gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 10 – 2016 / 2017 – I

Crónica intermédia da PO01, dedicada ao jogo em atraso da 6.ª Jornada e aos jogos antecipados da 7.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.º Jornada
Dia 05-11-16
SC Horta - AC Fafe (21H00)
3.ª Jornada
Dia 09-11-16
SC Horta AA Avanca (21H00)
4.ª Jornada
Ismai – SC Horta (Adiado)
6.ª Jornada
Dia 05-10-16
ABC 41 – 25 Arsenal
7.ª Jornada
Dia 05-10-16
Benfica 34 – 20 AA Avanca
FC Porto 34 – 27 AC Fafe

Jogos disputados hoje dia 05-10-16, onde o encontro que despertou maiores atenções foi o dérbi bracarense (ABC / Arsenal), com a curiosidade de as duas equipas jogarem no mesmo pavilhão, com os jogos a terem o desfecho esperado ou seja com a vitória esperada dos favoritos, com maior ou menor dificuldade, devemos ainda referir que imperou a disciplina em todos os jogos, e apenas temos de fazer uma referencia negativa, para o funcionamento do Match Center, em Braga, que positivamente redundou num completo falhanço.

No Flavio Sá Leite tivemos o ABC / Arsenal, o dérbi da cidade de Braga, que foi um encontro completamente controlado e dominado pelo ABC, que fez valer toda a sua mais-valia em termos de plantel e de gestão da equipa, de tal forma que rapidamente chegou ao 4-1, obrigando o Arsenal ao seu 1.º Time-Out, quando estavam decorridos cerca de 7 minutos de jogo, mas poucas ou nenhumas alterações a verificarem-se, o e o resultado foi aumentando ao longo do tempo, passando de 11-6 para 14-6 com grande facilidade, chegando ao intervalo a vencer por 20-10, com um diferencial de 10 golos e que defendia, completamente o que se passava em campo. No segundo tempo o rumo dos acontecimentos não se alteraram e o ABC foi construído o resultado e progressivamente aumentando a diferença entre as equipas no marcador, que chegou a ser de 18 golos (40-22). O Braga que rodou o seu plantel teve 10 jogadores a marcarem golos, com especial saliência para os 10 golos de Miguel Sarmento, e os 8 golos de André Gomes, continuando ausentes José Costa e Pedro Spínola. No Arsenal, que face a diferença que se foi verificando durante o jogo aproveitou também para rodar o seu plantel, tendo 11 jogadores a marcarem golos, com Sérgio Caniço a marcar 6 golos e a ser o seu melhor marcador.

Benfica 34 – 20 AA Avanca

No pavilhão da Luz realizou-se o Benfica / AA Avanca, que começou co a equipa visitante a marcar, mas rapidamente o Benfica colocou o resultado a seu favor comandando o jogo e o marcador durante todo o tempo, apesar de estar quase sempre a defender mal (na nossa opinião), e no ataque apenas Belone Moreira dava um ar da sua graça a marcar a assistir e a fazer jogar, demonstrando que se encontra em excelente momento de forma. Depois aos 11 minutos o resultado ser de 5-4 a favor do Benfica, esta equipa melhora o seu rendimento atacante e rapidamente chega aos 12-6 (19 minutos), para a equipa da AA Avanca, talvez uma das mais jovens da prova, demonstrar que é uma equipa com excelentes princípios andebolísticos, e aos 29 minutos perder somente por 3 (14-11) com o intervalo a chegar nos 15-11, equipa bem comandada pelo jovem Diogo Oliveira (4 golos e 40% de eficácia, e com algumas falhas técnicas) e com o seu ponta esquerdo Ricardo Mourão (3 golos, e 100% de eficácia), a ter uma boa prestação desportiva, juntamente como seu guarda-redes Alejandro Carreras (44% de eficácia). No segundo tempo e com ambas as equipas a rodarem os seus planteis, embora com objectivos diferentes, pois enquanto o Benfica têm o seu próximo jogo para as competições europeias, a AA Avanca pretendia dar tempo de jogo aos seus atletas menos utilizados. Assim o Benfica com um parcial de 7-0 entre os 31 e os 38 minutos, resolve em definitivo o jogo colocando o resultado num diferencial de 10 golos 22-12, face a valia do seu plantel onde Nikola Mitrevski no segundo tempo fez toda a diferença com 44% de eficácia, rapidamente chegou aos 14 golos de diferença aos 47 minutos (29-15), destacando-se Stefan Terzic (5 golos e 63% de eficácia), começando a mostrar-se mais adaptado e um bom rematador. De salientar que em abas as equipas quase todos os jogadores de campo marcaram golos na AA Avanca (11 jogadores), no Benfica (12 jogadores). Continua-se verificar falta de atenção na execução das estatísticas onde surgem atletas, que marcam mais golos do que remates que fazem. Dirigiu o encontro a dupla Internacional de Leiria composta por Daniel Martins e Roberto Martins, que realizaram um excelente trabalho, sendo bem ajudados pela postura dos jogadores em campo.

