gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 18 – 2014 / 2015 – II

Breve Crónica, dedicada á PO02. 
 
Continuamos a alertar que esta época face a uma alteração no regulamento da prova, as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos. 
 
Resultados

Zona Norte
17.ª Jornada
FC Porto "B" 24 - 25 Arsenal Devesa
CCR Fermentões 25 – 21 Académico FC
Marítimo 24 – 27 São Mamede
AD Sanjoanense 19 – 21 São Bernardo 
SP. Oleiros 14 – 37 AC Fafe
AA Avanca 31 – 12 Santana
FC Gaia 33 – 20 Boavista FC
 
Jornada da 2.ª volta que corresponde á 4.ª da 1.ª volta desta Fase da Prova, e que se iniciou com o jogo FC Porto “B” / Arsenal Devesa, que foi dos quatro (4) resultados retificados nesta zona em relação á jornada correspondente da 1.ª volta. A equipa bracarense defrontou um FC Porto, com se apresentou com quase todos os seus principais jogadores, e foi um encontro com grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado final, mas com grandes variações durante os 60 minutos, conforme confirma o resultado que se verificava ao intervalo e que era de 13-9 a favor dos minhotos, depois de uma igualdade a 6 e 9 golos, mas um parcial de 4-0, a favor dos bracarenses deu origem ao resultado ao intervalo. A defesa foi o forte da equipa do Arsenal Devesa que suportou a forte reação da equipa portista que soube aproveitar todas as superioridades numéricas de que dispôs. Neste encontro total destaque para Eduardo Salgado com 11 golos que foi não só o melhor marcador da equipa como do jogo, sendo bem acompanhado pelo pivot Carlos Osório com 6 golos, e ainda pelo guarda-redes Carlos Miguel, no FC Porto o jovem Miguel Martins com 8 golos e o seu colega de equipa Leandro Semedo com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa. Em mais um jogo onde o resultado foi retificado, na primeira volta registou-se uma igualdade a 27 golos, desta vez venceu a equipa de São Bernardo a AD Sanjoanense, num jogo, onde mais uma vez o equilíbrio foi a dominante de todo o jogo, e com esta vitória, abandonou a companhia da equipa alvinegra na classificação da zona. Apesar do ligeiro ascendente da equipa da AD Sanjoanenses nos primeiros 20 minutos de jogo, a boa resposta da equipa de São Bernardo, permitiu que fosse para o intervalo já na frente do marcador por 13-11. O Segundo período foi disputado novamente com grande equilíbrio, garra e determinação, com a equipa de São Bernardo a terminar como vencedora. Ricardo Pinho com 6 golos voltou a ser o melhor marcador da AD Sanjoanense, enquanto no São Bernardo a referência vai para a equipa com nove (9) jogadores a concretizarem ocasiões de golo. Continuando com os jogos onde foram retificados os resultados verificados na 1.ª volta, O FC Gaia, venceu de uma forma clara o Boavista FC, (na 1.ª volta a equipa do Bessa, venceu pela diferença mínima), a equipa do Bessa, que sofreu uma mudança técnica, que na jornada anterior tinha resultado numa igualdade diante a equipa da AD Sanjoanense, foi desta vez completamente dominada pela equipa de Gaia, que já vencia ao intervalo por 18-13, segundo os segundos 30 minutos uma completa cópia do que tinha ocorrido no primeiro tempo. Pedro Camara com 10 golos foi mais uma vez o melhor marcador da sua equipa o FC Gaia e do jogo, sendo bem acompanhado por Luís carvalho com 6 golos, no Boavista FC o seu melhor marcador foi Diogo Rodrigues com 6 golos. Com este resultado, pensamos que o FC Gaia fugiu em definitivo da zona perigosa. Em mais um jogo onde foi retificado o resultado da 1.