gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 09 – 2014 / 2015 - II

Ligeira crónica da PO02.

Nota - Esta época as equipa “B”, não são apuradas para a Fase Final.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Teremos de começar esta ligeira crónica, por lamentar a irregularidade competitiva da mesma, com jogos adiados (sem se saber bem porquê, com antecipações, completamente injustificadas, tudo, provoca (no nosso entender, uma verdadeira alteração do espírito desportivo da prova)

1.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
3.ª Jornada
Dia 12-12-15
Marítimo - FC Gaia (16H30)
6.ª Jornada
Dia 02-12-15
FC Gaia - Estarreja AC (21H30)
7.ª Jornada
Dia 10-01-16
Estarreja AC - Modicus (16H00)
9.ª Jornada
SP. Oleiros 34 - 26 FC Porto B
FC Gaia 25 – 25 Modicus
São Bernardo 30 – 25 Xico Andebol
Estarreja AC 28 – 30 AD Sanjoanense.
CCR Fermentões 30 – 32 GC Santo Tirso
Marítimo 27 – 35 São Mamede.
Boavista FC 27 – 43 Arsenal
 
Tal como na jornada anterior, com uma excepção, já considerada normal, não existiram jogos adiados, no entanto e conforme já referimos por diversas vezes, continua a ser uma zona que se disputa com uma enorme irregularidade, por vezes sem motivos aparentes. E com a nova moda que é a chamada inversão de campos. Mesmo assim, ainda tivemos um encontro com ocorrências disciplinares. Jornada com forte tendência para vitórias das equipas visitantes

