gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 14 – 2017 / 2018 – I – Em Actualização

Crónica intermédia, dedicada aos jogos da PO01, que foram adiados da 7.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

7.ª Jornada
Dia 18-10-17
Ismai 21 – 30 FC Porto
Dia 19-10-17
Benfica - Sporting (19H30)

Hoje disputou-se um dos jogos adiados da 7.ª Jornada devido à presença dos nossos clubes em provas Europeias. Com um dos clássicos (Benfica / Sporting) a ser realizado apenas dia 19. O Jogo hoje disputado não registou qualquer ocorrência disciplinar registada, o que se saúda.

Ismai 21 – 30 FC Porto

Jogo Disputado no Pavilhão Municipal da Maia, que se encontrava, com menos assistência do que se esperava, apesar da hora a que foi realizado. Foi um encontro com duas partes distintas, enquanto nos primeiros 30 minutos, a equipa do Ismai, equilibrou o encontro, chegando a estar por diversas vezes na frente do marcador, vencendo aos 7 minutos por 5-3, e aos 22 minutos o encontro encontrava-se igualdado a 12 golos, com o técnico do FC Porto, a fazer duas substituições que na nossa opinião, foram decisivas para o a melhoria efectiva do jogo que estava a ser praticado pelo FC Porto, quando troca Alfredo Quintana e faz entra ainda no primeiro tempo Hugo Laurentino (50% de eficácia), que esteve impecável na baliza do FC Porto, e quando troca Angel Hernandez (1 golo, 33% de eficácia), por Yoel Morales (9 golos, 75% de eficácia), que acaba por ser o melhor marcador da equipa. Por sua vez Manuel Borges (37% de eficácia) na baliza do Ismai foi um obstáculo de respeito aos atacantes do FC Porto, e o FC Porto chega ao intervalo a vencer por 17-13. No segundo tempo veio ao de cima a mais-valia do plantel do FC Porto, apesar da animosa réplica dada pela equipa do Ismai onde António Ventura (5 golos, 50% de eficácia), esteve sempre bem, mas a equipa começou a claudicar fisicamente, e o ataque do Ismai, começou a esbarrar no bloco defensivo do FC Porto, e os contra-ataques e ataques rápidos, da equipa do FC Porto a funcionar em pleno, com qualquer das duplas de pontas que foram utilizadas, António Areia (3 golos, 60% de eficácia) e José Carrillo (4 golos, 67% de eficácia), e posteriormente Digo Branquinho (2 golos, 67% de eficácia) com Miguel Alves (3 golos, 43% de eficácia). O resultado foi-se avolumando e aos 41 minutos o FC Porto já vencia por 7 golos de vantagem (24-17), para a maior diferença, 9 golos, com que terminou o encontro, registar-se pela primeira vez aos 55 minutos quando a equipa visitante vencia por 29-20. Dirigiu o encontro a dupla aveirense constituída por Nuno Marques e João Correia, uma das raras duplas de Nível 4 ainda em actividade, que não esteve mal, mas podia ter mais atenção ás violações da área de 6 metros, em especial os golos marcados já em apoio, e nas faltas do atacante já que tanto na sanção progressiva como nos 7 metros e na nossa opinião estiveram muito bem.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º ABC (19 pontos), 2.º Benfica (-1 jogo), Sporting, e Belenenses (+1 jogo) (18 pontos), 5.º Madeira SAD, FC Porto, AA Avanca (16 pontos), 8.º Ismai, e Xico Andebol (13 pontos), 10.º Boa Hora (12 pontos), 11.º Águas Santas (11 pontos, 12.º Arsenal (10 pontos), 13.º AC Fafe (8 pontos), 14.º São Bernardo (7 pontos). 

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2017 / 2018 - IV

Nova crónica dedicada à PO04, onde aumentaram as nossas preocupações pois não existe qualquer critério definido e divulgado para as nomeações.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona 1
4.ª Jornada – Resultados
Dia 15-10-17
Águas Santas 34 - 37 CD Feirense
FC Gaia 31 - 22 Académico FC
Xico Andebol 27 - 26 ABC
CP Natação 23 - 26 FC Porto
AA Avanca 26 - 35 Ismai

