gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 2 de abril de 2016

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2015 / 2016 – XIV - Final Four

Iniciou-se a disputa da Final Four da Taça de Portugal (1/2 Finais e Final), na Cidade de Almada numa organização conjunta da Edilidade e da Federação, no pavilhão do Complexo Municipal de Desportos de Almada. Destaca-se a realização de um encontro de Andebol 4Kids com a participação de 8 equipas em paralelo, o que será sempre de saudar.

Lamenta-se que mais uma vez, ao contrário do que foi já feito o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos.

PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos

Resultados - 1/2 Final
Dia 02-04-16
Madeira SAD 25 – 32 Sporting
Benfica 26 – 25 FC Porto
Final
Dia 03-04-16
Sporting – Benfica (17H00) Bola TV / Andebol TV

A primeira 1/2 Final, Madeira SAD / Sporting, que terminou com uma justa vitória do Sporting, com o resultado final a “enganar” os menos prevenidos, pois o Madeira SAD deu uma excelente réplica, até cerca dos 37 minutos, com o Sporting a vencer por 24-22, depois de o intervalo ter chegado com o Sporting na frente do marcador por 15-13, após o Madeira SAD ter comandado o marcador até cerca dos 20 minutos (10-8). O Madeira SAD, apresentou-se com as sua defesas bastante agressivas, e com sucessivas alterações, como Sporting, a saber gerir o seu ataque e a demonstrar que preparou e bem o jogo, fazendo um perfeito estudo do seu adversário, sabendo jogar em ataque planeado, e marcando a diferença mesmo em inferioridade numérica, e contando desta vez com um guarda-redes, o sueco Daniel Svensson, que esteve bem acima do que se lhe tem visto, realizando defesas de grande qualidade, tal como Luís Carvalho na baliza do Madeira SAD, que foi alternando com o cubano Yusnier Giron. De referir que o Sporting, que esteve várias vezes em inferioridade numérica, soube gerir as mesmas, e em alguns casos soube tirar proveito das mesmas, ao concretizar golos, equipa que como o Madeira SAD, foram muito geridas, pelos seus técnicos, com a equipa do Sporting, nos últimos 6 minutos a gerir totalmente o seu plantel, dando tempo de jogo aos menos utilizados. No Madeira SAD, de destacar a forma de jogar de Nuno Silva (3 golos) a dirigir todo o ataque da sua equipa, onde Elias António e Cláudio Pedroso, ambos com 6 golos, foram os seus melhores marcadores, sem esquecer o excelente jogo realizado por João Gomes (5 golos) como pivot da equipa, não só a marcar como a “ganhar” livres de 7 metros. O Sporting que aos 58 minutos de jogo vencia pela maior diferença ocorrida durante os 60 minutos (8 golos, 32-24), teve em Pedro Portela o seu mais eficaz e melhor marcador com 11 golos, com Pedro Solha a marcar 6 golos alguns de belo efeito, com um excelente aproveitamento dos contra-ataques, após defesas do seu guarda-redes ou blocos realizados pela sua defesa, não esquecendo o bom trabalho de Carlos Carneiro (4 golos) no comando do ataque. Jogo dirigido pela dupla bracarense Fernando Costa e Diogo Teixeira, que não tiveram trabalho fácil, e não complicaram, embora tivessem falhado nas faltas do atacante sem bola, e nas jogadas de prisão do braço pelo adversário dando origem a algumas exclusões. Bem no critério de 7 metros, e no jogo passivo, e sem reparos a aplicação da lei da vantagem.

