oiro ( AA Algarve ), CN Guadiana ( AA Algarve ), Salvaterra de Magos ( AA Santarém ), GD Portalegre ( AA Portalegre ) GC Odivelas ( Lisboa ) e ND Amador Pombal ( AA Leiria )

Algumas questões , poderão ser levantadas desde já :

Esta prova espelha a falta de trabalho nas Associações e é ao mesmo o espelho da falta de coerência do quadro Competitivo do Andebol Nacional, e é a prova da total inversão da pirâmide de desenvolvimento que deveria estar a nortear os responsáveis da modalidade.

Qual o interesse competitivo da existência de uma fase complementar, que não tem nenhuns objectivos , pois a continuar nestes moldes na época seguinte os não apurados, irão novamente disputar a Prova de Acesso!!!

Como é possível, que subam apenas 3 equipas, quando o regulamento da PO03, diz Claramente que descem os dois últimos em cada zona, será que na próxima época as zonas da PO03 será para serem disputadas com menos equipas.

Ou seja com este de modelo competitivo, as Associações estão na melhor pois não tem problemas , não há provas ( não há trabalho ), pois as suas equipas disputam todas os Campeonatos Nacionais, e o desenvolvimento regional é uma utopia a ser paga por alguns.

O Analista

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Recordar no Feminino

Esta semana regressam as participações Femininas na EHF CUP.

Sabiam que …. O Benfica e Castelo Branco , já participou em competições Europeias em Representação de Portugal , foi na longínqua época de 96/97 na EHF CUP, entrando na disputa dos 1/16 Final.

O jogo foi disputado em 12-10-1996 pelas 17H30 na Cidade de Castelo Branco , estando presentes cerca de 400 espectadores e foi seu Adversário o AS EOS Siracusa ( Itália )

Resultados da Eliminatória

BC Branco 20- 21 Siracusa
Siracusa 31 – 20 BC Branco

Imagem da equipa da época
( Foto Jornal a Reconquista )

O Historiador

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

PO03 – Crónica Semanal – 02

Tencionávamos, que esta crónica fosse mais consistente, e com uma continuidade garantida , até ao momento tem existido grandes dificuldades em concretizar este nosso desejo, no entanto para a que a ideia inicial não saía defraudada , publicaremos hoje uma crónica ligeira da PO03, que será assinada , pelo colaborador permanente o Noticias.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

3º- Jornada

Zona Sul

GDR Quinta Nova 26 - 29 ACR Zona Azul
Oriental Lisboa 21 – 20 IFC Torrense
Lagoa AC 25 – 17 CD Olhanenses
AC Sines 16 – 23 GS Loures
C Vela Tavira 24 – 32 Vitoria FC
CD Paço Arcos 30 – 19 CD Marienses

O Vitória e Paço Arcos continuam à sua fantástica prestação, a que se juntou agora o GS Loures que se reforçou e bem, comandando a zona só com vitórias, e obtendo vitórias que não deixam margem para duvidas. Em mais um duelo entre algarvios o Lagoa levou a melhor diante os Olhanenses, e destaque ainda para a difícil vitória do Oriental perante o Torrense , que é uma escola de Formação em Setúbal. Ainda sem qualquer resultado positivo temos O Vela de Tavira ( Muito trabalho espera Hélder leal ) , o AC Sines e o Quinta Nova.

Zona Centro

CD Lousanense 24 – 26 SIR 1.º Maio
Batalha AC 23 – 19 ABC Nelas
ADRE Palhaça 25- 32 AD Albicastrense
Tondela AC 22 – 28 Académico Viseu FC
NA Samora Correia 20- 21 Ass. 2º KM Almeirim
AA Coimbra 21 – 21 ADC Benavente

Mais uma derrota do Lousanense e desta vez em casa diante do 1.º Maio, o que se estranha numa equipa que na época transacta disputou a Final do Campeonato Nacional. O Ass 20 km Almeirim venceu o Samora Correia num jogo em que o equilíbrio foi a nota dominante, perante o Samora Correia num duelo Escalabitano, O Albicastrense e o AC. Viseu, venceram mais uma vez e com diferenciais, que não deixam duvidas. O Batalha e o Nelas disputaram um jogo em prevaleceu o factor casa, pois em termos classificativos encontram-se em igualdade. Esta zona é comandada pelo Albicastrense, Ac Viseu e Ass 20 Km Almeirim com número máximo de pontos.

Zona Norte

Callidas Clube 30 – 18 GDC Azurara
CCR Fermentões 27 – 27 CDC Santana
FC Gaia 32 – 27 FC Infesta
AD Afifense 28 – 20 ACD Monte
Gondomar Cultural 22 – 24 CA Leça
Ílhavo AC 31 – 25 Estarreja AC

Nesta zona destaca-se desde neste momento o Callidas ( mais uma equipa da AA Braga ) e o AD Afifense de Viana de Castelo, que comandam com o máximo de pontos, destaque para o duelo entre históricos da AA do Porto ( Gaia / Infesta ) que resultou numa igualdade. No outro jogo da mesma Associação ,difícil vitória do Leça em Gondomar. Infesta e Estarreja , ainda sem qualquer Vitória ou Empate.

O Noticias

domingo, 27 de setembro de 2009

Crónica de Fim de Semana – 03 – 2009/2010

Nota Negativa do Fim de Semana – vai para a RTP2, por não ter actualizado o Logo do Madeira SAD, e para o facto de o jogo transmitido não ter tido o Flash Interview, no final do encontro, pois desta forma que se não potencia a Prova.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

3:º Jornada – Resultados

Aguas Santas 27 – 28 Madeira SAD
S. Bernardo 28 – 34 Belenenses
Marítimo 21 – 27 ABC
Benfica 31 – 24 SC Horta
FC Porto 29 – 33 Xico Andebol
AC Fafe 25 – 35 Sporting

Uma Jornada onde ao contrário da semana transacta não imperou ( com excepção do Benfica )o factor casa. A grande surpresa foi a derrota em casa do FC Porto diante do Xico Andebol, que está a ter um inicio de prova fabuloso ( o ter boa formação, ajuda imenso ). O FC Porto está a passar por maus momentos e talvez o seu treinador Obradovic , tenha os dias contados, pois até os pontos do Jogo com o Sporting estão em risco ( até a RTP2 e Jorge Tormenta falaram no assunto ). De salientar a difícil vitória do Madeira SAD no reduto do Aguas Santas, e o facto de a jovem equipa de Belém , estar neste momento isolada no topo da Classificação após uma excelente vitória no sempre difícil pavilhão do S. Bernardo. O Benfica consegui ( sem Carlos Carneiro ) uma vitória sem margem para duvidas perante um adversário O SC Horta que vinha moralizado com a vitória diante do FC Porto e o Sporting e ABC cumpriram a sua obrigação ao vencerem aqueles que são as equipas previsivelmente mais fracas da prova.

Aguas Santas 27 – 28 Madeira SAD

Jogo disputado num pavilhão com pouco publico, esperamos por melhores dias quanto a este aspecto. Pois os clubes continuam a trabalhar no Marketing da Prova.

A dominante neste encontro foi o equilíbrio no resultado , embora o Madeira SAD comanda-se durante quase todo o encontro, Com sistemas defensivos diferentes, optando o Madeira SAD por um constante 6-0 e o Aguas Santas por 5-1, que por vezes se transformava em $-2 , com marcações individuais quando em superioridade numérica. O Aguas Santas preferenciou mais vezes o individualismo em detrimento do colectivo. O Madeira SAD por sua vez, e apesar das 3 desqualificações que sofreu, venceu com base no colectivismo e na garra que o seu jovem técnico ( Paulo Fidalgo ) imprimiu. O Madeira SAD deve-se destacar o Gonçalo Vieira ( 5 golos ) e a espaços o GR Svetislav Verkic ( 37% de eficácia ) . No Aguas Santas o destaque vai para o jovem Tiago Miranda com 6 golos e 100% de eficácia e para Pedro Graça com 7 golos e na nossa opinião esteve demasiado tempo de fora. Tudo isto num jogo com 15 exclusões e quatro desqualificações, mas que não foi um jogo violento, apesar destes números poderem levar a essa conclusão. A dupla de arbitragem constitui pelos Internacionais Leirienses Eurico Nicolau / Ivan Caçador, só não obtém na nossa opinião nota máxima , porque entendemos que a desqualificação de Yuriy Kostetsky é excessiva. Manteve um critério disciplinar coerente de principio ao fim, aplicando aquilo que as regras provêm , esteve ainda muito bem na Falta do Atacante e no critério dos 7 metros. No entanto sabemos que existiu uma indicação para esta época , de que aquando da mostragem de um Cartão Vermelho os árbitros se juntassem no momento para a mostragem ser da dupla e não de um árbitro só e nisto falharam.

Benfica 31 – 24 SC Horta

O SC Horta que vinha moralizado com a sua vitória na semana anterior diante do FC Porto, apenas ofereceu resistência ,até aos nove minutos do 1.º tempo, diante um Benfica que sem Carlos Carneiro ( suspenso ) e que até esse momento não conseguia encontrar-se, teve procurar outras soluções e finalmente resolveu começar a dar mais tempo de jogo aos mais jovens. O SC Horta sofre um parcial de 6-0, sem que nada do banco fosse feito esse foi o momento de arranque definitivo do Benfica. Fernando Lopes introduziu uma novidade ( João Lopes a Pivot ) e Rui Silva a Central, com entrada como 2.º Pivot . No segundo tempo as equipas preocuparam-se mais em discutir as decisões da equipa de arbitragem do que em jogar, proporcionando um mau espectáculo, e em que o jovem atleta do Benfica João Pais esteve em evidência ao marcar 8 golos, seguido do experiente David Tavares com 7 golos e 78% de eficácia. NO SC Horta o marcador de serviço foi Milan Vucicevic com 7 golos e o destaque para o GR Nuno Silva ( ex-Benfica ) com 14 defesas. A dupla de Arbitragem Lisboeta constituída por Nuno Santos / Daniel Teixeira , tal como tínhamos previsto demonstrou que ainda não tem estofo para estes jogos, sendo protagonistas de uma série de erros em termos disciplinares e sem critério na marcação de Lançamentos Livres de 7 metros, em que por vezes deram a sensação de que apitavam os mesmos a pedido, nas Faltas de Atacante demonstraram um total desconhecimento das mesmas, acertando poucas vezes. No entanto consideramos que a culpa não lhes pode ser apenas imputada a eles , mas sim a quem procedeu a esta indicação, esperamos que em termos futuros, estas situações sejam devidamente ponderadas, de forma não prejudicar a Modalidade e que os árbitros sejam devidamente acompanhados na sua formação e evolução “ step by step”.

