gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Turquia por 40-25 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 31 de maio de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 31 – 2013 / 2014 - II

Crónica possível dedicada á PO02, dedicada Á Fase Final com a realização da 6.ª e primeira Jornada da 2.ª volta.
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional
6.ª Jornada
Xico Andebol 29 - 24 CDE Camões
ADC Benavente 25 - 33 Benfica "B"
São Mamede 22 - 27 Santo Tirso 
 
Continuam atuais os princípios, já anunciados por diversas vezes, “de que este campeonato irá ser disputadíssimo, principalmente entre as equipas oriundas da zona norte, onde a discussão pelos lugares de acesso à prova principal da modalidade serão o puro exemplo do que estamos a afirmar.”
 
Na jornada que assinala o início da 2.ª volta da prova, verificou-se o facto relevante de que todas as equipas sem exceções confirmaram os resultados verificado na 1.ª volta da prova. Assim como se confirma o total domínio das equipas oriundas da Zona Norte, de onde sairá certamente não só o Campeão Nacional, como a outra equipa que ascenderá á 1.ª Divisão Nacional, estas previsões da nossa parte são feitas com uma margem de erro quase nula. Continuando nós  com a nítida a sensação de que existem equipas nesta fase da prova, que dão como cumpridos seus objetivos ao aqui chegarem, e portanto nada mais existe a fazer do que cumprir o calendário, temos fortes duvidas e dizemo-lo com toda a frontalidade, “no nosso entender” esta procedimento não é certamente procedimento mais correto, embora tenhamos a noção de que existem condicionantes futuras, que poderiam pôr em causa alguns projetos, e que justificam esta atitude, de “dever cumprido”. O Xico Andebol, recebeu o CDE Camões e venceu conforme seria de esperar, mas as dificuldades sentidas não estão diretamente refletidas no resultado, que foi totalmente construído durante os primeiros 30 minutos. Com os lisboetas a equilibrarem totalmente o encontro durante o segundo período de jogo. A Grande figura do encontro acaba por ser João Oliveira do CDE Camões com os seus 14 golos, mas que foram insuficientes para levar a sua equipa a outro resulta. O Xico Andebol, continua a ser a única equipa nesta Fase Final que apenas contabiliza vitórias. Em Benavente nova derrota da equipa ribatejana, continuando a ser a única equipa só com derrotas nesta Fase Final, com a agravante, na nossa opinião que já nem enche o pavilhão como era normal durante os seus jogos como visitado. Neste encontro em que recebeu o Benfica “B”, ainda deu um ar da sua “graça”, ao chegar ao intervalo a vencer por 16-14, mas fi como se costuma dizer “sol de pouca dura”, com os encarnados a fazerem valer a sua superioridade, apesar de Ricardo Barrão estar de volta aos golos, marcou 8, mas Ivo Santos do Benfica com 10 golos acaba por ser o melhor marcador da equipa e do jogo, sendo bem acompanhado por João Moreira com 7 golos. Por tivemos um São Mamede / Santos Tirso, que acaba por ser o único jogo com relatório disciplinar (duas desqualificações diretas), venceu normalmente a equipa de Santo Tirso, que já se encontrava na frente do marcador ao fim dos 30 minutos iniciais por 14-11. Tiago Andrade do São Mamede com 7 golos acaba por o melhor marcador do encontro. Na equipa de Santo Tirso os golos foram divididos por vários jogadores. Este encontro acaba por ser aquele que teve melhor assistência (150), mas longe das assistências que já tivemos noutras jornadas desta prova. Após esta Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º Xico Andebol (18 pontos), 2.º Santo Tirso (16 pontos), 3.º São Mamede (12 pontos), 4.º Benfica (11 pontos), 5.º Camões (9 pontos), 6.º ADC Benavente (6 pontos).
 
O Banhadas Andebol

PO06 Fase Final – 2013 / 2014 - V

Cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada num novo formato competitivo. E que se confirmou na sua total plenitude, a nossa previsão, de grande equilíbrio e forte competitividade, apesar da presença de uma seleção numa prova de clubes.
 
Nota – dar os parabéns pela iniciativa da Andebol TV em transmitir um jogo deste escalão o que pensamos ser inédito
 
