gal vence

Liga dos Campeões Europeus Sporting Perde por 33-29 - EHF CUP FC Porto Vence vence Eliminatória, Benfica perde por 26-21, e é eliminado - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 31 de outubro de 2015

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 13 – 2015 / 2016 – I – Actualizada

Mais uma crónica intermédia de fim-de-semana, que fica incompleta. Por força das circunstâncias em que não são disputados todos os encontros. Esta jornada disputa-se precisamente nesta data, em virtude do início do estágio da Selecção Nacional em Rio Maior no dia 29-10-15, conforme já noticiado.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
1.ª Jornada
Dia 07-11-15
AA Avanca - SC Horta (18H00)
10.ª Jornada
Dia 28-10-15
Ismai 25 – 42 Sporting
AA Avanca 19 – 28 FC Porto
Belenenses 25 – 27 Madeira SAD
Benfica 34 – 28 ABC
Dia 31-10-15
AC Fafe 25 - 25 SC Horta
Dia 11-11-15
Passos Manuel - Águas Santas (21H00)

Actualização
 
Na Horta disputou-se o AC Fafe / SC Horta (31-10-15), em mais um jogo onde se verificou inversão de campo (começa a ser um costume normal nesta prova). Um jogo de grande equilíbrio nos primeiros 30 minutos de jogo, com diversas alternâncias do marcador e diversas igualdades durante este primeiro período de jogo, e onde a maior diferença verificada foi a favor da equipa minhota por 2 golos, quando o marcador assinalava 7-5 a seu favor e estavam decorridos cerca do 12 minutos, atingindo-se o intervalo com uma igualdade a 12 golos, que é o reflexo puro do equilíbrio que se verificou neste período de jogo. No segundo tempo continuou a verificar-se um enorme equilíbrio mas com a equipa minhota a comandar o marcador mais vezes, embora nunca atingisse uma diferença, que tal como no primeiro tempo nunca foi superior a dois (2) golos, com por exemplo aos 21-29 e aos 23-21, para depois permitir nova recuperação da equipa insular, e novas igualdades a 23 e a 24 golos, terminando o encontro com uma igualdade a 25 golos com Digo Gomes a marcar o 25 golos do AC Fafe e a conseguir a igualdade nos minutos finais, pois nos últimos 2 minutos não se registaram golos, para qualquer das equipas, com este resultado a equipa minhota, obtém a sua segunda igualdade na prova, e ultrapassa o Belenenses na classificação geram, que actualizamos no final desta crónica. Diogo Gomes com 9 golos, foi não só o melhor marcador do AC Fafe como do jogo, onde Dario Andrade concretizou 7 golos, para os minhotos. No SC Horta Raifer Noa e Yury Kostetskyy, ambos com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa.

Esta nossa crónica intermédia fica incompleta, pois dois dos jogos referentes a esta jornada, e que apenas serão disputados, em datas posteriores, não sendo visíveis os motivos de tais adiamentos. Sendo que um dos jogos envolve mais uma inversão de campo, pois o AC Fafe / SC Horta, disputa-se na Horta e não em Fafe, na nossa opinião são demasiadas situações de inversão de campo que se estão a verificar na prova, e que poderão ter influência na sua competitividade. Temos mais um factor negativo, verificado com as nomeações das duplas de arbitragem, onde mais uma vez se verifica que duplas do nível 3 estão a dirigir jogos da PO01.

A jornada (10.ª) começou com um dos seus mais importantes jogos o Benfica / ABC, que terminou com a vitória do Benfica. Tivemos ainda o AA Avanca / FC Porto, que terminou com a vitória do FC Porto, que desta forma continua invicto na prova. No Pavilhão Municipal da Maia, com publico ao nível de jogo de juniores, disputou-se o Ismai / Sporting, que terminou com a clara vitória da equipa do Sporting, que comando o jogo e o marcador durante os 60 minutos do jogo,, chegando ainda durante os primeiros 30 minutos a ter vantagens de 11 golos por diversas vezes, como por exemplo aos 23 minutos de jogo, quando vencia por 20-9, para chegar ao intervalo a vencer por 21-13, ou seja em 7 minutos a  apenas marcou um golo. Nos segundos 30 minutos a equipa do Ismai ainda procurou equilibrar o jogo, mantendo as diferenças, mas a partir dos 50 minutos acabou a resistência, e a equipa lisboeta terminou com uma vitória folgada, e com um forte diferencial (17 golos). Desta vez Manuel Borges na baliza do Ismai não esteve nos seus dias (14% de eficácia), e apenas André Rei (6 golos e 60% de Eficácia), que foi o melhor marcador da equipa maiata, esteve a nível aceitável. Na equipa do Sporting, o seu guarda-redes Aljosa Cudic, esteve em dia sim (46% de eficácia), com Pedro Solha com 7 golos e 100% de eficácia a ser o melhor marcador da equipa e do jogo, logo seguido de Frankis Carol (6 golos e 86% de eficácia), com o técnico dos lisboetas a utilizar a maioria dos seus jovens jogadores numa equipa onde 11 dos seus jogadores de campo marcaram golos. O Outro jogo da jornada disputou-se no pavilhão Acácio Rosa, que mais uma vez apresentava uma fraquíssima moldura humana, que deve começar a preocupar os seus responsáveis, foi Belenenses / Madeira SAD, que tal como se previa foi o encontro que terminou com o resultado mais equilibrado, embora a equipa madeirense comanda-se praticamente o marcador durante os 6o minutos de jogo, dizemos praticamente porque a equipa do Restelo conseguir nos segundo 30 minutos igualar o marcador por algumas da vezes, embora apenas por duas vezes estivesse esporadicamente no comando do marcador e apenas pela diferença mínima, aos 43 minutos quando vencia por 19-18, e aos 44 quando vencia por 20-19, depois voltou a ceder para o Madeira SAD, que também nunca conseguiram vantagens superiores a 4 golos durante todo o tempo de jogo, Ao intervalo já o marcador era favorável aos insulares por 16-13. Com este resultado a equipa do Belenenses continua a registar apenas uma vitória nesta fase da prova. O Jovem Ivo Santos com 7 golos (78% de eficácia), foi o melhor marcador da equipa do Belenenses, e ainda foi dos que assistiu colegas para golo. Carlos Siqueira (5 golos e 100% de eficácia), foi outros dos destaques da equipa, que teve ainda nos seus guarda-redes, um dos seus pontos menos positivo, pois Miguel Espinha com apenas 19% de eficácia, foi o elemento que mais tempo esteve em campo. NO Madeira SAD, o ressuscitado Cláudio Pedroso com 9 golos (56% de eficácia), e 3 assistências, foi não só melhor marcador da equipa como do jogo, sendo bem acompanhado por Nuno Silva /5 golos e 63% de eficácia) e por Elias António, com o mesmo número de golos e 56% de eficácia. Teve ainda nos seus dois guarda-redes elementos com boas prestações, Yusnier Giron (27% de eficácia) e Luís Carvalho (30% de eficácia).