Zona onde se verificaram pequenas surpresas, embora os principais favoritos à discussão dos lugares de acesso ao apuramento para a Fase Final (na nossa opinião), comecem a ficar praticamente definidos, verificando-se contudo algum equilíbrio entre algumas das equipas, que poderão discutir os 3 lugares de apuramento. De registar a não existência de ocorrências disciplinares, mais uma vez, uma pequena referência para as fraquíssimas assistências aos jogos. Tal como já dissemos uma jornada com algumas pequenas surpresas, e começamos logo com o encontro disputado em Águas Santas, que foi um jogo disputadíssimo, e sem grandes preocupações defensivas, de tal forma que ao intervalo se registava uma igualdade a 18 golos, mas surpreendentemente o CD Feirense superiorizou-se aos maiatos e terminaram na frente do marcador obtendo desta forma a sua 1.ª vitória na prova. Com João Cardoso a marcar 19 golos, foi não só o melhor marcador do CD Feirense como de toda a jornada, sendo bem acompanhado mais uma vez por Eduardo Rocha com 6 golos. Na equipa maiata os melhores marcadores foram os do costume Ruben Sousa com 9 golos, e António Aparício com 8 golos. No Pavilhão do Francisco Holanda, tivemos um dérbi regional com a realização do Xico Andebol / ABC, que terminou com a vitória do Xico Andebol, que assim continua sem derrotas na classificação geram, enquanto o ABC sofreu a sua primeira derrota. Foi um encontro de grande equilíbrio ao longo dos 60 minutos, com o Xico Andebol a chegar ao intervalo a vencer pela diferença mínima (15-14), para o equilíbrio se manter no segundo período de jogo e terminar exatamente pela mesma diferença. No Xico Andebol tivemos mais uma vez como melhor marcador Manuel Lima com 14 golos, bem acompanhado por João Campos com 7 golos, enquanto no ABC, tivemos como melhores marcadores Daniel Miranda e Rui Ferreira, ambos com 6 golos cada. Tivemos depois os resultados mais ou menos previstos, como a difícil vitória do FC Porto no recinto do CP Natação, que se apresentou com apenas 10 jogadores inscritos, e mesmo assim aproveitou e bem o excesso de confiança do FC Porto, para chegar ao intervalo a perder por apenas um golo (11-10), e o FC Porto, apenas no segundo tempo conseguiu aumentar a sua vantagem, que chegou a ser de 5 golos, como por exemplo, quando vencia por 25-20, mas mais uma vez os locais, conseguiram reduzir para a diferença final. Foi um encontro disputado com 21, repetimos 21 exclusões, e 1 desqualificação directa, o que convenhamos nunca deve ter existido andebol de 7. Manuel Lima com 6 golos foi o melhor marcador da equipa local, enquanto Alfredo Torres com 5 golos foi o melhor marcador pelo FC Porto. Num dos resultados mais dilatados da jornada o Ismai foi como visitante vencer a AA Avanca num jogo que comandou praticamente durante os 60 minutos, e já vencia ao intervalo por 17-14, com o Ismai a aumentar progressivamente a sua vantagem no segundo tempo. Com os melhores marcadores das equipas a serem, pelo AA Avanca, Daniel Vieira com 6 golos, e pelo Ismai, mais uma vez Gonçalo Meireles com 7 golos, e novamente Afonso Correia com 11 golos. No último jogo realizado na Zona o FC Gaia / Académico FC, terminou conforme se previa com a dilatada vitória da equipa do FC Gaia, que ao intervalo já vencia por 16-10, o que lhe permitiu encara o segundo com prespectivas animadoras, e desta forma ainda aumentou a diferença final. Pedro Barbosa e Fernando Leite, ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do FC Gaia, com Carlos Sousa a marcar com 8 golos, foi o melhor marcador do Académico FC.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º FC Porto, e Xico Andebol (12 pontos), 3.º ABC (10 pontos), 4.º Águas Santas, FC Gaia, e Ismai (8 pontos), 7.º CP Natação, CD Feirense e AA Avanca (6 pontos), 10.º Académico FC (4 pontos).

Zona 2
1.ª Jornada
Dia 29-10-17
Belenenses - AC Sismaria (18H00)
Estarreja AC - Alto Moinho (16H00)
3.ª Jornada
Dia 28-10-17
Benfica - São Bernardo
4.ª Jornada - Resultados
Dia 15-10-17
Juventude Lis 22 - 25 Alto Moinho
Almada AC 19 - 36 Benfica
São Bernardo 32 - 31 Estarreja AC
Sporting 21 - 15 Belenenses
Vitória FC 28 - 24 AC Sismaria

