gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 33 – 2013 / 2014 – I – Em Atualização

Mais uma jornada da PO01 Fase Final Grupo “A”, e do Grupo “B”. Ambas completas e sem jogos em atraso.
 
Era nossa ideia continuamos a manter o nosso silencia, suspendendo temporariamente qualquer comentário acerca do funcionamento do site da Federação durante os fins-de-semana “evitando desta forma que alguns comentários menos agradáveis não sejam publicados”, na esperança de que seja cumprido tudo o que consta da última nota informativa elaborada em tempo sobre o tema. Mas este fim-de-semana voltou a instara-se o caos no Portal da FAP, agora até a entrada na Andebol TV tinha problemas, e não poderemos certamente calar a voz de “revolta” pelo funcionamento incorreto de um dos melhores projetos que se conhecem nas modalidades amadoras
 
Hoje falamos de estatísticas, que não estavam a ser publicadas, e teremos de endereçar os votos de parabéns a quem finalmente colocou alguma ordem no assunto, permitindo o acesso às mesmas através de um link, presumimos que criado para o efeito. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final

Grupo “A”
8.ª Jornada
Águas Santas 24 – 27 FC Porto
SC Horta 25 – 41 Benfica
Sporting 35 – 30 ABC
 
A jornada teve inicio com a disputa de mais um clássico da modalidade o Sporting / ABC, que terminou com a vitória da equipa do Sporting. No pavilhão de Águas Santas, disputava-se outro encontro que interessava a todos pois podia colocar um dos intervenientes a uma escassa vitória do título, estamos certamente a referir-nos ao FC Porto. Assim e com um pavilhão quase esgotado disputou-se o Águas Santas / FC Porto, que durante os 30 minutos iniciais se pautou por um grande equilíbrio, com as equipas a cometerem bastantes falhas técnicas, tanto na defesa como no ataque, e a chegarem ao intervalo com uma igualdade a 12 golos, que era o reflexo puro do que se tinha passado durante estes 30 minutos. No segundo período de jogo, veio ao de cima a mais-valia da equipa portista, que com Gilberto Duarte em grande forma, e muito bem acompanhado por Ricardo Moreira e Pedro Spínola, e com a alternância dos sistemas defensivos, rapidamente assumiu o comando do marcador e chegou a desfrutar de 6 golos de vantagem como por exemplo cerca dos 53 minutos (25-19), para depois ser feita uma completa gestão do resultado, com a equipa maiata a diminuir o diferencial nos derradeiros minutos do encontro. O técnico do Águas Santas, que por diversas vezes efetuou a troca dos seus guarda-redes, nunca conseguiu resolver o problema, pois era dia não de Telmo Ferreira, nestes segundo período em especial a equipa do Águas Santas foi demasiado passiva nos remates de 1.ª linha, da equipa portista, que com este resultado volta a assumir o comando da prova e confirmou o resultado da primeira volta no Dragão Caixa. Gilberto Duarte cm 10 golos, foi na nossa opinião o MVP do jogo. A jornada terminou com a disputa do encontro SC Horta / Benfica, a ser disputa na Horta, sendo o grande ausente do encontro o guarda-redes espanhol do Benfica Vicente Alamo. Foi um jogo de sentido único, com a equipa continental a comandar o encontro a seu belo prazer, passando resultado de um relativamente equilibrado 11-8 a seu favor, em cerca de 5 minutos para 16-9, chegando ao final dos 30 minutos iniciais a vencer por uns confortáveis 22-14. O segundo período de jogo foi uma fotocópia do primeiro, com a equipa do continente a dominar em todos os aspetos de jogo, tanto na defesa como no ataque com Caros Carneiro (11 golos) mais uma vez a demonstrar que quando quer é um dos melhores executantes nacionais, sendo muito bem acompanhado por um José Costa e António Areia com 7 golos e Inácio do Carmo que finalmente passou a fazer parte do “lote” de atacantes da sua equipa com 6 golos, sendo um jogo que até deu para gerir plantel, na equipa insular apenas uma referencia para o atleta do costume o “veteraníssimo” Yuriy Kostetskyy que com 7 golos foi o melhor marcador da equipa. Após a realização desta jornada, a classificação ficou assim ordenada, 1.º FC Poto (51 pontos), 2.º Sporting (49 pontos), 3.º Benfica (47 pontos), 4.º ABC (46 pontos), 5.º Águas Santas (41 pontos) e 6.º SC Horta (28 pontos).
 
