gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Arbitragem – Novas Regras - VII

NOVAS REGRAS EM 2016

Depois de termos dado a informação e os respetivos links, acerca das novas regras, o CA e a Federação continuam mudas acerca deste tema, Assim iremos continuar a dar aos nossos leitores, todas as alterações, com os possíveis textos a serem incluídos nas novas Regras, hoje iremos tratar da Regra 12 (Lançamento de Baliza), Regra 13 (O Lançamento Livre) e Regra 14 (O Lançamento de 7 metros).

Atualmente o texto diz:
(em vermelho iremos colocar as alterações que foram produzidas pela IHF).

12:2 O lançamento de baliza é executado pelo guarda-redes, sem sinal de apito, do árbitro (ver, no entanto, 15:5b), a partir da área de baliza para o exterior da linha de área de baliza.

Se a equipa que vai executar o lançamento de baliza está a jogar sem guarda-redes, deve substituir um dos jogadores de campo por um guarda-redes (Regra 4:4). Os árbitros decidem se é necessário um tempo de paragem (Time-Out) (Regra 2:8, 2.º paragrafo, Esclarecimento N.º 2)

Considera-se que o lançamento de baliza foi executado quando a bola lançada pelo guarda-redes ultrapassou completamente a linha de área de baliza.

É permitido aos jogadores da equipa adversária estar imediatamente fora da linha de área de baliza, mas não lhes é permitido tocar a bola até que esta tenha ultrapassado completamente a linha (15:4, 15:9, 8:7c).

13:2 Os árbitros devem permitir a continuidade do jogo evitando interromper o jogo prematuramente com uma decisão de lançamento livre.

Isto significa que, de acordo com a Regra 13:1a, os árbitros não devem decidir um lançamento livre se a equipa que defende ganha posse da bola imediatamente após a infração cometida pela equipa atacante.

De forma semelhante, sob a Regra 13:1b, os árbitros não devem intervir até e a menos que esteja claro que a equipa atacante perdeu a posse da bola ou não pode continuar o seu ataque, devido à infração cometida pela equipa que defende.

Caso seja atribuído uma sanção pessoal devido a uma infração das regras, então os árbitros podem decidir interromper o jogo imediatamente, se isto não causar uma desvantagem para os adversários da equipa que comete a infração. Caso contrário a sanção deverá ser adiada até que a situação existente termine.

A regra 13:2 não se aplica no caso de infrações contra as regras 4:2-3 ou 4:5-6, onde o jogo será imediatamente interrompido, normalmente através da intervenção do cronometrista, do delegado ou dos árbitros.

14:1  Um lançamento de 7 metros é assinalado quando:

a)    Uma clara oportunidade de golo é impedida ilegalmente em qualquer parte do terreno de jogo, por um jogador ou um oficial de equipa da equipa adversária;

b)   Existe um sinal de apito injustificado no momento de uma clara oportunidade de golo;

c)    Uma clara oportunidade de golo é impedida pela interferência de alguém não participante no jogo, por exemplo um espectador entra no terreno de jogo ou jogadores param por intermédio de sinal de apito (exceto quando se aplica o Comentário da Regra 9:1). Por analogia esta regra também se aplica em casos de “força maior” tais como um súbito corte de energia elétrica que interrompe o jogo precisamente durante uma clara oportunidade de golo.

d)   Existe uma infração de acordo com as Regras 8:10c ou 8:10d (Ver no entanto o último paragrafo da Regra 8:10)

Por analogia esta regra também se aplica em casos de “força maior” tais como um súbito corte de energia elétrica que interrompe o jogo precisamente durante uma clara oportunidade de golo.

Para a definição de “clara oportunidade de golo”, ver a Esclarecimento N.º 6.

14:2 Se um jogador atacante detém pleno controlo da bola e do corpo apesar de sofrer uma infração como a contemplada na Regra 14:1a, não há nenhuma razão para assinalar um lançamento de 7 metros, até mesmo se o jogador depois disso não tem êxito na utilização da clara oportunidade de golo.

Sempre que exista uma possibilidade de decisão de lançamento de 7 metros os árbitros devem sempre evitar intervir até que possam determinar claramente se um lançamento de 7 metros é uma decisão realmente justificada e necessária. Se o jogador atacante consegue marcar um golo apesar da interferência ilegal dos defensores não há obviamente nenhuma razão para atribuir um lançamento de 7 metros. Pelo contrário, se se verificar que o jogador realmente perdeu a controlo da bola ou o controlo do corpo por causa da infração de forma a que uma clara oportunidade de marcar deixe de existir, então será assinalado um lançamento de 7 metros.

A Regra 14:2 não é aplicável, nos casos que envolvem infrações das Regras 4:2-3 ou 4:5-6, quando o jogo tem de ser imediatamente interrompido por um sinal do cronometrista, do delegado ou dos árbitros.

Tentamos mais uma vez não alterar as terminologias usadas atualmente nas Regras em Português, Hoje tratamos das Regras 12, 13, e 14, em próximo artigo iremos falar sobre a Regra 16, 17 e 18. Continuamos a aguardar por informações Oficiais, e assim vai a arbitragem nacional.

O Analista

Sem comentários: