gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Turquia por 40-25 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Campeonato do Mundo Seniores Femininos - Brasil 2011 - I

Vai iniciar-se a Fase Final do Campeonato Mundial Seniores Femininos que realiza no Brasil de 2 a 18 de Dezembro, com a disputa dos Grupos da Fase Preliminar.

Esta prova não conta com a presença de nenhuma dupla de arbitragem nacional, bem como a presença de delegados também é nula.

Rússia – Campeã em Titulo

Fase Preliminar – Disputa-se de 2 a 9-12-11.

Grupo “A” – Noruega, Montenegro, Angola, Alemanha, China e Islândia
Grupo “B” – Rússia, Cazaquistão, Holanda, Coreia, Espanha e Austrália.
Grupo “C” – Roménia, França, Brasil, Tunísia, Cuba e Japão.
Grupo “D” – Suécia, Dinamarca, Croácia, Argentina, Costa do Marfim e Uruguai.

A IHF, informa de que haverá transmissão de TV via live streaming de todos os jogos, através deste site http://www.livehandball.tv?WT.mc_IHFofficial  . Mas o acesso obriga a subscrição, que é paga, através do site www.livehandball.tv.

Destaca-se a presença da Lusofonia, representada por Angola no Grupo “A” e do Brasil (País organizador) no Grupo “C”

Apuram-se para os 1/8 Final os quatro primeiros classificados, as outras oito equipas irão disputar a President’s CUP.

O Campeão Mundial, está directamente apurado para os Jogos Olímpicos, Londres 2012, e os Classificados de 2.º a 7.º, estão directamente apurados para os torneios de qualificação, com os classificados de 2.º a 4.º a terem o direito a organizar os mesmos.

Notícias

Europeu 2012 – Sérvia – IX

Vídeo, com a canção do Euro 2012 na Sérvia.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 29 de novembro de 2011

PO03 – Crónica Semanal – 10 – 2011 / 2012

Breve crónica da PO03.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

10º- Jornada

Zona Sul
Zona Azul 26 – 15 AC Costa Oiro
CN Guadiana 27 - 35 IFC Torrense
NA Redondo 31 – 29 Oriental de Lisboa
AC Sines 22 – 23 Almada AC
GS Loures 18 – 26 Boa Hora
Folga – Lagoa AC

Os alentejanos do Zona Azul, venceram sem grande dificuldade os algarvios do Costa Oiro, continuando a efectuar uma boa prova até ao momento, por sua vez outra das equipas que têm estado em bom momento de forma o Torrense foi a Vila Real vencer a equipa do Náutico, sendo de destacar neste encontro os 14 golos marcados por Kleyton Eusébio da equipa da Torre da Marinha. Num dos jogos mais equilibrados da jornada o NA Redondo venceu com grandes dificuldades o Oriental de Lisboa, numa partida com excelente moldura humana. Por sua vez o Almada viu-se e desejou-se para levar de vencida o AC Sines, uma das equipas mais fracas da zona, só o conseguindo pela margem mínima, num encontro onde ao intervalo perdia por 10-8. O Boa Hora foi a Loures confirmar que é um dos favoritos ao apuramento, vencer a equipa local, num jogo disputado sem ambiente, pois o número de espectadores era bastante reduzido, por um resultado que não deixa margem para duvidas. A zona é comandada pelo trio Boa Hora, IFC Torrense e Zona Azul (25 pontos), surgindo o 4.º classificado já a 5 pontos o Lagoa AC (20 pontos).

Zona Centro
Não se disputam jogos, pois face a ter menor número de clubes, já terminou a 1.ª volta, e sua 10.ª jornada disputa-se apenas em 03 – 12 – 11.

A classificação no final da 1.ª volta, dos 3 primeiros classificados era – 1.º NA Samora Correia (21 pontos), 2.º’s Académico Viseu e Académica de Coimbra (20 pontos).

Zona Norte
Pelos mesmos motivos da zona centro, também não disputou jornada este fim de semana, tendo já terminado a 1.ª volta, e sua 10.ª jornada disputa-se apenas em 03 – 12 – 11.

A classificação no final da 1.ª volta, dos 3 primeiros classificados era – 1.º Modicus (26 pontos), 2.º’s ACD Monte e SC Espinho (22 pontos).