Sporting 35 – 30 ABC
 
Jogo disputado num pavilhão que sido “talismã” para a equipa lisboeta, e que se apresentava com uma razoável moldura humana, que neste seu jogo defrontou o ABC, em mais um clássico da modalidade, retificando o resultado da primeira volta onde havia sido derrotado pela diferença mínima. Este jogo continha ainda um outro “ingrediente”, que era saber como o Sporting iria resolver a falta do seu central Rui Silva, que se encontra lesionado, mas em boa da verdade foi muito bem substituído por Ricardo Dias, que embora não fazendo esquecer o lesionado, deu muito boa conta do recado. O Jogo foi disputado numa toada de grande equilíbrio até cerca dos 15 minutos (8-8), a partir deste momento com a equipa lisboeta a acertar nas suas ações defensivas onde mais uma vez Ricardo Candeias, se apresentou em boa forma, através de contra-ataques, e de ataques rápidos, com excelentes execuções em especial dos seus pontas Pedro Portela e Pedro Solha, passou para o comando do marcador, situação que nunca mais perdeu. Aos 25  minutos de jogo gera-se alguma apreensão no banco leonino com uma lesão de Candeias, que é substituído pelo jovem Luís Oliveira que deu boa conta do recado, atingindo-se o intervalo com a equipa do Sporting a vencer por 17-14. Nos segundos 30 minutos, apesar de uma boa reação inicial do ABC, que coloca o resultado em pela diferença mínima cerca dos 35 minutos (19-18), a equipa lisboeta arranca para uma grande exibição, já com o regressado Ricardo Candeias na baliza e em pleno diga-se, e rapidamente se colca com um diferencial de 6 golos aos 39 minutos, com o ABC a tudo tentar para minorar a situação chegando a existir duas marcações individuais a Fábio Magalhães e a Frankis Carol, até á troca de Humberto Gomes por Bruno Dias, na baliza, que nada resolveram, e o Sporting atinge a maior diferença no marcador (7 golos de vantagem) cerca dos 51 minutos. A partir deste momento a equipa leonina iniciou um processo de gestão do resultado, e do esforço dos seus jogadores, pois apenas foram utilizados 7 jogadores de campo, o que demonstra a insuficiência do plantel, mas mesmo assim voltou-se a registar nova diferença de 7 golos aos 54 minutos e já com Luís Oliveira, novamente na Baliza, foram jogados os minutos finais. Pedro Portela com 11 golos e Pedro Solha com 7 golos foram os principais marcadores da equipa do Sporting, mas o trabalho de Bruno Moreira (6 golos) nunca pode ser esquecido, pois o mesmo foi incansável, contou ainda com um ricardo Candeias em excelente momento de forma. No ABC, onde Pedro Seabra Marques esteve um pouco abaixo do que pode e sabe produzir, foram João Paulo Pinto, Nuno Grilo e Carlos Siqueira todos com 5 golos os marcadores de serviço., sendo de destacar no nosso entender a atuação de Humberto Gomes, na baliza. O encontro foi dirigido pela dupla aveirense constituído por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que face á postura das equipas, tiveram uma tarefa simplificada, e apesar da sua atuação não ser negativa longe disso, tiveram algumas falhas na Falta do Atacante e quanto a nós no assinalar do Jogo Passivo, com um critério Uniforme nos 7 metros e na Sanção Progressiva.
 
