gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 25 de maio de 2016

PO06 Fase Final – 2015 / 2016 - II

Cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada no mesmo formato competitivo, da época anterior.

Desta feita sem representação das Regiões Insulares.

PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos
Fase Final

1.ª Jornada
Dia 21-05-16
Sporting 22 – 22 ABC A
Benfica A 27 – 30 Águas Santas

Fase Final da prova, que teve a sua 2.ª jornada, onde as equipas do Sul receberam as equipas do Norte, com um saldo francamente positivo para as equipas oriundas do Norte. Começando desde já a deslumbrar-se uma possível superioridade das equipas do Águas Santas, (na nossa opinião), a favorita ao título nacional. Jogos disputados sem ocorrências disciplinares que são um facto sempre digno de registo, quando existem salutares e boas práticas desportivas. No Pavilhão Fernando Tavares, realizou o Sporting / ABC A, que terminou numa igualdade, embora o ABC tenha comandado praticamente sempre o marcador, chegando ao intervalo a vencer por 6 golos de vantagem (13-7), depois de ter estado a vencer por 7-2, 10-5, isto apenas como exemplo. No segundo período do jogo manteve.se praticamente a mesma toada do jogo, com o ABC a manter a vantagem de 6 golos (14-8, 17-11 e 18-12), para o Sporting, com boa reação nos momentos finais do segundo tempo chegar a igualdade final, tanto ABC como Sporting, obtiveram os seus primeiros pontos positivos na prova, Bruno Gaspar com 5 golos foi o melhor marcador do Sporting, enquanto Francisco Silva e Rui Ferreira no ABC ambos com 5 golos, cada, foram os seus melhores marcadores. Tivemos ainda o Benfica A / Águas Santas, jogo onde o Benfica teve bom começo e chega a 2-0, para depois sofrer um parcial de 10-1, e o resultado ficar em 10-3 a favor dos maiatos, que nunca mais largaram o comando do marcador e do jogo, chegando ao fim dos primeiros 30 minutos a vencer por 17-12. Já no decorrer do segundo tempo a equipa do Águas Santas, continua com vantagens que variam normalmente entre os 3 e os 5 golos (21-15, 22-18 e 25-22) como exemplos do que afirmamos, para o Benfica conseguir chegar á diferença mínima de 26-25 a favor do Águas Santas, que volta a dilatar a vantagem terminando como vencedor. No Benfica tivemos Pedro Loureiro com 8 golos e Pedro Santana com 7 golos, como os seus melhores marcadores, por sua vez na equipa do Águas Santas Gonçalo Vieira com 11 golos, Rafael Teixeira e Rui Correia, ambos com 5 golos cada, foram os seus melhores marcadores.

A Classificação após esta jornada ficou – 1.º Águas Santas (6 pontos), 2.º Benfica A (4 pontos), 3.º Sporting e ABC (3 pontos).

O Formador

Sem comentários: