gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 8 de outubro de 2016

Competições Europeias 2016 / 2017 – XXXI – EHF CUP Masculina


Iniciou a sua participação na EHF CUP Masculina o Benfica, enquanto o FC Porto, já tinha disputado a 1.ª Eliminatória, com ambas as equipas a disputar a 1.ª Mão da 2.ª Eliminatória. Jogos disputados em Portugal

EHF CUP 

BENFICA VENCE JOGO DA 1.ª MÃO

O Benfica, iniciou a sua participação na 2.ª Ronda de Qualificação, onde defrontou no seu pavilhão a equipa luxemburguesa do Handball Kaerjengos, que mais uma vez não apresentava a moldura humana que se esperava. Foi um jogo muito mais equilibrado do que provavelmente se estaria á espera, aos 12 minutos o resultado registava uma igualdade a 5 golos, para o Benfica passar para comando, chegando a ter 4 golos de vantagem aos 16 minutos (10-6), para a seguir os luxemburgueses onde em especial, três dos seus jogadores fazem a diferença, estamos a referirmos ao guarda-redes Chris Auger, a Tom Meis (6 golos), e ao italianos Francesco Volpi (5 golos), souberam aproveitar e muito bem o pouco acerto defensivo do Benfica, e as várias faltas técnicas que iam cometendo em especial no ataque, e recuperam pacientemente no marcador, para chegar ao intervalo a vencer por 18-15, depois de voltar a permitir nova igualdade a 13 golos (25 minutos), aproveitando também uma tarde menos conseguida de Hugo Figueira. No segundo tempo o Benfica apesar de comandar grande parte do tempo, mas volta ter grandes quebras atacantes, e volta a defender mal em especial criando muito espaço nos 6 metros, voltou a permitir uma igualdade a 22 golos aos 42 minutos, para permitir que a equipa luxemburguesa passasse para a frente do marcador por 23.22, voltando a assumir o comando do jogo e do marcador aos 25-24 (48 minutos), e a partir da daqui nos minutos finais conseguir ampliar a vantagem para os números finais, tendo contribuído e muito a prestação na baliza de Nikola Mitrevski, como de costume a rotatividade do plantel no Benfica foi uma constante (13 jogadores a marcarem golos), na procura de soluções para um jogo que não foi fácil. E onde mais uma vez Belone Moreira com os seus 6 golos e as suas assistências, foi um dos seus principais elementos, bem acompanhado por Paulo Moreno (4 golos) quer a defender, quer na linha dos 6 metros. Desde já se poderá dizer que o Benfica não apesar da vantagem de 5 golos, não terá tarefa fácil no Luxemburgo, diante uma equipa que sabe o que quere. Encontro dirigido pela dupla italiana constituída por Simone Zendali e Stefano Rie llo, que demonstrou falta de experiência para encontros desta natureza, verificando-se que nem sequer possuem os intercomunicadores, já tão usuais, pecando em especial na lei da vantagem e na falta do atacante.

FC PORTO VENCE JOGO DA 1.ª MÃO

O FC Porto que venceu com grande facilidade a 1.ª Eliminatória, tinha agora pela frende uma equipa bastante mais forte o RD Koper 2013 da Eslovénia, jogo disputado no dragão caixa que como de costume se apresentava com uma excelente moldura humana, que nunca deixou de apoiar incondicionalmente a sua equipa. O FC Porto que entrou bem no jogo mais onde Alfredo Quintana, demonstrou não estar nos seus dias, tendo ainda no decorrer dos primeiros 30 minutos sido substituído por Hugo Laurentino, que deu outra consistência á equipa do FC Porto, que com Morales em grande plano, neste primeiro tempo (6 golos), chegou ao intervalo a vencer por 5 golos (16.11). O FC Porto perante um adversário que faz da agressividade defensiva e da sua experiencia para dilatar os tempos e ataque sentiu grandes dificuldades no segundo tempo, com a equipa eslovena a diminuir a diferença para 3 golos (20-17 aos 38 minutos), como FC Porto a aproveitar mal as diversas situações de superioridade numérica de que a equipa dispôs, e só partir dos 46 minutos voltou a sentir consistência na sua forma de atacar, e já com Alfredo Quintana novamente na baliza e com algumas intervenções de grande mérito, foi construindo a diferença final, sendo de destacar mais uma vez a acção dos dois jovens centrais da equipa Miguel Martins (3 golos) e Rui Silva (2 golos), bem como mais vez do excelente ponta que António Areias (4 golos). No RD Koper 2013, uma referência especial para Aleks Vlah (3 golos), mas um excelente atacante e ainda para Ziga Smolnik (3 golos) e outro excelente jogador e para Jan Gorela (5 golos). Apesar da vantagem adquirida, não terá vida fácil na Eslovénia, diante esta equipas demasiado agressiva, diante um público que não á fácil. Encontro dirigido pela dupla cipriota constituída por Angelos Argyridis e Christos Mouttas, que apesar do número de exclusões efectuadas, ainda ficaram algumas por fazer, e na realidade o jogo passivo não é o seu forte, nem a lei da vantagem.

Ronda 2 - Resultados
1.ª Mão
Dia 08-10-16
Benfica 31 – 26 Handball Kaerjeng (Luxemburgo)
FC Porto 31 – 24 RD Koper 2013 (Eslovénia)

Calendário
2.ª Mão
Dia 15-10-16
Handball Kaerjeng - Benfica (18H30)
RD Koper 2013 – FC Porto (19H00)

Horas Locais

O Banhadas Andebol

3 comentários:

Anónimo disse...

Embora nenhum dos adversários das equipas portuguesas seja fraco, tanto o Benfica como o Porto têm qualidade para passar sem grandes sobressaltos. Os tubarões virão lá para a frente, e mesmo aí é possível fazer uma gracinha.
As 4 melhores equipas portuguesas, não sendo de top, já têm equipas que, nos melhores dias, conseguem ombrear com equipas teoricamente mais fortes. A capacidade mental aqui é fundamental. Se conseguirem ter um nível de concentração elevado podem surpreender.
E, muito provavelmente, Portugal vai ter dois vencedores da Challenge consecutivos pois o Sporting, este ano, deverá ter um passeio por lá.

Anónimo disse...

Excelente jogo do F.C. do Porto quer na experiência da equipa dos anos anteriores e maior estabilidade da parte ´técnica em dirigir e rentabilizar o plantel.
O nosso Clube tem equipa para a Liga dos Campeões mas Portugal somente tem um lugar disponível e é pena!
ADC

Anónimo disse...

Dizem que o sonho comanda a vida e realmente desde que, Portugal foi campeão Europeu de futebol, há quem acredite em tudo. Impossível não é mas, tenhamos miolos SFF. Haverá em portugal equipa, repito equipa para vencer uma taça na Europa? È dificil na EHF CUP e um pouco dificil na Challenge CUP. Só com grande sorte, sejamos realistas. Na Champions duvido pois, os orçamentos dizem tudo. Há jogadores em alguns países que sózinhos ganham mais que o orçamento de equipas Portuguesas. Há jogadores Portugueses que, até estranham jogar em pavilhões com mil pessoas, quanto mais quando se multiplica por muitos. Saiam do quintal! Nem falo de campeonatos como o Alemão ou Francês porque nem os nossos netos vão ver nada disso.