gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Arbitragem Portuguesa na Europa.

Hoje iremos falar sobre a qualidade ou não da nossa arbitragem no contexto Europeu, pois quer queiramos ou não é aqui que estão as grandes competições, é aqui que realizam os grandes jogos, e é neste contexto que se formam as grandes duplas (com qualidade) e não é certamente em Mundiais, com nomeações feitas pela IHF, onde estão normalmente representados todos os Continentes, e são indicados algumas duplas que provavelmente poucos jogos dirigiram inclusive nos seus Países. 
 
A qualidade da arbitragem, verifica-se assim, no nosso entender nas provas realizadas no Continente Europeu, em especial nas Competições ao nível de clubes, que na maior parte das vezes possuem equipas mais fortes que algumas Seleções das chamadas de TOPO. 
 
Portugal com a rara exceção de dois Delegados (Rui Coelho e António Goulão), raramente está representado nos grandes momentos, mas diga-se que está presente porque ambos além de serem na realidade os mais capazes e conhecedores no âmbito Nacional (os restantes são nomes para encher um quadro), no exercício das mesmas, ocupam cargos nos Órgãos da EHF, porque senão provavelmente também seriam muitas vezes esquecidos.
 
Em relação às duplas, portuguesas, temos a infelicidade de na época transata, no jogo que decidia o 3/4 Lugar da Final4 da Liga dos Campões, onde tivemos uma dupla presente (Eurico Nicolau / Ivan Caçador), cometeu-se um erro que poderia ter decido o jogo no último minuto, e a nível internacional isto paga-se caro
 
Quando em Portugal, se canta de “poleiro”, acerca das nomeações de duplas para torneios nos Árabes pela IHF e outros semelhantes, onde se dá uma enfase e uma valorização desmedida (nós próprios inclusive), nunca ninguém se questionou se estas nomeações não são uma forma sofisticada de afastar as duplas portuguesas dos grandes jogos? 
 
Concluídas que estão, as nomeações para todas as Competições de Clubes na EHF, poderemos fazer um sério balanço das mesmas em relação às duplas portuguesas, e o mesmo é francamente negativo, e deveria alertar os responsáveis da Arbitragem em Portugal a ponderarem sobre os factos, senão vejamos
 
Nenhuma dupla Portuguesa é nomeada para qualquer jogo das competições Europeias, desde que os mesmos entraram nas suas fases decisivas. 
 
Não existem nomeações para as duplas Nacionais, desde:
 
Competições Femininas:

Liga dos Campeões – 6.ª Jornada da “Fase de Grupos” – 17-11-13
EHF CUP – 4.ª Eliminatória (1/8 Final) - 01-02-14
Challenge CUP - 4.ª Eliminatória (1/8 Final) - 01-02-14
CUP Winners’ CUP4.ª Eliminatória (1/8 Final) - 01-02-14
 
É francamente negativo o Balanço, pois as duplas Portuguesas, apenas atuaram, no conjunto destas provas em 4 jogos…
 
Competições Masculinas:
 
Liga dos Campeões – 7.ª Jornada da “Fase de Grupos” – 01/08-12-13
EHF CUP – 3.ª Jornada da “Fase de Grupos” – 22/23-02-14
Challenge CUP – Desde a 2.ª Mão da 4.ª Eliminatória (1/8 Final) – 22/23-02-14
 
É mais um balanço francamente negativo, pois as duplas Portuguesas, apenas atuaram, no conjunto destas provas, em 9 jogos, sendo a quantidade de jogos masculinos, muito superior ao do Feminino…
 
Não fizemos estudos comparativos com outros Países (mas o CA pode certamente fazê-los), mas o que se retira, por exemplo desta análise, é que Portugal, está ausente de todas as competições Europeias de Clubes, desde muito cedo, e isto deve merecer uma profunda reflexão, em especial pelos respectivos dirigentes.
 
Terminamos, dizendo que fazer Internacionais, para estarem “quietos e mudos”, é um investimento que sai caro á modalidade. 
 
Intencionalmente não se referem os jogos que cada dupla realizou nestas competições.
 
O Regras

14 comentários:

Interrogações disse...

Realmente nada há acrescentar a este post. Só um reparo... O CA fazer estudos comparativos?! De certo só se pedir essa estudo a alguma entidade externa... Porque de certo ainda deve esperar que seja a APAOMA a fazer "as contas" das nomeações... Certamente por isso se justifica tantas inconsistências tristes e desoladoras.