PO02- Cam. Nac. da 2.ª Divisão Sen. Masculinos

3.º Jornada – Resultados

Zona Norte

Santo Tirso 33 – 31 AC Lamego
Feirense 20 – 31 Maria Balaio
Ismai 31 – 32 S. Mamede
Avanca 27 – 27 S. P. Oleiros
Académico 21 –
24 Modicus


Zona em que retirando os resultados do Maria Balaio, verifica-se um equilíbrio em quase todos os jogos. Excelente a vitória do Modicus no Lima, e de realçar o empate verificado no derby Aveirense. A vitória da A.S.Mamede na Maio é outro facto que merece uma chamada de atenção , O Ismai conforme referimos na semana transacta, começa mais uma vez mal a prova. As equipas do Feirense e do AC Lamego , podem à partida ser as equipas mais fracas da Zona. Comandam a Zona o Maria Balaio e o Modicus, só com vitórias , e no lado inverso temos 2 equipas ainda sem qualquer resultado positivo , Ismai e Feirense.

Zona Sul

Alavarium 31 – 24 Alto Moinho
Camões 23 – 21 G. Sul
Évora 23 – 30 Sismaria
J. Lis 21 – 22 Emp. Comércio
Almada 25 –
26 Passos Manuel

Começaremos por salientar a excelente vitória do Alavarium sobre o Alto do Moinho, e por números que não deixam qualquer margem para duvidas, e os números atingidos pelo Sismaria no seu regresso à modalidade ( adquiriu precisamente os direitos de uma equipa de Aveiro ), no jogo disputado em Évora. J e equilíbrio verificado nos restantes jogos, com o Passos Manuel a obter a sua primeira vitória, e o Camões a continuar a dar boas indicações para a época. Comandam Camões e Sismaria com o máximo de pontos, e temos no sentido inverso, o histórico Almada e o Évora ainda sem qualquer vitória.

PO04- Cam. Nac. da 1.ª Divisão Jun. Masculinos

3.º Jornada – Resultados

FC Gaia 22 - 30 Aguas Santas
Belenenses 36 – 33 FC Porto
Benfica 28 – 20 Fermentões
Xico Andebol 37 – 30 S. Bernardo
Sporting 29 – 29 Infesta
Marítimo 29 – 32 ABC

Começaremos por dizer que a equipa de Belém apesar de ter vencido, não encontrou facilidades , conforme o próprio resultado o demonstra, e parece-nos que não possui um conjunto tão forte como o da época passada. O Sporting deve ser referido pelo negativismo das suas exibições e dos seus resultados, neste momento ainda sem qualquer vitória. O ABC, não deixou os seus créditos por mãos alheias e foi obter uma boa vitória sobre a equipa sensação até ao momento, o Aguas Santas após sua vitória sobre o FC Gaia, passou a integrar o grupo dos segundos classificados. O Xico Andebol mais uma vez não deixou os seus créditos por mãos alheias e voltou a vencer um dos normais candidatos ao apuramento para a segunda fase, e juntamente com o Belenenses, já são os comandantes isolados da competição, sendo os únicos que contabilizam só por vitórias os jogos disputados.
PO09- Cam. Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Não se realizou qualquer jogo, em virtude dos diversos estágios de Selecções Nacionais.

O Banhadas Andebol

sábado, 26 de setembro de 2009

O que os Partidos Parlamentares, Pensam do Desporto

É um texto feito com base num artigo divulgado pela Lusa/Sol, em que omitimos os nomes dos partidos, nos textos, pois não pretendemos entrar nas campanhas, mas achamos interessante sabermos o que eles dizem acerca da actividade desportiva

Legislativas/Programas

O que propõem os partidos para incrementar e desenvolver a prática desportiva?

Apenas um partido não dedica ao desporto umas linhas no seu programa eleitoral.

Um, defende a generalização da prática desportiva, através da aposta na oferta desportiva de proximidade, com infra-estruturas e equipamentos adequados. Devendo passar pelas escolas e por parcerias com autarquias e com o movimento associativo desportivo, pelo apoio a projectos destinados às famílias e pelo incentivo da prática do desporto por mulheres e idosos. Preconiza ainda o "desenvolvimento do desporto escolar" e a sua "generalização e valorização".

Outro, pretende "incrementar os hábitos de prática desportiva e de vida activa dos cidadãos" trabalhando em parceria e colaboração com o movimento associativo desportivo, escolas e universidades, autarquias, empresas privadas e outras entidades. Pretende que a política desportiva "de desenvolvimento assistido, na linha do modelo europeu de desporto", em que as organizações desportivas "actuam tanto quanto lhes seja possível e os poderes públicos apenas quando seja necessário". Propõe-se prosseguir "um programa de desenvolvimento de uma rede de infra-estruturas desportivas de base e especializadas em articulação com as autarquias locais e o associativismo desportivo".

Outro programa defende o "desenvolvimento e a democratização da actividade física e desportiva e o desporto de massas" e defende a valorização do associativismo desportivo e recreativo. Criticam a "linha política de conversão do Estado em organizador de eventos publicitários" e "a colagem a resultados desportivos isolados e sua promoção propagandística, em prejuízo da estrutura desportiva nacional".

Um pretende que crianças, jovens e adultos acedam "em condições de igualdade e qualidade" à prática desportiva, que representa "uma actividade social de valor intrínseco, constituindo uma fonte de bem-estar pessoal". E critica as "teorizações dominantes" que reduzem o desporto ao combate de gladiadores profissionais" ou à actividade física individual para "moldar e disciplinar o corpo para a beleza e a saúde". Por sua vez defende o apoio ao associativismo voluntário e o fomento do desporto escolar em todos os graus de ensino
.”
( texto original Lusa/SOL )

O Noticias

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 1.ª Eliminatória

Realizou-se em 24-09-09, o sorteio da 1.ª Eliminatória da Taça de Portugal Seniores Masculinos, com os seguintes resultados

1.ª Eliminatória a disputar no dia 18-10-08

Zona Norte

Jogo 1 - Tondela – Afifense
Jogo 2 - Ílhavo – Feirense
Jogo 3 - Arsenal Canelas – Juv. Lis
Jogo 4 - Académico de Viseu – ACD Monte
Jogo 5 - Infesta – Sir 1.º Maio
Jogo 6 - A.S.Mamede – FC Gaia
Jogo 7 - A.A.Coimbra – Gondomar
Jogo 8 - Maria Balaio – AC Lamego
Jogo 9 - Callidas Club – S.P.Oleiros
Jogo 10 - Avanca – ABC Nelas
Jogo 11 - Fermentões – Académico
Jogo 12 - Estarreja – Santana
Jogo 13 - Modicus – ADRE Palhaça

Isentos : AD Albicastrense, Ismai, Alavarium, Batalha AC, CA Leça, CD Lousanense, Sismaria, GC Santo Tirso e GDC Azurara

Zona Sul

Jogo 14 - Torrense – Vela de Tavira
Jogo 15 - AC Sines – CS Loures
Jogo 16 - G. Sul – Benavente
Jogo 17 - Paço Arcos – Samora Correia
Jogo 18 - Zona Azul – Passos Manuel
Jogo 19 - Évora AC – Oriental
Jogo 20 - Camões – Vitória FC
Jogo 21 - Almada – Ass. 20Km Almeirim

Isentos : Alto Moinho, Marienses, CD Olhanenses, GA Portalegre, Quinta Nova, Emp. Comércio, Lagoa AC

2.ª Eliminatória a jogar em 01-11-09

Mais um vez a FAP informa , de que nas eliminatórias serão constituídas zonas ( Norte e Sul ), não compreendemos esta atitude, que beneficia claramente uma zona, no número de apurados para os 1/16 de Final, adulterando totalmente o espírito de uma Taça de Portugal, pois o Regulamento é Claro :

“V - FORMA DE DISPUTA
Art.º 5.º - A prova será disputada no sistema de eliminatórias a uma só volta e estão dependentes do numero de inscrições sendo comunicado em circular da estrutura da prova e de acordo com:
1. Entrada sucessiva a partir dos Clubes dos Campeonatos Regionais com integração progressiva dos Clubes Nacionais.
2. Os Clubes do Campeonato Nacional da 1ª Divisão participam a partir dos 1/16;
3. 1/2 e Final em regime de Concentração”

O Comunicado n.º 27 da FAP ( Estrutura da Prova ) , é completamente omisso sobre esta situação, e agora num texto escrito sobre a forma de noticia , nem em forma de comunicado está redigido , informa estas novidades . Mais uma adulteração da forma e do espírito desta prova.

O Noticias

Informação – Clubes – Diversas

ASSOCIAÇÃO ACADEMICA DE ESPINHO

Mais uma excelente acção de divulgação para o andebol feminino em especial e para o andebol em geral.

AC LAMEGO
Os jovens de Lamego a divulgarem os seus jogos, servem de exemplo. Os nossos Parabéns.

O Noticias

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Europeu 2010 – Seniores Masculinos

Portugal , acaba por uma boa e forte representação, neste Campeonato, não através da sua selecção, mas sim através da Arbitragem e da nomeação de um Delegado:

EURICO NICOLAU / IVAN CAÇADOR

Nomeados para o Europeu de 2010 que irá decorrer na Áustria entre 19 e 31 de Janeiro de 2010 , parabéns à dupla:

Eis a lista de Duplas nomeadas e já divulgadas :

Gerhard Reisinger/Christian Kaschütz – AUT
Andrei Gousko/Siarhei Repkin - BLR
Vaclav Horacek/Jiri Novotny – CZE
Per Olesen/Lars Ejby Pedersen – DEN
Gregorio Muro San Jose/Alfonso Rodriguez Murcia – ESP
Nordine Lazaar/Laurent Reveret – FRA
Bernd Methe/Reiner Methe – GER
Kenneth Abrahamsen/Arne M. Kristiansen – NOR
Ivan Cacador/Eurico Nicolau – POR
Sorin-Laurentiu Dinu/Constantin Din- ROU
Nenad Nikolic/Dusan Stojkovic – SRB
Rickard Canbro/Mikael Claesson - SWE

O Eng. Rui Coelho , Presidente do Tribunal Arbitral da EHF, é um dos delegados , igualmente nomeados para a prova , os nossos parabéns igualmente.

O que se lamenta é mais uma vez o esquecimento da FAP, na divulgação destas nomeações, que honram o Andebol Português a tempo e horas.

O Noticias

Analise das Nomeações – Fim de Semana – 3/09

Nova Jornada e nova análise sumária das nomeações. Lembramos que se trata somente de uma analise.

PO01 – Campeonato Nacional 1.ª Divisão Seniores Masculinos
3.º Jornada

Duplas – Desta vez no nosso entender o CA, estendeu-se, pois ao nomear 4 duplas que vão actuar no mais alto escalão do Andebol Português pela 1.ª vez é inconsciência, e só pode prejudicar as próprias duplas , que deveriam ser inseridas na “alta roda” paulatinamente. Mais à mais uma curiosidade é que o jogo transmitido pela RTP2, teve honras da nomeação da mesma dupla que o fez na 1.ª Jornada. Não se compreende a nomeação da dupla Nuno Santos / Daniel Teixeira ( Benfica / SC Horta ), este é um jogo que não é fácil, e convém não esquecer que o SC Horta vem de uma vitória sobre o FC Porto ,Depois jogos na Madeira e mais uma vez dupla da Madeira, Depois não satisfeitos com estas nomeações nomeia a nova dupla da EHF, mas que ainda não fez qualquer jogo da 1.ª Divisão , para o embate entre o FC Porto / Xico Andebol, um jogo que pelos resultados conhecidos até ao momento pode ser complicado de dirigir, e termina estas “belas” nomeações com a estreia da dupla feminina no encontro entre o Fafe / Sporting, partindo do principio de que este seria o jogo mais fácil ( presumimos nós ), mas será??? Desejamos que todos os jogos decorram dentro do melhor espírito desportivo e sem casos. Temos pena de não ter repórteres em todos estes jogos, pois seria interessante saber o comportamento destas 4 duplas.

Jogo – Dupla

Aguas Santas - Madeira SAD – Eurico Nicolau / Ivan Caçador
S. Bernardo - Belenenses – Roberto Martins / Daniel Martins
Marítimo – ABC – Nuno Francisco / Fábio Gonçalves

Benfica – SC Horta – Nuno Santos / Daniel Teixeira
FC Porto – Xico Andebol – Daniel Freitas / César Carvalho
Fafe - Sporting – Ana Silva / Ana Afonso

Esta semana as nomeações saíram 1 dia mais cedo, mas mesmo assim continuam tardias no nosso entender, pois o mais tardar na 3.ª feira seguinte a cada jornada as mesmas deveriam estar disponíveis..

Embora tendo consciência de que este fim de semana é atípico , com a maioria dos jogos ao Sábado, não se compreende a utilização de duplas em dois jogos, disputados em pavilhões diferentes, mais uma vez dizemos que não desta forma que se defendem as provas nem as duplas de arbitragem, que chegam aos jogos sem a necessária concentração para os mesmos, vão mais preocupados em chegar a horas.

Restantes Nomeações

Na PO02 , estamos de acordo com a generalidade das nomeações embora não se entenda como para um jogo desta prova ( Évora / Sismaria ) o Oficial de Mesa, seja a nomear pela Associação. Na PO04, que deveria ser a prova de excelência a seguir à PO01, e em que o CA deveria ter mais cuidado nas nomeações, verifica-se que o próprio Órgão não cumpre com a quilo que diz, e publica, pois embora saibamos que prioritário, não exclusivo, não se entende a nomeações para os jogos Benfica / Fermentões em que é nomeado um árbitro Nacional “B”, que no quadro dos critérios de nomeação, apenas deveria arbitrar jogos das Provas Nacionais Fixas e não Fixas, com exclusão da PO01, PO02, PO03, PO04, PO08 e PO09. Em relação às nomeações da PO03, alertamos os responsáveis pelas nomeações, de que se deve evitar tanto quanto possível a nomeação de jovens duplas para jogos de equipas da sua Associação na condição de visitado. Embora se possa entender as nomeações economicistas, deverá sempre entender-se de que o factor casa é, por vezes preponderante, e existem algumas atitudes menos conseguidas por parte dos Sr.s árbitros, que numa interpretação mais aberta poderão até ser consideradas intimidatórias, e que provocam atitudes menos apropriadas dos Oficiais ao Banco.

O Analista

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

1.º Caso da PO01

Ainda agora começou a principal prova do Calendário Nacional ( PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos ) , e conforme o artigo que foi publicado no Blog Andebol Mais, Nuno Grilo não estaria qualificado para participar no referido encontro.

Fomos investigar e damos a cronologia dos acontecimentos :

Através do Comunicado Oficial n.º 10 – Época 2009/2010 de 17-08-09, a Federação informa nos termos regulamentares de quais os castigos que transitam para a época que se vai iniciar.
Conforme se constata, verifica-se que o Atleta Nuno Grilo – CIPA 137098, têm um jogo de castigo para cumprir.

São dois factos indesmentíveis.

A FAP, limita-se a dar cumprimento ao estabelecido no n.º 3 do artigo 20 do Titulo 8 do Regulamento Geral. que a seguir se transcreve:

Artigo 20º( Suspensão )

3. Se o número de jogos de suspensão exceder o número dos jogos que restam para disputar até ao final da temporada, os jogos em falta serão cumpridos pelo agente após a sua reinscrição em qualquer temporada seguinte.
…”


O Sub Titulo 4 do Titulo 8 ( DO CUMPRIMENTO DAS PENAS DE SUSPENSÃO ATRIBUÍDAS A JOGADORES EM PROVAS OFICIAIS DA FEDERAÇÃO E ASSOCIAÇÕES ), do Regulamento Geral da Federação, é completamente esclarecedor acerca desta situação, nomeadamente os pontos 1.2 , e 1.5 , que se transcrevem :

1.2. O jogador só pode cumprir em Provas Regionais que constem do Planeamento Regional e que a calendarização oficial tenha saído, completa, em Comunicado Oficial.”

1.5. Para ser considerado como cumprido qualquer jogo de sanção em provas diferentes (Nacional ou Regional) o clube deverá apresentar ou enviar por “fax” o Boletim de Jogo e cópia do Comunicado Oficial que marcava a data, local e hora do jogo à entidade responsável pela Prova (Federação ou Associação) sem o que não será considerado como jogo cumprido.”

Segundo o que sabemos , a única prova que eventualmente haverá na AAP, para seniores Masculinos, será a Taça Cidade do Porto, mas ainda sem datas definidas, e com a agravante de o Planeamento regional para a época 2009/2010, só ter sido discutido numa reunião de clubes realizada em 14-09-09, conforme contas no site da AAP, ou seja dois dias depois da utilização do Atleta no referido jogo. Convém esclarecer que torneios particulares não servem para cumprir castigos , conforme se pode inferir de toda a matéria Regulamentar existente.

Verificadas estas situações, é indesmentível que o atleta não poderia ter participado no encontro da 1 .º Jornada do Campeonato Nacional. Mas poderia participar conforme o fez nos jogos das provas Europeias. A nível Nacional é que estava impedido e os jogos das provas europeias não contabilizam para os jogos de âmbito Nacional.

Estas situações só acontecem , porque ser dirigente, não é só contratar jogadores, é muito mais, e é principalmente saber as normas regulamentares porque se rege ( isto são condições mínimas )

A Federação só tem duas opções, ou na conferência dos Boletins de jogo, se é que ela é feita!!! Dá pelo tema e aplica de imediato as sanções previstas. Ou aguarda pelo protesto de um Clube qualquer, que esteja interessado, nos termos da alínea a) do ponto 1 do Artigo 70 do Titulo 11:

Artigo 70º ( Protesto dos jogos )
1. Os clubes podem impugnar a validade de um jogo com os seguintes fundamentos:
a) Falta de qualificação dos jogadores;
…”
4. Para efeitos do disposto na alínea a) do nº 1, considera-se que não está qualificado o jogador que não se encontre inscrito pelo respectivo clube ou escalão etário ou bem assim que se encontre suspenso preventivamente ou a cumprir pena disciplinar
.

Conforme dissemos este protesto pode ser apresentado por qualquer clube que dispute a prova, ver artigo 72 do mesmo Titulo.

Artigo 72º ( Legitimidade )
Têm legitimidade para apresentar protesto os Clubes intervenientes no jogo protestado e ainda no caso da falta de qualificação de jogadores qualquer clube desportivo que dispute a prova
.”

Deverá ainda ter-se em atenção o prazo de apresentação do protesto, para estas situações, e que se encontra consignado no ponto 2 do artigo 73 .

