gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 15 – 2013 / 2014

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase
17.ª Jornada
Vela Tavira 18 - 36 JAC-Alcanena
Juventude Lis 24 - 19 CA Leça
Alavarium 25 - 17 CS Madeira
Assomada 20 - 27 Maiastars
João Barros 27 - 25 Juventude Mar
Colégio Gaia 22 - 22 Madeira SAD

18.ª Jornada
Alavarium 22 - 27 Madeira SAD
Colégio Gaia 29 - 27 CS Madeira

Jornada muito interessante do campeonato, com um jogo grande, uma grande surpresa e a confirmação que nenhum jogo, à partida, tem um vencedor definido. Mas comecemos pelo jogo grande da jornada onde o Madeira Sad foi vencer em casa do campeão nacional, Alavarium.
 
Perante um público entusiasta (e que pena é em Portugal não existirem mais pavilhões com este ambiente), as campeãs nacionais queriam dar a volta aos resultados negativos das últimas semanas, mas tal não se verificou e a equipa confirmou o mau momento de forma que atravessa. O jogo foi excelente, com uma enorme intensidade mas a segunda parte do Alavarium foi péssima, com inúmeras falhas técnicas e sem soluções para ultrapassar Isabel Góis. O Alavarium viveu muito da fantástica capacidade de remate de Mariana Lopes e da velocidade de Ana Marques, mas com Mónica Soares a ser pouco utilizada (pensamos que por problemas físicos já que também não foi utilizada na véspera), com Cláudia Correia a anos luz do que já a vimos fazer e com as suas centrais Ana Seabra e Ana Neves muito apagadas, nunca conseguiu boas soluções ofensivas. E não compreendemos a opção de Ulisses Pereira manter Andreia Madail na baliza durante 45 minutos, defendendo apenas 4 remates. Com esta derrota, o Alavarium terminará esta fase em 3º ou 4º lugar, o que o levará a perder o fator casa que teve o ano passado. Veremos como Ulisses Pereira conseguirá dar a volta à situação e como irão aparecer as campeãs nacionais nos playoffs, onde tudo se decidirá. Quanto ao Madeira Sad, grande exibição defensiva, com uma agressividade perfeita e com uma Isabel Góis a provar que é, atualmente, de longe a melhor Guarda-redes portuguesa (e neste lote incluímos Daniela Pereira a jogar em França). E, na segunda parte, Ana Andrade voltou aos seus tempos áureos e assinou uma grande exibição com muitos golos de primeira linha. E, quando o Alavarium tentou a sua defesa individual, Cláudia Aguiar conseguiu desequilibrar e criar exclusões às adversárias. Depois do mau jogo de Sábado, as madeirenses vestiram o fato de macaco e mostraram que querem terminar esta fase regular na frente. E tudo se vai decidir no dia 15 de Março, altura em que se jogará o explosivo Colégio João de Barros / Madeira Sad.
 
Na véspera, as madeirenses foram surpreendidas pelo Colégio de Gaia. Depois de terem dominado a primeira parte, as madeirenses foram perdendo gás na segunda parte, cometendo muitas falhas técnicas, revelando incapacidade ofensiva e viram o Colégio de gaia empatar perto do fim. Márcia abreu fez um jogo notável, sendo das poucas que conseguia encontrar os espaços na defensiva do Colégio de Gaia para marcar golos ou assistir as suas colegas, nomeadamente Renata Tavares que esteve em bom plano. Mas fica a sensação que a equipa relaxou em demasia e acabou por pagar caro isso perante um Colégio de Gaia que, depois de maus jogos, fez uma excelente exibição, mostrando que é uma das mais imprevisíveis equipas do campeonato, capaz de passar do inferno ao céu em apenas uma semana. Sandra Santiago mostrou que, nos seus melhores dias, pode fazer com que o Colégio ganhe a qualquer equipa e quando na segunda parte disparou os seus remates, deu a volta ao jogo, bem acompanhada por Vanessa Silva e sobretudo por Bebiana Sabino que veio melhorar muito a qualidade defensiva da equipa de Paula Castro que, com esta aquisição, pode sonhar alto. Mas para isso é preciso que a mentalidade mude e que a equipa não jogue apenas bem contra as equipas melhores. Se o Colégio render ao nível deste Sábado, pode ser candidato ao título.
 
