gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 13 de dezembro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 11 – 2014 / 2015 - II

Ligeira crónica da PO02.

Nota - Esta época as equipa “B”, não são apuradas para a Fase Final.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Como sempre, e face ao que se verifica na regularização dos jogos em atraso, começamos mais uma vez esta ligeira crónica, por lamentar a irregularidade competitiva da mesma, com jogos adiados (sem se saber bem porquê, com antecipações, completamente injustificadas, tudo, provoca (no nosso entender, uma verdadeira alteração do espírito desportivo da prova)

1.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
3.ª Jornada
Marítimo 31 – 31 FC Gaia
7.ª Jornada
Dia 10-01-16
Estarreja AC - Modicus (16H00)
11.ª Jornada
SP. Oleiros 25 - 24 Marítimo (antecipado)
FC Gaia 26 - 26 AD Sanjoanense (antecipado)
Modicus 26 – 20 Xico Andebol
São Bernardo 21 – 28 Arsenal
Boavista FC 21 – 28 São Mamede
CCR Fermentões 40 – 30 FC Porto B
Estarreja AC 27 – 28 GC Santo Tirso
12.ª Jornada
Marítimo 28 – 34 CCR Fermentões
 
Jornada que se realizou, com dois dos seus jogos já realizados, por antecipação (já comentados), o que permitiu que se realizasse o jogo em atraso da 3.ª Jornada (marítimo / FC Gaia), a realização deste encontro nesta data, confirma todo o nosso texto introdutório. Assim esta zona, continua a ser disputada com uma enorme irregularidade, por vezes sem motivos aparentes. E continua a inversão dos pavilhões. Destacando-se que foi uma jornada disputada sem ocorrências disciplinares.