ÁGUAS SANTAS CAMPEÃO NACIONAL  

PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos

Fase Final
5.ª Jornada
CCF Madeira 22 - 20 ABC
Águas Santas 26 - 18 Benfica
 
O equilíbrio existente na jornada anterior, nesta apenas se verificou no jogo disputado na Madeira onde a equipa representativa da Região venceu o ABC, num encontro de grande equilíbrio, com os minhotos a vencerem ao fim dos primeiros 30 minutos por 11-10. Com esta vitória a equipa madeirense obteve a sua primeira vitória nesta Fase Final da Prova. Mais uma vez foi um encontro disputado com uma excelente moldura humana. A jornada encerrava ainda um outro jogo que tinha como aliciante saber até que ponto a equipa maiata, mantinha a sua invencibilidade, e poderia a uma jornada do fim da prova sagrar-se Campeã Nacional. Pois ao vencer de uma forma clara o Benfica que entrou no jogo de forma demasiado nervosa e cometendo inúmeras faltas técnicas, permitiu que a equipa do Águas Santas se adianta-se no marcador e chegasse ao intervalo já a vencer por 13-9. Os segundos trinta minutos, foram jogados com a equipa lisboeta praticamente sempre em inferioridade numérica, inferioridade que nunca pôs em causa a superioridade da equipa nortenha, mas que tem influência certamente nos jovens praticantes. No Segundo período a diferença chegou a atingir os 10 golos (26-16) quando estavam decorridos cerca de 55 minutos de jogo, até final do encontro ainda a equipa do Benfica marcou mais 2 (dois) golos, que apenas serviram para atenuar a diferença que se chegou a registar. Este encontro foi disputado com um pavilhão muito bem composto de público, o que nos apraz registar com agrado. Uma nota positiva para os guarda-redes tanto do Benfica (Gustavo Capdeville) como do Águas Santas (Pedro Pacheco), destaca-se ainda o Lateral da equipa Maiata José Pedro Barbosa com 8 golos e para Miguel Gomes da mesma equipa com 6 golos. No Benfica Tiago Martins com 5 golos foi o seu atleta mais produtivo. A arbitragem da dupla Aveirense Rui Almeida / António Oliveira, foi uma arbitragem com demasiado protagonismo, e com um completo exagero no número de exclusões em especial no 2.º período de Jogo, pois estamos cientes de que em jogos de escalão mais elevado o critério disciplinar não seria certamente o mesmo. Um alerta que não se compreende como é que o Águas Santas apresenta um guarda-redes que joga com o n.º 12 estampado nas costas, quando lendo o Boletim de jogo, não existe ninguém inscrito com este número, uma situação á atenção de quem de direito. Após esta jornada a classificação ficou assim ordenada: 1.º Águas Santas (15 pontos), 2.º Benfica (9 pontos), 3.º ABC e CCF Madeira (8 pontos).
 
O Formador

sexta-feira, 30 de maio de 2014

PO05 – 2013 / 2014 – Final

Realizou-se (26-05-14) o sorteio da Final da PO05, prova não fixa. È uma das provas que passou na sua 1.ª Fase para a esfera Associativa proporcionando a estas entidades (nem todas) a organização, de verdadeiros Campeonatos Regionais e Inter-Regionais. Desempenhando assim a sua verdadeira vocação. 
 
PO05 – Campeonato Nacional de Juniores Masculinos 2.ª Divisão 
 
Modelo Competitivo: Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas (TXT a 2 voltas). Os dois primeiros Classificados de cada zona disputam a PO04 na época seguinte. O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final (TXT a 2 voltas – Desempate de acordo com o Regulamento Geral) onde se apura o Campeão Nacional. 
 
Nota Na prática, este texto significa que a Final é disputada a duas mãos para determinar o Campeão Nacional.
 
Equipas Apuradas para a Final
Zona 1 – AA Avanca
Zona 2 – Alavarium  

Calendário
1.º Jogo
Dia 08-06-14
Alavarium – AA Avanca (18H00)
2.º Jogo
Dia 10-06-14
AA Avanca – Alavarium (18H00)
 
Desempates - De acordo com o disposto no ponto 6 do artº 13 do Título 11 do RGFAP e Associações (Forma de desempate utilizado na Competições Europeias de Clubes).
 
Subidas de Divisão
Zona 1 – AA Avanca e FC Infesta
Zona 2 – Alavarium e IFC Torrense
 
O Formador

Informação - Clubes - Passos Manuel

PASSOS MANUEL
50.º ANIVERSÁRIO 
O Noticias

Informação - Divulgação - Benavente

XIV ENCONTRO
ANTIGOS JOGADORES DIRIGENTES E AMIGOS DO ANDEBOL 
O Noticias

Informação - Clubes - Diversa

SÃO BERNARDO
GC ODIVELAS
O Noticias

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Nomeações – EHF – 2013 / 2014 – XXVI

A EHF procedeu á estreia nas nomeações da novel dupla Internacional Portuguesa, por sinal a dupla feminina. Divulgamos a mesma conforme noticia inserida no Portal da FAP. Esta divulgação é a confirmação de que a FAP toma conhecimento antecipado das nomeações internacionais, pois no site da EHF, apenas existe uma nomeação para os Grupos de Apuramento do Euro 2014 feminino é no Grupo 1, e para o dia 4, não existindo mais nada até ao momento. No entanto aproveitamos para assinalar a estreia da nova dupla a nível internacional.

Árbitros 
Marta Sá / Vânia Sá – Foram nomeados para dirigir o encontro da Ultima jornada do Grupo 2 de Apuramento para o Euro 2014 Feminina, que se disputa entre a França e a Finlândia, em França no dia 15-06-14. 
 