No Domingo, quase o inferno. O Colégio de Gaia ganhou ao Sports Madeira mas não perdeu para o susto e esteve sempre a correr atrás do resultado. A equipa de Gaia esqueceu-se de defender, permitindo remates fáceis de primeira linha e teve que suar muito para vencer, muito à custa de Vanessa Silva que voltou às boas exibições. Mas este susto pode ser uma excelente lição para uma equipa que tem jogadoras de grande qualidade mas onde falta uma mudança de mentalidades para jogar contra o Sports Madeira como contra o Madeira Sad (recorde-se que, já na primeira volta, o Colégio de Gaia tinha empatado com o Sports Madeira). As madeirenses fizeram uma bela exibição, com destaque para as suas atiradoras Sara Sousa e Mariana Sousa, além da esquerdina Anaís Gouveia. A equipa jogou descomplexada, sem medo de rematar à baliza e esteve à beira de uma surpresa, faltando algum discernimento na ponta final do encontro. 
 
Na véspera, o Alavarium venceu o Sports Madeira num jogo sem história, com superioridade das campeãs nacionais do princípio ao final, com Mariana Lopes em grande evidência, mostrando todo o seu poder rematador, com Lisa Antunes a fazer o seu melhor jogo depois de longa lesão e com a sua Guarda-redes Andreia Madail em grande plano. O Sports Madeira esteve muito mal na concretização, salvando-se Odete Freitas com excelentes remates de ponta esquerda e com Mariana Sousa a lutar para inverter o resultado. Apesar de tudo, a diferença entre ambas as equipas foi sempre grande e ambos os treinadores geriram os seus plantéis mais a pensar nos jogos do dia seguinte. 
 
Em Lisboa, o Maiastars venceu o Assomada. A vitória não foi fácil, mas foi justa e são com estas vitórias que a equipa da maia vai conquistando um lugar nos playoffs. Uma vez mais, Diana Oliveira foi a grande figura do encontro, carregando a equipa ao colo e mostrando que a idade não interessa na hora de jogar andebol. Desta vez, foi muito bem acompanhada por Dulce Oliveira que está a ressurgir esta época. Uma vitória assente numa excelente coesão e agressividade defensiva que conseguiu contrariar o maior poder físico das lisboetas. O Assomada que faz grandes exibições com as melhores equipas do campeonato, transfigura-se para pior quando defronta as outras equipas e foi uma sombra do que fez nas últimas semanas, nunca encontrando soluções para ultrapassar a defesa do Maiastars. Salvaram-se as velozes Nádia Fernandes e Carla Mendes mas o ataque organizado foi uma desgraça, com inúmeras falhas técnicas e má seleção de escolha de remate. E o Assomada não se pode esquecer que, para se salvar da descida, terá que triunfar perante as equipas do fundo da tabela, de nada valendo as boas exibições contra os “grandes”. 
 
Em Tavira, um jogo muito desequilibrado com o Jac a não dar qualquer hipóteses ao Tavira. A equipa de Alcanena dominou como quis, com Patrícia Rodrigues a liderar, uma vez mais, a equipa e com Ana Rita Henriques a mostrar que está em nítida subida de forma. A equipa de Marco Santos parece cada vez mais destinada a terminar a primeira fase em 4º ou 5º lugar, naquele que se prevê um duelo muito interessante na primeira ronda dos playoffs diante do Colégio de Gaia. Quanto ao Tavira, com exceção das irmãs Faleiro, exibições muito sombrias de uma equipa que tem que melhorar bastante para escapar à despromoção mas que passa semanas que, por motivos académicos, as suas jogadoras não podem treinar juntas. Assim fica muito difícil? 
 
O Colégio João de Barros venceu a Juve Mar mas também não ganhou para o susto. Depois da sensacional vitória em Aveiro na semana passada, as vice-campeãs nacionais encararam este jogo demasiado desconcentradas, sem a atitude defensiva que as caracteriza. Difícil destacar alguém numa equipa que só na segunda parte percebeu que poderiam não vencer o encontro e que aí sim deu 100% mas numa altura em que o jogo não estava nada fácil. Quanto à Juve Mar, grande atitude lideradas por Teresa Santos. A equipa de Paulo Martins tem provado o seu valor, tem dado excelente réplica com praticamente todos os adversários e, apesar de não nos parecer poder chegar aos playoffs, dá sinais claros que se vai manter na primeira divisão pois a sua qualidade de jogo é bastante superior às duas mais fracas equipas da competição.
 
