gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 6 de junho de 2016

P004 – Fase Final – 2015 /2016 – X

Crónicas dedicada á Fase Final Nacional da PO04, que se disputou a 10.º e última Jornada da Prova, já sem o aliciante de estar em discussão Titulo Nacional que já se encontra entregue desde a 8.ª Jornada.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo “A”
10.ª Jornada (5.ª da 2.ª Volta)
Dia 05-06-16
Sporting 24 - 24 ABC
Alto Moinho 24 - 28 Benfica
FC Porto 28 - 22 Águas Santas

Campeão Nacional – Benfica

Descem de Divisão
Zona Sul – Ginásio Sul e IFC Torrense
Zona Norte – FC Gaia e São Mamede

Mais uma vez se verificou e continuamos a considerar extraordinário o facto desta prova, que na nossa opinião ter sido um verdadeiro exemplo em termos disciplinares, pois disputou-se mais uma jornada sem se verificaram-se ocorrências disciplinares. Infelizmente a competitividade esperada saiu “defraudada”, pois o Campeão Nacional, foi encontrado a 2 jornadas do fim e que terminou a prova sem averbar nenhuma derrota (pensamos ser facto inédito esta época em provas nacionais), com as expectativas a um nível “zero”, para esta jornada e que foi disputada como se costuma dizer para “cumprir calendário”, e na nossa opinião parece-nos que houve equipas que abdicaram da discussão do titulo demasiado cedo, e o único interesse agora centrou-se nas equipas que desceram de divisão, e que nós não temos vindo a acompanhar, pois não existe espaço para tudo infelizmente, no entanto podemos constatar que na Zona Norte 3 equipas terminaram em igualdade pontual final, mas o regulamento da prova é claro e diz que o desempate nesta Fase é feito através da classificação obtida na 1.ª Fase Nacional, o que deu origem á descida de divisão do FC Gaia. Foi uma prova disputada praticamente sem adiamentos o que a tornou numa raridade nos tempos que correm, e no calendário Nacional. Para terminarmos, devemos lamentar a sofrível prestação desportiva do Sporting, e a agradável surpresa do Alto Moinho. Nesta jornada apenas uma equipa confirmou o resultado verificado na jornada homóloga da 1.ª volta (Ato Moinho / Benfica).

O Jogo mais mediático, disputou-se no Pavilhão Fernando Tavares, com uma fraca assistência, entre o Sporting e o ABC, que se apresentou bastante desfalcado, e apenas poderia servir para a equipa do Sporting “Salvar a Face” como se costuma dizer, pois as equipas tinham a sua classificação final definida, pois a equipa da Zona Sul, mesmo que vencesse nunca sairia do último lugar desta Fase. Foi um encontro de grande equilíbrio, conforme se prova pelo resultado que se verificava ao intervalo e já era uma igualdade a 11 golos. O Segundo período não foi muito diferente do primeiro, e apesar de alguma alternância no marcador, acabou por terminar numa igualdade. O experiente Francisco Tavares com 10 golos acaba por ser o melhor marcador da equipa do Sporting, enquanto no ABC, Gonçalo Areias com 6 golos, foi o melhor marcador do ABC. No Alto Moinho, com uma excelente moldura humana, e onde (na nossa opinião) a equipa local foi a sensação no escalão esta época recebeu o invencível Benfica, que viu-se e desejou-se para vencer o encontro, pois esteve por diversas ocasiões atrás no marcador (Benfica que também se apresentou desfalcado de alguns dos seus principais elementos), ao intervalo o resultado era favorável á equipa visitado por 13-12, o que só por si diz das dificuldades sentidas pela equipa Campeã Nacional do escalão, que apenas conseguiu dar a volta ao marcador já no segundo tempo. Pedro Padre com 8 golos e Diogo Abadia com 6 golos foram os melhores marcadores do Alto Moinho, por sua vez o Benfica com 10 jogadores a marcarem golos, teve em Miguel Xavier com 6 golos, João Machado e Pedro Loureiro, ambos com 5 golos cada os seus principais marcadores. Em Mais um jogo para cumprir calendário, pois as suas classificações já estavam definidas, jogaram no Colégio Carvalhos o FC Porto / Águas Santas, que foi um dos encontros, onde o resultado foi retificado, com a vitória do FC Porto, quando na 1.ª volta tinham terminado numa igualdade no marcador. Este foi mais um encontro disputado com uma fraca assistência, com o FC Porto a comandar o marcador, chegando ao intervalo já a vencer por 14-10, e no segundo tempo ainda aumentar a diferença. Diogo Silva com 8 golos, foi o melhor marcador da equipa do FC Porto, onde 11 atletas marcaram golos, no Águas Santas, Ricardo Ávila com 7 golos foi o melhor marcador da equipa.

Classificação Final - 1.º Benfica (29 pontos), 2.º Águas Santas (22 pontos), 3.º FC Porto (21 pontos), 4.º ABC (19 pontos), 5.º Alto Moinho (16 pontos), 6.º Sporting (13 pontos). 

O Noticias.

4 comentários:

Anónimo disse...

Os bifanas perderam o pio ou melhor vão piar na Segunda Divisão

Anónimo disse...

Mas isso ja se sabia ,a partir do momento que o Claudio foi expulso o Gaia estava condenado a descer

Anónimo disse...

Entao perderam o pio os gringos do Gaia pelos vistos era só letra

Anónimo disse...

o Claudio nao foi expulso... o Claudio foi embora do clube por sua vontade e abandonou a equipa de juniores!