Artigo 73º( Prazo de interposição )

2. No caso do protesto ter por fundamento a falta de qualificação de jogadores, o prazo previsto no número anterior conta-se da data do termo de cada prova em que o jogador tenha participado, se esta for disputada em fase única, ou após o termo de cada fase se aquela for disputada por fases
.”

Esperamos ter dado um contributo para o esclarecimento deste caso e ficaremos atentos ao desenrolar dos acontecimentos.

O Jurídico

Regras de Andebol - 59

Eis as soluções das perguntas anteriores:

286 – Resposta D – Regras ( Clarificação 4 ), 287 – Resposta C,D – Regras ( 17:7 ), 288 – Resposta A,B,D,F – Regras ( 8:7, 16:11, 16:12 ), 289 – Resposta B,C – Regras ( 4:4, 4:11 ) 290 – Resposta A – Regras ( 5:7, 5:8 )

Perguntas Seguintes :

291 - O guarda-redes da equipa A defende um remate e tem a bola controlada na sua área de baliza. Ele ainda tem a bola nas mãos, quando o cronometrista apita para uma substituição irregular da equipa A. Decisão?

A - Lançamento livre para B junto à zona de substituições de A
B - Paragem do tempo de jogo
C - Lançamento de guarda-redes para A
D - 2-minutos exclusão para A
E - Lançamento livre para B na linha de lançamento livre de A

292 Quais das afirmações seguintes relativas ao jogo passivo estão correctas?

A - A uma equipa não deve ser permitido mais que 5 segundos para sair da fase de formação da jogada até à sua conclusão
B - Os árbitros devem prestar atenção às substituições lentas após a execução do lançamento de saída
C - Os árbitros têm de observar se durante a fase de formação a equipa está tentando aumentar o ritmo ou a ganhar uma vantagem de tempo
D - Os árbitros devem verificar o jogo passivo logo que a equipa ganhe a posse de bola no seu meio campo
E - A uma equipa que tentou fazer um contra-ataque deve ser permitido uma substituição normal quando interrompe o contra-ataque e passa para uma fase normal de construção

293 Quando se inicia o jogo?

A - Com o sinal de apito do árbitro designado em primeiro lugar
B - Quando a bola deixa a mão do lançador
C - Quando o cronometrista põe o cronómetro ou o relógio de parede em funcionamento
D - Com o sinal de apito para o lançamento de saída do árbitro de campo

294 - Guarda-redes A12 salta da área de jogo, apanha no ar a bola que lhe foi passada por A4, e lança-a para fora pela linha de saída de baliza fora dos postes. Depois disso ele aterra dentro da área de baliza. Decisão?

A - Lançamento de guarda-redes para A
B - Reposição em jogo para os adversários
C - Lançamento livre para os adversários
D - Advertência de A12

295 - Quais das seguintes afirmações relacionadas com a execução dos Lançamentos de 7 metros estão correctas?

A - Ao executante é permitido colocar-se até 1 metro atrás da linha de 7 metros
B - Os árbitros devem fazer Time-out se a equipa defensora pretender trocar de guarda-redes
C - O guarda-redes deve ser punido pessoalmente no caso de repetidamente violar a linha de 4 metros
D - Os jogadores da equipa que defende devem estar a mais de 3 metros do lançador

As soluções serão sempre publicadas na semana seguinte.

Pelo nosso colaborador

O Regras

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Participações Internacionais

Agora compreende-se o porquê do estagio que a Selecção Nacional de Seniores Femininos, em Rio Maior de 21 a 26 de Setembro de 2009, não serve apenas de preparação para os jogos de apuramento do Campeonato da Europa de 2010, mas servem igualmente para preparar a participação Portuguesa no Torneio de Paris , que se disputa em Novembro. O que se lamenta , não é a realização do estagio nem a participação no referido torneio, o que se repudia é mais uma vez a falta de informação, pois a Federação Francesa de Andebol, já anunciou o quadro competitivo do referido torneio, ver imagem. Felizmente os nossos leitores estão atentos a tudo que se passa na modalidade.
O Noticias

domingo, 20 de setembro de 2009

Crónica de Fim de Semana – 02 – 2009/2010

Nota Negativa do Fim de SemanaO facto de Jogo Belenenses / Marítimo, não ser transmitido em directo pelo Site das Estatísticas por motivos alheios à sua vontade, presumimos por falta de condições na comunicação. E alguns resultados que não surgem a tempo e horas no Portal da FAP, aqui temos a quase a certeza de que a culpa não é directamente da Federação.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

2:º Jornada – Resultados

Madeira SAD 24 – 23 S. Bernardo
Xico Andebol 34 – 28 Aguas Santas
SC Horta 24 – 22 FC Porto
ABC 28 – 18 Fafe
Belenenses 34 – 23 Marítimo
Sporting 37 – 28 Benfica

Uma Jornada onde imperou o factor casa e onde a grande surpresa foi, a derrota do Campeão Nacional na Horta, num jogo em que o SC Horta apenas conseguiu passar para a frente do marcador aos 18 minutos da 2.ª Parte, mas deve-se ainda realçar a excelente vitória do Xico Andebol , que depois do empate diante do Madeira SAD, agora no 2.º jogo no seu reduto venceu e por números que não deixam margem para duvidas o experiente Aguas Santas. Depois deve-se salientar o equilíbrio registado no Madeira SAD / S. Bernardo , demonstrando o S. Bernardo que apesar das saídas registadas, o trabalho do jovem técnico Ricardo Tavares continua a dar os seus frutos. Em relação aos resultados do ABC e do Belenenses foram os esperados, ficando desde já a sensação de que o Fafe e o Marítimo serão as equipas mais fracas desta prova. O Sporting venceu no derby lisboeta, por números não esperados. Finalmente de salientar o comando isolado da prova ao fim de duas jornadas do Belenenses.

Belenenses 34 – 23 Marítimo

Jogo disputado num pavilhão com os féis espectadores do Andebol, que emprestam o normal entusiasmo que a modalidade tanto necessita.

O belenenses, optou por fazer uma rodagem dos mais jovens em quase toda a 1.ª parte do encontro, partindo essencialmente para o ataque rápido. No Marítimo a bola de cada vez que chegava a José Coin o jogo quase que parava, neste período de tempo sobressaiu o GR do Marítimo Daniel Hallstensson ( com uma eficiência total de 40 % ). Na 2.ª parte o técnico do Belenenses colocou em campo toda a sua artilharia, o jogo passou a ser mais pousado , mas ao ataque começou a ser planeado, mas em contra partida defendeu pior. Apesar da sua lentidão José Coin ainda foi o melhor marcador da equipa com 8 golos. No Belenenses o destaque vai para o jovem Elledy Semedo com 7 golos. A dupla de arbitragem constitui pelos jovens Bracarenses Alberto Alves / Jorge Fernandes, que fez a sua estreia em jogos deste nível, tiveram algumas decisões inconsistentes nomeadamente na Lei da Vantagem, Faltas do Atacante e Jogo Passivo, mas registaram fortes progressos em relação as suas últimas actuações, com uma grande melhoria na sua postura ( a arrogância diminui fortemente ) , terão de continuar a trabalhar e deverão afinar o seu critério Disciplinar, de forma a manterem uma maior constância e menos variações na aplicação de sanções.

Sporting 37 – 28 Benfica

Uma novidade nos jogos da RTP2, com um novo comentador José Lopes o ex- jornalista da Bola , na nossa opinião esteve bem melhor que o Prof. Jorge Tormenta, embora deva tomar mais atenção, ao andamento do marcador e ao número de atletas em campo, aquando das exclusões.

O Sporting venceu e bem um jogo, em que apesar da presença do seu presidente, apresentava uma moldura humana, que consideramos fraca para a importância do jogo. O Benfica sentiu em demasia a desqualificação de Carlos Carneiro ( juntamente com João Pinto ), O Sporting conseguiu gerir melhor o seu ataque planeado, e esteve bem em termos defensivos. O Benfica demonstrou falta de organização na defesa e o ataque planeado poucos vezes esteve presente. O resultado ao intervalo não perspectivava o desnível que se veio a verificar. As duas equipas demonstram que não sabem jogar em superioridade numérica, pois sempre que se registaram tais situações eram os adversários a ganhar vantagem. O resultado verificado tem um somatório tal , que corresponde a total ausência de eficácia dos GR. No Benfica, o destaque vai para David Tavares , na nossa opinião o atleta com melhor rendimento e para Cláudio Pedroso. No Sporting o destaque vai inteirinho para os jovens da equipa Pedro Portela ( 5 golos ), Bruno Moreira, esteve sensacional ( 7 golos ) e Pedro Solha ( 7 golos ) que juntamente com Bosko Bjelanovic ( 7 golos ). A Dupla de arbitragem constituídas pelos Leirienses Daniel Martins / Roberto Martins, , apesar dos excessos iniciais em termos de sansão progressiva realizou um jogo a contento. Nas desqualificações de Carlos Carneiro e de João Pinto tem toda a razão, no entanto ficou um CV por mostrar a João Lopes por falta sobre Vladimir Petric, deve no entanto rever a sua interpretação acerca dos Livres de 7 metros , pois houve alguns que apenas se verificaram por falta de atenção ao local onde é cometida a falta.

Nota FinalO Benfica não teve oficialmente treinador no banco, pois Fernando Lopes não estava presente, e viu-se uma novidade, o contacto via telemóvel de Pedro Gama, certamente com José António Silva, embora não possamos confirmar esta nossa afirmação.

PO02- Cam. Nac. da 2.ª Divisão Sen. Masculinos

2:º Jornada – Resultados

Zona Norte

AC Lamego 28 – 27 CD Feirense
Modicus 27 – 25 Santo Tirso
S. Paio Oleiros 26 – 27 Académico FC
A. S. Mamede 29 – 23 Avanca

Maria Balaio 37 – 27 ISMAI

Esta zona, com o regresso de dois históricos da Modalidade ( A. S. Mamede e Académico FC ) e com um deles a registar até ao momento resultados condizentes com os seus pergaminhos ( Académico FC ) , e com uma equipa herdeira de direitos desportivos Maria Balaio que comanda a Classificação ao fim duas jornadas, e com resultados que não deixam margem para duvidas, está equilibrada , no entanto ressalta desde já o resultado do Ismai , ou muito nos engana-mos ou esta equipa volta a ter um mau inicio de prova. Aguardaremos por mais jornadas, para a avaliação ser mais precisa.

Zona Sul

Alto Moinho 26 – 28 Camões
P. Manuel 28 – 31 Alavarium
Emp. Comércio 33 – 25 Almada
Sismaria 27 – 17 J. Lis
G. Sul 32 – 22 Évora AC

Jornada, em que já se começam a notar as diferenças entre as equipas , com o Camões a obter uma excelente vitória no difícil reduto do Alto do Moinho, com este resultado reparte a liderança com o Sismaria ( Que adquiriu os Direitos do Jobra ) e que por sua vez, derrotou a Juv. Lis no derby Leiriense por números não esperados, de salientar a vitória do Alavarium no P. Manuel. Pela negativa as três equipas ainda sem qualquer resultado positivo, Évora AC, Almada e P. Manuel. Mas atenção “ainda a procissão vai no adro “, teremos de esperar mais algumas jornadas para tirar outras conclusões.

PO04- Cam. Nac. da 1.ª Divisão Jun. Masculinos

2:º Jornada – Resultados

Aguas Santas 29 – 35 Belenenses
Infesta 27 – 27 FC Gaia
S. Bernardo 27 – 25 Sporting
Fermentões 25 – 30 Marítimo
FC Porto 28 – 27 Benfica
ABC 27 –
32 Xico Andebol


Prova que começa com os do costume nos lugares cimeiros ( Xico Andebol e Belenenses ) e em que a grande surpresa neste momento se chama Marítimo ( dois jogos, duas vitórias ) , pelo contrário o Benfica e o Sporting ( Dois jogos , duas derrotas ) ocupam os últimos lugares da classificação. Denota-se algum equilíbrio nos jogos em que não intervêm o Xico e o Belenenses, pelo que será de esperar um campeonato equilibrado.

PO09- Cam. Nac. da 1.ª Divisão Sen. Femininos

Sobre esta prova , teremos de considerar aberrante o que se está a passar, com a disputa das jornadas duplas, quando as equipas Continentais se deslocam a Região Autónoma da Madeira ( diga-se que estamos de acordo com a existência de Jornadas duplas , mas nunca neste formato ) , em que se estão a disputar jogos da 2.ª volta desta 1.ª Fase, com a situação verdadeiramente anómala de o Madeira SAD ter jogado no último fim de semana com a Juv. Lis, e este fim de semana ter efectuado o 2.º jogo correspondente á 12.ª Jornada ( 1.ª da 2.ª volta ), consideramos que esta formula não é minimamente desportiva.

2:º Jornada – Resultados

Zona Norte

Salgueiros 20 – 34 Alavarium
Leça 25 – 32 C. Gaia
Maiastras 33 – 26 Académico
Juv. Mar 33 – 22 Almeida Garrett
Santa Isabel 33 – 27 CD Palmilheira
Santa Joana 44 – 32 S. Bernardo

O modelo vai proporcionar mais resultados desnivelados e os mesmos são a prova de esta modelo, não serve nem a competitividade, nem os objectivos do desenvolvimento do Andebol Feminino. Sobressai os resultados da equipa do Maiastars, que iniciou bem melhor que na época transacta a prova, e a equipa do Santa Joana, juntamente com Juv. Mar começam de imediato a mostrar o seu valor. O C. Gaia, parece-nos que não irá ter as facilidades as esperava, A equipa de Santa Isabel está no topo da Classificação e a grande surpresa chama-se Alavarium a justificar os investimentos feitos no Feminino.

Zona Sul

Passos Manuel 40 – 20 CDC Albufeira
João Barros 19 – 24 Gil Eanes
Madeira SAD 42 – 6 BC. Branco
Assomada 22 – 23 SIR 1.º Maio
CS Madeira 21 – 19 Juv. Lis

12.º Jornada

Madeira SAD 32 – 15 Juv. Lis

14.ª Jornada

CS Madeira 31 – 10 BC. Branco

Reforçamos o que dissemos no inicio da crónica para a zona norte, e acrescentamos , que tal como já tínhamos a anunciado esta zona, integra as equipas mais fortes, e por isso existem resultados que jurávamos banidos de uma prova apelidada erradamente de 1.ª Divisão nacional, deveria sim esta Fase do Campeonato designar-se por “Prova de apuramento à 1.ª Divisão” . Aprova do que dizemos está nos resultados verificados este fim de semana, pois a excepção foi o jogo Assomada / SIR 1.º Maio onde imperou o equilíbrio.

O Banhadas Andebol

sábado, 19 de setembro de 2009

Sorteios PO05 e PO07

A propósito destes sorteios que envolveram 42 equipas na 2.ª Divisão em Juniores Masculinos ( Po05 ) e 80 equipas na 2.º Divisão em Juvenis Masculinos ( Po07 ), é gratificante ver estes números, enchem o “olho” e dão nas vistas para as estatísticas. Mas será que correspondem à realidade do Andebol Nacional ??? temos fortes duvidas…

A forma como estas provas são estruturadas, com um sem número de zonas, transforma esta 1.ª fase em autênticos Campeonatos Regionais, Ver por exemplo( Zona 11 em Juvenis – Algarve, Zona 4 em Juvenis – Aveiro, Zona 2 em Juvenis – Porto, Zona 2 em Juniores – Porto ), mas disputados sob a égide da Federação, com todos os custos inerentes.

Desta forma retira-se responsabilidades às Associações, esvaziando de conteúdo as mesmas, e centralizando a actividade. É uma forma que já deu o que tinha a dar, pois está mais que provado o centralismo nunca produziu nada de bom. Ou será que as próprias Associações estão interessadas em manter está situação!!! Será que deixou de existir a matéria constante no Sub - Titulo 2 do Titulo 11 , nomeadamente no seu Capitulo II, pois esta matéria não está a ser cumprida , Infelizmente.

Não seria muito mais interessante realizarem-se Campeonatos Regionais, cuja competitividade seria mais elevado, pois teriam como objectivo ( incentivo ) o acesso a uma prova Nacional ??? Que séria certamente mais curta mais barata e muito mais competitiva .

Esta formula, obrigaria as Associações a Trabalharem no Desenvolvimento Regional, pois até teriam de formar mais árbitros, que teriam jogos para dirigirem e maturarem a sua experiência , e não chegarem tão depressa a Nacionais, deixando na prática de actuar a nível Regional.

Com Campeonatos regionais fortes , não veríamos certamente equipas “B” e até “C” de um mesmo clube a disputar Campeonatos Regionais, pois esta matéria é facilmente regulamentada, e mais, criaria certamente a possibilidade de aparecimento de novas equipas.

Ainda temos, um artigo regulamentar especifico das Provas , mas vamos apenas dar o exemplo da PO07, diz o regulamento e transcrevemos ( Art.º 2.º – Na PO07, participam todos os Clubes que se inscreverem até 31-08-2009 e terão que possuir 1 (uma) equipa do escalão de Iniciados Masculinos regulamentarmente inscrita. ), ora isto obrigaria a que existissem no mínimo 80 equipas de iniciados , será que os Clubes com mais de uma equipa inscrita tem o número equivalente em iniciados ( Apenas como exemplo Alto do Moinho 2 equipas a ABC 3 equipas ) , duvidamos que o Regulamento esteja a ser cumprido, ou então está ser interpretado como uma equipa de iniciados serve para todas as equipas de Juvenis o que no nosso entender está completamente errado. Estaremos atentos.

Formulas de Disputa:

PO05 - Campeonato Nacional Juniores Masculinos - 2ª Divisão

1ª Fase

Em 6 zonas , que jogaram sistema de TXT a duas voltas. Apuram-se os dois primeiros classificados para a 2ª Fase. Os restantes Clubes disputarão a Fase Complementar

2ª Fase

Em duas zonas jogando os Clubes no sistema de TXT a duas voltas, apurando-se os dois primeiros de cada zona para a Fase Final.

PO07 - Campeonato Nacional Juvenis Masculinos - 2ª Divisão

1ª Fase

Em 11 zonas que jogarão no sistema de TXT a duas voltas. Apuram-se os dois primeiros classificados de cada zona, excepto da zona dez, onde se apura o primeiro classificado. Os restantes Clubes disputarão a Fase Complementar.

2ª Fase

Em três zonas, jogando os Clubes no sistema de TXT a duas voltas, apurando-se o primeiro classificado de cada zona para a Fase Final.

3.ª Fase

Disputada pelos segundos classificados da 2.ª fase mais o representante dos Açores, apurando-se o primeiro classificado para a Fase Final.

Ambas as provas terão o seu inicio em 04-10-09

O Analista

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

A propósito de … faltas de Comparência e Inscrições

No fim de semana em que se iniciaram as provas Nacionais, verificaram-se , pelo menos duas faltas de comparência , uma previamente anunciada ( Almada em Juvenis ) , informando o clube que apenas tinha sete jogadores inscritos e nenhum era GR, e outra na PO09 ( Palmilheira )

Não falamos até agora propositadamente sobre este assunto, porque entendemos, aguardar pelas decisões do Conselho de Disciplina FAP, e que finalmente hoje estão no Portal da FAP. Constata-se que o CD aplicou aos dois clubes exactamente as mesmas sanções ( Derrota ( 00-15 ) ( Falta de Comparência ) e ( Multa 250 € ), o mais estranho disto tudo é que nas classificações o Almada surge com zero pontos e o Palmilheira com 1 ponto. Se as sanções são exactamente as mesmas, e o artigo 12 do Titulo 11 é claro ( FC – 0 Pontos ), porque mais este erro grave, de quem tem a obrigação de colocar os dados nas respectivas tabelas, ou é falta de cuidado ou mau profissionalismo, e quanto a isto ficamos por aqui.

