gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 18 – 2014 / 2015 – I

Após um interregno mais ou menos longo, devido aos trabalhos da Seleção Nacional, regressamos às crónicas relativas á PO01 cuja jornada será prolongada no tempo (apenas terminará em 21-01-15), mas que se iniciou este fim-de-semana, com a disputa de um jogo, a jornada que está em disputa corresponde a 5.ª jornada da 2.ª volta da 1.ª Fase da Prova. 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
16.ª Jornada
Dia 10-01-15
GC Santo Tirso 28 – 35 Passos Manuel
Dia 14-01-15
Madeira SAD 25 - 23 Ismai
Sporting 35 - 29 SC Horta
Benfica 34 - 26 Belenenses
Xico Andebol 21 - 35 Águas Santas
Dia 21-01-15
FC Porto 25 - 30 ABC 

FC Porto 25 – 30 ABC
 
Hoje (21-01-15), terminou finamente a disputa da 16.ª jornada da PO01, com um dos clássicos do andebol o FC Porto / ABC, disputado num Dragão Caixa, onde a apesar da hora a que o encontro se disputou apresentava uma razoável moldura humana, embora longe daquele que este jogo mereceria. Foi um jogo que terminou com a vitória do ABC, que desta forma, não só retificou o resultado da 1.ª volta, como ainda terminou com a invencibilidade da equipa portista neste campeonato, e para terminar a vitória permitiu-lhe ainda ascender ao 2.º lugar da classificação geral, ultrapassando o Sporting e o Benfica. O encontro foi de grande equilíbrio e até cerca dos 44 minutos quando o resultado registava uma igualdade a 21 golos, seguiu-se um período de abstinência do FC Porto que durou 9 minutos, pois marcou o seu 22 golo cerca dos 53 minutos quando o ABC já contabilizava 27. Durante os primeiros 30 minutos o FC Porto chegou a estar na frente do marcador por 3 golos de diferença, aos 25 (15-12) e aos 29 minutos (17-14), para o intervalo chegar com o resultado favorável aos azuis do norte por 17-15. Deve ser referido o excelente momento de Gilberto Duarte (73% de eficácia) que acabaria por uma das grandes figuras do jogo com 11 golos marcados, o que o tornou no melhor marcador de todo o encontro, mas até aos primeiros 30 minutos contabiliza 8. Dizer ainda que neste primeiro período outra das grandes figuras do jogo na nossa opinião esteve na baliza do ABC e dá pelo nome de Humberto Gomes (32% de eficácia). O FC Porto neste período ainda acertou em algumas jogadas de ataque, mas não esteve bem em termos defensivos, que se alongaram e pioraram no segundo período, onde os pontas foram um dos principais fatores negativos, e tem jogadores que se encontram completamente fora de forma, de que são exemplos João Ferraz e Yoel Morales, todos estes fatores foram muito bem aproveitados pelo ABC, que soube controlar o encontro, após a excelente recuperação que iniciou no segundo período e aos 50 minutos vencia pela maior diferença que registou em todo o encontro (27-21). A sua agressividade defensiva, que deu origem a duas desqualificações por acumulação de exclusões de Ricardo Pesqueira e de Nuno Grilo, são exemplos dessa agressividade que por vezes ultrapassou os limites do razoável, mas atenção do outro lado a mesma agressividade também existiu, embora algumas vezes foi bem disfarçada. No ABC de destacar o trabalho de Pedro Seabra Marques no ataque a fazer jogar a assistir e a mar foi notável, com 7 golos e uma eficácia de 78%, acabando por ser o melhor marcador da equipa. Uma referência para a eficácia do “veterano” David Tavares (5 golos, 4 e 4 de 7 metros, na conversão dos livres de 7 metros (100%). Seriamos injustos se não referíssemos Alfredo Quintana (33% de eficácia) na baliza do FC Porto, que evitou que a sua equipa sofresse uma derrota por outros números. Uma última referencia para a estreia no ABC do pivot angolano Gabriel Teca. O Jogo foi dirigido pela dupla IHF de Leiria Ivan Caçador / Eurico Nicolau, que não tiveram tarefa fácil, pois os jogadores de ambas as equipas procuraram quase sempre o contacto físico em demasia, e bastas vezes sendo agressivos em demasia, para não citarmos palavras mais agressivas da nossa parte, e embora se registassem um total de 15 exclusões, pensamos mais algumas ficaram por fazer. E algumas desqualificações foram tardias (é a nossa opinião). Quanto ao resto num jogo com este impacto estiveram ao nível do jogo e nunca saíram do caminho que traçaram, embora a falta do atacante por vezes falhasse
 
Uma nota final, apenas para célebre circular N.º 12 do CA, que ninguém cumpre, e existe a falta de coragem em retificar a mesma.
 
