gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 11 de março de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 26 – 2014 / 2015 – I



Crónica de fim-de-semana relativa à PO01 e dedicada desta vez apenas aos jogos do Play OFF (Grupo “A”), devido ao facto de os jogos do chamado Grupo “B”, apenas se iniciarem no próximo dia 14-03-15.
 
PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Grupo “A” - Play OFF – 1/4 Final
 
1ª Jogo
SC Horta 23 – 31 Sporting
Madeira SAD 21 – 33 ABC
Águas Santas 24 – 35 Benfica
Dia 11-03-15
Passos Manuel 26 – 36 FC Porto
 
Atualização
 
Passos Manuel 26 – 36 FC Porto
 
Disputou-se hoje o último encontro relativo ao 1.º jogo dos 1/4 final do Play OFF, o Passos Manuel / FC Porto, que tal como era esperado terminou com uma dilatada vitória da equipa portista. No entanto o resultado final, não reflete as dificuldades sentidas pela equipa do FC Porto nos 30 minutos iniciais da partida, onde esteve quase sempre em desvantagem e apenas aos 29 minutos de jogo conseguiu, estar frente do marcador por 16-15, para o primeiro tempo terminar numa igualdade a 16 golos. Este resultado premeia a estratégia defensiva dos liceais, e sanciona o pouca eficácia e por vezes a precipitação no remate da equipa do FC Porto, dando a sensação de que os jogadores, “estavam” mais a pensar que mais ou mais cedo o assunto se resolvia a seu favor, como na realidade se veio a verificar. Neste 1.º período de jogo, de destacar a excelente prestação do guarda-redes do Passos Manuel Alexandre Moura, bem como o trabalho desenvolvido por David Pinto (4 golos) nos 6 metros, e o suspeito do costume, de nome Pedro Sequeira, que terminou com 10 golos marcados, sendo o melhor marcador da equipa e do jogo, mas o seu destaque não deve ser apenas pela concretização, mas pelos espaços que criou e pelas várias assistências que efetuou. O Intervalo fez muito bem ao FC Porto, pois a sua reentrada em campo para os segundos 30 minutos de jogo foi completamente diferente, com a equipa do Passos Manuel a acusar o desgaste físico da 1.ª parte e um FC Porto, com um extraordinário aumento da sua capacidade e objetividade, em especial nos processos defensivos, fazendo um parcial de 6-0, e aos 37 minutos de jogo já venciam por 22-16, nunca mais permitindo qualquer veleidade á equipa liceal. Com João Ferraz (9 golos e melhor marcador da sua equipa) muito mais assertivo do que têm andado ultimamente e com Ricardo Moreira (8 golos) ao seu nível, quer na eficácia dos livres de 7 metros quer nos contra ataques, rapidamente o FC Porto “cimentou” a sua vantagem, que por várias vezes chegou a ser de 10 golos, como por exemplo aos 50 minutos quando venciam por 31-21, conforme a diferença que se verificou no resultado final. Permitindo a partir de determinado momento que o técnico do FC Porto, começasse a gerir o plantel dando minutos de jogo aos menos utilizados em condições normais. De referir ainda a ausência por lesão de Belone Moreira no Passos Manuel, e a boa exibição do jovem cedido pelo Benfica João Ferreira com 7 golos marcados. Destaque ainda para o jovem Kasal (6 golos), em especial num remate aí aos 12 metros, que deu o 36.º golo do FC Porto. Dirigiu o encontro a dupla de Lisboa constituída por Nuno Gonçalo e Nuno Santos, que não complicaram, mas podiam e deveriam ter feito um trabalho mais positivo em especial no critério disciplinar e na atenção às violações da área dos 6 metros.
 
Prova com a sua Fase Final Grupo “A” (discussão para o titulo e definição de participações nas diversas provas da EHF), disputada esta época em novos moldes, que na nossa opinião são mais favoráveis a uma implementação da modalidade e a um acréscimo no entusiasmo, devido á sua forma competitiva. Mas que deverá merecer por parte do quem de direito, uma atenção redobrada nas nomeações das duplas de arbitragem para os diversos jogos. Em relação a este 1.º jogo, e igualmente na nossa opinião, segundo o que nos é dado a constatar, foram seguidos alguns critérios de segurança.
 