ª Volta o CCR Fermentões venceu o Académico FC por um diferencial de 4 golos, e que com esta vitória, poderá tal como dissemos para o FC Gaia, abandonado a zona de “perigo”. Ao intervalo a equipa local já vencia pelo meso diferencial 13-9, o que é elucidativo do equilíbrio verificado nos restantes 30 minutos de jogo, apesar de ficar a ideia de que o CCR Fermentões controlo o jogo e o marcador durante este segundo tempo. Foi um encontro sem grandes destaques individuais funcionando o coletivo, pois enquanto no Fermentões 9 jogadores, concretizaram ocasiões de golos na equipa Lima foram 8 os jogadores a fazerem esse trabalho. Na Madeira no Marítimo / São Mamede, que terminou com vitória da equipa continental, que foi uma das que confirmou o resultado da 1.ª volta, e poderá com este resultado juntamente com o seu adversário desta jornada e do São Bernardo (ao contrário do afirmamos anteriormente), ainda terem uma palavra dizer na discussão pelo apuramento para a Fase Final, embora seja um objetivo bastante difícil de atingir por qualquer destas equipas. Neste encontro o São Mamede já vencia ao intervalo por 14-12, e não se deixou surpreender nos segundo tempo, (este foi o encontro com ocorrências disciplinares) na equipa insular Marco Gil voltou a ser o seu principal marcador com 6 golos, enquanto no São Mamede o seu reforço de inverno João Baltazar, com 11 golos voltou a ser não só o seu principal marcador como o foi de todo o jogo, com Gustavo Almeida a chegar aos 6 golos. A jornada terminou com dois encontros sem grande história pois os diferencias registados dizem tudo ou quase tudo sobre a história deste jogos. Em Avanca a AA Avanca, venceu com notória facilidade o Santana, equipa que ocupa o último lugar da classificação da zona, e desta forma continua a ser a única equipa nesta Fase da Prova nas duas zonas, sem conhecer a vitória. O Resultado ao intervalo já era indicativo da total superioridade dos locais 15-8 a seu favor, para o Santana apenas marcar quatro (4) golos nos segundos 30 minutos. Na AA Avanca João Valente com 6 golos foi o seu melhor marcador, pois a total gestão do plantel deu origem a que 10 atletas da equipa marcassem golos. O Santana que se apresentou com apenas 9 jogadores, é um destaque, mas pela negativa. Terminamos esta ligeira análise com o jogo SP Oleiros / AC Fafe, que terminou tal como anteriormente dito com a fácil vitória da equipa minhota sobre os locais, com o resultado ao intervalo a assinalar já um esclarecedor 19-6 a favor dos minhotos. O segundo período de jogo foi o continuar do primeiro, com a continua demonstração da superioridade da equipa minhota, que neste encontro estreou o seu reforço de inverno Tiago Silva (5 golos). Na equipa da Região de Aveiro nada de relevo a assinalar, enquanto no AC Fafe, Cesar Gonçalves com 7 golos foi mais uma vez o melhor marcador da equipa, seguido de perto por Mário Pereira com 6 golos, num jogo onde o técnico dos minhotos fez uma total gestão do plantel com 12 jogadores a arcarem golos. Com esta vitória a equipa do AC Fafe continua na primeira linha para o apuramento para a Fase Final da prova. De assinalar que foi uma jornada onde se verificou um aumento significativo do número de espectadores nos jogos, e onde apenas um encontro teve ocorrências disciplinares
 
