gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 30 de novembro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2014 / 2015 – I – Em Atualização

Crónica sobre a PO01, que este fim-de-semana será mais uma vez (e ainda bem) prolongada, face á participação Portuguesa nas provas Europeias. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
11.ª Jornada
Dia 29-11-14
Águas Santas 37 – 20 GC Santo Tirso
Ismai 20 – 20 Belenenses
ABC 39 – 26 SC Horta
Dia 30-11-14
Madeira SAD 23 - 23 Passos Manuel
Dia 03-11-14
Xico Andebol - Sporting (20H00) Andebol TV E Bola TV
FC Porto - Benfica (21H00) Porto Canal

Nova jornada que se irá prolongar, com jogos a serem disputados até meio da semana, sendo um deles, talvez o mais importante, pois apesar de já estar determinado o “campeão” da 1.ª volta, pois esta jornada marca precisamente o fim da 1.ª volta desta Fase da prova, com o FC Porto, mesmo que perca no seu último jogo, manterá sempre o primeiro lugar da classificação. A classificação no final desta jornada irá definir em definitivo quais as equipas classificadas nos 4.ºs primeiros lugares e que serão cabeças de série no próximo sorteio dos 1/16 de Final da taça de Portugal a realizar no próximo dia 09-12-14. Nos jogos disputados até hoje, regista-se ainda o facto da não existência de qualquer registo disciplinar. Nos jogos hoje disputados o jogo que na nossa opinião despertava mais atenção disputou na Maia e foi o Ismai / Belenenses, não só pela proximidade pontual de ambas as equipas, mas pelos resultados que têm protagonizado nas últimas jornadas. E tínhamos toda a razão, pois foi um jogo de grande equilíbrio desde o primeiro minuto, até ao último minuto do encontro, com alternâncias do marcador, e onde as vantagens quer de uma equipa quer de outra nunca foram substanciais, para poderem dar descanso aos seus técnicos e aos seus adeptos, apesar de a equipa lisboeta no segundo período de jogo chegar a ter uma vantagem de 4 golos (18-14), cerca dos 52 minutos de jogo. A prova do grande equilíbrio era o resultado que se verificava, no final do primeiro tempo, uma igualdade a 10 golos, com a igualdade a ser estabelecida pela equipa de Belém através de um livre de 7 metros convertido por Evaldo Ferreira. No segundo período a igualdade que dita o resultado final também é obtido através da conversão de um livre de 7 metros desde vez pela equipa maiata através de Miguel Sarmento no último minuto de jogo, diga-se que foi o segundo livre de 7 metros seguido convertido pela equipa da Maia, que assim evitou a derrota, num jogo de emoções fortes em especial nos 5 minutos finais. De assinalar pela negativa o baixo número de espectadores (75) presentes num encontro da nossa principal prova. De destacar a eficácia dos guarda-redes da equipa maiata, Manuel Borges (38%) e Yusnier Giron (50%) e ainda do guarda-redes do Belenenses Henrique Carlota (41%). Edvaldo Ferreira com 9 golos foi o melhor marcador da equipa lisboeta e do jogo, enquanto na equipa maiata, o melhor marcador foi Sérgio Martins (6 golos) mas 4 são na conversão de livres de 7 metros. Outro jogo disputado Maia, mas propriamente dito em Águas Santas, era o Águas Santas / GC Santo Tirso, foi disputado com mais assistência que o jogo anterior mas mesmo assim consideramos os números aquém do desejado. Foi um encontro de um único sentido com a equipa maiata a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos. O interesse do jogo resumiu-se a ver qual seria o diferencial final, pois os maiatos já venciam ao intervalo por 21-14, e o diferencial final de 17 golos, espelha bem a diferença entre os dois conjuntos, onde os neo divisionários do GC Santo Tirso demonstraram não possuir (pelo menos neste encontro), argumentos suficientes para discutirem qualquer lugar que lhes possa dar acesso ao Play OFF (esta é a nossa opinião). O melhor marcador do jogo foi o suspeito do costume o maiato Pedro Cruz com 12 golos e uma eficácia de 75%, de destacar ainda o jovem guarda-redes do Águas Santas João Moniz com 41% de eficácia, referimos como dado estatístico apenas, a eficácia de Telmo Ferreira (63%) face ao pouco tempo de utilização neste encontro. Nos tirsenses total destaque para o jovem Mário Lourenço com os seus 8 golos (0% de eficácia) que foi o melhor marcador da equipa, e que por mera curiosidade na época passada representava o Águas Santas. Na Madeira disputou-se o Madeira SAD / Passos Manuel, que terminou numa igualdade, que confirma o equilibro que se verificou durante quase todo o encontro, o jogo em si teve diversas alterações de comando no marcador, mas engloba em si diversas curiosidades, como por exemplo o 1.º golos do encontro foi obtido através de um livre de 7 metros, e o ultimo golos do primeiros tempo foi conseguido de igual modo, ambos favoráveis ao Madeira SAD. A equipa madeirense comandou o marcador até aos 24 minutos (7-6), mas a máxima diferença que conseguiu foi de 2 golos por exemplo 7-5 (21 minutos), mas o Passos Manuel com 4 golos seguidos, todos de Belone Moreira, passa para a frente do marcador e atingi o intervalo a vencer por 10-8. Nos segundos 30 Minutos, com os estudantes de lisboa a comandarem o marcador, até aos 42 minutos (14-13), depois de terem chegado a estar na frente com um diferencial de 4 golos (34 minutos), sofreram uma exclusão aos 38 minutos, que muito bem aproveitada pela equipa insular que reduziu a diferença para o mínimo 13-12 aos 40 minutos. A partir deste momento o jogo foi numa toada de golo cá, golo lá, com os madeirenses a estrem por diversas vezes no comando do jogo, sempre pela diferença mínima como por exemplo aos 56 minutos quando venciam por 23-22, mas uma exclusão de Hugo Lima aos 58 minutos de jogo, permitiu ao Passos Manuel igualar a partida. Neste segundo período o Passos Manuel deve muito do resultado á entrado de Ricardo Barrão (5 golos), que marcou os 4 dos últimos 6 golos da equipa. No Madeira SAD Gonçalo Vieira com 6 golos e 100% de eficácia foi um dos seus melhores jogadores, sendo muito bem acompanhado por Daniel Santos com 7 golos (70% eficácia) e melhor marcador da equipa, já que Nuno Silva (6 golos), mas apenas 60% de eficácia e com 6 faltas técnicas. No Passos Manuel, O guarda-redes Miguel Espinha foi o baluarte da equipa com 41% de eficácia, pois o seu melhor marcador Belone Moeira (6 golos), cometeu várias falhas técnicas e teve uma eficácia de 60%, enquanto Ricardo Barrão teve uma eficácia de 100%, e Pedro Sequeira, esteve longe dos seus melhores dias com 5 golos marcador para apenas uma eficácia de 45%. Após a disputa destes jogos e independentemente dos resultados que se venham a verificar nos jogos que faltam disputar poderemos afirmar que o FC Porto é o 1.º Classificada no final da 1.ª volta e de que o ABC, Benfica e Sporting, serão os 4.ºs primeiros classificados no final da 1.ª volta e consequentemente os cabeças de série nos 1/16 final da Taça de Portugal.