Os 1/8 Final, iniciaram-se no Funchal, com disputa do Madeira SAD / ABC, que terminou com uma confortável vitória da equipa minhota, num jogo disputado com 30 minutos de grande equilíbrio, perante uma excelente assistência. O ABC assumiu o comando do jogo após duas igualdades a 4 golos e a 5 golos. Esta última cercados 13 minutos de jogo, no entanto durante o primeiro período de jogo, nunca teve vantagens superiores a 3 golos, permitindo sempre a recuperação da equipa madeirense, atingindo-se o intervalo com o ABC na frente do Marcador por 13-12, esperando-se uma segunda parte no mínimo igual á primeira, mas os minhotos fazendo valer o seu potencial e o seu natural superior plantel, cedo iniciaram a caminhada para a confortável vitória final, e a partir dos 35 minutos de jogo quando chegaram aos 4 golos de vantagem (18-14), com João Paulo Pinto em Grande Plano e que viria a ser o melhor marcador da equipa e do jogo com 9 golos, não mais pararam e aos 51 minutos de jogo já venciam por um diferencial de 10 golos (29-19). Na equipa madeirense nada se poderia fazer, sendo Nuno Silva com 7 golos o seu melhor marcador seguido por Daniel Santos com 6 golos, no Abc além do já referido João Paulo Pinto uma referência especial para Ricardo Pesqueira com 6 golos e que esteve muito bem quer nos processos ofensivos, quer nos processos defensivos, Estamos em quer que esta eliminatória ficará resolvida com dois jogos, não sendo necessário certamente a realização de um terceiro encontro. Na Maia jogou-se o Águas Santas / Benfica, que terminou com a vitória dos encarnados. Na Horta, realizou-se outro dos encontros relativos aos 1/8 Final, o SC Horta / Sporting, onde se esperava que a equipa do Continente encontra-se dificuldades, pois deveremos recordar que em jogo já disputado esta época na Horta a equipa do Sporting não tinha além de uma igualdade a 27 golos, essas dificuldades apenas existiram até aos 15 minutos iniciais, quando se verificava uma igualdade a 6 golos, a partir deste momento a equipa do Sporting passou para o comando marcador e foi progressivamente cimentando a sua vantagem que ao intervalo estava em 5 golos 15-10. No segundo tempo a equipa do continente, não aliviou a pressão e continuou no ritmo com que tinha terminado o primeiro tempo, aumentando a vantagem adquirida, que chegou a ser de 9 golos (maior diferença durante os 60 minutos), aos 57 e aos 58 minutos (29-20 e 30-21). Este é mais um encontro que certamente invalida a existência de um terceiro jogo, tal a vantagem adquirida pela equipa do Sporting. No SC Horta Nelson Pina com 8 golos (80% de eficácia) foi desta feita o seu melhor marcador, e também o melhor marcador do jogo. Na equipa do Sporting Fankis Carol com 7 golos (88% de eficácia) foi desta feita o seu melhor marcador, com Pedro Portela 6 golos (60% de eficácia) e o regressado João Antunes com 5 golos (83% de eficácia) os marcadores que se lhe seguiram, não esquecendo a atuação de Ricardo Candeias com 38% de eficácia. E ainda Rui Silva que apenas, mrcou um golo, mas ainda fez 5 assistência. Depois destes resultados, e faltando apenas o Passos Manuel / FC Porto, poderemos dizer que até ao momento as equipas classificadas nos 4 primeiros lugares, justificaram em absoluto as suas classificações na Fase Regular da prova, não existindo qualquer surpresa.
 