Comecemos pela situação do Almada, é incompreensível, porque a ser cumprido o que se encontra estabelecido no art.º 9 do Sub Titulo 1 do Título 1 , uma equipa para se inscrever numa prova tem de ter no mínimo 10 jogadores inscritos.

Artigo 9º ( Inscrição )
As inscrições de equipas de Clubes em provas oficiais, só poderão ser admitidas se estas possuírem um mínimo de 10 jogadores na data de realização dos sorteios de cada prova, sem prejuízo do disposto quanto a provas específicas
.”

O que terá acontecido? Se a equipa na altura da inscrição na prova já tinha os 10 jogadores , não se compreende que não tenha os respectivos cartões de identificação a tempo e horas. Se isto não se verificou, e à data do sorteio ainda não tinham 10 jogadores inscritos então a equipa não poderia sequer participar no sorteio. Por outro lado o não ter GR não é motivo para a falta de comparência basta conhecer as regras da modalidade, pois até tinham mais que o numero mínimo necessário para iniciar um jogo ( Regra 4:1 ) 5 jogadores.

Outra situação diz respeito ao Campeonato Nacional de Seniores Feminino, Zona Norte, em que o CD Palmilheira da Associação de Andebol do Porto, não compareceu na 1.ª Jornada no jogo disputado no seu recinto, por não possuir os respectivos cartões, aplica-se de igual modo o que se focou anteriormente, com excepção do numero de jogadores, pois não sabemos se a equipa feminina tinha jogadoras inscritas.

Por outro lado, existe algo que não está a ser cumprido, e que se encontra plasmado no art.º 9.º do Titulo 2, ou seja as Associações Regionais, não estão a colocar tarjetas e também são grandes responsáveis pelo sucedido, o que se nos afigura no mínimo estranho, pois este artigo não se encontra revogado. Será que era tudo inscrições de 1.ª vez ? Não acreditamos.

Artigo 9º ( Envio de tarjetas às Associações Regionais )
1. A Federação de Andebol de Portugal remeterá as tarjetas às Associações Regionais, às quais, incumbirá a tarefa de as colocar, após o seu preenchimento, nos respectivos cartões de identificação de participante de andebol
2. Cumprido o disposto no número anterior, poderá o titular do cartão exercer a actividade para que está autorizado.
3. No final de cada época, devolverão as Associações à Federação de Andebol de Portugal as tarjetas que não tenham sido utilizadas e as inutilizadas nos termos do disposto no número 2 do artº 10º


Em todo o regulamento Geral da FAP, estes são os únicos artigos referentes a esta matéria, e pergunta quem assume os prejuízos causados aos intervenientes?

O Jurídico

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Analise das Nomeações – Fim de Semana - 02

Nova Jornada e nova análise sumária das nomeações. Lembramos que se trata somente de uma analise, e portanto também ela sujeita a criticas, que serão sempre bem aceitas quando efectuadas de forma correcta, e não “pauliteira”.

PO01 – Campeonato Nacional 1.ª Divisão Seniores Masculinos
2.º Jornada

Duplas – Tal como prevíamos na semana transacta, voltou-se a tentar o critério da qualidade, e mais uma vez, foram efectuadas tendo por base a experiencia e a qualidade das mesmas, com uma excepção Belenenses / Marítimo, pensado com base nos resultados da 1.ª jornada que será um bom jogo para a estreia dos Jovens , que pela 1.ª vez actuam como dupla de Elite, no entanto não se entende que existindo uma dupla também jovem e passou recentemente num curso da EHF, a mesma não seja nomeada, e provavelmente este seria o jogo ideal. Outra dupla que estamos desejosos de ver o seu comportamento em campo, face as novas orientações que vão sendo conhecidas a um ritmo muito lento é a dupla que vai dirigir o Sporting / Benfica. Desejamos que todos os jogos decorram dentro do melhor espírito desportivo e sem casos.

Jogo – Dupla

Madeira SAD – S. Bernardo – Duarte Santos / Ricardo Vieira
Xico Andebol – Aguas Santas – Mário Coutinho / Ramiro Silva
SC Horta – FC Porto – Carlos Capela / Bruno Rodrigues
ABC – Fafe – Flávio Carvalho / João Malhado
Belenenses – Marítimo – Alberto Alves / Jorge Fernandes
Sporting - Benfica – Daniel Martins / Roberto Martins

Esta semana as nomeações saíram 1 dia mais cedo, mas mesmo assim tardias no nosso entender.

Não se compreende é como se nomeia uma dupla da Elite, no mesmo dia apitar PO01 ás 18H00 em Braga e ás 21H30 PO03 no Porto, no nosso entender nem se defende a PO01 nem a PO03 nem as duplas de arbitragem.

Restantes Nomeações

Na PO02 , enquanto houve jogos que foram bem defendidos, outros houve em existe uma autentica falta de cuidado, damos como exemplo o Derby de Leiria ( Sismaria / J. Lis ) e jogo entre candidatos ( Alto do Moinho / Camões ). Na PO04, registou especial cuidado, no entanto existe uma nomeação que no nosso entender é completamente descabida, trata-se do derby Bracarense ( ABC / Xico Andebol ) que será dirigido por uma dupla de Braga ( Daniel Freitas / César Carvalho ) . Na PO09 , sendo a nossa principal prova do andebol feminino, somos da opinião de que haveria que ter um pouco mais de cuidado. Na PO03, esperamos que os incidentes verificados na 1.ª Jornada tenham servido de exemplo, para quem nomeia, e sejam evitados, com mais cuidado nas nomeações.

O Analista

Informações – Portal da FAP

Lá voltamos nós , mas infelizmente tem de ser. Depois de todos os problemas e das falhas gravíssima porque passou nos últimos dias o Portal da FAP, finalmente parece que temos o mesmo a funcionar, vamos a ver por quanto tempo, mas o mais espantoso, é que a FAP debitou informação importantíssima , em termos de inscrições e estruturas de prova, publicando pelo menos 3 ( três ) Comunicados Oficias , a saber o 26 ( Taça Presidente da Republica ) , 27 ( Taça de Portugal ) e 29 ( Prova de Acesso à 3.ª Divisão Nacional 2010/2011 ) , com datas de 14 e 15-09-09, e nem uma noticia é dada em destaques , nem em noticias, nem no quadro de actividades com imagem associada, lamentável.

PO03A - PO.03ª Acesso ao Campeonato nacional de Seniores Masculinos 3.ª Divisão – Época 2010/2011.

Comunicado Oficial ( 29 ), define a criação da prova, que será, conforme tínhamos previsto a que, se irá realizar para as definir quais as equipas que terão acesso na próxima época a 3.ª Divisão, e que dará actividade ás que ficaram de fora do Campeonato desta época, já estávamos à espera de isto sucedesse , agora o que se estranha é esta prova não tenha um mínimo de estrutura ainda definida, nem esclareça quem vai ter acesso. Limita-se a dar datas limites de inscrição ( 23-09-09 ), do Sorteio ( 29-09-09 ) e de inicio da mesma ( 24-10-09 ).

PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos

Comunicado Oficial ( 27 ), esclarece a estrutura da prova, e dá a conhecer as equipas inscritas para esta prova ( esperamos que não aconteça o mesmo que noutras época, e não surjam mais equipas à posterior ) , e estranhamente o número de equipas dos Regionais e de acesso à PO03 inscritas é caricato ( 2 ) – Lamentámos

Clubes Participantes - 12 Clubes da PO01, 20 Clubes da PO02 e 36 Clubes da PO03, Regionais e de acesso à PO03 ( GA Portalegre e Arsenal Canelas ). ( Informação extraída do Comunicado )

A prova será disputada em 4 Fases a saber:

1.ª Fase – Eliminatórias ( 2 previstas ) em 18-10-09 e 01-11-09
2.ª Fase – Dos 1/16 Final até aos 1/8 Final ( vencedores da 2.ª Eliminatória e equipas da PO01 ), em 14-11-09 e 01-12-09
3.ª Fase – 1/4 Final em 16-02-10
4.ª Fase – 1/2 Final e Final em concentração, em 26 e 27-06-10

Sorteio da 1.ª Eliminatória em 24-09-09 na FAP pelas 17H15

PO25 – Taça Presidente da Republica - Seniores Masculinos

Comunicado Oficial ( 26 ), esclarece a estrutura da prova, e dá a conhecer as equipas inscritas para esta prova. Esta prova é de inscrição voluntária para as equipas da PO01 ( apenas três se inscreveram, o que seria de esperar ), e contínua a ser estranho o número de equipas dos Regionais e de acesso à PO03 inscritas é caricato ( 3 ) – Lamentámos

Clubes Participantes - 3 Clubes da PO01 ( AC Fafe, SC Horta e Belenenses ) , 20 Clubes da PO02 e 36 Clubes da PO03, Regionais e de acesso à PO03 ( GA Portalegre ,Arsenal Canelas, GC Odivelas ). ( Informação extraída do Comunicado )

A prova será disputada em 4 Fases a saber:

1.ª Fase – Eliminatórias ( 2 previstas ), em 13-12-09 e 20-12-09 ( na 2.ª Eliminatória entram os Clubes da PO02 )
2.ª Fase – Dos 1/16 Final até aos 1/8 Final, em 10-01-10 e 17-01-10
3.ª Fase – 1/4 Final em 17-04-2010
4.ª Fase – 1/2 Final e Final em concentração, em 12 e 13-06-10

Sorteio da 1.ª Eliminatória em 20-10-09 na FAP pelas 17H00

O Analista

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Competições Europeias - Nomeações – EHF

O Portal debita informação a que. depois não temos acesso, no entanto a EHF, fez nomeações de Portugueses e até ao momento o “silencio é de ouro”.

