gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Seleção Nacional “A” – Jogos na Islândia - I

PORTUGAL VENCE ISLÂNDIA
(1.º Jogo)   

Terminada a sua participação na “Yellow CUP”, e que decorreu nos dias de 02 a 03-01-16, em Winterthur (Suíça), Portugal “rumou” á Islândia, para efetuar dois jogos particulares.

Estes jogos que fazem parte de uma segunda parte deste estágio, servem além de preparação para 0 Play OFF de apuramento para o Mundial de 2017, para o qual Portugal já se encontra apurado, e essencialmente para a preparação final da equipa Islandesa, que vai participar no Europeu de 2016 na Polónia, com início marcado para 15-01-16. Para estes jogos foi feita uma alteração na convocatória dos jogadores da Seleção Nacional, surgindo agora Tiago Pereira no lugar de Miguel Martins, numa decisão deveras discutível.
Portugal, vence e bem (na nossa opinião), a Islândia, no primeiro dos dois jogos de preparação, realizados na condição de visitante, diante um adversário, cheio de vedetas do Andebol Mundial, mas que não souberam ultrapassar uma equipa do Sul da Europa, que desta vez, se apresentou com mais alma e coração, do que aquilo que tínhamos presenciado na Suíça. O jogo foi disputado num pavilhão cheio de um público que apoiou sempre a sua equipa, de forma verdadeiramente desportiva. Depois de dos primeiros 30 minutos, cheios de equilíbrio, embora a equipa da casa, comandasse mais vezes o marcador, nunca possuiu vantagens superiores a 3 golos (apenas uma vez aos 13-10), e Portugal igualou por duas vezes o mesmo aos 11 minutos (igualdade a 5) e aos 26 minutos (igualdade a 13), para o intervalo chegar com os Islandeses na frente do marcador pela diferença mínima, 17-16. Portugal esteve bem melhor defensivamente, com Alfredo Quintana (43% de eficácia), a ser uma das figuras do jogo (incluído a segunda parte). Neste período de jogo, embora se continuassem a verificar algumas falhas técnicas, pouco admissíveis a este nível, o ataque esteve bastante mais eficaz, quer em termos de rapidez, quer em termos de soluções, e contou um Gilberto Duarte (6 golos) ao seu nível e com um rejuvenescido Cláudio Pedroso (5 golos). No Segundo tempo excelente entrada de Portugal, invertendo a situação e obrigando a equipa da Islândia a andar atrás do marcador e deste modo, Portugal já vencia (embora pela diferença mínima) aos 38 minutos (21-20), para o equilíbrio se manter até aos 48 minutos com nova igualdade, desta vez a 24 golos, para Portugal construir e bem um parcial de 4-0 em 4 minutos e aos 52 minutos vencia por 28-24, a maior margem registada, para qualquer equipa em todo o encontro. Nestes últimos 8 minutos, desde jogarmos com apenas 4 jogadores de campo, até 7 metros convertidos apenas na recarga, de tudo aconteceu á equipa Nacional, que soube manter um extraordinário discernimento, e nunca perdeu o comando do marcador e do jogo. Com António Areia (4 golos) e Fábio Vidrago (6 golos) a concretizarem golos de excelente nível., assim como José Costa (2 golos), que foi um trabalhador incansável na linha dos 6 metros, tal como Pesqueira e Bosko, em termos defensivos. Na equipa da Islândia, Sigurdsson com 7 golos foi o melhor marcador da equipa, seguido de Aron Palmarsson com 6 golos, o seu principal guarda-redes Gustavsson, também esteve muito bem com 37% de eficácia). Sobre a arbitragem, e para não nos alongarmos muito, apenas dizemos, que foi excessivamente caseira, não havendo necessidade de tal comportamento, para depois não atuar sobre disciplinarmente sobre Alfredo Quintana, aquando de uma “autêntica” agressão na face do guarda-redes. Marcando uma falta do atacante nos últimos segundos de jogo, que apenas pode ser considerada, como lei da compensação.

