gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 20 de junho de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 37 – 2014 / 2015 – II

Última crónica dedicada á PO02, que terminou este fim-de-semana com a realização da 10.ª e última da Fase Final da Prova.
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
AC FAFE CAMPEÃO NACIONAL 
Fase Final Nacional
10.ª Jornada
Dia 20-06-15
Benfica "B" 23 – 27 AC Fafe
Arsenal Devesa 27 – 34 AA Avanca (18H00) 19/31 – 16/17 sem nada preenchido
AC Sismaria 26 – 26 Boa Hora

Campeão Nacional – AC Fafe
Apurados para Subida de Divisão – AC Fafe e AA Avanca
Descem de Divisão:
Zona Norte - Santana e Académico FC
Zona Sul - Vela Tavira e Samora Correia 

Nesta jornada onde tudo ou quase tudo já estava definido (subidas e descidas de divisão já definidas) definiu-se o título de Campeão Nacional, que é conquistado com mérito pelo AC Fafe, que assim sucede ao XICO ANDEBOL, vencedor da prova na época passada. Regressando á 1.ª Divisão Nacional.

Nesta última jornada, onde na prática apenas se definiu o título de campeão Nacional, e onde era suposto os jogos começarem e terminarem todos á mesma hora, tal não se verificou, embora pela leitura dos Boletins de Jogo parece que tudo está em ordem, mas na realidade, e apenas como exemplo o Jogo de Gândara terminou quase 10 minutos depois do jogo disputado em Braga. Apenas um resultado foi diferente do ocorrido na 1.ª volta, com a igualdade verificada no AC Sismaria / Boa Hora, por sinal o único jogo onde se registaram ocorrências disciplinares. Confirma-se na totalidade a nítida superioridade das equipas apuradas na Zona Norte, que ocupam em definito os 3 primeiros lugares da Classificação Geral desta Fase Final, Foi a jornada com menor assistência de todas as que se disputaram nesta Fase Final.

Infelizmente e ao contrário da época anterior onde a Andebol TV transmitiu o jogo do previsível Campeão Nacional, está época primou pela negativa e completa ausência, quando o jogo até foi transmitido pela TV de um dos clubes intervenientes.

No jogo disputado no pavilhão da Luz, onde a maioria da assistência era composta por adeptos do AC Fafe que acompanharam a sua equipa. Assistiu-se a um razoável jogo de andebol, onde a equipa do Benfica apenas conseguiu equilibrar o jogo nos 15 minutos iniciais, depois sobressaiu a experiencia da equipa minhota, o que lhe permitiu chegar ao intervalo já na frente do Marcador por 15-11. Nos segundos 30 minutos, voltou-se a assistir-se a bons momentos de andebol, com o fafense Cláudio Mota (9 golos), em bom plano e a ser um dos jogadores mais influentes da sua equipa, que depois de ter chegado aos 41 minutos a vencer por 19-13, sofreu um parcial de 4-0, em cerca de 5 minutos o obrigou o seu técnico a um oportuno Time-OUT, para meter a casa em ordem. O Benfica ainda fez uma aproximação a 2 golos de diferença, mas nunca lhe foi permitido mais do isso, e nunca soube tirar aproveitamento das superioridades numéricas, com o AC Fafe a ter uma defesa agressiva no bom sentido e a não permitir, muitas veleidades ao ataque do Benfica. No AC Fafe, de destacar a boa prestação do seu guarda-redes Miguel Marinho, e em especial do seu ponta esquerda José Sampaio com 8 golos e um dos melhores marcadores da equipa. No Benfica, salienta-se igualmente o seu jovem guarda-redes Luís Almeida, e o ponta Davide Carvalho com 7 golos e que abandonou o jogo lesionado, Augusto Aranda com 6 golos foi outro dos elementos em destaque na equipa lisboeta. Em Gândara, num jogo a “feijões”, disputado entre o AC Sismaria e o Boa Hora, foi o único encontro onde se verificaram ocorrências disciplinares com quatro (4) desqualificações diretas a darem origem a relatório disciplinar o que se lamenta. A equipa do Boa Hora que comandou quase sempre o marcador, chegando a usufruir de vantagens de cinco (5) golos como por exemplo aos 14-9 ainda nos primeiros 30 minutos, permitiu sempre uma boa reação dos homens da equipa visitado, e o intervalo chegou com os lisboetas a vencerem pela diferença mínima (15-14). O segundo tempo, foi disputado sempre com grande equilíbrio, embora a equipa do Boa Hora estivesse quase sempre no comando, e já perto do final do encontro e quando vencia por 25-23, sofreu um parcial de 3-0, que colocou pela primeira vez a equipa do AC Sismaria na frente do marcador por 26-25, com a equipa do Boa Hora a obter a igualdade, já nos momentos finais do encontro. Este foi igualmente o único encontro o resultado foi retificado em relação ao ocorrido na jornada homologa na primeira volta. Filipe Oliveira com 11 golos, foi não só o melhor marcador do jogo como do AC Sismaria, Nuno Santos e António Cabaça, ambos com 5 golos foram os melhores marcadores do Boa Hora. No pavilhão Flávio Sá Leite em Braga, disputou-se o Arsenal Devesa / AA Avanca, jogo, que também podia ter influência na atribuição do título de Campeão, e foi portanto disputado, certamente com um ouvido no que se estava a passar na Luz. A AA Avanca entrou forte e rapidamente construiu um resultado que a poderia colocar a “salvo” de qualquer surpresa, quando a meio do primeiro tempo vencia por 9-2, no entanto permitiu que o seu adversário com muita garra e determinação diminui-se o prejuízo, e chega-se ao fim dos 30 minutos iniciais a perder pela diferença mínima (17-16). O Segundo período de jogo parecia uma fotocópia do primeiro, pois rapidamente a equipa visitante se coloca novamente na frente do marcador com um diferencial de 7 golos, por exemplo aos 28-21, cerca dos 45 minutos de jogo, para a partir deste momento se assistir a um total controlo do jogo e do marcador por parte da equipa da AA Avanca, que termina o encontro com uma vitória incontestável. Virgílio Pereira com 12 golos, com não só melhor marcador do Arsenal Devesa como de todo o jogo. Vitro Alvarez, Ricardo Mourão e Marco Ferreira todos com 5 golos foram os marcadores de serviço na AA Avanca, com a gestão de plantel que foi efetuada, 14 atletas marcaram golos.

