gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal Campeão Europeu após vencer a Lituânia 25-24 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Japão por 34-26 e fica em 7.º Lugar - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 21 – 2014 / 2015 – I

Crónica sobre a jornada que se disputa a meio da semana e que corresponde a 7.ª jornada da 2.ª volta da 1.ª Fase da Prova (18.ª Jornada). 
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
18.ª Jornada
Passos Manuel 27 - 28 SC Horta (Antecipado)
FC Porto 27 – 19 Madeira SAD
Dia 28-01-15
GC Santo Tirso 22 - 24 Belenenses
Xico Andebol 23 - 31 Ismai
Benfica 27 - 20 Águas Santas
Sporting 31 - 29 ABC
 
Jornada onde já se tinha disputado por antecipação, um encontro, o Passos Manuel / SC Horta, que terminou com a vitória do SC Horta, que confirmou o resultado verificado na 1.ª volta. E que continuou hoje com a disputa do FC Porto / Madeira SAD, que terminou com a esperada vitória da equipa do FC Porto. 

Conclui-se hoje a jornada com a realização dos restantes jogos, um facto pode e deve desde já ser assinalado, foi de que se confirmaram todos os resultados verificados na 1.ª volta, com os favoritos a vencerem os seus jogos com maior ou menor dificuldade. No principal jogo hoje disputado o Sporting / ABC, encontrava-se em discussão o 2.º lugar da classificação, que com a vitória da equipa do Sporting, permitiu a esta equipa ultrapassar o seu adversário de hoje. O resultado do final apresenta um aparente equilíbrio, mas jogo teve diversas fases, que passaram pelo comando inicial do ABC, e um total equilíbrio no jogo e no marcador até cerca dos 9 minutos, quando se registou uma igualdade a 7 golos, a partir deste momento o Sporting, tomou conta do jogo e passou a comandar o marcador, atingindo o intervalo a vencer por 16-13. Nos segundo 30 minutos a equipa lisboeta chegou a usufruir de vantagens de 6 golos como por exemplo aos 42 minutos, quando vencia por 22-16, de assinalar o facto de o jovem Sérgio Barros, ter participado no jogo muito mais tempo do que costuma o que revela, que a equipa lisboeta, também começa a “apostar” nos seus jovens, aqui incluímos o pivot Diogo Domingos. Mas o ABC nunca se deu por vencido, e efetuou uma excelente recuperação, colocando a diferença nos dois golos (2) diversas vezes (por exemplo aos 57 e 58 minutos, 28-26 e 29-27, respectivamente), terminando o jogo precisamente com essa diferença. Este foi um encontro onde os últimos 5 minutos foram jogados com total aplicação das duas equipas, e com os golos a sucederem-se uns atrás dos outros. Na equipa do Sporting, Pedro Portela com 7 golos (78% de eficácia) e o “regressado” Fábio Magalhães com 6 golos mas com uma eficácia baixa de remate (60%), mas com um elevado número de assistências, foram os seus melhores marcadores, com o jovem Sérgio Barros com 4 golos (67% de eficácia) não deve ser esquecido, dos guarda-redes utilizados destacamos Ricardo Candeias, face ao tempo de utilização que teve com 28% de eficácia. No ABC Nuno Grilo com 9 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo (64% de eficácia), Pedro Seabra (4 golos e apenas 50% de eficácia na marcação), mas pelo que fez jogar, e pelas assistências que executou, David Tavares com 7 golos foi o segundo melhor marcador da equipa mas 6 golos são de 7 metros em 9 oportunidades. Um destaque igualmente para Humberto Gomes que se equivaleu na sua prestação desportiva ao seu adversário já por nós referido com 26% de eficácia. Por ordem de importância (na nossa opinião), disputou-se em Lisboa outro encontro que poderia ser equilibrado era o Benfica / Águas Santas, que foi um jogo equilibrado até aos 21 minutos, quando os encarnados venciam por 10-9, atingido o maior diferencial dos primeiros 30 minutos aos 25 quando o marcador registava 13-9 a favor do Benfica, atingindo-se o meio tempo com a equipa encarnada a vencer por 