Finalmente esta Zona foi disputada sem adiamento de jogos, o que só por si já é digno de registo, nos jogos que se disputaram e ao contrário do que passou na Zona 1, teve um encontro onde, se registaram-se ocorrências disciplinares registadas, uma desqualificação directa. Nos jogos realizados em apenas um se verificou total equilíbrio, foi no São Bernardo / Estarreja AC, que apesar da equipa visitada chegar ao intervalo a vencer por 16-13, a equipa visitante equilibrou o encontro em termos de jogo jogado e em termos de resultado, que terminou com a vitória do São Bernardo pela diferença mínima, o que permitiu que a equipa do São Bernardo continua sem derrotas até ao momento na prova. Diogo Vaia com 12 golos e Bernardo Marques, com 7 golos voltaram a ser os melhores marcadores do Estarreja AC, enquanto no São Bernardo os melhores marcadores foram Nuno Ferreira com 11 golos, e Tiago Couto com 7 golos. No clássico da jornada, o Sporting / Belenenses, pouco teve de clássico, sendo o único encontro com o registo de ocorrências disciplinares. Ao intervalo o Sporting vencia por 14-9, e o jogo praticamente terminou neste período, pois o resultado no segundo tempo demonstrou que a eficácia de ambas as equipas foi praticamente nula, com este resultado o Belenenses continua registar apenas uma (1) vitória na Zona. No Sporting onde 11 atletas marcaram golos, os melhores marcadores não forem além dos 3 golos (Martin Ferreira, Duarte Pereira, e João Guerreiro), Ricardo Leitão foi mais uma vez o melhor marcador da equipa do Belenenses. No pavilhão Adelino Moura disputou-se o Almada AC / Benfica, que registou o resultado mais dilatado da jornada, e que terminou com a vitória do Benfica que já vencia ao intervalo por 15-9, continuando a aumentar o diferencial no segundo tempo, gerindo o plantel, para que 11 jogadores concretizarem golos, o jogo no entanto não foi um primor disciplinar pois apesar da dilatação do resultado ainda registou 12 exclusões. Tomé Salgado com 8 golos, foi o melhor marcador do Almada AC, com João Marques e igualmente com 8 golos, foi o melhor marcador do Benfica. O Benfica continua a ser uma das equipas que apenas regista vitórias, enquanto o Almada AC, é a única equipa só com derrotas. Em Setúbal, disputou-se um dos encontros que se esperava com mais equilíbrio, do que aquele que se verificou. No Vitória FC / AC Sismaria, que terminou com a vitória da equipa local que ao intervalo tinha o jogo praticamente resolvido, ao estar na frente do marcador por 18-10. No segundo tempo e apesar da forte melhoria da equipa do AC Sismaria, a que correspondeu um “relaxamento” da equipa da casa, o diferencial existente foi diminuído progressivamente mas não chegou para dar a volta ao resultado. Artur Pereira com 12 golos, foi o melhor marcador do Vitória FC, por sua vez Simão Santos e Gonçalo Jesus, ambos com 5 golos, foram os melhores marcadores do AC Sismaria. Em Leiria, disputou-se um bom jogo de andebol entre a Juventude Lis e o Alto Moinho, que terminou com a vitória do Alto Moinho, num jogo disputado com grande equilíbrio, e com o resultado ao intervalo a ser já favorável à equipa visitante por 10-9, No segundo tempo continuou-se a verificar enorme equilíbrio, mas os detalhes fizeram a diferença. Pedro Santos da Juventude Lis com 11 golos, foi o seu melhor marcador, no Alto Moinho, onde 11 atletas marcaram golos, Victor Talmazan com 6 golos, foi o seu melhor marcador. Com esta vitória a equipa do Alto Moinho, contínua sem derrotas até ao momento.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º Sporting (10 pontos), 2.º Benfica (~1 jogo), e São Bernardo (-1 jogo) (9 pontos), 4.º Alto Moinho (-1 jogo) (8 pontos), 5.º Juventude Lis (7 pontos), 6.º Vitória FC (6 pontos), 7.º AC Sismaria (-1 jogo), Belenenses (-1 jogo), e Estarreja AC (-1 jogo) (5 pontos), 10.º Almada AC (4 pontos).

O Noticias

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – VI

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
GRUPO 4 NA PÓVOA VARZIM

Segundo notícias que já foram publicadas em alguns OCS, e até no próprio site da AA Braga, a disputa do Grupo 4 de apuramento para o Play OFF Europeu, que se realiza em Portugal, onde o local de realização será a Póvoa do Varzim, apesar de a FAP ainda nada ter anunciado até ao momento, apenas fazemos eco do que já chegou ´`a Comunicação Social, e vamos divulgar o Calendário já definido no site da EHF.

Grupo 4Portugal, Polonia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração de 12 a 14-01-18.

Calendário do Grupo 4

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
Polónia – Kosovo
Portugal – Chipre
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Chipre - Polónia
Kosovo – Portugal
3.ª Jornada
Dia 14-01-17
Chipre – Kosovo
Portugal - Polónia

O Banhadas Andebol

Sorteios – Época 2017 / 2018 - V

A Federação anunciou através de uma notícia no seu portal e do seu Comunicado Oficial N.º 34 da época 2017 / 2018 em 16-10-17, a data da realização de sorteios, relativos as Taças de Portugal Masculina, e Feminina. O sorteio é realizado na FAP.

PO.23 – Taça de Portugal Seniores Femininos
1/8 Final - Sorteio dia 07-11-2017 pelas 17H00

PO.20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
1/16 Final - Sorteio dia 07-11-2017 pelas 17H15

Notas

Os seis primeiros classificados do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão da época anterior, serão cabeças de série (não se defrontando entre si) nos 1/16 de final, sendo que nesta eliminatória os clubes da PO01, sempre que defrontarem Clubes de Divisão inferior, jogarão na condição de visitantes. Registando-se com agrado, o já ter sido divulgado o local da realização da Final Four.

Igual critério já foi aplicado no sorteio dos 1/16 Final da Taça de Portugal Seniores Femininos. 

O Noticias

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana, No Feminino – 05 – 2017 / 2018

Mais uma crónica de fim-de-semana exclusivamente dedicada ao Feminino.

Depois de termos referido a falta de transmissões por parte da Andebol TV, tivemos  uma transmissão na jornada anterior, o que significa que em 4.ª jornadas apenas se registou uma transmissão, o que consideramos praticamente nulo o efeito das mesmas. O género necessita de mais.