Finalmente, em Leiria, a Juve Lis venceu o Cale mas teve que sofrer muito. Um jogo algo quezilento em que a equipa de Leiria esteve uns furos abaixo daquilo que vem fazendo nas últimas semanas de competição. Valeu Ana Gante que não deixou os seus créditos de rematadora por mãos alheias e mais uma excelente exibição de Sofia João que está a aproveitar muito bem a ausência de Tatiana Góis para mostrar todo o seu valor. Apesar da exibição menos conseguida, mais uma vitória para a equipa de Leiria. Quanto ao Cale, quinta derrota consecutiva e as contas para os playoffs continuam a complicar-se naquela que parece ser já uma luta a dois entre a equipa de Leça e o Sports Madeira. Cristiana Morgado está em clara subida de forma, ao contrário de outras atletas, longe de apresentar um bom momento. Defensivamente, a equipa esteve em excelente plano, mostrando agressividade mas ofensivamente o Cale tem estado muito mal e tem que melhorar muito até ao dia 15 de Fevereiro, onde estará no Funchal a defrontar o Sports Madeira naquele que consideramos ser o jogo que decidirá a última vaga em aberto para os playoffs.
 
Voltamos a dizer: Este está a ser o campeonato mais disputado das últimas épocas e vem provar que este modelo competitivo era aquele que viria a nivelar o campeonato feminino e a torná-lo uma prova verdadeiramente interessante.
 
Críticos Femininos

28 comentários:

Anónimo disse...

Se o Maia é uma equipa do fundo da tabela???? então!!! e as outras... O Banhadas tem que contratar melhores cronistas e chefes de redação !!!

Anónimo disse...

Grande Madeira!!!! Mesmo sem o apoio do Alberto João, a provarmos que somos a melhor escolha de andebol do país!

Grande vitória num pavilhão sempre muito difícil contra um público fanático e contra uma equipa de muita qualidade.

Mas nós somos Madeira e caminhamos para um título que o ano passado nos fugiu injustamente!

Anónimo disse...

Você deve ler mal. Na crónica ninguém diz que o Maiastars é do fundo da tabela. O que se diz é que o Assomada para se salvar tem que ganhar (no futuro) às equipas do fundo da tabela. E é a pura verdade!

Mas a malta da Maia anda muito sensível, por isso faz as figurinhas que fizeram na Juve Mar...

Anónimo disse...

Fora de tópico:

Como leitor assíduo do vosso blogue e das vossas análises e só tenho a agradecer existir este blogue para tomar-mos conhecimento do andebol feminino, mas desta vez tenho que fazer um critica negativa mas a chamada critica construtiva, acabou este fim de semana a primeira fase da PO10 nos 3 grupos e não fizeram qualquer análise as equipas aos jogos aos grupos, continuo a ter a mesma opinião que a PO10 apesar de estar incorporada nas competições regionais não vale menos nem é menos credível que as outras competições dita nacionais, há bons jogos, boas jogadoras e competitividade. Brevemente vai começar a segunda fase de acesso a primeira divisão e gostava sinceramente que fizessem um "melhor serviço" sobre a PO10 do que fizeram agora
Abraço

Jorge Almeida disse...

Anónimo 28 de Janeiro de 2014 às 17:29, sem querer falar pelo Banhadas nem pelos Críticos Femininos (suponho que ambos os colectivos são formados por adultos que se sabem defender), estes últimos sempre definiram que só fariam crónicas sobre a PO09.

Além disso, o Banhadas refere-se somente à Taça de Portugal. Opções "editorais" que penso se deverem à falta de pessoas que elaborem crónicas sobre as outras provas.

Caso o Anónimo tenha vontade e tempo, sempre pode aproveitar o convite que o Banhadas sempre deixou no lado direito do e-mail (na parte das "Informações"), e enviar-lhes crónicas (neste caso, sobre a PO10) para banhadasandebol@gmail.com.

