gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Europeu 2018 Masculino – V

EURO 2018 MASCULINO

(APURAMENTO) 

Portugal iniciou a sua participação na Qualificação 2 para o Europeu 2018, cuja fase final será disputada por um total de 16 equipes, de 12 a 28-01-2018, em quatro cidades (Zagreb, Varazdin, Porec e Split), havendo lugar á qualificação de 15 equipas. Pois apenas o Organizador está diretamente apurado.

Dos 20 jogadores inicialmente convocados e divulgados pela FAP, apenas 16 se deslocaram á Alemanha, mas curiosamente só se falou na dispensa de Tiago Pereira e de André Gomes, e nós perguntamos e então o que foi feito de Pedro Carvalho e de Miguel Batista, ou foram convocados só para fazer número durante os estágios, esta era uma situação que deveria ser esclarecida, mas nada é dito, Porquê?

PORTUGAL DERROTADO PELA ALEMANHA
(1.ª JORNADA)

Mas vamos ao que interessa, Portugal defrontou uma Alemanha em “casa”, que é só uma das mais fortes equipas do momento na Europa e no Mundo (Campeão da Europa em Titulo, e medalha de Bronze no Rio 2016), na 1.ª Jornada do Grupo 5, num pavilhão que se encontrava completamente esgotado (4421 de capacidade), com um público que nunca deixou de apoiar a sua equipa. Num jogo onde o anfitrião era claramente o favorito, e onde confirmou toda a sua valia diante uma equipa portuguesa, que começou bem em termos defensivos, mas foi decaindo nos seus processos ao longo do encontro, demonstrando uma total descrença conforma o resultado se ia avolumando, no ataque tivemos raros momentos de lucidez, e perante um guarda-redes como Andreas Wolff, cada falha dá certamente contra ataque, teremos aqui de fazer uma ressalva ao bom desempenho de Alferdo Quintana na baliza de Portugal, a equipa portuguesa nunca soube gerir as diversas superioridades numéricas que dispôs (6 contra 4 dos alemães), tendo em muitas delas sofrido golos em vez de marcar. Portugal durou até aos 14 minutos quando o resultado estava em 7-5, a partir deste momento foram diversos os erros no ataque desde perdas de bola a remates infantis (Tivemos 53% de eficiência de remate, contra os 76% dos alemães). Portugal ainda teve alguns jogadores com lucidez e deve em boa verdade destacar Salina com 5 golos (100% de eficácia), e os jovens Rui Silva (3 golos, 60% de eficácia), e Miguel Martins (3 golos, 100% de eficácia), E a utilidade de Jorge Silva (2 golos, 67% de eficácia), mas na nossa opinião fez o seu melhor jogo ao serviço da Selecção Nacional, que ao intervalo já perdia por 16-10, e teve jogadores completamente “fora” do jogo. Na equipa Alemã com 14 jogadores a concretizarem golos, este jogo deu para tudo. Matthias Musche (6 golos, e 86% de eficácia), assim como Simon Ernest (5 golos, 100% de eficácia), e ainda se juntarmos Uwe Gensheimer (5 golos, 71% de eficácia), juntamente com o guarda-redes já referido foram letais para a equipa portuguesa que saiu “vergada” a um pesado resultado, com 11 golos de diferença por curiosidade a mesma diferença que já se registava aos 53 minutos de jogo (32-21). Esperamos que este encontro tenha servido de exemplo a muita gente e não efeitos nocivos no próximo encontro já dia 6, contra a Eslovénia. Jogo dirigido pela dupla lituana composta por Vaidas Mazeika e Mindaugas Gatelis, que teve uma actuação calma, e sem problemas.

Resultados
Jornada 1 – 02-11-16 – Alemanha 35 - 24 Portugal

Calendário
Jornada 2 – 06-11-16 – Portugal Eslovénia (15H00) (Pav. Luz) Benfica TV/TVI24/Andebol TV

O Banhadas Andebol

24 comentários:

Anónimo disse...

