gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 27 de março de 2014

PO09 – Entrevistas a Técnicos – VI

A entrevista com as respostas da Técnica do Assomada (Maria Semedo)
Qual o balanço que faz da prestação da sua equipa até ao momento?
 
O balanço é mau para não dizer péssimo. Ficámos muito abaixo das expectativas, entrámos mal no campeonato devido ao nossa pré-época tardia, fomos melhorando mas na altura decisiva de cada jogo a ansiedade e a falta de maturidade e de experiência vêm ao de cima prejudicando imenso os nossos resultados. Houveram lesões pelo meio que não ajudaram. Tivemos falta de banco o que para as aspirações do Clube foi prejudicial.
 
Quem são para si os principais candidatos ao título?
 
Penso que o Madeira Sad com as jogadoras experientes que tem e uma Guarda Redes que é capaz de segurar o resultado nos momentos decisivos, está em pé de igualdade com o João de Barros que tem um plantel reforçado e cheio de soluções. Mas acredito que o Alavarium ainda irá entrar na corrida para o título.
 
Quem é, até ao momento, a melhor jogadora do campeonato e a jogadora revelação?
 
Penso que a Patrícia Rodrigues tem sido a melhor jogadora e a Diana Oliveira a revelação.
 
Qual o pavilhão mais difícil de jogar?
 
Tendo em conta que ainda não fomos ao pavilhão do Juve mar, penso que é o pavilhão do Maiastars. Fomos bem recebidos, não nos deixaram jogar e o público é ferrenho e interage mais.
 
Por que é que em alguns jogos comparecem tão poucas jogadoras?
 
Nós entramos no campeonato limitadas de Jogadoras, com as lesões as coisas pioraram.
Muitas vezes, as atletas que trabalham não conseguem folga ao fim de semana e a falta de maturidade por vezes prejudica pois não aparecem para treinar.
Na próxima época esse problema penso que será resolvido com os escalões de formação.

A maior parte dos analistas, acha que o Assomada tem das jogadoras com maior potencial de futuro. O que falta para que a equipa tenha bons resultados?
 
Sim, elas têm potencial mas se não estão disponíveis para evolução e para aprendizagem?
Falta o resto, disciplina, educação, alguma humildade, falta-lhes vir treinar e não vir ao treino. Falta a este grupo um espírito ganhador, de sacrifício e de entrega. Falta que acreditem no seu potencial.
 
Porque é que a equipa joga melhor contra as melhores equipas e fraqueja contra os mais fracos?
 
Nestes jogos, não se lhes mete pressão nenhuma e julgo que será isso, elas não entram ansiosas, o nervosismo não está presente e as coisas acabam por sair com naturalidade. Enquanto que, com os ditos "os mais fracos" que penso serem do nosso campeonato que se lhes atribui a missão de ganhar de pontuar, de jogar bem, são traídas pelo nervosismo, a ansiedade ganha peso e a falta experiência vem também ao de cima prejudicando e fazendo com elas façam erros prematuros nas horas decisivas que é onde devíamos segurar os resultados. 
 
Quais as grandes diferenças que encontrou na primeira divisão, em comparação à segunda?
 
Na 2ª divisão não tivemos grandes obstáculos, não fomos forçadas a defender o jogo todo, a batalhar cada jogo, o Tavira foi único que nos fez frente, tanto que acabamos em igualdade de pontos e a nossa melhor arma foi a velocidade daí a ter-mos resultados confortáveis.
Chegámos à 1ª divisão, encontramos equipas com tanta velocidade como nós mais experientes, tecnicamente mais fortes, os jogos são batalhados até ao último minuto, defesas mais agressivas e boas Guarda Redes para a minha equipa o nível de eficácia baixou muito sendo isso, um dos principais problemas que estou a combater. E em condições normais venceremos jogos porque normalmente, o nome de qualquer equipa contra a nossa numa balança, a balança tende sempre a cair para o outro lado o que é complicado. 
 
Qual a classificação final que lhe permitiria ficar contente?
 
Ainda é possível lutar pela manutenção a ideia é não baixar os braços e continuar a lutar.
 
Críticos Femininos

2 comentários:

Jorge Almeida disse...

Fora de tópico:

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstas entre 28 e 30 de Março de 2014:

http://andeboltv.blogspot.pt/2014/03/lista-de-transmissoes-entre-24-e-30.html

Anónimo disse...

No mundo do Andebol nacional é de aplaudir o trabalho e esforço de pequenas equipas como o Assomada, de quem anda por gosto, por vezes longe dos corredores e vaidades.

Com mais recursos fazem muito mais.

Sucesso e força.