Grupo “B”
8.ª Jornada
AC Fafe 26 – 25 Belenenses
Passos Manuel 33 – 28 Madeira SAD
Dia 11-05-14
Ismai 26 - 25 Avanca 

Descem de DivisãoAC Fafe e AA Avanca
 
A luta neste Grupo centra-se, essencialmente em que vai descer de divisão e após a realização desta jornada, ficando a faltar apenas duas para o términus do Grupo, 3 (três) equipas já tinham garantido a sua permanência da 1.ª Divisão (Madeira SAD, Belenenses e Ismai). A jornada iniciou-se com um Passos Manuel / Madeira SAD, cujo resultado final poderia deixar já tudo definido. Com a vitória do Passos Manuel que construi praticamente o resultado durante os primeiros 30 minutos de jogo, tendo desta vez a sua grande figura no jovem Vladimiro Bonaparte, apesar de o próprio Boletim de jogo ainda estar incompleto é o único com informação fidedigna. Com este resultado a equipa do Liceu, além de ter retificado o resultado verificado na primeira volta, definiu a sua manutenção na 1.ª Divisão independentemente dos outros resultados, ficando desta forma definitivamente “condenados” á descida de divisão o AC Fafe e a AA Avanca, isto apesar de no encontro disputado em Fafe o AC Fafe / Belenenses, ter terminado com a vitória da equipa minhota pela diferença mínima, isto segundo os dados disponíveis neste momento, significando que os minhotos apesar da descida de divisão continuam a lutar com dignidade até a última jornada. O último jogo da jornada apenas se disputou em 11-05-14, e foi o Ismai / AA Avanca, foi um jogo em apenas a dignidade das equipas estava em jogo, pois as descidas de divisão já estavam decididas desde a véspera, o jogo em si foi insipido e por vezes mal jogado, com ataques demasiado curtos de ambos os lados, dando por vezes a sensação de que a bola queimava, tantos eram os maus passes e as faltas técnicas que se sucediam umas ás outras, no entanto o marcador manteve sempre um equilíbrio, com o Ismai a ter como máximo de vantagem 4 golos, cerca dos 20 minutos 11-7, mas com a jovem equipa da AA Avanca a reagir, e no final dos primeiros 30 minutos o resultado era de 13-11. Com AA Avanca, a andar sempre atrás do prejuízo, o jogo acaba por valer pela emotividade que se viveu nos derradeiros 15 minutos, acabando por vencer pela diferença mínima a equipa mais experiente o Ismai. De destacar no Ismai António Ventura pelos 11 golos marcados, assim como na Artística o seu melhor marcador foi desta vez Nuno Carvalho com 7 golos, Após a conclusão desta jornada a classificação está assim ordenada: - 1.º Madeira SAD (39 pontos), 2.º Ismai (36 pontos), 3.º Belenenses (35 pontos), 4.º Passos Manuel (33 pontos), 5.º AC Fafe (28 pontos), 6.º AA Avanca (26 pontos).
 
O Banhadas Andebol

17 comentários:

Anónimo disse...

O Madeira Sad perdeu com o Passos? Brincadeira O site da federaçao com certeza nao esta certo ...ou sera que algo de estranho se passou para esses lados!

-Onde esta a verdade desportiva?

Anónimo disse...

Aguas Santas Porto
Excelente jogo com pavilhão cheio de gente que gosta de Andebol. vitória certa e justa do Porto a caminho de novo titulo. Excelente exibição da defesa do Porto aberta e fechada, no ataque Gilberto em excelente nível e Spínola a esburacar a defesa contraria.
Aguas Santas não teve argumentos para um porto possante e determinado, mas como sempre lutando pelo melhor resultado desportivo.
Arbitragem muito fraca só contei 27 erros de arbitragem e 10 na não aplicação da LV e FA este estilo de arbitragem já se usa nos seniores!

Anónimo disse...