FC Porto 34 – 27 AC Fafe

No Dragão Caixa, disputou-se o FC Porto / AC Fafe, duas equipas com objectivos completamente diferentes, uma a jogar para o título nacional, e outra a tentar obter a melhor classificação possível de forma a poder evitar uma descida de divisão. Foi um encontro onde o FC Porto fez descansar muitos dos seus titulares, estreando Pedro Carvalho (35% de eficácia) na baliza durante os 60 minutos, e o seu último reforço o servo Marko Matic (5 golos, e 83% de eficácia) que demonstrou ser um temível rematador se lhe derem espaço, pois juntamente com o seu compatriota Nikola Spelic (6 golos, e 86% de eficácia) foram os melhores marcadores da equipa, no entanto esta poupança de titulares, poderia não dar bons resultados, diante uma equipa organizada como foi o AC Fafe com bons princípios de andebol, de tal forma que o FC Porto sofreu um parcial de 5-0, entre os 13 e os 18 minutos, com o resultado a chegar á diferença mínima (8-7) mesmo assim favorável á equipa do FC Porto, No AC Fafe onde Belmiro Alves (5 golos, e 45% de eficácia) jogava em todos os lugares possíveis e imaginários ia dando a luta possível, o intervalo chegou com o FC Porto na frente do marcador por 16-12. No segundo tempo o FC Porto começou a lançar no jogo algumas das suas principais figuras e foi progressivamente aumentando a diferença para valores mais próximos da realidade, registando-se uma diferença de 8 golos aos 40 minutos (23-15), para nova recuperação do AC Fafe que aos 48 minutos perdia somente por 4 golos (25-21), para então Morales (2 golos, e 40% de eficácia) e Rui Silva (3 golos, não damos a eficácia, pois é um dos casos onde os atletas têm mais golos do que remates), entrarem e jogo começarem a construir o resultado final, de forma a não existirem muitos sobressaltos. NO AC Fafe, de destacar ainda Nuno Pimenta nos 6 metros (5 golos e 100% de eficácia). O FC Porto a fazer este tipo de gestão do plantel, bem como experiencias ao nível de tactica de jogo, estava a treinar (na nossa opinião), igualmente para o próximo jogo, já no sábado para as competições europeias. Dirigiu este encontro a dupla bracarense constituída por Alberto Alves e Jorge Fernandes, que não esteve bem em especial na sanção progressiva, e nos 7 metros, assim como nas faltas do atacante, apitando com alguma falta de qualidade, e tendo o azar de se precipitarem numa exclusão cerca dos 43 minutos por culpa da mesa (no nosso entender) pois deveriam ter esperado por aquilo que o delegado mais tarde veio para ser corrigido.

A Classificação ficou assim ordenada: - 1.º FC Porto (21 pontos +1 jogo), 2.º Benfica (19 pontos +1 jogo), 3.º Sporting (18 pontos), 4.º AA Avanca (15 pontos + 1 jogo), 5.º Madeira SAD (14 pontos), 6.º ABC (13 pontos – 1 jogo), 7.º Águas Santas (12 pontos), 8.º Belenenses (11 pontos), 9.º AC Fafe (10 pontos, 10.º Boa Hora (9 pontos), 11.º Arsenal (7 pontos), 12.º São Mamede (6 pontos), 13.º Ismai (5 pontos, -1 jogo), 14.º SC Horta (4 pontos, -3 jogos).