14-10, mantendo o mesmo diferencial. Nos segundos 30 minutos a equipa maiata, nunca encontrou argumentos para contrariar a superioridade do Benfica, que aos 43 minutos vencia por 20-15, para aos 53 registar-se a maior diferença em todo o encontro, quando os encarnados colocaram o marcador em 24-16. Até final do encontro a normal gestão do resultado e do plantel por parte do técnico do Benfica. No Benfica três jogadores com 5 golos foram os seus melhores marcadores (Carlos Carneiro com 71% de eficácia, António Areia com 83% de eficácia e José Costa igualmente com 83% de eficácia), com Hugo Figueira ser a figura do jogo com 50% de eficácia, na baliza encarnada. Nos maiatos o suspeito do costume voltou a ser o melhor marcador da equipa, Pedro Cruz com 8 golos, mas com uma eficácia de apenas 47%, e o próprio António Ventura que marcou 5 golos e foi o marcador que se lhe seguiu apenas teve uma eficácia de 56%. Na nossa opinião faltou um Telmo Ferreira ao seu nível normal pois os seus 30% de eficácia dizem respeito ao pouco tempo que esteve em jogo. Em Guimarães disputou o Xico Andebol / Ismai, e ainda não desta vez que a equipa vimaranense obteve a sua primeira vitória na prova. Apesar do bom começo do Xico Andebol, com ligeira ascendência no jogo, que dava indicações de ir ser de grande equilíbrio, com o resultado aos 10 minutos a ser uma igualdade a 10 golos, puro engano pois os maiatos assim que assumiram o comando do marcador aos 12 minutos de jogo, não mais o largaram, até final do encontro, chegando ao fim do primeiro período de jogo a vencer por um diferencial de sete (7) golos (maior diferencial registado nos 30 minutos iniciais do encontro) 18-11. Nos segundos 30 minutos o máximo que o Xico conseguiu foi em alguns momentos do encontro colocar a diferença e somente 5 golos, mas o Ismai foi recolocando sempre os diferenciais que lhe proporcionaram um resultado final bastante confortável. No Xico Andebol, apenas Luís Sarmento esteve a nível normal para o seu valor, sendo o melhor marcador da equipa com 5 golos e 83% de eficácia, e dos três guarda-redes utilizados, apenas Humberto Ferreira com 32% de eficácia, esteve á altura da equipa. Ao contrário no Ismai os dois guarda-redes utilizados apresentaram níveis de eficácia elevados (Yusnier Giron 46% e Rui Oliveira 40%), e teve em Sérgio caniço com 9 golos o seu melhor marcador com uma eficácia de 90%, seguido de perto por Miguel Sarmento com 7 golos e 88% de eficácia. Para terminar, temos o GC Santo Tirso / Belenenses, que terminou com a vitória da equipa do Restelo, que comando o jogo e o marcador durante os 60 minutos, diante uma equipa local que começou o jogo parecendo “anestesiada”, pois apenas marcou o seu 1.º golo aos 9 minutos de jogo quando já tinha sofrido um parcial de 4-0. A equipa do Belenenses que nos 30 minutos iniciais, chegou a ter vantagens de 7 golos (11-4 aos 24 minutos e 13-6 aos 26 minutos), para atingir o intervalo a vencer por 13-8. Nos segundos 30 minutos teve suportar uma forte réplica da quipá tirsense, e a partir dos 51 minutos com o resultado em apenas dois (2) golos a seu favor, continuou a sofre com o GC Santo Tirso a colar o resultado na diferença mínima aos 54 minutos, quando perdia por 21-20, e apenas a experiência de alguns jogadores do Belém permitiram terminar na condição de vencedor. Mais uma vez Mário Lourenço foi o melhor marcador do Ismai com 8 golos mas com uma eficácia de apenas 53%, com Ricardo Castro na baliza tirsense a chegar aos 35% de eficácia. Na equipa azul de Lisboa o experiente Luís Nunes com 6 golos, mas apenas 43% de eficácia, foi o melhor marcador da equipa juntamente com o jovem Vasco Pinto com o mesmo numero golos e 50% d eficácia. Henrique Carlota na baliza com 45% de eficácia, foi um sustentáculo da vitória da equipa do Belenenses. Mais uma jornada sem ocorrências disciplinares o que será sempre de destacar.