No jogo antecipado da jornada, o SP. Oleiros / FC Porto, jogado em Oleiros, a equipa local dominou por completo a equipa B do FC Porto, construindo o resultado e o seu diferencial, sempre em crescendo, ao intervalo já vencia por 16-14, para chegar nos segundos 30 minutos, chegar a ter 9 golos de diferença quando colocou o resultado em 31-22 a seu favor, para terminar com 8. Na equipa do SP. Oleiros, 3 atletas com 7 golos foram os melhores marcadores da equipa (João Ramos, Miguel Cortinhas e Hugo Oliveira), No FC Porto, mais uma vez Rui Ferreira com 7 golos, foi o melhor marcador da equipa, sendo acompanhado por Miguel Salgado com 5 golos. A equipa de Oleiros, com esta vitória, obteve a sua segunda vitória na prova, enquanto a equipa portista continua com o igual número de vitórias. Na Madeira disputou-se um dos jogos, em que se previa um jogo equilibrado, puro engano pois o São Mamede dominou o marcador e comando do mesmo durante os 60 minutos, indo sempre em crescendo a sua diferença no marcador, perante um Marítimo, nunca soube encontrar as respostas adequadas, para a superioridade manifestada pelo seu adversário, em especial durante os primeiros 30 minutos, onde passou de um resultado desfavorável de 3 golos (9-6), para uma diferença desfavorável de 6 golos (13-7), para permitir que a equipa do São Mamede, chegasse ao intervalo, com o jogo praticamente definido, pois chegou a vencer por 18-9, tal diferencial permitiu-lhe encarar os segundos 30 minutos de uma outra forma, mas mesmo assim chegou aos 12 golos de diferença quando a poucos minutos do fim vencia por 34-22, para depois permitir que o Marítimo fizesse um parcial de 6-1, e escabeceasse o resultado final. No Marítimo, mais uma vez Paulo Moura com os seus 7 golos foi o seu melhor marcador, sendo acompanhado por Xavier Barradas com 6, enquanto nos Continentais, e como vêm sendo normal João Baltazar com 10 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo, seguido pelo seu colega José Silva com 7 golos. Com esta vitória o São Mamede, mantêm-se na luta pelos lugares de acesso á Fase Final da Prova. Em Gaia tivemos o encontro mais equilibrado da jornada e o único com ocorrências disciplinares registadas, com a equipa local a receber o Modicus, que depois da sua vitória na última jornada, parece quer demonstrar, que se encontra em fase de melhoria de rendimento, fugindo aos últimos lugares da Zona, por sua vez o FC Gaia apesar desta igualdade mantem-se com apenas uma derrota na sua contabilidade, até ao momento. O Jogo foi disputado sempre com grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado que já se verificava ao intervalo, e que era uma igualdade a 12 golos. Não podemos deixar de referir que foi um encontro com 15 exclusões e 3 desqualificações, uma delas como sanção adicional. Hugo Melo com 8 golos e Vasco Silva com 5 golos foram os melhores marcadores do FC Gaia, No Modicus, com os golos distribuídos por maior número de marcadores o seu melhor marcador neste jogo foi Hugo Batista com 5 golos. No polo oposto tivemos o jogo com o resultado mais dilatado da jornada, o Boavista FC / Arsenal, com os bracarenses a “cilindrarem” nitidamente o seu oponente da jornada. Os bracarense que comandaram o marcador durante os 60 minutos de jogo, chegaram ao intervalo já a vencer por um diferencial de 16 golos (24-8), que é completamente esclarecedor da diferença de valores existente entre as duas equipas. Com o jogo já definido a equipa do Arsenal, realizou um segundo tempo de gestão do plantel e eme pleno controlo do marcador. Na equipa do Bessa deve-se destacar Filipe Lopes com os seus 11 golos melhor marcador da equipa e do jogo, enquanto no Arsenal, de destacar André Azevedo com 8 golos e Virgílio Pereira com 6 golos. Com esta vitória a equipa bracarense continua a afirmar-se como uma das principais candidatas, ao acesso á Fase Final da Prova, enquanto por outro lado a equipa do Boavista FC, continua no fundo da tabela com apenas uma vitória. Em Guimarães (mais uma inversão de campo), o São Bernardo, defrontou o Xico Andebol, depois da derrota sofrida na última jornada, a equipa da Região de Aveiro, que se apresenta como uma das candidatas ao apuramento para a Fase Final, venceu um Xico Andebol, que têm vindo a apresentar grandes melhorias no seu desempenho competitivo. Foi um jogo bastante equilibrado, durante os 60 minutos, embora com superioridade no marcador dos aveirenses, que já venciam ao intervalo por 13-10. No segundo tempo a equipa do São Bernardo continuou no comando marcador, e dilatou a sua vantagem para o resultado final. No Xico Andebol destaque pela negativa para os 4 livres de 7 metros não concretizados. No São Bernardo destaque para a distribuição dos marcadores com 13 atletas a marcarem golos, sendo Diogo Taboada com 7 golos o seu melhor marcador, no Xico Andebol os seus melhores marcadores foram Rui Oliveira e Rui Carvalho com 6 golos cada. Com Mais esta derrota a equipa vimaranenses continua nos lugares de perigo da Zona. No Municipal de Estarreja, a equipa local recebeu e perdeu com a AD Sanjoanense, que deste modo regista a sua segunda vitória consecutiva, (terceira no global), e se afasta dos lugares de perigo, veremos o que nos dirá a continuidade da prova. O Estarreja AC, por sua vez, (tem dois jogos a menos), continua a registar um forte equilíbrio entre o deve e o haver 3 vitórias e igual número de derrotas. Foi um jogo disputado sempre nos limites, com o resultado ao intervalo a ser favorável á AD Sanjoanense por 16-13, que teve depois de suportar a forte reacção dos homens de Estarreja, que venceram cara a derrota. No Estarreja AC, mais uma vez João Vilar com os seus 11 golos foi o seu melhor marcador , juntamente com os 6 golos de Tiago Arrojado, por seu lado na AD Sanjoanense, também não verificam alterações nos seus normais melhores marcadores, Ricardo Pinho com 10 golos, seguido de Emanuel Silva e Eduardo Pereira com 5 golos cada. Por último temos o CCR Fermentões com o GC Santo Tirso, que terminou com a difícil vitória dos até agora comandantes da Zona, e assim continuam sem derrotas. O Jogo foi praticamente decidido no primeiro tempo, quando os homens de Santo Tirso chegaram ao intervalo a vencer por 21-15, que foi um diferencial determinante para a vitória final. Pois os homens do CCR Fermentões com uma excelente reacção colocaram o marcador final em apenas 2 golos de diferença, o que criou um excelente ambiente para quem vivia o jogo, pois chegou a pairar a incerteza no resultado final.