Quanto á existência de estatísticas nesta prova, e após a informação por nós dada na crónica anterior, continuamos a informar de que as mesmas existem em http://po09.videobserver.com/pt/, continua-se estranhar que a Federação nada informe. Mas podemos informar de que estivemos a monitorar as mesmas durante os jogos e não são feitas em tempo real, e a maior parte delas surge passados bastantes dias sobre a realização dos jogos, mas é uma realidade que existem, e só temos de agradecer a quem as faz, é a nossa obrigação, pois auxiliam em especial os técnicos da modalidade.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – 1.ª Jornada - Resultados
1.ª Jornada
Dia 05-11-17
SIR 1.º Maio/CJB - Juventude Lis (15H00)
2.ª Jornada
Dia 12-11-17

CA Leça - Santa Joana (17H00)
4.ª Jornada
Dia 14-10-17
SIR 1.º Maio/CJB 27 – 19 CA Leça
Santa Joana 16 – 46 Alavarium
Juventude Lis 24 – 23 Maiastars
Académico FC 18 – 32 Colégio Gaia
Dia 22-10-17
Assomada - CS Madeira (17H00)
JAC-Alcanena - Madeira SAD (21H00)

Jornada com apenas 4 jogos disputados, pois continua o adiamento de jogos, quando estão em causa equipas insulares, o que significa que na próxima deveremos ter jornada dupla para as equipas não intervenientes, este fim-de-semana. Nos jogos disputados registaram-se algumas surpresas, como (na nossa opinião), a vitória da Juventude Lis sobre o Maiastars, e ainda o resultado verificado no Santa Joana / Alavarium. De destacar pela positiva, que em nenhum dos jogos disputados se registaram ocorrências disciplinares.

No Pavilhão da Juventude Lis, disputou-se o Juventude Lis / Maiastars, que foi quanto a nós a surpresa da jornada, ao terminar com a vitória da equipa leiriense, que foi a sua primeira vitória na prova até ao momento. Foi um encontro de grande equilíbrio e até de alternâncias no marcador, com a equipa visitada a chegar ao intervalo a vencer pela diferença mínima 12-11. Nos segundos 30 minutos, a equipa do Maiastars, assumiu a liderança do marcador, chegando a ter 3 golos de vantagem quando estavam decorridos cerca de 50 minutos de jogo, mas mais uma boa reacção da Juventude Lis, leva a equipa ao comando do jogo e do marcador por 24-22, com a equipa maiata a reduzir para a diferença mínima nos momentos finais do encontro. Na Juventude Lis, Francisca Marques com 5 golos, foi a melhor marcadora da equipa, por sua vez na equipa maiata, Debora Moreno com 9 golos, e Mariana Azevedo com 6 golos, foram as suas melhores marcadoras.

O outro encontro que chama a atenção dos amantes da modalidade disputou-se no Municipal de São Pedro Fins, e foi o Santa Joana / Alavarium, não pela qualidade do jogo, mas pelo resultado final ocorrido, onde o Alavarium venceu por uma margem de 30 golos, “cilindrando” autenticamente a sua adversária e construindo um resultado que em nossa opinião não coaduna com uma 1.ª Divisão Nacional. O encontro foi disputado com um sentido único e a equipa do Alavarium a comandar o marcador e o jogo, durante os 60 minutos do jogo, de tal forma que ao intervalo já estava na frente do marcador por 19-8, aumentando significativamente a diferença nos segundos 30 minutos, perante uma equipa, completamente “ desorientada”. Ana Lopes com os seus 5 golos foi a principal marcadora do Santa Joana, enquanto na equipa do Alavarium, que fez uma total gestão do seu plantel, teve 13 jogadoras a concretizarem golos, com Ana Sampaio e os seus 9 golos, a ser a melhor marcadora da equipa e do jogo, bem acompanhada por Joana Ferreira, e Ana Carolina Silva, com 6 golos cada.

Na Marinha Grande realizou-se o SIR 1.º Maio/CJB / CA Leça, que após as derrotas sofridas na Madeira no último fim-de-semana, a equipa visitada obteve o seu primeiro trinfo na prova ao derrotar o CA Leça. Foi um encontro disputado nos limites pois ocorreram 14 exclusões no total, o que significa, que se jogo muitas vezes andebol de 6. Apesar da melhor entrada no jogo realizada pela equipa da casa, que se manteve sempre no comando do marcador, com a equipa do CA Leça e a sua normal raça e garra chegou a colocar o marcador em apenas um golos de diferença 11-10, para o intervalo chegar, como SIR 1.º Maio/CJB a vencer por uns escassos 12-10. No segundo período do jogo veio ao de cima a maior qualidade do plantel da equipa visitada, com a equipa a chegar aos 5 golos de vantagem (16-11), e a aumentar o diferencial no marcador até final do encontro. No SIR 1.º Maio/CJB onde 10 jogadoras marcaram golos as suas melhores marcadoras não foram além dos 4 golos (Tela Amado, Carolina Gomes, e Adriana Lage), no CA Leça, Ana Gomes com 7 golos foi a melhor marcadora da equipa e do jogo. Com esta derrota a equipa do CA Leça é uma das 3 equipas que ainda não registam qualquer vitória na prova, as outras são Santa Joana, e Académico FC.