Aguardamos com ansiedade o 2.º jogo, pois será certamente muito diferente deste que assistimos, hoje. Terminamos com um agradecimento á informação dada pelo sitio da Federação sobre a transmissão em LiveStream, em www.ruv.is
(Depois de entrar no site, clicar em I BEINNI e depois em RUV)

Calendário e Resultados
Dia 06-01-16
Islândia 28 – 32 Portugal
Dia 07-01-16
Islândia – Portugal (19H30)

Horas Locais (Igual em Portugal)

O Noticias

4 comentários:

Anónimo disse...

Quintana é especial! Pedroso esteve bem ou melhor... ressuscitou! Quem vai ser o central do futuro? Carneiro e Cruz já se percebeu terem sido passados á reforma. Enquanto há tanta falta de canhotos, pelo menos na ponta Portugal tem dois. P. Portela e A. Areia estão no ponto. Por serem Nórdicos não entramos com medo! Está na hora de começarmos a aparecer em eventos Europeus!

Jorge Almeida disse...

Os meus parabéns pela vitória.

Não vi o jogo, assim como os do Torneio na Suíça.

Comentando apenas resultados (que, no fim de tudo, são o que importa), diria que a selecção nacional tem o seu quê de masoquista. Como é que se explica perder com Suíça e Áustria (que, se não me falha a memória, nem vão ao próximo Europeu), e ganhar a uma Islândia que, na última década, só falhou o Mundial de Espanha, e tem andado ou no pódio ou lá próximo?

Em relação à informação da transmissão livestream do jogo, só a li já depois do jogo ter acabado, pelo que não deu para alterar a mensagem no blogue "Andebol na TV, Internet e Rádio" a tempo e horas.

Jorge Almeida disse...

1º) A transmissão do jogo de hoje vai ser feita pelo canal de TV islandês "RUV 2", que tem um canal de livestream oficial no link http://www.ruv.is/ruv-2.

2º) Reacções dos islandeses ao resultado do jogo de ontem:

http://www.ruv.is/frett/bjorgvin-thetta-er-eiginlega-skandall

Para quem não entender islandês (provavelmente, a imensa maioria dos leitores do Banhadas, onde eu me incluo), aqui vai a tradução do Google Tradutor em Inglês:

"It might be nice to get problems in his arms right now and can then add them to the next games," said Bergen Paul Gustafsson, Iceland goalkeeper, who spent 16 shots in the loss of Iceland in a friendly against Portugal tonight.

Icelandic team has been training hard recently and worked tired when out of the game tonight was established. Bergen agrees: "Portugal outfitted worked fresher and more in this 10-minute period in the second half, when we lose them from us, then brought it abundantly clear. It is our duty to catch up with the struggle and insanity. We will not up although we are at home and that is scandal. ?? "

Já sabem como são as traduções do Google, certo? E olhem que a para Português está bem pior ... Mas sempre dá para tirar dali o sentido.

Anónimo disse...

Há jogadores portugas a jogar no estrangeiro, França, Alemanha, Espanha que, são campeonatos muito mais competitivos. Já em outros anos houve sobretudo em Espanha. Embora em seleção não se ganhe notoriedade e em clubes, andemos á muitos anos fora da alta roda, há um querer. Já se trabalha melhor na juventude e teremos que aguardar. Há jogadores no nosso campeonato que, poderiam afirmar-se em alguns mais fortes. Se calhar há os que já este ano receberam propostas. Estamos cada vez mais perto desse objetivo. Não tardará. Pena que haja dirigentes que, nada fazem para termos campeonato mais equilibrado. Mais profissional. Não faço ideia se a Islândia se apresentou com tudo. Mas é claramente um país da nata do andebol. Países houve que por lá andaram. Outros voltaram e alguns desapareceram. Tudo se deve a ciclos de jogadores que, se decidem por carreira no andebol, assim como á qualidade dos mesmos. Igualmente a evolução se dará nos treinadores. Existe esperança!