Benfica 34 – 28 ABC

Num jogo que se esperava mais equilibrado, o ABC, fracassou por completo nos primeiros 30 minutos, com o Benfica a estar superior em todos os parâmetros do jogo, quer defensivamente quer no ataque planeado, verificando-se em especial uma forte evolução nos seus processos defensivos, onde contou com um guarda-redes, Hugo Figueira (39% de eficácia) em dia sim, e que defendeu tudo o que havia para defender. No ataque também se verificaram fortes melhorias de processos, onde o espanhol Javier Borragan (9 golos e 64% de eficácia), e o brasileiro Uelington Silva (6 golos e 75% de eficácia), estiveram impecáveis e eficazes nos seus remates. O ABC, que utilizou os seus três guarda-redes, em determinados momentos do primeiro tempo, parecia uma equipa perdida, quer em termos atacantes, sem soluções e demasiado precipitado, quer em termos defensivos. Para ilustra esta nossa imagem basta dizer que o ABC sofre em 15 minutos um parcial de 8-1, passando de uma igualdade a 6golos aos 11 minutos de jogo, para um resultado desfavorável de 14-7, cerca dos 26 minutos., para terminar o primeiro tempo com o resultado praticamente definido e favorável ao Benfica por 17-9. No segundo tempo de jogo, verificam-se fortes melhorias quer no ataque, onde passaram a ser bem mais rápidos (o resultado a isso obrigava), e a defender com maior eficácia, também fruto do “relaxamento” e da precipitação no ataque da equipa do Benfica, com o seu técnico a gerir o plantel, de tal forma que chegaram a ter apenas 6 golos d diferença, aos cerca dos 44 minutos, mas rapidamente esta fase acabou o ABC voltou ao seu fraco rendimento, e o Benfica voltou a aumentar a pressão e colocou o diferencial em 10 golos aos 49 minutos (30-20), e passou a gerir o tempo de jogo e a emoção do mesmo, criando diversas situações para limpeza do piso, que provocam sempre grandes quebras de ritmo no adversário., A maior diferença registado durante todo o encontro verificou-se aos 55 minutos quando o Benfica vencia por 34-23 (diferença de 11 golos), nos minutos finais e com a equipa da casa em completa descompressão, o ABC reduz para apenas os 6 golos de diferença com que terminou o encontro. NO ABC Nuno Grilo com 7 golos e 58% de eficácia foi o seu melhor marcador e um dos mais procurou “remar contra a maré”, seguido jovem André Gomes (4 golos, mas apenas 44% de eficácia). De referir que mais uma vez o número de espectadores no pavilhão ficou aquém do desejado. Dirigiu o encontro a dupla EHF de Leiria, Roberto Martins / Daniel Martins, que não complicou e esteve sempre dentro do jogo, com uma actuação não isenta de falhas, mas com um critério bem definido na sanção progressiva, e nos 7 metros.

AA Avanca 19 – 28 FC Porto

No Pavilhão Comendador Adelino D. Costa, com um público entusiasta o AAA Avanca / FC Porto, onde a equipa do FC Porto era claramente favorita, diante uma equipa que possuiu bons principais de jogo, mas não tem a capacidade da equipa Portista, em número e em valor absoluto dos seus atletas. A AA Avanca ainda equilibrou o encontro, durante cerca de 8 minutos (igualdade a 4 golos), para depois sofrer um parcial de 3-0 em 8 minutos, e a partir daqui mesmo com uma boa exibição do seu guarda-redes Luís Silva (33% de eficácia), o FC Porto, que teve na baliza o homem do jogo Hugo Laurentino (45% de eficácia), começou a construir o resultado e a marcar a diferença, muito por força da qualidade e da imprevisibilidade de Morales (4 golos, 50% de eficácia)), embora sempre num ritmo nem sempre rápido até porque a rotação dos jogadores era importante., mas apenas conseguiu criar uma distancia relativamente confortável a partir dos 21 minutos, quando vencia por 12-6, com a AA Avanca a demonstrar uma grande dificuldade no ataque perante a envergadura física dos atletas da equipa portista, apesar de possuir dois jogadores de características físicas semelhantes o Vasco Santos (4 golos, 40% de eficácia)) e o Miguel Batista (1 golo, apenas 25% de eficácia)). O intervalo chegou com o FC Porto a vencer por 15-9, apesar do sistema defensivo agressivo colocado em campo pela equipa da AA Avanca. No segundo período de jogo a equipa visitada, voltou a provocar o equilíbrio no jogo, e teve um período de recuperação que a levou a estar apenas 4 golos diferença quando estavam decorridos cerca de 44 minutos de jogo. Verificando-se neste período de jogo uma forte melhoria no ataque da AA Avanca, com uma forte precipitação do FC Porto, no ataque, mas rapidamente outro dos homens do jogo Gilberto Duarte (5 golos, 71% de eficácia)) recoloca a equipa portista dentro do jogo, sendo bem secundado pela visão de jogo e pela qualidade de Rui Silva (2 golos, 100% de eficácia)), e desta forma aos 53 minutos de jogo a FC Porto já vence por 26-17, sendo a maior diferença (10 golos) aos cerca de 56 minutos. Na AA Avanca, uma palavra ainda para o jovem guarda-redes André Magalhães (67% de eficácia), que no período que esteve em campo produziu trabalho de excelente qualidade, Jogo dirigido pela dupla aveirense Ruben Maia / André Nunes, que na nossa opinião fracassaram por completo na marcação dos 7 metros, transformando faltas atacantes em 7 metros e não marcando nítidas violações da área dos 6 metros por parte das equipas quando defendiam, no entanto estiveram bem na sanção progressiva, e na falta do atacante, têm muito a melhor para poderem estar a dirigir jogos a este nível.

Classificação após os jogos disputados até ao momento: - 1.º FC Porto (30 pontos), 2.º Benfica (28 pontos), 3.º Sporting (26 pontos), 4.º ABC (24 pontos), 5.º Madeira SAD (21 pontos), 6.º Águas Santas (-1 jogo) (19 pontos), 7.º Passos Manuel (-1 jogo) (16 pontos), 8,º AA Avanca (-1 jogo) e Ismai (15 pontos), 10.º AC Fafe (14 pontos), 12.º Belenenses e SC Horta (-1 jogos) (12 pontos). 

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Gala do Desporto - Ano – 2015 - II

Gala Desportiva - 2015

Conforme já noticiado, a Confederação do Desporto de Portugal, organiza a 20.ª Gala do Desporto, no próximo dia 11 de Novembro, é uma iniciativa que vai distinguir os desportistas que mais se evidenciaram na época desportiva finda.
A edição deste ano é subordinada ao tema “20 anos da Gala do Desporto”, pretendendo desta forma a Confederação do Desporto de Portugal celebrar a passagem do 20.º Aniversário da Gala.
Após a indicação das federações, um júri composto por mais de uma centena de personalidades ligadas ao desporto elegeu os cinco (5) candidatos finais de cada categoria. No dia 28 de Outubro foram divulgados os nomes dos finalistas que passam às votações finais.
Na gala, normalmente além do Prémio relativo á Personalidade do ano, será ainda entregue o Prémio Alto Prestígio da CDP, que será atribuído de acordo com o tema, no entanto até ao momento nada foi dito.
Os vencedores de cada uma das categorias, irão ser anunciados no dia 11-11-15, após apuramento dos resultados da votação online, aberta ao público em geral, e das personalidades presentes no evento.
No entanto podemos informar que foram indicados finalistas ligados á modalidade em duas categorias, mas com a curiosidade de ambos terem sido indicados pelos Desporto Universitário, e que assim estarão nas votações finais.
E Foram:
Treinador – Rolando Freitas
Equipa – Selecção Nacional Universitária de Andebol Masculino.
 (fonte CDP)
Estranhamente continua a não se encontrar disponível no sítio da Confederação os nomes indicados pelas Federações para personalidade do ano.
O Banhadas Andebol

Nomeações – EHF – 2015 / 2016 – XVI

A EHF procedeu às nomeações de Duplas e de Delegados para diversas provas Europeias de Clubes.