Classificação após os jogos disputados até ao momento: - 1.º GC Santo Tirso (27 pontos), 2.º São Mamede, Arsenal e São Bernardo (23 pontos), 5.º FC Gaia (-1 jogo) (20 pontos), 6.º AD Sanjoanense (+1 jogo) (18 pontos), 7.º CCR Fermentões (17 pontos), 8.º Marítimo (-1 jogo) (15 pontos), 9.º Estarreja AC (-2 jogo) e FC Porto B (14 pontos), 11.º Modicus (-1 jogo), Xico Andebol (12 pontos), e SP. Oleiros (13 pontos), 14.º Boavista FC (11 pontos).

Zona Sul
9.ª Jornada
Benfica B 26 – 30 Vitória FC
Boa Hora 42 – 18 Almada AC  
AC Sismaria 21 – 19 Juventude Lis.
CDE Camões 25 – 20 ADC Benavente.
1.º Dezembro 26 – 25 Alto Moinho
CD Marienses 40 – 24 Ílhavo
IFC Torrense 31 – 25 GS Loures

Zona, que decorreu com a antecipação normal, mas sem adiamentos, e que, se encontra a ser disputada com maior regularidade do que a Zona Norte. Mas onde se verificam irregularidades na indicação de resultados, no sítio da Federação que consideramos inadmissíveis, pois 48 horas depois da realização do jogo antecipado, nem o Boletim de Jogo, ainda existia. Estranhamente num encontro com o resulta extremamente dilatado, verificaram-se ocorrências disciplinares. Verificando-se uma melhoria no número de espectadores presentes nos jogos.

