gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal Campeão Europeu após vencer a Lituânia 25-24 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Japão por 34-26 e fica em 7.º Lugar - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 16 – 2015 / 2016

Crónica exclusivamente dedicada aos dois únicos jogo desta prova Feminina (PO09), que se disputaram este fim-de-semana, que regressa ao que esperamos seja o seu ritmo normal, depois uma paragem para participação de algumas seleções jovens em torneios, realizados na época natalícia.

Mantemos este texto, pois pode ser que alguém, um dia o leia, “Continuamos com a esperança de que, algum dia, as estatísticas diretas aos jogos se estendam aos jogos a esta prova nacional, contribuindo para o seu desenvolvimento e implementação, e valorização”

Reafirmam-mos., que é um dos campeonatos mais irregulares (apesar de ser uma prova cem que se está a disputar uma Fase Regular), não temos memória de uma prova com esta irregularidade. Disputarem-se jogos da 1.ª volta, já muito depois se iniciar a 2.ª volta da prova. Nem de que provas particulares podem provocar este tipo de alterações ou seleções dos escalões inferiores, mas estas são as vicissitudes da nossa modalidade.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados

8.ª Jornada
Dia 31-01-16
Maiastars - João Barros (15H00)
10.ª Jornada
Dia 24-01-16
João Barros - Alavarium (18H30)
13.ª Jornada (2.ª da 2.ª Volta)
Dia 29-01-16
ARC Alpendorada - Colégio Gaia (21H30)
14.ª Jornada (3.ª da 2.ª Volta)
Dia 17-01-16
ARC Alpendorada - Alavarium (17H30)
Dia 24-01-15
Passos Manuel - Juventude Lis (20H00)
Dia 03-02-15
Colégio Gaia - Maiastars (21H30)
15.ª Jornada (4.ª da 2.ª Volta)
Dia 09-01-16
Colégio Gaia 28 – 17 Santa Joana
CS Madeira 27 – 18 Juventude Lis
Assomada 24 – 20 ARC Alpendorada
Alavarium 26 – 22 CA Leça
Madeira SAD 26 – 20 João Barros
Maiastars 39 – 11 Passos Manuel
16.ª Jornada (5.ª da 2.ª Volta)
Dia 10-01-16
CS Madeira 23 – 30 João Barros
Madeira SAD 34 – 13 Juventude Lis
CA Leça 24 – 32 Colégio Gaia

Felizmente tivemos uma semana atípica, pois realizou-se uma jornada completa, com 6 equipas a efetuarem jornada dupla, sendo que 4, já é normal. Na 15.ª Jornada, total tendência para a vitória das equipas visitadas, e no conjunto dos 9 jogos disputados, foram sempre confirmados os resultados ocorridos nas jornadas homologas da 1.ª volta, de destacar, que não se verificaram quaisquer ocorrências disciplinares.

Nos jogos disputados este fim-de-semana, o que se verificou foi:

Na Madeira disputava-se um dos jogos mais mediáticos desta jornada o Madeira SAD / João Barros, que foi um jogo de algum equilíbrio em especial no primeiro tempo com alternâncias no marcador e com diversas igualdades, a última das quais a 9 golos, com o Madeira SAD, a fazer um parcial de 3-0 nos últimos minutos e a distanciar-se no marcador, para terminar o primeiro tempo a vencer por 14-11. Uma excelente entrada das madeirenses no segundo tempo com um parcial de 3-0, leva a que seja atingido o maior diferencial a seu favor (6 golos), colocando o resultado em 17-11, mas uma excelente reação da equipa do João Barros, que faz um parcial de 4-0, reduzindo a diferença entre as equipas para apenas 2 golos (17-15), mas terminou aqui a reação pois de seguida o Madeira SAD voltou ao jogo e voltou a ter novamente 6 golos de vantagem aos 22-16, a equipa continental ainda reduz para um diferencial de 3 golos (23-20), mas a resposta do Madeira SAD, não se fez esperar. E repôs a diferença de 6 golos. Renata Tavares com 7 golos e Ana Andrade com 5 golos, foram mais uma vez as marcadoras de serviço do Madeira SAD, enquanto no João Barros, o costume Neuza Valente com 8 golos foi a melhor marcadora da equipa e do jogo, com Ana Temtem a marcar 6 golos. No segundo Jogo da jornada dupla que disputou, o Madeira SAD, venceu sem qualquer dificuldade uma Juventude Lis, longe do valor que se esperava da equipa, num jogo de sentido único, pois o resultado ao intervalo é completamente esclarecedor da superioridade da equipa visitada (16-5), continuando no segundo tempo, e o resumo deste jogo, resume-se praticamente ao resultado. Na Madeira SAD desta vez foi a jovem Erica Tavares com 7 golos a sua melhor marcadora, seguida por Renata Tavares e Mariana Sousa, ambas com 6 golos cada. Na Juventude Lis, as suas melhores marcadoras, não passaram dos 4 golos (Andreia Cardoso, e Beatriz Magro). 

Na Madeira disputaram-se outros jogos relativos a esta jornada dupla, e onde era interveniente a outra equipa insular o CS Madeira, que no primeiro jogo defrontou a Juventude de Lis e venceu, após um primeiro tempo de grande equilíbrio, pois o intervalo chegou com a equipa do CS Madeira a vencer pela diferença mínima (12-11), mas no segundo tempo foi notório a superioridade das madeirenses, diante uma equipa onde a ausência de Ana Silva, foi notória. No CS Madeira e para não fugir á regra Sara Gonçalves foi a sua melhor marcadora e igualmente do jogo com 10 golos, seguida de Mónica Gomes com 6 golos, na Juventude Lis, as suas melhores marcadoras, não ultrapassaram os 4 golos (Beatriz Magro, Adriana Silva e Adriana Bastos). A equipa da Juventude Lis com estas duas derrotas (na nossa opinião) dificilmente atingirá os lugares do Play Off. A equipa madeirense disputou o seu segundo jogo, diante uma das equipas favoritas da prova o João Barros, que após a derrota da véspera, frente ao Madeira SAD, venceu o CS Madeira, após um primeiro tempo de total equilíbrio, onde as alternâncias no marcador se foram, verificando amiudamente, de tal forma que o resultado ao intervalo se cifrava numa igualdade a 14 golos. No segundo período do jogo, as meirinhas, depois de assumirem o comando do jogo e do marcador, não mais o largarem terminando como vencedores por margem que ao intervalo ninguém acreditava que fosse possível. No CS Madeira, desta vez a sua melhor marcadora foi Cláudia Vieira com 8 golos, seguida pela Sara Gonçalves com 5 golos. No João Barros, e para não variar Neuza Valente com 9 golos foi a sua melhor marcadora, seguida de Francisca Marques com 6 golos. 

O Colégio de Gaia, também fez jornada dupla, e no primeiro jogo, recebeu a neo divisionária do Santa Joana, a quem venceu, comandando praticamente o marcador durante os 60 minutos de jogo, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 16-8, diferencial, que lhe permitiu realizar um segundo tempo de contenção e de total gestão do plantel, com 11 atletas a concretizarem golos. Com esta derrota a equipa do Santa Joana, continua no limiar do apuramento para o Play OFF, o que não será provavelmente, nada fácil. Como é normal e mais uma vez a jovem Sandra Santiago com 7 golos foi a melhor marcadora do Colégio Gaia, e do jogo, por sua vez na equipa do Santa Joana, os golos foram muito repartidos (9 atletas), e a sua melhor marcadora não ultrapassou os três (3) golos. No segundo que realizou no fim-de-semana, o Colégio deslocou-se a Leça da Palmeira, para defrontar o CA Leça, averbando nova vitória, após um inicio de jogo com algum equilíbrio, mas rapidamente foi colocada ordem na equipa e chegou ao final dos primeiros 30 minutos já a vencer por 16-10, no sendo período de jogo e tal como na véspera, o Colégio Gaia, fez um jogo de contenção e controlo do jogo e do marcador, concluindo com uma confortável vantagem a sua vitória. No CA Leça, Ana Costa com 7 golos foi a sua melhor marcadora, seguida por Cristiana Morgado com 5, enquanto no Colégio, Ana Gante igualmente com 7 golos, e Fernanda Carvalho com 5, foram as melhores marcadoras de uma equipa onde, mais uma vez 11 atletas, marcaram golos. Com esta vitória, o Colégio mantem acesa luta pelos cimeiros da classificação nesta fase.  

