gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Andebol Adaptado e a Solidariedade

Solidariedade é o ato de bondade com todas as pessoas a nossa volta, com prioridade das pessoas com mais dificuldades alimentares, financeiras e físicas.
 
Na Sociologia existe o conceito de solidariedade social, que subentende a ideia de que os seus praticantes se sintam integrantes de uma mesma comunidade, portanto, sintam-se independentes.
 
Nós não podemos ficar alheios a um ato de Solidariedade pura e em especial para alguém que pratica o Andebol Adaptado, assim transcrevemos na integra um email recebido e devidamente identificado, e para o qual chamamos a atenção de todos os nossos leitores.
 
Transcrição
 
“Olá banhadas:)
 
Como o banhadas é o maior exemplo de blogs de andebol, e como o andebol é mágico e especial seja de que forma for, dou a conhecer a história do João Jerónimo, antigo atleta do Sismaria que em 2004 teve um acidente em que lhe foi amputada a perna direita, mas como verdadeiro atleta que é, não desistiu de jogar andebol e neste momento é jogador de andebol em cadeira de rodas da APD Leiria.
 
O João tem um sonho, que todos nós podemos ajudar a concretizar:)
 
Deixo aqui a história do João, escrita com as suas palavras:
"Boa tarde a todos, para quem me conhece sabe que sou uma pessoa que gosta de querer atingir os seus objectivos e ter as suas coisas sozinho, e sempre assim!
 
No entanto desta vez vou pedir vos a todos a vossa ajuda a conseguir concretizar este sonho que partilho vou partilhar com vocês.
Meu nome é João Manuel Jerónimo, sou de Leiria e tenho 25 anos, desde de pequeno pratiquei sempre desporto nomeadamente Andebol que é e sempre será o meu desporto numero um, em 2004 tive um grave acidente em que me foi amputada a minha perna direita na totalidade (desarticulação total da anca), confesso que foram uns anos de recuperação e de adaptação nada fáceis, mas a vida as vezes prega nos estas grandes partidas, no entanto não deixamos de viver, a vida continua e temos de ir a luta todos os dias.
 
Com isto o sonho de poder praticar Andebol deixou de poder ser possível, pois ainda não existia qualquer adaptação ao andebol em 2004, no entanto após estar recuperado do Hospital, eu disse para mim mesmo que um dia seria possível novamente poder praticar o desporto que tanto gosto, não sei como isso um dia podia ser possível, mas um dia iria conseguir, tanto que os meus emails e contactos para a Federação Portuguesa de Andebol em 9 anos foram contínuos e sempre tentei que alguma coisa se fizesse.
 
No entanto em 2005 decidi que tinha de entrar novamente na vida desportiva independentemente qual fosse, recebi convites para praticar Atletismo, Ténis e Natação, optei por experimentar natação em que ainda consegui grandes resultados, onde me sagrei em 2008 Campeão Nacional 100m Bruços, derivado ao trabalho em 2010 optei por deixar o desporto e progredir na minha vida profissional.
 
No entanto continuei sempre a querer voltar a fazer desporto que em 2012 tive o conhecimento que iria haver uma formação de Andebol Adaptado em Cadeira de Rodas em Leiria, não hesitei sequer uma vez e fui. 
 
Experiência única que só eu sei o que senti naquelas 2 horas de formação, e quando então veio a pratica nem imaginam a emoção e alegria que senti. 
 
Hoje em dia pratico Andebol em Cadeira de Rodas graças a Associação Andebol de Leiria que me deu a oportunidade de poder tomar conta deste projecto em Leiria, e acima de tudo a toda a minha nova família que ganhei na APD - Leiria (Associação Portuguesa de Deficientes de Leiria), sem eles nada disto seria possível, foram eles que me acolheram, foram eles que me fizeram sonhar com isto de novo, foram eles que me ensinaram e ainda hoje me ensinam como anda na cadeira de rodas, como deslocar, como fintar como progredir.
 
Actualmente pratico 2 modalidades Andebol em Cadeira de Rodas e Basquetebol em Cadeiras de Rodas (apesar de nunca ter praticado hoje gosto e ganhei um carinho muito grande pelo Basquetebol pois se o Basquetebol não existisse ainda hoje poderia não praticar a modalidade que tanto gosto o Andebol). 
 
Tudo isto é uma pequena historia de tudo o que se tem vindo a acontecer comigo, criei este grupo para pedir a vossa ajuda de para eu continuar a poder praticar e acima de tudo progredir na minha carreira desportiva eu necessito de adquirir uma Cadeira de Rodas adaptada a mim, estas cadeiras são adaptadas consoante a deficiência de cada um, a que actualmente tenho e pratico já está com muitos anos e não é a mais correcta para me poder ajudar a progredir desportivamente, o meu pedido vai em que todos me consigam ajudar a adquirir esta mesma cadeira (que poderei praticar as duas modalidades na mesma cadeira), são cadeiras infelizmente muito caras dai a pedir a ajuda de todos, pois sei que irei conseguir, se consegui praticar de novo o desporto que tanto gosto, dai a pedir ajuda de todos para adquirir esta cadeira.
 
O valor da cadeira são 3,750,00€ (três mil setecentos e cinquenta euros).
 
Para me ajudarem basta fazer uma transferência para esta conta que abri única e exclusivamente para esta iniciativa:

PT50 007900005504751710213
 
Peço que sempre que fizerem uma transferência me digam, pois faço questão de agradecer a cada um cada cêntimo que me dê. "
 
Deixo os contactos do João:
 
E-mail: jj_0913@hotmail.com

Envio também em anexo, uma fotografia do João quando jogava no Sismaria, o recorte de uma notícia sobre o João e ainda o cartaz sobre o sonho dele:)

Não sejamos indiferentes, façamos a diferença:)

Obrigada pela divulgação.
Saudações Andebolísticas”

Administrador

4 comentários:

Anónimo disse...

sem piada, mas sobre este assunto não existe um comentário, o que eu acho uma vergonha, infelizmente a minha situação financeira não me permite ajudar, mas certamente que muitas entidades incluindo estado e o IDPJ, e porque não a própria federação poderiam ajudar, o estado até sorteia carros e como alguèm já disse para as cadeiras de rodas juntamos tampinhas de plástico uma autêntica vergonha.

Um abraço e que o desejo seja concretizado.

Joana disse...

João tenho a certeza que vais conseguir :)

És um atleta exemplo para todos nós...

Vamos partilhar nos nossos FB's a história do João! Quantas mais partilhas melhor :)

Força :)

João Jerónimo disse...

Boa noite, infelizmente tenho de dar razão, se não for o povo português a unir se nestas iniciativas como sempre fizemos não temos nunca nada, desde já agradeço as suas palavras :)
Juntos iremos conseguir.

Um abraço
João Jerónimo

Joana disse...

O João tem um grupo de partilha no FB, fica aqui o link para quem quiser acompanhar a sua história:

https://www.facebook.com/groups/ApoiaJoaoJeronimo/