Águas Santas 24 – 35 Benfica
 
No pavilhão do Águas Santas disputou-se um dos jogos onde se esperava mais equilíbrio, nestes 1/8 Final do Play OFF, o Águas Santas / Benfica, mas na realidade, apenas se registou equilíbrio durante os primeiros 20 minutos de jogo, quando o Benfica se encontrava na frente do marcador por 14-13, depois várias igualdades que se registaram ao longo do tempo, mas deve-se dizer que a equipa maiata nunca esteve na frente do marcador. O Benfica com uma excelente estrutura defensiva e utilizando um contra ataque “mortífero”, e com um jogador que apesar da não marcar muitos golos se revelava um autêntico “ maestro da equipa o Tiago Pereira, termina a primeira pate do encontro a jogar em cima dos maiatos e com uma vantagem de 5 golos (19-14). De referir a boa ligação entre a 1.ª linha do Águas Santas e o seu pivot Juan Couto, mas o Benfica com algumas retificações defensivas reagiu a esta ligação e praticamente no segundo tempo tornou-a inócua. Hugo Figueira, foi uma das figuras do encontro, em especial a partir dos 5 minutos, e Carlos Carneiro, parece estar a reagir bem á sua pouca utilização e dar mais de si á equipa, e António Areias, sobe de rendimento de jogo para jogo, e ao contrário da equipa maiata, o técnico encanado com o avolumar de resultado, pode fazer uma enorme gestão do seu plantel, e dar minutos de jogo aos menos utilizados, deve-se no entanto dizer em abono da verdade que o plantel do Benfica, é neste momento mais poderoso que o dos maiatos o que permite ao técnico encarnado encontrar mais soluções do que o seu colega, notando a partir de determinando momento que a equipa do Águas Santas se “entregou” e praticamente deixou de existir. Pedro Cruz, voltou a ser o principal marcador dos maiatos com 7 golos (70% de eficácia), e apesar de tudo Juan Couto (4 golos e 100% de eficácia), No Benfica e como já referido António Areia com 9 golos (100% de eficácia), foi o melhor marcador da equipa e do jogo, bem acompanhado pelo “regressado” Carlos Carneiro (5 golos, 56% de eficácia), e Javier Borragan, igualmente com 5 golos mas com uma eficácia de 100%. Hugo Figueira com 36% de eficácia, e que foi substituído nos últimos minutos de jogo pelo jovem Miguel Espinha. Não se deve omitir que a “riqueza” do plantel encarnado e a sua gestão deram origem a que 12 jogadores marcassem golos neste encontro. Com este resultado é nossa opinião que dificilmente haverá 3.º jogo nesta eliminatória. Dirigiu o encontro a dupla IHF de Leiria, que apesar dos atletas terem tido um comportamento que proporcionava uma arbitragem de excelência, teremos de criticar levemente o critério disciplinar e o sancionamento de golos em violação da área de baliza.
 
O Banhadas Andebol

20 comentários:

Anónimo disse...

1/4 de final do Playoff sem qualquer interesse ou emoção!
Reflexão obre o modelo de ampeonagto!

Jorge Almeida disse...

Jogos da próxima dos dversários europeus das equipas nacionais:

1º) Dos adversários do ABC e do SL Benfica na Challenge contiuo a não ter notícias de transmissões televisivas.

Em termos de calandário, os finlandeses do Cocks não têm nenhum jogo na próxima semana para a Liga Finlandesa. O jogo anterior à 1ª mão contra o ABC é, hoje, para a Liga Báltica, em que se deslocam aos estónios do Polva Serviti, num jogo que está previsto começar pelas 14:00 de Portugal Continental e Arquipélago da Madeira.

Uma informação para completar o Banhadas nesse aspecto: Os finlandeses referem no seu sítio na net que o jogo da 1ª mão começa, Sábado 14-3-2015, às 14:00 de Portugal Continental e Arquipélago da Madeira.

Em relação aos polacos do Azoty-Puławy, têm um jogo na próxima 4ª feira para a Taça da Polónia em casa do Nielba Wągrowiec. Não consegui apurar as horas de começo.

2º) Em relação aos adversários do FC Porto, temos a seguinte situção:

2.1) É certo que nunca mais os irá defrontar nesta época para a Taça EHF, mas aqui fica a informação relativa aos sérvio do RK Vojvodina Novi Sad, que recebem, na próxima 4ª feira 11-3-2015 os Bielorrussos do Meshkov Brest, a contar para a SEHA GSS League, com o jogo a começar pelas 18:30 de Portugal Continental e Arquipélago da Madeira. Jogo a ser transmitido nos canais de TV sérvio RTV e bielorrusso Belarus TV 5, sendo que este ultimo vai transmitir o jogo em direto no seu sítio na net gratis.

2.2) Os alemães do Füchse Berlin, que recebem o FC Porto na Taça EHF na próxima semana, deslocam-se a Kiel para defrontar o colosso local para a Bundesliga Alemã na próxima 5ª feira, a partir das 18:00 de Portugal Continental e Arquipélago da Madeira. Jogo que se prevê dar em direto no canal de TV alemão Sport 1 (excuso de dizer mais alguma coisa, certo?) e o canal de TV norueguês ViaSat Sport.

Anónimo disse...

Se estes fossem jogos da fase final teriam outra emoção? Ridículo esse comentário...

