gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 6 de julho de 2014

Encontros Nacionais de Minis – 2013 / 2014 – IV

ENCONTROS NACIONAIS DE MINIS
MASCULINOS (PO37) E FEMININOS (PO38)  

VENCEU O ANDEBOL
 
“Na Cidade da Maia, que este ano é a Capital Europeia do Desporto, realizaram-se os Encontros Nacionais de minis, que está época, tiveram a curiosidade de serem realizados em simultâneo, de 3 a 6 de Julho.”
 
Estiveram presentes 59 equipas, com cerca de 1000 de participantes, que disputaram um total de cerca de 180 jogos, em diversos recintos locais, com diversas atividades em paralelo que foram integralmente cumpridas, para satisfação dos jovens praticantes, e que segundo as informações recolhidas proporcionaram um excelente convívio, o que se saúde.
 
Assinale-se que a FAP promoveu um concurso de frases e rimas, que teve os seguintes vencedores, com a nota de os prémios terem sido entregues por Carlos Resende como Embaixador do Plano Nacional de ética no Desporto. Os vencedores foram:
 
Tiago Lopes Fernandes – 10 Anos – CCR Alto do Moinho
Ruben Filipe Gomes Ferreira – 8 anos – CD São Paio de Oleiros
Nuno Tiago Maia Santos – 10 anos – CCR Fermentões
Tiago Cerveira Santos – 11 anos – AA Águas Santas
Rita Madureira Pereira Valério Fonseca – 10 anos – Maiastars
Carolina Teixeira Alves Fontes de Sousa – 9 anos – Maiastars

Na PO38 – Femininos 
Terminou em este fim-de-semana mais uma prova do calendário nacional (as últimas). O Encontro Nacional de Minis Femininos 2014. Na nossa opinião o grande vencedor foi sem dúvida nenhuma o andebol em si próprio, e só por isso estão de parabéns a FAP, a organização, as 16 equipas participantes, que compreendendo melhor ou pior o espirito de encontro de troca de experiências e ideias e os conhecimentos que se fizeram, e se enquadraram na perfeição na formação desportiva de um atleta, sendo complementada pelas atividades lúdicas extras que foram proporcionadas. 
 
Clubes Participantes (16) – AA Espinho, Maiastars, CS Madeira, S. Félix da Marinha “A”, Alpendorada, Santa Joana, LA Aguada de Cima, Juventude Mar, Alavarium, Colégio Gaia, AC Lusitanos, CD B. Perestrelo, S. Félix Marinha “B”, Porto Salvo, AD Sanjoanense e Gil Eanes.
 
Um reparo á Federação não divulgou os clubes inscritos, nós apenas os pudemos divulgar, após consulta de pormenor ao calendário de provas, o que se lamenta
 
Na PO37 – Masculinos 
Depois do texto elaborado sobre a conclusão do Encontro Nacional Feminino, não existem fórmulas mágicas, para tornar um diferente do outro, pois foi exatamente isso que aconteceu.
 
Foi a última prova do Calendário Nacional a terminar, e assim acabou em ambiente de grande festa O Encontro Nacional de Minis Masculinos. Também aqui e na nossa opinião o grande vencedor foi sem dúvida nenhuma o andebol. Estando por esses motivos de parabéns não só a FAP, como a organização e as 43 equipas participantes, que durante os 4 dias da realização do evento, compreendendo melhor ou pior o espirito de encontro (em vez de Campeonato), trocaram experiências e ideias, fazendo conhecimentos que se enquadraram na perfeição na formação desportiva dos jovens atletas. Sendo a prova, complementada pelas atividades lúdicas que lhes foram proporcionadas. 
 
Clubes Participantes (43) – Benfica, Colégio Carvalhos, Fermentões, CP Vacariça, NA Samora Correia, SP. Oleiros, Santo Tirso “A”, Ginásio Sul, ADC Benavente, CAI Conceição, Dragon Force, AC Lusitanos, Évora AC, Águas Santas, AA Avanca, Passos Manuel Óbidos, Lagoa AC, Passos Manuel Mercês, São Bernardo “A”, CDC Santana, CA Galinheiras, CD Rio Tinto, SC Espinho, AC Lamego, SC Horta, Vela Tavira, Ismai, Alto Moinho, AC Fafe, CA Leça, CD Feirense “A”, CD B. Perestrelo, Gondomar Cultural, Vitória FC, São Mamede, AD Sanjoanense, Estrela Vigorosa, Sporting, Alavarium, Xico Andebol, CD Feirense “B”, Santo Tirso “B” e São Bernardo “B”. 
 