Delegados
Manuel da Conceição - Foi nomeado, para os encontros da 1.ª Mão e 2.ª Mão da 3.ª Eliminatória da CUP Winners’ CUP Feminina, que se disputa entre o Mecalia Atletico Guardes (Esoanhaa) e o Zvezda Zvenugoros (Rússia), na Espanha nos dias 21 e 22-11-15.

Ao nomeado os nossos parabéns, e as maiores felicidades.

O Regras

Campeonato do Mundo Dinamarca 2015 – Femininos – XVIII - Regras

22.º MUNDIAL DE SENIORES FEMININOS
(DINAMARCA DE 5 A 20 DE DEZEMBRO DE 2015)
Depois das informações, que publicamos em 17-09-15, sobre a possível aplicação pela IHF, neste Mundial, de algumas das regras experimentais, que testou recentemente nos Mundiais de Juvenis e Juniores Masculinos realizados no Brasil e na Rússia. Surge agora nova informação sobre a possível existência de mais uma Cartão (O Chamado cartão Branco. No entanto e lamentavelmente o sitio da EHF nada informa sobre o tema.
Assim passariam a existir nada mais, nada menos do que cinco cartões:

AmareloExclusões
Vermelho – Desqualificações
Azul – A seguir ao Vermelho – Desqualificação com Relatório Escrito.
Verde - Time OUT
Branco – Sinaliza na Mesa, uma substituição Obrigatória.

Esta nova informação acerca de um possível “Cartão Branco”, surge através de uma nota publicada na Handeball-World, por Manfred Prause (Presidente da Comissão de Regras de Jogo e Arbitragem da IHF)

Assim a já conhecida “Substituição Obrigatória”, quando um jogador, necessita de assistência Médica em Campo

A mesma se reduz na prática a decidir que se um jogador requer cuidados médicos dentro de campo, deverá posteriormente sair pela zona de substituições, e apenas poderá regressar ao mesmo, decorridos três (3) ataques da sua própria equipa. Com esta decisão procura-se evitar interrupções desnecessárias, muitas vezes causadas por atletas que permanecem no “chão” mias tempo que o necessário.

A forma de assinalar os 3 ataques será normalmente da seguinte forma: 

  • O Delegado que está sentado na mesa do lado dos suplentes a que pertence o atleta em questão, é o responsável pela contagem dos 3 ataques.
  • È colocado o CARTÃO BRANCO de forma visível para a equipa.
  • O Cartão Branco, é a forma de indicar á equipa que o atleta NÃO pode ingressar (Se entra é sancionado com uma exclusão de 2 minutos).
  • Uma vez efectuados os 3 ataques, o Cartão Branco será retirado da mesa e o jogador em causa, fica a saber que já pode entrar novamente no terreno de jogo.
Existirão excepções: 

  • Jogador lesionado, numa acção que mereceu a aplicação de uma sanção disciplinar para o seu adversário.
  • Bola na cara do guarda-redes.
Nestes casos, o atleta poderá receber assistência em campo e não deverá ser obrigado a sair do mesmo, em todos os outros casos, em que o jogador não requer atenção ou cuidados médicos, não deverá abandonar o terreno de jogo e poderá seguir disputando a mesma.
(Fonte Mundo Handball)

Nota – Se esta alteração for introduzida nas Regras, em Portugal existirá provavelmente um situação de conflito, com as cores, pois como sabemos o Cartão Branco, e conforme, amplamente divulgado quer pela Federação quer por outros sítios ou blogs, é usado para situações do chamado Fair Play

O Noticias

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Andebol 4ll – Torneio Internacional

TORNEIO INTERNACIONAL DE ANDEBOL
EM
CADEIRA DE RODAS

Conforme noticia a EHF, no seu Portal em 23-10-15, vai disputar-se entre os dias 12 e 13 de Dezembro deste ano, um Torneio Internacional de Andebol em Cadeira de Rodas, onde Portugal estará presente.
O Torneio disputa-se em St. Polen na Áustria, e conta ainda com a participação de Selecções da Holanda, Noruega e Suécia.

É ainda anunciado que as entradas para o evento serão gratuitas.

Estranho que exista uma participação Nacional que ainda não tenha sido noticiada, até ao momento em que escrevemos este texto.. 


O Noticias

Informação - Clubes - Diversa

SISMARIA
O Noticias

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Informação – Andebol São Pedro – Santa Maria

GD SÃO PEDRO - ANDEBOL
È com enorme satisfação e prazer que vemos o nascimento de mais um clube que se vai dedicar á modalidade, a todos os responsáveis bem como a Associação de Andebol da Ilha de Santa Maria, endereçamos desde já os nossos Parabéns. E publicamos na íntegra o texto que nos foi enviado.

“Numa ilha das dimensões de Santa Maria, com inúmeras ofertas desportivas e outras para os indivíduos activos, é infelizmente é mais usual ouvir-se falar de actividades que tem o seu términus de actividades que parecem de novo, assim felizmente  em sentido contrário surgiu um novo projecto desportivo. Um projecto que foi motivado e sugerido pela Associação de Andebol da Ilha de Santa Maria (AAISM).

Ao Grupo Desportivo de São Pedro,  um clube que teve a sua génese na actividade do Futebol 11, contudo e com o passar dos anos e com as hipóteses escassas de voltar a ter esta modalidade na ilha de Santa Maria, este clube tentou criar outra dinâmica no seu seio, como tal está aberto a projectos que com uma base sólida tenham viabilidade desportiva a curto/médio prazo, bem como, e tendo em conta as atuais circunstâncias económicas, seja um projecto auto sustentável no âmbito financeiro.

Desta feita e com a possibilidade tais premissas serem cumpridas, no passado mês de Setembro, foi entendimento da direcção do clube, abrir a secção de andebol, no qual e desde logo entendimento dos promotores, criar o escalão Minis Masculinos.

Na sequência desta abertura do clube para esta nova modalidade, foram os seus dirigentes abordados pelos promotores de um projecto sénior doutro clube mariense (projecto B do CD "Os Marienses"), que por impossibilidades federativas, não poderão continuar naquele clube, se podiam ter no seu seio os atletas que fizeram parte do projecto de época transacta, algo que com as condições acauteladas, nomeadamente escalão auto sustentável, iniciaram assim o projecto de seniores masculinos no passado dia 29 de Setembro.

Assim para  a presente época desportiva 2015/16  , a seção de andebol do Grupo Desportivo de São Pedro passará a terá escalões de Minis e Seniores Masculinos.