Ás nomeadas em representação Nacional, desejamos e endereçamos os nossos parabéns, fazendo votos de que tudo lhes corra pelo melhor
 
O Regras

Seleção Nacional “A” Masculina – 2014 em Estagio

A Selecção, vai realizar mais um estágio, cujos objetivos apesar de estarem esclarecidos no Portal da FAP, não deixam ser uma programação extra da Seleção, inclusive no seu Calendário.
 
É um estágio que é no nosso entender bem aproveitado, não só pela FAP, como pelo próprio Selecionador, que é realizado quando as competições Nacionais da categoria terminaram, e podem até permitir a escolha de novos elementos
Cabe aqui até dizer, que foi feita a vontade, ao desafio lançado pelo Presidente da Camara da Maia, ao serem chamados dois atletas do Águas Santas. Conforme palavras proferidas aquando dos sorteios realizados na Maia, sobre as taças de Portugal.
 
O Estagio e os jogos com a Islândia em Reykjavik, começam dia 29, com os jogos a realizarem-se nos dias 1, 2, e 3 de Junho de 2014, e servem na prática de preparação para o Play Off Europeu de qualificação para o Mundial de 2015, que a equipa Islandesa, vai disputar com a Bósnia, precisamente a equipa que afastou Portugal deste Play Off. 
 
O Selecionador Nacional, convocou os seguintes Atletas. Sem comentários: 
O Analista

EHF CUP’s – Vencedores Femininos – 2014

Para os historiadores e pessoal das estatísticas, os vencedores das Provas Europeias de Clubes (Femininos) na época 2013 / 2014, foram:
 
Champions LeagueGyöri Audi ETO KC (Hungria)Renovou
 
 



EHF CUP – Lada (Rússia)
 


 

Challenge CUP – H 65 Höör (Suécia)  
 
 
 

 Cup Winner’s Cup – Viborg HK (Dinamarca)

 

Banhadas Andebol

Andebol de Praia 2014 – Raccons d’Areia

PORTUGAL REPRESENTADO NA FASE FINAL
DO
CIRCUITO EUROPEU DE ANDEBOL DE PRAIA 
A equipa dos Raccoons d’Areia vai representar Portugal na Fase Final do Circuito Europeu de Andebol de Praia.
 
O torneio decorrerá em Salónica, na Grécia, de 30 de maio a 1 de junho.
 
O Noticias

Informação - Clubes - Diversa

MODICUS
SISMARIA
O Noticias

quarta-feira, 28 de maio de 2014

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2013 / 2014

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa. 
 
PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos
2.ª Fase

Zona Sul
12.ª Jornada
Almada AC 34 - 28 Zona Azul
GS Loures 34 - 19 Lagoa AC
B. Janeiro 24 - 19 CD Olhanenses
CF Sassoeiros 20 - 30 Oriental Lisboa
 
Mais uma jornada em que todos os resultados verificados na 1.ª volta, foram confirmados, e mais uma vez não se registou nenhuma surpresa, continuando tudo em absoluta normalidade competitiva e dentro do previsível, para esta zona. Novamente se salienta-se o saudável o facto de previsivelmente em nenhum encontro se ter registado qualquer situação disciplinar. No entanto é estranho que num encontro que teve 24 exclusões e uma desqualificação direta, não exista relatório disciplinar, estamos a referir-nos ao B. Janeiro / CD Olhanenses, que terminou com a esperada vitória da equipa da região de Lisboa, apesar da boa réplica dada pela equipa algarvia, conforme é demonstrativo o resultado que se verificava ao intervalo, uma igualdade a 10. Pela negativa teremos de indicar o baixo número de espectadores aos jogos, mas esta situação já é quase uma norma instituída. Após estes resultados, as possibilidades de acesso á subida de divisão e até á disputa do título de Campeão Nacional, ficaram limitadas apenas a 3 (três) equipas a saber (Almada AC, GS Loures e Zona Azul), sendo no entanto a equipa alentejana do Zona Azul a que neste momento apresenta maiores dificuldades em alcançar uma das duas primeiras posições, sofrendo este fim-de-semana, nova derrota diante o Almada AC, que construiu praticamente o resultado durante os 30 minutos iniciais, tendo no seu atleta João Guerreiro a sua grande figura ao marcar 13 golos. O GS Loures venceu folgadamente o Lagoa AC, sendo uma das fortes candidatas ao apuramento e até ao acesso ao jogo que dará titulo Nacional. A próxima jornada onde se jogará o GS Loures / Almada AC, será certamente o jogo das grandes decisões e deverá merecer uma especial atenção por parte do CA. O Oriental Lisboa, praticamente cumpriu calendário, ao ir vencer sem grandes dificuldades a Sassoeiros. Nesta zona o CD Olhanenses continua ser a única equipa que apenas contabiliza derrotas. Após esta jornada a classificação ficou a seguinte: 1.ºAlmada AC e GS Loures (33 pontos), 3.º Zona Azul (30 pontos), 4.º Oriental Lisboa (28 pontos), 5.º Lagoa AC e Sassoeiros (20 pontos), 7.º B. Janeiro (16 pontos) e 8.º CD Olhanenses (12 pontos).
 