Repetimos o reparo á Federação não divulgou os clubes inscritos, nós apenas os pudemos divulgar, após consulta de pormenor ao calendário de provas, o que se lamenta
 
A prova disputou-se em formato comum:
 
O Tempo de jogo será de 30 minutos (2x15) com 5 minutos de intervalo.
 
Substituição só em posse de bola;

  • O guarda-redes pode ser substituído aquando dos livres de 7 metros;
  • Em caso de lesão grave, durante o jogo, pode substituir um jogador de campo, mesmo que o Clube não tenha a posse de bola.
Proibição de defesas mistas, Apenas podendo ser utilizados um máximo de 16 atletas durante a prova. 
 
Continuamos, a não entender sobre a completa omissão da possível existência de equipas mistas, que nestes escalões são perfeitamente admissíveis, basta para tal verificar os grandes torneios Internacionais da modalidade para estas idades. 
 
Mais uma vez nem uma palavra sobre as arbitragens nestes encontros. Lamenta-se.
 
Nem informamos das diversas classificações por zonas, pois não tem qualquer sentido, face aos objetivos a atingir. Mas estamos em condições de informar, que todas as participantes tiveram o seu prémio de recordação
 
Ética Desportiva
 
Mais uma vez o embaixador da Ética no Desporto, Carlos Resende, procedeu á entrega de prémios de Ética Desportiva à equipa feminina do AD Sanjoanense e à equipa masculina do CDC Santana. 
 
Como nota Diremos que a programação extra desportiva que estava prevista se realizou na sua totalidade, excedendo até as maiores expectativas, o que se regista com agrado. 
 
Não poderemos terminar esta nossa crónica, sobre a total omissão que os OCS, em especial os Desportivos, tiveram em relação a estas atividades, em que o seu silencia foi de tal forma, que apenas temos de enviar um forte lamento, por esta total escuridão que nos ofereceram. 
 
O Noticias

11 comentários:

Anónimo disse...

A FAP esmerou-se: camião com alto som, luz, companhia de dança, bué de insufláveis, pinturas, jogos tradicionais e miúdos e miúdas muito bem dispostos todos os dias. Tudo em grande! Finalmente uma coisa de jeito. Já não era sem tempo esta gente da FAP fazer algo de jeito no meio de tanta asneirada que fazem todo o ano!

Anónimo disse...

Estive lá com a minha equipa, foi fantástico, mas faltou a emoção da competição. Se a FAP introduzisse novamente o quadro competitivo, esta festa, com esta organização deste ano, ficava o máximo!
Ao dirigente da FAP que esteve lá quero agradecer-lhe as palavras porque se o homem diz na abertura que somos importantes, se o homem nos ligou a todos um por um para fazer-mos coreografias, se no encerramento o homem nos agradece como se fossemos os únicos, os maiores é porque somos mesmo importantes. Sabe bem ouvir isso de alguém que está no palco e reconhece o nosso trabalho, porque sabe Deus as condições em que muitos de nós trabalham que ainda temos que pagar para treinar!
Quero deixar um abraço a todos os meus colegas treinadores das outras equipas, porque deu para convivermos, aprendermos uns com os outros num ambiente muito cool.
Agora vamos para a praia, beber umas bejecas, fazer uns joguinhos e eu de certeza que vou chegar às finais do campeonato de praia! Onde é a final este ano?
Andebol é o máximo!

Anónimo disse...

No meu ver este ENM só teve um aspecto (bastante) negativo, jogar andebol em relvado sintético não é Andebol, é uma coisa parecida... Não consigo perceber como uma cidade com tantos pavilhões se joga num sintético que por sinal estava degradado! O modelo não competitivo ainda posso aceitar , agora jogar andebol na relva não me parece que traga algo benéfico (basta ver o feedback dos miúdos). De resto organização 5 estrelas.

Anónimo disse...

comntário:
Excelente actividade aberta a todos so Clubes do escalão mais jovem(infantis) e num local fantastico.
Organização fantastica e com o Plano "B" funcionar devido as condições climatérias! nem parecia estar em Portugal!
Parabens aos responsaveis da CMMaia e destaco 2 dos responsaveis Pro. Paulo Queirós e Prof. Juan
conclusao:
-Equipas muito bem apresentadas e com a lógica do jogo e no corpo bem visivel.
-Arbitragem jovens e interessados
-Horarios: foi cumprido
Clubes-muito bem e com os dirigentes a fazer muito bem o seu papel isto é facilitadores e controle da ansiedade dsonovso praticantes
-logtistica alimentar,excelente
-Acomodação- local proximo da competição facilitando o convivio
-Actividades socio culturais adequadas e motivadores para a valorizaçao dos jogadores e suas familias
Abraço a todos
ADC


Anónimo disse...