O Noticias

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 06 – 2011 / 2012

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

Resultados
Zona 1 - 3.ª Jornada
Madeira SAD 36 – 10 Maiastars "A"
CS Madeira 44 – 17 Almeida Garrett
5.ª Jornada
CS Madeira 30 – 24 Maiastars "A"
Madeira SAD 41 – 16 Almeida Garrett
Zona 2 - 5.ª Jornada
Santa Joana 36 – 26 CA Leça
Académico FC 12 – 33 João Barros
Zona 3 - 4.ª Jornada
Alpendorada - Juventude Lis (Dia 01 – 12 - 11)
5.ª Jornada
Maiastars "B" 34 – 15 Alpendorada
Juventude Mar - Juventude Lis (Dia 03 – 12 - 11)
Zona 4 - 5.ª Jornada
São Bernardo 19 – 31 Salgueiros 08
Colégio Gaia 26 – 26 Alavarium
Zona 5 - 5.ª Jornada
Passos Manuel 27 – 40 Gil Eanes
Porto Salvo - JAC - Alcanena (Dia 01 12 - 11)

Esta poderia ser a jornada de todas as decisões no Grupo 2. O Santa Joana, para continuar a sonhar com o apuramento para a 1ª Divisão Nacional, precisava de vencer o Cale. Conseguiu-o vencer embora todas as dificuldades colocadas pela equipa de Leça na primeira parte. Mas na segunda parte, a melhor condição física da equipa da Maia fez toda a diferença e o Santa Joana conseguiu uma vitória clara perante o seu adversário directo. O Cale defendeu muito mal, ao contrário do que é habitual, e Ana Paula Costa esteve muito abaixo do que tem feito durante o campeonato. Quanto ao Santa Joana, Maria Domingues que tem andado algo? Escondida? Nos últimos jogos, apareceu em grande nível e Ana Dias foi decisiva, sobretudo na altura em que o jogo estava mais equilibrado. Contudo, esta vitória poderá não chegar pois não acreditamos que o Santa Joana vá vencer ao Colégio João de Barros e tudo estará dependente do Cale? Académico. Estamos em crer que a equipa de Leça vai mesmo carimbar o passaporte para a fase final, mas tudo pode acontecer.

O Académico do Porto recebeu o Colégio João de Barros e a sua prestação foi desastrosa. Depois de, na semana passada, termos evidenciado a melhoria do Académico do Porto, a sua prestação foi tão fraca que até fica difícil dizer algo.12 golos num jogo inteiro é muito mau e salvou-se Nair Pinho, uma jovem esquerdina que tem talento. O Colégio João de Barros está, claramente, em crescendo de forma. Inês Catarino está num grande momento de forma e toda a equipa está a defender muito bem. O Colégio João de Barros pode ter a chave do apuramento da segunda equipa do grupo na mão e, apesar de circularem rumores que poderá facilitar a vida ao Santa Joana, conhecemos bem o treinador Paulo Félix e ele não se presta a esse tipo de favores, pelo que estamos em crer que, depois daquele deslize inicial, o Colégio João de Barros não deixará fugir mais pontos.

O grupo 4 tinha 2 jogos que se perspectivavam equilibrados porque se defrontavam as duas equipas já apuradas para a fase final e aquelas que foram relegadas para a 2ª Divisão. O jogo grande era mesmo o Colégio de Gaia / Alavarium e o equilíbrio foi a nota dominante do princípio ao fim. Excelente espectáculo de andebol com as duas melhores equipas do Norte em disputa. Vanessa Silva fez um grande jogo e é pouco compreensível como é que quer ela quer Inês Catarino, as duas melhores laterais direitas nacionais, não são utilizadas na selecção nacional. Além disso, Fernanda Carvalho continua a ser de uma consistência notável. No Alavarium, Daniela Santos esteve em bom plano, bem acompanhada por Catarina Martins e a Guarda-redes Andreia Madail voltou a encher a baliza.

No outro jogo do grupo, esperava-se que o São Bernardo confirmasse a vitória da primeira volta, mas foi esmagado em casa pelo Salgueiros. A equipa do Salgueiros vinha revelando uma subida de forma e confirmou isso, com uma Soraia Lusquinos imparável nos remates de 1ª linha, muito bem acompanhada por Eduarda Ferreira. Veremos se, na segunda Divisão, se confirma esta melhoria salgueirista. Quanto ao São Bernardo, não vamos repetir o que dissemos na última semana, mas o seu desempenho tem sido bastante mau e algo tem que ser feito, numa equipa em que Ana Araújo pensa que o andebol é um jogo individual.

No grupo 5, apenas se disputou o Passos Manuel / Gil Eanes e foi visível algum desânimo na equipa lisboeta por ter falhado o seu objectivo de passagem á próxima fase. A equipa continua demasiado dependente de Carolina e Cátia Santos e quando Joana Pereira não aparece fica demasiado complicado. Mas a exibição até foi interessante e não foi por este jogo que o Passos Manuel não se apurou? Quanto ao Gil Eanes, melhorou em relação à última jornada e entrou decidido a resolver o jogo, coisa que fez logo na primeira parte. Vera Lopes confirmou que é, de longe, a melhor jogadora a actuar em Portugal e quando Ana Seabra e Diana Fernandes decidem correr, as campeãs nacionais tornam-se uma equipa mortífera.

