gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 26 de junho de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 38 – 2015 / 2016 - II

Última crónica dedicada á PO02, que terminou este fim-de-semana com a realização da 10.ª e última da Fase Final da Prova.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

BOA HORA CAMPEÃO NACIONAL
(Sucede ao AC Fafe)
Fase Final Nacional
10.ª Jornada (5.ª da 2.ª Volta)
Dia 25-06-16
Boa Hora 25 – 19 São Mamede
FC Gaia 39 – 31 Vitória FC
Arsenal 26 – 26 AC Sismaria

Campeão NacionalBoa Hora
Subidas de Divisão – Boa Hora e Arsenal
Prova de Acesso á PO01 – São Mamede e AC Sismaria

Nesta jornada onde tudo ou quase tudo já estava definido (subidas e descidas de divisão já definidas) definiu-se o título de Campeão Nacional, que é conquistado com mérito pela equipa do Boa Hora, que assim sucede ao AC Fafe (curiosamente uma equipas que irá disputar a prova de apuramento), vencedor da prova na época passada. Regressando assim á 1.ª Divisão Nacional, onde já esteve.

Disputou-se a última jornada da Fase Final da prova, Atingimos esta jornada da Fase Final, com as subidas e descidas, já definidas, apenas com a discussão o Titulo de Campeão Nacional, pois com a publicação em 24-06-17 do CO N.º 1 da época 16-17, que era acompanhado dos novos Regulamentos de Provas, ficamos a saber o conteúdo da nova Prova (PO01-A - Prova de Apuramento ao Campeonato Nacional Masculino da 1.ª Divisão), e depois de ler o respetivo Regulamento, constatou-se que igualmente os lugares de quem irá disputar essa prova de aceso já estavam definidos. Jornada onde infelizmente nos três jogos realizados, tivemos registo de ocorrências disciplinares num dos encontros, por outro lado, apenas um dos resultados verificados na jornada homóloga da 1.ª volta, foi confirmado. Registe-se ainda que as equipas que disputarão a Prova de Apuramento, apresentaram-se nos jogos com apenas 11 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. Assinalando-se que o FC Gaia obteve a sua primeira e única vitória.

Infelizmente está foi uma época que primou pela negativa e completa ausência, quando a jogos transmitidos pela Andebol TV, o que se lamenta.

No Pavilhão Fernando Tavares, com uma extraordinária moldura humana, o Boa Hora, defrontou a equipa de São Mamede, que criou enormes dificuldades á equipa visitada, que não começou bem o jogo, chegando a estar a perder por 7-4, para seguidamente fazer um parcial de 4-0, e passar para a frente do marcador por 8-7, o São Mamede ainda igual a 8 golos, mas a partir deste momento a equipa do Boa Hora assumiu o comando jogo e do marcador chegando a um diferencial de 6 golos ainda nos 30 minutos iniciais (15-9), para o intervalo registar 15-10 a favor da equipa, visitada. Nos segundos 30 minutos, o jogo foi mais equilibrado, embora os locais nunca deixassem de controlar e comandar o marcador, pois com esta vitória conquistaram o título de campeão Nacional. No Boa Hora com 11 jogadores a marcarem golos, os seus melhores marcadores não foram além dos 4 golos (Nuno Pinto, Luís Nunes, e Diogo Domingos), na equipa do São Mamede, Gustava Gouveia, com 9 golos foi o seu melhor marcador. Luís Galvão com 8 golos e Pedro Garcia com 7 golos, foram os principais marcadores do FC Gaia, que teve 12 jogadores a marcarem golos. Ricardo Pereira com 9 golos e José Machuqueiro com 7 golos, foram os melhores marcadores do Vitória FC.

No Flavio Sá Leite, disputou-se o Arsenal / AC Sismaria (único encontro com registo de ocorrências disciplinares), que também poderia ser decisivo para atribuição do Titulo Nacional, Sendo um jogo presenciado por menos espectadores do que seria de esperar, embora a equipa bracarense já tivesse alcançado um dos seus objetivos para a época, com a subida já garantida a divisão maior do Andebol Nacional. O encontro teve duas partes distintas, no primeiro tempo total domínio dos locais que chegaram aos 7-1, e aos 13-5, maior vantagem neste período de jogo, para se atingir o intervalo a vencer por 17-11. No segundo tempo tivemos “outra” equipa em campo, pois o AC Sismaria foi recuperando o diferencial e rapidamente chegou á diferença mínima, por diversas vezes (20-19, 22-21 e 26-25, por exemplo), equilibrando na totalidade o jogo, e concretizando o golo da igualdade nos momentos finais do encontro.  

A Classificação Final, ficou assim estabelecida: - 1.º Boa Hora (28 pontos), 2.º Arsenal Devesa (26 pontos), 3.º São Mamede (23 pontos), 4.º AC Sismaria (17 pontos), 5.º FC Gaia, e Vitória FC (13 pontos).

O Banhadas Andebol

8 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns ao Boa Hora, apenas espero que tenha estruturas suficientes para não ser sobe e desce.

Anónimo disse...

Parece que as dificuldades angolanas já se fazem sentir pelo BHora...

Anónimo disse...

O Fafe vai direito á descida. O Boa-Hora vai subir com todo o mérito mas... terá estrutura para depois se aguentar na Primeira? Para isso é preciso jogadores.

Anónimo disse...

E treinador não?

Anónimo disse...

Parabéns a TODAS as equipas que participaram neste campeonato pelo esforço e dedicação que prestam em prol do Andebol. Esta felicitação, exclui as equipas que combinaram resultados.

Pedro Marques disse...

Já se sabe alguma coisa da liguilha?

Anónimo disse...

Come um jesuíta acompanhado de um copo de água e 4 rennies...pois parece que a azia ainda está a bater forte para esses lados!

Anónimo disse...

Se o Boa Hora vai para primeira divisao e se vai ser subir e descer logo que importa, o importante e que foi a melhor equipa da segunda divisao e subio com todo o merito.
acho que la para lados de belem e que andam preocupados com esta subida