O CA Leça, no primeiro jogo que realizou, este fim-de-semana, deslocou-se a Aveiro para defrontar o Alavarium, onde apesar da derrota que sofreu, proporcionou uma interessante luta, nunca concedendo qualquer facilidade á equipa do Alavarium, de tal forma, que ao intervalo o resultado era de 11-8, a favor da equipa visitada, No segundo tempo a equipa aveirense, nunca conseguiu assumir com clareza o comando do jogo face a garra e determinação da equipa do CA Leça, que ainda reduziu para um diferencial de apenas dois (2) golos, 23-21, mas não conseguiu resistir nos minutos finais do encontro. Como de costume Mariana Lopes e Mónica Soares, ambas com 5 golos cada, foram as melhores marcadoras do Alavarium, que teve 10 atletas a marcarem golos, enquanto, e mais uma vez Cristiana Morgado com 6 golos foi a melhor marcadora do CA Leça. 

No pavilhão Carlos Queirós disputou-se o Assomada / ARC Alpendorada, que foi um encontro muito mais equilibrado do que se poderia esperar, de tal forma que a equipa do ARC Alpendorada, chegou ao fim dos 30 minutos iniciais na frente do marcador por 12-10, para a equipa da Assomada, apenas dar a volta ao marcador no segundo tempo de forma a vencer o jogo, com a diferença que se verificou no final do mesmo. Com esta vitória a equipa da Assomada, pode eventualmente “sonhar”, com o seu apuramento pata o Play OFF. As melhores marcadoras de qualquer das equipas não foi novidade, assim na Assomada foi Rute Fernandes com 6 golos, enquanto no ARC Alpendorada tivemos Tânia Braga com 7 golos a ser a melhor marcadora da equipa e do jogo. 

Por fim tivemos o jogo com o resultado mais dilatado da jornada, onde a equipa maiata do Maiastars, venceu, facilmente um frágil Passos Manuel, num jogo em que dominou durante os 60 minutos de jogo, pois rapidamente construiu um diferencial que lhe permitiu jogar a seu belo prazer de tal forma que ao intervalo já vencia por 22-7, resultado que diz tudo acerca do jogo, pois a equipa maiata, nunca abrandou o seu ritmo de jogo, e construiu um resultado que no final se cifrou em 39-11, ou seja o Passos Manuel foi autenticamente “cilindrado” pelas maiatas. Com esta vitória o Maiastars, tem quase garantido o seu lugar no Play Off. Maria Cerqueira com 10 golos, juntamente com Diana Oliveira e Mariana Azevedo ambas com 6 golos cada, as melhores marcadoras da equipa da Maia, que teve 10 jogadoras a marcarem golos. 

Após, a disputa destes jogos, a classificação ficou assim ordenada: - 1.º Madeira SAD (+1 jogo) (45 pontos, 2.º Colégio Gaia (-1 jogos) (40 pontos), 3.º João Barros (-1 jogo) e Alavarium (- 2 jogos) (36 pontos), 5.º Maiastars (-2 jogos) (31 pontos), 6.º CS Madeira (+1 jogo) (30 pontos), 7.º Assomada, e CA Leça (+1 jogo) (27 pontos), 9.º Santa Joana (22 pontos), 10.º Juventude Lis (20 pontos), 11.º Passos Manuel (- 1 jogo) (18 pontos), 12.º ARC Alpendorada (-2 jogo) (16 pontos). 

O Noticias

8 comentários:

Pedro Marques disse...

As séniores da Juve se não passa às 8 primeiras a queda pode ser maior e a possibilidade de descerem ser uma realidade. E diziam que a equipa da época passada era mais fraca, mas pelos vistos não era. Ou azelhice é muita.

Anónimo disse...

Excelente campeonato.

Muito disputado com jogos muito interessantes.

Será que a senhora da madeira vai conseguir lidar com a estrangeira que vem a caminho? está a ter o que nos últimos anos a SAD não teve: condições.

O Duarte foi despedido e não teve metade. É bom que mostres resultados (e menos má educação).

Anónimo disse...

este passos é uma miséria, como é possível continuarem a arruinar o passos...

Pedro Marques disse...

Se fosse só o Passos.

Anónimo disse...

Neuza e mais neuza e mais neuza no João de barros, muito pouco para quem se diz candidato ao titulo

Pedro Marques disse...

Então quer o quê anónimo das 17:59 destruíram o trabalho do Nando.

Anónimo disse...

O Dr. Pedro Marques não tece qualquer comentário ao facto de algumas atletas da Juventude Desportiva do Lis terem feito treinos em Alcanena?

Pedro Marques disse...

Não sou Dr. e o que é que eu tenho a ver com isso, se o clube permite, está tudo bem. O problema não me parece que seja daí. Mas se você acha que sim, tivesse lá ido buscá-las por uma orelha, e corrido com elas para aqui a pontapé.