Hoje (14-01-15), disputaram-se 4 jogos relativos á 16.ª jornada, onde se destacava um dos chamados clássicos da modalidade o Benfica / Belenenses, que terminou com a equipa benfiquista a vencer a equipa do Restelo, por números que aparentemente demonstram grandes facilidades, mas que não transmitem a realidade efetiva do que se passou. A equipa do Restelo que onde reapareceram os angolanos Hebo e Edvaldo, foi uma equipa que conseguiu equilibrar o encontro até cerca dos 40 minutos de jogo, realizando até este momento uma exibição de grande equilíbrio. O Resultado que se verificava ao intervalo já era demonstrativo do equilíbrio existente nos primeiros 30 minutos de jogo, que terminou com o Benfica na frente do marcador pela diferença mínima (17-16), mas os últimos 20 minutos do jogo foram fatais para a equipa azul de Lisboa, em especial os 5 minutos finais em que não concretizou nenhuma ocasião de golo. De referir a estreia na equipa benfiquista do seu novo reforço o espanhol Asier Marcos, que na nossa opinião ainda não se encontra no seu melhor, e poderá dar outra consistência á equipa, em especial nos seus processos defensivos, e o regresso de Carlos Carneiro após lesão. Javier Borragan (7 golos) foi o marcado de serviço da equipa com uma eficácia de 78%, seguido por Elledy Semedo com 6 golos, mas apenas 60% de eficácia. Na nossa opinião deve-se destacar a eficácia de João Pais (4 golos e 100% de eficácia) e o jovem Flávio Fortes (5 golos e 83% de eficácia), os guarda-redes dos encarnados apresentaram-se em dia não (Vicente Alamo e Hugo Figueira). Na equipa do Restelo, Carlos Siqueira com 5 golos e 83% de eficácia, em especial nos 6 metros e Edvaldo com 6 golos, foi o melhor marcador da equipa mas com uma eficácia de 75%, Um referencia para Henrique Carlota na baliza dos azuis que com 25% de eficácia, foi de todos os guarda-redes que atuaram o que teve rendimento mais eficaz. Com este resultado o Benfica confirmou o resultado da 1.ª volta. Outro encontro onde se confirmou o resultado verificado na 1.ª volta, disputou-se em Guimarães, no Xico Andebol / Águas Santas, onde a principal curiosidade estava na presença do anunciado reforço do Xico Andebol Antonije Pavic, que foi uma frustração para a maioria dos adeptos, pois apenas marcou 2 golos com 40% de eficácia, com o 1.ª golo a ser obtido apenas aos 47 minutos de jogo. O Águas Santas, comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos, permitindo ao seu técnico fazer uma autêntica gestão do plantel, com o resultado ao intervalo a ser de 16-8 a favor dos maiatos e a ser o pronuncio do que seria o resultado final que se veio a verificar. Foi um encontro onde a equipa maiata, não encontro quaisquer dificuldades, a partir dos 40 minutos de jogo as diferenças no marcador entre as duas equipas foram sempre acentuando-se, por exemplo aos 40 minutos era de 10 golos, mas aos 52 já era de 12. No entanto duas referências devem ser feitas no Xico Andebol, a Mario Peixoto que com 7 golos e 78% de eficácia foi o melhor marcador da equipa e ao jovem João Santos, que apesar d apenas ter concretizado por 3 vezes, com baixa eficácia e concretização (50%), deve-se verificar as várias assistências que fez para os seus colegas. No Águas Santas, o suspeito do costume Pedro Cruz com 11 golos e 79% de eficácia, foi mais uma vez o melhor marcador da equipa e do jogo, e ainda pelo que fez jogar e pelo que assistiu. Belmiro Alves co 7 golos e 88% de eficácia, foi o segundo marcador dos maiatos. Mas esta pequena crónica não pode terminar sem uma especial referencia a Telmo Ferreira na baliza dos maiatos que esteve soberbo com 53% de eficácia. Ainda, não foi desta vez que o Xico Andebol, conseguiu uma vitória. No pavilhão do Ginásio Sul, realizou-se um dos jogos onde foi retificado o resultado verificado na 1.ª Volta o Sporting / SC Horta, que então tinha terminado com uma igualdade a 27 golos. O encontro terminou com a esperada vitória do Sporting, que foi totalmente construída nos primeiros 30 minutos, que terminaram com a equipa lisboeta na frente do marcador por 19-12, uma vantagem confortável. Nos segundos 30 minutos o excesso de confiança da equipa do Sporting aliada a uma excelente reação da equipa insular que no entanto apenas serviu para que o resultado em vez de se dilatar, diminui-se o diferencial então existente. O Sporting continua a inscrever jogadores no Boletim de jogo, que nunca chegam a entrar em campo uma situação que por vezes é incompreensível. E com Ricardo Candeias lesionado, por vezes sentiu-se a sua falta. Bruno Moreira com 8 golos e 80% de eficácia foi o melhor marcador da sua equipa e do jogo, sendo a maior parte deles obtido dos 6 metros, na posição natural de pivot, uma referência para os raros contra ataques executados pela equipa de Lisboa. Pedro Spínola com 6 golos mas apenas uma eficácia de 60% foi o segundo melhor marcador da equipa. No entanto os jogadores mais produtivos na nossa opinião foram os jovens Rui Silva (4 golos e 100% de eficácia), e Pedro Portela (5 golos e 100% de eficácia). Na equipa insular onde o “veterano” Yuriy Kostetskyy esta completamente fora de forma a equipa ressente de imediato, e teve nos seus reforços desta época Juan Ruesga (63% de eficácia) e Raifer Noa (83% de eficácia) os seus principais marcadores com 5 golos cada. O último que referimos e que se disputou também hoje o Madeira SAD / Ismai, foi outro dos encontros onde foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta, que tinha terminado com uma igualdade a 25 golos, e que desta vez terminou com a difícil vitória da equipa madeirense. A equipa maiata iniciou muito mal o encontro e apenas marcou um golos mos 7 minutos iniciais do encontro, e o intervalo chegou com o Madeira SAD a vencer por 12-8. Os 30 minutos foram praticamente iguais aos primeiros com a exceção dos 5 minutos finais onde os maiatos conseguiram reduzir a diferença. Curiosamente os melhores marcador de ambas as equipas concretizaram o mesmo número de golos (5), Daniel Santos do Madeira SAD (71% de eficácia), e Elias António (apenas 45% de eficácia) e Sérgio Martins (63% de eficácia), uma referência pela negativa, para Sérgio Caniço (1 golos e apenas 14% de eficácia). Uma nota especial para a equipa insular onde 9 jogadores marcaram golos, demonstrando que foram uma verdadeira equipa. Com esta vitória os madeirenses entram na luta por lugar no Play OFF
 
