gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 14 de junho de 2015

PO06 Fase Final – 2014 / 2015 - VI

Última cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que foi disputada no mesmo formato competitivo, da época anterior. 
 
Repetimos o que afirmámos anteriormente por convicção “Desta feita com maior verdade desportiva, no nosso entender, pois a representação das Regiões Insulares, é feita através de verdadeiros clubes (Campeões Regionais) e não através de autênticas seleções regionais.” 
 
ABC CAMPEÃO NACIONAL
PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos
Fase Final

6.ª Jornada
Dia 13-06-15
Águas Santas 31 - 24 Benfica "A
CD B. Perestrelo 27 - 22 ABC "A"

Campeão Nacional - ABC
Situações já definidas – Desceram de divisão - CA Leça, Gondomar Cultural, AAA Almeirim, e Ginásio Sul.
 
Prova onde tudo já estava decidido desde a última, jornada, quer no que diz respeito a título, quer no que diz respeito às descidas de divisão, sendo portanto uma jornada para cumprir calendário, mas onde se registaram aos resultados que surpreenderam muito boa gente, começando pela derrota do novo Campeão Nacional na Madeira, e pelo diferencial registado na Maia no Águas Santas / Benfica. Dizer ainda que nesta jornada, todos os resultados foram retificados em relação ao verificado na primeira volta. E mais uma vez Felizmente sem incidências disciplinares. Mas com excelentes assistências para o escalão.
 
Na Maia, o Águas Santas, recebeu e venceu de forma clara o Benfica, igualando em termos pontuais, o ABC, mas conforme já tínhamos noticiado na nossa crónica transata, perdendo o título, pelo diferencial de golos, nos jogos entre as equipas empatadas pontualmente. Com esta vitória a equipa maiata, retificou a igualdade verificada na jornada homóloga da 1.ª volta. No final dos primeiros 30 minutos já vencia por 15-11, consolidando a sua vantagem, no segundo período. Gustavo Carneiro com 9 golos e Gonçalo Vieira com 8 golos foram os melhores marcadores do Águas Santas, no Benfica merece uma especial referencia o facto de a distribuição de golos, ter sido feita por 12 marcadores diferentes. Na Madeira o B. Perestrelo, obteve a sua primeira vitória na prova, e logo diante os novos campeões nacionais, que não se apresentaram completos neste encontro, pois quer André Gomes, quer Oleksandr Nekrushets, e ainda Lucas Ferrão, estiveram ausentes, provavelmente para estarem mais disponíveis para o próximo jogo de juniores da sua equipa. Mas esta ousadia saiu cara, aos bracarenses, pois sofreram uma derrota que certamente não estaria nos seus planos. O resultado foi totalmente construído no primeiro período de jogo, que terminou com os insulares na frente do marcador por 8 golos (17-9), provocando na equipa minhota uma forte reação no segundo tempo, que os levou a que a diferença final fosse apenas de 5 golos. Na nossa opinião este jogo, teve algumas características que merecem uma especial referencia, por exemplo a equipa local, não sofreu uma única exclusão contra 6 que se verificaram na equipa bracarense, a equipa local beneficiou de 7 livres de 7 metros dos quais converteu 4, contra 2 a favor dos minhotos, que apenas converteram 1. Diogo Bento e João Miranda com 9 golos foram os melhores marcadores do B. Perestrelo, enquanto Alexandre Pinheiro e José Macedo com 5 golos foram os melhores marcadores do ABC.
 
Após esta jornada a classificação final, ficou assim ordenada:1.º ABC “A” e Águas Santas (14 pontos), 3.º Benfica “A” e CD B Perestrelo (10 pontos). 
 
Nota Final – Não se publica nenhuma foto da equipa vencedora, por já o termos feita na última crónica da prova.
 
O Formador

9 comentários:

Anónimo disse...

Esta é a prova viva e duvida sobre o que aconteceu ao trabalho de sucesso iniciado com a equipa de juvenis do Benfica 2012/2013 e da restante formação.

Muitos parabéns ao ABC.

Anónimo disse...

No Benfica faz-se apostas em jogadores não pelo bom desempenho mas sim porque são filhos dos dirigentes ou são apostas desses mesmos dirigentes. Veja-se o que se passou na fase final de iniciados e o mesmo se passou nesta fase de juvenis enquanto os dirigentes se promiscuírem no trabalho do treinador jamais haverá um trabalho sério e jamais dará frutos.

Anónimo disse...

Mais do mesmo.
Que tristeza.

Anónimo disse...

Só pais ressabiados pelos filhos não jogarem por não terem a mesma qualidade dos outros.

Anónimo disse...

Se há escalão em que pais ou dirigentes que têm filhos a jogar não têm influencia no treinador é nos juvenis do benfica, o pseudo menos bom desempenho deve-se ao que aconteceu nos juniores, mtas lesões o que obrigou os juvenis a irem jogar mto tempo nos juniores, também neste ultima fase os que tinham idade de iniciados a irem a fase final de iniciados dando o escalão de juvenis a morte.
Dá para ver que estes comentários são em relação ao Pedro Loureiro, miúdo que não merece o que se escreve aqui, talvez devessem pensar que também têm filhos, e que eles leem tudo o que se escreve aqui, alias miúdo que tem um potencial fora do normal para jogar andebol.

Anónimo disse...

O Benfica é o melhor e maior clube do mundo mas... no andebol tem um grande problema! Aquilo não funciona e já se sabe... não vai funcionar pró ano! Brrrruxo!
Porquê? Nem vale a pena falarmos e discutirmos.

Anónimo disse...

Os assuntos são mais profundos; deixem os jovens jogar, serem felizes, fazerem o que gostam.

O que normalmente estraga tudo são os adultos, o que dizem, o que fazem e não são exemplos para quem está formação.

Anónimo disse...

O benfiquinha e os seus lampiões são mesmo enjoativos.
Que ego...

Anónimo disse...

Pedro Loureiro... não deixes comentários! (16 de junho às 09.07)