gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Competições Europeias 2014 / 2015 - III

A EHF, Apesar de apenas em 24-06-14 ter procedido á distribuição dos Participantes na Liga dos Campeões em Femininos, onde mais uma vez Portugal não estará infelizmente representado, face as condições financeiras em que se vive atualmente, e as comparticipações serem praticamente nulas. Efetuou hoje (26-06-14) o sorteio dos Grupos da Fase de Qualificação para a Champions League, quer em Masculino quer em Feminino.
 
Masculinos  
Participam na prova 33 equipas
 
Torneios de Qualificação – Resultados do Sorteio 
Grupo 1 - HC Meshkov Brest (Bielorrússia), HC Vojvodina (Sérvia), TATRAN Presov (Eslováquia) e Targos Bevo (Holanda).
Grupo 2 - HC Motor Zaporozhye (Ucrânia), FC Porto (Portugal), Alpla HC Hard (Áustria) e Junior Fassano (Itália).
Grupo 3 - HCM Constanta (Roménia), Haslum HK (Noruega), Besiktas JK (Turquia) e Hubo Initia Hasselt (Bélgica).
 
Os prioritários na organização dos Grupos são, para o Grupo 1 “HC Meshkov Brest (Bielorrússia) ”, o Grupo 2 “Alpla HC Hard (Áustria), e para o Grupo 3  Besiktas JK (Turquia) “.
 
Os Torneios de Qualificação três (3) de 4 (equipas) (Jogado no sistema de 1/2 Final e Final e 3/4 Lugar), serão disputados em 06 e 07-09-14. Apenas o 1.º Classificado de cada Grupo, terá acesso á Fase de Grupos, que será disputada de 24-09-14 a 22-02-2015.
 
Os 4.ºs Classificados destes grupos entrarão na 2.ª Eliminatória da EHF CUP, enquanto os 2.º e 3.º Classificados entrarão na 3.ª Eliminatória da EHF CUP.
 
O FC Porto, ficou inserido no Grupo 2
1 / 2 Final
HC Motor Zaporozhye (Ucrânia) - Junior Fassano (Itália)
FC Porto - Alpla HC Hard (Áustria)
3.º / 4.º Lugar e Final
 
Na nossa opinião, o FC Porto, está integrado num grupo, onde não é impossível a seu apuramento para a Fase de Grupos, embora dispute a sua meia final em casa dos organizadores do Grupo.
 
Fase de Grupos será sorteada no dia 27 de Junho de 2014.
 
Femininos 
Portugal não terá representantes (Estranho) Informação Oficial até hoje ZERO. E apenas 22 equipas participam na Prova. 
 
Distribuição das equipas para Qualificação e para a Fase de Grupos
A EHF informou que tal como nos masculinos, também nos femininos foram recebidos seis pedidos adicionais de participação, para a prova da época que se vai iniciar – Byasen Trondheim (Noruega), HC Leipzig (Alemanha), Le Havre (França), Fleury (França), HC Podravka Vegeta (Croácia) e Zaglebie Lubin (Polónia). Como já se sabe que na próxima época apenas a Hungria e a Dinamarca tem 2 (dois) lugares garantidos na competição Feminina, outros Países começaram já a pedir lugares adicionais. 
 
Depois de uma ponderação em que foram considerados diversos fatores, foram aceites os seguintes pedidos “Byasen Trondheim (Noruega), HC Leipzig (Alemanha) e HC Podravka Vegeta (Croácia) ”. Às outras equipas foi recusado o pedido, não tento ainda sido aceite o Campeão da Turquia.
 
Torneios de Qualificação – Resultados do Sorteio
Grupo 1 - FTC Rail Cargo Hungaria (Hungria), HC Leipzig (Alemanha), BNTU-BelAZ Minsk Reg (Bielorrússia) e Serdodak / Dalfsen (Holanda).
Grupo 2 -  FC Midtjylland (Dinamarca), Byasen Trondheim (Noruega), HC Podravka Vegeta (Croácia) e  WHC Radnicki Kragujevac (Sérvia).

Os prioritários na organização dos Grupos são, para o Grupo 1 “Serdodak / Dalfsen (Holanda) ”, e para o Grupo 2 “WHC Radnicki Kragujevac (Sérvia) “.

Os Torneios de Qualificação dois (2) de 4 (equipas) (Jogado no sistema de 1/2 Final e Final e 3/4 Lugar), serão disputados em 20 e 21-09-14. Apenas o 1.º Classificado de cada Grupo, terá acesso á Fase de Grupos, que será disputada de 17-10-14 a 23-11-2014.

O 4.º Classificados destes grupos entrarão na 2.ª Eliminatória da CUP Winners’ CUP, enquanto os 2.º e 3.º Classificados entrarão na 3.ª Eliminatória da CUP Winners’ CUP.

Fase de Grupos será sorteada no dia 27 de Junho de 2014.

Nota Final – Os Sorteios das restantes competições Europeias, terão os seus sorteios realizados no dia 22-07-14

O Noticias

3 comentários:

Anónimo disse...

mais uma vez continuamos na cauda da europa, sem uma luzinha ao fundo do túnel, mais uam vez temos que ir aos tornieos de qualificação nos masculinos e nos femininos nem vê-los, para que se disputa a prova, acabem com ela.