A jornada iniciou-se com um dos mais importantes jogos da jornada (na nossa opinião), o Benfica B / Vitória FC. Jogo disputado no Pavilhão da Quinta Marrocos, não se entendendo a hora da marcação, pois quase ao mesmo tempo, a equipa A do Benfica, disputava um encontro para uma prova Europeia, foi um jogo onde o resultado dá a sensação de algum equilíbrio, no entanto a equipa do Vitória FC vencia ao intervalo por 20-10, e apenas permitiu alguma recuperação da equipa encarnada no segundo tempo de jogo, embora a equipa setubalense, tenha estado irrepreensível, em especial nos primeiros 30 minutos, quer nos aspectos da defesa quer no ataque, revelando ao longo de todo o encontro um elevado grau de concentração. Gonçalo Ribeiro com 7 golos foi o melhor marcador do Benfica, enquanto André Fonseca com 9 golos e novamente André Praxedes com 7 golos, foram os melhores marcadores da equipa setubalenses. Num dos jogos que se previa, mais desequilibrados da zona, o Boa Hora, derrotou o Almada AC (jogo com ocorrências disciplinares) por um amplo resultado, confirmando desta forma, que é em principio uma grandes favoritas ao apuramento para a Fase Final da prova, por seu lado o Almada AC, continua a ser a única equipa nas duas zonas que apenas contabiliza derrotas até ao momento. Com o Boa Hora a fazer uma total gestão do seu plantel, onde 11 atletas marcaram golos, com Nuno Santos e os seus 8 golos a ser o mais produtivo da equipa, acompanhado por Alexandre Pereira, Igor Stojanovic, e Pedro Dias todos com 5 golos cada. No Almada AC Bruno Pires continua ser o atleta mais produtivo com 5 golos. Em Gândara, disputou-se um dérbi regional, com a equipa do Sismaria a receber a Juventude Lis, e a vencer dificilmente num encontro de grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado ao intervalo que se cifrava numa igualdade a 13 golos, num jogo onde as defesas se sobrepuseram totalmente aos ataques, com os segundos 30 minutos a registar um resulta do de 8-6 a favor do Sismaria, e que ditou o resultado final, confirmando-se uma subida de rendimento dos leirienses da Juventude Lis. Mais uma vez Filipe Oliveira foi um dos melhores marcadores do Sismaria com 5 golos, desta vez acompanhado por Tiago Cotrim com o mesmo número golo marcados. Na Juventude Lis o grande “artilheiro” foi Francisco Santos com 11 golos, que cotou ainda como o melhor marcador do encontro. Com este resultado a equipa do AC Sismaria, mantêm-se igualmente como uma das mais fortes candidatas ao apuramento para a Fase Final da Prova. No Pavilhão Moniz Pereira em Lisboa o CDE Camões recebeu e venceu o ADC Benavente, que desta forma sofreu a sua terceira derrota, e com a equipa do CDE Camões a amealhar pontos, para se situara possivelmente num dos lugares que lhe permita manter-se na divisão, pois não nos parece esta época, capaz de discutir os lugares de apuramento para a Fase Final. Neste encontro a equipa lisboeta já vencia ao intervalo (11-9), consolidando o resultado segundo período de jogo, com uma grande distribuição dos marcadores, o seus melhores marcadores não foram além dos 4 golos (Marco Silva e Hugo Dias), enquanto no ADC Benavente, o inevitável João Raquel com 10 golos voltou a ser não só o melhor marcador da equipa como do jogo, com Pedro Pimento a marcar 5 golos. Em Queijas, esteve um dos encontros, que foi uma das surpresas da jornada, com a equipa neo divisionária do 1.º Dezembro a obter a sua segunda vitória, diante uma das equipas que têm estado a dar boa conta de si nesta Fase da Prova e até este momento o Alto Moinho (Jogo com Boletim de jogo, mal preenchido), venceu pela margem mínima, mas somou os 3 pontos que era o mais importante. Tiago Marques com 11 golos, foi o melhor marcador da equipa visitada e do jogo, no Alto Moinho, mais vez Alexandre Pereira foi o seu melhor marcador com 7 golos, sendo desta vez acompanhado por Miguel Queluz com 5 golos. Nos Açores o CD Marienses, recebeu um dos últimos classificados na zona o Ílhavo, e venceu o jogo com toda a autoridade, e por um diferencial que não deixa duvidas a ninguém acerca da justeza da sua vitória, com esta vitória a equipa insular continua na luta pelos lugares de apuramento para a Fase Final, num jogo em que no final do primeiro tempo já vencia por 18-11, realizando um segundo tempo de plena consolidação do resultado. O Ílhavo contínua a registar apenas uma vitória na prova. Tiago Filipe com 10 golos, Hernâni Sousa e António Cortez, ambos com 7 golos cada foram os principais marcadores do CD Marienses. No Ílhavo de destacar um trio com 5 golos cada (António Ferreira, Daniel Gomes e João Ribeiro). Na Torre da Marinha a equipa local do IFC Torrense, obteve a sua segunda vitória na prova ao vencer o GS Loures, que com mais esta derrota continua a a ter somente uma vitória nos jogos disputados até ao momento. A esta vitória do IFC Torrense não é alheia a presença nos últimos jogos de Vladimiro Bonaparte, que se tem tornado uma mais-valia para a equipa, e um dos seus principais marcadores. No jogo que estamos a referir os locais já venciam ao intervalo por 15-10, permitindo posteriormente um segundo período de jogo bem mais equilibrado. Tiago Madeira e Vladimiro Bonaparte, ambos com 8 golos cada, foram os principais marcadores da equipa local, enquanto no GS Loures mais uma vez Alexandre Rua, igualmente com 8 golos foi o melhor marcador da equipa com o seu colega Bruno Tomás a marcar 5 golos.