No único jogo da Jornada hoje disputado, o GC Santo Tirso / Passos Manuel, com os estudantes lisboetas a vencerem por uma confortável margem e a confirmarem o resultado da 1.ª volta, e com o pavilhão a registar uma das piores assistências da época, saúda-se o facto de ter sido um jogo sem ocorrências disciplinares. A equipa do Passos Manuel, comandou na prática todo o encontro e o próprio marcador nomeadamente a partir dos 3 minutos, altura em que passou para a frente do marcador (3-2), posição que não mais largou. Chegou a ter uma vantagem de 9 golos á passagem do minuto 58 (35-26). Nos primeiros 30 minutos deve-se registar o facto de os locais terem estado cerca de 10 minutos sem marcar, (entre os 2 e os 12 minutos), sofrendo um parcial de 7-0, pensamos que foi o momento decisivo do encontro, no entanto uma boa reação nos últimos minutos do primeiro tempo, onde tiveram desvantagens de 7 golos, por exemplo aos 22 minutos 14-7, conseguiram atenuar os “prejuízos” e chegar ao intervalo a perder somente por quatro (4) golos. De referir ainda que neste 1.º tempo Pedro Sequeira do Passos Manuel, terminou com nove (9) golos marcados, depois de ter sido o autor dos 4 primeiros golos da sua equipa. Nos segundos 30 minutos, o jogo foi equilibrado até cerca dos 39 minutos quando o marcador assinalava 20-17 a favor do Passos Manuel, mas novo período de abstinência dos tirsenses rapidamente o resultado voltou às diferenças anteriores e aos 43 minutos já estava novamente com um diferencial de 7 golos a favor da equipa lisboeta (24-17), depois mais golo menos golo a diferença estabilizou. Este último período permitiu que a equipa do Passos Manuel fizesse uma total gestão do seu plantel. Não se poderá terminar esta crónica sem uma referência ao guarda-redes do Passos Manuel Miguel Espinha com 32% de eficácia. Francisco Fontes (91% de eficácia) do GC Santo Tirso e Pedro Sequeira (71% de eficácia) do Passos Manuel, ambos com 10 golos foram os melhores marcadores das suas equipas. Belone Moreira com 9 golos (75% de eficácia) pelo Passos Manuel e Mário Lourenço dos tirsenses com 6 golos e 86% de eficácia, também devem ser citados.