Foi criada uma comissão de atletas e dirigentes para promover a modalidade. Esta comissão promoverá eventos com o objectivo de angariar fundos para sustentar a seção de andebol do clube, iniciando as actividades já no próximo dia 7 de Novembro com um Jantar de São Martinho”
(Fonte Identificada)

O Noticias 

IHF Trophy – 2015

ILHAS DO FAROÉ E GUADALUPE – VENCEDORES
DA FASE INTERCONTINENTAL
IHF TROPHY 
Numa prova organizada pela IHF, que foi disputada inicialmente em diversos continentes, tanto em masculino como em femininos, chegou a o fim com a disputa na Bulgária (Gabrovo) da Fase Intercontinental (Fase Final). Com a novidade de um dos vencedores não ser uma equipa oriunda da Europa. Este é um culminar de um ciclo de provas disputadas em 2014 / 2015, onde participaram 118 equipas Masculinas e 114 equipas Femininas (informação da IHF). Nesta edição da prova na Bulgária deve-se registar a estreia de uma nação lusófona (Cabo Verde).

As provas foram disputadas de 21-10-15 a 25-10-15.

Masculinos
Participaram nesta Fase final (5 equipas) – Ilhas do Faroé, Cabo Verde, Taiti, Colômbia e Uzbequistão. Os vencedores foram os favoritos desde o inicio da competição as Ilhas do Faroé, que venceram todos os jogos que disputaram, tento como maior adversário, precisamente o estreante lusófono (Cabo Verde), a quem venceram somente por 27-24. Com esta equipa a ficar em 2.º lugar, com apenas duas derrotas (o outro jogo perdido foi com o surpreendente Taiti). Em 3.º lugar ficou a Colômbia.

Melhor Marcador – Sebastian Lamairault (37 golos) – Colômbia

Femininos
Participaram nesta Fase Final (5 equipas) – Guadalupe, Bulgária, Uzbequistão, Senegal e Nova Zelândia. As vencedoras foram, pela primeira vez, e sensacionalmente uma equipa não europeia, Guadalupe, que logo na abertura da prova venceu sensacionalmente os organizadores da prova, a Bulgária por 26-22, que também terminou a prova invicta. Em 2.º lugar ficou a equipa da casa, a Bulgária, que no jogo decisivo venceu o Uzbequistão por 32-28, relegando esta equipa para o 3.º lugar.

Melhor Marcador – Lora Sarandeva (34 golos) – Bulgária

Este Troféu, entrará agora num novo ciclo 2015 / 2106, destinado em Masculinos, aos atletas nascidos em 1996 ou mais jovens, e em Femininos, aos atletas nascido em 1997 ou mais jovens.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Foto do Ano 2014 – IHF - I

Foto de andebol do ano 2014
Como é sua tradição a IHF, e por nós noticiado em 18-06-15 promoveu o concurso das melhores imagens e Fotos do Ano de 2014 do Andebol.
 
Dizia na altura a IHF, que emoção, energia ou paixão, alegria, lagrimas, velocidade força ou o trabalho em equipa, são os sinónimos de Andebol. E difícil escolher uma palavra para definir o Andebol, mas ainda é mais difícil capturá-lo em imagens. Existem certamente fotógrafos que foram bem-sucedidos. A IHF procurava essas imagens.
 
Não importava, se diziam respeito a um campeonato mundial ou a um torneio escolar, é a impressão que a imagem provoca que conta.
 
Fotógrafos de todo o mundo, apresentaram as suas imagens, demonstrando grande interesse pelo concurso, de tal forma que mais uma vez a IHF, para tomar a sua decisão final, teve de contar com as opiniões de especialistas.
 
Finalmente e em boa hora, votaram na fotografia apresentada pelo Português Nuno Fonseca, que apresenta um extraordinário voo de Gilberto Duarte (foto tirada em Novembro de 2014, em jogo da EHF CUP Masculina, (FC Porto / Admar Leon). Congratulámo-nos com esta decisão e daqui enviamos os nossos parabéns ao autor da fotografia, que demonstra um extraordinário gosto e sentido de oportunidade.

Pela 6.ª vez a IHF atribuiu um prémio de 5.000 (CHF) ao vencedor.

Em breve a IHF anunciará o novo concurso para as fotos de 2015.

O Noticias
 

Nomeações – EHF – 2015 / 2016 – XV

A EHF procedeu às nomeações de Duplas e de Delegados para a Liga dos Campeões Europeus Femininos e para os Grupos de Apuramento do Mundial de 2017 Masculino.

Árbitros
Daniel Martins / Roberto Martins – Foram nomeados para dirigir o encontro da Grupo 5 do Apuramento para Mundial de 2017, que se disputa entre a Bélgica e a República Checa, na Bélgica no dia 07-11-15.

Aos nomeados os nossos parabéns, e as maiores felicidades.

O Regras
 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 06 – 2015 / 2016

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, que após ter retomado o seu ritmo normal na semana anterior, teve neste fim-de-semana, a disputa de quatro jogos referentes a normal programação.

Continuamos a repetir o que já firmamos acerca das nomeações para esta prova, e assim “Apesar de uma circular a dar conhecimento das duplas existentes, Continuamos a afirmar que é completamente desconhecido, qualquer critério de nomeação de duplas para esta prova (ao “arrepio” de todas as normas regulamentares), o que se lamenta”.

Esta crónica engloba apenas os quatro jogos disputados, relativos á 6.ª Jornada, e do jogo antecipado da 7.ª jornada.

Mantemos este texto, pois pode ser que alguém um dia o leia,“Continuamos com a esperança de que, algum dia, as estatísticas directas aos jogos se estendam aos jogos a esta prova nacional, contribuindo para o seu desenvolvimento e implementação, e valorização”

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
6.ª Jornada
Dia 24-10-15
Santa Joana 31 - 25 Juventude Lis
Colégio Gaia 41 - 30 Assomada
CA Leça 12 - 29 João Barros
Madeira SAD 37 - 17 Maiastars
Dia 01-11-15
CS Madeira - ARC Alpendorada (15H00)
Alavarium - Passos Manuel (18H00)
7.ª Jornada
Dia 25-10-15
CS Madeira 21 - 33 Maiastars

Reafirmam-mos o princípio já enunciado, de que este Campeonato será provavelmente mais equilibrado, parece estar a confirmar-se.

Nos jogos disputados este fim-de-semana, o que se verificou foi:

O Maiastars, foi a única equipa que aproveitando a sua viagem á Madeira teve jornada dupla. Jogando no seu primeiro jogo diante uma das grande favoritas da prova o Madeira SAD, num jogo onde em principio a superioridade da equipa insular nunca esteve em causa, com a própria equipa maiata, a precaver-se para o segundo jogo, onde teoricamente teria mais possibilidades conforme se veio a verificar, e assim o Madeira SAD, impondo um ritmo de jogo mais incisivo e rápido, rapidamente construiu um resultado, que ao intervalo já se cifrava em 18-9, na segunda parte a equipa do Madeira SAD continuou no seu ritmo e foi aumentando a sua vantagem, que atingiu, números algo inesperados por muitos adeptos da modalidade. Neste encontro, que foi disputado com uma boa moldura humana, Renata Tavares com 10 golos, foi a melhor do Madeira SAD e do jogo, sendo bem acompanhada pela jovem Erica Tavares com 8 golos, na equipa maiata, mais uma vez a jovem Diana Oliveira com 8 golos foi a sua melhor marcadora. No segundo jogo, a equipa do Maiastars, e tal como já dissemos, defrontou a equipa do CS Madeira (equipa do seu campeonato, na nossa opinião), e venceu, num jogo em que para uma prova feminina e apesar da hora do jogo, também se pode considerar com uma boa moldura humana. Tal como se previa, foi um encontro disputado que começou com grande equilíbrio, mas com as maiatas a serem mais assertivas, e após assumirem o comando do marcador nunca mais abrandaram, e chegaram ao intervalo já a vencer por 16-12. Nos segundos 30 minutos a equipa do Maiastars, manteve o mesmo ritmo não abrandando, e desta forma foi alargando a sua vantagem, consolidando a sua vitória, e aos 50 minutos de jogo vencia com uma vantagem de 7 golos, para terminar com uma vantagem que certamente não estaria nas previsões de muito boa gente. No CS Madeira e como de costume, Sara Gonçalves foi a sua melhor marcadora com 12 golos, enquanto na equipa maiata, novamente a jovem Diana Oliveira desta vez com 13 golos, foi não só a sua melhor marcadora, como do jogo, sendo bem acompanhada por Sofia Gomes com 8 golos.