FC Porto 27 – 19 Madeira SAD
 
Jogo disputado no Dragão Caixa, quase despido de público, o que até nem costuma ser normal, com total domínio do FC Porto, perante um Madeira SAD, desfalcado de um dos seus principais elementos o Gonçalo Vieira, e com um plantel de qualidade muito inferior ao do FC Porto. A equipa do Madeira SAD que se apresentou com uma defesa extremamente agressiva, criando grandes dificuldades ao ataque do FC Porto, que mesmo assim vencia aos 9 minutos por 5-0, obrigando a que o técnico da equipa madeirense solicitasse o seu 1.º Time OUT. Após este tempo de paragem constatou-se uma excelente reação da equipa insular, que perante a passividade da equipa do FC Porto, que defendia em 6-0, sem qualquer agressividade, foi progressivamente diminuído a diferença, que se situava num golo cerca dos 27 minutos (12-11), para o intervalo chegar com o resultado em 13-11, favorável á equipa do continente. Nos segundos 30 minutos o FC Porto, apresentou-se com outra postura, quer no ataque onde foi muito mais eficaz, quer na defesa, onde a sua postura se alterou completamente passando a ser bastante mais agressivo, no bom sentido, obrigando a equipa insular a erros técnicos e a remates precipitados, ou que esbarram na eficácia de Alfredo Quintana (55%), na baliza do FC Porto, de tal forma correu este segundo tempo que o FC Porto, faz um parcial de 10-1, quando cerca dos 44 minutos o marcador se encontrava em 22-12. Após este período de jogo o técnico do Madeira SAD, numa tentativa de minimizar o “prejuízo”, introduz uma novidade em campo, ou seja jogar sem guarda-redes, ou melhor com mais jogador de campo a substituir o seu guarda-redes, dá a curiosidade de todas as tentativas dos jogadores do FC Porto, em marcarem golo sem ninguém na baliza, foram falhadas. Mas a superioridade do FC Porto, continuava a ser bem vincada, pois as soluções do Madeira SAD em termos de ataque eram praticamente nulas, e com a diferença a situar-se em 12 golos aos 54 minutos (maior diferença registada durante todo o encontro), o FC Porto, começa a usar os seus normalmente suplentes dando tempo de jogo aos mesmos, incluindo a entrada para a baliza do jovem David Sousa. No FC Porto de realçar os 7 golos de Gilberto Duarte (64% de eficácia) e Ricardo Moreira (78% de eficácia), que foram os melhores marcadores da equipa, e a qualidade do jovem Miguel Martins (3 golos e 75% de eficácia)) a fazer jogar a equipa, enquanto João Ferraz (33% de eficácia) demonstrou mais uma vez que se encontra completamente fora de forma. No Madeira SAD, de destacar a exibição de Luís Carvalho (21% de eficácia) na baliza em especial nos primeiros 30 minutos, de Nuno Silva que com 7 golos foi o melhor marcador da equipa, apesar de a sua eficácia não ser famosa (54%), e de João Mendes (4 golos e 67% de eficácia) que jogando a pivot entre as “torres” do FC Porto fez um jogo em esforço que deve ser realçado, já Daniel Santos apesar de ter ficado a zero, em 6 tentativas, foi o jogador da sua equipa com o maior número de assistências. O Número de falhas técnicas do FC Porto (23), merece uma reflexão por parte dos seus responsáveis na nossa opinião. Dirigiu o encontro a dupla aveirense Mário Coutinho / Ramiro Silva, que num encontro de facilidade diminuta, tiveram uma interpretação da lei da vantagem, e em especial nos 7 metros, para terem um critério disciplinar que por vezes se tornou difícil compreender

A classificação, ficou assim Ordenada: 1.º FC Porto (52 Pontos), 2.º Sporting (48 pontos), 3.º ABC e Benfica (47 pontos), 5.º Madeira SAD (36 pontos), 6.º Águas Santas (34 pontos), 7.º Belenenses e SC Horta (33 pontos), 9.º Passos Manuel (31 pontos), 10.º Ismai (30 pontos), 11.º Santo Tirso (23 pontos), 12.º Xico Andebol (19 pontos). 

O Banhadas Andebol

19 comentários:

Anónimo disse...

O FCP deveria saber, até pela experiência de outras modalidades, que ter jogadores contrariados no plantel não dá bom resultado. Veja-se a situação do Ferraz: com boas propostas para sair no final da época passada, tal não lhe foi permitido (diz-se que o FCP pediu 100 mil euros). Veja-se agora a época que está a fazer. Perdeu qualidade? Acho que perdeu foi motivação.

Anónimo disse...

e ate penso que nao foi o unico pois sei que vao sair varios jogadores ja com destino traçado - Lisboa

Anónimo disse...

Isto não é futebol.. Sobre Ferraz não me parece estar contra a vontade passou foi quase a primeira volta toda lesionado..

Anónimo disse...

O ABC começava a assustar...vai daí o duo arábico cuidou de apitar a contento!!!!!
Não está em causa o valor e a vitória do SCP, mas que ontem a coisa nunca foi "limpinha limpinha" não foi..

Anónimo disse...

ao anónimo das 11:09, dou-lhe toda a razão, mas deve contar o número de 7 metros marcados a favor do ABC e alguns bem inventados eu vi o jogo. também devia referir isso.

Anónimo disse...

Anónimo de 29 de janeiro de 2015 às 14:47,
Boa análise, mas não acha estranho tantos 7m darem tão poucos 2 min?
Se calhar não viu assim tao bem o jogo...

Anónimo disse...

a federação deve andar a nadar em dinheiro e ninguem sabe só o ca e os responsaveis das nomeações dos delegados e observadores, vejam as nomeações para estão no portal e riam-se ou chorem conforme magoa que tenham, se tiverem sentimentos, não ponham mão naquilo não e vão ver o tombo que levam, ó banhadas perdes-te o pio sobre a analise a estas nomeações ou também andas com eles.

Anónimo disse...

Este sujeito já quando fazia nomeações de árbitros era uma tristeza agora vai de por o Observadores e Delegados a Viajar. Buda não ponhas a mão nele.. que ele acaba contigo.
Na ex era aquilo que se via aqui é o que se vê ou então o ganha a percentagem pelas (viagens)/nomeações que faz.

Anónimo disse...

Grande Henrique Carlota... a "segurar" o Belenenses na zona do play off

Anónimo disse...

Mais uma...
"Mais uma vez Mário Lourenço foi o melhor marcador do Ismai com 8 golos"

Anónimo disse...

Caro anónimo de 29 de janeiro 19:23 e 20:00.

Não diga asneiras. O CA nomeou delegados/observadores para irem para o norte pagando apenas 1 transporte (pois vão todos no mesmo carro).

A isto chama-se boa gestão dos recursos humanos. Este procedimento é também adotado em relação aos árbitros que se deslocam num único carro. Custo do transporte cerca de 150,00 €. Nomear vários delegados e observadores da zona norte custa tanto ou mais do que esta nomeação. Já para não falar nos custos que acarretam observadores e delegados de zonas interiores do pais como o Fernando Bernardes que todos os fim de semana se desloca sozinho de Coimbra para Lisboa, Porto ou Braga.

Mas mais importante do que a gestão financeira é a salvaguarda da gestão desportiva. Já pensou nos clubes que "levam" sempre com os mesmos delegados e nos árbitros que são observados sempre pelas mesmas pessoas. Dê-se ao trabalho de fazer uma análise às classificações dos árbitros e constatará uma clara uniformização das notas por zonas geográficas, com espetacular relevo no norte, onde os observadores favorecem os árbitros das suas associações (pudera, uns são presidentes dessas associações outros são do ca).

