gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 29 de junho de 2014

PO15 – Encontros Nacionais de Infantis Masculinos – 2013 /2014 - III

Conforme já é do conhecimento publico desde a época de 2012 /2013 estas provas, sofreram uma forte alteração, deixando-se de designar por Campeonatos Nacionais, passando a designar-se em boa hora por Encontros Nacionais
VENCEDOR S. PAIO DE OLEIROS 
 
Disputou-se em Fafe este fim-de-semana a O Encontro Nacional de Infantis Masculino, realizando-se cerca de 94 jogos, sendo utilizados quatro (4) pavilhões na cidade, terminando como vencedor a equipa do São Paio de Oleiros, que venceu na final o Sporting por 22-18, e que sucede assim ao Benfica vencedor na época anterior. 

Prova Masculina PO1532 equipas em Fafe, com cerca de 800 participantes.
 
Classificação Final – 1.º S. Paio De oleiros, 2.º Sporting, 3.º Águas Santas, 4. º Benfica, 5.º CA Póvoa Varzim, 6.º ABC, 7.º AC Fafe, 8.º Sismaria, 9.º IFC Torrence, 10.º FC Infesta, 11.º Boavista FC, 12. º São Mamede, 13.º Col. Carvalhos, 14.º Santo Tirso, 15.º AC Vermoim, 16.º Vela Tavira, 17.º Callidas, 18.º ADC Benavente, 19.º Marítimo, 20.º GC Tarouca, 21. º Alavarium, 22.º S. Pedro Sul, 23.º Juventude Lis, 4.º Passos Manuel, 25. º SC Espinho, 26.º NA Samora Correia, 27.º IPC Guarda, 28.º Zona Azul, 29.º Alto Moinho, 30.º SC Horta, 31.º Évora AC, 32.º Lagoa AC.
 
Uma referência para o cumprimento de todas as atividades paralelas, e que constituíram um êxito que não podem nem devem ser ignoradas, transformando estes encontros em verdadeiras festas do Andebol, bem como para os pavilhões onde se registaram excelentes molduras humanas, numa prova inequívoca de que o Andebol é uma modalidade de referência no Desporto Nacional
 
"Segundo as informações até nós chegadas, uma palavra final, para o negativismo que a imagem da arbitragem transmitiu. Diremos apenas é pena. Pois as provas particulares, não podem nem devem prejudicar as provas Nacionais."
 
O Formador

11 comentários:

Anónimo disse...

... desde a época de 2012 /2013 estas provas, sofreram uma forte alteração, deixando-se de designar por Campeonatos Nacionais, passando a designar-se em boa hora por Encontros Nacionais.

Mas infelizmente no site da FAP o título faz referência ao Campeão Nacional. Procura-se alterar, mas alguns ainda querem manter a "Campeonite" entre os mais jovens comprometendo a sua formação.

Anónimo disse...

FAP diz q se passa a designar enim e que assim n e instituído um campeão nacional.

curioso: Facebook da FAP hj: S Paio Oleiros é campeão nacional de infantis masculinos..

então em que ficamos FAP?

O Banhadas Andebol disse...

Um esclarecimento se impõe, pois vários comentários não foram publicados, por conterem palavras ou expressões, que a isso obrigaram. Também não é nosso costume justificar qualquer texto, que um dos nossos colaboradores tenha escrito. Mas importante salientar que o texto relacionado com a “imagem da arbitragem” e não com os árbitros individualmente está escrito a negrito e não a vermelho, conforme por norma, se pretende criticar com uma grande carga negativa. Por outro lado este texto está escrito entre plicas o que tem certamente para quem o lê e interpreta outro significado. Pois as informações que nos foram chegando de diversas formas e fontes, têm a maior parte delas a ver não com o trabalho efetuado nos jogos mas sim com a inexperiência demonstrada na maior parte dos casos. E por aqui ficamos. Com esta nossa justificação, que foi elaborado pelo autor dos artigos, tanto em masculinos, como em femininos.

Anónimo disse...

Em Fafe os árbitros eram muito fraquinhos, mas percebi que objetivamente a FAP não deu qualquer importância a esta vertente. Isso ficou claro no discurso de abertura do dirigente da FAP quando apelou aos miúdos para se divertirem muito e esquecerem as derrotas e vitorias porque o resultado dos jogos não tinham importância nenhuma. Como não estávamos lá para ganhar nada até gostamos da mensagem!
Tirando isso, foi um encontro divertido, com uma excelente cerimonia de abertura, com comida à farta e bom ambiente.
Parabéns às gentes de Fafe que estiveram impecáveis na organização.