No municipal de Leça, a equipa de Leça da Palmeira, recebeu e defrontou uma das equipas, que mais e melhor se reforçou esta época, o João Barros, e que se encontra na classificação mesmo após este encontro com apenas uma derrota. Foi um jogo onde as diferenças de plantel e do andebol praticado esteve mais evidente, com o resultado ao intervalo a ser completamente esclarecedor da diferença existente entre as duas equipas, (14-4, a favor do João Barros). As meirinhas que comandaram sempre o encontro, nos segundos trinta minutos, não abrandaram o ritmo e terminaram com uma confortável e esclarecedora vantagem. De destacar apenas o fraco poder de concretização do CA Leça, neste encontro, enquanto pelas meirinhas, Neuza Valente com 8 golos, foi a sua melhor marcadora e do jogo, sendo bem acompanhada por Francisca Marques e Eduarda Pinheiro, ambas com 6 golos. Com esta vitória a equipa do João Barros, mantêm o 3.º lugar da classificação.

Num encontro onde o total de golos chegou aos 71, o Colégio Gaia / Assomada, diz-nos claramente, que o encontro foi jogado sem grandes preocupações defensivas, e que se deve salientar além da vitória da equipa do Colégio Gaia, que desta forma se mantém nos primeiros lugares da classificação, contabilizando apenas vitórias, os trinta (30) golos concretizadas pela equipa da Assomada. A equipa do Colégio assumiu o comando do jogo durante os 60 minutos, chegando ao fim dos primeiros 30 minutos a vencer confortavelmente por 23-13, fazendo um segundo período em total controlo do jogo e do marcador e de gestão do seu plantel, apesar da excelente reacção da equipa da Assomada, mas nunca chegou a intimidar a equipa visitada. Sara Andrade com 10 golos foi não só a melhor marcador do Colégio como do jogo, sendo acompanhada pelas suas colegas Nair Pinho com 7, e Bebiana Sabino com 6 golos. Edna Oliveira, Rute Fernandes, e Odete Tavares todas com 6 golos foram as melhores marcadoras da equipa do Assomada.

No Municipal de S. Fins, a neo divisionária do Santa Joana, alcançou a sua primeira vitória na prova, diante uma equipa da qual se esperava mais no início do Campeonato, a Juventude Lis. Os primeiros momentos do encontro ainda foram disputados com algum equilíbrio, mas a partir do momento que a equipa do Santa Joana, ainda no decorrer do primeiro tempo passou para a frente do marcador, nunca mais deixou o comando do jogo e do marcador, chegando ao intervalo já a vencer por 14-10, No segundo tempo não se alteram muito as características do jogo, com a equipa da casa a controlar a reacção das leirienses. Marlene Pinto com 11 golos foi a melhor marcadora do Santa Joana e do jogo, com Ana Capela com 5 golos a ser a colega de equipa que a acompanhou. Na Juventude Lis, e conforme vêm sendo habito, Ana Carolina Silva com 9 golos foi a sua melhor marcadora.

Salientar, o factor extremamente positivo, de que tivemos mais uma semana, onde não se registou um único caso disciplinar.

Após, a disputa destes jogos, a classificação ficou assim ordenada: - 1.º Madeira SAD e Colégio Gaia (18 pontos), 3.º João Barros (16 pontos, 4.º Maiastars (+1 jogo) (15 pontos), 5.º Alavarium (-1 jogo) (13 pontos), 6.º Assomada (11 pontos), 7.º CS Madeira (10 pontos), 8.º Santa Joana, CA Leça e Juventude Lis (9 pontos), 11.º Passos Manuel (-1 jogo) (7 pontos), 12.º ARC Alpendorada (-1 jogo) (5 pontos).

O Noticias

domingo, 25 de outubro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2014 / 2015 - II

Iniciamos a nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02.

Nota - Esta época as equipa “B”, não são apuradas para a Fase Final.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
Dia 14-11-15
Marítimo - Estarreja AC
3.ª Jornada
Dia 31-10-15
Marítimo - FC Gaia (16H30)
5.ª Jornada
Dia 23-10-15
FC Porto B 27 - 27 AD Sanjoanense
Dia 24-10-15
Estarreja AC 24 - 24 S. Bernardo
Boavista FC 22 - 28 FC Gaia
CCR Fermentões 34 - 23 Modicus
São Mamede 32 - 20 Arsenal
SP Oleiros 21 - 32 GC St. Tirso
Marítimo 34 - 29 Xico Andebol

Finalmente, tivemos uma jornada sem adiamentos, nesta zona, e com apenas um encontro com registo de ocorrências disciplinares, e uma melhoria na presença de público nos jogos. De assinalar que foi uma jornada onde se registaram duas igualdades.