No Lima, tivemos o Académico FC / Colégio Gaia, que venceu como esperado a equipa Campeã Nacional em Titulo, e que não deixou os seus créditos por mãos alheias, conformando-se a notícia já divulgada em diversos locais do abandono precoce (pelo menos até final da época) de Bebiana Sabino, o que lamentamos pois o Andebol em especial o feminino, merecia mais atenção. Sabia-se que a equipa do Lima iria dar tudo o que podia, mas foi insuficiente de tal forma que o intervalo chegou com o Colégio Gaia já na frente do marcador por uma confortável margem (15-8). No segundo tempo, não se verificaram grandes alterações, e as visitantes, mantiveram o seu ritmo de jogo, e chegaram a ter 15 golos de vantagem quando venciam por 29-14 (por exemplo), para terminarem mesmo assim com uma confortável vantagem. Josefina Rodrigues com 5 golos, foi a melhor marcadora do Académico FC, Carolina Monteiro com 11 golos, foi não só a melhor marcadora do Colégio Gaia, como do jogo, com Nair Pinho a marcar 5 golos.

Classificação após a disputa destes encontros: - 1.º Colégio Gaia (12 pontos), 2.º Alavarium (10 pontos), 3.º Madeira SAD (-1 jogo, 9 pontos), 4.º Maiastars, JAC-Alcanena (-1 jogo), Assomada (-1 jogo), e CS Madeira (-1 Jogo) (7 pontos), 8.º SIR 1.º Maio/CJB, e Juventude Lis (-1 jogo) (5 pontos), 10.º Académico FC (4 pontos), 11.º CA Leça (-1 jogo), Santa Joana (-1 jogo) (3 pontos).

Voltamos a referir que para os nossos principais OCS, que pouco ou nada disseram sobre esta prova (existem raras excepções), é um desprezo total. Lamentável.

O Noticias

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – V

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
II TORNEIO TERRAS DO DEMO
(Foto FAP)
Este Torneio, que se insere na preparação da Selecção de Seniores Masculina, para a disputa do Grupo 4 de apuramento para o Play OFF Europeu, mas neste momento apenas se sabe que o Grupo se realiza em Portugal, mas o local ainda não está definido, apesar dos dias de disputa (12 a 14-01-18) e do calendário já estarem definidos site da EHF.

Este torneio que se disputa em Moimenta da Beira, inserido no estágio da Selecção Nacional de 21 a 28-10-17, é disputado em dois jogos com a Selecção da Roménia.

Na convocatória hoje divulgada (19 Seleccionados), ficamos a saber que Alexis Borges, já é português, o que para nós é uma novidade, apenas desejamos que a nossa Selecção não se transforme num dia destes numa Selecção tipo Qatar.

Como se sabe o Campeonato Mundial de Seniores Masculinos de 2019 será realizado numa organização conjunta da Dinamarca e da Alemanha, de 13 a 17-01-19

Lista de Convocados, sem mais comentários
Calendário dos jogos do Torneio

Dia 25-10-17 - Pavilhão Municipal de Moimenta da Beira
Portugal - Roménia (11H00)
Dia 27-10-17 - Pavilhão Municipal de Moimenta da Beira
Portugal - Roménia – (21H00) Porto Canal

Recordamos a constituição do Grupo 4:

Grupo 4Portugal, Polónia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração.

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXXIX - Sorteio

Realizou-se hoje (17-10-16) na EHF, o sorteio da 3.ª Ronda de Qualificação (32 equipas) da EHF CUP Masculina, onde está inserido a equipa portuguesa do FC Porto. Após esta eliminatória ‘e que se participará na Fase de Grupos

O Sorteio não pode ser seguido através da ehfTV no canal youtube, conforme estava previsto, por motivos técnicos segundo informa a EHF, na sua página do Facebook.

EHF CUP MASCULINA
Os jogos da 1.ª Mão disputam-se a 18/19-11-17, e os encontros da 2.ª Mão em 25/26-11-17.

A equipa Portuguesa encontrava-se inseridas nos Pote 2.

O FC Porto, vai defrontar o Fuchse Berlin (Alemanha). Equipa que era apenas a n.º 3 do Ranking da EHF para esta prova e que estava no primeiro pote, e que na última época esteve presenta na Final Four da prova, onde se classificou em 3.º lugar. A 1.ª mão será disputada no Dragão Caixa, e a 2.ª mão na Alemanha. Se vencer a eliminatória entrará na Fase de Grupos.

Sorteio Completo
O Noticias

Informação – Minuto de Silêncio

(Imagem FAP)
MINUTO DE SILÊNCIO EM TODOS OS ENCONTROS
 ATÉ AO DIA 22-10-17

Estamos solidários com a decisão tomada pela FAP, hoje 17-10-17, e comunicada através do CO N.º 35 de 17-10-17. Ao decretar um minuto de silêncio em todos os encontros a realizar até ao próximo domingo 22-10-17. O Andebol manifesta desta forma, a sua profunda solidariedade com os familiares de todas as vitimas dos incêndios verificados nos últimos dias.

O Andebol mostra assim que não é indiferente á catástrofe que se existiu em Portugal nos últimos dias, NÓS TAMBÉM NÃO FICAMOS INDIFERENTES. Parabéns à FAP pela iniciativa. 

O Noticias  

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2017 / 2018 – II

Crónica dedicada á PO02, constituída por 3 Zonas, onde as equipas “B”, não serão apuradas para a Fase Final.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

3.ª Jornada
Zona 1
Dia 22-10-17
CCR Fermentões - Marítimo (17H30)
4.ª Jornada - Resultados
Dia 11-10-17
FC Porto B 22 - 30 Boavista FC
Dia 14-10-17
Santo Tirso 27 - 26 CCR Fermentões
Marítimo 30 - 35 CA Póvoa Varzim
CP Natação 26 - 36 FC Gaia
São Mamede 25 - 36 SP Oleiros

Jornada disputada por completo, e mais uma vez, não se verificaram ocorrências disciplinares o que é de saudar. Continua o “sofrimento” de se verificar que uma equipa que desceu da 1.ª Divisão Nacional, continua sem vencer qualquer jogo até ao momento, encontrando-se em último lugar da zona, referimo-nos ao São Mamede, que sofreu nova e clara derrota, agora diante o SP Oleiros, na condicção de visitante, e por uma assinalável diferença, com o resultado ao intervalo a dar uma esperança aos seus adeptos ao registar uma igualdade a 15 golos, mas ao sofrer um parcial de 21-10 nos segundo 30 minutos, mais nada se poderá dizer. No encontro antecipado DA JORNADA O fc Porto B / Boavista FC, foi um encontro totalmente dominado pela equipa do Bessa que rapidamente chega aos 4-0, para terminar os primeiros 30 minutos já com um assinalável diferencial de 10 golos (20-10) a seu favor. No segundo tempo nada se alterou, chegando a equipa do Bessa a ter 12 golos de diferença por exemplo quando vencia por (22-10), para posteriormente fazer uma gestão do resultado e do plantel, terminando o encontro com nova vitória ao contrário da equipa do FC Porto B, que continua sem vencer qualquer encontro até ao momento. Outro encontro que terminou com um diferencial assinalável foi o CP Natação / FC Gaia, com o resultado a dilatar-se no segundo tempo, pois ao intervalo o FC Gaia vencia por 15-13, mas no início do segundo tempo ao fazer um parcial de 7-2, e a colocar o resultado em 22-15 a equipa do FC Gaia resolveu em definitivo o jogo, pois o diferencial final de 10 golos repetiu-se várias vezes como por exemplo aos 33-23. Com esta derrota o CP Natação é uma das três equipas que continua a registar apenas derrotas até ao momento, as outras duas já foram referenciadas na crónica. O jogo Marítimo / CA Póvoa Varzim, que terminou com a vitória da equipa do continente, que assim passa a ser a única equipa da Zona que apenas contabiliza vitórias, enquanto a equipa madeirense registou a sua primeira derrota. O CA Póvoa Varzim, construiu a o resultado nos primeiros 30 minutos, quando chegou ao intervalo já na frendo do marcador por 20-14, depois foi só gerir o jogo até aos 60 minutos. O encontro mais disputado da jornada foi (na nossa opinião) o GC Santo Tirso / CCR Fermentões, que foi um dos jogos mais disputados da jornada, e que terminou com a vitória da equipa de Santo Tirso pela diferença mínima, mas que ao intervalo se encontrava a perder por 16-12, com a equipa local a fazer uma excelente recuperação no segundo tempo, sendo esta a primeira derrota do CCR Fermentões, este foi um dos encontros com maior assistência, na Zona, onde o apuramento para a Fase Final, será bastante discutido certamente.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º CA Póvoa Varzim (12 pontos), 2.º Boavista FC, FC Gaia, e Santos Tirso (10 pontos), 5.º SP. Oleiros (8 pontos), 6.º CCR Fermentões (-1 jogo), e Marítimo (-1 jogo) (7 pontos), 8.º FC Porto B, CP Natação e São Mamede (4 pontos).

Zona 2 OK
4.ª Jornada - Resultados
Dia 14-10-17
Benfica B 26 - 22 AC Coimbra
Juventude Lis 30 - 23 SIR 1.º Maio
AC Sismaria 28 - 25 AD Sanjoanense
AD Albicastrense 28 - 31 Estarreja
Dia 15-10-17
CD Marienses 38 - 36 ADC Benavente