O site da Federação indica Passos Manuel 33 Madeira SAD 28, com 18-13 ao intervalo.
O boletim de jogo confirma.
Não percebo a dúvida do anónimo das 01:36.
Não deve ser nada de cuidado.

Anónimo disse...

No sporting-abc os comentários estão um pouco imprecisos. Então não sabiam que o Rui Silva está lesionado e o Sérgio Barros está de partida para angola? Além disso o capitão Dias vai abandonar a modalidade mas ontem ainda jogou e bem!

Anónimo disse...

P01
12 clubes
grupo "A" para o titulo
Grupo"B" manutenção e respectiva descida de Divisão!
No Campeonato da P01 o numero de clubes correto seria 14 e não 12 porque deste modo podem desaparecer clubes de Matriz andebol e nada se ganha.
Façam uma analise ao numero de clubes da varias ligas europeias e outras modalidades profissionais e verifiquem o numero mínimo 14 e tem justificação face ao calendário, nº de provas e Seleções Nacionais.
Este ano desce o AVANCA e o FAFE 2 clubes de Andebol e com tradições na modalidade e esteve quase a cair também o histórico Belenenses!
Temso de fazer uou promover um comissão de Calendario e planeamento para se orientar e promover a modalidade e não por razões simples e sem sentido ir acabando com o andebol em varias "Bolsas" da modalidade, como é o caso de Aveiro e triangulo Braga-Guimarães e Fafe.
Porque não tentar ainda este ano essa mudança sem mexer nos que por mérito próprio sobem de Divisão, embora sem orçamentos, sem subsídios para treinadores e jogadores?.
Meu contributo e assinado!
ADC

Anónimo disse...

Só para dar uma ajudinha ao anónimo dos lesionados, informo que estive no pavilhão e ainda há o guarda-redes Correia e o lateral\central Edmilson Araújo, ambos a recuperarem de lesões em mãos. A verdade é que com o melhor jogador do campeonato anterior, lesionado mais de metade da época e, equipa curta, ainda se venceu algo. Já nem queria falar de ganhar ao Skjern e ao Pick. Julgo no entanto que, se calhar houve má gestão pois, os dois pontas foram demasiados usados e, no jogo com o Porto a equipa deu o estoiro. Rui estava nas lonas e devia habituar-se Dias a central pois a ponta já revela falta de velocidade. O Frankis estava de rastos porque é o jogador que, mais defende e ataca. Gostava que, alguém me esclarecesse se o João Antunes sái, assim como se o Nuno Gonçalves vai para o ABC ou Porto. Bosko está em queda e, se vier é mal contratado. Era melhor Perqueira ou o esquerdino Nuno Rebelo. Ou os dois se houver pilim.

Jorge Almeida disse...

ADC, e a verdade desportiva fica onde aí?

Jorge Almeida disse...

Fora de tópico:

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstas entre 12 e 18 de Maio de 2014:

http://andeboltv.blogspot.pt/2014/05/lista-de-transmissoes-entre-12-e-18-de.html

Anónimo disse...


Prabens Sr Artur o ACF deu cabo de um trabalho de 7 anos, devido às suas escolhas. Paarbens Martins consegui o que queria... ser treinador senior... é so opurtonistas

Anónimo disse...

AC Fafe matematicamente na 2ª divisão, já vai com dois anos de atraso. Volta Professor Oscar estás perdoado!!!

Anónimo disse...

Se há um caso que dá nas vistas e até fere é o Belenenses. Há cerca de quatro\cinco anos o clube ía a todas as fases finais dos diversos escalões. Há jogadores da sua formação espalhados por Porto, Benfica, Sporting e ABC para já nem falar noutros clubes. A bandalheira foi tal que em nenhum escalão se vê nada de futuro. A equipa principal anda a morrer e andou á deriva no grupo B do andebol 1. Um histórico que se não põe ordem na casa vai por água abaixo. E são os dos outros clubes a dizer que eles têem público de andebol. Para quando o ressurgimento?