Conforme se começa a tornar normal, começamos está ligeira crónica pelo jogo, que foi antecipado, a igualdade que se verificou no FC Porto B com a AD Sanjoanense, que se encontrava, na situação de vencedora no final do primeiro tempo, por 14-12, vindo a permitir a reacção dos jovens da equipa do FC Porto, e que o jogo terminasse numa igualdade, continuando a equipa da AD Sanjoanense a ser uma das 3 equipas que ainda não registaram qualquer vitória nesta zona da prova. Diogo Silva com 7 golos foi o melhor marcador pelo FC Porto, com os inevitáveis, Ricardo Pinho com 9 golos, e Ricardo Coutinho com 7, a serem os marcadores de serviço da AD Sanjoanense. Num dérbi da Região de Aveiro, defrontaram duas das equipas que ainda não conheciam a derrota, e assim continuaram, pois o encontro entre o Estarreja AC e o São Bernardo terminou numa igualdade a 24 golos. Num encontro em que a equipa visitada chegou ao intervalo a vencer por 12-9, tendo no nos segundos 30 minutos de suportar a excelente reacção da equipa de São Bernardo, que terminou por alcançar a igualdade final. Pena que o número de espectadores presentes neste jogo seja uma excepção ás boas assistências nesta zona, mais uma vez, João Vilar do Estarreja com os seus 11 golos, foi o marcador de serviço pelos locais, seguido por Tiago Arrojado com 5, No São Bernardo tivemos novamente Leandro Rodrigues com 6 golos, a ser o seu melhor marcador, acompanhado por Diogo Taboada e João Oliveira ambos com 5 golos (este jogo não está nas contabilizado na classificação, disponível no sítio da Federação ao momento em escrevemos está crónica). A grande surpresa da jornada (na nossa opinião) registou-se em São Mamede onde o Arsenal, sofreu a sua segunda derrota consecutiva, e por números cujo diferencial diz tudo, acerca da superioridade evidenciada pela equipa de São Mamede neste jogo, dando-nos a sensação de nem tudo corre bem para os lados da equipa bracarense, uma das grande favoritas ao apuramento á fase final, com a equipa visitada a concluir o primeiro tempo na frente do marcador por 16-11. No segundo tempo a equipa visitada continuou a mostrar a sua superioridade neste encontro. Tiago Andrade, mais uma vez com os seus 10 golos, foi o melhor marcador do jogo e da sua equipa o São Mamede, acompanhado por João Baltazar com 6 golos, na equipa do Arsenal ninguém se distinguiu em particular, e o facto de terem 11 jogadores a marcarem golos, claramente demonstrativos não de uma gestão do plantel, mas sim de várias tentativas de alterar o rumo dos acontecimentos. O único jogo que registou ocorrências disciplinares, disputou entre a equipa do Bessa e o FC Gaia, que assim se manteve uma das equipas que apenas contabiliza vitórias nesta Fase da Prova. Num jogo de algum equilíbrio, a equipa de Gaia, já vencia ao intervalo por 14-12, aumentando a sua vantagem com um segundo período mais conseguido, num jogo que registou 15 exclusões e uma (1) desqualificação directa), Directa. Armando Costa com 6 golos e Paulo Rodrigues com 5, foram os marcadores de serviço do Boavista FC, Pedro Garcia com 7 golos, André Marinho com 6 juntamente com Ricardo Santos também com 6, foram os melhores marcadores do FC Gaia. Em Fermentões a equipa local do CCR obteve a sua segunda vitória diante um Modicus de Sandim que continua a contabilizar somente derrotas nesta fase da prova. Os vimaranenses nunca sentiram qualquer dificuldade em levar de vencida o seu adversário nesta jornada, e ao intervalo já venciam por 14-9, no segundo período de jogo apesar da ténue reacção do Modicus, que nunca chegou a colocar em perigo a superioridade da equipa visitada neste jogo, que na nossa opinião tinha uma boa moldura humana. João Martins com 6 golos e António Salgado com 5, foram os melhores marcadores do CCR Fermentões, onde 11 jogadores marcarem, Paulo Barbosa com 8 golos foi o melhor marcador do Modicus e do jogo. Em Oleiros uma das equipas mais favoritas (na nossa opinião) ao apuramento da Zona á Fase Final, o GC Santo Tirso, venceu de forma clara a equipa local do SP. Oleiros, continuando desta forma a contabilizar somente vitórias nesta fase da prova. O Resultado ao intervalo já era completamente esclarecedor da superioridade da equipa de Santo Tirso que vencia por 20-11, o segundo período de jogo foi, este sim de autêntica gestão do marcador e do plantel pela equipa visitante, João Ramos com 8 golos e Miguel Cortinhas com 5 foram os melhores marcadores pelo Oleiros, Miguel Vieira com 9 golos e João Nogueira com 8, foram os melhores marcadores do GC Santo Tirso. Por último tivemos o primeiro jogo disputado no Funchal, onde a equipa do Marítimo, recebeu e venceu o Xico Andebol, que com esta derrota continua ser uma das equipas que apenas contabiliza derrotas até ao momento. A equipa do Marítimo chegou ao intervalo já na frente do marcador por 17-14, e não abrandando o seu ritmo de jogo consolidou a sua vantagem no segundo período de jogo, diante uma equipa em total processo de renovação. Pedro Moura com 9 golos, e. Márcio Abreu com 6, foram os melhores marcadores da equipa visitada, Pedro Correia com 8 golos, e Luís Sarmento com 7, foram os melhores marcadores do Xico Andebol.

Classificação da zona após a realização desta jornada: - 1.º GC Santo Tirso (15 pontos), 2.º S. Bernardo e S. Mamede (13 pontos), 4.º FC Gaia (-1 jogo) (12 pontos), 5.º Estarreja AC (-1 jogo) e Arsenal (11 pontos), 7.º FC Porto (10 pontos), 8.º CCR Fermentões (9 pontos), 9.º Marítimo (-2 jogos) (8 pontos), 10.º Boavista FC e SP. Oleiros (7 pontos), 12.º AD Sanjoanense (6 pontos), 13.º Xico Andebol e Modicus (5 pontos).

Zona Sul
4.ª Jornada
Dia 25-10-15
Vitória FC 20 - 17 Alto Moinho
5.ª Jornada
Dia 24-10-15
Benfica B 27 - 39 Sismaria
IFC Torrense - Boa Hora (N/Realizado)
CDE Camões 26 - 19 Almada AC
Ílhavo AC 23 - 28 Vitória FC
Alto Moinho 29 - 22 GS Loures
CD Marienses 32 - 26 ADC Benavente
1.º Dezembro 22 - 25 Juventude Lis
 
Infelizmente, esta não foi uma jornada limpa de registo de ocorrências disciplinares, um jogo com registo disciplinar. E com um jogo que não realizou, desconhecendo nós os motivos da não realização. E apenas um encontro com assistência razoável (CD Marienses / ADC Benavente), pois mais uma vez as assistências nesta zona são bastante inferiores ao que se verifica na Zona Norte. Uma referência final para o Vitória FC que juntamente com o Alto Moinho, realizam jornada dupla.

