gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Orientações - Arbitragem do EURO 2016 Masculino

A EHF, publicou no seu portal em (15-12-15), linhas orientadoras para a arbitragem a aplicar no Euro 2016 Masculino. E como não existiu até ao momento qualquer interesse na divulgação das mesmas por quem deveria fazê-lo, vamos tentar reproduzir as mesmas. Para quem quiser ver ou consultar o texto original, o mesmo encontra-se neste link. 

Orientações para a Arbitragem

do

EURO 2016 MASCULINO

Estas orientações foram dadas para que se possa atingir um alto padrão de qualidade, e se contribua para o sucesso do Euro 2016 Masculino.

Estas indicações são especialmente dirigidas aos árbitros, e treinadores das equipas presentes no Euro 2016 Masculino, com o objectivo de assegurar uma uniformidade na interpretação das regras, em especial: 

·         Jogo do Pivot
·         7 Metros
·         Exclusões (2 minutos) e Desqualificações
·         Jogadas de Ponta  

Jogo do Pivot

Definir se o bloco é feito de forma passiva, usando somente o tronco. Os árbitros não permitirão, que os jogadores para bloquear um adversário, usem os braços, mãos e pernas, ou usem qualquer parte do corpo para deslocar ou afastar o adversário, nem segurar um adversário, no corpo ou no equipamento.

7 Metros

No Euro, os árbitros assinalarão um livre de 7 metros quando:

a)      Uma clara ocasião de golo é impedida por violação das regras em qualquer local do terreno de jogo.
b)      Um jogador entra deliberadamente na área de baliza, para impedir um golo ou parar uma bola, ou ainda para tirar vantagem direta sobre o atacante em posse de bola.

Uma clara ocasião de golo existe quando, um jogador em pleno controlo da bola/corpo, tem plena hipótese de concretizar golo, sem qualquer adversário seja capaz de impedi-lo, por métodos legais, ou está em contra ataque, sem qualquer adversário pela frente e incapaz de parar acção.

Exclusões (2 minutos) e Desqualificações

Deverá ser feita uma clara distinção entre as faltas que são sancionadas de forma normal (começando com a amostragem dos cartões amarelos, etc.), e as outras faltas que serão por norma e imediatamente sancionadas com uma exclusão imediata de 2 minutos, ou com uma desqualificação directa:

Suspensão imediata de 2 minutos: 

·         As faltas cometidas com alta intensidade contra um adversário em corrida rápida (normalmente em contra ataque).
·         Agarrar um adversário por um período demasiado longo, ou puxar o mesmo para baixo.
·         As faltas cometidas contra o pescoço, garganta ou cabeça do adversário.
·         Bater forte no tronco ou no braço do adversário.
·         Tentativa de que o adversário perca o controle do corpo.
·         Empurrar de lado ou por trás quando o adversário se encontra em corrida ou em salto. 

Imediata Desqualificação (Cartão Vermelho): 

·         Provocar a perca de controlo do corpo quando o adversário se encontra em corrida ou em salto, durante uma acção de lançamento.
·         Atacando o braço do lançador de lado, ou por trás.
·         Acções agressivas contra uma parte do corpo em especial a face, garganta ou pescoço. Guarda-redes que abandonando a área de baliza com a finalidade de interceção de um passe destinado a um adversário.
·         Quando se provoca uma falta que se considere inserida no disposto nas Regras 8:5 e 8:6, no último minuto de jogo com o objetivo de impedir um golo. 

Jogadas de Ponta  

Os jogadores, que se encontram no ar, estão impossibilitados de se protegerem. Nestas situações, não é a intensidade do contacto que servirá de base para o julgamento de se sancionar ou não com uma desqualificação directa, mas sim o perigo que poderá advir, mesmo de um pequeno contacto físico, tais como: 

·         Ligeiro empurrão na anca ou um ligeiro toque no ombro.
·         Agarrar ou tentar agarrar a perna de um jogador de ponta que está em salto.
·         Deslocamento com a perna/anca alongando o seu movimento, para provocar a queda do adversário.
·         Jogador que se move por dentro da área de baliza em atitude defensiva.
(Fonte EHF)

Pela nossa parte estranha-se que não tenham sido dadas orientações específicas, para a Falta do Atacante e para o Jogo Passivo.

Com este artigo, esperamos estar a contribuir para esclarecer algumas dúvidas ainda existentes, pois os mesmos não são mais do que um reforço na forma de aplicação das regras da modalidade. Pois se a nível nacional, metade destas obrigações fossem aplicadas, a modalidade certamente estaria muito melhor, na nossa opinião.

O Regras

5 comentários:

Anónimo disse...

Para quê isto? Em Portugal estas regras são modificadas. Há pontas a deslizarem sobre adversário e... 7 metros! Há pivot que empurra para dentro da área e 7 M! È proibido dar urros? Não! E o que se consegue? Já sabemos! Para isto basta vestir uma camisola! Todos sabemos qual... È que ajuda muito a ganhar e os que apitam sabem qual a recompensa!

Jorge Almeida disse...

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio entre 18 e 20 Dezembro 2015:

http://andeboltv.blogspot.pt/2015/12/lista-de-transmissoes-entre-14-e-20.html

Anónimo disse...

Falta a sanção para quem fabrica as faltas. Tipo ponta a embater com uma perna em quem defende e outras manhas. E tanta vez são usadas. Há uns tempos vi o Siqueira do Belenenses grunhir algumas vezes, tentando tirar atacantes...
Do outro lado o Hugo Santos embatia ou enroscava em quem defendia, caíndo aparatosamente. Depois levantam-se e, num dos casos até marca os sete metros, correndo a seguir e festejando! Quanto a pivot a empurrar o defensor e, olhando pró arbitro pedindo o sete metros, isso é mato! Nunca são sancionados! Quem finge lesões ou tenta que o adversário vá pró banco dois minutos, devia ser castigado com a pena que pretende arrancar! Já agora, e acontece muito, há jogadores a simular disputa de bola dentro da área contrária, só pra impedir o contra-ataque. Nada acontece! Já nem falo dos que ouvem o apito e, atiram a bola ou, tropeçam e caem sobre a mesma, impedindo o contra ou atrasando\quebrando o ritmo de jogo!

Anónimo disse...

O D. Salina podia dar um curso de como lesionar ou intimidar os adversários pois, quando cai... é quase sempre em cima deles! Quantas vezes não sofre o castigo?

Anónimo disse...

Os pivots que mais batem no andebol português e eu disse batem é o do Benfica e do ABC Paulo moreno e Ricardo Pesqueira.