Eu, o colectivo do Banhadas, os Críticos Femininos e os restantes leitores deste blogue agradecemos esse esforço, e ficamos à espera das suas crónicas sobre a PO10.

Anónimo disse...

já se leram vários posts acerca do jogo juve mar - maia, mas o que é que se passou? tanto que não houve comentários acerca desse jogo...
consegue nos informar senhor anónimo das 01:30 de 28 de Janeiro???

Anónimo disse...

Eu acho piada aos comentários que tem sido feitos semana após semana pelo banhadas e pelo assíduos comentadores das mesmas, em relação ao CALE.
O CALE é uma equipa como todos perceberam que sofreu algumas perdas de atletas de vulto (só assim de repente podíamos falar de Ana Costa, Sofia Mota, Sofia Osório, Joana Santos). Na prática saiu TODA a meia distância da equipa. Equipa essa apelidada ao longo da época passada de fraca. Para todas essas saídas entraram apenas duas atletas seniores.
Como é que seria possível o CALE estar a lutar por um lugar no Playoff?!
Só se fosse "roubar" umas atletas às outras equipas agora em Janeiro. Como o fazem algumas equipas que época após época deformam atletas com qualidade.
Será com toda a certeza uma grande vitória para toda a equipa sénior calense não descer de divisão.
Alguém acredita que o CALE vai ganhar à Madeira ao Sports?!
Não me façam rir amigos!

Anónimo disse...

É sempre bonito ver jogar em Aveiro as 2 equipas com os 2 piores treinadores nacionais no femenino...vale pelas jogadoras que têm...

Anónimo disse...

Mas afinal o que é que se passou no jogo juve mar - maia? como não houve comentários desse jogo aqui, ficamos todos na dúvida.
Quer esclarecer o que se passou, Sr. Anónimo de 28 de Janeiro de 2014 às 01:30?

Anónimo disse...

O Banhadas não fez a crónica do jogo entre a Juve. Mar e Maia, porque o Banhadas fala de Andebol. Boxe é com outros Blogs.

Anónimo disse...

treinador das seniores do almeida Garrett despedido. troquem de presidente.

Anónimo disse...

Porque é que não te candidatas?fazes melhor?conheces o Almeida Garrett por dentro?ou és um daqueles que fala fala fala e na altura de fazer foge???

Anónimo disse...

não há ninguem que comente aqui no blog que tivesse presente no dito jogo e possa contar o que aconteceu??? ou há alguma coisa a esconder que não se pode mesmo saber???
e tanto quanto sei ninguem teve castigo depois desse jogo...

Anónimo disse...

Sr. Jorge Almeida:
Respeito a sua opinião e respeito a decisão do banhadas em só falar da PO9, tanto respeito que como disse sou leitor assíduo do blog. Só acho que acaba por ser um pouco falta de respeito atletas, treinadores e equipas que trabalham diariamente, se esforçam se dedicam à modalidade e nem uma linha ser escrita só mesmo por isso.
Eu infelizmente não tenho tempo por motivos profissionais as vezes nem para ver os jogos quanto mais estar nos pavilhões a fazer as análises e enviar para o blog, se tivesse tempo teria todo o gosto em fazer isso.
Quanto à falta de pessoas para fazer as análises penso que é uma "desculpa" que não cola
Abraço

Anónimo disse...

29 de Janeiro de 2014 às 22:12

Só agora??? já vai tarde...

Anónimo disse...

Já vem o discurso da treta do Cale: se ganham são grande escola de formação e trabalham a sério, se perdem é por culpa dos árbitros ou porque as atletas são isto ou aquilo...
Haja paciência para esta gente.
Enquanto a Madeirense levou toda a gente ás costas, andavam todos inchados e cheios de presunção. Agora que têm de jogar com a prata da casa, é o que se vê: atletas fracas e preguiçosas, que estão a jogar pior a cada ano que passa. Só as atletas que vão entrando provenientes de outros clubes vão ajudando a disfarçar o facto de que a equipa não tem qualidade e joga mal!
Os responsáveis do Cale continuam a mandar embora boas atletas ano após ano.
As que ficam, por comodismo, já estão fartas de aturar sempre as mesmas pessoas e as mesmas atitudes parvas. Falta motivação para trabalhar a sério e é só uma questão de tempo até que as novas atletas se estraguem também.

Anónimo disse...