ABC 39 – 26 SC Horta 
 
Sem história é o que se poderá dizer deste jogo, disputado no Flávio Sá Leite, co alguma presença de público, em que o ABC comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos, e onde a equipa açoriana do SC Horta, apresentou uma incrível falta de argumentos competitivos de que não estávamos á espera. O ABC que nos 30 minutos iniciais do encontro, dominou a seu “belo prazer” os acontecimentos, onde com uma defesa agressiva, em ser violenta, defendeu bem o que proporcionou aquilo que mais gosta de fazer, o contra ataque onde esteve exímio, com base essencialmente na exibição do seu guarda-redes Humberto Gomes que atingiu uma eficácia de 57%. O SC Horta foi uma equipa sem soluções atacantes, que praticou inúmeras faltas técnicas (19 no total), tudo isto acompanhado com maus passes. Notou-se a ausência de Rui Barreto na equipa, e que não se entendeu (talvez por lesão) a não entrada de Inácio do Carmo em jogo, após a lesão sofrida por Afonso Almeida quando iam decorridos cerca de 36 minutos de jogo. O ABC, após chegar ao intervalo (19-9) já com uma confortável e merecida vantagem, iniciou o segundo tempo com praticamente um novo sete, dando assim tempo de jogo aos restantes elementos, com especial destaque para o jovem 1.ª linha Nuno Rebelo (4 golos), que após a sua lesão se tem vido a integrar progressivamente. O SC Horta neste período conseguiu um aparente equilíbrio, fruto da rotação utilizada pela equipa bracarense, mas que apesar de tudo foi dilatando o resultado que atingiu números não esperados por muita gente, nós próprios incluídos. No ABC foram utilizados os três (3) guarda-redes inscritos, enquanto no SC Horta tanto Nuno Silva (21% de eficácia) como Paulo Contente (20% de eficácia), pouco mais podiam fazer. Destaque no ABC para os 8 golos de João Paulo Pinto e em especial para os 7 golos de Fábio Vidrago (100% de eficácia) e para o seu mortífero contra ataque 12 em 12. Na equipa Insular destaque para Yosdany com 7 golos e 78% d eficácia, foi quanto a nós o seu elemento mais preponderante. O Encontro foi dirigido pela dupla Internacional feminina constituída por Vânia Sá e Marta Sá, que tiveram um jogo fácil de dirigir e souberam não complicar, terminando mesmo sem complicações e com nota bastante positiva
 
O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2013 / 2014 – XXVII – Em Actualização

Este fim-de-semana concluiu-se a disputa da 3.ª Eliminatória EHF CUP Masculina, que contou com a participação de duas equipas Portuguesas (FC Porto e Sporting), em dois confrontos ibérico. Jornada de fim-de-semana que começo bem com o apuramento do FC Porto para a fase de grupo, mas terminou mal com a eliminação do Sporting.

Masculinos 
 
EHF CUP  


FC PORTO VENCE ELIMINATÓRIA 
O FC Porto, tal como o Sporting, depois de ter alcançado (uma vantagem de 5 golos) no jogo da 1.ª Mão da 3.ª Ronda de Qualificação com uma das fortes formações presentes nesta edição da EHF CUP, os espanhóis do Abanca Ademar Leon, defrontou em jogo da 2.ª Mão disputado em Leon (Espanha) num ambiente nada fácil, onde o número de espectadores presentes (3150) diz tudo. Mas a experiencia dos jogadores do FC Porto, apesar de terem perdido o jogo, souberam sofrer e guardar vantagem que 5 golos que levavam da 1.ª Mão, isto apesar dos nove (9) livres de 7 metros que sofreram, e que são indicadores do que se sofreu em campo. Ao intervalo a vantagem dos espanhóis era apenas de um (1) golos (13-12), o que transmitiu uma enorme esperança e motivação a toda a equipa, que continuou com garra e determinação, conseguindo até virar o resultado para 22-17 a seu favor, assegurando que o diferencial adquirido no Dragão Caixa fosse o suficiente para assegurar a sua passagem á fase de Grupos. No FC Porto saúda-se o regresso de João Ferraz às boas exibições com 6 golos foi o melhor marcador da equipa, logo seguido de Ricardo Moreira e de João Duarte com 5 golos, isto para não falar na exequente prestação defensiva da equipa. Na equipa do Ademar Leon, mais uma vez o brasileiro João Silva foi o elemento mais destacado com 8 golos. De anotar duas desqualificações no encontro a e Alexis do FC Porto por acumulação de exclusões e a do brasileiro Leonardo Almeida direta. 
 
Resultados
1.ª Mão
FC Porto 29 – 24 Abanca Ademar Leon
2.ª Mão
Abanca Ademar Leon 25 – 28 FC Porto