Anónimo disse...

Ver as declarações do técnico adjunto do Àguas Santas dá vómitos a qualquer um...
"O Porto foi um justo vencedoe e um justo campeão".
È triste como afinal há dentro do clube quem preste vassalagem ao clube do poder e controle. Reconheço que, o Gilberto até está a mais no andebol deste pobre país... Agora rendições... Isso é que não!
O porto passa a vida a surrupiar jogadores a quem forma e depois vale-se do poderio que tem. triste! Ainda agora tínhamos ganho ao ABC! Quando seremos de facto grandes e dignos? Não existimos para capacho doutros! Qualquer dos grandes deve saber que, lutamos até ao fim! Seja ele quem fôr! Promiscuidades...

Anónimo disse...

Ao anónimo das 10,49..
Está a falar de quê? Basquetebol?
Veja o que se passa com o Benfica em que até "minis# já vão buscar a outros clubes. Revelou enorme ignorância ao falar só do Porto. Os juvenis A do SLB apresentam 4/5 jogadores formados no Benfica. Todos os anos o SL vai buscar jogadores ao Porto para ser campeão, já mudou de treinador e resultados ... ZERO . VC é um ignorante

Anónimo disse...

Grande derbie do Minho na proxima época Arsenal da Devesa vs AC FAFe...

Anónimo disse...

O andebol do Belenenses só pode ressurgir quando o mesmo deixar de estar entregue a pessoas que nada sabem do clube.
A isto junta-se um direcção do clube que é completamente inapta para gerir a modalidade.
Assistiu impávida e serena à debandada geral de atletas sem se preocupar com o motivo.

Anónimo disse...

Pelo Belenenses passaram uma série de iluminados e concomitantemente indefectiveis adeptos do clube e o Belém chegou ao que se pode constatar.
Com orçamentos de meio milhão de euros, com jogadores a auferir salários ao nível do futebol numa lógica de "quem vier atrás que feche a porta".
Estes iluminados hipotecaram o clube... Literalmente!
Durante esses anos foram dezenas os atletas de grande valor que saíram da formação do Belenenses e simultaneamente também a equipa de seniores foi perdendo argumentos.
Como podem pessoas responsáveis por esta caminhada arrogarem-se no direito de criticar o que está a ser feito?
O Belenenses pôs os pés no chão, redimensionou-se, bateu no fundo mas percebeu que a ascenção terá que ser feita sustentadamente, quer no plano financeiro quer no plano da imposição de valores que se foram destruindo. Este é um trabalho estrutural e sério, pressupõe ter equipas mais modestas, é verdade, mas o caminho está a ser feito...
Demagogia e populismo são estes comentários que acima se leêm e que facilmente se percebem de onde surgem.
A falácia que querem fazer passar esbater-se-á com os resultados do futuro, mas não só com os resultados, sobretudo com a instituição de valores que determinem condutas coerentes com o historial do Belenenses ao invés do que foi feito nos últimos anos.
O Belenenses teve a coragem de humildemente arrepiar caminho antes que mais dia menos dia tivesse que fechar as portas.
O problema hoje em parte são alguns parasitas, que são responsáveis pelo passado, gravitem pelos lados de Belém e que continuam a coberto de uma paixão clubística, que não contesto, a tentar mascarar o passado com o desempenho do presente não conseguindo estabelecer uma relação de causa efeito entendendo que o que se passa hoje é fruto da loucura do passado.
O desempenho do presente foi o possível, mas foi honrado e não envergonha o Belenenses, pelo contrário enobrece, porque foi feito num cenário de carência mas ao mesmo tempo com muita honradez e devoção!

Anónimo disse...

Quando um treinador da formação vem a publico no facebook do belenenses andebol, dizer mal dos jogadores e indiretamente da direcção do clube, está tudo dito. Parabens José Vaz pela frontalidade, desconfio é que para o Alvarez já eras.