 A classificação, ficou assim Ordenada: 1.º FC Porto (46 Pontos), 2.º ABC (43 pontos), 3.º Sporting (42 pontos), 4.º Benfica (41 pontos), 5.º Madeira SAD, Águas Santas, e SC Horta (+1 jogo) (32 pontos), 8.º Passos Manuel (30 pontos, + 1 jogo), 9.º Belenenses (27 pontos), 10.º Ismai (26 pontos), 11.º Santo Tirso (20 pontos), 12.º Xico Andebol (17 pontos). 

O Banhadas Andebol

16 comentários:

Anónimo disse...

Tirso...
Jogo mau de mais para ser verdade, grande parte dos jogadores (0), treinador uma vergonha, sem se enquadrar com o espirito do clube e da Cidade, depois uma aquisição sem qualquer qualidade para a 1ª Divisão muito menos para o futuro do Tirso.
A 2ª Divisão está a nossa espera, falta saber é com que jogadores e treinador, eu já isto a acontecer aqui à uns bons anos já vi já, andamos a "escurraçar" os da casa e depois nem jogadores tinhamos paramos na 3ª divisão.
Alguém que pare com esta palhaçada pf, vamos para a 2ª mas vamos com dignidade e apoiando os nossos rapazes que são sa "casa".
Haja quem mande!!!!!!
Tirso...Tirso..Tirso

Anónimo disse...

Não foi dequeles que escrevi para entregarem o Andebol ao VS, mas depois daquilo que ontem vi de um reforço Servio sem o mínimo dos mínimos de qualidade,onde nem na 2ª Divisão tinha lugar, tenham vergonha e demitam-se e entreguem os Andebol ao VS.
Ponham os olhinhos ontem no Aguas Santas, 2 Jovens reforços Portugueses que sem comprometerem a sua equipa fizeram muito mais que esse "reforço" vindo lá sabe-se bem de onde.
Pelos vistos já abandoram esta semana jogadores mas a continuar assim outros se seguem, volte Dª Paula porque se alguma vez fez algo de mal está completamente perdoada.

Anónimo disse...

Estes tipos do Santo Tirso sao mesmo ....como querem fazer uma omelete sem ovos !!!!!!!!!!!!! o treinador nao tem nenhuma culpa nao e ele que joga pois tem um plantel para 2ªdivisao e mais nada ,quanto a jogar com os da casa ,bem,acho que nem para a Segunda

Anónimo disse...

O Xico foi mau de mais para ser verdade, comecem a pensar na próxima época, esta já foi...

Anónimo disse...

Ricardo Costa espalhou o seu veneno no FB antes do jogo. Depois levou a lição devida na Madeira.

Anónimo disse...

Não podo em causa a superioridade da equipa do Benfica, foi graças a um erro clamoroso da dupla que apitou (não expulsão do Hugo Figueira) que a equipa de encarnado se afastou no marcador.
De uma inferioridade numérica previsivel (expulsão do Hugo) passou a jogar em superioridade devido aos 2 M dados ao Pedro Violante
Talvez a presença de um ex-árbitro no banco tenha influenciado a decisão da dupla.

Anónimo disse...

É só vergonhas, goleadas em cima de goleadas e ninguém se demite, nada!!! Nem com sérvios nem com nada, fechem a porta antes que ela caia de podre...
Os "Velhos do Restelo" não arranjam uma coroa para o Xico, não metem lá um tostão do bolso e pior não têm peso político para arranjar um patrocinador a sério, ao jeito de outros clubes Andeboleiros tipo Aguas Santas e Abc por exemplo... e mesmo assim não querem ir pedir ao VSC para tomar conta daquilo. estão á espera que o andebol desapareça de vez em Guimarães, modalidade que já teve o maior numero de praticantes na cidade e que agora já foi ultrapassada por outras modalidades...estão convencidos que têm ali algum tesouro...

Anónimo disse...