O Banhadas não fez a crónica da JuvMar - Maiastars, mas eu li no SITE da AABraga essa crónica...

Anónimo disse...

se despediram o treinador das seniores do almeida Garrett pelos maus resultados então também deviam despedir o treinador das infantis porque essse senhor não percebe nada.

Anónimo disse...

No dia que houver(finalmente) eleições e alguém ocupe o lugar do presidente do garrett, tenho a certeza que esse alguém irá fazer muito melhor do que ele está a fazer.
Feliz aquele que não conhece o garrett por dentro.

Anónimo disse...

Ai o treinador é que foi despedido? Ao menos alguém sabe a razão? Muito se sabe no banhadas, por isso é que eu adoro este blog. Aquele presidentezeco que tem a mania que sabe tudo é que devia ser despedido. É uma autentica vergonha para a modalidade. Então se quisermos entrar pelo kakyGaia iríamos ter aqui uma longa discussão. Ele que ganhe dois dedos de testa e que se demita porque a credibilidade dele é igual a 0. E está a levar o clube atrás.

Anónimo disse...

Qual deles?

Anónimo disse...

Fora de tópico:

Lá foi o Salgueiral na PO10 lool
Toda agente "enrr*b* o salgueiros, seja no campo como na epoca passada na fase final como na secretária, eles devem ter em stock kilos de vaselina...

Anónimo disse...

e já agora: o s. bernardo não sabia que tinha de ter escalões de formação para competir na próxima fase??? ou andaram a jogar só para aquecer? As coisas estão mal esclarecidas com os clubes ou então à alguém que gosta de fazer figuras tristes

Anónimo disse...

Em relação ao Garrett enquanto aquele otário daquele presidente estiver lá, nada vai andar para a frente, é sempre a destruir o que tem.
E já agora, Anônimo 30 de Janeiro de 2014 às 00:38 porque não dizes quem és? Quase que aposto que és da família do presidente ou dos grandes braços direitos dele! aposto que até uma iniciada ou juvenil fazia melhor trabalho que esse 'senhor' que está na presidência! Sempre a mamar dinheiro.

Anónimo disse...

O que é que se passou com o Salgueiros?

Anónimo disse...

Vai-te "catar" ó Passos Manuel.
Rabo frio, postes de basket no meio e 5 euros de bilhete!
Espera lá por mim sentado a apoiar a tua equipa contra o Porto.
Fico a ver na tv.

um adepto

Anónimo disse...

tenho algumas dificuldades em perceber que tipo de pessoas andam no nosso andebol. Basta vir aqui e ler alguns comentários. Não faço parte do blog nem nunca colaborei. Desconheço quem sejam os responsáveis. O que sei, porque é lógico, é que este blog como muitos outros são feitos por carolice. As pessoas colaboram como podem e quando podem e não têm qualquer tipo de responsabilidades porque não são profissionais. Devem ter também os seus empregos. Ver alguém queixar-se, não aceitar a resposta e depois ainda dizer que ele próprio não tem tempo é uma enorme falta de discernimento no mínimo. Que se queira que o banhadas alcance mais escalões, divisões e etc até é bom...agora exigir é de mais.
De resto, é mais do mesmo. Acusações, provocações e diz que disse. Treinadores que nada valem, dirigentes que idem e as jogadoras adversárias que são repugnantes. Lendo isto que escrevem aqui em todos os posts não dá grande vontade de entrar ou continuar na modalidade. Por outro lado o que eu vejo nos pavilhões são atletas mal preparadas fisicamente e com grandes lacunas não só no andebol mas naquilo que é o desporto colectivo. Há culpa dos treinadores? Acredita que também terá de haver. Há culpa das atletas? Não tenho a mínima duvida. Trabalhem, esforcem-se e vejam as atletas de topo. Nesta geração da internet aprender com os melhores é fácil. Antes, era preciso apanhar um avião e ver "in loco". Agora é só um clic. Falta é vontade, para isso e muito mais.

Anónimo disse...

O anónimo do ultimo post, tocou na ferida.. isto infelizmente é uma grande parte do nosso andebol. Sejamos honestos: todos têm que ser mais profissionais, mais sérios, com mais qualidade e ajudarmos a evoluir a nossa modalidade que tanto amamos. Pelo menos eu!!