SPORTING ELIMINADO POR DIFERENÇA DE GOLOS
(GOLOS MARCADOS FORA)
O Sporting, depois do resultado alcançado (uma vantagem de 2 golos), no jogo da 1.ª Mão disputado em Mafra, deslocou-se a Granollers, onde foi encontrar um ambiente escaldante no jogo da 2.ª Mão uma das mais fortes equipas espanholas, o Fraikin BM. Granollers. Num pavilhão com cerca de 3000 espectadores, a apoiarem fortemente a sua equipa o Sporting, fez um excelente jogo, perdendo exatamente pela mesma diferença do jogo da 1.ª Mão, mas cm uma forte diferença, e que foi decisiva para a sua eliminação, apenas marcou 23 golos, contra os 25 marcados pela equipa espanhola em Mafra, e que em caso de igualdade, funciona como fator de desempate nas provas Europeias, assim foi na nossa opinião uma eliminação inglória. O Sporting “apenas” defrontou a equipa classificada em 2.º lugar na forte Liga ASOBAL, logo a seguir ao FC Barcelona, está tudo dito, mas disputou o encontro sempre com grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado ao intervalo, que era favorável aos espanhóis por 12-9. No segundo período uma reação feita de garra e determinação levou a que o resultado á passagem do minuto 50 fosse uma igualdade a 17, chegando estar a vencer por três (3) golos (20-17), e aos 55 minutos de jogo a equipa portuguesa vencia por 21-20, e tinha o jogo e a eliminatória na “mão”, mas segundo “rezam” as crónicas uma dupla exclusão a Pedro Solha, que o levou á desqualificação por exclusões, obrigou, a que na prática os últimos minutos fossem jogados em inferioridade numérica pela equipa portuguesa como “convinha”. Basta ler o boletim de jogo, para se chegar a esta conclusão. Pois o golo da diferença surge nos últimos segundos do jogo. Neste jogo reapareceu o Pedro Spínola que todos conhecemos, e com cinco golos foi o melhor marcador da equipa, Pedro Portela e Fábio Magalhães, com quatro golos foram a seguir os marcadores que se seguiram. O brasileiro José Toledo com 6 golos foi o melhor marcador da equipa espanhola.

Resultados
1.ª Mão
Sporting 27 – 25 Fraikin BM. Granollers
2.ª Mão
Fraikin BM. Granollers 25 – 23 Sporting

O sorteio da Fase de Grupos realiza-se no dia 04-12-14 

O Noticias

sábado, 29 de novembro de 2014

ScandIbérico Masculino Juniores “C” - 2015 - III

SCANDIBÉRICO MASCULINO JUNIORES “C” – 2015
3.º Torneio Internacional de Pontevedra “Galicia-Salnés” 
A Federação já divulgou o calendário da Seleção Nacional, nesta prova, procedendo conforme tinha anunciado na altura da sua primeira notícia sobre este torneio. 
 
Calendário
1ª Jornada
Dia 06-12-14
17h30 - Astúrias – Galiza (17H30)
Astúrias – Portugal (20H30)
2ª Jornada
Dia 07-12-14
Galiza – Portugal (10H00)
Galiza – Astúrias (16H00)
3ª Jornada
Dia 08-12-14
Portugal – Astúrias (10H30)
Galiza – Portugal (12H30
 
Nota – Convém esclarecer, que este torneio se disputa em vários escalões e de que existem, mais participações portuguesas. Por exemplo e segundo o documento divulgado pela organização no escalão de Infantis Masculinos, participam o Águas Santas e o GC Santo Tirso, de que em infantis Femininos participam duas equipas portuguesas que apenas estão definidas como “A” e “B” .
 
Noticias

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

ScandIbérico Feminino – 2014

SCANDIBÉRICO FEMININO 2014
JUNIORES “B” - FEMININAS
 
Depois de alguns anos de ausência, Portugal, volta a participara o ScandIbérico Feminino, sendo a sua representação entregue ao escalão de Juniores B. 
O Torneio este ano realiza-se em Espanha (Ciudad Real), de 04 a 07-12-14, com a seleção de Juniores “B” a efetuar um estágio (Finalmente) de preparação antes da realização do torneio, em Almada de 01 a 04-12-14. 
 
Participam no torneio além de Portugal, a Espanha, Suécia e a Noruega, estranha-se a ausência de alguns Países que normalmente marcavam presença, como por exemplo a Dinamarca. 
 
Recordamos que Portugal nas suas últimas participações em 2010, onde a sua participação excedeu todas as expectativas, alcançando um excelente 2.º lugar, com o torneio a ser disputado na ilha de Fuerteventura mas Canárias, também em Espanha, e em 2011, classificando-se em 4.ª Lugar, mas com Mónica Soares, a ser a melhor marcadora com 36 golos, e com Isabel Góis e Mónica Soares a serem eleitas para o sete ideal da Prova. 
 
Para o Scandibérico a Seleccionadora Nacional, efectuou a seguinte convocatória (sem comentários)
Calendário dos Jogos:
1ª Jornada
Dia 05-12-14
Suécia – Portugal (18H00)
Espanha - Noruega (20H00)
2ª Jornada
Dia 06-12-14
Portugal – Noruega (18H00)
Espanha – Suécia (20H00)
3ª Jornada
Dia 07-12-14
Noruega - Suécia (10H00)
Espanha - Portugal (12H00)
 
Nota – Mais uma vez se, verifica-se uma falta de informação, no que diz respeito à arbitragem, pois em princípio e normalmente estas seleções seriam acompanhadas uma dupla, será que vai… E quem...Já que estamos na moda de dar Informações sobre Arbitragem…
 
A toda a comitiva portuguesa desejamos as maiores felicidades. 
 
O Formador

Competições Europeias 2013 / 2014 – XXVI

Mais um fim-de-semana Europeu, para as equipas portuguesas masculinas que disputam as provas da EHF, jogando na EHF CUP, com a esperança em que sejam alcançados resultados positivos por todas, pois seriam a confirmação dos resultados alcançados nos jogos da 1.ª Mão.
 
Masculinos 
 
EHF CUP  
O Sporting, depois do resultado alcançado (uma vantagem de 2 golos), no jogo da 1.ª Mão disputado em Mafra, desloca-se a Granollers, onde irá encontrar um ambiente certamente escaldante, e onde vai voltar vai voltar a defrontar nesta 3.ª Ronda de Qualificação no jogo da 2.ª Mão uma das mais fortes equipas espanholas, o  Fraikin BM. Granollers, com a esperança de obter um resultado que possa levar a passar para a fase de Grupos da Prova.
 
Resultados
1.ª Mão
Sporting 27 – 25 Fraikin BM. Granollers
Calendário
2.ª Mão
Dia 30-11-14
Fraikin BM. Granollers – Sporting (19H00)
 
O FC Porto, tal como o Sporting, depois de ter alcançado (uma vantagem de 5 golos) no jogo da 1.ª Mão da 3.ª Ronda de Qualificação com uma das fortes formações presentes nesta edição da EHF CUP, os espanhóis do Abanca Ademar Leon, vai voltar a defrontar esta equipa no jogo da 2.ª Mão a ser disputado em Leon (Espanha) num ambiente nada fácil, mas certamente que o encontro será disputado com garra e determinação e que o diferencial adquirido no Dragão Caixa seja o suficiente para assegurar igualmente a sua passagem á fase de Grupos. 
 
