gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 08 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, numa semana em que devido á participação das equipas nacionais nas Competições Europeias, apenas se disputaram 4 jogos, referentes a duas jornadas.

Hoje não referimos nem a história das duplas, pois iremos dedicar um “post” exclusivo ao assunto, nem falaremos nas tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
6.ª Jornada
Dia 03-12-16
Passos Manuel - Académico FC (18H00)
7.ª Jornada
Dia 03-12-16
Alavarium - Juventude Mar (18H30)
Dia 08-01-17
Passos Manuel - Colégio Gaia (18H00)
8.ª Jornada
Dia 20-11-16
CA Leça 22 – 29 Madeira SAD
Dia 03-12-16
Maiastars - Colégio Gaia (13H00)
Dia 08-01-16
Juventude Mar - CS Madeira (16H00)
9.º Jornada
Dia 19-11-16
Juventude Lis 19 – 18 SIR 1.º Maio/CJB
Juventude Mar 15 – 36 Madeira SAD
Alavarium 20 – 17 Passos Manuel
Académico FC 20 – 33 Maiastars
Dia 01-12-16
Colégio Gaia - Santa Joana (18H30)
Dia 07-01-17
CA Leça - CS Madeira (19H15) 

Apenas comentaremos os quatro encontros disputados relativos à 9.ª Jornada, e o jogo em atraso relativo à 8.ª Jornada, que dá origem a que uma equipa tivesse realizado Jornada dupla, devido igualmente á participação de equipas portuguesas nas competições Europeias. Um destaque especial pela positiva, para o facto de nos jogos disputados não existir relatórios e ocorrências disciplinares.

A Grande surpresa da Jornada, esteve na vitória da Juventude Lis sobre o Favorito SIR 1.º Maio/CJB, vitória de uma equipa a quem “já se tinha feito o funeral antecipado”, num jogo disputado com grande equilíbrio, como se verifica pelo resultado ao intervalo que era uma igualdade a 10 golos, na equipa mista da Marinha Grande, a falta da lesionada Neuza Valente é por demais evidente, apesar do bom jogo das suas atletas cubanas, a que a Juventude Lis se opôs com uma determinação e uma garra fora do comum, com Francisca Marques e os seus 7 golos foi a melhor marcadora da Juventude Lis, enquanto Lorena Delgado com 7 golos, e Nadessa Abreu com 5 golos foram as melhores marcadores do SIR 1.º Maio/CJB. Que deste modo sofre a sua quinta derrota na prova, que está a realizar longe das perspetivas iniciais.

Num jogo disputado, com grandes preocupações defensivas, o Alavarium venceu o Passos Manuel, confirmando o seu favoritismo, diante uma equipa que onde o seu principal objectivo passa pela manutenção (na nossa opinião), mas que poderá causar algumas surpresas, a equipa visitada construiu o resultado nos primeiros 30 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 10-6, tendo que suportar uma excelente reacção do Passos Manuel, que ainda conseguiu atenuar a diferença final, de tal forma se disputou o jogo que as melhores marcadoras do Alavarium, não ultrapassaram os três golos, e foram (Soraia Domingues, Inês Moleiro e Rita Vieira), por sua vez Carla Martins com 5 golos, foi a melhor marcadora do Passos Manuel.

No Pavilhão do Lima o Académico FC, defrontou a equipa maiata do Maiastars, uma das equipas surpresa pela positiva no campeonato (na nossa opinião), que venceu sem qualquer surpresa a equipa visitada, que tentou equilibrar, sem conseguir o encontro, chegando ao intervalo já a perder por 16-10. No segundo tempo o rumo e sentido do jogo não sofreu qualquer alteração com a equipa maiata a manter a sua superioridade e chegar ao resultado final, que reflete tudo o que se passou em campo, permitindo á equipa do Maiastars fazer uma completa gestão do seu plantel. No Académico FC, Barbara Gandra com 6 golos, e Sofia Freitas com 5 golos, foram as suas melhores marcadoras, enquanto pelo Maiastars, Diana Oliveira com 6 golos, Ana Sousa e Maria Cerqueira, ambas com 5 golos cada, foram as suas principais marcadoras. Com esta vitória a equipa maiata, mantém o seu 3.º lugar na classificação desta Fase da prova, enquanto o Académico FC se mantém como uma das equipas que regista apenas uma 1 vitória na prova.