Excelente entrevista do Internacional Pedro Cruz atleta do Aguas Santas uma abordagem pouco comum tal a frontalidade e carácter do atleta em questão, abordou a sua carreira e as nossas Selecções Nacionais e o valor e mérito dos seus treinadores nos ultimos anos. Só quem não quer ver mas sente os efeitos nos resultados e o afastamento das fases finais de mundiais e europeus!
Abraço ao Pedro Cruz.. atletas que se mantem no Topo do nosso andebol por merito próprio e dos colegas e Treinadores..

Anónimo disse...

Banho tático do Resende ao Obradovic. Posição por posição, o FCP tem melhores jogadores, com excepção do central (Seabra/Roque) e, talvez, na ponta esquerda (Vidrago/Mick). Ainda hoje não percebi porque é que o Resende, depois de ser campeão pelo FCP como treinador, foi substituído. Ganhou-se alguma coisa? Bem, ganhou o ABC...

Anónimo disse...

Excelente jogo e vencedor justificado em campo, muito melhor na 2ª parte o ABC a todos so niveis, individual, colectivo e tacticamente.
Mas quem brinca ao "PLANEAMENTO NACIONAL DAS PROVAS" E O ADULTERA, PÁRA, ARRANCA E FAZ DE CONTA PARA UNS JOGOS PARTICULARES DA SELECÇÃO "A" pode ver como a equipa com maIS atLEtas na selecção o FCP sofre, 1 mês para jogos da sueca, Roménia (3ª equipa) Qatar um belo passeio para ver onde se disputava o mundial 2015 e tudo menos treino sério e identificado com os Clubes, era só selfies no FB dos nossso atletas?
Planeamento é lei do andebol e quem altera por mera brincadeira é "CRIME" e vai ter mais paragens por isto e aquilo e justificativos para os treinadores das selecções se mostrarem!
Obradovic tem razão e parabens aos Carlso Resende e sua equipa renovada e com muitas possibilidades de chegar ao Podium!
Arbitragem sem erros mas até nem devia estar a arbitrar cá mas sim no mundial do Qatar, era o lugar deless por m+erito desportivo, mas há quem não pense assim e faça o que lhe apetece!
Agora durante um mês 2/3 jogos por semana e mais deslocações e paragens para treinos particulares da Selecção!
Como podem os Clubes nas competições europeias podem apresentar-se em forma e protegidos por um planeamento Sério.
Criterios para um planeamento:
1-SELECÇÕES NACIONAIS "A", JUNIORES
2-COMPETIÇÕES EUROPEIAS DE CLUBES:
TAÇA DOS CAMPEÕES
-TAÇA DA EUROPA
3-Campeonatos nacionais

nota:
O ponto 2 não faz parte das prioridades do Planeamento Nacional e os Clubes sem protecção por parte da FPA.
ACD
























Anónimo disse...

Boa tarde.

Antes demais quero dizer que sou adepto e sócio do ABC.
O comentário das 23,24 de 21/1 é mais ou menos como chover no molhado. A saída do FCP de Carlos Resende terá sido uma opção do Clube. Competirá a este analisar os ganhos ou perdas da opção tomada.
Quanto ao jogo em si, a vitória do ABC não sofre qualquer contestação, julgo eu.
O mais significativo da exibição e resultado alcançado pelo ABC será que a partir de agora terá que ser considerado como um forte candidato ao titulo nacional, mais até que SCP e SLB, embora o principal favorito continue a ser o FCP.
Teremos desde ontem, felizmente, ainda maior incerteza quanto ao futuro vencedor do campeonato.

Anónimo disse...

Caro ADC, a equipa com mais atletas na seleção é o Sporting e não o Porto. Cumprimentos.

Anónimo disse...

Amigo Professor ADC enganou se o que é raro !!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Bom jogo FCP-ABC. A demonstração que as fantasias da grandeza dos clubes maiores vale para consumo interno.

Embora não seja adepto do ABC, desde sempre este clube mostrou o seu caracter, uma cultura de região e desportiva, fora do falso riquíssimo desportivo, com a liderança de um excelente jogador e treinador. Claramente valores maiores que a política, o professorado e os teóricos, que a diferença faz-se na construção de uma forma de estar e pela formação.

Tanto o Carlos Resende como o Obradovic trazem a diferença superior ao campeonato; o que custa ver no SCP e SLB.

Anónimo disse...