No jogo em atraso da 3.ª Jornada, disputado em Gaia (mais uma inversão de pavilhão), Após um jogo de extremos equilíbrio e diversas alterações no comando do marcador, no primeiro tempo e após uma igualdade a 7 golos, a equipa insular, assume pela 1.ª vez o comando do marcador, que nunca chegou a ultrapassar os dois (2) golos, como por exemplo aos 12-10, para o FC Gaia com uma excelente reacção dar a volta ao marcador e voltar ao comando do mesmo igualmente pela mesma diferença (14-12), para se atingir o intervalo com uma igualdade a 16 golos. Nos segundos 30 minutos de jogo, as situações não sofreram grandes alterações, com o FC Gaia após uma igualdade a 20 golos, assumir o comando do marcador e passar a estar na frente pelo maior diferencial então registado (3 golos), 23-20 e 30-27, o jogo terminou com a equipa do Marítimo a reagir e bem mais uma vez e igualou o jogou nos momentos finais do encontro. André Correia com 9 golos e José Santos com 8 golos foram, os melhores marcadores do Marítimo, enquanto no FC Gaia, Pedro Ribeiro e Pedro Carvalho, ambos com 9 golos cada foram os marcadores de serviço da equipa. Com esta igualdade o FC Gaia continua a ter apenas uma derrota nos jogos efectuados até ao momento. Num jogo onde existiu mais uma inversão de campo o Marítimo / CCR Fermentões disputado em Guimarães, continuamos a dizer que na nossa opinião a verdade da prova não está ser salvaguardada, a equipa insular, volta a realizar jornada dupla, no segundo jogo que realizou foi amplamente derrotado pelos vimaranenses do CCR Fermentões, que também acabam por fazer jornada dupla, num jogo com mais uma inversão de campo. O Marítimo realizou uma primeira parte para esquecer, sem força e tudo permitiu ao adversário, que se apresentou com garra e dinâmica de equipa, de tal forma, que passou o resultado de 10-5 a favor dos CCR Fermentões para 15-5 e chegou ainda no primeiro período a ter uma desvantagem de 13 golos (máxima diferença entre as equipas durante o jogo), quando o marcador assinalava 19-6 a favor dos vimaranenses, para depois de uma ténue reacção chegar ao intervalo a perder por um diferencial de 8 golos (21-13), os vimaranenses neste período de jogo viram-se privados por números de exclusões de um dos seus melhores marcadores João Martins com 5 golos. No segundo período de jogo, com o CCR Fermentões em ritmo de gestão de esforço, e o Marítimo a tentar reagir, conseguiram diminuir a diferença até aos 5 golos (28-23), que foi a mínima diferença registada neste período de jogo, bem mais equilibrado do que o primeiro. N0 Marítimo António Franco com 6 golos e José Castro com 5 foram os melhores marcadores da equipa, por sua vez no CCR Fermentões além do elemento já referido, teve João Barbosa com 6 golos e melhor marcador e ainda António Salgado que surgiu como marcador no segundo tempo com 5 golos. NO primeiro jogo realizou nesta jornada dupla o CCR Fermentões defrontou e venceu o FC Porto B, por números igualmente esclarecedores, apesar de ser um jogo onde previsivelmente os vimaranenses, poderiam sentir algumas dificuldades, mas que foram completamente dissipadas com o decorrer do mesmo, chegando ao intervalo já na frente do marcador por um esclarecedor 21-15, no segundo tempo os vimaranenses não abrandaram o ritmo de jogo, e estabeleceram um resultado final, que não estava na previsão de muito boa gente. António Salgado mais uma vez com 10 golos foi o melhor marcador da equipa, bem acompanhado por João Carvalho com 7 golos, no FC Porto, Henrique Figueiredo com 12 golos foi o melhor marcador do jogo e da equipa. Com este resultado a equipa do FC Porto, coloca-se perigosamente junto das equipas que poderão descer de divisão. O encontro com o resultado mais equilibrado da jornada disputou-se no Municipal de Estarreja, no Estarreja AC / GC Santo Tirso, onde a equipa líder da Zona, sem derrotas, viu-se e desejou-se para levar de vencida a aguerrida equipa local, apenas o conseguindo pela diferença mínima, situação, que lhe permitiu manter o comando da Zona, contabilizando apenas vitórias (da Zona e da Prova no seu todo, nesta 1.ª Fase). O equilíbrio do jogo, confirma-se pelo resultado ao intervalo, onde os locais venciam pela diferença mínima 13-12, para no segundo tempo terem suportar a excelente reacção da equipa tirsense, que teve de dar o seu melhor para conseguir vencer este encontro. Mais uma vez João Vilar, acompanhado mais uma vez por André Rego, ambos com 10 golos cada, foram os melhores marcadores do Estarreja AC, no GC Santo Tirso foi Pedro Machado com 9 golos o seu principal marcador com os restantes golos a serem bastante distribuídos por vários elementos da equipa. No jogo mais importante da jornada (na nossa opinião), o São Bernardo / Arsenal, a equipa bracarense venceu e de forma clara a São Bernardo, cimentando e reforçando a sua candidatura ao apuramento na Zona para a Fase Final da Prova. O Arsenal, que comandou o jogo e o marcador praticamente durante os 60 minutos, chegou ao intervalo já na frente do marcador por 14-10, e uma entrada forte nos segundos trinta minutos colocou rapidamente os bracarenses com um diferencial a seu favor de 7 golos (18-11), gerindo depois, todas as tentativas de reacção da equipa do São Bernardo. Na equipa do São Bernardo apesar de 11 jogadores marcarem golos, nenhum produziu o suficiente para que o resultado final fosse diferente, por sua vez no Arsenal, mais uma vez André Caldas e André Azevedo com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa. No Boavista FC / São Mamede, nova vitória da equipa de São Mamede, que desta forma consolida o seu estatuto de forte candidata a discussão pelos lugares de acesso a Fase Final nesta zona. Foi um jogo em que praticamente comandou todo o jogo, chegando ao intervalo já a vencer por 15-12, consolidando o resultado no segundo período de jogo diante a abnegada equipa do Bessa., que com mais derrota continua em último lugar na classificação zonal. Armando Costa no Boavista FC foi o seu melhor marcador com 5 golos, na equipa de São Mamede, João Pimentel e Digo Carraça com 6 golos cada, foram os melhores marcadores da equipa. Para terminarmos falta-nos o Modicus – Xico Andebol, que terminou com a vitória da equipa de Sandim, que assim obteve a sua terceira vitória e começa a escapar dos lugares de perigo, interrompendo a tentativa de recuperação que parecia que o Xico Andebol, vinha realizando. Este foi um jogo de grande equilíbrio, que apesar do bom começo dos visitados o Xico Andebol, soube responder e terminar o primeiro tempo na frente do marcador por 11-10. No segundo tempo os locais surgiram mais fortes, e provocaram uma queda “abrupta” no rendimento dos vimaranenses, que se encontra traduzida no resultado final. No Modicus, Paul0o Barbosa com 7 golos e Nuno Loureiro com 6, foram os seus principais marcadores, enquanto no Xico Andebol, tivemos 3 atletas com 5 golos cada (José Silva, Nuno Pacheco e André Ribeiro).