Resultados
1.ª Mão
FC Porto 29 – 24 Abanca Ademar Leon
Calendário
2.ª Mão
Dia 29-11-14
Abanca Ademar Leon – FC Porto (17H30)
 
Horas Locais
 
Desejamos a todos os clubes Portugueses participantes nas diversas provas Europeias, os maiores êxitos desportivos.
 
O Noticias

Andebol - Adaptado

1.º TORNEIO DE ANDEBOL ADAPTADO
Batalha Andebol Clube 
O Noticias

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Orientações - Arbitragem do EURO 2014 Feminino

A EHF, publicou no seu sitio (19-11-14), linhas orientadoras para a arbitragem a aplicar no Euro 2014 Feminino. E como não existiu até ao momento qualquer interesse na divulgação das mesmas por quem deveria fazê-lo, vamos tentar reproduzir as mesmas. Para quem quiser ver ou consultar o texto original, o mesmo encontra-se neste link
 
Orientações para a Arbitragem do EURO 2014 feminino 
 
Estas orientações foram dadas a conhecer a todas as 16 equipas participantes, assim como o material vídeo com as correspondentes orientações (Nota - já divulgado em tempo por nós). 
Tópicos referenciados: 
 
7 Metros

Um a decisão para um lançamento livre de 7 metros será aplicada quando: 

a)      Uma clara ocasião de golo é impedida por violação das regras em qualquer local do terreno de jogo.
 
b)      Um jogador entra deliberadamente na área de baliza, para impedir um golo ou parar uma bola, ou ainda para tirar vantagem direta sobre o atacante em posse de bola.

Exclusões (2 minutos) e Desqualificações

Deverá ser feita uma clara distinção entre as faltas que são sancionadas de forma normal (começando com a amostragem dos cartões amarelos), e as outras faltas que serão norma e imediatamente sancionadas com uma a) exclusão (2 minutos), ou b) com uma desqualificação direta: 

a)      As faltas cometidas com alta intensidade contra um adversário em corrida rápida (normalmente em contra ataque), agarrar um adversário por um período demasiado longo, ou puxar o mesmo para baixo, atirando-o ao chão, as faltas cometidas contra o pescoço, garganta ou cabeça do adversário, o bater forte no tronco ou no braço do adversário, ou a tentativa de que o adversário perca o controle do corpo, empurrando de lado ou por trás quando o mesmo se encontra em corrida ou em salto. 

b)      Provocar a perca de controlo do corpo quando o adversário se encontra em corrida ou em salto, atacando o braço do lançador de lado, ou por trás, execute ações agressivas contra uma parte do corpo em especial a face, garganta ou pescoço. Guarda-redes que abandonando a área de baliza com a finalidade de interceção de um passe destinado a um adversário, e quando se provoca uma falta que se considere inserida no disposto nas Regras 8:5 e 8:6, no último minuto de jogo com o objetivo de impedir um golo.

Jogadas de Ponta

O perigo para um jogador que salta numa entrada de ponta, não é a intensidade do contacto que servirá para o julgamento de se sancionar ou não com uma desqualificação direta, pois um pequeno contato pode ser suficiente, tais como: 

·         Um ligeiro empurrão na anca ou um ligeiro toque no ombro, agarrar ou tentar agarrar a perna de um jogador que esta salto, numa entrada de ponta, ou um movimento com a perna alongando o seu movimento, para provocar a queda do adversário, ou o jogador que se move por dentro da área de baliza e atitude defensiva.

Jogadas do Pivot

As definições de bloco, a sua manutenção e os movimentos para fora do bloco, devem ser executadas de forma passiva, em relação ao adversário, e não é permitido: 

·         Bloquear o adversário, com os braços, mãos e pernas, ou usar qualquer parte do corpo, para desloca-lo ou afastá-lo, nem segurara um adversário (corpo ou equipamento).

Falta do atacante

Se um defensor está na posição correta (frontalmente) e o jogador atacante corre ou salta para sobre ele uma falta do atacante deve ser assinalada.

Estas indicações foram apresentadas e discutidas por ocasião do seminário realizado em Viena, e serão novamente em Gyor no início do EURO 2014, em 04 e 05-12-14.
(Fonte EHF)
 
Com este artigo, esperamos estar a contribuir para esclarecer algumas dúvidas ainda existentes, pois os mesmos não são mais do que um reforço na forma de aplicação das regras da modalidade. 
 
O Regras

Informação - Clubes - Diversa

CD MARIENSES
O Noticias

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 11 – 2014 / 2015 – I

Crónica sobre a PO01, que este fim-de-semana começa na 4.ª Feira (19-11-14), face á participação Portuguesa nas provas Europeias. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
10.ª Jornada
Sporting 23 – 24 FC Porto
GC Santo Tirso 28 - 25 Xico Andebol
SC Horta 21 - 26 Águas Santas
Belenenses 22 - 31 ABC
Passos Manuel 28 - 24 Ismai
Benfica 28 - 26 Madeira SAD