Jornada, que confirmou o bom momento por que passa a equipa de Gândara, que na sua deslocação para defrontar a equipa do Benfica B, não deixou os créditos por mãos alheias, e venceu de forma clara e inequívoca o seu adversário, sendo assim uma das duas equipas que apenas contabilizam vitórias nos jogos disputados até ao momento, afirmando-se como uma das grande favoritas ao apuramento para a Fase Final, (apesar de ainda só estarmos na 5.ª Jornada). No Pavilhão Moniz Pereira o CDE Camões venceu, com relativa facilidade um frágil Almada AC, longe dos seus tempos áureos na modalidade, num encontro com o resultado praticamente construído no primeiro tempo, pois ao intervalo já vencia por 16-6. NO segundo tempo o CDE Camões abrandou o ritmo de jogo, mas manteve-se sempre no comando do jogo, aumentando a vantagem que possuía ao intervalo. Com esta derrota a equipa do Almada AC, é uma das 3 equipas que até ao momento apenas contabilizam derrotas. José Rua e Pedro Martins com 7 golos, foram os melhores marcadores do CDE Camões que pelo que se tem visto, apenas está interessado na manutenção, e que registou, apenas a sua segunda vitória na prova. Bruno Pires com 8 golos e Pedro Coelho com 5, foram os melhores marcadores do Almada AC. Num dos jogos mais equilibrados da jornada a Juventude de Liz, foi vencer a queijas o neo divisionário 1.º Dezembro, num jogo de grande equilíbrio, e que o resultado ao intervalo era favorável ao 1.º Dezembro por 13-11, com os homens de Leiria a apenas conseguirem materializar a sua superioridade no segundo tempo. Com esta vitória a equipa da Juventude Lis junta-se ao AC Sismaria (duas equipas da mesma Associação), no comando da classificação da zona sem derrotas. José Veiga com 6 golos foi o melhor marcador do 1.º Dezembro, enquanto pelos leirienses João Marques com 7 golos e Francisco Santos com 5, foram os principais marcadores. No encontro com maior assistência e que curiosamente foi o único com registo de ocorrências disciplinares, o CD Marienses venceu um ADC Benavente, que procurou sempre equilibrar o jogo de tal forma que o resultado ao intervalo estava pela diferença mínima, favorável aos insulares (14-13). Apenas no segundo período de jogo a CD Marienses conseguiu descolar no marcador e consolidar a sua vitória. Mais uma vez, Tiago Filipe com 7 golos e Henrique Melo com o mesmo número de golos foram os principais marcadores do CD Marienses, enquanto pelo ADC Benavente, foi um dos insuspeitos do costume o seu melhor marcador, João Raquel com 8 golos. No seu primeiro jogo deste fim-de-semana o Alto do Moinho, recebeu e venceu uma das equipas mais frágeis da zona (na nossa opinião) o GS Loures, que deste modo continua a contabilizar apenas derrotas nos jogos efectuados até ao momento. O Resultado ao intervalo já era perfeitamente indicativo do que se estava a passar dentro das 4 linhas, 15-8 a favor do Alto Moinho, que no segundo tempo se limitou a favor a sua gestão pois no dia seguinte defrontava, uma das difíceis equipas da zona, (jogo em atraso da 4.ª Jornada). João Silva com 6 golos pelo Alto Moinho foi o seu principal marcador, numa equipa, com os golos muito distribuídos pela seus atletas com 12 a marcarem, enquanto no GS Loures, os seus melhores marcadores não ultrapassaram os 4 golos (Hugo Cardoso, Bruno Bernardo e Nuno Oliveira). Por sua vez no jogo respeitante á 5.ª Jornada o Vitória FC, deslocou-se a Ílhavo, para defrontar a equipa local e venceu no jogo, onde se registou (começa a ser costume), a pior assistência da jornada. Num jogo totalmente comandado pela equipa de Setúbal, que ao intervalo já vencia por 16-13, consolidando a sua vitória nos segundos 30 minutos do jogo, com esta vitória, a equipa de Setúbal, continua a registar apenas uma derrota. António Ferreira e Daniel Gomes com 7 golos foram os melhores marcadores do Ílhavo, enquanto como de costume, André Praxedes com 12 golos e Mário Fuzeta com 6, foram os melhores marcadores do Vitória FC. No segundo jogo disputa este fim-de-semana, O Vitória FC venceu o Alto Moinho, num encontro de grande equilíbrio, onde se verificaram forte supremacias das defesas sobre os ataques de tal forma, que no primeiro período de jogo, se verificaram alternâncias de marcador desde o Alto Moinho a vencer por 5-3, até o Vitória FC a vencer por 7-6, para posteriormente se verificaram diversas igualdades que prevaleceram até ao intervalo, que chegou com uma igualdade a 9 golos. NO segundo tempo manteve-se a toada de equilíbrio dom o Vitória a passar a comandar o marcador por 15-14, com a Alto Moinho ainda a igualar a 15 golos para então a equipa visitante fazer 16-15 e arrancar para o resultado final, que foi a maior diferença registada ao longo de todo o encontro. Mais uma vez André Praxedes pelo Vitória FC foi o seu melhor marcador, enquanto Tiago Gil o foi pelo Alto Moinho, ambos com 5 golos. Com esta vitória a equipa de Setúbal, regista apenas uma derrota na sua zona.

Classificação após os jogos disputados até esta jornada:- 1.º AC Sismaria e Juventude Lis (15 pontos), 3.º Vitória FC e CD Marienses (13 pontos, 5.º Boa Hora (-1 jogo), Benfica B, ADC Benavente (11 golos), 8.º Alto Moinho (10 pontos), 9.º CDE Camões (9 pontos), 10.º 1.º Dezembro e Ílhavo (7 pontos), 12.º Almada AC e GS Loures (5 pontos), 12.º IFC Torrense (-1 jogo) (4 pontos).

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2015 / 2016 – XXIX

Este fim-de-semana, iniciou a sua participação nas Provas Europeias, a equipa Feminina do Alavarium, EHF CUP. Com disputa da 2.ª Eliminatória, defrontando em Aveiro (As duas Mãos), a equipa do ZRK Llidza da Bósnia Herzegovina. 

ALAVARIUM VENCE JOGO DA 2.ª MÃO
(E VENCE ELIMINATÓRIA)
EHF CUP FEMININA
O Alavarium, que iniciou a sua participação nas Provas Europeias, defrontando, o ZRK Llidza da Bósnia, adversário que venceu no jogo da 1.ª Mão, em Aveiro e voltou a venceu agora de forma mais evidente no jogo da 2.ª Mão novamente em Aveiro, e mais uma vez com o seu pavilhão completamente esgotado, por um público que nunca deixou de apoiar a sua equipa. Venceu e por um resultado que não deixa margem para duvidas, com um melhor conhecimento da equipa da Bosnia, e quando se previam maiores dificuldades, eis que surge um Alavarium completamente dominador, onde mais uma vez a sua guarda-redes Isabel Góis teve um papel decisivo, na prestação da sua equipa, e com o resultado a seu favor por 9-3, a cerca de 15 minutos de jogo, não abrandou o ritmo do jogo, o que lhe permitiu, chegar ao intervalo a vencer por uns claros e inesperados (pelo menos da nossa parte) 16-5, são esclarecedores da superioridade da equipa aveirense. NO segundo período de jogo, a toada não alterou muito, e a equipa do Alavarium, confirmou toda a sua superioridade, terminando como vencedora, sem grandes dificuldades, com um resultado completamente justo, e um total de 55-36. Filipa Fontes foi desta vez a sua melhor marcadora com 5 golos, numa equipa onde 12 jogadoras marcaram golos, o que diz bem da gestão do plantel que foi feita, e que da nossa parte merece um envio de parabéns e boa sorte para a próxima eliminatória, onde vão defrontar na 3.ª Ronda o Siofok KC da Hungria, com a 1.ª mão a ser disputada na Hungria 14/15-11-2015 e a 2.ª Mão em Aveiro em 21/22-11-2015.

Uma nota negativa, para a fraca informação e para o pouco relevo dado em termos jornalísticos, por alguns dos principais OCS desportiva.

Resultados
1.ª Mão
Dia 23-10-15
ZRK Llidza 21 25 Alavarium
2.ª Mão
Dia 24-10-15
Alavarium 30 – 15 ZRK Llidza

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2015 / 2016 – I

Regressamos ás nossas crónicas normais de fim-de-semana.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
1.ª Jornada
Dia 31-10-15
AA Avanca - SC Horta (18H00)
9.ª Jornada
Madeira SAD 36 - 29 AC Fafe (Antecipado)
FC Porto 41 - 26 Belenenses (Antecipado)
Dia 24-10-15
Passos Manuel 23 - 32 Ismai
ABC 34 – 33 Sporting
SC Horta 25 – 28 Benfica
Águas Santas 32 – 25 AA Avanca
 