As nomeações são lançadas Tarde e Más Horas, de acordo com os compromissos assumidos (Regulamento da Arbitragem). Agora parece que todas as semanas são excepções. O desencanto é tanto que já ninguém pensa em criticar ou visar o CA da FAP nas suas intervenções... A Direção da FAP parece que fez um casamento de conveniência e estabeleceram um pacto de não agressão... Cada um faz as asneiras que quer à vontade...

Porque apesar de facilmente concluirmos que os árbitros em Portugal atingiram o seu ponto mais negativo. Nem mesmo as 2 duplas com Insígnias da IHF mostram Motivação e Empenho para continuar a desempenhar as suas funções... Tão facilmente aparecem e desaparecem das nomeações semana pós semana... São nomeados à 2ª e à 3ª ou 4ª são retirados... Ou alguém demonstra consecutivamente incompetência para ver dispensas ou então veremos penalizações "Colossais" nas Avaliações Finais...
Mas os árbitros em Portugal têm os dias contados a Nível Internacional... Só se alguém investir na Ida ao Rio'16... Mas como a Direção não tem dinheiro... Só se andarem a "cativar" os Euros para pagar as despesas dessa Ida...

Vejamos como caminhamos... Como podemos pedir Qualidade às Duplas de Árbitros quando o Lema da Vigência de CA é a Quantidade?! Continuam a fazer promoções Honoris Causa... Cursos que nunca NINGUÉM ouviu falar... Deve ir alguém ver um jogo e assim são promovidos, pela conveniência de ter mais duplas nas Associações Regionais a fazerem Jogos Nacionais. Duplas a arbitrarem há mais de 2 semanas Jogos Nacionais sem sequer estarem inscritos como tal... Só passaram ao quadro de árbitros Nacionais dia 12 de Maio de 2014, conforme circular nº. 20... Fora continuarem árbitros Regionais a arbitrarem Jogos Nacionais de Provas Fixas... Nada de Estranho?!? Quanto mais MELHOR, Não é?!

Total e completamente descabido este fundamento e orientação. Os Níveis são a maior falsidade existente... Existem árbitros em Níveis que nem deveriam estar... Outros claramente abaixo das suas potencialidades, sub aproveitadas... Mas tenham a certeza que para arbitrar a Andebol1 FF não existiriam mais que 3/4 Duplas... Mesmo sentindo que a 4ª Dupla seria só para Jogos com Horta... Todo o resto está bem acima das suas capacidades...

Certamente compensa anunciar retirada para Melhorar o Nível das Nomeações (Andaram há poucas épocas em Níveis Inferiores)... Possivelmente outras duplas seguirão a mesma perspectiva.... Mas se calhar com mais 2 dedos de testa nem sequer se irão inscrever...

Criticaram anteriores vigências que teria proporcionado condições para que muitas das duplas mais experientes abandonassem... Criando um fosso de competência demasiado grande para ser coberto com uma manta de retalhos demasiado curta para tantas solicitações. O Nível 4 encheu-se de inexperiência e imaturidade que se tem vindo a refletir na época que chega ao fim.

Veremos onde mais este CA pretende chegar ou atingir...

Pertinente e Assustador depois do que se lê é: "8- Reunião Técnica – As questões regulamentares normalmente tratadas nesta reunião, serão comunicadas antes de cada jogo aos Clubes". CO Nº. 88

Será que este este CA está tão isolado que já não confia nos seus Delegados/Observadores?! Ou será que arranjaram uma nova forma de poupar dinheiro?
Mas estranhamente no CO Nº. 87 já não se diz o mesmo?! "8- Reunião Técnica – Dia 23/05/2014 pelas 16.30 horas no Pavilhão C. Gaia 2"

Interrogações disse...

Vamos dizer quem comunicou isto?! A direção com conhecimento do CA?!
Vá-se lá entender esta gente (Direção, CA da FAP) que será que ninguém se entende?! Ou será a nova MODA?! Ao contrário do que este MESMO CA fez a época passada?! Que em TODAS as fases NOMEOU e algumas com custos avultados... (Nazaré, por exemplo) e agora empobreceu e decidiu economizar... mas certamente seria muito importante e suficiente que o CA se fizesse representar nestas provas.. Aí sim veríamos muito certamente... Mas não deve de haver interesses associados para se sentirem necessários...

Ao que parece acabamos ou acabaremos a época como a começamos... com demasiadas interrogações e questões para serem respondidas...

Depois continuamos a época sem perceber o caminho das Observações... Duplas continuamente cobertas e vistas ou pelo menos protegidas e outras duplas que nem observadas são ou se calhar serão... Mas já andam uma época a arbitrar e nunca foram observados... Outros continuam a acumular funções de Jogadores e Árbitros e arbitram Jogos das Próprias equipas... Nada de estranho... Arbitram jogos onde o seu clube de inscrição está envolvido nas competições?! Nada de Estranho certamente?!