Numa jornada com um jogo antecipado, devida a participação das equipas portuguesas nas Competições Europeias, tentado desta forma manter uma plena normalidade competitiva. Assim um dos clássicos da modalidade o Sporting / FC Porto disputou-se na quarta-feira (19-11-14), tendo terminado com a vitória, do FC Porto, que assim manteve o pleno de vitórias em todos os jogos até ao momento. A jornada que só será concluída no próximo dia 26, nos jogos disputados até ao momento apenas um encontro com relatório disciplinar, precisamente o Passos Manuel / Ismai, que acaba por ser uma das grandes surpresas da jornada, com a equipa da Maia depois da sua última visita a Lisboa ter vencido de forma clara um dos candidatos ao titulo, esperava-se mais da mesma, e no final dos primeiros 30 minutos já se encontrava a perder por 15-13, a vantagem era pequena e era demonstrativa do equilíbrio com que estava a ser disputado, a equipa maiata ainda conseguiu recuperar e igualar partida a 16 golos no segundo período do encontro, mas a equipa dos liceais lisboetas rapidamente voltou a por ordem na casa, voltando ao comando do encontro que manteve até ao final. Com esta vitória parece-nos que o Passos Manuel será uma equipa a ter em conta na discussão do 8.º lugar precisamente o último que dá lugar de acesso ao Play OFF. Vladimiro Bonaparte e mais uma vez Pedro Sequeira co 6 golos foram os marcadores de serviço do Passos Manuel, enquanto Sérgio Martins igualmente mais uma vez foi o melhor marcador do Ismai. Num encontro onde se encontrava em discussão lugares de acesso ao Play OFF, e onde existia uma equipa que sentia necessidade de construir um resultado positivo, o Águas Santas, disputou-se na horta o SC Horta / Águas Santas, e a equipa de Paulo Faria teve de puxar dos “galões” para vencer a sempre aguerrida equipa insular, que até se encontrava a vencer no final do primeiro tempo por 11-9. No entanto um segundo período de jogo a garra e forma de jogar dos maiatos foi completamente diferente e depois de assumirem o comando do jogo não mais o largaram. Neste encontro alguns factos merecem uma referência da nossa parte, em primeiro lugar o facto de a equipa do SC Horta inscrever quatro (4) guarda-redes no boletim de jogo, depois um outro facto foi a equipa do Águas Santas deslocar-se com apenas 11 jogadores dos quais dois eram guarda-redes, mas com 4 oficiais de equipa, deverá fazer-se justiça e dizer que todos os jogadores de campo concretizaram golos, e destacar excelente prestação na baliza maiata do jovem João Moniz com 52% de eficácia. E dizer que o melhor marcador do encontro foi o Afonso Almeida do SC Horta com 6 golos mas apenas com 55% de eficácia. Tivemos um dos jogos que eram apelidados de clássicos da modalidade, mas na atualidade, serão sempre mais um jogo, tão normal como os outros, até no número de espectadores presentes num dos mais míticos pavilhões da modalidade o Pavilhão Acácio Rosa, que merecia certamente outra moldura humana, do apenas os 150 espectadores (registados no Boletim de jogo) estavam presentes, disputou-se o Belenenses / ABC. Apesar da excelente entrada da equipa de Belém, que chegou aos 4-1 aos 3 minutos de jogo, os minhotos rapidamente igualaram a partida, e após algum equilíbrio no marcador e pós um Time OUT, solicitado pelo técnico do ABC, levou a o jogo após passar por uma fase de relativo equilíbrio, uma boa reação dos bracarenses levou a que estes atingissem o intervalo já na frente do marcador por 15-13, resultado que “alimentava” a esperança de se assistir a segundo tempo com equilíbrio, que apenas durou alguns minutos pois rapidamente o ABC meteu ordem na “casa” e foi dilatando a sua vantagem, superiorizando-se a uma equipa, que tarda em encontrara-se. Nuno Grilo foi o melhor marcador do jogo com 6 golos mas apenas 55% eficácia, eficácia existiu sim no contra ataque do ABC com 8 golos em 9 ações, a maior parte delas com origem na boa prestação do seu guarda-redes Humberto Gomes com 39% de eficácia, na equipa de Belém apesar da dispersão dos golos por diversos marcadores não poderemos deixar de salientar Carlos Siqueira com 4 golos e 100% de eficácia e o Luís Nunes (2 golos) que embora ainda longe da boa forma que notabilizou, tentou levar a equipa para a frente, jogando e fazendo jogar e ainda assistindo, apesar de em termos de concretização a sua percentagem de eficácia ser somente de 50%, enquanto o regressado João Pinto com 4 golos apresentou uma eficácia de 80%. Por último disputou-se o jogo entre os dois últimos classificados na prova, o GC Santos Tirso / Xico Andebol, e assim continuaram, apesar da vitória dos tirsenses, o que leva que a equipa de Guimarães continue a ser única equipa sem vitória até agora na prova. Foi um jogo que registou com uma excelente assistência, e disputou-se sempre com grande equilíbrio durante a maior parte do tempo, com a equipa local a apenas conseguir adiantar-se no marcador cerca dos 24 minutos, para atingir o intervalo com o resultado a ser-lhe favorável por 14-11. Apesar do equilíbrio com que foi disputado na maior do tempo conforme já foi dito, a equipa tirsense chegou a ter uma vantagem de 6 golos, que os homens Guimarães, procuram com afinco anular e apenas conseguiram foi chegar a uma diferença mínima 26-25, aos 55 minutos de jogo. De destacar neste encontro Mário Lourenço com 11 golos e Mário Rego 10golos e o seu guarda-redes Ricardo Castro com 41% de eficácia no GC Santos Tirso, enquanto no Xico Andebol apesar da dispersão dos marcadores, o seu marcador mais produtivo, foi mais uma vez o jovem João Santos com 5 golos. A jornada terminou hoje (26-11-14) com a disputa do encontro Benfica / Madeira SAD, onde o Benfica não encontrou facilidades bem pelo contrário, conforme o demonstra tanto o resultado final, como aquele que se registava ao intervalo (12-10 a favor do Benfica). A grande diferença de planteis entre as duas equipas, foi quase invisível, e esteve essencialmente na eficácia dos guarda-redes, pois enquanto Hugo Figueira apresenta uma eficácia de 35%, do outro lado Luís Carvalho não foi além dos 13%, apenas efetuando 4 defesas, registe-se ainda o golo marcado por Hugo Figueira quando estavam decorridos 36 minutos de jogo. O equlibrio no marcador apenas existiu até cerca dos 18 minutos (igualdade a 7 golos), a partir deste momento o Benfica assumiu o comando do marcador até ao final do encontro, e apesar de termos ficado com a sensação de que o técnico benfiquista fez uma gestão completado esforço dos seus atletas, face aos jogos disputados no último fim-de-semana para as competições europeias, do outro lado responderam sempre com galhardia e garra, pois aos 53 minutos perdiam por um diferencial de 6 golos (27-21 a favor do Benfica), conseguiram fazer uma diminuição deste diferencial para terminar, com o mesmo diferencial que se registava ao intervalo. Não existem grandes destaques no jogo, no entanto não poderemos esquecer os 6 golos de Javier Borragan, todos obtidos no segundo tempo, com Daniel Santos do Madeira SAD, a marcar o mesmo número de golos e também todos na segunda parte, com a vitória hoje alcançada o Benfica ascendeu ao 2.º lugar desta fase da prova. A classificação depois de disputados nesta jornada ficou assim Ordenada: 1.º FC Porto (30 Pontos), 2.º Benfica (26 pontos), 3.º Sporting e ABC (25 pontos), 5.º Águas Santas e SC Horta (19 pontos), 7.º Belenenses, Madeira SAD e Passos Manuel (18 pontos), 10.º Ismai (17 pontos), 11.º Santo Tirso (14 pontos), 12.º Xico Andebol (11 pontos). 
 
