gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Turquia 34-25, e está nos 1/4 Final - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Nomeações – EHF – 2014 / 2015 – XXXIV

A EHF procedeu a nomeações para o Play Off do Mundial Feminino de 2015 (9 jogos), e para as duas últimas jornadas dos Grupos de qualificação do Euro 2016 Masculino (28 jogos). Tendo Portugal sido comtemplado com a nomeação de um delegado.
 
Delegados
Manuel da Conceição - Foi nomeado, para o encontro do Grupo 7 da Qualificação para o Euro 2016 Masculino, que se disputa entre a Espanha e a Finlândia, em Espanha no dia 14-06-15 (Última jornada do Grupo).
 
Os nossos parabéns ao nomeado, e o desejo de que tudo corra pelo melhor.
 
O Regras

4 comentários:

Anónimo disse...

Cada vez mais, assistimos a desabafos de treinadores, dirigentes e atletas sobre os árbitros.
Concordo que existem alguns muito fracos, não só na aplicação das regras, mas também na sua atitude arrogante e de grande falta de educação. De salientar que também existem excelentes árbitros/as de andebol no nosso país, e não me refiro só à correcta aplicação das regras e imparcialidade, mas também à sua conduta em campo para com os intervenientes, principalmente quando dirigem jogos dos escalões mais jovens.
Penso que o CA da FAP poderia melhor em muito a arbitragem acabando com alguns feudos que em nada dignificam a classe.
Um dos factores que em muito poderia contribuir para a melhoria da qualidade, seria a escolha de pessoas dignas para darem formação, principalmente aos que se iniciam pela primeira vez.
Depois a avaliação continua. É aqui que poderemos modificar e contribuir para a qualidade dos elementos da arbitragem.
O CA da FAP deverá criar uma plataforma online que permita a avaliação e em cada jogo os treinadores de cada equipa procederem à avaliação dos árbitros, preenchendo campos pré-definidos que para além da interpretação e aplicação das regras de jogo, avalie também a postura, posicionamento, forma como comunica com todos os intervenientes. Depois de ambos os treinadores votarem, a média dos 2 deveria contribuir para 50% da avaliação do árbitro, sendo os restantes 50% da responsabilidade do CA da FAP. As classificações dos árbitros deverão estar disponíveis a todos os clubes, a bem da transparência.
Isto deveria ser aplicado desde que se é árbitro estagiário, e deveria ser esta classificação que indicaria as subidas de escalão.
Acredito que a qualidade da arbitragem melhoraria muito!
E muitos jovens passariam a olhar de uma forma mais simpática para eles.
A bem da transparência!
PS - Peço desculpa pelo anonimato, mas tenho medo das represálias de alguns delegados e árbitros afilhados.

Interrogações disse...

Realmente podemos facilmente concordar com os méritos além fronteiras apesar de não passar da Península... É uma nomeação regional a local, tal e qual os desígnios praticados e espeçados pelos próprios.

Somos forçados a respeitar a opinião da transparência mas certamente que não revejo nos treinadores para avaliarem árbitros, pois a sua sapiência se limita aos conhecimentos técnicos e tácticos do jogo, deixando muito a desejar no que respeita ao respeito das regras do Jogo em si. Teríamos o facciosismo levado ao extremo... Se a minha equipa ganha... Os árbitros? Uma maravilha... Se perdemos? Os árbitros? Uma... O Costume... Mas concordamos que claramente o nível dos observadores deveria de ser revisto e aprimorado... De certo que o nível dos Delegados / Representantes da Federação nas provas tem subido drasticamente... Os Presidentes e Membros das Direcções das Associações Regionais esses sim um exemplo do claro objectivo regionalista pretendido... Corrijam-me... Já não houve um referendo para isso??...

Será que a modalidade está realmente interessada que se mantenha esta atitude de nomear Delegações associativas para mentalmente tentarem condicionar as prestações das duplas? Elas já são fracas e com esta protecção certamente serão ainda piores... Já sabem... A equipa da casa tem de ganhar SEMPRE... Ou então vão cá estar 3 dias e ainda têm problemas... Claro que podem não ter mas... CONDICIONALISMOS... Também isto já não foi tido como Coação/Corrupção? A história da salada de fruta... Ou fruta... Estas coisas devem ser aprendidas por osmose... ou telepatia... Não será?