Que outros achados teremos para nosso dia a dia da Arbitragem... claramente a mais na Modalidade Andebol. Já jogos foram realizados sem árbitros... Será que o CA é mesmo necessário?! Já que não consegue gerir a Arbitragem nas competições?! Falar de qualidade é um Assunto de outras Vidas... A cada Jogo e competição são escolhidos certamente os Piores ou se calhar os Melhores dentro dos Maus... Tamanha é a falta de Qualidade dos Quadros.

Esperemos que rapidamente, alguém, pense que é preciso qualidade dos Quadros, TODOS sem excepção. Caso contrário o caminho será a demonstração da sua não necessidade para que as competições evoluam...

As nomeações de Árbitros, Delegados e Observadores só mostra o total e completo desnorte que povoa o CA... Parece que quando se pensa que nada poderá ser pior... Aí que surge algo pior... Algo que nada mais fará que fragilizar a Arbitragem... Que neste momento que pouco mais vale que nada.

Atentem e façam... Não basta pôr nomes em regimentos e depois nada fazem... Apenas andaram a passear o País de Norte a Sul... Mas a realidade não são mais que motoristas de outros...

O Fim aproxima-se... Quanto mais não seja do Fim da Época... que é o MELHOR que pode acontecer...

Interrogações disse...

Ainda falando de Delegados... O expoente máximo da Arbitragem... São pessoas que em Portugal passam ao Lado da Modalidade, ou fazem os Possíveis para o Mínimo serem conotadas com esta Direção e CA da FAP...

Triste é ver a realidade Nacional espezinhada e colocada a Nú neste Blog... Já eram alvo da chacota por parte de todos... Agora podem mesmo ser enxovalhados pela incompetência dos Dirigentes que se demonstram desconhecedores das suas próprias Leis... Culpa?! Do funcionário Administrativo que percebeu mal as diretivas.... Assim realmente é simples ser-se fraco sem se ter de admitir... Desculpabilizando com erros alheios.

Mas depois olhamos e entendemos, ou não, o que andam esses a fazer pelos Pavilhões do País...

Temos Observadores a ver duplas mais que uma vez?! Onde diz isso no Regulamento da Arbitragem... Andam a ver e depois devem escolher a que interessa... Já aconteceu pelo menos umas 5 vezes?! Nada de extraordinário... depois outros são nomeados e desaparecem?! Já parecem os árbitros... Esperemos pelas Notas Finais... Certamente sem surpresas... Outros trocados e destrocados... E? Tudo na MESMA...

Agradece-se que termine a época... E Veremos... Refletir é o Primeiro Passo nas Areias de Portugal... Aí sim deve iniciar e Vocação deste CA a Praia... Ou será que mesmo neste âmbito continuará a cometer enormidades que lesarão a modalidade...?!

Anónimo disse...

Quem não sabe gerir o setor de arbitragem deve ser impedido de ter acesso a essa plataforma.
Deixando aos árbitros toda a liberdade para se organizarem internamente, aqui vai a minha opinião, sem demagogia,nem arcas encoeiradas.
A evolução e prestigio da arbitragem, está diretamente ligada com o espirito corporativista com que é gerida no CA. E neste momento está a refletir o pouco ou nenhum prestigio internacional que o seu responsável tem e tinha, no tempo de abandonar a atividade.
Terá de ser convidada uma pessoa com o perfil talvez do Rui Coelho ou do Carlos Garcia que no exterior nos credencie.
A nível interno deverá ser dada "toda a força" ao Goulão e retirar o tapete ao "IL POLVO" ( Hugo Virgilio e suas amizades).
Por ultimo acompanhar as Associações para que estas abandonem o culto do valor UMBILICAL.
Termino garantindo que temos duas duplas (uma em Leiria outra na Madeira )que devem ter todo o acompanhamento do Goulão de molde a que o setor de nomeações não esteja constantemente a expor estes árbitros à voracidade clubística.
Saudações

Anónimo disse...

"Portugal com a rara excepção de dois Delegados (Rui Coelho e António Goulão)..."

Há mais, com qualidade, em Portugal?
Manuel Conceição e João Costa são delegados EHF mas não têm valor para tal.
A UHF está à procura de uma forma simpática de não voltar a nomear estes dois senhores. Não será para já, talvez até ao fim de 2014 hajam novidades, más.

Sobre as duplas. Quando se diz mal de certas duplas, as internacionais, a nível interno, nem se imagina o que de negativo se está a fazer. À UHF essas informações chegam. O que pensarão os responsáveis pela arbitragem deste órgão?
Além disso, esta época não tem sido particularmente feliz para as duplas do topo.

O que fazer? Tentar, com urgência, inverter a situação.
Como? O CA deve ter gente que sabe. Deve ter, não quer dizer que tenha. Arrisco dizer que não tem. E se não tem, há que pedir ajuda. Na Calçada da Ajuda, alguém saberá a quem se dirigir. Se tiverem interesse nisso.

Anónimo disse...

finalmente um atigo que retrata uma realidade que alguns gostan de dourar, mas que está bastante distante da realidade da vida, as minhas felicitações pelo texto. agora percebo, porque se via tantas vezes dirigir jogos a africa eqo médio oriente.

Anónimo disse...

Quem devia ter sido aproveitado foram aqueles jovens que segundo consta foram queimados pelo CA. Uns do AAPorto, eram muito bons possivelmente internacionais e seriam os melhores dentro de poucos anos mas segundo consta foram queimados.
Agora quem os conhece diz que se dedicam à escrita; provavelmente dedicam-se a blogues.

Anónimo disse...

A arbitragem piorou e de que maneira este ano. Isto deve-se a um unico senhor. Aquele que está cá só para aumentar o seu ego. Que pensa que toda a gente é seu servo e que está acima de todos. Enquanto aquele gordo presunçoso continuar no poder os árbitros vão continuar a abandonar e os poucos que continuam estarão desmotivados, com a esperaça de algum dia verem este rei fora do trono. Se os clubes querem melhores arbitragens só têm uma solução. Pedir a demissão do CA que é como quem diz,a demissão de uma unica pessoa...

Jorge Almeida disse...

Fora de tópico:

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstos entre 16 e 18 de Maio de 2014:

http://andeboltv.blogspot.pt/2014/05/lista-de-transmissoes-entre-12-e-18-de.html

Anónimo disse...

Pormenores com a máxima importância.
As duplas de Leiria (Eurico e Ivan) e da Madeira ainda se mantêm em acção porque a rapaziada do CA ainda não encontrou a fórmula especial para correr com eles.
Curiosamente ou nem por isso, nenhuma destas duplas está nomeada para as PO1 e 2 deste fim de semana.
Devem estar a descansar para o mundial de matraquilhos com as mãos.

Uau! Alguém sentiu as orelhas a arder e convocou António Goulão para o Benfica x Sporting desta semana que se joga, de acordo com informação da FAP no Casal Vistoso.

Critérios de observação. Estão teoricamente definidos mas o CA baralha e volta a dar.
Ninguém se entende.

Delegados. não é preciso fazer nenhum curso em Oxford para conseguir perceber que alguns delegados foram afastados pelo actual CA, porque não lhes dava jeito terem lá dentro pessoas que sabem muito mais que qualquer um dos elementos do CA.
É fácil sacudir, sacudiu-se.

Outros, criteriosamente escolhidos - O Hugo Virgílio e o Fernando Humberto Fernandes são dois exemplos - tinha que ser delegados à força.
Hugo Virgílio foi chamado 'in extremis' para repetir o teste porque no primeiro não tinha classificação para passar. E não foi dias depois. Foi no mesmo dia, nas mesmas instalações.
Fernando Humberto Gonçalves foi convidado pelo CA para se inscrever no curso de Viseu. Tinha que ficar bem. Classificação? Pois...

Não há mal que sempre dure nem CA que nunca acabe.
Já faltou mais.

Anónimo disse...

atençõ companheiros. existe no CA, bem piores do que o AM, vejam bem que gira em especial á sua volta, e digo alguns são extremamente perigosos, o AM ao pé deles é um verdadeiro santo passe a expressão.

Anónimo disse...

é lá o AM ainda tem quem o defenda, quem será, algum passarinho que gira também á sua volta

Anónimo disse...

Pior que o AM?
Foi com a entrada desse senhor que o CA se afundou.

Anónimo disse...

Caros amigos do CA resolvam os vosso problemas, façam a eleições para a próxima época e tudo volta a normalidade mas não se esqueçam de fazer boas e assertivas nomeações para os jogos que decidem o titulo, estou mesmo a ver o Augusto Silva "super visor" do CA a decidir segundos os critérios que mais interessam e os internacionais ficam em banho maria para o Andebol de Praia.
Fiquem vem e atenção ao delegado da FPA no Dragão Caixa que seja o Chefe dos bombeiros devidamente fardado para animar a festa!
Tenho que ir a pé a Fátima tratar do CA!