A Outra 1/2 Final, foi um autêntico clássico do Andebol Português, um Benfica / FC Porto, duas equipas que se encontram pela terceira vez consecutiva, em pouco espaço de tempo, e onde o próximo jogo, de cada uma delas será novamente um encontro entre si. Mas antes de falarmos do jogo em si teremos de falar da parte negativa, ou seja a interrupção que se verificou cerca dos 21 minutos, por comportamento indevido das claques das equipas, e porque a policia presente após uma forte atuação conforme se constatou, nas imagens via TV, não deu garantias de segurança. Teremos de lamentar que estas situações tenham chegado ao andebol, e as claques que deveriam ter apenas como objetivo incentivar as suas equipas, e deveriam não ter comportamentos completamente reprováveis em todos os sentidos, e que nos dá a sensação de frustração. A interrupção de cerca de 30 minutos, não beneficiou ninguém é um dia com acontecimentos tristes e negros, que certamente obrigará aos órgãos disciplinares da Federação tomar uma posição sobre os mesmos. Agora vamos ao jogo, não foi um bom jogo, mas emoção não lhe faltou, foi disputado com mais emoção do que com inteligência (na nossa opinião), onde as defesas se sobrepuseram aos ataques, que cometiam diversas faltas técnicas, e de percas de bola, ou remates precipitados, mas dois homens devem ser destacados, pois foram as grandes figuras do jogo, estamos certamente a referir-nos a Hugo Laurentino na baliza do FC Porto, e a Nikola MItrevski, que demonstraram o valor que possuem. O FC Porto comandou o jogo e o marcador durante os primeiros 10 minutos (4-3), o Benfica recupera equilibra o encontro e com Tiago Pereira em excelente momento de forma e com sucessivas trovas e rapidez, em algumas das sua ações ofensivas, coloca-se na frente do marcador por 7-6, quando se dão os incidentes já relatados, após o recomeço do jogo o Benfica chega aos 4 golos de vantagem (10-6), máxima vantagem durante todo o encontro, com o resultado ao fim dos primeiros 30 minutos a ser de 11-8 a favor do Benfica. No segundo tempo o FC Porto, inicia uma excelente recuperação igualando a 18 golos aos 50 minutos, depois de ter passado por uma fase de impaciência, não aproveitando as superioridades numéricas, com as igualdades a sucederem-se nos momentos finais, com João Pais a igual o marcador a 21 golos, a cerca de 50 segundos do fim dos 60 minutos regulamentares, e que levaria o jogo para o prolongamento. O Prolongamento apenas deu mais enfase a emoção do encontro com as equipas a jogarem nos limites, e o Benfica com Uelington Silva a marcar o seu 8.º golo (Foi o melhor marcador da equipa, que teve 11 jogadores a marcar), quando estávamos a 1 segundo dos 70 minutos, golo que deu a vitória á equipa do Benfica num jogo, em que se se pudesse deveria haver dois vencedores. Na equipa do FC Porto destacar a eficácia de Antonio Areia nos 7 metros, sendo o melhor marcador da equipa com 9 golos, bem acompanhado por Gilberto Duarte com 6 golos, que nos deu a sensação de que tem tempo de jogo a mais, pois por vezes dá a sensação de que perde alguma lucidez, ele que é dos nossos melhor jogadores. Dirigiu este encontro a dupla de Aveiro constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que tiveram um jogo de elevadíssimo grau de dificuldade onde os três (3) desqualificações existentes foram todas bem aplicadas, não teremos coragem de os criticar nos poucos erros de avaliação que cometeram, realizando na nossa opinião um trabalho positivo, apesar das 14 exclusões, todas bem aplicadas na nossa opinião.

Assim amanhã teremos uma final que é mais um clássico da modalidade, e que o comportamento das claques, seja digno, se tenha o pavilhão cheio, e a modalidade saia dignificada.


Noticias

14 comentários:

Anónimo disse...

Era bom que o Costa fosse apanhar anzois para a ponte do Freixo. Como é possivel herdar uma equipa que, parecia passear em Portugal e afirmar-se de vez na Europa? Não temos treinador! Como é possivel ver-se o treinador aculpar jogadores? E depois vermos que, eles não lhe ligam muito? Se me contassem que, perdemos três vezes com o Benfica, ahava que era sempre dia das mentiras! Vai embora Costa! Eras um jogador com uma mão esquerda acima da média mas, não tens cérebro nem espirito para comandar uma equipa!

Anónimo disse...

Apesar de tudo o que se diz escreve, os jogadores do meu Sporting merecem respeito.Època de imensas baralhadas mas, nada está perdido. Admito que devido á falta de mioloa podiamos estar melhor, com esta novela dolorosa dos guarda-redes. Podiamos ter Candeias ou nesta altura o Correia. Verdade. Os culpados andam escondidos e o andebol motivo de orgulho em tempos nas modalidades, agora virou pesadelo e sem fim á vista. Hoje mais uma surpresa. O ste inicial fez-me rir, confesso! Se calhar o pedro portela deixou de ser o melhor jogador em Portugal naquela posição... Basta! Tomem-se medidas!

Anónimo disse...