 Após os jogos disputados a classificação é a seguinte – 1.º AA Avanca (48 pontos), 2.º Arsenal Devesa (44 pontos), 3.º AC Fafe (43 pontos), 4.º São Mamede, Marítimo e São Bernardo (38 pontos), 7.º AD Sanjoanense (36 pontos), 8.º FC Gaia (33 pontos), 9.º FC Porto “B” e CCR Fermentões (31 pontos), 11.º Boavista FC (28 pontos), 12.º SP. Oleiros (26 pontos), 13.º Académico FC (25 pontos), 14.º Santana (17 Pontos).  
 
Zona Sul

15.ª Jornada
Dia 22-02-15
CD Marienses - Vitória FC (16H00)
17.ª Jornada
CD Marienses 26 – 22 ADC Benavente
Vitória FC 35 – 28 GS Loures
Almada AC 23 – 25 CDE Camões
IFC Torrense 22 – 31 Boa Hora
Alto Moinho 27 – 29 Ílhavo AC
AC Sismaria 23 – 21 Vela Tavira
Samora Correia 14 – 25 Benfica "B"
 
A jornada nesta zona, ao contrário do verificado na Zona Norte, não teve o número de espectadores desejáveis, tendo pelo contrário um jogo, em que o número de presenças é na nossa opinião “ridículo” (35 expectadores). E verificaram-se ocorrências disciplinares em dois encontros, e em três (3) encontros o resultado foi retificado em relação aos verificados na 1.ª volta. No Alto Moinho onde a equipa local defrontou o Ilhavo, registou-se na nossa opinião a surpresa da jornada com a equipa da Região de Aveiro a retificar o resultado verificado na 1.ª volta (uma igualdade a 25 golos) e a vencer os locais naquele que foi o jogo com apenas 35 espectadores. A equipa do Alto Moinho apesar de terminar o primeiro tempo a vencer por 16-13, não teve “arte” para se aguentar, e permitiu a excelente reação dos visitantes, que terminaram a vencer o encontro, situando-se agora a meio da tabela classificativa, pois nesta zona as descidas (na nossa opinião) estão praticamente definidas. Apesar dos 10 golos de Alexandre Pereira pelo Alto Moinho os mesmos mostram-se insuficientes para levar a equipa á vitória, enquanto no Ílhavo mais vez Ricardo Senos com 6 golos, foi o seu melhor marcador. Outro encontro onde o resultado foi retificado foi o Almada AC / CDE Camões (jogo com ocorrências disciplinares registadas), com a equipa do CDE Camões a retificar a derrota sofrida na 1.ª volta pela diferença mínima, num jogo que teve 13 exclusões e duas (2) desqualificações. A equipa dos liceais já vencia ao intervalo por 2 golos de diferença (11-9), o que é demonstrativo do equilíbrio com este encontro foi disputado. Bruno Pires e Francisco Santos do Almada AC, ambos com 6 golos foram os melhores marcadores da sua equipa, enquanto João Oliveira com igual número de golos foi o melhor marcador do CDE Camões. Com esta vitória e a conjugação dos restantes resultados, mantemos a firmação proferida na crónica anterior e que aqui transcrevemos “ …destacar é que na nossa opinião os possíveis apuramentos para a Fase Final da prova, estão neste momento limitados aos 6 primeiros (Boa Hora, Benfica “B”, CD Marienses, CDE Camões, AC Sismaria e ADC Benavente) classificados na zona, sendo o 3.º apurado o lugar que poderá ter mais discussão… “. Em Gândara onde a equipa local O AC Sismaria recebeu um dos últimos classificados, o Vela Tavira, sentiu grandes dificuldades para levar de vencida esta equipa que se apresentou com apenas 8 elementos o que lamentamos profundamente que isto aconteça numa prova que dá acesso á mais competição da modalidade. Tal forma foram as dificuldades sentidas pela equipa visitada que ao intervalo apenas vencia por 12-11. Pedro Soares com 6 golos foi o melhor marcador do AC Sismaria, enquanto no Vela Tavira o suspeito do costume, Carlos Abraul com 10 golos foi não só o melhor marcador da equipa como do jogo. Em Setúbal, disputou-se outro dos encontros onde o resultado foi retificado, em relação ao verificado na 1.ª volta, com a equipa local o Vitória FC a vencer folgadamente o neo divisionário do GS Loures, com o resultado ao intervalo a ser-lhe já favorável por 17-14. Francisco Fuzeta com 8 golos, foi o melhor marcador do Vitória FC, tendo os seus companheiros de equipa André Fonseca e José Machuqueiro com 6 golos, pelo GS Loures Rui Pinto com 8 golos foi o melhor marcador da sua equipa, seguindo-se-lhe Ricardo Simões com 6 golos. Em Santa Maria, disputou-se um dos mais aguardados jogos da jornada o CD Marienses / ADC Benavente (jogo com ocorrências disciplinares registadas) e que terminou com a vitória da equipa insular que desta forma confirmou o resultado da 1.ª volta quando veio vencer a Benavente, apesar da boa réplica dos ribatejanos os insulares voltaram a vencer, num jogo que embora o resultado final não o demonstre foi disputado com equilíbrio, no entanto a superioridade dos locais não foi suficientemente contestada pelos continentais que já perdiam ao intervalo por 12-9. Embora o equilíbrio se acentuasse no segundo período de jogo os insulares souberam sempre manter um total controlo sobre o marcador. Carlos Moura com 7 golos foi o melhor marcador do CD Marienses, logo seguido por Igor Stojanovic com 6 golos, enquanto no ADC Benavente António Cabaça foi mais uma vez o melhor marcador da equipa com 7 golos. Tal como na Zona Norte, também na Zona Sul, os outros dois jogos foram disputados com total confirmação dos resultados verificados na 1.ª volta e por números sem grande história, com a vitória dos grandes favoritos não só a vitória nos jogos disputados, como no acesso á Fase Final da Prova. O Boa Hora foi á Torre da Marinha, vencer o IFC Torrense, construindo todo o resultado durante os 30 minutos iniciais do encontro, limitando no segundo tempo a gerir o marcador. Tiago Gil do IFC Torrense com 11 golos foi não só o melhor marcador da equipa como do jogo, enquanto Pedro Costa do Boa Hora com 8 golos foi o melhor marcador da sua equipa. Em Salvaterra de Magos, disputou-se o jogo que opôs a equipa local com o Benfica “B”, e que terminou sem história com a esperada vitória da equipa encarnada. Deve-se no entanto registar a excelente réplica que os ribatejanos ofereceram durante o primeiro tempo, chegando ao intervalo a perderem por apenas um golo 9-8, depois é foi o “descalabro” total. Continua em atraso um jogo relativo á 15.ª jornada (CD Marienses - Vitória FC)
 
Após esta jornada a classificação é a seguinte – 1.º Boa Hora (47 pontos), 2.º Benfica (46 pontos), 3.º CD Marienses (42 pontos, -1 jogo), 4.º CDE Camões e AC Sismaria (40 pontos), 6.º ADC Benavente (37 pontos), 7.º GS Loures e Ílhavo (31 pontos), 9.º Vitória FC (-1 jogo) e IFC Torrense (30 pontos), 11.º Almada AC (29 pontos), 12.º Alto Minho (27 pontos), 13.º Vela Tavira e Samora Correia (21 pontos).
 
O Banhadas Andebol

12 comentários:

Anónimo disse...

Campeonato bem disputado e os 3 da frente a ficaram mais destacados para a Fase final o Avanca, Fafe e Arsenal das Devesas na Zona Norte e na Zona Sulv a disputa é amasi aargada e por isso até ao fim desta Fase.
Um caso chama atenção o Boavista FC que fazia um campeonato dentro dos parametros estabelecidos pela Direcção e Responsavel tecnico Eduardo Ferreira e de um momento para outro e mesmo em cima do ano passado "chicotada" e os resutlados passado 1 mês se vê que o problema nao estava na substituição do referido treinador, mas na sua retaguarda que se mantem e para mal dos objectivos do andebol boavisteiro!
Boa sorte...

Anónimo disse...

Depois de ver o jogo Gaia - Boavista, e ao ver a "imponência" do seu guarda redes, fiquei com esperança que eu e a minha barriga ainda temos uma carreira no andebol federado.
Nem no Inatel se vê tanta falta de qualidade

Anónimo disse...

Alguém que alerte o treinador do Gaia que, quando está a ganhar por 13 ou 14, com jogo importante dos juniores no dia seguinte, é feio fazê-los jogar tanto tempo...
E feio é uma palavra......simpática.

Anónimo disse...

Há varias formas de avaliar a grandeza de um clube (ou apenas a dimensão que ele toma perante mentes mais pequenas...)

ora vejamos:

há 14 clubes no Norte
há 14 clubes no Sul

há Porto B e Benfica B

e para falar e dizer mal escolhe-se o Boavista!



Anónimo disse...

Sr anonimo do dia 3 de Fevereiro as 15:41

Porque que e feio?Nao me diga que jovens com 20 anos nao aguentam fazer 2 jogos no mesmo fim de semana.mal vai o desporto se isso nao for possivel.mas se esta tao preocupado com isso e como certamente viu o jogo,para a proxima,quando o jogo terminar,dirija-se ao treinador do Gaia e diga lhe isso mesmo, se tiver coragem para tal assim nao precisa de pedir aos outros para alertarem.

Ah e parece que tem feito bem aos juniores jogarem muito tempo nos seniores,pelo menos em juniores os resultados falam por si.

qualquer alerta que queira fazer esteja a vontade,e so dizer e se quiser eu proprio alertarei (claro que mediante outro nome que nao "anonimo")

cumprimentos

Anónimo disse...

Mais um jogo que o Marienses foi muito beneficiado pelos árbitos ( antigos atletas do clube).

Anónimo disse...

Fez tao mal jogar o jogo todo que um deles até marcou 13 golos no dia seguinte! Sem duvida que o trabalho do treinador da equipa senior tem sido importantissimo para estes miudos

Anónimo disse...

Marienses então foram benificiados pelos árbitros, de certeza que o amigo nao viu o mesmo jogo que eu! Antigos atletas do clube??? Quem são eles?

Anónimo disse...

Sempre que vêm a santa maria esses amigos de Benavente sao sempre prejudicados, coitadinhos

Anónimo disse...

Concordo prefeitamente com o comentario, mas sera que com tanta qualidade que tens andas no inatel... hahahahahhah

Anónimo disse...

Boa sorte.... nao chega, so falta os mineiros nao andarem a fazer a cabeca aos atletas...deixem de serem aziados.....

Anónimo disse...

Bem dita a hora que mandaram o Eduardo embora. É pena é que haja jogadores que não mereçam a oportunidade de vestir tal camisola. Agora com o tempo, é arrumar a casa novamente, depois da passagem desse "treinador" que estava no Boavista a trabalhar sabe-se lá para o quê! Muito medíocre como treinador, muito a aprender ainda.