No grupo 3 também houve apenas um jogo com o Maiastars B a esmagar o Alpendorada. À espera de um milagre (uma vitória na Juve Lis na última jornada) a equipa de José Carlos Ribas cumpriu o seu papel, esmagando o Alpendorada com uma primeira parte demolidora. Foi um trio de jovens que esteve em maior destaque: Ana Silva, Inês Moreira e Sofia Gomes. Quanto ao Alpendorada, foi uma humilhante exibição onde apenas se salvou Catarina Pinheiro. Mas o comportamento de atletas e treinador esteve muito longe do desejável. Um dia para esquecer para a equipa do Alpendorada.

Finalmente, o grupo 1 onde se realizaram 4 partidas. Sem qualquer surpresa, as equipas da Madeira triunfaram em todos os encontros. O Madeira SAD venceu folgadamente ambos os jogos, confirmando que é o maior favorito à conquista do título nacional. Tem uma excelente defesa e é, de longe, o plantel mais equilibrado do campeonato, o que permite uma efectiva rotação de jogadores. Destaque para Renata Tavares que, depois de um último ano apagado, parece estar de volta à sua melhor forma e de Catarina Ascensão que parece começar a ganhar o seu espaço.

Quanto ao Sports Madeira, depois de ter esmagado o Almeida Garrett no Sábado com mais uma extraordinária exibição de Sara Gonçalves (continuamos sem compreender porque Duarte Freitas não leva à selecção pontas da qualidade da Sara ou da Ana Marques), fez a pior exibição da época diante do Maiastars A, tendo Ana TemTem sido a única jogadora com uma exibição regular nos dois jogos.

Quanto ao Maiastars A, depois de uma natural derrota pesada diante do Madeira Sad, fez uma exibição muito interessante com o Sports Madeira e Cátia Prata parece ter sido um erro de? Casting? Porque a sua qualidade certamente faria dela titular na equipa B, a equipa que, verdadeiramente, lutou pelo acesso à fase final.

Finalmente, o Almeida Garrett que sai da Madeira com duas pesadas derrotas. A equipa é muito jovem, inexperiente e há que dar tempo ao tempo para vermos a sua evolução. Mas a grande lição que esta equipa deve retirar desta dupla jornada insular é que, sem se defender, não se consegue ser competitivo.

Dentro de duas semanas, teremos a última jornada desta fase. O Maiastars B precisa de ir vencer à Juve Lis, para deixar a Juve Mar de fora, algo que não acreditamos. E o Santa Joana precisa de empatar no Colégio João de Barros ou esperar que o Cale não vença o Académico e não acreditamos em nenhuma das hipóteses. Felizmente que esta fase está quase a terminar (e ainda agora começou) e finalmente vai começar um campeonato como deve ser.

Críticos Femininos

Nomeações – EHF – 2011 / 2012 – X

Nomeações:

Delegados

António GoulãoFoi nomeado para o encontro entre o FC Barcelona Intersport (Espanha) e o Kadetten Schaffhausen (Suíça), respeitante à 7.ª Jornada do Grupo “A” da EHF Men's Champions League, a disputar em Espanha no dia 03-12-11.

Ao nomeado desejamos as maiores Felicidades.

O Regras

Competições Europeias 2011 / 2012 - XVIII

Fim de semana extremamente positivo para as portuguesas que participam nas diversas competições da EHF, em Masculinos, onde em 6 jogos disputados obtiveram, 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

EHF CUP – 3.ª Eliminatória

FC Porto – Deslocou-se á Sérvia, onde obteve um resultado bem positivo e assim deixou a decisão do apuramento para o Dragão Caixa, onde terá fortes hipóteses de apuramento. Num jogo de emoções os portistas chegaram ao intervalo a vencer (14-12), com Ricardo Costa a sentar-se novamente como atleta no banco onde substituiu o lesionado Ricardo Moreira, o FC Porto acabou por efectuar um bom jogo, sendo de referir que a 10 minutos do fim vencia por 23-20. Pedro Spínola foi o marcador de serviço com 7 golos, seguido de Tiago Rocha com 6 golos, que foi desqualificado com a terceira exclusão cerca dos 57 minutos.