Continuo a achar cada vez mais as escolhas foram as melhores. Adorei ver a preocupação com o ponta esquerda na defesa, o T. Pereira e o Seabra partiram aquela defesa toda nas mudanças de velocidade, Salina mt bem na defesa (mt agressividade, parecia que estava no camp. Portugues) T. Rocha com um ritmo de jogo fabuloso, Hugo Rocha jogador de selecção nato, Quintana num excelente periodo de forma, Gilberto com boa qualidade de passe... Rui Silva menos bem, não acompanhou bem a equipa, precisava falhar mais.
Gostei daquela rotação dos miudos no fim, dar tempo de jogo, estamos a rodar a pensar no proximo.

Anónimo disse...

caso curioso nos jogos hoje disputados esta equipa foi a que perdeu pelo maior diferença, com isto está tudo dito, a rábula de meter os mais novos no final do jogo era escusada.

Anónimo disse...

Parece-me que estávamos mal servidos de treinador, mas agora estamos pior!

Anónimo disse...

Estou confuso: isto é a Seleção Nacional ou é o clube Nacional.
Uma coisa é certa a Alemanha jogou com a equipa z, Portugal tb, nisso ouve coerencia.

Anónimo disse...

Pavilhão com 5 000 pessoas e decorações alusivas a andebol. Estranho não é? A meio de semana e a uma hora até nada conveniente. Já nem falo que nesta altura por ali já está bem mais frio. Uma equipa que, á pouco foi medalha de bronze nos jogos do Rio. A outra podia ser melhor mas... só vi um jogador com ritmos elevados, Gilberto Duarte! Em Portugal joga-se a passo, batendo a bola e chamando pelo árbitro a toda a hora! Nas faltas é caír ao chão para depois se limpar. Que prazer pode ter alguém em ir a um pavilhão em Portugal? Pois... eu que o diga! Ultimamente ando a poupar nas idas. Agora vemos todos a trocar post e foto de selecção? Mas onde está o trabalho de casa? Que campeonato e regras? Claro que a nossa equipa, a que tambem deveria ser de todos nós, jogou motivadíssima mas, mesmo assim a diferença foi de onze! Quantos da equipa nacional poderiam jogar na Alemanha? Dois, três? Quatro? Mais não acho possível. Continuem com cozinhados e truques de magia e vão ver os resultados serem os mesmos!

Anónimo disse...

Durante o governo da dupla Rolando\Monteiro houve queixas e criticas. Será sempre assim por acharmos que as escolhas estão mal feitas. Esquecemos a honestidade, moderação e justiça e na emoção, puxamos pelo X que, ainda nos é querido, pelo B porque é do nosso clube etc...
Esta selecção começa embrulhada em suspeitas e dúvidas das piores, assim é impossível! È incrível como tão depressa um nome até muito tido de competência, é objeto de desconfiança total. Ontem havia a super-motivação de jogar com um colosso mas, algo falhou. Vamos continuar a léguas da alta roda. È feio e não só mesquinho anunciar adjuntos de forma escondida. Mais feio ter no banco quem não esteja habilitado para o cargo! Por azar ontem notou-se demasiado na ausência de Solha. Antunes esteve mal e Branquinho não existiu. E bem mais se notou. Continuem a anunciar em todas as selecções rapazes mais novos. È giro e sinal de valor acima da média. Que andebol, que selecção? A certeza é continuarmos no amadorismo gritante!

Anónimo disse...