Classificação após os jogos disputados até ao momento:- 1.º Boa Hora (26 pontos), 2.º Sismaria, e Vitória FC (25 pontos), 4.º CD Marienses (+1 jogo) (23 pontos), 5.º Juventude Lis (+1 jogo), e ADC Benavente (21 pontos), 7.º Benfica B, e CDE Camões (19 pontos), 9.º Alto Moinho (17 pontos), 10.º 1.º Dezembro, e IFC Torrense (14 pontos, 12.º GS Loures (12 pontos), 13.º Ílhavo (11 pontos), 14.º Almada AC (9 pontos).

O Banhadas Andebol

20 comentários:

Anónimo disse...

Em Gaia assistiu-se a um derby muito muito fraquinho, com a equipa do Gaia a estar francamente mal, com ataques mal planeados e engasgados, onde somente o Hugo Melo se destacou e bem.
A equipa do Modicus é francamente mais débil, mas teve mais garra e mais força de vontade.
No entanto, importa chamar a atenção da dupla de arbitragem que dirigiu este encontro pois é inqualificável o que vão fazendo fim de semana atrás de fim de semana em vários pavilhões, mormente o "senhor" Alberto Alves que, em todos os jogos que testemunhei serem por ele arbitrados, os torna num circo onde ele é a vedeta! As expulsões foram correctamente assinaladas, mas há inúmeras sanções de 2 minutos, para ambas as equipas, que não têm pés nem cabeça...para depois não sancionarem outras acções sem se perceber muito bem porquê.
No final, o outro árbitro borrou por completo a pintura ao sancionar no último segundo um golo à equipa de Sandim que é do mais ilegal que poderá existir...
Escreveu certo por linhas tortas, pois a equipa do Módicus não merecia perder...mas é inacreditável como é que se pode sancionar um golo assim!

Anónimo disse...

Este pessoal do Gaia só se sabe queixar o árbitro errou para os dois lados pode ser que com as contratações por baixo da mesa que andam a fazer em Janeiro melhore .

Anónimo disse...

O senhor anónimo das 07:50 tem de aprender a ler com calma as coisas...ao invés de o fazer "na diagonal".
No meu comentário afirmei que os árbitros erraram para ambos os lados e que a equipa do Módicus não merecia perder.
Agora isso não invalida que tenha empatado com um golo ilegal e que nem os jogadores do Módicus percebem como é que foi possível ser validado.
Aliás, a cara do jogador do Módicus que foi expulso e estava atrás da baliza quando esse lance ocorreu, era de tamanha incredulidade que nem merece muitos mais comentários.
Aqui...vê-se o desporto pelo desporto...e quanto a contratações por cima ou por debaixo da mesa, desconheço e é matéria que não me diz respeito

Anónimo disse...

E do porto? ninguém fala: quase em últimos; pior defesa!! no ataque não existe nada... é o que dá andar a promover os amigos adjuntos sem qualquer competência a não ser essa: amizade (nem parece coisa do magalhães). O que vale é que agora com mais 5 cubanos até a barraca abana.

Anónimo disse...

Força Arsenal!
Com união, garra, empenho, esforço e suor, muito suor... a Andebol 1 está ao vosso/nosso alcance!
Será bonito, muito bonito mesmo, ver duas equipas de Braga no escalão maior do nosso Andebol!

Anónimo disse...

E o oficial de mesa no DRAGÃO é sempre o mesmo. Antigamente ia para os jogos fora do Porto de boleia na camioneta do FCP e saia um pouco antes. Sera que agora o clube lhe paga um passe no metropolitano?
Grande gordo tu é que sabes disto, no MOU AMI alinhas com Braga, Porto e essencialmente com Guimarães.

Anónimo disse...