Sporting 23 – 24 FC Porto

Jogo disputado no pavilhão do Ginásio d Sul, que se encontrava com uma excelente moldura humana, o que é um facto sempre de salientar. Foi um jogo disputado sempre com grande equilíbrio, onde os guarda-redes foram cruciais em alguns momentos de jogo, sendo na nossa opinião em conjunto com as falhas técnicas que ambas as equipas tiveram no ataque os grandes responsáveis pelo baixo número golos que se verificou no jogo. O Sporting que tem um plantel muito mais limitado que o adversário, apenas utilizou nove jogadores, sem somente 8 de campo, está tudo dito quanto á condução e às limitações do conjunto. Se juntarmos a tudo isto a fraca produção de Fábio Magalhães, que por vezes parece, desculpem o termo o “desparecido em combate” e o eclipse por está a passar Pedro Spínola, são limitações que mais tarde ou mais cedo se farão sentir. A pesar de toda as imitações que enunciamos, a equipa lisboeta chegou a ter, cerca dos 16 minutos de jogo 4 golos de vantagem, para passar um período menos conseguido e chegar ao intervalo a vencer pela diferença mínima (13-12). O FC Porto com uma excelente defesa com um Gilberto Duarte a surgir no segundo tempo, chegou mesmo assim a estar em desvantagem por três golos quando iam decorridos cerca dos 49 minutos de jogo, depois de estarem a vencer pela diferença mínima cerca dos 43 minutos, mas mais uma vez com os seus guarda-redes em bom plano (Alfredo Quintana e Hugo Laurentino), e fruto de uma maior rotatividade que pode fazer ao seu plantel deu a volta ao resultado e aos 59 minutos voltaram a estar na frente 23-22, após duas falhas de Pedro Spínola, uma na receção aos 54 minutos e outra num passe que deu origem a um excelente contra ataque de Ricardo Moreira que colocou o resultado numa igualdade a 22 golos quando estavam decorrido cerca de 58 minutos. Para o jogo terminar com uma excelente jogada, preparada certamente no time OUT do FC Porto a 18 segundos do fim do jogo, e que terminou com Gilberto Duarte a marcar o golo da vitória precisamente do lado contrário de onde costuma rematar. Para terminar teremos de dizer que foi um jogo emotivo, mas por vezes não foi bem jogado, reforçando a nossa opinião com as defesas a sobreporem-se aos ataques. No Sporting não podemos deixar de salientar as prestações de Ricardo Candeias esteve excelente em vários momentos da partida e Pedro Portela que 9 golos foi o melhor marcador da equipa e do encontro, no FC Porto já falamos em ambos os guarda-redes, mas temos de salientar o trabalho de Gilberto Duarte que esteve soberbo no segundo período de jogo onde marcou os 6 golos que lhe estão averbados. Com esta vitória o FC Porto comanda esta fase, contando por vitórias todos os jogos disputados até ao momento. Dirigiu o encontro a dupla IHF de Leiria composta por Eurico Nicolau e Ivan Caçador, que realizaram trabalho bastante positivo, e contribuíram para o excelente espetáculo a que se assistiu, esta atuação na nossa opinião vem na sequencia de uma última que também analisamos, e pensamos ser neste momento a dupla portuguesa que se encontra em melhor forma, assim esperamos que continue
 
O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 08 – 2014 / 2015 - IV

Crónicas de fim-de-semana dedicada à PO04. 
 
São diretamente aprovados para a Fase Final os 3 primeiros classificados em cada zona da 1.ª Fase.  
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos. 
 
Zona Norte
7.ª Jornada
Dia 26-11-14
Águas Santas - ABC (21H00)
8.ª Jornada
FC Gaia 27 - 32 ABC
AA Avanca 28 - 22 FC Infesta
Santo Tirso 31 - 23 Alavarium
Xico Andebol 23 - 28 Ismai
FC Porto 22 - 22 Águas Santas
 
Uma jornada onde face ao conjunto de resultados verificados, apesar de continuarem a haver duas equipas que ainda não possuírem derrotas, face á igualdade obtida pelo Águas Santas, provocou o isolamento no comando da classificação da equipa do ABC, que venceu o seu jogo, apear de ambas as equipas continuarem com um jogo a menos precisamente o Águas Santas / ABC, situação já analisada na nossa anterior crónica. De registar mais uma vez como fator positivo a não existência de jogos com registo disciplinar o que continuamos a dizer será sempre de saudar. Pelo contrário e que nós verificássemos tivemos o primeiro jogo com protesto registado. NO Colégio de Carvalhos o FC Porto obteve uma igualdade diante o Águas Santas, num jogo de grande equilíbrio, apesar de os portistas ao intervalo se encontrarem na frente do marcador (10-8), não souberam resistir á recuperação da equipa maiata, que com este resultado mostrou por que motivo é uma das equipas que ainda não conheceu a derrota. Dizer que foi um encontro onde a equipa do FC Porto, se apresentou com todos os seus principais atletas, e que os marcadores foram vários em ambas as equipas, sem nenhuma saliência em especial. Em Gaia o FC Gaia, recebeu o líder ABC, e o resultado final, poderá levar ao engano, pois o FC Gaia, provocou grandes dificuldades ao favorito ABC, que ao intervalo apenas vencia pela diferença mínima (12-11). No entanto apesar de se manter o equilíbrio durante algum tempo, como demonstra a igualdade no marcador (18 golos) que chegou a existir, foi “sol de pouca dura”, pois rapidamente o ABC repôs a diferença e terminou o jogo como vencedor, apesar da excelente réplica da equipa do FC Gaia. José Poças com 8 golos foi o melhor marcador do FC Gaia, André Gomes com 10 golos e Diogo Branquinho com 7 golos foram os marcadores de serviço do ABC. Em Avanca a AA Avanca venceu o FC Infesta, em mais um jogo onde o equilíbrio foi uma constante até ao fim dos 30 minutos, onde os homens do FC Infesta se encontravam na frente do marcador por 11-10, o provocou alarme nas hostes dos homens da Região de Aveiro, que reagiram fortemente acabando por vencer por resultado confortável. Com este resultado o FC Infesta continua a ocupar os últimos lugares da classificação em conjunto com o Alavarium a penas com uma (1) vitória registada. Renato Gonçalves AA Avanca com 7 golos foi o melhor marcador da sua equipa e do jogo. Em Santo Tirso a equipa local jogou e defrontou o Alavarium que até este momento apenas regista uma vitória, informar que este foi o jogo protestado. Não sabemos se foi ou será confirmado nem qual o motivo para a existência do mesmo. No entanto o domínio da equipa tirsense nunca esteve em dúvida, já se encontrando na frente do marcador por 14-10 ao intervalo, e o diferencial final, é no nosso entender demonstrativo da sua superioridade. João Cardoso com 9 golos foi o melhor marcador do GC Santo Tirso, e Pedro Freitas foi o melhor marcador do Alavarium com o mesmo número de golos. Por fim tivemos um Xico Andebol a recebe em Guimarães o Ismai, com quem perdeu, após ter efetuado um primeiro tempo, onde resultado verificado no final do mesmo (18-7 a favor dos maiatos) foi decisivo para o resultado final. No segundo período de jogo bem tentaram os vimaranenses, mas apenas conseguiram uma recuperação que os levou, a perderem o encontro por uma margem não tão dilatada. Uma equipa que nos habitou a ter uma excelente formação, com estes resultados, certamente que está época dificilmente atingirá um lugar que lhe possa dar o apuramento para a Fase Final da prova. João Macedo com 10 golos foi o melhor marcador do Xico Andebol, e Afonso Cavadas com 8 golos destacou-se como melhor marcador do Ismai. Após a realização desta jornada, a classificação ficou assim ordenada: ABC (21 pontos, -1 jogo), 2.º Águas Santas (20 pontos, -1 jogo), 3.º FC Porto e Ismai (18 pontos), 5.º GC Santo Tirso e FC Gaia (16 pontos), 7.º Xico Andebol (14 pontos), 8.º AA Avanca (13 pontos), 9.º FC Infesta e Alavarium (10 pontos). 
 