A Classificação Final, ficou assim estabelecida: - 1.º AC Fafe (28 pontos), 2.º AA Avanca (27 pontos), 3.º Arsenal Devesa (20 pontos), 4.º Boa Hora (17 pontos), 5.º AC Sismaria (15 pontos), 6.º Benfica “B” (13 pontos).

O Banhadas Andebol

8 comentários:

Anónimo disse...

E o Fafe é CAMPEÃOOO allez allez !!

Anónimo disse...

Mais um clube amador embora reconheça o + profissionalismo de alguns dirigentes ao seu serviço.

Anónimo disse...

O Devesa ainda anda ai?

Anónimo disse...

Prognósticos, o Fafe e o Avança descem e o Arsenal de Braga acaba.

Anónimo disse...

Árbitros na Sismaria a estragar e a não conseguir controlar o jogo. Houve uma ou duas picardias entre jogadores, mas a postura dos árbitros a deixar muito a desejar e a contribuir para piorar o espetáculo. Perante os protestos de um dirigente, e sem ofensas, um árbitro decidiu dar vermelho e encostar-se nariz com nariz ao referido dirigente, numa postura pouco correta para ver se era agredido. Lógico que no fim ele é que tem a caneta na mão e pode escrever o que quiser. é a isto que estamos sujeitos, pois ele no relatório vai ter de legitimar a decisões tomadas.
No final mais uma expulsão: "Tempo finalizado, livre com barreira, e o jogador em termos de brincadeira disse que com um a menos na barreira se calhar marcava. Um árbitro bem disposto responderia em jeito de brincadeira também "Se calhar nem sem barreira", mas aquele energúmeno saca logo do vermelho.
Enfim, árbitros sem controlo emocional algum a estragar o jogo.

Depois do jogo alguns dos jogadores de ambas as equipas foram jantar juntos, pelo que nitidamente aqui o problema maior foram os árbitros que vieram estragar um jogo que já era a feijões.



Anónimo disse...

Ironia do destino que aconteceu no jogo Benfica B-Fafe!
Parabéns aos vencedores e que subiram á Liga ONE.

Anónimo disse...

Não é só o arsenal, o Xico também vai fechar portas, alias segundo consta já fechou

Anónimo disse...

Sr Filipe Oliveira não faça isso. Fica-lhe muito mal.
Não dignificou bem como grande parte da sua equipa o bom nome do Sismaria que tem um símbolo e uma história.
Essa história não é de forma alguma a que se viu no passado sábado.