Não nos podemos queixar de arbitragens. Critérios? Sempre os mesmos. Podemos queixar-mo-nos é de não gostarmos de trabalhar e disputar ao máximo. De jogar ás escondidas e fazer escolhas debaixo de ordens ou pressão! De haver quem aceite cargos em troca de favores e cumprindo ordens. Reconheço um sorteio de pouca sorte mas, pior é quando o inimigo está dissimulado dentro de nós! Como sereremos após o segundo jogo? No mesmo pavilhão vi á uns anos um jogo em que, a armada Espanhola tremeu e só muito tarde resolveu. Lembro-me de Thomas (Barça) fazer uma exibição incrível assim como Hugo Figueira. Aqui alguns jogadores desde as camadas jovens são deuses e, depois há toda uma pressão. Quando falham tem que se dar uma oportunidade. Ou tiveram azar. Enquanto haver casos de Batistas ou como o terceiro guarda-redes... Portugal será a vergonha de sempre. O nosso andebol está altamente viciado! Corrompido! Quem é responsável?

Anónimo disse...

Resumindo o jogo de ontem:
- Só dois jogadores a merecerem jogar em pavilhões como aquele, Quintana e Gilberto. Um ou outro poderia. Quatro eram para apanhar beatas, fora do pavilhão! A este nível e com motivação por estarmos a enfrentar a Sra. Alemanha, os nossos jogadores fizeram um esforço extra. O problema foi a partir dos quinze M! È que não gostamos de andebol espetáculo! Gostamos mais doutras artes cirquences... Não andamos a correr mais que dez M seguidos... Quem ganhou o campeonato nacional? O ABC\UM que joga o "andebol tipícamente Português"! Cá resulta em cheio. Dez\doze passes entre os três do meio. Pára agora e a seguir, para novamente parar. Quando os adv. estão nervosos melhor. O central vai batendo bola e apontando e torna a apontar. Quando há contacto grunhe-se e enrola-se pelo chão. Assim demora-se mais... Como os árbitros não recebem á meses não vão querer cansar-se... Ontem vimos jogar em corrida e procurando com mudança posicional entrar na defesa! Isto dá trabalho! Cansa! Um dia e não demora muito a nossa seleccção terá todos ou quase jogadores a jogar e... evoluir no estrangeiro. Cada jogo é uma festa e há forças vivas que aderem! Aqui só as moscas aparecem. Ainda á poucos dias um jogador desses que foi á procura á algum tempo, disse-me que, até sabia os nomes de algumas pessoas da assistência de pelo menos três pavilhões. Por isso é que ontem o jogo deu num canal de tv de clube. Ninguém aposta no andebol desde os tempos dos iluminados que, criaram a guerra Liga\Federação. Faça-se uma limpeza geral desde federação a associações e clubes. Se calhar já só nos falta pôr o Bruno de Carvalho na Federação, para criar guerras até com os espelhos! Era bom ver o que ele implicaria com outras modalidades. Por acaso quando apareceu até foi naquele rodeo da Taça em Portimão, com o Caldeira!

Anónimo disse...

NÃO ESTAREI PRESENTE NO JOGO DE DOMINGO COM A ESLOVÉNIA COMO FORMA DE PROTESTO CONTRA A CORRUPÇÃO QUE EXISTE NO ANDEBOL PORTUGUÊS!!!
QUEREM CONTINUAR A FAZER DE CONTA?
OS IN... RESPONSÁVEIS TÊM DE SENTIR QUE, ALGUÉM LUTA CONTRA O MONSTRO QUE CRESCE NESTE PAÍS! NADA ME MOVE CONTRA NINGUÉM MAS, É HORA DE MOSTRARMOS OS DENTES, EM VEZ DE SERMOS CÃES MANSOS! PASSEM PALAVRA!
D P P- LINDA-A-VELHA

Anónimo disse...

REFLEXÃO:

Não comento o jogo o resultado e as razões das escolhas do Seleccionador Nacional PP.
Mas que estava fora da realidade do nosso andebol.
Nesta selecção não foram convocados jogadores na maioria internacionais pela Selecção e a jogar fora do País e que poderiam estar na convocatória actualizada!
Recordando:
Laurentino Dias,Humberto Gomes Pedro Solha,Álvaro Rodrigues(Hungria), Filipe Mota(Espanha), Jacob (Holanda),Pedro Seabra,Pedro Cruz para alem dos lesionados e felizmente não houve atletas lesionados convocados Ferraz e Wilson Davis.
O melhor atirador da P01 André do ABC está no estagio mas foi excluído da convocatória do jogo, por ultimo jogadores repetidos que não adiantam muito ao potencial da equipa.
Podemos e devemos fazer correcções e sempre que for possível!.
Boa sorte Paulo Pereira e sua equipa Técnica

Anónimo disse...

