gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Competições Europeias 2013 / 2014 – XLVI

A participação Portuguesa na Liga dos Campeões Europeus através do FC Porto, terminou hoje (19-02-14).Antes de entramos na verdadeira cónica do jogo, dizer que foi uma digna participação. 
 
Masculinos  
EHF CHAMPIONS LEAGUE
FC PORTO PERDE COM THW KIEL
 
THW Kiel 30 – 25 FC Porto 
O FC Porto defrontou na Arena de Kiel, com mais de 7,500 espectadores o “colosso” THW Kiel na 10.ª e última jornada do Grupo “B”, com quem já tinha perdido no Dragão Caixa por 31-27, com uma excelente exibição conforme na altura se disse. Desta vez perdeu apenas por mais um golo de diferença (5), no encontro que marcava o fecho do Grupo, mas efetuou uma exibição abaixo das espectativas, principalmente nos primeiros 13 minutos, em que mostrou uma equipa inibida perante o ambiente e o adversário, quando nada o justificava, iniciando o encontro com demasiado “respeito” pelo Kiel, e com alguns dos seus jogadores demasiados precipitados no remate e com uma defesa que não se entendia, permitindo que os pontas adversários fizessem precisamente aquilo que os pontas portugueses não conseguiam, que era marcar, e deram demasiada liberdade ao adversário na linha dos 6 metros. O FC Porto demonstrou pouca agressividade na organização defensiva, no ataque eram demasiadas as falhas (deve dizer-se a bem da verdade que nunca assistimos a um jogo em que ma equipa acertasse tantas vezes nos postes e na barra da baliza adversária, como o FC Porto neste encontro). No ataque o FC Porto mostrou-se demasiado previsível e lento nas suas ações, a sua eficácia de remate nos primeiros 30 minutos era de apenas 21%. Estas razões no nosso entender levaram a que aos 13 minutos de jogo o Kiel se encontrasse a vencer por 10-1, ou seja a maior diferença registada em todo o jogo. Depois uma melhoria progressiva de João Ferraz por exemplo (terminou cm 5 golos), permitiu que o intervalo chegasse com um resultado mais aceitável 17-11 a favor dos alemães. Nos segundos 30 minutos, a equipa Portuguesa conseguiu uma forte melhoria na sua produção de jogo tanto a nível defensivo como no ataque chegando a reduzi para uma diferença de apenas 4 golos (44 e 50 minutos), com fortes hipóteses de reduzir para 3 (três) e falhou um ataque neste momento com uma falha técnica, provocou alguns “calafrios” á equipa alemã e aos seus apoiantes que se viram “obrigados” a aumentar o ritmo de apoio á sua equipa, obrigando a que ´técnico alemão, usasse todos os seus time-out e se encontrava deveras irritado. Os melhoramentos registados na equipa nos segundos 30 minutos não são alheio Hugo Laurentino e Pedro Spínola (5 golos) e até Gilberto Duarte também com 5 golos nas com uma eficácia baixa na nossa opinião. De salientar a exibição do guarda-redes sueco Sjosrand na baliza do Kiel, e do alemão Christian Zeitz com 6 golos. Terminamos com um obrigado á equipa que dignificou até poder e a mais não era obrigada o desporto Nacional e em Especial o Andebol. Dirigiu o encontro a dupla Croata composta por Matija Gubica e Boris Milosevic, que o melhor que se pode dizer foi que quase que não se deu por eles.
 
O FC Porto classificou-se em 5.º Lugar do seu Grupo. (Não fornecemos a Classificação final por ainda existirem encontros por disputar, no entanto em termos de apuramento, para os 1/8 final, estão apuradas no Grupo “B” THW Kiel (Alemanha), Kif Kolding (Dinamarca) KS Vive Tragi Kielce (Polónia) e Orlen Wisla Plock (Polónia)
 
O Noticias

4 comentários:

Jorge Almeida disse...

Relato do jogo na EHFCL.com (em Inglês):

http://www.eurohandball.com/article/18646

São muito mais centrados no desempenho do Kiel que a crónica do Banhadas. Mas vai dar ao mesmo ...

Anónimo disse...

O Porto aqui não consegue impor o seu estilo...
Davyes cái e não lhe ligam e por aí fora! Cá bata resmungar e logo se arranja qualquer coisa... Porque será? O treinador é que teve piada. Em Portugal não o mandam calar...
Só o Gilberto se aproveita, reconheço-lhe valor e regularidade!

Anónimo disse...

Parabéns ao Porto.

Melhor....? só com o andebol nacional noutro nível e mais investimento.

Não deixa de ser útil para se ganhar experiência e mais uma vez comparar-se realidades andebolísticas diferentes, para se perceber qual o caminho a percorrer.

Equipas como Kiel, são altamente profissionais, com investimentos muito elevados, numa racionalidade diferente da nossa, em que pensamos pequeno, do desenrasca, pais com uma imensidão de diplomados e mestres, certos sobre o que fazem, menos convictos nas responsabilidades.

Anónimo disse...

Ó anónimo das 19,14 ...
o que deveria dizer é que o FCPorto na prova internacional é respeitado ao contrário em Portugal há umas duplas de árbitros que terão como missão impedir o Porto de ganhar, particularmente nos jogos contra o Benfica, Braga ,Sporting. E é por isso que jogadores como WD,GD e TR terão que emigrar porque cá não conseguem jogar andebol e nós continuaremos com o nosso andebolzinho...