Interrogações disse...

Off Topic:

Mais uma vez constatamos uma triste e desoladora realidade de um CA prevaricador...

O Encontro Nacional de Infantis Masculinos e Femininos continua insistentemente a serem protagonizadas arbitragens por agentes da modalidade que nem sequer se encontram inscritos para as funções que desempenham. Atletas, Dirigentes e Coor.Seg./Dir.Campo... realmente parece que a vergonha cobre a todos com o seu manto de total e completa desolação pelo CA. Mais uma vez e apesar de já o mesmo ter sucedido na época anterior... na atual? mais do mesmo... Isto é mesmo de quem não está interessado em cumprir regras... Nem mesmo a AA Braga que tão zelosa era em ter tudo e todos inscritos... fosse de que forma fosse... agora também apresenta outros agentes da modalidade não inscritos como árbitros a desempenharem essas funções e com conivência com o CA da FAP a nomear como árbitros quem não o é... AA Leiria e AA Santarém já são clientes habituais neste tipo de intenções e parece que nada incomoda o CA da FAP nem mesmo as ilegalidades. Nomear agentes desportivos como árbitros? Não se entende é como houve tamanha preocupação com o Torneio Nacional de Veteranos Masculinos e depois assistimos de cadeira ao ridículo do CA no tratamento com os mais jovens... Certamente serão estes Veteranos o Futuro da Modalidade.

A conivência da Direção da FAP neste acumular de inconsistência inteletual e moral é deveras preocupante. Até quando alimentar este monstro que engorda a olhos vistos... Vende que tudo está bem quando só bem mal... Queremos uma arbitragem melhor e um Andebol Melhor... Mas certamente e sem qualquer dúvida com este CA não será o caminho...

Podiam ser todos incompetentes mas pelos menos teriam de cumprir as Regras e os Regulamentos... Estes elementos nem para cumprir os Regulamentos quanto mais para fazerem bem o seu trabalho...

A cada acto e ação um prego no caixão; Afundar a arbitragem numa mala de viagem; Levá-la de rastos e sentir a desilusão; mostrar que todos caminhamos sem coragem; nem mostramos vontade de tomar a ação.

Manter este silêncio assusta. Errar vezes sem conta é sinceramente o quê? Fica a interrogação...

Interrogações disse...

Só mais uma achega às constantes e meramente confrangedoras ilegalidades / não cumprimento do próprio regulamento da arbitragem.

No famigerado título 15 - sim aquele que o CA se recusa a cumprir - Regulamento da Arbitragem, daí ser total e completamente justificador do distanciamento do CA da Arbitragem...

No seu Artigo 16º - Condições de Acesso diz no ponto 2. que:

"Sem prejuízo do número anterior só poderão ser candidatos quem obedeça aos seguintes requisitos:
a) Ter o mínimo de quinze anos, no ano correspondente ao da realização do curso;
b) Requerer ao Conselho de Arbitragem da Federação de Andebol de Portugal a entrada no Curso com menos de dezoito anos, devendo neste caso juntar declaração dos pais, ou encarregado de educação, autorizando-o para o efeito;"

O que vão argumentar agora? Que estamos em 2016...? Parece que todos podem tudo podem atropelando todas as regras que regem a modalidade e a arbitragem, Se não se pretende cumprir... Porque se escreve.

Porquê repetir erros idos de épocas anteriores... Realmente isto é apenas demonstrar desinteresse e desnorte relativamente à organização da atividade desportiva. Como se pode então exigir o cumprimento dos agentes da modalidade e suas ramificações quando um dos organismos dirigentes prevarica consecutivamente com a conivência da Direção da FAP...

Mais uma vez digo que apenas alimentamos um monstro...

Mantemos a ideia de continuarmos sem rei nem roque. Sem fim à vista. Porque esperar pelo Rio se o Rock houve este ano em Lisboa. O fim de ciclo é mais que notório temos de evoluir e não continuar a regredir consecutivamente. Alimentamos o monstro com tristeza e desolação. Prosseguimos de olhos vendados e ver as atrocidades cometidas contra a Arbitragem e o Andebol. Onde vamos parar com este tipo de atitude?

Continuamos a afastar adeptos do Pavilhão. Fortalecemos as restantes modalidades de Pavilhão. Será este o Caminho? Já sabemos que a culpa morre Solteira.

O CA não sabia que os árbitros não estavam inscritos. Confiou nas Associações Regionais. Mas no final quem trata das nomeações? Delegou-as? Mas se não são responsáveis... Porque confiar? para depois outros culpar? Quem comanda é que tem de ser chamado à pedra! Não vejo a direção da FAP preocupada com o estado da Arbitragem. Falem da falta de pagamentos à vontade mas não tudo justifica. Trata-se de ser a justificação fácil para tudo.

Quantos mais itens do regulamento da arbitragem será alvo de incumprimento pelo CA? Já não sobram muitos... Depois de consecutivamente violar os regulamentos que os regem, ninguém se preocupa? Parecem andar todos amordaçados pelo silêncio das catacumbas... A falarem nos corredores mas nas AGs perde-se a coragem... de abordar temas realmente pertinentes... Parece existir uma paz oca com pactos de não agressão à mistura.

Até onde irá este CA conduzir a arbitragem e a modalidade? Mais uma interrogação...