gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Arbitragem – Sites e Funções - I

Sites da Arbitragem do Andebol

Depois de ter desaparecido do “mapa”, voltamos a ter novamente um sítio relativo á arbitragem, com uma nova imagem, mas completamente vazia de conteúdos, interessantes e que digam propriamente respeito á arbitragem. Damos como exemplo a publicação das circulares, apenas existe a publicação da circular N.º 18, nos perguntamos e as outras? E onde param as Informações?

Mais uma vez estamos a ser incómodos, mas pensamos que se andam a consumir verbas que poderiam ser muitos uteis, noutras áreas.

Mas curiosamente abre-se o sítio na sua página principal com o seguinte texto. 

Sobre o Conselho de Arbitragem da FAP

O Conselho de Arbitragem é um órgão colegial dotado de autonomia técnica, eleito pela Assembleia-Geral nos termos estatutários para coordenar, administrar a actividade da arbitragem e estabelecer os parâmetros de formação dos quadros de arbitragem, e ainda proceder à sua classificação técnica. O Conselho de Arbitragem administra a arbitragem no âmbito das competições organizadas, ou que se disputem no seio da Federação de Andebol de Portugal, competindo-lhe coordenar e organizar a actividade da arbitragem, estabelecendo os parâmetros de formação dos árbitros e proceder à classificação técnica dos mesmos, nos termos dos regulamentos e da lei em vigor.
O Texto sublinhado a amarelo da nossa responsabilidade, é uma cópia perfeita do conteúdo do Artigo 95 (Natureza) dos Estatutos da FAP, não se entendendo a segunda parte do texto, que é na prática uma repetição do anterior, mas na nossa opinião pretende reforçar uma autonomia que na realidade é uma utopia. Pois o CA deveria lembrar-se do texto que se encontra estabelecido na aliena l) do artigo 67 dos estatutos. E aqui reproduzimos, sem qualquer comentário, pois como de costume eles irão surgir e sabemos por quem.

Alínea l) do artigo 67.º
O Regras

1 comentário:

Anónimo disse...

só sabem fazer disto e mal, porque o umbigo obriga a dores nas costas