Anónimo disse...

(correcção de teclado)

CXonclusão: 1/4 de final do Playoff sem qualquer interesse ou emoção!
Reflexão sobre o modelo de campeonato! e conforme afirmei a partir de 14 de março 8 equipas em 12 da P01 são competição ate setembro!
Não é facil planear a época perante muitas variaveis estáveis e previstas e imprevistas com Torneios de circunstancia ou decisão politica sem qualquer vantagem para a melhoria do nosso Andebol.
ADC
nota: no plsay-off aq ordem dos jogos é diferente dos 1/4 de final para as meias finais! quem foi o espertinho do compositor! para alem dos numero de jogos passar de 3 para 5! quando isso acontece normalmente na finlaissima a 5 ou 7 jogos...

Anónimo disse...

Será que o benfica está mais forte ou o aguas santas está mal?
O Faria pode ser um grande treinador mas ter tanto tempo o guarda-redes mais novo, debaixo dos postes é um erro de letra!
Srs. do blogue (eu não gosto do nome banhadas) vejam como comentam. O sporting fez algo de especial? Há algo ali de especial?
Ò sorte!

Anónimo disse...

ao anónimo das 15:47, continua a fazer afirmações sem qualquer sentido, já colacamos em dúvida todo o seu comportamento e demonstra uma autentica sapiencia negativa, em não consegui entender aonde é que existem equipas que acabam de competir em 14 de março, o que nos leva a pensar ou que não lê os comunicados da federação, ou não sabe ler, ou então t~em interesses pessoais em continuar com tais afirmações, que são uma pura mentira. quanto a história de haver 3 . 5, ou 7 jogos, é a sua ideia e obrigatóriamente todos temos que a seguir, provavelmente quer provas em que o campeão já o é antes de ter começado, provavelmente assim estaria tudo bem.

Anónimo disse...

O Águas está mal claro que está fui ver o jogo e Benfiva também não joga nada mais uma vez título para o Porto

Anónimo disse...

Sr. Cunha, você é mesmo burro... As equipas que perderem estes 1/4 de final continuam em competição como as restantes para definir os restantes lugares...

Pode dizer que já tem pouco interesse, mas é exactamente igual como no outro formato em que as equipas que já não tinham hipótese pelos primeiros lugares andavam a jogar para definir um lugar.

Você quer dizer mal e por isso até inventa coisas que nem existem!

Anónimo disse...

O Águas Santas esteve mal, o Benfica melhorou, mas não convence. O Águas Santas espera-se muito mais.

No Benfica estranha-se a travessia no deserto porque chegaram uma vez mais novos jogadores e investiu-se. Ou não ?

No Benfica é necessário repensar a estratégia e decidir se é projectar o clube para a dimensão europeia que merece ou continuar com o caminho provinciano dos últimos anos, sem resultados ao seu nível.

O perfil do coordenador técnico é o adequado ? Ou alguém de fora do academista, do instituído e da história ? com cultura e C. V. internacional.

Anónimo disse...

Este sistema nao presta pelo menos e o que penso pois ja todos sabemos como vai terminar ,o campeonato para todas as equipas ja acabou menos para Porto e Sporting,penso que Campeonato por pontos ate ao fim era melhor

Anónimo disse...

OH PROFESSOR VC ESTA MESMO XÉXÉ LEIA BEM OS REGULAMENTOS ANTES DE FALAR

Anónimo disse...

9 de março de 2015 às 01:27
9 de março de 2015 às 11:58
9 de março de 2015 às 01:27
8 de março de 2015 às 17:47

Numa acentada 4 anónimos que nada tem de anónimos a nao ser que não sabem nada e para eles tudo é igual a ZERO!
Podiam assinar! podiam justificar os seus pensamentos!
Poodia criticar o modelo existente!
podima apresentar sugestões e nada!
Mais uns dados jogos para cumprir calendario fica muito caro aos clubes do meio da tabela e afastados do Play-Off
-Tem ideia os anónimos quantos custam participar na serie dos ultimos tendo que ir á Madeira e Açores de todos os 4 clubes, fica mais caro as deslocações que jogar as 1/2 Finais ou Finalissima, mas o burro sou eu!
PARA O ANO ESTÃO A PENSAR CORRIGIR O PLANEAMENTO DA P01 CONTRARIANDO O QUE ESTÀ ESTABELECIDO PARA OS PROXIMOS 2 ANOS!(afinal leio os regulamentos aprovados) e passar para 14 Clubes para fazer alguam correção no grupo dos ultimos e o burro sou eu!