Zona Norte
12.ª Jornada
AD Albicastrense 22 - 27 ACD Monte
Juventude Lis 26 - 18 SIR 1.º Maio
Gondomar Cultural 21 - 32 Boavista FC
Estarreja AC 26 - 28 Arsenal Devesa
 
Equipa Apurada para a Final – Arsenal Devesa
Equipas que sobem de Divisão – Arsenal Devesa
 
Nesta zona, com o 1.º lugar da mesma já definido desta a semana transata, resta-nos a luta pelo 2.º lugar, que dá direito ao acesso a 2.ª Divisão Nacional, e face ao conjunto de resultados verificados apenas poderão discutir o mesmo (pelo menos em termos matemáticos) as seguintes equipas, Boavista FC, Estarreja AC, ACD Monte e Juventude Lis. Nos resultados verificados nesta jornada, apenas uma equipa retificou o que se tinha verificado na 1.ª volta, e que foi talvez a grande surpresa da jornada, a vitória do ACD Monte em Castelo Branco diante o sempre difícil Albicastrense, demonstrando que o começo menos bom desta equipa foi um acaso que se foi resolvendo ao longo das diversas jornadas. Este foi o único encontro da jornada onde se registou relatório disciplinar com 3 desqualificações diretas. Um fator negativo que destoou das jornadas anteriores foi o baixíssimo número de espectadores presentes em alguns dos encontros que foram praticamente disputados em família. Em Leiria no dérbi regional a Juventude Lis não sentiu qualquer dificuldade em vencer o SIR 1.º Maio que continua a ser a única equipa da Zona que ainda não venceu qualquer encontro. O Boavista FC, que também tem vindo em crescendo de forma, foi a Gondomar vencer a equipa local, sem quaisquer dificuldades (20 espectadores). Em Estarreja, jogou a equipa já está não só apurada para a Final da Prova como já garantiu a subida de divisão, e começou o jogo com demasiada descontração, chegando ao intervalo a perder por 13-11, resultado que permitia esperanças aos locais em serem a primeira equipa a derrotar os bracarenses do Arsenal Devesa, mas uma séria mudança de atitude nos segundos 30 minutos, levou a equipa para outros níveis d concentração e surgiu a sua natural superioridade, vencendo o encontro embora com mais dificuldade do que certamente esperariam. Após esta jornada a classificação ficou a seguinte: 1.ºArsenal Devesa (36 pontos), 2.º Boavista FC (28 pontos), 3.º Estarreja AC (27 pontos), 4.º ACD Monte (26 ponto), 5.º Juventude Lis (25 pontos), 6.º AD Albicastrense (23 pontos), 7.º Gondomar Cultural (14 pontos), 8.º Sir 1.º Maio (13 pontos). 
 
O Noticias

Andebol de Praia 2014 – Académico de Viseu

ANDEBOL PRAIA 2014 – CIRCUITO NACIONAL
I ETAPA VISEU
AC VISEU BEACH HANDBALL CUP 2014
PARQUE DO FONTELO – VISEU 14 E 15 DE JUNHO
 
Viseu organiza pela primeira vez uma etapa do andebol praia. A pontuação conta para a fase final e as inscrições estão abertas, estando já garantidas várias equipas nos 2 escalões. 
Condições: 
 
ESCALÕES: Masters (nascidos 96 ou anterior) e Rookies (nascidos entre 97 e 99), tanto no masculino como no feminino, de acordo com o regulamento da FAP. Cada equipa deve ter no mínimo 6 atletas e no máximo 10.
 
INSCRIÇÕES: Feitas através de Lista de Participantes e entregues no Secretariado da prova 3H antes do 1º jogo, com cópia de todos os BI's. No caso de algum participante não ser atleta federado, deve entregar o Termo de Responsabilidade devidamente preenchido (disponível no site da Associação Andebol Viseu), acompanhado da cópia do BI. 
 
ALOJAMENTO: os participantes têm alojamento GRATUITO em sala de aula 
 
ALIMENTAÇÃO: A organização disponibiliza um pack de 4 refeições para os 2 dias (almoço e jantar do dia 14 e pequeno almoço e almoço do dia 15) a um preço de 10€ por pessoa, em cantina perto do recinto desportivo. Não é preciso transporte para deslocação. 
 
PREÇOS: inscrição por equipa: 50€ - Masters e 40€ - Rookies
 
Os pagamentos da inscrição e caso pretendam alimentação devem ser feitos através do NIB 0035 2118 00018574530 75 e enviado comprovativo para acviseuandebol@gmail.com antes do inico do torneio. 
 
EXTA COMPETIÇÃO: Para os participantes temos várias atividades programadas assim como muita diversão com entradas e bebidas gratuitas em vários bares da cidade Viseu. 
 
REGRAS E DISCIPLINA: De acordo com o regulamento EHF e FAP 
 
PRÉMIOS: Prémios para os 3 primeiros classificados de cada escalão
 
O Noticias

Informação - Clubes - CD Feirense

FASE DE APURAMENTO - INICIADOS
CD FEIRENSE
Transmissões em Directo 
O Noticias

Informação - Clubes - Alpendrada

FASE FINAL - JUNIORES FEMININOS - ALPENDORADA
O Noticias

terça-feira, 27 de maio de 2014

P004 – Fase Final – 2013 /2014 – VIII

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada num formato que consideramos o que melhor proporciona maior competitividade no escalão.
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos
 
Fase Final Nacional – Grupo “A”

7.ª Jornada
FC Porto 23 - 31 Benfica
ABC 36 - 24 Xico Andebol
Belenenses 32 - 44 Sporting
 
Uma referência especial para a Andebol TV que está dar atenção a esta prova, com algumas transmissões. De referenciar de igual modo a salutar a completa ausência de jogos adiados, o que torna a competição com mais verdade desportiva. No entanto nesta jornada tivemos um encontro com relatório disciplinar, o que saiu da normalidade em que tem decorrido esta prova. De salientar a presença de publico nos jogos que se disputaram nesta jornada
 
2.ª Jornada da 2.ª volta da prova e apenas uma equipa se mantem invicta, o ABC, vencendo o dérbi minhoto esta jornada, onde defrontou o Xico Andebol, por um diferencial, que explica bem a diferença de valores existente entre as duas equipas, com o ABC a apresentar alguns atletas com experiência na divisão sénior, o resultado que se verificava ao fim dos primeiros 30 minutos é completamente elucidativo. Com esta vitória é um dos principais candidatos ao título. De destacar neste encontro os 7 golos de Carlos Martins e de Francisco Albuquerque do ABC, resta apenas dizer que com este resultado a equipa bracarense confirmou o resultado da 1.ª volta. E foi o único encontro com relatório disciplinar. Outro encontro que também era dérbi, mas desta vez em Lisboa, disputou-se no Restelo, onde a equipa do Belenenses, recebeu a equipa do Sporting e voltou a perder, continuando a ser a única equipa nesta Fase Final que apenas contabiliza derrotas, que se estranha numa equipa com os pergaminhos dos azuis de Belém tem no escalão. Face ao número de golos verificado no encontro teremos de dizer que as duas equipas não tiveram quaisquer preocupações defensivas, e ambas se apresentaram com todos os seus elementos com mais experiencia, incluindo várias presenças nas equipas principais. O Sporting que na semana anterior sofreu uma derrota com o ABC em casa, sem qualquer contestação, também desta vez venceu sem qualquer contestação, teve em João Ligeiro com 12 golos o seu principal marcador, sendo bem acompanhado por Nuno Gonçalves com 7 golos, na equipa do Belenenses, mais uma vez Fábio Semedo com 11 golos foi o seu melhor marcador. Na nossa anterior crónica tínhamos dito “Com esta derrota a equipa lisboeta, diz adeus a qualquer possibilidade de reconquista do título, que na nossa opinião fica apenas ao alcance do ABC do FC Porto e do Benfica”, no entanto face aos resultados verificados e faltando 3 (três) jornadas para o fim da prova, teremos de retificar esta nossa afirmação, que assentou em pressupostos desportivos, pois matematicamente o titulo ainda está ao alcance da equipa do Sporting. No último jogo de que falamos o FC Porto / Benfica, foi o único encontro em foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta (uma igualdade a 29), com a excelente vitória da equipa do Benfica, que no final dos primeiros 30 minutos já vencia por 14-6. Realizando um segundo período de contenção e gestão do plantel e do resultado. Com esta vitória a equipa lisboeta infligiu a 1.º derrota á equipa do FC Porto. O Benfica teve em Gonçalo Ribeiro com 11 golos o seu melhor marcador. A classificação após a realização desta jornada é a seguinte: 1.º ABC (19 pontos),2.º Benfica (18 pontos), 3.º FC Porto (17 pontos), 4.º Sporting (14 pontos), 5.º Xico Andebol (9 pontos), e 6.º Belenenses (7 pontos).
 
O Noticias.

Competições Europeias 2013 / 2014 – LXVI – Challeng CUP

IK SÄVEHOF VENCE 
A
CHALLENGE CUP MASCULINA 2013 / 2014 
Terminou a Final da Challenge CUP Masculina, que se disputou, em apenas um jogo realizado em Partille na Suécia, no dia 25-05-14.
 
Resultado do Jogo
 
Final
IK Sävehof 37 – 26 RK MetaplastiKa Sabac
A EHF, tomou uma decisão da qual discordamos frontalmente porque consideramos a mesma antidesportiva e não respeitadora do sofrimento humano. Certamente que outras datas seriam encontradas, na nossa opinião a questão seria esta prova terminar depois da Final Four da Liga dos Campeões, com que a EHF deseja normalmente fechar a época das Competições por Clubes.
 
Devido a catástrofe natural, que a Sérvia sofreu nos últimos dias, devido ás inundações que assolaram em especial a região de Sabac, não sendo portanto possível a realização na data prevista da 1.ª Mão desta prova, embora exista a consciência de que esta prova é considerada como a última prova em termos de consideração pela própria EHF, é uma decisão incompreensível. 
 