Classificação após os jogos disputados até ao momento: - 1.º GC Santo Tirso (33 pontos), 2.º São Mamede, e Arsenal (29 pontos), 4.º FC Gaia (28 pontos), 5.º São Bernardo (27 pontos), 6.º CCR Fermentões (+1 jogo) (24 pontos), 7.º Marítimo (+1 jogo) (22 pontos), 8.º SP. Oleiros e AD Sanjoanense (19 pontos), 10.º Modicus (-1 jogo) e Estarreja AC (-1 jogo) (17 pontos), 12.º FC Porto B (16 pontos), 13.º Xico Andebol (15 pontos), 14.º Boavista FC (13 pontos).

Zona Sul
11.ª Jornada
Almada AC 21 – 31 Juventude Lis
Boa Hora 28 – 17 Vitória FC
AC Sismaria 30 – 18 GS Loures
IFC Torrense 18 – 24 Alto Moinho
CDE Camões 43 – 24 Ílhavo AC
CD Marienses 34 - 24 1.º Dezembro
Benfica B 27 – 26 ADC Benavente
 
Zona, que decorreu, desta vez sem antecipações nem adiamentos, o que se destaca. Face á raridade do facto. No entanto ainda se verificou um encontro, e estranhamente com o resulta dilatado, ocorrências disciplinares.