Resultados
1.ª Mão
RK "Crvena Zvezda" 28 – 25 FC Porto

Calendário
2.ª Mão
Dia 03-12-11
FC Porto - RK "Crvena Zvezda" (16H00)

Madeira SAD – Num pavilhão quase cheio, a equipa Madeirense, apesar do excelente jogo que realizou, perdeu uma grande oportunidade de obter um resultado que pudesse dar mais esperança num possível apuramento, pois chegou ao intervalo a vencer por 17-12 a forte equipa Eslovaca, mas os 10 minutos iniciais do segundo tempo foram fatais para a equipa insular, permitindo à forte equipa adversária anular a desvantagem que tinha ao intervalo, colocando o marcador em 18-17 a favor dos Madeirenses, que mostrou alguma imaturidade, com falhas imperdoáveis aos 6 metros. Destaque para os 7 golos marcados por Gonçalo Vieira. Embora o apuramento para a eliminatória seguinte seja de enorme dificuldade, ainda está em discussão.

Resultado
1.ª Mão
Madeira SAD 24 – 24 Tatran Presov

Calendário
2.ª Mão
Dia 03-12-11
Tatran Presov - Madeira SAD (18H00)

CUP WINNER’S CUP – 3.ª Eliminatória

BENFICA – VENCE ELIMINATÓRIA

Benfica – Realizou os dois encontros no pavilhão da luz, vencendo ambos os jogos. No jogo da primeira mão, a equipa de Montenegro mostrou que tinha argumentos e jogou de igual para igual com os encarnados, criando grandes dificuldades ao ataque do Benfica, estando por diversas vezes no comando do marcador, a equipa portuguesa apenas assumiu em definitivo o comando do marcador, cerca dos 50 minutos de jogo, quando colocou o resultado em 19-18 a seu favor. Carlos Carneiro (5 golos) e David Tavares (6 golos) foram os marcadores de serviço, muito bem apoiados nas acções defensivas por Ricardo Candeias e Rui Silva. Com este resultado o Benfica iniciou o jogo da 2.ª Mão a conhecer melhor o adversário, mas esse conhecimento, também era valido para os Montenegrinos, que entraram bastante melhor no jogo e rapidamente assumiram o comando do marcador, chegando ao intervalo a vencer por 10-8. Mas no desporto nada é garantido, e o Benfica com um segundo período completamente diferente, rapidamente recuperou e passou a comandar o marcador, chegando a um diferencial que os resguardou de qualquer surpresa, surpresa isso sim é a equipa do Lovcen, apenas ter concretizado 4 golos nos segundos 30 minutos. David Tavares com 9 golos voltou a ser o marcador de serviço da equipa portuguesa.

Resultados
1.ª Mão
HC Lovcen-Cetinje 21 – 25 Benfica
2.ª Mão
Benfica 26 – 14 HC Lovcen-Cetinje

CHALLENGE CUP – 3.ª Eliminatória

Sporting – Venceu na deslocação que efectuou à Turquia, para disputar a 1.ª mão desta eliminatória, venceu com dificuldades, um encontro onde ao intervalo se encontrava a perder por 15-12, mas a sua determinação nos segundos 30 minutos, foi importante para a construção do resultado final, pois apesar de limitado face ao números de jogadores que se encontram com “mazelas”, apenas foram utilizados oito jogadores de campo, onde Pedro Solha, foi a grande figura com 10 golos.

Resultado
1.ª Mão
Trabzonspor Hentbol 29 – 31 Sporting

Calendário
2.ª Mão
Dia 03-12-11
Sporting - Trabzonspor Hentbol (17H00)

Águas Santas – Que defrontou e venceu a equipa Suíça por números que criam todas as expectativas de continuação na prova, foi quanto a nós o grande resultado de todas as equipas portuguesas. A equipa Suíça demonstrou ter conhecimentos acerca da equipa portuguesa chegando a estar na frente do marcador (5-3), mas uma excelente reacção da equipa nortenha, levou a equipa a passar para a frente do marcador cerca dos 15 minutos, atingindo o intervalo já na frente do marcador (13-9). Pedro Cruz (7 golos), Eduardo Salgado (7 golos), cotaram-se como os marcadores de serviço da equipa portuguesa. A vantagem apesar de ser aparentemente confortável, não deverá criar um sentimento de superioridade adquirida, pois a equipa Suíça demonstrou ter fortes argumentos.