O Banhadas Andebol

9 comentários:

Anónimo disse...

Juro que pensava que essa dos que têm mais golos que remates, pensava só existir na formação. Andou muito tempo na moda para que, certos meninos a pedido dos seus clubes, pudessem ir á seleção! Incrível como há quem tenha mais internacionalizações que as que fez! Se alguém denunciar isto, vai ficar a falar para as paredes e, ainda vai ser gozado. Muita atenção, para além que se um G redes defender dez bolas á figura... isso melhora a média. Há muitos casos e alguns não se vêm ou notam. Instalada a dúvida quem perde? O Andebol como modalidade! Ouve-se muita coisa mas, há que investigar se há maldade. Que sossego têm pais de praticantes na formação, perante isto? Ou ouvir-se que alguns dos Cubanos certamente não têm a idade registada. valerá a pena lutar para, chegar a seleções, sobretudo á principal? Se depois de telefonemas para a federação são mudados dados... então há problema! Se há selecionadores que, fazem a convocatória só depois de... devidamente aconselhados ou... pressionados, há problema! E grave! O que espanta é que mesmo em formação, os jogos na maioria são filmados, o que pode esclarecer muito!

Anónimo disse...

Fui ao pavilhão e adorei o meu Benfica. È um ano importante. Se contratações caras sem resultados, é passado. A enorme pressão da grandeza do clube, aqui amolga mais. È que o andebol no Benfica não ganhou como outras modalidades e, futebol á parte o público não enraiza. Isso só com títulos! No entanto já se vai vendo a formação aparecendo e uma equipa, a ganhar entrosamento. Há que queira reforços? Depois se houver falha nos títulos serão os primeiros a acusar! È preciso equilíbrio e aprender com o passado.

Anónimo disse...

É DE LAMENTAR UM CAMPEONATO QUE ALGUNS DIRIGENTES URDIRAM DESDE A ÉPOCA PASSADA. RESULTADOS DILATADOS. CONDICIONAMENTOS DE VÁRIA ORDEM ETC... ETC... VERGONHOSO! E O ANDEBOL NO FIM DO POÇO VAI FICANDO MAIS COBERTO DE LODO! DEMITAM-SE! ESTE CAMEONATO É UMA FARSA E UM DESASTRE. TUDO É ABAIXO DE AMADORISMO DE CURIOSOS OU JOGADAS, POR BAIXO DA MESA! ESTATISTICAS ESCANDALOSAS, RESULTADOS DILATADOS COM UNS E POR UM COM OUTROS. ÁRBITRAGENS COM CRITÉRIOS MUITO DIFERENTES DE DUPLA PARA DUPLA! INVASÃO DE ESTTRANGEIROS SEM CRITÉRIOS E COM FORTES SUSPEITAS. TEMOS UM NOVO SELECIONADOR. CONTINUAREMOS A PROCURAR CRESCER FORA DE PORTAS E TENTAR PARTICIPAÇÃO EM PROVAS INTERNACIONAIS? COMO? NINGUÉM SE APERCEBE QUE O FUTSAL, ENTEADO DA FED. DE FUTEBOL VAI GANHANDO PONTOS? O HÓQUEI ANGARIA APOIOS E CLARO ESTÁ, CONSEGUIU TRIUNFOS IMPORTANTES EM CLUBES E SELEÇÃO!

Anónimo disse...

De lamentar o infortúnio do Ricardo Pesqueira. Tudo de bom para ele e votos de uma rápida recuperação.
Mais uma vitima de um episódio "caniçal"...
Será que ninguém põe fim a tanto desvario, para não utilizar uma terminologia mais forte...
A bola fica do lado do Arsenal e das entidades que superintendem no Andebol ou andebol...
Nestes casos os "jogadores" que comprovadamente provocam lesões a adversários, como foi claro neste "incidente", deveriam ficar suspensos pelo menos o dobro ou triplo do tempo que as vitimas ficam impossibilitadas de voltar a jogar! Muitos lances involuntários deixavam de acontecer...