No Pavilhão Adelino Moura disputou-se o jogo Almada AC / Juventude Lis (jogo com ocorrências disciplinares), que terminou com mais uma derrota da equipa do Almada ACX, que ao intervalo já estava na situação de vencida por 14-11, para os leirienses consolidarem a sua vitória no segundo período, onde aumentaram o resultado para o diferencial final. Com esta derrota a equipa do Almada AC, continua a ser a última classificada na Zona, e a única equipa na Prova, englobando as duas zonas que apenas contabiliza derrotas nos jogos disputados até ao momento. Tiago Pereira com 8 golos, foi mais uma vez o melhor marcador do Almada AC, com mais uma vez o seu colega de equipa Bruno Pires com 5 golos a ser outro dos marcadores de serviço da equipa almadense. Na equipa da Juventude Lis, onde 13 atletas marcaram golos, o que é plenamente demonstrativo da gestão do Plantel, para não variar Francisco Santos e João Marques com 7 golos cada, a serem os melhores marcadores da equipa. NO principal jogo da jornada (na nossa opinião), o Boa Hora, recebeu no Pavilhão Fernando Tavares o Vitória FC, outro dos possíveis candidatos á discussão pelos lugares de apuramento para a Fase Final, e venceu de forma clara num jogo em que começou mal, pois chegou a estar a perder por 4-3, nos minutos iniciais do encontro, com a curiosidade de 3 dos golos do Vitória FC serem de livre de 7 metros, a partir da igualdade a 4 golos, obtida através de Rui Barreto, o Boa Hora assumiu o comando do marcador para ir progressivamente aumentando o seu diferencial até ao resultado final, chegando ao intervalo a vencer por 12-7, máximo diferencial que obteve nos primeiros 30 minutos. O Boa Hora, inicia o segundo tempo com um parcial de 5-1 (17-8) e aí o encontro ficou definitivamente resolvido. Luís Nunes, com 8 golos voltou a ser o marcador de serviço do Boa Hora, com Alexandre Pereira e os seus 5 golos a fazerem-lhe companhia. Na equipa de Setúbal, os principais marcadores foram os do costume, Francisco Fuzeta com 6 golos e André Praxedes com 5. Com esta vitória a equipa do Boa Hora, continua no comando da Zona sem derrotas, enquanto o Vitória FC, viu-se alcançado no segundo lugar pelo AC Sismaria e pelo CD Marienses. No Jogo mais desequilibrado da jornada o CDE Camões venceu o Ílhavo AC, com grande facilidade, num jogo que não teve história, tal a diferença entre as equipas, com CDE Camões a vencer ao intervalo por 25-9, e só por aqui, está tudo ou quase tudo dito, pois têm-se de lamentar que uma equipa que disputa a 2.ª Divisão Nacional (Ílhavo), se apresente com apenas 9 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. O CDE Camões com esta vitória caminha para a consolidação da manutenção na divisão. Pedro Martins com 10 golos foi o melhor marcador do CDE Camões e do jogo, numa equipa com 11 jogadores a marcarem golos e onde João Guerreiro e João Moreira com 5 golos cada, também estiveram em evidência. No Ílhavo, com todas as limitações já referidas João Ribeiro com 5 golos e João Simões com 5 golos, foram os seus melhores marcadores. Com esta derrota a equipa da Região de Aveiro mantêm-se com apenas uma vitória na prova, tal como o GS Loures, eu na sua deslocação a Gândara, para defrontar o AC Sismaria, voltou a perder sem apelo nem agravo, com a equipa do Sismaria a chegar ao intervalo a vencer por 14-7, e a controlar perfeitamente o jogo, e com esta vitória igualou conforme já dissemos o Vitória AC no 2.º Lugar da classificação da zona. Filipe Oliveira voltou a ser o principal marcador do Sismaria com 6 golos, seguido de Luís Portela com 5, numa equipa que teve 11 jogadores a marcar. No GS Loures, Nuno Oliveira com 6 golos foi o seu melhor marcador. Num jogo entre vizinhos o Alto Moinho foi á Torre da Marinha vencer o IFC Torrense, num jogo disputado com algum equilíbrio em especial nos primeiros 30 minutos, que terminaram com o Alto Moinho na frente do marcador pela diferença mínima (9-8), apenas consolidando a sua vitória no segundo período. Na equipa IFC Torrense reapareceu Vladimiro Bonaparte, que mais uma vez foi o seu melhor marcador com 6 golos, por sua vez no Alto Moinho, Alexandre Pereira, igualmente com 6 golos foi o seu melhor marcador, com 10 jogadores da equipa a marcarem golos. Também nos parece, que com esta vitória a equipa do Alto Moinho está consolidar a sua manutenção na Divisão enquanto o IFC Torrense, continua numa situação de algum desequilíbrio (na nossa opinião). Finalmente, tivemos o jogo que terminou com o resultado mais equilibrado da jornada o Benfica B / ADC Benavente. Com os Benfica B, a dominar a 1.ª parte do jogo e a chegar ao intervalo a vencer por 18-12, sobressaindo neste período, Gonçalo Ribeiro pelo Benfica B com 9 golos e João Raquel com 7 golos pelo ADC Benavente, no segundo período de jogo, o ADC Benavente com uma excelente reacção, e quando marcador se situava em 25-28 a favor da equipa visitada, o ADC faz um parcial de 6-0, colocando o resultado numa igualdade a 25 golos, com o equilíbrio a ser total, e o Benfica B a marcar o golo que lhe deu a vitória nos últimos momentos do encontro, através, mais uma vez de Gonçalo Ribeiro, que foi o melhor marcador da equipa com 12 golos, e com o melhor marcador do ADC Benavente, e do jogo, a ser mais uma vez João Raquel com15 golos. Com esta vitória a equipa do Benfica B igualou em termos pontuais o seu adversário. Em Santa Maria, o CD Marienses, não sentiu qualquer dificuldade em levar de vencida o 1.º Dezembro, construindo o resultado praticamente nos 30 minutos iniciais, quando chegou ao intervalo a vencer por 18-10, para nos segundo trinta minutos fazer um total controlo do marcador e do jogo, e com esta vitória manter-se na “corrida” á discussão pelos lugares de acesso á Fase Final da prova. Nos insulares, novamente António Cortez, com 9 golos foi o seu melhor marcador, seguido mais uma vez de Tiago Filipe com 8 golos. No 1.º Dezembro João Brandão com 7 golos e José Veiga com 5 golos foram os seus melhores marcadores.