Resultado
1.ª Mão
Águas Santas 29 – 22 HC Kriens-Luzern

Calendário
2.ª Mão
Dia 03-12-11
HC Kriens-Luzern – Águas Santas (17H30)

O Noticias

domingo, 27 de novembro de 2011

Crónica de Fim de Semana – 13 – 2011 / 2012 - I

Crónica relativa à 13.ª Jornada, talvez a jornada mais longa do campeonato, pois começou a ser disputada em 16 / 11 / 11 e apenas vai terminar em 29 / 02 / 12, em virtude da participação dos clubes Portugueses nas diversas provas Europeias.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

13.ª Jornada – Resultados
ABC 20 – 26 FC Porto
Benfica 32 – 20 Águas Santas
São Bernardo 22 - 30 Sporting
AC Fafe 29 –
30 SC Horta
Ismai 24 –
29 Xico Andebol  
Belenenses - Madeira SAD (Dia 29 – 02 – 12)

Já com dois jogos disputados e comentados na crónica anterior, estamos a referir-nos ao ABC / FC Porto e ao Benfica / Águas Santas, esta jornada inicia-se com o São Bernardo / Sporting, jogado a um dia de semana, e com a novidade de a equipa de Aveiro, estrear (regresso), o lateral esquerdo Daan Garcia, está época, de referir ainda o incompreensível facto de uma equipa o Sporting, que se diz candidata ao título nacional, se apresentar neste encontro com apenas 12 jogadores e sendo 3 deles guarda-redes, um absurdo completo (no nosso entender diga-se). O Encontro terminou a vitória do Sporting, num jogo aparentemente fácil, equilibrado até cerca dos 12 minutos (7-7), momento em que a equipa aveirense teve uma “branca” aos estar cerca 7 minutos sem concretizar e sofrendo um parcial de 4 / 0, momento que marca o encontro. O encontro ainda registou alguns momentos de aparente equilíbrio, mas sem nunca voltar a pôr em causa o resultado final. No São Bernardo o regressado Daan Garcia, juntamente com João Vilar foram os marcadores mais produtivos com 4 golos cada, enquanto no Sporting, Hugo Rocha (6 golos) e Ricardo Dias (5golos) foram os marcadores de serviço. (Nota – O Boletim de jogo não está correcto, pois atribui 5 golos a Bruno Moreira, que na realidade só tem 4, basta comparar com estatística).De destacar a exibição de Ricardo Correia, na baliza do Sporting, com 48% de eficácia. No AC Fafe / SC Horta, num encontro de “aflitos” venceu o Horta, num jogo disputado na condição de visitado, pois a ordem dos jogos tinha sido invertida, a equipa insular venceu pela diferença mínima, mas aos 54 minutos de jogo vencia por um diferencial de 6 golos (30-24), num jogo em que comandou na pratica sempre o marcador, mas parou neste momento, permitindo uma forte recuperação dos minhotos, com um parcial de 5-0 em 6 minutos. Destaca-se no SC Horta o veterano Yuriy Kostetsky (5 golos e 8 assistências com golo) e Nelson Pina (6 golos), no AC Fafe Luís Nunes e Pedro Peneda, realizaram exibição mais próxima do seu valor foram os marcadores de serviço com 6 golos. Tivemos ainda o Ismai / Xico Andebol, que terminou com a segunda vitória consecutiva da equipa Vimaranense, que soube dar a volta a um resultado que esteve negativo até cerca dos 40 minutos. O Ismai mais uma vez e depois de ter uma vantagem no marcador de 5 golos (14-9), não soube gerir a mesma, permitindo o empate a 17 golos cerca dos 41 minutos, com a equipa do Xico a adiantar-se nessa altura no marcador, situação que nunca mais abandonou. Com esta derrota a equipa da Maia e o AC Fafe, ocupam em igualdade pontual as duas últimas posições da tabela classificativa. A classificação ficou assim ordenada: 1.º FC Porto (35 pontos) 2.º Águas Santas e Sporting (34 pontos), 4.º Benfica (32 pontos), 5.º ABC (28 pontos) e 6.º Madeira SAD (26 pontos – menos 1 jogo).

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim de Semana – 09 – 2011 / 2012 - II

Crónica dedicada á PO02.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

9.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
Alavarium 30 – 26 Resende Andebol
SP Oleiros 31 – 25 Santo Tirso
FC Infesta 22 – 26 AC Sismaria
AC. São Mamede 25 – 20 Avanca
Santana 29 – 30 Académico FC

Jornada, onde se destaca imediatamente o encontro entre os dois primeiros da classificação, O AC. São Mamede / Avanca, que terminou com a vitória da equipa de São Mamede, que teve em Tiago Andrade o seu “artilheiro” de serviço com 12 golos, O Avanca sofre assim a sua primeira derrota e é ultrapassado no topo da classificação pelo seu adversário desta jornada. A equipa que mais tem surpreendido pela negativa, pelas expectativas criadas no início de época, o Santana, volta a perder, desta vez na condição de visitado com o Académico, num encontro onde o equilíbrio foi a nota dominante. A equipa leiriense do Sismaria, foi vencer o FC Infesta, cujos resultados poderiam sugerir uma recuperação. Nos outros encontros, registaram-se vitórias esperadas das equipas que jogavam na condição de visitadas. A Classificação ficou assim ordenada 1.º AC. S. Mamede (24 pontos), 2.º Avanca (23 pontos), 3.º Académico FC (21 pontos).