Zona Sul
8.ª Jornada
ADC Benavente 38 - 29 Juventude Lis
Benfica 25 - 22 São Bernardo
Belenenses 32 - 32 Alto Moinho
Passos Manuel 26 - 25 Boa Hora
Dia 26-11-14
IFC Torrense – Sporting (21H00)
 
Nova jornada sem casos disciplinares até ao momento, o que é sempre de registar. Não se compreendendo o motivo do adiamento do jogo IFC / Torrense. No entanto foi uma jornada onde registaram alguns factos que merecem ser realçados, começando pela primeira derrota sofrida pela equipa do São Bernardo, que assim perdeu a liderança da prova, a favor do seu adversário nesta jornada o Benfica que jogou na condição de visitado. O Benfica com uma boa primeira parte chegou ao intervalo já na frente do marcador por 15-11. Na segunda parte a equipa do São Bernardo mostrou porque estava nos lugares cimeiros da zona, a efetuar um excelente jogo, mas apenas conseguiu recuperar um (1) golo na diferença então verificada. Destaque para os 13 golos de Augusto Aranda, que foi o melhor marcador do Benfica e do jogo, por seu lado na equipa do São Bernardo, total destaque para o seu conjunto, pelo jogo apresentado com dez (10) atletas a concretizarem golos, no entanto estranhou-se a ausência do seu normal melhor marcador Fernando Marques. Tivemos talvez a surpresa da jornada com a igualdade que o Alto Moinho foi conseguir no Restelo diante uma equipa do Belenenses, na nossa opinião, já arredada da luta pelo apuramento para a Fase Final da prova, tal como na zona norte se verifica com o Xico Andebol, na zona o paralelo é feito com esta equipa do Belenenses, que também é uma equipa com tradição na formação, mas que temos vindo a ver tristemente a decair nestes últimos tempos. Foi um encontro que no final do primeiro período a equipa da casa terminou a vencer por 17-15, mas no segundo tempo permitiu a recuperação da equipa visitante, que assim obteve uma excelente igualdade. Ruben Gomes com 9 golos e João Carvalho com 8 golos foram os marcadores de serviço da equipa do Belenenses, sendo João Silva com 10 golos não só melhor marcador do Alto Moinho, como do jogo. Uma pequena surpresa esteve quase a acontecer, com a equipa mais fraca da zona (na nossa opinião) o Boa Hora a perder apenas pela diferença mínima diante o Passos Manuel, em jogo disputado na Quinta de Marrocos, com a equipa do Passos Manuel, a mais uma vez apenas apresentar nove (9) jogadores inscritos. Foi um encontro que chegou a intervalo com a equipa dos liceais a vencer por 15-12, e souberam aguentar depois a excelente reação da equipa do Boa Hora. No Passos Manuel, todos os jogadores de campo marcaram golos, por seu lado Tiago Prata do Boa Hora foi não só o melhor marcador da sua equipa como do jogo com 11 golos. Com esta derrota o Boa Hora continua ser nesta prova (todas as zonas incluídas) a única equipa que apenas regista derrotas nos jogos disputados, até ao momento. No encontro com o resultado mais dilatado até ao momento o ADC Benavente, venceu os leirienses da Juventude Lis, mantendo-se na discussão a um lugar de apuramento para a Fase Final. Com o resultado ao intervalo a ser-lhe já favorável (18-15), os ribatejanos não abrandaram o ritmo e até final do encontro dilataram a sua vantagem de forma inequívoca, para todos. Mais uma vez João Raquel do ADC Benavente com 13 golos foi o melhor marcador do encontro, sendo bem acompanhado por André Pinto com 7 golos, os mesmos que obteve Bruno Amaral da Juventude Lis que foi o seu melhor marcador. A classificação ficou assim ordenada:1.º Benfica (22 pontos), 2.º São Bernardo e ADC Benavente (21 pontos), 4.º Sporting (17 pontos, - 1 jogo), 5.º Passos Manuel (16 pontos), 6.º Alto Moinho (15 pontos), 7.º Juventude Lis (14 pontos), 8.º Belenenses (13 pontos), 9.º IFC Torrense (9 pontos, - 1 jogo), 10.º Boa-Hora (8 pontos). 
 
O Noticias

ScandIbérico Masculino Juniores “C” - 2015 - II

SCANDIBÉRICO MASCULINO JUNIORES “C” – 2015
 
Sem retirar uma vírgula ao que dissemos no nosso último texto sobre esta seleção, eis que somos surpreendidos com nova participação dos Juniores “C” num torneio em Espanha (Torneio Internacional de Avilés), que se disputa nos dias 18 a 21 de Dezembro, mais uma vez presumimos que esta participação, se insere na preparação da participação da equipa Nacional no ScandIbérico que disputa em 2015 na Suécia, conforme se encontra previsto no programa para esta seleção no sitio da Federação. Extraordinário dois torneios em Espanha quase de seguida. 
 