Classificação após os jogos disputados até ao momento:- 1.º Boa Hora (32 pontos), 2.º Vitória FC, AC Sismaria e CD Marienses (+1 jogo) (29 pontos), 5.º Benfica B, Juventude Lis (+1 jogo) e ADC Benavente (25 pontos), 8.º Alto Moinho e CDE Camões (23 pontos), 10.º 1.º Dezembro (18 Pontos), 11.º IFC Torrense (16 pontos, 12.º GS Loures (14 pontos), 13.º Ílhavo (13 pontos), 14.º Almada AC (11 pontos).

O Banhadas Andebol

9 comentários:

Anónimo disse...

Inglório o resultado Benfica B x ADCB, mas quem dá uma 30 min. de avanço arrisca-se a isto.
Excelente arbitragem num jogo intenso, com um ou outro erro de pormenor, mas sem influência no resultado.
A luta continua.

Jorge Almeida disse...

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstas entre 14 e 20 Dezembro 2015:

http://andeboltv.blogspot.pt/2015/12/lista-de-transmissoes-entre-14-e-20.html

Anónimo disse...

Nao é possível arranjar um treinador para o Xico? Este é bom rapaz, mas de treino nao percebe nada!

Anónimo disse...

Eu avisei....o gaia vai começar a descer na classificação

Anónimo disse...

na segunda divisão tb houve jogo a eliminar da Taça de Portugal... deviam ser assim os jogos de andebol, apesar ada supermacia da equipe açoriana, a ganhar durante todo o jogo por margens de 3/4 golos, foi jogo competitivo até ao fim...parabéns ás duas equipes! Pena foi a arbitragem menos conseguida para ambos os conjuntos, por uma dupla que diga-se não tem qualidade para jogos deste calibre....

Anónimo disse...

Anónimo que pede um treinador para o XICO. Vá buscar os do Boavista! Porque a direção parece realmente estar contente com o trabalho deles.

Anónimo disse...

O que se passa com o S. Bernardo? Era só grandezas, tudo em grande e afinal meio da Tabela.
Se as coisas não se resolvem dentro do campo, se resolva por fora dele!
Atento

Anónimo disse...

Tudo em grande com o São Bernardo? Tudo a jogar de graça, onde é que você viu as grandezas? 5º em 14 equipas e a 2 pontos do 2º lugar é meio da tabela? Força São Bernardo, boa época e sempre com 5 ou 6 miudos ex-juniores a jogar!

Anónimo disse...

No estarreja esta tudo a arder!!! rumo á 3ª