Zona Sul
Passos Manuel 23 – 21 Alto Moinho
Vitória FC 29 - 29 CD Marienses
Vela Tavira – Marítimo (adiado 28-01-12)
Ginásio Sul 37 – 20 ADC Benavente.
CDE Camões 29 - 21 Paço Arcos

Nesta zona após o adiamento de um dos seus jogos mais interessantes o Vela Tavira / Marítimo, outro encontro chamava a atenção, estamos a referir-nos ao Vitória FC / CD Marienses, que terminou numa igualdade, com um equilíbrio constante embora aos primeiros 30 minutos terminassem com os Insulares na frente do marcador (17-14), neste encontro Kavalenka com 10 golos fez toda a diferença, nesta zona apenas mais um encontro com equilíbrio se registou foi o Passos Manuel / Alto Moinho, que terminou com um diferencial que espelha o que se passou em campo. Os outros resultados que se verificaram, reflectem o diferencial existente entre as equipas, com o Ginásio Sul a vencer concludentemente a equipa de Benavente, e o CDE Camões a vencer o Paço Arcos, com um resultado totalmente construído no primeiro tempo. Uma nota negativa para as assistências registadas nestes encontros. A Classificação ficou assim ordenada 1.º Camões (23 pontos), 2.º Ginásio Sul (22 pontos), 3.º Marítimo (21 pontos – menos 1 jogo).

O Banhadas Andebol

sábado, 26 de novembro de 2011

7.º Jogos do Mediterrâneo – Juniores “B” Femininos - II

PORTUGAL - VENCEDOR

Após o dia descanso, Portugal disputou mais dois encontros, no primeiro defrontou a equipa anfitriã e venceu sem grandes dificuldades, conquistando os 5 pontos em disputa (3 dos parciais, e dois do resultado final), para no último jogo do dia defrontar a equipa da Croácia, num jogo em que entramos mal , perdendo o primeiro período, para vencer o segundo
e empatar no terceiro, no entanto sempre que nos encontramos em superioridade numérica nunca soubemos aproveitar ao inverso, a Croácia sempre aproveitou e bem, pois terminamos o 2.º e o 3.º período em inferioridade numérica, com a Croácia a empatar aos cercada dos 13 minutos de livre de 7 metros, por mais falta de atenção da defesa portuguesa. Neste jogo destacamos a GR Isabel Góis, que foi efectivamente o grande esteio da equipa Nacional, com este empate conquistamos os 2,5 pontos que nos colocavam livres de qualquer surpresa e estávamos no jogo da final. No final da jornada veio a confirmação do nosso adversário na Final, que seria a equipa da Eslovénia, repetindo-se assim a final da edição transacta, com uma vitória clara da equipa Portuguesa, que venceu os três períodos de jogo, apenas permitindo que se verifica-se equilíbrio durante o primeiro período que terminou a selecção nacional a vencer pela margem mínima 10-9, um inicio fulgurante dos segundos 20 minutos de jogo, com Portugal a fazer um parcial de 3-0 em minuto e meio, permitindo depois uma recuperação das Eslovenas, resolvendo o resultado do período, entre os 12 minutos e os 17, quando fez um parcial de 5-0 e colocou o resultado num confortável 12-5, terminando com 12-8 no período (22-17 no total), no terceiro período nem a dupla marcação que a Eslovénia fez às duas laterias de Portugal, deu resultado, pois quando o sistema defensivo falhava, estava na baliza de Portugal uma jovem de nome Isabel Góis que na nossa opinião esteve excelente, e o período acabou com um resultado de 15-9 (37-26 no final), e assim Portugal, vencia o torneio, repetindo o feito do ano anterior, e rectificando o resultado verificado na 5.ª jornada deste mesmo torneio. Só nos resta endereçar os nossos parabéns a toda a comitiva Portuguesa
Nota - A Final foi disputada em três partes de vinte minutos cada.

Resultados
Itália 14 – 27 Portugal (5 pontos)
Portugal 19 – 19 Croácia (2,5 pontos)
Jogos Classificativos
7/8Itália 20 – 17 Tunísia
5/6Croácia 24 – 17 Turquia
3/4França 18 – 15 Montenegro
FinalPortugal 37 – 26 Eslovénia

Classificação Final
1.º Portugal, 2.º Eslovénia, 3.º França, 4.º Montenegro, 5.º Croácia, 6.ºTurquia, 7.º Itália e 8.º Tunísia.