Única Zona com todo o calendário completo, apesar de ter tido um jogo adiado para o dia seguinte por motivos das condicções atmosféricas registadas nos Açores, jornada disputada, algum equilíbrio, e até algumas surpresas, e que tal como já tínhamos constatado na jornada anterior, a não existência de equipas apenas só com vitórias, e caracterizou-se ainda, pela não existência de qualquer registo de ocorrências disciplinares. E na presença dos resultados desta jornada, apenas uma equipa contabiliza somente, a AC. Coimbra que este fim-de-semana, voltou a perder desta vez com o Benfica B, num jogo em o resultado ficou praticamente feito nos primeiros 30 minutos, quando o Benfica B, chegou ao intervalo já na frente do marcador por 17-13, diferencial que não se alterou no segundo tempo, face á animada resposta dos homens de Coimbra. Na nossa opinião a grande surpresa da jornada veio do jogo disputado em Castelo Branco, no encontro AD Albicastrense / Estarreja AC, que terminou com a vitória da equipa visitante, que no entanto perdia ao intervalo por 13-12, mas um segundo tempo de ascendente e significativa melhoria, levou a equipa a uma vitória que provavelmente não estaria nas previsões de muita gente. Foi um dos encontro com razoável assistência, na zona juntamente com o dérbi de Leiria o Juventude Lis / SIR 1.º Maio, que terminou com a vitória da Juventude Lis que ao intervalo já se encontrava na frente do marcador por 14-11, aumentando o diferencial no segundo período de jogo, e terminou com 10 jogadores a concretizarem golos. Num dos encontros (na nossa opinião) mais importantes da jornada, o AC Sismaria / AD Sanjoanense, a equipa de Gândara, construiu a sua vitória no primeiro tempo ao chegar ao intervalo a vencer por 14-8, com a equipa visitante a vencer cara a derrota e reagindo fortemente no segundo tempo, acabando por perder somente por um diferencial de 3 golos. Nos Açores, tivemos um encontro entre duas das equipas que mais se reforçaram esta época, e que foi adiado para o dia seguinte devido ás deficientes condicções meteorológicas que assolaram os Açores. Encontro com uma razoável assistência, e disputado sempre com grande equilíbrio, e alternâncias no marcador, ao intervalo encontrava-se na frente do marcador o ADC Benavente por 15-13. No segundo tempo os insulares deram a volta ao marcador, e passaram para a frente do marcador por exemplo aos 22-21, para termos uma igualdade a 26 golos, aos 31-28, registou-se a maior diferença no marcador a favor da equipa do CD Marienses, que acaba por vencer após um excelente segundo tempo. Zona, onde nos poderemos enganar, mas que irá ser disputada com muito equilíbrio, e onde os favoritos para a Fase Final, é difícil de prognosticar.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Juventude Lis, e Estarreja AC (10 pontos), 3.º Benfica B, e CD Marienses (9 pontos), 5.º AD Sanjoanense, ADC Benavente, AC Sismaria, e AD Albicastrense (8 pontos), 9.º SIR 1.º Maio (6 pontos), 10.º AC. Coimbra (4 pontos)

Zona 3 - ok
1.ª Jornada
Dia 28-10-17
SC Horta - 1.º Dezembro (21H00)
4.ª Jornada - Resultados
Dia 14-10-17
1.º Dezembro 30 - 25 Vela Tavira
Vitória FC 31 - 24 CF Sassoeiros
CCP Serpa 26 - 30 Ginásio Sul
Dia 15-10-17
Zona Azul 18 - 29 CDE Camões
SC Horta - Alto Moinho (Desconhecido)

Zona, onde além de continuar com um jogo em atraso, e que certamente irá acontecer mais vezes, pois repetimos, de que não nos recordamos de nas últimas épocas o SC Horta, iniciar a época ao mesmo tempo que as outras equipas, ao afirmamos isto não estamos a desfazer em ninguém mas sim a constatar um facto. Nesta Zona, felizmente e tal como nas outras Zonas não tivemos jogos com ocorrências disciplinares registadas. Teve este fim-de-semana, mais um encontro que em princípio tinha sido adiado para o dia seguinte por motivo das condicções atmosféricas, registadas nos Açores, e que a FAP informou em tempo oportuno, mas neste momento, nada mais se sabe, e é pena. Apesar de continuarmos a ter Boletins de jogo mal fechados, onde os próprios árbitros não podem fugir da sua responsabilidade, pois não devem certamente conferir os mesmos. E este não cumprimento adultera as classificações apresentadas no Portal da FAP, este facto é transversal a todas as zonas. Tivemos mesmo assim numa jornada incompleta um encontro com ocorrências disciplinares registadas, e que foi o CCP Serpa / Ginásio Sul, num jogo disputado com grande equilíbrio e onde se registaram 3 desqualificações directas, mas o resultado ao intervalo, de uma igualdade a 14 golos, é completamente esclarecedor do equilíbrio até então verificado, com a equipa do Ginásio Sul, a apenas arrancar no segundo tempo. Com esta derrota o CCP Serpa é uma das três (3) equipas, que apenas registam derrotas na prova até ao momento, juntamente com o Zona Azul, que foi surpreendido em casa por um CDE Camões, que ao intervalo já vencia por 14-6, realizando um segundo tempo em completa gestão do jogo e do resultado, com a equipa do Zona Azul, a surpreender esta época pela negativa. A Outra equipa ainda contínua somente com derrotas é o Vela Tavira, que desta vez foi perder ao recinto do 1.º Dezembro, que continua com vitória s em todos os encontros disputados até ao momento, no entanto foi jogo de grande equilíbrio, com os locais a vencerem pela diferença mínima ao intervalo (15-14), no segundo tempo apesar da dilatação do resultado, o Vela Tavira, deu sempre uma animada réplica. No pavilhão Antoine Velge, tivemos na nossa opinião o principal encontro da jornada, e aquele que apresentou uma excelente moldura humana, o Vitória FC / FC Sassoeiros, que terminou com mais uma vitória da equipa visitante, que teve 10 jogadores a concretizarem golos, e que ao intervalo já vencia por 13-9, comandado quase sempre o encontro, tanto em termos de jogo, como de marcador. Com este resultado o Vitória FC, assume-se como uma das equipas que até ao momento apenas contabiliza vitórias, e é (na nossa opinião), um dos principais candidatos à discussão de lugar na Fase Final.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Vitória FC (12 pontos), 2.º Ginásio Sul (10 pontos), 3.º 1.º Dezembro (-1 jogo, 9 pontos), 4.º CF Sassoeiros, e CDE Camões (8 pontos), 6.º Alto Moinho (- 1 jogo, 7 pontos), 8.º SC Horta (-2 jogos, 6 pontos), 8.º CCP Serpa, Vela Tavira e Zona Azul (4 pontos). 

