gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 28 de dezembro de 2014

Selecção Nacional “A” - Estágio em Pinhel – III

2.º JOGO - PORTUGAL VENCE A ROMÉNIA

Na sequência do estágio que está a decorrer e que serve de preparação da Seleção “A” de Portugal, integrado no que se designou por Torneio “Inter Municipal Vale do Coa”, que decorre nos dias 27,28, e 29 de Dezembro do ano corrente. Termina o seu segundo encontro com uma vitória pela diferença mínima. 
Portugal 27 – 26 Roménia
 
No pavilhão Municipal da Mêda, que tal como na véspera em Pinhel, se encontrava com uma extraordinária moldura humana (Pavilhão completamente cheio), apesar de as condições climatéricas não serem convidativas., Portugal voltou a defrontar e repetimos uma equipa romena que na realidade se pode dizer de segunda linha, pois não apresentou nenhum dos seus atletas que jogam fora do País, como erradamente alguns OCS informam nos seus artigos de hoje, O Jogo de hoje teve várias alterações em relação ao jogo anterior, com Portugal a utilizar Pedro Seabra e Nuno Grilo que ontem não cumpriram um segundo de jogo, e a iniciar o encontro com Telmo Ferreira na baliza, os romenos por sua vez iniciaram com um melhor conhecimento da equipa portuguesa e tiveram excelentes momentos de ataque planeado. Na equipa nacional, continua verificar um baixo índice de aproveitamento dos livres de 7 metros (1 em 5). O jogo foi de franco equilíbrio até cerca dos 15 minutos (6-6), altura em que a equipa romena se colocou na frente do marcador, tendo nestes primeiros 30 minutos chegado a ter uma vantagem de quatro golos (4), cerca dos 27 minutos quando vencia por 12-8, atingindo-se o intervalo com a equipa romena a vencer por 13-10. No segundo tempo e quando parecia que íamos de mal a pior, pois cerca dos 36 minutos perdíamos por 19-13, a maior diferença que se registou em todo o encontro, com a entrada de Alfredo Quintana para a baliza e com Nuno Grilo a efetuar uma excelente exibição, ao contrário de João Ferraz que se mostrou completamente precipitado, verificando-se ainda uma forte melhoria no sistema defensivo, em especial nas ajudas defensivas, Portugal faz em 11 minutos um parcial de 6-1 e coloca o resultado em 20-19 a favor dos romenos cerca dos 47 minutos de jogo, equilibrando um encontro que parecia mal “encaminhado”, depois seguiu-se um período de relativo equilíbrio até que Portugal ganha uma vantagem de três golos cerca dos 56 minutos de jogo 26-23, para os minutos finais serem de completa gestão do marcador, terminando um a marcação de um livre de 9 metros a favor dos romenos nos segundos finais que nada deu, felizmente. Na equipa portuguesa, destaques pela positiva para os dois guarda-redes em especial Alfredo Quintana, Nuno Grilo que com 6 golos foi juntamente com Tiago Rocha (que está um senhor jogador), os melhores marcadores da equipa. Jogo dirigido pela dupla aveirense constituída por Nuno Marques e João Correia, que tiveram uma atuação globalmente positiva. Verificando-se no entanto algumas falhas na Regra dos apoios.
 
Sobre estas nomeações, que não se entendem, pois verifica-se mais uma vez que foi nomeada uma dupla do chamado nível 3 (ver Circular 10 do CA), o que no nosso entender significa que nem as duplas Internacionais, nem as restantes duplas do chamado nível 4, servem para dirigir jogos internacionais. E repetimos que na nossa opinião, este tipo de atuação de quem nomeia, não prestigia certamente a modalidade, pois não é com este tipo de nomeações que se criam bases sólidas de apoio. 
 
Repetimos o que dissemos sobre o não cumprimento da matéria descrito na circular n.º 12 do CA, em relação em especial às mangas térmicas, pois se são diretrizes internacionais, estando como delegado ao jogo um elemento do próprio CA, não se compreende como foi possível ver jogadores das duas equipas que não cumpriram minimamente o conteúdo da referida circular, será que não seria de bom senso fazer nova circular, sobre o tema evitando-se estas “lamentáveis interpretações”
 
Resultados
Dia 27-12-14
Portugal 23 – 23 Roménia
Dia 28-12-14
Portugal 27 - 26 Roménia 
 
Calendário dos jogos
Dia 29-12-14
Portugal - Roménia (21H00 – Figueira Castelo Rodrigo) Andebol TV
 
O Noticias

5 comentários:

Jorge Almeida disse...