No meu ver para além de uma organização 5 estrelas, um dos grandes aspetos positivos foi termos jogado no sintético. Estivemos todos juntos, no mesmo espaço, a praticar andebol de praia, ou andebol de relva se assim o quiserem. Muitos deste miúdos, como foi o caso da nossa equipa, nunca tinham jogado ao ar livre e esta foi uma experiencia fantástica! Resta dizer que se a FAP tivesse colocado jogos na piscina (tipo polo aquático)e andebol de 5, tudo em simultâneo, ainda seria uma experiencia mais rica!
Tudo o que fizeram foi de tal forma perfeito, que não vai ser fácil dizer a estes miúdos que para o ano não podem ir novamente! Com programa de festas assim é que se consegue prender os atletas e os pais à modalidade. Eu tive enormes dificuldades para convencer os pais a deixarem vir os nossos atletas ao encontro, mas no fim do encontro os pais que acompanharam e eram os mais desconfiados, começaram a perguntar onde seria para o ano. Isto é sintomático.
Parabéns FAP grande festa!

Anónimo disse...

Prof. Magalhães aproveitou o ENMinis para apresentar Ricardo Costa ao Ismai, bem como a nova aquisição cubana do clube maiato patrocinada pelo padrinho Magalhaes.
Diogo pereira deverá ser jogador do Ismai na proxima época , segundo conversa acordada com o Padrinho Magalhães e Ricardo Costa.

Anónimo disse...

Para o anonimo das 13.01
Esteve lá? Achou negativo? Se esteve e achou negativo, aconselho a que reveja os seus conceitos porque você deve ser treinador/a de alta competição e decididamente está a mais nestes tipo de iniciativas. Costumo participar no Maiacup, onde fazemos muitos jogos neste sintético. Se a organização tivesse evitado o sintético tinha cometido um crime à modalidade.
Aproveito para dar os parabéns ao Juan, ao Paulo Queirós e à FAP. Tudo em grande!

Anónimo disse...

Sinceramente tudo o que se escreva neste post que não seja para dar os parabéns está desenquadrado. Nunca a FAP nos proporcionou um momento com esta dimensão. Os meus putos foram de rastos para a cama todos os dias, de tanto usufruírem. Não vao esquecer a Maia tão cedo.
A cerveja estava fresquinha e foi fantástico podermos conversar uns com os outros, à volta da mesa, com os putos debaixo d`olho nos insufláveis;
A organização esteve impecável! Que mais podemos exigir? Igual para o ano!
Fomos todos campeões não fomos?

Anónimo disse...

Excleente moemnto do andebol de Base-Infantis, muita alegria muita comeptição e todo o paoio logistico disponivel.Só faltou haver um vencedor deste encontro e os miudos não entendem e fazem milhares de pergutas ao Treinador? "Em que lugar ficamos? onde esta a Taça?.Na Escoal somos avaliados desde a 1ª classe! premiso para o melhor aluno, bolsas para os melhroes alunso da Escola! não entendemos prof.! "

Ridiculo travarem o entusiasmo dos miudos com estas decisões que fazem lembrar o nosso Andebol Anos 70/80 sob a liderança dos rapazes do Passos Manuel? que transfromaram os cmapeonatso em Encontros, defesas obrigatorias HXH e era assim e nada mais!
Mas nos outro paises com encontros deste genero há venccdedores e entrega das referidas e merecidas Taças.

A CM Maia por ter sempre tudo organizado até tinha as Taçss para entregar como habitualmente, mas os responsaveis da FPA não autorizaram!

Anónimo disse...

Engraço...os melhores ao serviço da seleção nacional jogaram andebol na década de 70/80 em miudos, como o sr. Carlos Resende por exp! E agora que se lixe o hxh, defende à zona que é mais fácil!... E resultados nacionais?muito pouco. Se o objectivo for uma afirmação interna, apenas digo que o andebol é demasiado grande para um país como nosso.
Quanto ao encontro de minis, acho que os treinadores ainda não se adaptaram à falta de competição/classificaçao daí tanta critica ao piso sintético. Por outro lado a cerimonia de abertura foi uma seca, mas parabens ao organizador pois fartou se de correr para ver se tudo estava ok. De resto, nada a apontar parabens pelo esforço e dedicação e obrigado

Anónimo disse...

está toda a gente a felicitar a FPA e a CMMaia, mas ninguém felicita as miúdas que trabalharam nas cantinas, a picar senhas, que nem sempre estavam com paciência para "aturar" as crianças, mas mesmo assim faziam grande esforço para estar ali a sorrir e a brincar com todas as equipas.