Salientamos a Estreia de António Goulão como Delegado EHF, pois foi nomeado para a EHF CUP Feminina, estando presente nas suas novas funções no Jogo da 1.ª mão da 2.ª Eliminatória a ser disputado entre o Havre HAC ( França ) e o Skovde HF ( Suécia ) no dia 02-10-09 em Le Havre em França. Desejamos sucesso nas novas funções a António Goulão.


A dupla Portuguesa Duarte Santos / Ricardo Vieira estará por sua vez a actuar nos dois jogos respeitantes igualmente à 2.ª Eliminatória da mesma prova, a serem disputados entre o HC “Kale” Kicevo ( Macedónia ) e o CB Elche Mustang ( Espanha ), os jogos disputam nos dias 2 e 4-10-09 na cidade de Elche em Espanha. À dupla portuguesa desejamos de igual modo felicidades e bom desempenho.

O Regras

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O Portal da FAP

Ao criticarmos o funcionamento do Portal da FAP, estamos certamente a referir-nos ao Portal em si e não somente ao Site Andebol 1 ou ao Site das estatísticas.

Este é um esclarecimento que importa prestar, apesar de considerarmos, que quando se lançam novas iniciativas, poderão surgir problemas de juventude, agora não podem é existir problemas de falta de informação e alterações constantes dos seus conteúdos e das formas de acesso, para mais quando os mesmos são apresentados de forma publica, e com despesas pagas pelo erário publico. Desta forma os comentários recebidos acerca das nossas palavras em relação a estas situações , apenas tem uma vertente e nós sabemos qual é, infelizmente, mas a existência de blogs são uma lufada de ar fresco num ambiente que se encontrava pesado e com pouca informação.

Por outro lado não se compreende como é possível um Portal, como o da FAP, não tem um servidor dedicado e utiliza um servidor de uma empresa prestadora de serviços. A quantidade de informação existente, o tamanho das suas bases de dados o seu acesso remoto, criam graves problemas de acesso, de lentidão e por vezes de informação truncada, e todos estes factos são uma realidade indesmentível, sejam quais forem os comentários.

Não se compreende de igual modo, que o Portal da FAP, que ultimamente até estava a fornecer razoável caudal de informação embora por vezes discordasse-mos dos seus critérios editoriais, esteja à cerca de 3 dias com graves problemas de acesso, com menus que não funcionam, e que estão sendo repostos a um ritmo demasiado lento, e não exista uma justificação ou uma palavra sequer na Home Page do Portal.

Sendo a maior parte das inscrições e de uma série de actividades realizadas através do Portal, essas mesma actividades estão fortemente condicionadas, criando serias dificuldades a Associações a Clubes e até aos Árbitros. Incompreensível.

Por exemplo quem nos garante que as falta de comparência verificadas ( uma delas até comunicada antecipadamente e sobre as mesmas falaremos mais tarde ) estão intimamente ligadas ao péssimo funcionamento do Portal.

Assim fazemos um apelo a bem da modalidade, para que os responsáveis pelo Portal saibam assumir todos os erros, e esclareçam os adeptos da modalidade, pois inserir artigos a que depois não se tem acesso não lembra ao “diabo” , e lembra-se que todos estes problemas começaram a surgir com a transmissão do Benfica / ABC, em que utilizaram a mesma transmissão do Canal do Clube, e não os recursos que normalmente a FAP disponibiliza para o efeito.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

PO03 – Crónica Semanal – 01

Iniciamos, uma nova rubrica semanal, dedicada ao Campeonato que menos se liga, o nosso objectivo, é a sua divulgação e para contamos com a colaboração do “O Tencionaste”, será uma colaboração que muito agradecemos e que desejamos tenha uma forte continuidade.

PO03 – Campeonato Nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

1º- Jornada

Zona Sul

Vitória FC 29-19 ACR Zona Azul
Lagoa AC 20-17 Oriental Lisboa
CD Paço Arcos 30-21 ITC Torrense
C Vela Tavira – CD Marienses (realiza-se dia 25/10/2009)
GDR Quinta Nova 19-21 GS Loures
AC Sines 22-21 CD Olhanenses

O Vitória deu continuação á sua fantástica prestação que o ano passado fez chegá-lo à subida, só não subi por causa das mudanças das provas, o Vitoria venceu uma ex-equipa da 2ºdivisão por um parcial de 10 golos. O lagoa uma das 4 equipas Algarvias na prova recebeu e ganhou o Oriental por 3 golos, num jogo equilibrado. O Paço Arcos, continua num bom caminho, ganhando ao Torrense por 9 golos, o Torrense que o ano passado tentava andou sempre nos 4,5 lugar do PO02.O Quinta Nova perdeu por um parcial de 2 golos, apesar de a diferença não ter sido acentuada, relembre-se que o Loures desceu à 3ºdivisão na época 2007/2008, não atendo conseguido ir disputar os play offs para a subida à 3ºdivisão, mas também dar os parabéns aos bons escalões de formação que puderam conduzir ao sucesso. Num já “derby” digamos o Sines levou a melhor por um teto de diferença, num jogo em que o equilíbrio foi constante e que a dupla de arbitragem Márcio Silva / Pedro Almeida que tiveram em mãos um grande jogo de andebol.

Zona Centro

Ass. 20 Km Almeirim 28–27 Sir 1ºMaio
ADRE Palhaça 20-19 Batalha AC
A AC Coimbra 23–18 ABC Nelas
NA Samora Correia 20-19 ADC Benavente
CD Lousanense 19 – 28 Académica Viseu FC
Tondela AC 32-37 AD Albicastrense

O Ass 20 km Almeirim venceu o Sir 1ºMaio, por um teto, tendo o factor casa sido predominante. O ADRE Palhaça que se estreia neste PO03 ganhou por 1 à equipa da Batalha num jogo bastante equilibrado até ao fim. O Coimbra não quebrou e acabou por vencer mesmo o ABC de Nelas. Num dos jogos do PO03 em que o pavilhão fica sempre ao rubro e cheio é quando é interveniente a equipa de Samora e de Benavente, já conhecido também pelo derby da zona centro. A equipa da casa desta vez levou a melhor ganhando pela diferença mínima de 1 golo. O AD Albicastrense foi a Tondela vencer pela diferença de 5 golos.

Zona Norte

CA Leça 24-16 GDC Azurara
FC Gaia 28 – 22 CCR Fermentões
Ílhavo AC 25-26 CDC Santana
Gondomar Cultural 28 -22 Estarreja AC ( Rectificado )
Callidas Clube 36-29 ACD Monte
AD Afifense 29-27 FC Infesta

O Leça recebeu e venceu a equipa Azurara por uma diferença de 8 golos. Num PO03 em que o equilíbrio é constante foi visível ver que o Ílhavo em casa lutou pela vitória mas acabou por não consegui-la perdendo apenas por um golo. Um Gondomar recebeu e venceu o Estarreja por um resultado muito pequeno não só pela diferença como no total. O ACD Monte foi a Vizela jogar com o Callidas Clube, e perdeu por uma diferença de 7 golos. O clube Viana Castrense (AD Afifense) recebeu e venceu o Infesta mais uma vez num jogo equilibrado, tendo sido a diferença de dois golos.

O Tencionaste

domingo, 13 de setembro de 2009

Crónica de Fim de Semana – 01 – 2009/2010

Regressamos com as nossas habituais crónicas de fim de semana, começaremos com uma crónica curta e que vai naturalmente dar ênfase ao novel Campeonato Nacional da 1.ª Divisão , cuja 1.º jornada se cumpriu. Os jogos em que estiveram presentes colaboradores terão sempre analise ao jogo e às arbitragens, este será o nosso processo.

Nota Negativa do Fim de SemanaO Péssimo funcionamento do Portal da FAP, o que se lamenta, pois inclusive deixou de ter uma opção de informação acerca dos resultados que se vão verificando, está cada vez pior ,mais uma vez o nosso Lamento.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Começaremos, por uma breve introdução, em que focaremos alguns aspectos que consideramos fundamentais:


  • A Nova forma de identificação dos Oficiais de Equipa aos Jogos, que deixou de ser de braçadeira e passou a ser de cartão identificativo, pendurado , sendo uma cópia fiel do que a LPA, implementou, boa decisão dos órgãos Federativos. Ainda se verificou que as acções quando são bem feitas devem merecer continuidade, e mais uma vez a FAP, nos jogos transmitidos , manteve o sistema usado pela Liga ou seja os painéis com o logo da Prova, junto à mesa de cronometragem , em vez das bandeiras das entidades organizadoras.

  • Não se compreende, como é possível o Portal da FAP, efectuar transmissões através da FAPTV, cuja realidade negativa é de tal forma que apenas a 2.ª parte do jogo realizado na luz foi visível, é uma situação a rever e com urgência, julgávamos que após tantas realizações e experiências estes problemas já estivessem resolvidos.

  • Outra situação diz respeito à pagina das estatísticas, que forneceram um razoável serviço, embora com algumas deficiências e que serão certamente colmatadas num futuro próximo, pois verificou-se que , por exemplo os dados relativos ao Fafe / Belenenses nunca foram fornecidos dando sempre a indicação de “Jogo ainda não iniciado” o que não correspondia à realidade dos factos.

  • Consta-se igualmente que o Site relativo a esta prova ainda está muito incompleto e que já sofreu algumas alterações, pois por exemplo desapareceu a opção Arbitragem, Porquê???