Benfica-Porto
Arbitragem a pior das 3 equipas em campo:
14 exclusões e 3 vermelhos mas o jogo foi assim tão violento?
Duelos a nível físico por atletas profissionais, mais de 190cm e 100kg de peso , super treinados.
Recordar que um jogo deste merecia uma das melhores duplas do nosso Andebol e esta é 6 ou 7 dupla com valor mas falta treino mental a um dos seus elementos Ramiro Silva para se aguentar e evitar decisões fáceis..
Ganhou quem falhou menos nos últimos minutos e o Benfica ganhou em cima da meta!
O publico do andebol esteve bem e quem mandou os Super Dragões erros porque só prejudicou o andebol e a equipa do Porto, o jogo esteve interrompido 30'.
Um final já há muito que não se jogava e Recordar que o ano passado ganhou o ABC.
As 4 equipas presentes trouxeram todo o plantel para os jogos e o CA de arbitragem mais uma vez na pessoa do Seu Presidente trouxe as reservas para arbitrar jogos de elevada dificuldade!
Irresponsabilidade...
Chega de amadorismo no seio da arbitragem portuguesa..
Gilberto de Almada

Anónimo disse...

lamentáveis as declarações do técnico do porto, ao dizer que os limitaram e ele o que fez, quem é que o limitou, ou ser+a que as exclusões não foram todas bem dadas, mas não fala nos livre de 7 metros que beneficiou, é uma tristeza, o meu clube ter um técnico, que fala da maneira fala, perde 3 jogos seguidos com o mesmo adversário, e depois tem esta conversa da treta, Magalhães dirige tu a equipa, pois sabes mais que ele.

Anónimo disse...

2 de abril de 2016 às 20:39
2 de abril de 2016 às 22:56
ridículos comentários que se compreende na gíria do ciume, inveja e anti-portismo primário!
Excelente orientação do treinador RC e não pode ele não é responsável pelo 2 remate finai do Salina frente ao GR do Benfica e fechava o jogo!
ida de jogador....

Anónimo disse...

Grandes jogos na taça embora o Porto-Benfica, tivesse sido mais atraente. Já havia atmosfera de suspense devido aos últimos jogos entre rivais. O Porto dando sensação de estar a descer, o Benfica a subir e causar espanto nos seus rivais. Arbitragem duma das melhores duplas nacionais das três melhores. Critério apertado de inicio até ao fim, evitando males maiores e, ajustando já as equipas a algumas mudanças a partir de junho! Com um ambiente de festa é triste que, a claque No Name Boys tivesse optado por linguagem grosseira e baixa. Quanto aos Superdragões foram ainda mais longe e, num ápice entraram em cenas de violência! Voaram caixotes dolixo e objectos vários. Oxalá a federação tome medidas dado haver imagens, È triste isto acontecer com a presença de muita criança ao pé! Quem ama o andebol não quer a cultura do futebol nos pavilhões! As ameaças de que, quando o Benfica for lá acima vai pagar são do pior! Admira-me pessoalmente que, a policia esteja a ver individuos musculadoe e de corpo trabalhado, a tentar agredir outros e apenas os empurre e tente controlar!!! Ainda bem que nada sde grave aconteceu. A bandidagem não deve estar em pavilhões! Esperemos que, devido ao ambiente de rivalidade eterna dos dois colossos de Lisboa, não haja mais que rivalidade! Que não se esqueçam que, é a rivalidade que, otimiza jogadores e leva ao seu crescimento! Que os mal formados não esqueçam que, por enquanto no andebol, ainda há jogadores rivais que, em campo passam do normal por vezes admitamos, mas fora dele até passam férias com as familias juntas! Isso sim, é um bom exemplo para os seus filhos e para aquelas crianças que, ontem davam um toque especial ás bancadas! Serão elas os jogadores\as de amanhã! ESPEREMOS QUE A FEDERAÇÃO TOME AGORA AS MEDIDAS, CORTANDO O MAL PELA RAIZ!!! Não sendo sócio nem simpatizante de nenhum dos clubes presentes, estou á vontade para criticar. O meu clube é a modalidade e os principios olimpicos que, estão contidos na maneira de viver que é o desporto! Para o fim o meu aplauso a dois guarda-redes o Laurentino e o Mitrevski que, foram espetaculares! È que normalmente falaremos mais no Gilberto ou Uelington. DE ENALTECER O COMPORTAMENTO DE PESSOAS DOS DOIS CLUBES, COMO O TREINADOR AUXILIAR DO BENFICA E DO TECNICO DE EQUIPAMENTOS DO PORTO, AJUDANDO CRIANÇAS E ATÉ IDOSOS A SAIR DA BANCADA, ONDE SE PODIAM TER DADO ACIDENTES. NINGUÉM VAI A UM PAVILHÃO PARA VÊR CRIANÇAS ASSUSTADAS E A CHORAR!!!

Anónimo disse...

Se depois do que aconteceu ontem em Almada a Federação não tomar medidas severas é melhor fechar a porta.

Antonio Guilherme disse...