Agora fazermos uma participação, num torneio, cujo início está previsto para o dia 18-12-14, conforme informação noticiosa no sitio da Federação, mais uma veze sem estágio prévio, com os atletas a juntarem-se no próprio dia, pensamos que algo não esta certo
 
Transcrevemos parte da notícia, para se poder verificar as nossas palavras proferidas anteriormente.
 
“…Atletas e equipa técnica concentram-se na manhã de 18 de Dezembro, no Colégio de Gaia e ainda está marcada uma sessão de treino para essa manhã. Logo após o almoço, a comitiva nacional parte para as Astúrias, onde terá lugar o Torneio Internacional Avilés. O regresso faz-se a 21 de Dezembro…” 
 
Lista dos Convocados sem comentários  
Ainda se aguarda pela divulgação do calendário da prova que antecede este torneio, e continuamos a guardar pela elaboração do respetivo calendário, bem como pela divulgação desta prova cartaz da prova. 
 
Noticias

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 11 – 2014 / 2015

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino. 
 
Repetimos e reforçamos o nosso pedido nas últimas crónicas e deste modo continuamos a aguardar que algum dos nossos habituais leitores se disponibilize para dar uma continuidade às crónicas sobre o andebol em especial no feminino, estamos abertos á mesma. Felizmente já estão a ser recebidas algumas colaborações, o que agradecemos, mas são poucas, esperamos mais e muitas mais, obrigado. 
 
PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos. 
 
1.ª Fase – Resultados
9.ª Jornada
Colégio Gaia 18 – 22 João Barros
11.ª Jornada
Alpendorada 25 – 29 JAC-Alcanena 
 
Estamos numa fase da prova em que os jogos são disputados a “conta-gotas”, mas por motivos saudáveis, a presença na Europa dos Clubes Portugueses e o estágio e participação da Seleção Nacional na qualificação para o Play OFF do Mundial feminino de 2015. 
 
Assim neste fim-de-semana apenas tivemos dois encontros, um que completou a 9.ª Jornada e envolveu duas das potenciais candidatas aos lugares cimeiros, o Colégio Gaia / João Barros, e em antecipação da 11.ª Jornada o Alpendorada / JAC-Alcanena. De salientar que em todos os jogos disputados, não se registaram registos disciplinares o que deve ser destacado como fator positivo
 
No jogo disputado no Colégio de Gaia, o João de Barros venceu e desta forma continuou a estar na frente do Colégio na Classificação Feral da prova, aumentando a sua vantagem pontual, diante uma equipa que acabou de se apurar para uma nova eliminatória da Challenge CUP. O jogo foi disputado com grande equilíbrio, e com forte supremacia das defesas sobre os ataques, conforme se verifica quer pelo resultado intervalo, onde as meirinhas já venciam por 10-8, quer pelo resultado final. No entanto o resultado no final do primeiro tempo, poderia fazer prever uma reação do Colégio Gaia, mas toda e qualquer reação foi infrutífera perante a atitude do João Barros que comandaram sempre o marcador. O equilíbrio manteve-se até nas marcadoras, com os golos s serem bastante distribuídos por diversas marcadoras, em ambas as equipas. 
 
Em jogo antecipado da 11.ª jornada o ARC Alpendorada, que nas últimas jornadas tem provocado algum alarido e preocupação entre as equipas mais cotadas, recebeu a não menos cotada equipa do JAC-Alcanena, também ela vinda de um apuramento para a próxima eliminatória da Challenge CUP. E neste encontro ambas as equipas demonstraram o porquê do “alarido” que existe á sua volta, embora o acaba-se por vencer a equipa que evendiciou mais experiência e maiores argumentos o JAC-Alcanena. Ao intervalo já o resultado de 15-11 a favor do JAC, fazia prever o desfecho final, apesar do forte equilíbrio verificado, tanto no início do encontro como na sua parte final, com o JAC a conseguir manter o no final do encontro mesmo diferencial que se verificava ao intervalo. Tânia Braga do ARC Alpendorada com 8 golos foi a melhor marcadora da sua equipas, enquanto no JAC-Alcanena, mais uma vez Neuza Valente 11 golos e Patrícia Rodrigues com 12 golos fizeram a diferença. 
 
Comanda esta Fase o Madeira SAD e o João de Barros com 25, seguido do Alavarium com 24 pontos, todas as equipas com 9 jogos, em último lugar está conforme já referimos a Juventude do Mar com 12 pontos, antecedidos pelo duo Passos Manuel e CA Leça com 13 pontos, também com 9 jogos.
 
O Noticias

Competições Europeias 2014 / 2015 – XXV - Sorteios

Realizaram-se hoje (25-11-14) na EHF, os sorteios de diversas provas Europeias de Clubes no Feminino, onde Portugal apenas têm representantes na Challenge CUP. 
 
Femininos 
 
CHALLENGE CUP 
O JAC-Alcanena, vai defrontar na 4.ª Eliminatória (16 equipas, 1/8 Final), o Pogon Baltica Szczecin (Polónia). A 1.ª mão será disputada em 07/08-02-2015 por princípio em Alcanena, e a 2.ª mão em 14/15-02-2015, em princípio, na Polónia. 
 
Uma informação pertinente ou talvez não, é de esta equipa, participa pela primeira vez numa prova Europeia, e eliminou a na anterior eliminatória uma equipa da Finlândia, pelos parciais de 40-21 em casa e de 34-17 fora, e possui no seu plantel uma Bielorussa (ponta esquerda) Hanna Yastchuk com alguma experiência. 
 
O Colégio de Gaia, vai defrontar na 4.ª Eliminatória (16 equipas, 1/8 Final), precisamente a equipa que eliminou a Juventude Lis na ronda anterior o DHC Sokol Poruba (República Checa). A 1.ª mão será disputada em 07/08-02-2015 por princípio em Gaia, e a 2.ª mão em 14/15-02-2015, em princípio na República Checa. 
 
Parece-nos que depois do sorteio nesta prova, o JAC- Alcanena segundo a nossa opinião é provavelmente a equipa com a tarefa mais simplificada, nunca nos esquecendo que fazem parte do plantel da equipa da República Checa cinco (5) Eslovacas, e que na época anterior também chegou a esta ronda desta prova. 
 
O Noticias