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstos entre 29 Dezembro 2014 e 4 Janeiro 2015:

http://andeboltv.blogspot.pt/2014/12/lista-de-transmissoes-entre-29-dezembro.html

Nota: Os húngaros continuam por terras polacas.
Hoje, 29/12, vão jogar pelas 17:00 (de Portugal Continental e Madeira) contra a Eslováquia.
Amanhã, 30/12, o jogo é contra a Polónia, e começa pelas 18:00 de Portugal Continental e Madeira.
Ambos os jogos estão previstos passar em direto na TV Polaca PolSat Sport, canal bem conhecido daqueles sítios na net onde umas "alminhas caridosas" têm pena dos "pobres desgraçados", e deixam lá uns links.

Anónimo disse...

Banhadas;

Basicamente são jogos treino ou como se diz de preparação....Porquê comentários tão exigentes e formalismo sobre as duplas de árbitros ? Também são experiências de formação e preparação.


Anónimo disse...

Não se esqueçam que as duplas de arbitragem que temos no Coa, são o futuro da arbitragem nacional, por isso estão lá para aquecerem para os jogos internacionais. Não pensem que são árbitros de meia tijela, são os que vão agora para as provas europeias, por isso ainda bem que estão lá para "treinarem". Ouvi dizer que os Romenos nos deixavam cá a equipa toda, se nós os deixássemos levar estas duplas. Parece que a direção da FAP não foi no engodo dos Romenos e não aceitou. Eu acho muito bem que não os tenham deixado ir, pois dificilmente encontraríamos mais duplas deste calibre no nosso país!
Parabéns ao CA, pois assim é que é, desde que chegou que tem metido isto nos trilhos. Andavam uns rapazes de Leiria, que não arbitram, nada no top e agora passaram para 2º plano porque não falta duplas melhores que eles. Está a dar oportunidade a estes jovens, porque são o futuro. coloca aprendizes de feiticeiro a arbitrar fases finais da taça e supertaça, porque assim empresta misticismo à competição. Isto é que é gestão! Eu tenho um filho de seis anos que recebeu um apito agora pelo natal e pelo que vejo já está ao nível das duplas que arbitraram os jogos de sábado e domingo. Onde posso inscreve-lo para ele começar a arbitrar? Ele é bom, garanto, é tão bom como os que estão no Coa, senão vejam: esses pelos vistos irritaram toda a gente, mas principalmente no final do jogo, demoraram 50 minutos para que todos ficassem irritados, o meu filho irritou toda a família e eramos muitos, logo ao fim de 5 minutos! Querem melhor?

Anónimo disse...

O Banhadas diz que a equipa Romena é de 2º plano e a pergunta que faço é: e a Portuguesa? Wilson, Cláudio Pedroso, José Costa, Spínola, Candeias, Tino, Carneiro lesionados. O Gilberto segundo o comentador lesionou-se no 1º treino. Ferraz e Pesqueira vêm de uma lesão prolongada. A questão é: se nós já somos de 2º plano com toda a gente disponível, com todas estas lesões somos o quê? O treinador diz que este torneio serviu para fazer experiencias e ver atletas, mas eu diria mais, este torneio deu para perceber que para além de um sete esmagadinho, sempre que precisamos de recorrer a outras soluções não temos atletas de qualidade. Posso estar enganado e o Banhadas conhecer outras opções que eu não vejo, mas considerar a Roménia de 2º plano, perante uma seleção Portuguesa coxa de ambas as pernas e maneta das mãos acho um verdadeiro exagero.
Infelizmente temos que cair na real e perceber que temos uma equipa muito limitada e para conseguirmos resultados com esta equipa têm que estar todos no seu melhor no dia de competição.
Grilo, Telmo, Pedro Cruz, Areia, Jorge Silva, Seabra, entre outros, são jogadores interessantes para o nosso campeonato, mas daí até serem atletas de seleção vai uma distancia muito grande. Mas se não fossem convocados estes quem seria? E nos juniores A temos atletas de jeito para acrescentar alguma coisa? Não me parece...
Conseguir apuramento com esta equipa só mesmo num dia muito bom para nós, ou então através de um milagre! Como a Rússia está a ser encostada à parede pelo mundo ocidental, pode ser que seja proibida de continuar em competição e assim consigamos o apuramento. Quem sabe!

Anónimo disse...

Caos no Conselho de Arbitragem com as nomeações de árbitros da 4 categoria para jogso internacionais!
O Presdiente Ulisses Pereira deve levar a sério esta total desorganização do CA.
Os erros corrigem-se e não encolher os ombros por parte da Direcção da FPA.
José Ribeiro