Durante os próximos anos não vai se calhar, haver quem vença esta selecção Alemã. Está a ser feita uma renovação e o campo de recrutamento é vasto e, com qualidade e muita versatilidade. Na Alemanha os jovens por altura de juvenis, querendo seguir e viver de e para esta modalidade, têm tudo para isso. Terão que ser bons e ter alma com muita regularidade. O que esperam os jovens Portugueses? Quase nada! Estamos perante diferenças enormes. Será mero acaso de destino termos jogadores espalhados pela Europa fora? Na própria Alemanha onde jogamos ontem e, alguns dos nossos devem ter sentido estar a ter um sonho. Vamos perder tempo com um pretenso seleccionador e treinador?

Anónimo disse...

Açgima equipa portuguesa conseguiria bater-se com esta Alemanha? Não me parece. Como o vamos então pedir a uma selecção em que o fio-de-jogo é inexistente?

Podem dizer o que quiserem, até que o Gilberto é o único e tal ... foi lá duas ou três vezes, sentiu o peso da defesa e retraiu-se. E vejam como está mudado ... já não se atira para o chão agarrado à boquinha ... ui, ui, ui.

E, já agora, quantas vezes tiveram os nossos pontas oportunidade de remate? Porque será? Vão dizer-me que é porque foram bem defendidos pelos pontas alemães? Os nossos laterais não jogam para as pontas ... nem GD nem o JS. Não conseguem.

Uma última palavra ... porque é que o Hugo Rocha não pivotou? Ahhh, para não haver amuos.

E assim vai a selecção. Preparem-se. Domingo na Luz vai ser mais do mesmo.

Anónimo disse...

Não exigamos o impossível. Lutar com a Alemanha? È o top do andebol. Nós somos terceira divisão. O grave é que lá andará alguma polémica com as escolhas mas, aqui não as houve. O seleccionador estava e ainda está a leste. Quantos jogos viu? Dois? È pouco e depois sopram-lhe ao ouvido, os mesmos que o mandaram calar e anunciar o trio de selecionadores! Este grupo de jogadores não tem o minímo dos fios de jogo, não há nada que funcione automáticamente e por instinto! Domingo o que esperar? Facilitamos, não escolhendo os melhores! Isto é uma vergonha, ou melhor, falta total dela! Demitam-se!

Anónimo disse...

Continuamos a ser uns curiosos do andebol. A maneira como tudo foi feito é de irresponsabilidade total. Tudo cheira a esturro, ou não fosse quase sempre assim. Não ponho em causa a competencia de Paulo e seus comparsas, mas esteve demasiado tempo fora. Vencer em Angola e Tunísia ou Portugal á uns anos, não é jogar com equipas de topo. Esta equipa de nacional nada tem. Está nos olhos se assim quisermos que, o selecionador não viu népia de jogos sobretudo, dos que andam pelo estrangeiro. E não são poucos! Não é vendo dois derbys que se analisa e se convoca. O pior de tudo são as canalhadas, convocando quem nunca andou em espaços de selecção. Quem treme ou está demasiado contraído ou até se tenha assustado com tanta gente num pavilhão. Quem nunca até sequer tenha viajado de avião! A mistura deu mal e até um cego verifica que as linhas de passe, não são duma selecção. È isto que temos e nota-se que, alguém quer que assim seja! Dediquem-se á pesca ou ao berlinde e, não gastem tanto! para isso já temos 230 deputados on-line e uns 190 generais obesos, assim como muitos presidentes de câmara e outras muitas coisas!

Anónimo disse...