A moralização e a transparência não têm preço. O Andebol agradece.
~
Mas não se preocupe, o CA para além da viagem que já lhe pagou para vir a formações em Lisboa também lhe dará oportunidade de vir observar árbitros.

MC

Anónimo disse...

A Federação está cheia de dinheiro!!!!
É só ver as nomeações dos Delegados e Observadores desta semana.
Ainda bem que assim o é.
Paguem clubes.....

Anónimo disse...

ao anónimo das 11:54, e que toda a gente sabe quem é, só para dizer que é feio assinar com letras que levam a pensar noutro elemento do CA, é mesmo muito feio, mas pelos vistos é a sua caracteristica. pois todo o texto só pode partir do próprio ca, e nós agradecemos mas não é desta forma enganadora ou a quer enganar,

BAY

Anónimo disse...

Qual é o clube qual é que em 3 das 4 derrotas que tem foi sempre a mesma dupla a apitar?

Anónimo disse...

Este anónimo de 30 de Janeiro de 2015 às 11:54 com com este texto quer pensa que somos todos tolos ou parvos e vamos em cantigas.
arranjou as inicias de outro do CA para o envolver é feio muito feio.
Deve ser o mesmo que recebeu antes do Árbitros no passado quando apanhou o Presidente de costas.
FEIO MUITO FEIO

Luís Barata

Anónimo disse...

Este SPORTING é um mistério. Joga onde calha e leva com apitadores intrincados. Tem um treinador que é burro e sem tato. Ora tem jogadores na mó de cima ora estão a morrer aos poucos. Até a sua Tv de clube dá jogos directos com diferidos e mete jogo de futsal na hora de andebol, pasme-se! E não é que estão em segundo? Neste jogo com o grande ABC para variar aparecem dois jovens que passam a vida no banco mas matam-se a jogar. Parabéns Diogo e Sérgio Barros. Continuem a dizer que um é do Belém e outro vai deixar o andebol.´È só esperar e Bruno o pivot que é pequeno está de volta. O que se seguirá? O que acontecerá no próximo jogo? Se calhar no intímo eles querem ser campeões!
Força SPORTING!
Força JuveLeo!
Estamos do vosso lado!

Anónimo disse...

Quando será o dia que de cima virá alguém defender os jogadores de andebol do sporting? Com a dupla de assobiadores Monteiro\Trinca notou-se no habitual cinismo e, não foram só os oito livres de sete metros contra dois mas, algo mais que não pode falar-se aqui. Resende é adorado por uns e odiado por outros, por ter saído do clube para outro que, proporciona títulos e tudo domina. Porque nunca se revolta então contra quem o mandou embora depois de ser campeão? Isto faz lembrar os jornalistas que, falam e comentam sempre para o mesmo lado. Porquê? Por medo! Mas é uma verdade que, houve um presidente do clube que, por falar em sistema e corrupção, acabou corrido pelos próprios que se dizem leões. Do outro lado continua a imundície de alguém que , ainda fala de vergonhas quando há provas do aluguer de árbitros no futebol. Será que a modalidade rainha em títulos no Sporting está a ser esquecida? Enquanto noutras se investe, por aqui até se esquecem de transmitir jogos do clube! Já se notou que continuamos a ser o maior fornecedor das seleções? Contra factos não há argumentos. E há quem diga que, não temos um que preste e, o treinador só ganhava em juniores.

Anónimo disse...

Quem fala mal do treinador do Sporting ou é estupido ou oportunista e invejoso,as pessoas nao sabem nada mas mesmo nada do que se passa numa equipa que sobrevive graças ao Sr.Professor Frederico e a Sra.D.Helena pois e graças a eles e tambem ao Professor Canela que o Sporting vai em segundo e lembrem se que o Andebol nao é o Futebol

Anónimo disse...

Finalmente alguém a defender o andebol do Sporting seu treinador dirigentes etc Temos de ter em conta que o Sporting quando ganha campeonatos e dentro do pavilhao e são os seus jogadores o seu treinador não são os bastidores as artimanhas e subornos por isso todo o meu apreço para o andebol do Sporting
Viva o Sporting