  • A pagina das estatísticas, não tem ainda nenhuns dados relativos às equipas o que também não se compreende, embora seja de reconhecer que os homens das estatísticas estão a fazer um grande trabalho o que se saúda.

  • Consideramos lamentável que as provas se tenham iniciado sem a divulgação prévia das Orientações técnicas fornecidas aos árbitros.
1:º Jornada – Resultados

Xico Andebol 27 – 27 Madeira SAD
Marítimo 19 – 28 S. Bernardo
Fafe 27 – 37 Belenenses
Aguas Santas 34 – 29 SC Horta
Benfica 27 – 25 ABC
FC Porto 24 – 22 Sporting

Apenas uma surpresa, o empate cedido pelo Madeira SAD no reduto do Xico Andebol, é ainda cedo para falarmos da evolução destas equipas , mas é um bom começo para a equipa herdeira do F. Holanda, depois temos dois resultados que espelham bem a diferença das equipas , e que provavelmente irá acontecer ao longo de toda a época ( esperamos que existam fortes melhorias ), estamos a referirmo-nos aos resultados verificados nos jogos do em que intervieram o Marítimo e o Fafe, equipas que registaram os mais baixos investimentos e que espelham a diferença do Andebol praticado entre equipas oriundas da extinta Liga e as equipas do antiga 1.ª Divisão. Por sua vez o Aguas Santas averbou uma excelente vitória perante a equipa do SC Horta, embora a diferença registada, não espelhe aquilo que se verificou durante o jogo, embora a vitória da equipa nortenha nunca tenha estado em causa. E a vitoria do Benfica num jogo entre candidatos ao Titulo. A vitória do FC Porto diante do Sporting é outro dos factores relevantes da jornada.

Benfica 27 – 25 ABC

Jogo disputado num pavilhão em esperávamos uma melhor moldura humana, mas mais uma vez a divulgação dos jogos por parte do Benfica tem enormes falhas.

Neste jogo, e apesar de toda a gente falar de que Pedro Gama dirige a equipa verifica-se, uma nítida ultrapassagem à legislação em vigor para o desempenho de funções de Treinador, pois se verificarmos o ficha técnica do jogo, quem é inscrito como treinador é o Fernando Lopes, sendo o Pedro Gama provavelmente inscrito como Oficial de Equipa com as funções de Dirigente, e fazendo parte do número de Oficiais que poderão estar no banco. É uma situação, que iremos acompanhar, até para verificar a actuação da Federação nestas situação.

O Benfica venceu e bem um adversário que apenas rectificou os processos defensivos na 2.º Parte, altura em que consegui por diversas vezes estabelecer o empate. O Benfica viveu a cima de tudo, com a actuação de três elementos, Ricardo candeias que teve uma actuação ao seu nível e foi fundamental em diversos momentos de jogo, a excelente actuação de Carlos Carneiro que mais uma vez levou a sua equipa ao colo, e de igual modo a Cláudio Pedroso, que finalmente deu o rendimento que todos esperam dele. No ABC, Luís Bogas bastante abaixo do que pode dar e Hugo Figueira foi um GR que na 1.ª parte quase não existiu, quando melhorou foi fundamental na recuperação da Equipa, e Eduardo Gaifém foi um dos melhores elementos da sua equipa. Deve ainda dizer-se que Nuno Roque não trouxe nada de novo à equipa. A equipa de Arbitragem constituída por Duarte Santos / Ricardo Vieira, realizou uma actuação positiva , com um bom desempenho no Jogo Passivo e na Falta do Atacante, no entanto tem de verificar os seus critérios de violação da Área de Baliza, pois quando desempenham as funções de Árbitro de Baliza, vigiam muito pouco a Zona dos 6 metros. Em relação a esta dupla temos a dizer o seguinte : Como é possível os árbitros trazerem publicidade nas camisolas, sem ninguém saber, ainda por cima publicidade estrangeira embora da Modalidade a publicidade dizia respeito a EHF TV , sabemos que provavelmente as camisolas foram oferecidas no último evento Internacional em que estiveram presentes. Agora dar-lhes utilização nas provas Nacionais consideramos totalmente descabido, anti-regulamentar e de falta de bom senso. Perguntamos , quem autorizou ??? Deram conhecimento a quem ??? Iremos acompanhar esta situação, pois parece-nos uma total falta de respeito pela hierarquia Nacional.

FC Porto 24 – 22 Sporting

Uma nota antes da crónica em si do jogo, e referente ao comentador dos jogos da RTP2, pensamos que esta na hora de o Comentador residente Prof. Jorge Tormenta, altera o seu estilo, pois as especificações demasiado técnicas apenas interessam a um numero reduzido de Telespectadores, e deve deixar um intervalo maior entre os seus comentários, pois o ritmo a que os mesmos são debitados , provocam em que os ouve uma completa distracção do que se passa dentro das 4 linhas.

O FC Porto venceu e bem uma equipa que efectuou duas partes distintas. O Sporting ainda foi oferecendo alguma resistência durante o 1.º tempo ( Ao intervalo 11-11 ), mas no segundo claudicou completamente, em especial entre os 3 e os 13 minutos , período em que permitiu que o FC Porto chega-se à obtivesse uma diferença de 5 golos, para posteriormente correr atrás do prejuízo, e só não obteve o empate nos segundos finais devido a uma má recepção de Fábio de Magalhães , e na resposta o FC Porto estabeleceu o resultado final. No FC Porto o destaque vai para Hugo Laurentino, decisivo em diversos momentos e jogo e para Wilson Davyes com 9 golos e que foi um autêntico quebra cabeças para a defensiva do Sporting, que nunca encontrou soluções para as suas acções. No Sporting onde a 1.ª linha falhou rotundamente, e defensivamente foram demasiado inocentes o destaque vai apesar de tudo para o GR Humberto Gomes e Pedro Solha. A Dupla de arbitragem constituídas pelos Internacionais Ivan Caçador / Eurico Nicolau, apesar de não ser contestada, esteve na nossa opinião desequilibrada nos critérios n disciplinares, dando nós como exemplo a última exclusão efectuada a Pedro Portela , um verdadeiro exagero, e essencialmente na zona dos 6 metros , deixando passar em claro uma série de violações efectuadas tantos pelos defensores como pelos Pivot´s , no Jogo Passivo esteve bem.

O Noticias

sábado, 12 de setembro de 2009

Qualidades do Árbitro - 7

Temos quase concluída a publicação destes artigos que iniciamos em tempos. Hoje publicaremos mais um, pois a época está prestes a iniciar-se, e certamente com ela as criticas ás suas actuações irão surgir, umas mais positivas, outras nem tanto, desta forma entendemos que é a altura ideal, para a publicação deste “Post”.

Saber Aceitar As Criticas

É uma qualidade difícil de atingir, mas aqueles que a possuem, ou se esforçam por adquirir, certamente que serão os melhores, e se situa acima da média geral.

Infelizmente esta qualidade é uma filosofia difícil de atingir e de ser aplicada quando se discute a ética do jogo e a questão da sua delicadeza. Porque enquanto um jogador pode durante um jogo cometer inúmeras falhas, deixar escapar diversas oportunidades de golo, ou errar no plano táctico, que ninguém lhe diz nada, em contrapartida se um árbitro comete um erro, num jogo muitas vezes difícil de dirigir o apupo geral está sobre ele, é atacado por jogadores, treinadores e, no fim até pelos próprios meios de Comunicação Social, pois todos estão contra o árbitro sem analisarem as causas e consequências dos factos.

O Formador

Informação – Clubes – Diversas

Madeira SAD

Foi em 09-09-09 apresentada a nova imagem institucional do Madeira Andebol SAD, no salão nobre da Câmara Municipal do Funchal, pelo Presidente do Conselho de Administração da SAD, Carlos Marques Pereira.

Estiveram presentes o Vereador com o Pelouro do Desporto, Dr. Pedro Calado, o Director Regional da Juventude, Dr. Jorge Carvalho, o vice-presidente do IDRAM, Dr. Carlos Leon, os órgãos sociais da SAD, plantel oficial 09/10 e Comunicação Social.

O novo emblema mantém os dois elementos fundamentais que o identificam com a SAD e a ilha da Madeira.

Neste sentido dá-se predominância às cores azul e amarelo e é destacada a cruz da bandeira do Governo Regional da Madeira. Além disso, foi incluído o ano de fundação – 1998, como elemento de referência à história da SAD, que embora recente, conta já com 11 anos de existência.

O logo tipo foi criado pela empresa de comunicação e organização de eventos, MUDMU LDA

Gil Eanes

No próximo fim de semana, inicia-se o Campeonato Nacional de Seniores Femininos, a equipa do CDES GIL EANES recebe no Pavilhão da Escola Secundária Gil Eanes no Domingo pelas 12:00 horas a equipa madeirense do Club Sports Madeira, pelo que desde já se endereça o convite a todos para estarem presentes nesta 1.ª jornada.

O Campeonato este ano numa 1.ª fase dividiu-se em duas zonas, norte e sul, o CDES GIL EANES está integrado na zona sul e têm como adversários nesta 1.ª fase, as seguintes equipas :

- Sports Madeira;
- Madeira SAD;
- CDC Albufeira;
- Assomada;
- Passos Manuel;
- Porto Salvo;
- Juve Lis;
- Colégio João de Barros;
- SIR 1º Maio;
- Benfica de Castelo Branco.

Por isso já sabem, compareçam nos pavilhões e apoiem o ANDEBOL

Saudações Desportivas

(texto do Clube )
Paço de Arcos

Convida-se todos os adeptos a assistir no próximo dia 12 de Setembro, Sábado, pelas 18h00 no Pav. Jesus Correia, Esc. Luís Freitas Branco em Paço de Arcos, à 1ª Jornada do Campeonato Nacional da 3ª Divisão frente ao I.F.C. Torrense.
O Noticias