Estou afastado das lides andebolisticas por opçao e por contestaçao ao CA da FAP ha 2 anos e faço tençoes de me manter assim por mais algum tempo, mas nao posso de me sentir hoje muito feliz por aquilo que vi nos dois jogos das meias finais da Taça de Portugal em Andebol, relativamente ao comportamento das duas dupla de arbitragem presentes nos respectivos jogos.
Ja tive oportunidade de dar os parabens ao Ramiro pela enorme arbitragem que fizeram num jogo extremamente dificil de dirigir.
Para que essa prestaçao podesse ter os contornos que teve foi determinante a forma como desde logo e nos primeiros segundos mostraram aos jogadores qual iria ser a postura da dupla na direcao do jogo e no cumprimento das regras. A prova disso foi a excelente atitude que tiveram logo no primeiro minuto quando excluiram o atleta do Benfica pela forma como atacou o jogador do Porto. Ai ficou expresso a forma como a dupla iria atuar ao longo do jogo....sempre com redea curta. E evidente que este tipo de atuaçao muito dificil pois o criterio tem que ser igual ao longo dos 60 minutos do jogo e a dupla conseguiu muito bem manter esse mesmo rigor ao longo dos 70 minutos do jogo. Nas desqualificaçoes apenas uma palavra....SOBERBOS. A desqualificaçao do Quintana so e possivel devido a experiencia da dupla e a extrema atençao posta em jogo ( niveis de concentraçao sempre ao mais alto nivel ) pois conseguiram ver e muito bem que o Quintana apos defender a bola fez o movimento dos braços para atingir o atacante na cara ( cabeça ). E quando muita gente podia pensar que teria que ser assinaldo livre de 7 metros eis a resposta dada pela dupla....Desqualificaçao e lancamento de baliza a favor do FCP isto porque o atacante do Benfica rematou a vontade sendo atingido violentamente pelo Quintana apos a defesa deste . A desqualificaçao do jogador do Benfica igualmente correta visto ter ido claramente a cabeça do atacante do Porto. LIvres de 7 metros todos corretos, e restante cumprimento e aplicaçao das regras totalmente acertadas.
Perante isto e e a minha opiniao que vale o que vale estamos perante uma arbitragem IMACULADA. Parabens a dupla

Ex arbitro e ex delegado
Antonio Guilherme

Anónimo disse...

Ralativamente aos eventos na bancada quem estava ocalizado na zona vip viu, o conjunto de individuos que entrou em passo acelerado no pavilhão e se dirigiu à zona da claque do fcporto e deu inicio as agressões. a propria psp tinha sido alertada para um reforço da segurança mas tardou em acionar.

Anónimo disse...

Ex arbitro e ex delegado
António Guilherme

Contador de histórias e mal contadas e desactualizado muito lá para trás..
O que se passou na arbitragem foi mau demais e basta saber o Ranking dos arbitro para entender que a dupla de Aveiro é desequilibrada e nada a fazer...
Recordar 14 exclusões e 3 vermelhos só faltou ao treinador do Porto e já agora sabe quanto tempo se jogou ANDEBOL DE SETE CARO ANTÓNIO GUILHERME ! nem imagina era bom mas dou-lhe a informação 7'registados.... e foi uma grande arbitragem.. claro apoiada pelo CA que pretendia ver na final o Benfica-Sporting há muitos anos que não se realizava!
Já agora se viu diga-me que andava a fazer junto á Mesa o Pres.do Ca e o Manuel Conceição foi quem deu ordem para mostrar vermelho!!! ao Pedro Solha na Final.
Sabe um pergunta:
Porque nao as melhores duplas para os melhores jogos!
Entende caro ignorante ou não tanto ..
Falta Moral e bom senso a quem manda no Andebol...

Antonio Guilherme disse...