Mas nem sempre a culpa é dos árbitros... São fracos e poucos bons os haverá... Concordamos... Mas são os que temos... Os que expulsamos nos últimos anos... Agora devem fazer muita falta... Pensa este CA da FAP e mesmo os que lá estiveram anteriormente e com estes foram coniventes. Eram fracos? Seriam... Mas certamente MUITO MELHORES que esta geração de bebés proveta que agora temos... Crianças que ainda há pouco largaram a saia das mães e já andam no Meio de hOMENS armados em Homens... (esta diferenciação é propositada...)

Mas estes árbitros que povoam a arbitragem e ajudam o CA da FAP a destruir a modalidade não são mais que peões feudais deste CA. Um CA que tem como nomeadores pessoas que deixam muito a desejar à competência... Casos flagrantes... Na PO2 FF...

Freitas/Carvalho... 2 Jogos arbitrados, 2 fora do ACF... Francisco/Rodrigues... 1 Jogo, 1 casa do ACD... Santos/Santos... 4 Jogos Arbitrados, 4 do BHFC, 3 em casa e 1 fora... Nicolau/Caçador, 2 Jogos, 2 do ACF (1 casa e 1 fora)... Marinho/Novais, 1 Jogo do ACD em casa... Costa/Teixeira, 4 Jogos, 3 do ACF em casa e 1 do ACD fora... Marques/Correia, 2 Jogos, 2 do ACS... Será que ninguém na direcção da FAP acha nada de estranho? Ou também são conhecedores dos projectos e do que estes envolvem? Era retórica...

Como pode a qualidade da arbitragem pode melhorar com estas condicionantes? São condicionantes as vontades dos clubes? São condicionantes as competências dos CA e dos seus regimentos? Porque será que as pessoas do CA, que passeiam... dizem que nada têm a haver com o que é feito? Declinam responsabilidades? E o CA mantém-se...?

Será que todos nós sabemos que o CA é constituído autocraticamente por um único personagem e ninguém faz nada? A direcção? NADA?

Interrogações disse...

Até onde vamos continuar a prosseguir com estas enormidades e anormalidades... Criaram um Regulamento da Arbitragem, não cumpriram... Reformularam... Não cumpriram... Reformaram e não cumpriram.

Prometeram Aumento de Quantidade para aumentar qualidade... E? NADA... realmente MUITO POSITIVO o mandato deste CA. Agora que o Barco está em alto mar... Veremos o Comandante a ser o primeiro RATO a fugir do porão. Ai Direcção... Como me assentavas tão bem! Outras patentes o tentaram e falharam! Prevejo~-lhe futuro idêntico! Depois de destruir a Arbitragem com passeios e ajudas de custa exorbitantes para colocar alguém À beira Rio... Nada melhor para completar 2016... do que ter a direcção com pessoas cuja competência fica limitada aos PTs e seus correlegionários... Que donde nunca haviam de ter saído... Deixem-nos estar reformados os fósseis e pensem em PESSOAS competentes.

A Formação dos Árbitros, Delegados, Observadores e os quase extintos Oficiais de Mesa são anedóticos... Os próprios criticam o modelo. Nós os clubes é que levamos com eles... Com este CA, exigência. Com alguns. Prometer pagamentos conjuntamente com a direcção e depois dar uma mão cheia de nada. Isto SIM é GESTÃO. Rio'16.