O Madeira SAD, que se deslocou ao continente para realizar mais uma jornada dupla, teve o seu primeiro encontro no recinto da Juventude Mar, que venceu com uma enorme facilidade, com o resultado ao intervalo a situar-se já num confortável 21-9, a seu favor, aumentando progressivamente o diferencial até final do encontro, jogo que não dá origem a muitos comentários tal a diferença registada entre as duas equipas, continuando a Juventude Mar a ser uma das equipas que apenas regista uma vitória na prova. Teresa Santos com 5 golos foi a melhor marcadora da Juventude Mar. Renata Tavares com 11 golos, Erica Tavares e Sorais Lopes com 7 golos cada, foram as melhores marcadoras da equipa madeirense. No segundo que disputou, e que era relativo á 8.ª Jornada, o Madeira SAD, deslocou-se ao Pavilhão do CA Leça para defrontar esta equipa, num jogo bem mais difícil e bem mais equilibrado que o disputado anteriormente, pois a equipa do CA Leça, apresentou-se com a sua garra do costume e não facilitou a vida ao Madeira SAD que acaba por vencer por uma margem enganadora, face ao equilíbrio verificado. Nos primeiros 30 minutos, apesar da vantagem inicial das madeirenses uma recção positiva da equipa visitada leva a que o resultado ao intervalo se cifrasse numa igualdade a 11 golos. No segundo tempo o equilíbrio manteve-se até cerca dos 50 minutos quando se registava uma igualdade a 20 golos, para o Madeira SAD assumir o comando do jogo e do marcador em definitivo nestes 10 minutos finais, aproveitando os erros cometidos pela equipa do CA Leça. Daniela Mendes com 9 golos, e Cristiana Morgado com 5 golos foram as melhores marcadoras do CA Leça, enquanto, Soraia Lopes com 8 golos e Renata Tavares com 7 golos, foram as melhores marcadoras do Madeira SAD.

Classificação após estes jogos: - 1.º Madeira SAD (26 pontos), 2.º Alavarium (22 pontos, -1jogo), 3.º Maiastars (20 pontos, -1 jogo), 4.º SIR 1.ª Maio/CJB (17 pontos), 5.º CS Madeira (-2 jogos), e Juventude Lis (16 pontos), 7.º Colégio Gaia (-3 jogos), e Santa Joana (-1 jogo) (14 pontos), 9.º Passos Manuel (-2 jogos), e CA Leça (-1 jogo) (12 pontos), 11.º Académico FC (10 pontos, -1 jogo), 12.º Juventude Mar (9 pontos, -2 jogos).

O Noticias

4 comentários:

Anónimo disse...

Em Leiria o jogo valeu pela emoção e indecisão quanto ao vencedor. De resto o jogo foi muito fraco. O SIR só não saiu goleado porque a GR da 2a parte negou uma grande quantidade de golos.

Anónimo disse...

A Juve Lis ganhou e bem ao SIR 1ºMaio. O investimento da equipa da Marinha Grande justificava outro resultado, mas convém não esquecer que a Juve tem o melhor plantel dos últimos anos. 6/7 jogadoras passaram pelas seleções nacionais. A entrada de Gizelle, Carolina, Francisca, Eduarda além de outras, transforma a qualidade deste plantel.
O Sir não parece capaz de fazer um campeonato ambicioso e ao nível do esperado inicialmente. A Juve vai subir na classificação e de acordo com o estatuto das suas jogadoras.

Anónimo disse...

As expectativas iniciais em relação à equipa SIR/CJB foram criadas por quem? Nunca ouviram ninguém directamente ligado ao clube a criar essas expectativas. É uma equipa que faz de atletas juniores da formação da SIR a sua coluna dorsal. Só seis atletas que vieram de fora da SIR é que tinham qualquer experiência da 1.ª Divisão. Sejam honestos nas conclusões que tiram. A equipa foi construída para crescer e evoluir com esta participação. Parece que agora o funeral passou para outra equipa leiriense, mas as contas fazem-se no fim. Espero que as duas equipas de Leiria se consigam manter nesta prova. Para bem do andebol feminino nacional.

Anónimo disse...

Investimento do SIR?!!! Mas está tudo maluco ou o quê? O único investimento que este clube faz e foi já há dezenas de anos a esta parte, foi na formação e em dar condições de trabalho aos mesmos e aos seus atletas. E é aí, que de facto investiu, vejam o quadro de treinadores, poucos clubes a nível nacional têm tantos master coachs como este clube da Marinha Grande. O resto é areia para os olhos de quem usou de todas as artimanhas para denegrir a imagem de quem é honesto e trabalhador. Duas condições que, infelizmente, não abundam neste meio.