Anónimo disse...

Srs. dirigentes ganhem vergonha. O andebol está uma confusão total onde facilmente se prova que, cada qual defende os seus interesses, tentando o domínio. È a anarquia completa e falta de senso. A corda esticou e vai partir. E todos assobiam para o lado. Desde que me lembro não me recordo de noticias, como as que leio agora e se, ninguém desmente...é verdade! Então há uma seleção de Cubanos a jogar e viver em Portugal. A mesma federação onde os "pontas de lança" já tinham escolhido alguns jogadores Cubanos, obriga a que os clubes tenham formação? Nossa sra.! Ter mais de metade duma equipa de estrangeiros e, ainda ter outros tantos a rodar, em clubes condicionados? Que verdade desportiva num campeonato pode existir? Se o Porto for campeão quantas bandeiras de Cuba vão estar a flutuar no pavilhão? Se o Sporting for haverá Espanholas e da Sérvia, Austria, Croácia, Cuba, Cabo-verde, Montenegro e por aí fora! Exemplar! ... E o campeão até foi o ABC sem nenhum estrangeiro!

Anónimo disse...

RESUMINDO E CONCLUINDO:
Depois de ler o que escreveram uns com mais razão que outros conclui após a reportagem no Jornal O JOGO do Jornal Rui Guimarães sobre os cubanos em Portugal concluir:
1-O Campeonato Nacional da P001 tem 14 equipas e uma Selecção Cubana a rodar paras as competições de Cuba.
2-Poertanto são 14 equipas MAIS UMA a Selecção de Cuba espalhada por 6 equipas.
3-Que não existe nenhum protocolo entre as Federações Portuguesa e Cubana mas sim entre a Federação Cubana e um Director Desportivo empresário(privado)
4-Que nos anos anteriores houve um protocolo entre a Fed. Cubana e Federação Húngara e cada equipa da 1ª Divisão tinha 2 cubanos suportados financeiramente pela Federação Cubana!
5-O QUE SES ESTA A PASSAR NO ANDEBOL PORTUGUÊS É SURREALISTA FORA DOS REGULAMENTOS E COM EFEITOS NEGATIVOS PARA A MODALIDADE, MAS OS CUBANOS SERÃO SEMPRE BEM VINDOS TAL O SEU VALOR HUMANO E TÉCNICO!
Mas preparem-se para o ano 17/18 a Competição da P001 terem 16 equipas(14 oficias a Selecção de cuba e outra especial a nível Global Nações Unidas!
Atento

Anónimo disse...

O Caso dos estrangeiros sem regras é possível num país sem lei e, onde o andebol muda sempre pra pior! Já nem há vergonha nem pudor. Quem abriu esta porta? Pelo que se sabe os Cubanos até ganham mal e só quando estão pra sair, conseguem melhores ordenados. O caso dum que está no Sporting, é de rir! Quando o Benfica tentou levar Frankis, o Sporting foi obrigado a subir muito, mas mesmo muito o ordenado! Como represália o Sporting tentou Quintana mas sem sorte, aliás estava já fora da Europa. Quanto ganha o empresário que, traz Cubanos e depois, o Porto põe a rodar e em adaptação? Mas verdade seja dita, sempre foram melhores que um que trouxe um Francês, de nome Pitre. Aquela posição no Porto está enfeitiçada. O ridículo está em que o mesmo sr. levou Nuno para França.

Anónimo disse...

Eis Portugal um campeonato com equipas a mais. Estrangeiros a mais. Público a menos e qualidade a desaparecer...

Anónimo disse...

Na FPA parece que anda tudo à nora. Navegação à vista.
Ao que parece até têm uma ação contra eles no Tribunal Arbitral do Desporto por causa da ilegalidades nos regulamentos da FPA. Segundo o que aparece no site do TAD deve ter a ver com os valores pagos nas inscrições de jogadores de formação que provêm de outros clubes. Alguem sabe mais em concreto?