Às veses dou comigo a pensar caso fosse jogador de qualidade, se valeria a pena andar pelo andebol tuga. Gilberto estava a mais e Quintana está a estagnar. Porque será que, a nova vaga de jogadores procura logo emigrar? Porque em Portugal continua o marcar passo e, o andebol amadoreco. Nem comento algumas situações menos próprias, não tenho tempo. Tenho filhos para dar exemplo e dois cães para alimentar. Um dia nem oferecendo bilhetes e chocolates aos mais novos e inocentes, vão ter público nos pavilhões!

Anónimo disse...

Não culpem o Pereira. Culpem a escumalha que anda pela vivenda assombrada da Calc. Ajuda. Quantos dias está no cargo? Rodeado de quem? Fez o habitual nos Portugueses, desenrascar! Ainda hoje não saberá os nomes dos vinte que convocou. Ele foi em tempos á procura de condições financeiras e teve de arriscar. Atualmente temos jogadores em Angola, em vários países da Europa como França, Alemanha, Austria, Bulgária, Espanha, Belgica, Holanda e até Macedónia. Não é fácil estar a par de tudo. No caso Ferraz estava no pav. mas lesionado. Dá-me que pensar como se ouvem rumores e se calhar, porque os convidados não saeim do País, não há mais. O andebol em Portugal é uma pasmaceira. Nada vai mudar com dirigentes atrasados mentais que, nada podem visualizar para além de dois metros. Os mesmos que adoram golpes palacianos, em que o nosso campeonato é fértil. A mentalidade é esta e está instalada. Ainda vejo andebol na Tv mas ao pavilhão deixei de ir. À muitos anos que deixei a prática, portanto... não será no meu tempo. Agora dou algum valor á dupla Rolando|Monteiro e deram-se alguns passos em frente. Ao menos eram honestos e sérios em escolhas e trabalho. Já vi o que esta panela de pressão vai dar. È até rebentar!

Anónimo disse...

quem se devia demitir é quem os nomeou ou indicou e quem ficou passivamente a abanar a cabeça, os iluminados da calçada, é que deveriam ter vergonha,

Anónimo disse...

Vamos esquecer os Alemães, depois os Eslovenos. Não há meio é de se esquecer métodos próprios de países atrasados, onde tudo funciona por cunha. A Eslovénia é do meio da tabela Europeia e mais uma vez lá virá a hipermotivação! O mal não é só não lidarmos com mais nenhuma modalidade que o futebol! O mal são as raízes que, um determinado cancro tem na FAP! Vamos chorando e tudo vai piorando. Não existe esperança! Tudo está viciado. Facilmente se compreende como nesta velha cara enrugada, se põe algum creme anti-rugas. E eu até estou só a falar de andebol masculino porque, no femenino nunca haverá competição possível. Saíram algumas para Espanha ou Islândia, vivendo noutro mundo. Que equipa vamos apresentar domingo? Que critério nas escolhas? Nenhumas! Veja-se o que fez a imaturidade de Martins por passar umas bolas e, marcar uns golitos. È possível comparar com P. Seabra? Que ponta esquerda? Onde andaram os dois? Foram bem vistos e revistos? Estariam em forma? Não estavam a jogar no campeonato Português! Quanto ao terceiro guarda-redes o nome que chamo a isto não pode ser publicado...

Anónimo disse...

Toda a gente escreve a dizer mal mas, depois até vão alguns ao pavilhão. O mal está em não haver quem se mova. porque não fazer baixo-assinado para se acabar com o clima poluído? Já tudo é normal? O que tem a dizer o Laurentino? È hora de acabar com a corrupção e vermos uma equipa nacional a que temos direito! Que se veja uma equipa mais fraca mas com os melhores! Que no banco duma equipa nacional não haja tantos inúteis, nem quem não possa exercer por não possuír habilitações! A selecção é de todos pra todos!

Anónimo disse...

