gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Competições Europeias 2013 / 2014 – XLIII

A participação Portuguesa nas provas Europeias este fim-de-semana, voltou a ter participação do FC Porto na Liga dos Campeões. 
 
Masculinos 
 
EHF CHAMPIONS LEAGUE 
FC PORTO EMPATA COM DUNKERQUE
 
Dunkerque HB 25 – 25 FC Porto 
O FC Porto defrontou em França no Pavilhão de Flandres (2500 expectadores de lotação), os franceses do Dunkerque HB, para a 9.ª Jornada do Grupo “B” da Fase de Grupos da Liga dos Campeões, defrontando uma equipa que venceu na 4.ª jornada (20-10-13), pela diferença mínima 22-21, este foi um jogo entre as duas equipas que já se encontram completamente afastadas da Fase seguinte da prova os 1/8 Final. Com um pavilhão com bastante público, o FC Porto obteve por culpa própria e alguma ingenuidade a oportunidade de vencer o jogo que disputou com os atuais lideres do Campeonato Francês. Com uma excelente defesa agressiva QB e um bom ataque planeado o FC Porto jogou os 30 minutos iniciais de igual para igual chegando a comandar o marcador por diversas vezes, e com os franceses a passarem para a frente do marcador apenas aos 21 minutos (10-9), para rapidamente os portugueses voltarem a equilibrar chegando ao intervalo no comando 14-13. Dizer ainda que neste período o FC Porto não teve o Hugo Laurentino dos seus dias. Pelo lado contrário tinha um Gilberto Duarte “endiabrado”, e João Ferraz demasiado precipitado no remate situação que veio a corrigir ao longo do jogo. Nos segundos 30 minutos com o dinamarquês Mick em grande forma chegou a desfrutar de 4 golos de vantagem 22-18 efetuando um parcial de 4-0 atacando a preceito e com eficácia e com Quintana a obrigar ao “arrefecimento” de Joli ao defender um livre de 7 metros. Mas uma branca, acompanhada por efeitos colaterais de falaremos mais tarde nesta crónica, levou a que o FC Porto estivesse cerca de 8 minutos sem marcar, permitindo a aproximação da equipa francesa até á diferença mínima (22-21). Depois a “ingenuidade” mais uma vez dos jogadores portugueses que ficaram á espera que a dupla de arbitragem marcasse faltas, após voltarem a colocar o marcador em 4 golos de vantagem a seu favor (25-21) cerca dos 26 minutos, permitiram 3 golos seguidos ao Dunkerque, que acaba por igualar o marcador através um livre de 7 metros, diga-se desde já dos poucos bem sancionados. Gilberto Duarte com 8 golos foi o melhor marcador do encontro, seguido de muito perto por João Ferraz com 7 golos. Nos franceses todo o destaque vai para o experiente Mohamed Mokrani com 4 golos. Dirigiu o encontro a experiente dupla da Bósnia, constituída por Amar Konjicanim e Dino Konjicanim .que demonstrou ser possuidora de um caseirismo atroz, sem critério no jogo passivo, sem critério na sanção progressiva, sem qualidade para dirigir um encontro da Liga dos Campeões, com a equipa Portuguesa a ser no nosso ver altamente prejudicada.
 
Com este resultado na prática o FC Porto assegura o 5.º lugar do seu grupo, apesar de ainda faltar disputar um jogo.
 
O Noticias

7 comentários:

Anónimo disse...

Inacreditável a forma como não se ganha este jogo! Que me perdoem mas acho que o treinador não esteve nada bem na gestão do grupo. Não percebi porque é que o Laurentino esteve na baliza todo o 1º tempo, quando estava claramente em dia não (o que até não é costume). Também não compreendo porque foram buscar o Sarmento ao ABC. Se não confiam nele mesmo nos dias em que o Moreira está ausente (é ver o número de ataques rápidos, por exemplo do Gilberto, em que na ponta direita não havia ninguém) então era certamente mais barato manter lá quem lá estava. Na transmissão televisiva foi possível ouvir o que foi dito nas interrupções pedidas pelo Porto, e,espanto, o treinador foi incapaz de dizer o que quer que fosse de jeito. Assim não dá!

Anónimo disse...

Infelizmente nós portugas continuamos a ser os mesmos apesar de algumas melhoras. Na europa temos de nos esforçar mais e, deixar de lado as lenga-lengas dos nossos maus costumes. Olhando para os bancos nota-se a diferença, de valores na idade dos jogadores. Laurentino e Gilberto podiam bem andar no campeonato Francês! Mas dos juniores e ex-juniores no banco do FCPorto, nenhum se aproveita. È aqui que as equipas do país perdem! Os outros não precisam fazer das tripas coração... E os seus campeonatos são muito mais competitivos.Ficar á espera dos árbitros fingindo em momentos decisivos é incrível! Revela a falta de profissionalismo no nosso andebol. O FCPortoperdeu de forma que, nunca deveria ter perdido e... aqui a culpa não pode sêr açacada ao treinador! Mas... sim aos jogadores! Já desconfiava mas, O Dinamarquês Shubert vai darque falar!

Anónimo disse...

...cá no nosso pagode, são os maiores; lá fora comem e calam! ...e assim se escreve em bom português!!

Anónimo disse...

Perder um jogo a este nível com estas palhaçadas e irreaponsabilidade não lembra ao diabo. Não adianta ter jogadores a serem falados no sete da semana ou ganhar um ou dois jogos e depois cairmos assim. Muito mau serviço prestado ao andebol Português.

Anónimo disse...

Há um ou dois jogadores do clube que deviam ter vergonha e mais profissionalismo. O Treinador devia estar bêbado pelo que (não) disse nos descontos de tempo. Isto é próprio de criancinhas. Será que andam tão cegos a mostrarem-se na europa que, depois cá vão andar descontraídos?
O Porto tem de fazer melhor porque com seriedade é possível.
Sr. Magalhães faça uma limpeza e expulse Martingos e amigos.

Anónimo disse...

Então o banhadas defende tanto o porto e cá não nota em nada de anormal? O treinador ia quase sempre prá rua! Passam o tempo todo a pressionar o árbitro fazendo-se de vitimas. No futebol é que se vão safando com o cobra cuspideira a marcar todos os golos de penalty! haja decência! Agora vem aí a fase de decisões e vamos ver quem beneficia. Dê para onde der vão ter que ultrapassar os lagartos em campeonatos. E o jogo em casa com o mesmo clube? Não foram beneficiados?

Anónimo disse...

Isto já não tem nada que enganar. quando for a decidir quem ganha, vão vir ao de cima os poderes da podridão que é o desporto em Portugal. Vai haver sempre equipas sem motivação e outras hipermotivadas. Aposto que o Futebol Corrupto do Porto ( com provas gravadas em som e imagem...) vence sempre porque, os outros ou jogaram mal, ou tiveram azar. Eles NUNCA nada lhes sái mal. São perfeitos... Por isso é que depois de chantagear o presidente da fed. de Basquete, como nada conseguiram e nada ganharam... fecharam a secção, com dívidas a jogadores...