Foi um encontro disputado debaixo de um clima nada próprio para quem pratica desporto, num pavilhão que apesar de tudo se encontrava bem composto de público. Com esta vitória a equipa sueca celebra o seu primeiro triunfo em provas Europeias. 
 
Nota - A equipa Sérvia, durante a disputa da prova nunca venceu nenhum jogo disputado fora de portas, inclusive em Águas Santas.
 
O Noticias

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Crónica de Fim de Semana no Feminino 25 – Play OFF – 2013-2014

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
 
Fase Final
Grupo "A" – Final
1.º Jogo
Alavarium 21 - 17 Madeira SAD

3/4 Lugar
1.º Jogo
Colégio Gaia 24 - 25 João Barros
5/6 Lugar
1.º Jogo
Juventude Lis 28 - 34 JAC-Alcanena
7 / 8 Lugar
1.º Jogo
CS Madeira 23 - 38 Maiastars

Grupo B
5.ª Jornada
Juventude Mar 24 - 21 Assomada
CA Leça 22 - 22 Vela Tavira
 
E a surpresa aconteceu em Aveiro, com o Alavarium a derrotar convincentemente o Madeira Sad e quando se pensava que as madeirenses seriam claramente as novas campeãs nacionais, heis que as campeãs em título dão um passo em frente e deixam no ar a possibilidade de revalidarem o título. Na luta pelo pódio, o Colégio João de Barros adiantou-se mas, com a luta da descida já decidida, as atenções estão mesmo todas centradas na grande final do campeonato.
 
E foi um pavilhão completamente lotado em Aveiro que se disputou o primeiro jogo da final. E se temos dito muitas vezes que o Madeira Sad desequilibra muitos jogos devido a Isabel Góis, neste jogo sucedeu o inverso com Diana Roque muito melhor que a sua oponente direta e a ser decisiva para a vitória da sua equipa. Não foi um grande jogo de andebol, mas a defesa do Alavarium foi implacável. Não deixa de ser curioso que o ano passado, Ulisses Pereira tenha inovado com uma defesa individual com excelentes resultados e opte agora por um sistema defensivo 6-0 bastante fechado, com igual sucesso. Surpresa também a utilização de Ana Seabra como ponta esquerda onde esteve irrepreensível na finalização. E com Mariana Lopes e Mónica Soares em boa forma a provarem que são duas das melhores jogadoras portuguesas, esta equipa mostra porque foi campeã o ano passado. Fazemos mea culpa porque há bastante tempo que dissemos que não acreditávamos que o Alavarium poderia renovar o título mas o que têm feito nos últimos jogos mostram que estávamos enganados. O Madeira Sad foi uma enorme desilusão. Há muito tempo que não víamos as madeirenses tão mal em termos ofensivos, diante de um 6x0 muito colado à linha. Ana Andrade e Isabel Góis, peças chave, estiveram bem abaixo do que sabem e foi valendo Renata Tavares, Márcia Abreu e Cláudia Aguiar a remar contra a corrente. Não se compreende que, com Catarina Oliveira a entrar bem no jogo para a baliza madeirense, Duarte Freitas a tenha retirado e colocado Isabel Góis que estava uns furos bem abaixo da colega. A entrada de Soraia Lopes também foi um erro porque além de nada ter produzido, destabilizou a equipa com o cartão vermelho que lhe foi mostrado. E claro que é inadmissível que uma equipa que quer ser campeã nacional falhe tantos livres de sete metros. O Madeira Sad tem dois jogos em casa para dar a volta a esta final mas Duarte Freitas tem que repensar porque é que Catarina Oliveira não teve mais minutos, porque é que a jovem Frederica Jesus que fez uma ponta final de campeonato notável quase não foi utilizada e, naturalmente, que Soraia Lopes destabiliza mais a equipa do que ajuda. A final está completamente em aberto e não conseguimos apontar um favorito nesta altura. 
 
Na luta pelo último lugar do podium, o Colégio João de Barros ganhou vantagem na sua deslocação a Gaia. Mesmo sem contar com Ludmila Soares, Paula Malcato e Dulce Pina (será que um terceiro lugar já não justifica a presença destas jogadoras?), além de Gizelle Carvalho, as vice-campeãs nacionais conseguiram um golo de vantagem, num jogo sempre difícil dada a desmotivação de ambas as equipas terem sido afastadas da luta pelo título. Helena Corro fez um dos seus melhores jogos desta época (além da boa prestação defensiva habitual, esteve muito bem no ataque) e Inês Catarina e Eduarda Pinheiro também estiveram muito bem, numa equipa muito curta, quase sem soluções alternativas mas com as jogadoras que sentem verdadeiramente a camisola do Colégio João de Barros. Algo a repensar? Com tantas ausências do adversário, o Colégio de Gaia perdeu a oportunidade de alcançar uma vantagem que lhe permitisse ficar próximo do terceiro lugar, mas não conseguiu apesar de mais um ótimo jogo de Helena Soares, muito bem acompanhada por Patrícia Lima. Está tudo em aberto para a luta pelo 3º lugar mas se o Colégio João de Barros consegue vencer em Gaia sem 4 das suas principais jogadoras, é naturalmente favorito. 
 