Anónimo disse...

Triste foi ver árbitros nacionais, com a esperteza habitual, a " habilmente orientar os resultados" a favor das equipas da associação à qual pertencem. Se quando foram os miúdos, ás vezes não sabiam conduzir o jogo, ou erravam, o que era normal, outros mais experientes, em momentos cruciais do jogo, conseguiram fazer uns jeitinhos. Venha quem vier eu já vejo andebol à muito e todos que também vêem sabem ao que me estou a referir.
Isto é não só negativo para a arbitragem, mas se até nestes escalões se passa isto... A expectativa de competição sã e dos miúdos são logo abaladas quando este não seria o que se pretendia. Lógico que isto só acontecia quando era preciso...

Não vale a pena dizer mais nada, pois todos já perceberam muito bem ao que me estou a referir.

A AA. Braga ainda manda.

Tenham respeito pelos miúdos, é a minha opinião.

Anónimo disse...

Os arbitros eram fraquinhos... 2 internacionais, 4 arbitros do nivel 4... 6 arbitros do nivel 3... muitos do nivel 2 e 1 e 5 regionais... se isto equivale a arbitros fraquinhos, então a nossa arbitragem é rica e muito abastada... tenham dó e não digam asneiras a toda a hora e momento... No computo geral a rbitragem tirando duas ou três excepções (jogos) foi muito agradável e boa ( no tal de 96 jogos). A dor de cotovelo é sempre a AABraga que forneceu todos os arbitros e assim deu a eeste evento o que ele merecia, ou seja, a realização com excelencia de um Encontro nacional para 32 equipas e 700 participantes... EU COMO ORGANIZADOR DE FAFE NÃO ESTOU PARA QUE BRANQUEIAM UMA ORGANOZAÇÃO E ESFORÇO DE UMA CAMARA MUNICIPAL, UM CLUBE DE ANDEBOL, NO CASO O AC FAFE E A NOSSA ASSOCIAÇÃO NO ESFORÇO PARA QUE TUDO TENHA DECORRIDO AO MAIS ALTO NIVEL...

Anónimo disse...

Só os palhaços do Banhadas se preocupam com as arbitragem ressabiados será ??

Anónimo disse...

Quando falam que até havia duplas internacionasi deviam ter vergonha pois em 96 jogos a dupla internacional de braga fez um jogo, o árbitro Daniel de Freitas é que esteve de serviço e fez alguns 12 jogos, agora virem-se justificar com esta dupla é só para tentar comer parolos, eu paguei o que me pediram para a minha equipa, e não para andarem a brincar aos árbitros durantes os jogos, quem critica quando se diz a verdade deviam era olhar para dentro.

Anónimo disse...

Ao ler estes comentários é de lamentar que numa prova desta natureza venham para aqui falar de árbitros, de vitórias e derrotas.
Há muitos clubes que adoram ser campeões de infantis, iniciados e passados poucos anos, nunca mais se ouve falar desses jogadores.
FORMAR JOGADORES não é nada disto.

Anónimo disse...

Para mim este foi o melhor 7

Melhor 7:

GR: O 12 do ABC
PE: havia alguns(Sporting,CDS oleiros)
PD:O do Sporting
LE: O Grandalhão do Sporting
LD: Tinha alguns muito bons
C: O capitão do OLEIROS
Pivot: O do ABC

SE quiserem mudar alguma coisa escrevam as alterações, por um comentário

Anónimo disse...

Boas tardes,

Desconheço o proprietário do blog e quem são os "comentadores" supra, se me permitem deixo aqui a minha opinião:

A nossa equipa participou com o propósito de proporcionar aos nossos jovens atletas quatro dias agradáveis, de são convivência desportiva. Os nossos miúdos brincaram e fizeram amigos.

Quanto às arbitragens não me pronuncio, pior é o comportamento de uma dita equipa de topo cuja atitude em campo (para atingir o único objectivo que é vencer) passa pela violência e comportamentos antidesportivos.

Quem está ligado ao andebol sabe muito bem a que equipa e clube me refiro.

É pena que a Federação tenha alterado a filosofia do "Encontro" e continue a designar, no seu site oficial, o vencedor por campeão.

Parabéns a todos, em especial ao São Paio de Oleiros, excelentes miúdos (em todos os aspectos) e à sua equipe dirigente e treinador presentes no evento.

respeitosos cumprimentos, juvenal viana