Boa 1/2 final e esteja quetos e calados os que tem a possibilidade de fazer bem e só fazem mal e depois a culpa é dos treinadores e jogadores...
Afinal o ADC sabe do que fala assina e dispoinvel para conversar sobre melhorias erros não!
Belone

Anónimo disse...

Âo responsavel pelo comentario os meus parabens e lucidez na analise que faz ao "Modelo de Campeonato" da P01, mas se corrigir conforme para aumentar a P01 de 12 para 14 Clubes e 2ª FASE Play-OFF e Play-Out, talves seja melhor!
Nota: defendo pro razões desportivas o cmaampeonato em 2 Fases e 2ª fase Final todos contra todos, o Grupo "A" todos contra todos, Grupo "B" os 8 Clubes e disputam a Taça Presidente Luis Santos e tem acesso a lugar na Taça Challenge.
ADC

Anónimo disse...

Grande Professor Antonio Cunha e de homens como o meu amigo que o Andebol precisa

Anónimo disse...

Ó Cunha foste professor (a quem o meu país entregava os alunos!) universitário e não sabes escrever Português? Não é nos comentários de hoje, é sempre, em todos, com erros grosseiros!
Pelo menos não assines!

Anónimo disse...

Na Madeira as figuras foram outra vez o Trinca e o Monteiro, prejudicaram as duas equipas, uma vergonha, enquanto estar na presidência da apaoma (nem merecem maiúscula, não fazem nada para defender a classe)for uma garantia para arbitrar e este nível, a equipas continuaram a ser prejudicadas por estes dois.

Anónimo disse...

10 de março de 2015 às 00:22
anónimo como convém!

Deves estar distraido é de proposito a ver se o teu português está actualizado!(os amigos dele sabem!)
Mas de facto caro amigo não dizes nada nem escorre nada sobre o tema e isso eu lamento, alem disso escondes-te porque nao tens conversa tecnica para o dito técnico..
fica bem mas corrigir erros do telcado não é dificil, mas ensinar a quem não quer aprender ...
D'Letra

Anónimo disse...



Andebol

15-03-2015 14:45
Seleção feminina já regressou a Angola
As jogadoras angolanas realizaram três jogos no estágio na Europa.
selecao andebol feminino de angola

As angolanas somaram duas derrotas e uma vitória no périplo europeu
Artigos Relacionados

Angola bate seleção de esperanças da Holanda
Angola perde primeiro jogo amigável na Holanda
Angola apurada para Jogos Africanos por via administrativa
Atletas da seleção angolana ambicionam título no pré-olímpico
Angola bate Portugal, título mais perto

Por SAPO Desporto c/ Angop sapodesporto@sapo.pt

A seleção angolana sénior feminina de andebol regressou na manhã de hoje, domingo, ao país, depois de cumprir um estágio de dez dias na Europa, onde realizou três jogos de preparação, com vista a preparação para o torneio pré-olímpico que Luanda acolhe de 19 a 21 deste mês.

O combinado nacional iniciou o estágio em Lisboa, Portugal, realizou treinos de preparação predominantemente físicos e a componente tática, durante três dias, de seguida rumou para Holanda onde realizou três jogos de preparação.

No primeiro particular, Angola perdeu com a formação holandesa do Dalfesen por 36-26, posteriomente venceu a seleção de esperanças daquele país por 32-23, no terceiro jogo que aconteceu na Alemanha ganhou a equipa do Olderbur por 37-35.


A estreia das angolanas, no torneio pré-olímpico, acontece dia 19, diante do Senegal, seguindo-se com a RDC e encerra com a Tunísia.

Trabalham para a competição as seguintes jogadoras: Maria Pedro, Teresa Almeida, Ivete Simão (guarda-redes), Elizabeth Cailo (ponta esquerda), Wuta Dombaxi (Universal), Lourdes Monteiro (Universal), Lizandra Salvador (Lateral), Delfina Mungongo (Central), Ríssia Oliveira (Pivot), Luísa Kiala (Universal), Azenaide Carlos (Lateral), Marta dos Santos (Ponta esquerda), Natália Bernardo (Central), Matilde André (Ponta direita) e Rossana Quitongo (Central).

Anónimo disse...

Cabo Verde
falhou Jogos Africanos mas ganhou sua seleção
José Eduardo dos Santos manifestou “alguma esperança” da seleção masculina qualificar-se para o Congo Brazzaville de Setembro próximo.
Treinador da seleção de andebol Cabo Verde Foto: Inforpress

Treinador da seleção de andebol Cabo Verde

Por SAPO Desporto c/Inforpress sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA) acredita que o país “ganhou" a sua seleção, apesar das equipas seniores masculinas e femininas terem falhado a qualificação, no Senegal, para os Jogos Africanos de 2015, em Brazzaville, Congo.

José Eduardo dos Santos disse que as equipas deixaram boa imagem no torneio, por entender que as concorrentes apostaram forte na competição, lamentando, entretanto, que a seleção masculina “não se tivesse qualificado pelo factor casa”, ante o Senegal, numa partida “disputadíssima”, que terminou com a derrota de dois golos.

“Nunca o Senegal foi afrontado dentro da sua própria casa”, desabafou o líder federativo, anotando que, pela primeira vez, a seleção masculina de andebol do Senegal, considerada a mais forte da Zona II, correu sérios riscos de falhar a qualificação no seu próprio reduto.

José Eduardo dos Santos manifestou “alguma esperança” da seleção masculina qualificar-se para o Congo Brazzaville de Setembro próximo, pois espera que uma segunda equipa da Zona II venha a ser repescada para esta montra do futebol africano.

Afirma mesmo que Cabo Verde vai continuar a trabalhar para poder dominar a Zona II a partir de 2020 e, ao mesmo tempo, tornar-se numa das melhores de África.

A seleção masculina encerrou, sábado, a sua participação no Torneio da Zona II do Senegal, com duas vitórias e uma derrota pelo que ficou às portas da qualificação, sendo ultrapassada na corrida pelo combinado do Senegal, no seu terceiro e último jogo da prova.

Cabo Verde venceu a Guiné Conacri por 31-23, bateu a Guiné-Bissau por 42-22, sendo que no jogo decisivo foi derrotado por 29-27.

A nível feminino, Cabo Verde estreou-se com uma derrota (16-36) ante as anfitriães do Senegal, venceu a Guiné Conacri por 24-23, para no sábado terminar a sua prestação com uma derrota de 20-25 com o Mali.

De acordo com o regulamento da prova, a seleção do Senegal foi a única equipa masculina apurada para os Jogos Africanos a serem disputados Setembro próximo em Congo Brazzaville, enquanto em feminino, Senegal e Mali ocuparam as duas vagas que estavam em jogo.

Anónimo disse...



Andebol feminino

16-03-2015 23:07
Selecionador angolano confiante na qualificação para Jogos Olímpicos
A estreia das angolanas no torneio acontece dia 19, diante do Senegal, seguindo-se com RDC e encerra dia com a Tunísia.
Andebol feminino: Angola - Brasil Foto: AFP

Andebol feminino: Angola - Brasil

Por SAPO Desporto c/Angop sapodesporto@sapo.pt

O técnico da seleção angolana de andebol, João Florêncio, mostrou-se confiante na qualificação das angolanas para os Jogos Olímpicos a ter lugar no Rio de Janeiro, Brasil, em 2016.

Falando à imprensa no pavilhão anexo a Cidadela, após o treino desta segunda-feira que visou o aprimoramento das estratégias de ataque e defesa da formação angolana, o selecionador disse que o estágio correu bem, tendo sido concluído com uma partida diante de uma formação alemã.

“Conseguimos atingir o nível que a equipa que está habituado“, disse.

Dai considerar que a equipa encontra-se e motivada psicologicamente, tendo acrescentado que a grande finalidade na participação no torneio é garantir a passagem ao Brasil palco da competição dos Jogos Olímpicos.

Disse ainda querer a ajuda do público, por isso pediu uma presença massiva no Pavilhão durante os dias da competição.

Na Holanda, as comandadas do João Florêncio efetuaram três jogos amistosos : Nos dois primeiros encontros, as angolanas perderam com Dalfesen, por 26-36, e venceram a seleção Esperança deste país por 32-23.

No último amigável a selecão angolana suplantou o Oldeburg, da 1ª liga da Alemã, por 37- 35.

A estreia das angolanas no torneio acontece dia 19, diante do Senegal, seguindo-se com RDC e encerra dia com a Tunísia.