Numa jornada a 9.ª, onde já se jogaram dois jogos por antecipação, teremos agora somente 4 jogos, e serão somente a estes que nos iremos dedicar. O principal jogo da jornada disputou-se em Braga e foi o ABC / Sporting que terminou com a vitória do ABC. No Pavilhão da Quinta Marrocos, disputou-se o Passos Manuel / Ismai, cujo resultado final, foi na nossa opinião a grande surpresa da jornada, com a vitória da equipa do Ismai, que comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos de jogo, onde a equipa do Passos Manuel nunca se encontrou, e chegou ao intervalo já a perder por 17-12, e nuca mais conseguiu uma recuperação no marcador que lhe desse alguma esperança, pois chegou a estar em desvantagem por 10 e 11 golos, respectivamente aos 53 minutos e aos 55 minutos. Com esta vitória a equipa Maiata obtém a sua segunda vitória na prova. Na equipa do Passos Manuel, desta vez os seus guarda-redes tiveram um jogo para esquecer, e o seu melhor marcador que foi o do costume, Pedro Sequeira com 6 golos mas apenas 55% de eficácia. Na equipa maiata total destaque para a prestação do seu guarda-redes Manuel Borges com 52% de eficácia, e para Sérgio Martins com os seus 7 golos e 78% de eficácia, sendo bem acompanhado em especial por Francisco Leitão com 6 golos e 86% de eficácia. No pavilhão da outra equipa maiata disputou-se o Águas Santas / AA Avanca, que terminou sem surpresa com a vitória da equipa visitada. No entanto foi um encontro de grande equilíbrio até cerca dos 25 minutos de jogo, quando a equipa do Águas Santas vencia apenas pela margem de 1 golo, tendo chegado ao final da primeira parte com a equipa maiata a vencer por 18-15. No segundo período de jogo a história do jogo alterou-se completamente com a equipa do Águas Santas a ir colocando o marcador em diferenciais que chegaram aos 8 golos, (48 minutos), após a desqualificação de Marco Ferreira, da AA Avanca. Mais uma Vez Pedro Cruz com os seus 12 golos e 71% de eficácia foi o melhor marcador do Águas Santas e do jogo, fora as assistências que fez, sendo muito bem acompanha por Pedro Peneda com 10 golos e 77% de eficácia. O jovem João Moniz na baliza do Águas Santas com 29% também esteve bem. Na equipa da AA Avanca, os seus melhores marcadores foram Miguel Batista (56% de eficácia), Vasco Santos (100% de eficácia) e Diogo Oliveira (50% de eficácia) todos com 5 golos. Na Horta disputou-se o SC Horta / Benfica que era o jogo que fechava a jornada, o pavilhão da Horta apresentava-se como de costume bem emoldurado, pois havia todo o interesse em verificar como reagiria a equipa local às goleadas sofridas nos seus dois últimos encontros contar ao FC Porto e o Sporting, E durante os primeiros 30 minutos de jogo tivemos surpresa com a equipa local a comandar quase sempre o marcador e a dispor de vantagens que chegaram a ser de 3 golos aos 8 minutos quando venciam por 6-3, e aos 22, quando venciam por 14-11, com a equipa encarnada sempre a reagir, e recuperar, para diferença meninas e até algumas vezes até á igualdade mas sem nunca assumir o comando de jogo, e assim se atingiu o intervalo com ASC Horta na frente do marcador pala diferença mínima 16-15.O jogo continuou numa toada equilíbrio até aos 46 minutos quando se verificou a última igualdade no marcador a 22 golos, com o SC Horta a sofrer um parcial de 5-1 em 10 minutos, e o Benfica colocou um ponto final na duvida que foi existindo durante o encontro acerca do vencedor. Tiago Silva com 7 golos (58% d eficácia) e Raifer Noa com 5 golos (todos no primeiro tempo, e 71% de eficácia) foram os melhores marcadores do SC Horta, uma referencia ainda parao boa pretação na balizado SC Horta do experiente Nuno Silva com 35% de eficácia. No Benfica Javier Borragan (56% de eficácia) e Uelington Silva (63% de eficácia, ambos com com 5 golos foram os melhores marcadores da equipa continental, onde mais uma vez Hugo Figueira foi a sua principal figura com 57% de eficácia na Baliza. Com esta derrota a equipa do AC Horta continua no último lugar da classificação desta fase do Nacional.

ABC 34 – 33 Sporting

No Pavilhão Flávio Sá Leite, que não tinha a enchente que se esperava, embora estivesse bem composto, distou-se o encontro mais importante da jornada, e que colocava frente a frente o ABC e o Sporting. Foi um jogo de grande equilíbrio e de várias alternâncias no marcador, com a equipa lisboeta a entrar melhor no jogo e a chegar a 4 golos de diferença (7-2 aos 7 minutos e 8-4 aos 9 minutos), que foram as maiores diferença conseguidas por qualquer equipa durante os 60 minutos., mas os bracarenses com um extraordinário jogo de todos os seus pontas, quer de um lado quer do outro, recuperam dom um parcial de 4-0, e aos 15 minutos de jogo estava entalecida a igualdade a 8 golos., com o Sporting a fazer a troca de guarda-redes, que foi feita várias vezes durante o jogo., despis de vária igualdade registadas até ao final do 1.º Tempo que termina com a equipa do a vencer pela margem mínima 19-18. O ABC que durante todo o encontro fez várias mudanças dos seus atletas, gerindo o seu plantel na totalidade, enquanto na equipa do Sporting, eram poucas as substituições e a rotação de jogadores., enquanto o ABC apresentou durante não só o primeiro tempo um excelente jogo colectivo, onde sobressaiu o jovem André Gomes (5 golos e 71% de eficácia), na equipa do Sporting até o exímio marcador de 7 metros Pedro Portela, permite a defesa de Humberto Gomes por duas ocasiões quase seguidas. Mas voltando ao andamento do jogo, OABC, com uma excelente entrada no inicio do segundo tempo, com parcial de 4-0, passa para a frente do marcador, por 3 golos aos 34 minutos de jogo (22-19), passando a comandar o jogo até aos 56 minutos, e apenas permitindo uma igualdade a 31 golos cerca dos 38 minutos, para marcar o golos da vitória a 5 segundos do fim, em inferioridade numérica, com a defesa do Sporting, completamente “lubrificada” por Nuno Rebelo autor do 34 golos, após nova igualdade a 33 golos, aos 29 minutos e 45 segundos através de um livre de 7 metros, desta vez convertido por Pedro Solha. Na equipa do ABC Miguel Sarmento com 7 golos e 100% de eficácia, foi o seu melhor marcador, mas mereciam que se referisse a equipa no seu todo, pela dinâmica de jogo e pela evolução que se verifica nos jovens lançados na equipa. Na equipa do Sporting, e na nossa opinião o maior destaque vai para o Carlos Carneiros com 5 golos e 63% de eficácia, que resolvia os problemas, quando a equipa em termos globais nada conseguia fazer. NO entanto os seus melhores marcadores foram Frankis Carol com 6 golos e 75% de eficácia e Pedro Solha com igual número de golos mas 86% de eficácia. Uma referência final para João Antunes, que está a retomar cada vez mais a sua condição de verdadeiro pivot. Com esta vitória a equipa bracarense igual o Sporting em termos pontuais na classificação geral desta 1.ª Fase da PO01. Dirigiram o encontro a dupla IHF de Leira composta por Eurico Nicolau e Ivan Caçador, que depois de termos visto a arbitragem dos lituanos no jogo do FC Porto, não temos coragem para criticar a dupla portuguesa, nos poucos erros que cometeu. Pois por comparação teremos de dizer que se assistiu a uma boa arbitragem.

Classificação após os jogos disputados até ao momento: - 1.º FC Porto (27 pontos), 2.º Benfica (25 pontos), 3.º ABC e Sporting (23 pontos), A partir deste lugar a confirmar no site da FAP, que se encontra fora de serviço, no momento desta publicação. 

O Banhadas Andebol