Aqui está os últimos 30 segundos do jogo Gaia Modicus e o respectivo lance.sinceramente o lance parece me legal.Axo que o remate coincide com o momento em que o jogador toca no solo e quem pratica andebol sabe que em 90% dos remates feitos esses 2 fatores, remate e queda no solo, coincidem.
https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=CDUsBn3EE4w

Anónimo disse...

Esta Segunda Divisão tal como a 1ª já deve ter Campeao e digo isto por 3 motivos
1º Investiram nos árbitros Linha directa com alguns
2º Bom e Jovem Plantel
3ª Treinador Experiente e conhecedor do Antes e Depois dos jogos
Adivinhem lá de quem estou a falar ofereço VOUCHER

Pedro Marques disse...

Eu não quero voucher nenhum, pode-me oferecer uma federação sem vigaristas e um andebol sem péssimos árbitros, treinadores que tenham respeito e dêem valor a todos os atletas, respeito entre todos, e menos aquela modernice da treta de tirar o guarda-redes. Isto são só algumas coisas que fariam com que o nosso andebol ficasse mais engraçado.

Anónimo disse...

O pessoal do Gaia em vez de crucificar os árbitros, deviam era crucificar o guarda redes. Aquele golo é algo a roçar o ridículo!

Anónimo disse...

Caro anónimo das 08H48.
Infelizmente o vídeo não mostra a jogada de forma clara...mas se esteve no pavilhão, sabe que o ponta quando salta, larga a bola e num gesto de pânico por ver o tempo terminar, dando-lhe uma sapatada (na minha opinião, com as duas pernas pousadas no chão) e encaminhando-a para a baliza.
O momento em que a sapatada é dada tem, no ângulo deste vídeo, tapado por dois ou três jogadores, pelo que não é possível de todo poder tirar as conclusões que tirou.
Presumo que concorde com o que descrevo....

Anónimo disse...

Então já não se fala na Sanjoanense?
Quem era tão mau há umas semanas, agora é bom?
Ai os sapos que esta malta tem que engolir.

Anónimo disse...

Quem quiser ver o lance no Gaia - Modicus de outro ângulo, também pode ver este video...

http://we.tl/RBZWwt4GFk

Anónimo disse...

O Boavista mais uma derrota, nada que não se esperasse do grupo de amigos. Estão cada vez mais bem encaminhados, porém nota-se pela ficha de jogo que já há ausências de vulto, de jogadores importantes do plantel. Vamos lá esperar para ver!

Anónimo disse...

Não sei quem publicou o segundo vídeo, mas ainda bem que o fez.
Veio provar o que eu afirmei nos meus comentários...mais ilegal era impossível.
A bola ainda não foi "rematada" pelo jogador do Módicus que a deixou fugir das mãos enquanto saltava...e veja-se onde está o pezinho esquerdo enquanto a bola ainda está assim um nadinha longe da mão!!!
Enfim....

Anónimo disse...

Lol Gostava de saber que moral você têm para criticar o guarda-redes do Gaia. Pelos seus comentários você não deve andar a ver os jogos do Gaia de certeza.

Anónimo disse...

As falhas dos jogadores têm de ser sempre escondidas pelas falhas dos árbitros...tudo o que andebol trás de bom é sempre escondido pelas vossos comentários ridículos sobre falhas e isto e aquilo... Parem com isso, vejam e disfrutem do andebol. Já chega de parecerem adolescente com o período.

Anónimo disse...

o Gaia esta bem e recomenda se ...esta em terceiro lugar por mérito próprio e só não esta com mais pontos devido a erros clamorosos das duplas de arbitragem ...não se preocupem com o Gaia mas preocupem se mas é com as equipas que apoiam ..

Anónimo disse...

Falam do Gaia por falar agora acreditem o Gaia com um ex pivot e um lateral direito de qualidade subia de divisão e mais não digo porque estamos no Natal.

Anónimo disse...

Acreditem que o Gaia vai ter uma palavra a dizer na luta pelo apuramento com os regressos dos lesionados Câmara e Luisinho e quem sabe com um reforço de peso o clube poderá ir a fase final