O Noticias

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Esclarecimentos às Regras de jogo IHF 31-10-11

A Federação publicou em 21-11-2011 um documento referente às regras de jogo, que reflecte o texto que a IHF publicou em 31-10-2011, de esclarecimentos às Regras de jogo, que são deveras importantes, alguns destes esclarecimentos, já eram prática corrente nalguns Países, mas havia muitos em que a sua aplicação era feita sem um critério base definido. A partir da publicação deste documento estas normas passam a ser Oficiais, e revogam toda e qualquer texto ou interpretação anterior, entrada imediatamente em vigor.

Em 27-07-11, publicamos um texto, em que terminávamos da seguinte formaNão seria uma boa altura para os entendidos da FAP, se pronunciarem sobre estas alterações… Pensamos que sim. Ficaremos aguardando.” Estando a escrever sobre a regra 2:1 e 2:10 / Esclarecimento 3, a FAP pronunciou-se em 21-11-11.

Regra 2:1
Nota, de acordo com o intervalo do jogo (Época 2011/2012 mantêm-se o que está a vigorar – 10 minutos).

Regra 2:10 / Esclarecimento 3
Notas relativas ao número e ao tratamento dos time-outs das equipas (Época 2011/2012 mantêm-se o que está a vigorar – dois time-outs por equipa).

Assim iremos fazer um breve resumo, em diversos artigos, dos Esclarecimentos, mais importantes (assim por nós considerado).

Protecções da Cara e do Joelho (Regra 4:9)

Não é permitido nenhum tipo de protecção para a cara e/ou cabeça (estão incluídas mascaras completas, mas de igual modo estão incluídas as protecções parciais de nariz ou similar).
Federações Nacionais e árbitros não estão autorizados a fazer quaisquer excepções. Protecções de joelho feitas de material sólido e maciço são proibidas, sem excepções . No entanto protecções feitas de material macio, são permitidas.

Esta regra foi introduzida devido a uma recomendação da Comissão médica da IHF.

“Cola” (Regra 4:9)

É permitida a utilização de “cola” (vulgarmente conhecida por resina) para agarrar a bola. De igual modo, é permitido aos jogadores usarem “cola” como depósito no seu calçado, isto não põe em perigo a saúde do adversário.
No entanto, não é permitido o depósito de “cola” nas braçadeiras nos pulsos, ou nas mãos, isto põe em perigo a saúde dos adversários, pois poderia entrar nos seus olhos ou na sua face.
As Federações Nacionais podem adoptar restrições adicionais.

Lesão do Guarda-Redes (Regra 6:8)

Se o Guarda-Redes é atingido por uma bola em jogo e fica incapaz de agir, os árbitros devem dar prioridade à sua protecção, interrompendo o tempo de jogo. Para reiniciar o jogo, deverá ter-se em atenção a situação do jogo no momento da interrupção, pois diferentes situações são possíveis:

a)      A bola passa a linha lateral, a linha de saída de baliza, ou está rolando dentro da área de baliza.
Correcta aplicação das Regras: interrupção imediata do jogo, reinício do mesmo jogo com lançamento lateral ou reposição pelo guarda redes, consoante a situação.
b)      Os árbitros interrompem o jogo antes de a bola passar a linha lateral ou a linha de saída de baliza, ou antes a bola estar em contacto, ou rolando dentro da área de baliza.
Correcta aplicação das Regras: reiniciar o jogo com o lançamento que corresponder à situação.
c)      A bola está no ar sobre a área de baliza.
Correcta aplicação das Regras: Aguardar um ou dois segundos, para ver se alguma equipa ganha a posse da bola, interromper o jogo, reiniciar o jogo com um lançamento livre favorável à equipa em posse da bola.
d)     O árbitro apita em um momento em que a bola ainda está no ar.
Correcta aplicação das Regras: Reinicia-se o jogo com um lançamento livre favorável à última equipa em posse da bola.
e)      A bola bate no guarda-redes incapaz de agir, e volta para um jogador atacante.
Correcta aplicação das Regras: Interrupção imediata do tempo de jogo, reinicia-se o jogo com um lançamento livre favorável à equipa na posse da bola.

Nota: Nestes casos, nunca é possível, um lançamento de 7 metros. Os árbitros interromperam o jogo deliberadamente para a protecção do guarda-redes. Portanto, não é uma questão de um "apito injustificado" de acordo com Regra 14:1 b.