Ao anonimo das 14:46
Meu caro Sr
Saber regras e arbitragem nao e para todos...e so para alguns e eu posso considerar-me como sendo um desses alguns...sao poucos e verdade mas eu sou um desses alguns
A dupla de Aveiro ate pode ser o que o sr quiser mas eu melhor do que ninguem sei quem e essa dupla porque fui eu quem a formou nos encontrios nacionais antes realizados, na altura em que a FAP tinha formaçao, tal como fiz parte da formaçao de outros arbitros internacionais ate, por isso como pode ver eu sou um daqueles que pode comentar arbitragem e tecnica de arbitragem e o cumprimento e aplicaçao das regras no jogo.
14 exclusoes e 3 desqualificaçoes...acha muito? Eu nao acho. Como pelos vistos e um grande entendedor de arbitragem deve saber que agarrar, empurrar em corrida ou em salto, puxar braços, atacar o peito do opositor de maos abertas ou fechadas de forma violenta, etc , etc sao imediatamente punidas com exclusao. Pelo que vi foi o que aconteceu, logo nota muito positiva para a dupla no julgamento do capitulo disciplinar
Mais:defensor que atinge atacante com as maos na cara ou cabeça do opositor tem que ser obrigatoriamente desqualificado. O guarda redes do Porto apos defesa deixa cair os braços propositadamente sobre a cabeça do atacante que se encontrava dentro da sua area de baliza e junto a si....sançao disciplinar: DESQUALIFICAÇAO----sançao tecnica: lançamento de baliza para o FCP....nestas duas situaçoes....NOTA POSITIVA para a dupla.
Para terminar somente isto....o Sr leu alguma coisa escrita por mim no meu comentario ou em outro aqui feito sobre o jogo da final?
Certamente nao leu, porque escrito por mim nao tem ca nada
Caro Sr fale do que sabe e deixe-se de falar e criticar aqueles que vestem aquelas camisolas e vao la para dentro. Eu aposto que se lhe desse um apito para a mao para apitar um jogo de infantis o Sr fugia a 7 pes e nem sequer conseguia meter o apito a boca,por isso nao critique aqueles que tem a coragem de la andar e serem tao mal tratados por todos, dirigentes, atletas, direçao da FAP e membros do CA, quando o Sr nao era sequer capaz de se equipar quanto mais ir la para dentro apitar
Qunato ao comportamento dos delegados nao me pronuncio para ja...pode ser que um dia o venha a fazer, mas todos sabemos o que foram enquanto arbitros.
PENSE ANTES DE CRITICAR.....CRITICAR E FACIL
Antonio Guilherme
Ex arbitro e ex delegado



Anónimo disse...

acabei de ler o texto do sr. António Guilherme, que conheço o suficiente para saber das suas qualidades ou não como observador ou como delegado ao jogo, e também do seu conhecimento sobre as regras de jogo, assim como também conheço bem as suas divergências com os actuais dirigentes do ca, mas defender o indefensável, acerca da qualidade da dupla referida, é situar-se numa posição de que todos os que comentam ou são burros ou não sabem o que dizem, pois tenho prazer de lhe dizer que a dupla em causa, não falamos das desqualificações onde realmente se limitaram a cumprir a lei, mas que foram fortemente condicionados tendo comportamentos completamente diferentes de uma parte para a outra do jogo, pois não basta começar forte e em 5 minutos ter 5 ou 6 exclusões e depois durante o resto do tempo qual é gestão que se faz, e a modalidade é 7 ou de 4, 5 ou 6, a sa faltas sem bola são ou não para ser marcadas, o que lá está a fazer o árbitro de baliza, parece-me que se está a esquecer destes pormenores, e quanto aos seus conhecimentos sobre técnica de arbitragem, parece-me que sente grandes dificuldades, pois na modalidade estamos fartos de empirismo e de teóricos que saibam o que dizem.
O Velho

Anónimo disse...

António Guilherme
Ex arbitro e ex delegado
Sabe tudo e tanto das regras me diga:
quais as regras fundamentais no Andebol de Sete?
Se acertar sem excitações dou-lhe um prémio quando estiver consigo a ver um jogo e vc na Bancada.
Mas defender os erros e conduta de uma dupla só fica mal e prova a sua incapacidade para ser arbitro ou ex arbitro!
Esqueça os meus reparos sobre o dupla de Aveiro mas leia os comentários dos jornalista e treinadores sobre o jogo!
JÁ AGORA SABE QUANTOS MINUTOS SE JOGARAM ANDEBOL DE SETE?
7' MINUTOS DE TEMPO ÚTIL!
Na sua opinião dirá eu sei lá o que é o andebol de sete e preocupação dos árbitros manter os 14 jogadores em campo!
Abraço ao Ramiro e Colega que ja vi melhor arbitragem!

Anónimo disse...

O Velho

4 de abril de 2016 às 23:37
Um analfabeto a falar de andebol e pensa que sabe e muito de arbitragem!
quanto as suas afirmações do Andebol de 7 poder ser de 3.4.5.6 é mesmo um ignorante na bancada ou dentro do campo como arbitro e isso é perigoso!
Sabe quantos erros nas decisões foram registados por quem sabe de arbitragem e foi arbitro internacional.
Nem digo foram muito mais os desacertos que acertos! e na duvida 2' para acalmar as criticas e bocas!