Na luta entre o 5º e 6º lugar, o Jac ganhou vantagem ao ir triunfar a Leiria. Quando Neuza Valente está inspirada (porque Patrícia Rodrigues está sempre), a equipa de Alcanena torna-se muito forte ofensivamente. Salvo uma grande surpresa, o JAC vai terminar em 5º, um pouco curto para uma equipa que ambicionava a mais mas a escassez de soluções quando Adriana Lage saiu e com as dificuldades recentes de Vanessa Oliveira debilitaram ainda mais a equipa. A Juve Lis fez um jogo interessante do ponto de vista ofensivo com as jovens Ana Carolina Silva e Ana Fonseca a realizarem boas exibições mas, defensivamente, a equipa esteve muito vulnerável, nunca encontrando soluções para parar as rematadoras adversárias. Muito dificilmente a Juve Lis abandonará o 6º lugar mas, face às expetativas do início do ano, o balanço é extremamente positivo. 
 
O 7º lugar está entregue ao Maia com a vitória esmagadora na Madeira. O interesse deste jogo está bem revelado no número de atletas inscritos para o mesmo: 18 (Sports Madeira 10 e Maiastars 8) ? o Maiastars, por questões económicas e o Sports Madeira por estar a disputar a fase de apuramento das juniores femininas. Por isso, não se podia esperar muito deste encontro que foi um autêntico passeio para o Maia com a jovem Diana Oliveira a mostrar que é a grande revelação deste campeonato, bem acompanhada por Renata Pereira e Ana Silva (curiosamente duas atletas que acreditamos poderiam ter sido bem melhor aproveitadas este ano). No Sports Madeira, face à ausência da maioria das titulares, destacaram-se Odete Freitas e Josefina Rodrigues. 
 
A Juve Mar assegurou o 9º lugar ao vencer o Assomada, com uma primeira parte muito interessante mas com uma segunda parte recheada de falhas técnicas. Teresa Santos e Maria Domingues foram as melhores na equipa de Paulo Martins, enquanto nas lisboetas Odete Tavares e Micaela Sanches foram as melhores. 
 
Finalmente, em Leça o Cale alcançou a curiosa marca de 4 empates em 5 jogos disputados nesta fase, algo insólito, num jogo em que Cristiana Morgado voltou a mostrar que é a jogadora em melhor forma de uma equipa que termina a época em 10º lugar mas que consegue o objetivo da manutenção. Nas algarvias, já condenadas à despromoção, Joana Reis e Marta Faleiro foram as melhores. 
 
Para a semana chega ao fim o campeonato e é bem possível que, à semelhança do ano passado, tudo apenas fique decidido nos últimos segundos. Conseguirá o Alavarium revalidar o título nacional. Ou recuperará o Madeira Sad e hegemonia da última década? Dentro de uma semana cá estaremos para vos contar tudo! 
 
Críticos Femininos

Crónica de Fim-de-semana – 30 – 2013 / 2014 - II

Crónica possível dedicada á PO02, dedicada Á Fase Final com a realização da 5.ª e última Jornada da 1.ª volta. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
Fase Final Nacional

5.ª Jornada
Benfica "B" 19 - 25 Xico Andebol
São Mamede 25 - 20 CDE Camões
ADC Benavente 29 - 40 Santo Tirso
 
Mantendo-nos fiéis aos nossos princípios, não temos qualquer dúvida em manter na sua totalidade a anterior afirmação de que “Confirmaram-se neste fim-de-semana, as nossas previsões “de que este campeonato irá ser disputadíssimo, principalmente entre as equipas oriundas da zona norte, onde a discussão pelos lugares de acesso à prova principal da modalidade serão o puro exemplo do que estamos a afirmar.” 
 
