gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Encontros Nacionais de Minis – 2013 / 2014 – II

ENCONTROS NACIONAIS DE MINIS
MASCULINOS (PO37) E FEMININOS (PO38)
 
A FAP finamente e através dos Comunicados N.º’s 83 e 84 deu a conhecer as equipas previamente inscritas para as respectivas Provas, que e repetimos se disputam:
 
“Na Cidade da Maia, que este ano é a Capital Europeia do Desporto, vão realizar-se os Encontros Nacionais de minis, que está época, têm a curiosidade de serem realizados em simultâneo, de 3 a 6 de Julho.”
Na PO38 – Femininos
 
Estão previamente inscritas 17 equipas (9 ainda não concluíram o processo), o significa um decréscimo em relação á época anterior onde se tinham inscrito 21 equipas, no entanto, teremos de dizer que se foram confirmadas todas as inscrições, face ao momento atual o número será significativo. Eis os números verificados nas últimas épocas, para análise, de quem quiser:

Época 2010 / 2011 – 10 equipas
Época 2011 / 2012 – 16 equipas
Época 2012 / 2013 – 21 equipas
Época 2013 / 2014 – 17 equipas?
 
Na nossa análise consideramos apesar da descida, os números positivos, demonstrando uma evolução significativa a partir de 2010 / 2011, considerando ainda, que a descida do número de equipas, pode não significar a descida do número de praticantes.
 
Na PO37 – Masculinos
 
Estão previamente inscritas 45 equipas (33 ainda não concluíram o processo, achamos um numero extraordinariamente significativo), a confirmarem-se todas as inscrições, significa um ligeiro aumento mas sempre um aumento em relação á época anterior onde se tinham inscrito 41 equipas, no entanto, teremos de espera pelas confirmações em falta, para uma análise mais correta. Eis os números verificados nas últimas épocas, para análise, de quem quiser:

Época 2010 / 2011 – 32 equipas
Época 2011 / 2012 – 43 equipas
Época 2012 / 2013 – 41 equipas
Época 2013 / 2014 – 45 equipas?
 
Na nossa opinião, os números já se podem considerar significativos, e pelo menos em termos de intenção, até superam as expectativas (pelo menos as nossas).
 
Continuamos, a não entender sobre a completa omissão da possível existência de equipas mistas, que nestes escalões são perfeitamente admissíveis, basta para tal verificar os grandes torneios Internacionais da modalidade para estas idades.
 
Estranho que até ao momento nem uma palavra da Arbitragem sobre estes encontros.
 
O Noticias

3 comentários:

Anónimo disse...

Sou treinador de uma equipa de minis e fui contactado pelo vice presidente da fap Augusto Silva, que me explicou e pediu ajuda para orientar os meus atletas para umas brincadeiras e um concurso de frases. Acho que vai ser giro, porque pelo que ele me disse este encontro vai ser diferente e os atletas vao poder divertir-se muito durante os três dias. Acho que contactou todos os treinadores porque dois colegas meus já confirmaram e fiquei admirado por ser o vice presidente a contactar-nos. Gostei que ele me disse-se que nós somos os treinadores mais importantes do andebol, porque a continuidade dos atletas na modalidade depende de os sabermos motivar. Estava a engraixar mas soube bem.
Nunca pensei que um vice-presidente se desse a este trabalho e por isso tenho que lhe deixar aqui o elogio pois não acredito que outro qualquer fizesse isto, preocupar-se com os treinadores dos minis, ou com as equipas dos minis.

Anónimo disse...

conforme se diz mal, também se pode se pode dizer bem, e se o vice fez o que o anónimo das 09:35 diz, só tenho de lhe prestar a minha homenagem.

Anónimo disse...

Confirmo que o vice telefonou, porque também me telefonou a mim e eu fiquei surpreendido. Assim até dá gozo ser treinador de minis, porque afinal nós contamos!
Obrigado Sr. Augusto