Gosto do Andebol e respeito as selecções nacionais, mesmo quando se discute ou duvida das opções.
Estamos na segunda divisão das selecções europeias e essa é a realidade, muito embora as mistificações ou postura positiva que se deve ter.

A Alemanha está noutro universo, sem contestar que os jogadores Portugueses procuraram o melhor. Verdade, como diria um comentador o seleccionador irlandês tem a vida facilitada pelo capital de jogadores que possui, mas nem ele e nem os jogadores alemães nasceram das pedras. Há uma genética cultural andebolistica , uma tradição desportivo, um planeamento de décadas, que nos falta,

Somos Portugal no seu melhor e pior, onde se mistura profissionalismo com a amadorismo, competência com corporativismos, interesse público com coisinhas e maneiras de ser mais pessoais, falta de recursos com sonhos por vezes fora da realidade. A sorte conta, mas nada é por acaso.

Anónimo disse...

Eu tb concordo que não vale a pena criticar o selecionador este ou os anteriores não só o Orlando mas todos os outros. O nosso nível e este mesmo. Temos altos e baixos como todos os outros países consoante a parecem gerações melhoree ou piores. Problema é cultura andebolistics, tradição, genética, condições. Gente falha de caráter sempre houve e vai continuar a haver. Temos o que escolhemos e merecemos.

Anónimo disse...

Bom dia Colegas, na minha opinião:
1.º a seleção apresentou um sistema defensivo 3:2:1 e devia ter apresentado o sistema defensivo 6:0 pelas qualidades antropométricas (+- 1,99m) dos Atletas da Seleção. Alinhando, desta forma com o mesmo sistema defensivo apresentado pelos Clubes em Portugal e Estrangeiro (Gilberto: 1,95m e 95kg; Rocha: 2,01m e 100kg; Salina: 2,02m e 100 kg; Tiago: 1,95m e 105kg; Grilo 1,95m e 94 k; Areias: 1,90m e 87 kg; Cavalcanti: 2,01m e 90kg e GR Quintana: 2,02m e 98 kg e o ausente Ferraz: 1,98m e 95kg);
2.º Inexistência ou pouca aposta em contra-ataques diretos, apoiados e no ataque rápido e, consecutivamente, terminavam em falhas técnicas;
3.º No ataque organizado, apresentou poucos recursos táticos coletivos, apesar da entrada do novo Treinador;
4.º A seleção não possui Atletas, na posição de Central, com qualidade e dados antropométricos para vencer uma Alemanha ou equivalente;
5.º Quanto ao futuro, quando a formação a longo prazo os Clubes ditos de nível Internacional da 1.ª Divisão apresentam Treinadores, que nunca foram Atletas, que a modalidade de andebol era a última opção de desporto, que obtiveram Licenciatura em Desporto com especialização em Andebol por não existirem pré-requisitos para a especialização da modalidade de Andebol, colocarão em causa o desenvolvimento e crescimento do Andebol de qualidade.
Boa Sorte para o próximo Jogo e Cumprimentos.

Anónimo disse...

O meu amigo bebeu ou vive noutro planeta. O Mariano Ortega foi só campeao do mundo como jogador. I Resende não sei se sabe quem é o Ricardo Costa tbm não deve saber quem é. O ZUPO foi jogador no tempo da bola quadrada. De todas as formas não percebo o que tem a ver ter sido atleta de alto rendimento com ser treinador de.qualidade. Sabe, em nenhum lugar do mundo é obrigatório ter sido jogador de nível internacional para ser treinador e depois a qualidade deste não tem nada a ver com o que foi como jogador. Por acaso sabe que não e requisito para ser treinador ter licenciatura em Educacao Física. A vontade de dizer mal de tudo e todos é tanta que até vomitam disparates deste calibre

Anónimo disse...

Lol, vocês deviam era de ter vergonha do que escrevem aqui. Em vez de apoiarem a nossa seleção só sabem dizer mal. Os jogadores estão a dar tudo por uma nação não andam aqui para serem alvos de chacota. Ponham a mão na consciência.
Força Portugal