Esta jornada que assinala o fim da 1.ª volta desta fase final, foi completamente dominada pelas equipas oriundas da Zona Norte, confirmando-se na totalidade a favoritismos, que desde o início da fase atribuímos a estas equipas, e que tem servido de introdução a esta crónica. Continuamos com a nítida a sensação de que existem equipas nesta fase da prova, que dão como cumpridos seus objetivos ao aqui chegarem, e portanto nada mais existe a fazer do que cumprir o calendário, não sabemos e dizemo-lo com toda a frontalidade se é o procedimento mais correto ou se pelo contrário imperam aqui condicionantes futuras, que poderiam pôr em causa alguns projetos, e que justificam esta atitude, de “dever cumprido”. O Xico Andebol, na sua deslocação ao recinto do Benfica “B”, venceu de uma forma clara e justa, dizendo por que motivo comanda a Fase Final sem derrotas até ao momento. Dominaram o jogo e ao intervalo já vencia por 14-10, efetuando de seguida uma total gestão do marcador, onde o melhor acabou por ser Ivo Santos do Benfica “B” com 7 golos, num jogo disputado quase em família, tão escassos eram os espectadores. A AA. São Mamede que na jornada anterior tinha sido “cilindrada” em Guimarães, recebeu e venceu os liceais lisboetas do CDE Camões, sem grandes dificuldades, com o intervalo a chegar com a equipa nortenha já na frente por 12-9. Também neste encontro o melhor marcador concretizou 7 golos e foi Tiago Andrade da AA São Mamede., igualmente num jogo disputado em “família”. Por fim tivemos uma autentica “goleada” desculpem o termo futebolista, do Santo Tirso em Benavente diante a equipa local, num jogo que resultado ao intervalo não fazia prever o descalabro que se apoderou da equipa ribatejana, consentindo golos atrás de golos em situações que não normais neste recinto, que estranhamente também não registou uma presença de publico ao nível do que nos tem habituado. De destacar neste encontro os 10 golos do tirsense Diogo Oliveira. Esta prova apesar dos resultados da equipa ribatejana nesta fase que até ao momento apenas contabiliza derrotas, o melhor marcador da prova continua a ser o seu atleta Ricardo Barrão, que neste encontro marcou 9 golos. Destaca-se nesta prova, a realização de mais uma jornada sem casos disciplinares o que realça devidamente. Após esta Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º Xico Andebol (15 pontos), 2.º Santo Tirso (13 pontos), 3.º São Mamede (11 pontos), 4.º Benfica e Camões (9 pontos), 6.º ADC Benavente (5 pontos)
 
O Banhadas Andebol

domingo, 25 de maio de 2014

PO06 Fase Final – 2013 / 2014 - IV

Cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada num novo formato competitivo. E que se confirmou na sua total plenitude, a nossa previsão, de grande equilíbrio e forte competitividade, apesar da presença de uma seleção numa prova de clubes.
 
Nota – Ao confirmarmos o calendário, parece-nos que não se verificam, mais alterações até ao final da prova. 
 
PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos

Fase Final
4.ª Jornada
ABC 20 - 21 Benfica
CCF Madeira 21 - 22 Águas Santas
 
Nova jornada, desta vez disputada com grande equilíbrio, pois as vitórias registaram-se sempre pela diferença mínima, e sempre com as equipas visitantes a vencerem. A 2 (duas) jornada do fim da prova, a mesma fica decidida certamente já na próxima jornada, quando se defrontarem Águas Santas e Benfica na Maia, que após esta jornada são as únicas equipas que podem chegar ao título, com vantagem para a equipa do Águas Santas que venceu na 1.ª volta. Em Braga disputava-se um sempre aliciante ABC / Benfica, que terminou com a vitória encarnada pela diferença mínima, já vencendo ao intervalo 12-10, com esta vitória, retificaram o resultado da 1.ª volta (uma igualdade a 23), e recolocaram-se na possível discussão do título. No Funchal a equipa maiata do Águas Santas, na nossa opinião a grande favorita da prova, manteve a sua invencibilidade ao derrotar os insulares pela diferença mínima, num pavilhão muito bem composto (350 espectadores), no entanto apesar de terem terminado os 30 minutos iniciais a vencerem por 13-9, nos segundos 30 minutos tiveram de “aguentar” a forte reação da equipa madeirense. De destacar mais uma vez José Barbosa do Águas Santas que com os seus 7 golos foi o melhor marcador do encontro. Com este resultado a equipa maiata confirmou a vitória obtida na 1.ª volta. Mais uma vez se salienta o facto de os jogos terem um razoável para não dizer bom, número de espectadores para o escalão, e de não se terem verificado casos disciplinares. Após esta jornada a classificação ficou assim ordenada: 1.º Águas Santas (12 pontos), 2.º Benfica (8 pontos), 3.º ABC (7 pontos), 4.º CCF Madeira (5 pontos)
 
O Formador

PO11 – 2013 / 2014 – Fase Apuramento

PO11 – Campeonato Nacional de Juniores Femininos
 
Realizou-se de 23 a 25-05-14 no Pavilhão Municipal de Leça da Palmeira a Fase de Apuramento desta Prova.  
Modelo Competitivo: Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas jogando TXT a 2 voltas, apurando-se o 1º Classificado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona mais o representante da A.A. Madeira (TXT a 1 volta - regime concentração) apurando-se os dois primeiros classificados para a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º classificado será Campeão Nacional. 
 
Resultados da Fase de Apuramento

1.ª Jornada
AA Espinho 22 – 29 CA Leça
2.ª Jornada
CS Madeira 34 – 16 AA Espinho
3.ª Jornada
CA Leça 25 – 34 CS Madeira 
 
Nota – Nesta prova a Madeira foi representada por um clube, o que se saúda. 
 
Classificação Final – 1.º CS Madeira, 2.º CA Leça e 3.º AA Espinho 
 
Apurados para a Fase Final – CS Madeira e CA Leça 
 
Nota – A Fase Final que realiza-se de 30 de Maio a 01 de Junho de 2014, no Pavilhão de Alpendorada.
 
O Formador