Mas voltemos às nomeações... O assunto que nos trás por cá... Para provar de quem é a culpa do estado da arbitragem e do Andebol. Dos NOMEADORES DO CA...
PO4, fase final... Monteiro/Trinca, 2 jogos do SLB em casa... Porque será que arbitram sempre esta equipa? E será que aos Domingos não existiam apenas duplas de Nível IV para arbitrar estes jogos? Os andebolistas do futuro... Jogadores das selecções... do futuro... Em 24 Jogos... 14 Jogos Nível IV, 6 Nível III, 3 Nível II e uma Mista de Nível IV.... Havia assim esta necessidade tão premente de ser tão diversificado? Ou será que teremos duplas quase a encostarem nos 50% com tantas desnomeações e desaparecimentos súbitos...
PO6, fase final... Mais do mesmo... em 12 Jogos, 7 Nível IV, 4 Nível III e 1 Mista IV/I(?)... Será que isto merece mais comentários? Reflexões com certeza!!!
PO8, Fase Final, começa com duplas de Nível IV, passa por duplas de Nível II e depois termina com duplas de Nível IV? O que se entende? Reflexão impõem-se!!
PO10... 56 Jogos... 7 Nível IV, 13 Nível III, 18 Nível II, 7 Nível I.. 11 Duplas Mistas (IV/III-2, IV/II-2, III/III-1, II/II-3,II/I-1, e depois 1 de Nível II e 1 de Nível I com um árbitro Regional... - Curiosamente em Tavira... equipa que discute a subida de divisão...)
PO12 e 13 FF duplas de Nível II... Porto, Coimbra e Aveiro... Com uma qualidade de nomeação... espectacular... em que calha sempre uma dupla a arbitrar TODOS os jogos dessa Mesma equipa. Na 12... Mendes/Pereira todos do ARCA e na 13 Vieira/Baptista todos do ALA... E já agora na 11 Mendes/Pereira SIMPS... Esperemos que os Campeões Nacionais não sejam coincidência... Porque depois TODOS duvidamos que as coincidências existam....

Interrogações disse...

Realmente temos de aprender a deitar da MÂO À CONSCIÊNCIA e ver que o trabalho quando se é competente torna-se consideravelmente mais fácil... Quando não se é competente para a função tudo atrapalha até mesmo nós próprios...

Mas os nomeadores não se ficam por aqui... até nas nomeações de delegados e observadores este CA é confrangedor...

Há clubes que têm direitos diferentes de outros... de repente na PO2... começou a nomear representantes da Direcção nos Jogos por delegação desta... e porque existem equipas que têm já 4 Jogos com Delegados (AAA e ACD) e outros que só num jogo (SLB 'B') e porque se põe Delegados a passearem Portugal? OS de Aveiro para Lisboa e os de Lisboa para NORTE? Já agora porque não mandam o DELEGADO de V. Castelo até Tavira e o do ALGARVE até V.P. Âncora? Realmente no que respeita a economia e factores e condicionante sócio económicos é só para ALGUNS... Outros abrem os cordões à bolsa e gastam... Se calhar já gastam sabendo que não será pago...

Porque é que jogos que nada decidem têm delegado e outros com factores de decisão IMPORTANTES não Têm?!

Exemplo... PO2 FF porque só alguns jogos têm DELEGADO e não todos? Ou nem todos os CLUBES merecem o mesmo respeito? A resposta NÃO!
PO3 FF concentrada que decidirá o CAMPEÃO NACIONAL, representação NÃO!
PO4 FF Dia 07/06/2015 Jogos Decisivos ABC/SLB + SCP/AAAS... Nada...
PO5 FF Decisão a 2 Mãos do Título e NADA!!
PO6 FF Jogos a decidirem Título em Locais tumultuosos e NADA...
PO7, PO8, PO11, PO12 e PO13 Decisão de Campeões Nacionais e NADA... Representações Delegados em Presidentes Associativos que Nada mais terão em atenção do que os SEUS Próprios Clubes... Ou seremos UTÓPICOS ao pensarmos que farão diferente da AAB... Ou será que posteriormente também teremos inquéritos?

Já agora para Terminar que o enfado já vai longo... Nos encontros NACIONAIS que se irão verificar antes dos árbitros NOMEAR atentos terão de ESTAR para verem se estes inscritos irão ESTAR... para não termos aquela sensação de 'Deja vu'... tal como aconteceu nos outros anos... para depois não empurrarem a culpa para as pobres das associações regionais... e dizerem que pensavam que estavam inscritos... se calhar convêm dizer que só podem enviar árbitros devidamente inscritos... Só um alerta pois nos manteremos atentos... Avanca e Leiria...