Discordo um pouco do Porto ter melhores jogadores que o ABC ... ja os teve contudo, e certo! P.e. equilibrados, p.d. equilibrados, pivot, neste momento, equilibrados! Outrora não o era! Centrais, equilibrados, partilho da opinião do do ABC ser, vá, melhor que o do Porto! São jogadores distintos, um parece-me que só consegue jogar a grande velocidade e a fazer uso do fisico mas com um ataque bem organizando constantemente arrastando defensores directos (o normal quando se tem Gilberto ao lado ... alias, assim o fez o miudo, Martins, contra o Benfica e bem) assim como em jogadas colectivas esporádicas enquanto o outro, embora com muito menor poder físico, parece ter uma batuta na mão sem uma velocidade apenas! Leque de soluções muito vasto! Não esquecer que o futuro de Portugal está no 10 do Porto se o mesmo assim quiser e fizer por isso contudo! Maior humildade e mais trabalho e pés assentes na terra! Muito verde ainda! Mas a ganhar o seu espaço! G.r. ... equilibrados, na ausência de Laurentino! Humberto melhor em momentos cruciais! Esperemos que seja desta! No resto está a diferenca! Tanto o l.d. como o l.e. do Porto são melhores do que os do ABC, os l.d.'s individualmente mas não colectivamente! Contudo o ABC não tem apenas um lateral! Tem dois que em conjunto com Seabra estão a fazer uma época excelente e ainda Rebelo e Tavares da Rocha! O leque de soluções oferecido embora de menor qualidade acaba por ser incrivel desde que, como Resende faz e bem, os saiba aproveitar!

A juntar a tudo isto, um reforço, que eu pelo menos não contava, fosse de tanta entrega e abnegação como se já fosse do ABC e estivesse habituado a jogar contra o Porto pese embora se notasse algum nervosismo! Mais deu para baralhar as contas ofensivas do Porto, alternando uma defesa mais fraca em estatura e mais forte em choque e forca ou mais alta com menor mobilidade.

Gostei muito do jogo embora o comportamento anti-desportivo de Grilo e Tavares da Rocha ao pivot Borges devesse ter sido punido, casos destes, mesmo após o término do jogo após se recorrerem a imagens televisivas! Não se pode admitir! Podia ter virado uma batalha campal sem necessidade!

Sim, no Argentina - Alemanha foi igual ... uma das selecções nem sequer lá deveria estar ...

Curioso o facto de Seabra praticamente jogar todos os ataques do ABC não abdicando Resende do mesmo nem em casos de inferioridade numérica tendo aguentado perfeitamente bem o desgaste disso mesmo como se de nada se tratasse!

Gilberto continua uma máquina ... para Português ver! Se continua por ca provavelmente não irá ja passar desta capacidade actual, o que é uma pena, visto as condicionantes para o msm fds após fds serem praticamente as mesmas ... nenhumas!

Enquanto escrevia isto o melhor marcador do campeonato ha nao sei quantos anos continuava sem ser convocado a selecção nacional e ter a confiança do seleccionador para jogar a sua maneira em conjunto com melhores atletas do que os seus companheiros de equipa! Mas tb deveria ter ido para o Porto, a vida não é só dinheiro mas tb escolhas! E as consequências delas são estas! Ser lembrado localmente como um grd jogador! Nada contra! São opções!

Abraços e venham daí esses grandes embates que se avizinham! Fico a espera de ver este Benfica nesta 2a volta, sendo que Sporting pode ganhar a qq equipa!

Bons jogos!

Anónimo disse...

Anónimo disse...
22 de janeiro de 2015 às 15:20
ENGANEI ME NO Nº DE ATLETAS NA SELECÇÃO, VEJA BEM QUANTOS FORAM PARA OS TREINOS COM A ROMENIA(C), DEPOIS SAIRAM E ENTRAM OUTROS PARA O QATAR! e o bradovic nao tinha gente para treinar e lá foi a forma desportiva do grupo, deu para notar..Alem disso o GR é 70% da equipa e o Laurentino não jogou! e o Porto continua a não ter organizador do jogo nos processo tacticos e estratégicos!
Assunto que sei pouco e vejo muito!
O andebol nao é só corrida com e sem bola é tambem técnica, tactica, estratégia e tudo isso sob orientação do Treinador.
Deve respeitar o planeamento desportivo e a competição entre os principais clubes a P001, faz imensa falta a Liga dos Clubes...
SWou cego e vejo muito ou desactualizado! segundo uns doutores do campeonato da P002! ou da bancada..
ACD