O Regras

Informação - Clubes - Diversas

ISMAI
ACADÉMICA DE COIMBRA
AC LUSITANOS
O Noticias

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

7.º Jogos do Mediterrâneo – Juniores “B” Femininos - I

Portugal atingiu o dia de descanso, após a disputa de 5 jornadas com saldo positivo, 4 vitórias e 1 derrota, precisamente na 5.ª jornada em que se repetiu a jogo da final da última edição, onde Portugal tinha vencido ao contrário do que sucedeu nesta edição. Portugal tem estado com um razoável comportamento, pois temos a sensação de que nos segundos jogos do dia temos sempre grandes dificuldades, foi assim na 3.ª jornada frente a Montenegro onde vencemos pela diferença mínima, com enormes falhas no ataque, principalmente no 3.º e último período de jogo, cometendo erros primários em superioridade numérica. Hoje no jogo com a Eslovénia, onde apenas obtivemos 0,5 pontos, precisamente referente ao empate (8-8) registado no 3.º e último período, voltamos a estar mal ao ataque, pois desde maus passes, a más recepções a remates precipitados, a remates sem o mínimo de condições de tudo se fez, perante uma equipa com excelente “planta” física, e com uma pivot, que não dava quaisquer hipóteses ás nossas defensoras, até contra ataques falhados de tudo fizemos. Ainda faltam duas jornadas para ser definida a classificação, que dará origem aos jogos classificativos. Ao fim desta 5.ª jornada, Portugal encontra-se em 2.º lugar, atrás precisamente da Eslovénia que comanda.
Imagem da selecção
Nota - Os jogos são disputados em três partes de quinze minutos cada. A Final será disputada em três partes de vinte minutos cada. A Pontuação a atribuir será de um ponto, ao vencedor em cada parte, (0,5) se estiverem empatados, e dois pontos pela vitória final.

Portugal para disputar o jogo da final, dependerá apenas de si próprio
.

Resultados
Turquia 22- 26 Portugal (4 pontos)
Portugal 28 – 19 Tunísia (5 pontos)
Portugal 22 - 21 Montenegro (4 pontos)
França 17 – 22 Portugal (4,5 pontos)
Eslovénia 2319 Portugal (0,5 pontos)

Classificação actual
Calendário
Dia 25-11-11
Itália - Portugal (10H30)
Portugal - Croácia (17H15)
Dia 26-11-11
Jogos Classificativos
7/8 – 10H00
5/6 – 11H30
3/4 – 16H00
Final – 18H00 - Equipas classificadas em 1/2 Lugares

Nota – Horas locais, menos uma em Portugal

Se tudo correr normalmente (e na presença dos resultados registados até ao momento), poder-se-á perspectivar uma final repetida entre Eslovénia e Portugal.

ArbitragemEstranhamente Portugal é dos poucos participantes que não está representado em termos de arbitragem, só não é o único porque a Tunísia também não enviou nenhuma dupla. E assim se viu gorada mais uma oportunidade de evolução, pois a arbitragem desta prova, está a ser supervisionada por Dragan Nachevski da Macedónia, leitor e membro do Comité de Arbitragem da EHF.

Será que começou a poupar, começando pelo ”elo mais fraco”
O Noticias

Informação - Clubes - Diversas

BATALHA AC
G.C. ODIVELAS
O Noticias

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Competições Europeias 2011 / 2012 - XVII

Vamos ter um fim de semana, com participação massiva das equipas portuguesas nas provas da EHF, em Masculinos.

EHF CUP – 3.ª Eliminatória

FC Porto - Defronta o, RK "Crvena Zvezda" (Sérvia).

Calendário
1.ª Mão
Dia 27-11-11
RK "Crvena Zvezda" – FC Porto (18H00)
2.ª Mão
Dia 03-12-11
FC Porto - RK "Crvena Zvezda" (16H00)

Madeira SAD - Defronta o, Tatran Presov (Eslováquia).

Calendário
1.ª Mão
Dia 26-11-11
Madeira SAD - Tatran Presov (17H00)
2.ª Mão
Dia 03-12-11
Tatran Presov - Madeira SAD (18H00)

CUP WINNER’S CUP – 3.ª Eliminatória

Benfica - Defronta o, HC Lovcen-Cetinje (Montenegro).

Calendário
1.ª Mão
Dia 26-11-11
HC Lovcen-Cetinje - Benfica (18H00) Benfica TV
2.ª Mão
Dia 27-11-11
Benfica - HC Lovcen-Cetinje (16H30) Benfica TV

NotaAmbos os jogos se realizam no Pavilhão da Luz.

CHALLENGE CUP – 3.ª Eliminatória

Sporting - Defronta o, Trabzonspor Hentbol (Turquia).

Calendário
1.ª Mão
Dia 26-11-11
Trabzonspor Hentbol - Sporting (17H00)
2.ª Mão
Dia 03-12-11
Sporting - Trabzonspor Hentbol (17H00)

Águas Santas - Defronta o, HC Kriens-Luzern (Suíça).

Calendário
1.ª Mão
Dia 26-11-11
Águas Santas - HC Kriens-Luzern (18H00)
2.ª Mão
Dia 03-12-11
HC Kriens-Luzern – Águas Santas (17H30)

O Noticias