O Banhadas Andebol

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2017 / 2018 – III

Disputaram-se este fim-de-semana, os jogos referentes á 1.ª Eliminatória da Taça de Portugal Feminina.

Tinamos publicado o seguinte texto

“… Agora através de uma verificação das equipas inscritas na prova, e que disputam a prova na sua 1.ª Eliminatória, constata-se que a PO10 terá 23 equipas, o que representa uma estagnação pois é um número igual ao verificado na época anterior. Mas torna-se estranho e difícil, saber a totalidade das equipas da 2.ª Divisão (PO10), pois neste momento existem duas Associações que ainda nem criou a prova, (Aveiro e Lisboa). O sorteio da 1.ª Eliminatória, e dos 1/16 Final realizaram-se hoje (19-09-17).

Neste momento já todas as Associações criaram a 1.ª Fase da PO10, mas o número final por nós indicado mantêm-se inalterado

Os Resultados da 1.ª Eliminatória foram os seguintes - disputada em 14-10-17

Zona 1 – 11 Equipas

AC Vermoim 24 – 15 Douro AC

Isentos – (9) – AA Didáxis-A2D, ARC Alpendorada, CJ Almeida Garrett, FC Pedras Rubras, S. Félix Marinha, ABC, Inter Milheirós FC, Modicus, e Juventude Mar

Zona 2 – 8 Equipas

SIR 1.º Maio 24 – 21 C. Benfica Castelo Branco

Isentos – (6) – CP Valongo Vouga, Batalha AC, Ílhavo AC, AC Oliveiras Frades, Cister SA, e AD Academia Andebol SPS.

Zona 3 – 4 equipas

Quinta Nova 9 – 34 Passos Manuel

Isentos – (2) – C. Vela Tavira, e Porto Salvo.

Eliminatória disputada sem qualquer surpresa. Pois verificaram-se os apuramentos previsíveis.

Equipas Apuradas e os jogos já definidos para os 1/16 Final a disputar em 01-11-17

2.ª Divisão (20) – AC Vermoim, AA Didáxis-A2D, CJ Almeida Garrett, FC Pedras Rubras, S. Félix Marinha, ABC, Inter Milheirós FC, Modicus, CP Valongo Vouga, Batalha AC, SIR 1º Maio, Ílhavo AC, AC Oliveira Frades, Cister SA, AD Academia Andebol SPS, C. Vela Tavira, Porto Salvo, Passos Manuel, ARC Alpendorada, e Juventude Mar

1.ª Divisão (12) – Madeira SAD, Alavarium, Colégio Gaia, SIR 1.º Maio/CJB, CS Madeira, Maiastars, Académico FC, Santa Joana, Juventude Lis, CA Leça, Assomada, e JAC-Alcanena.

Jogos dos 1/6 Final – a disputar em 01-11-17

CJ Almeida Garrett – Colégio Gaia
Passos Manuel – Madeira SAD
Porto Salvo – SIR 1.º Maio/CJB
ARC Alpendorada – Maiastars
Juventude Mar – CS Madeira
Ílhavo – Alavarium
S. Félix Marinha – CA Leça
Batalha AC – Académico FC
AC Vermoim – Santa Joana
Inter Milheirós FC – Assomada
Modicus – Juventude Lis
C. Vela Tavira - CP Valongo Vouga
AA Didáxis-A2D - AC Oliveiras Frades
AD Academia Andebol SPS – SIR 1.º Maio
Cister SA – ABC
FC Pedras Rubras – JAC-Alcanena

Alguns jogos interessantes, como por exemplo o Ílhavo / Alavarium, o AC Vermoim / Santa Joana, o Modicus / Juventude Lis, o Vela Tavira / CP Valongo Vouga, e o Cister SA / ABC, pois estamos consciente de que dificilmente haverá alguma surpresa, que neste momento não vislumbramos que possa existir.

A estrutura da prova será:

1/8 Final – Vencedores dos 1/16 Final – 09-12-2017
1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 14-04-2018
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 26-05-2018 
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 27-05-2018

A Federação, prevê no Regulamento nesta estrutura a realização na prática, de uma Final Four.

Sorteio dos 1/8 Final, ainda não se encontra marcado. 

O Noticias    

domingo, 15 de outubro de 2017

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXXVI – Liga dos Campeões Masculinos

O Sporting disputou a 5.ª jornada, e última jornada da 1.ª Volta do seu Grupo (“D”) na Liga dos Campeões Europeus.
SPORTING PERDE COM MONTPELLIER HB

Nesta 5.ª Jornada, onde a equipa portuguesa defrontou a equipa do Montpellier HB (França), a equipa mais forte do grupo (na nossa opinião), e que o comanda apenas com vitórias, este encontro foi disputado no pavilhão João Rocha, onde o publico marcou uma razoável presença, o Sporting, que mais uma vez se apresentou desfalcada de alguns dos seus principais elementos, como Carlos Ruesga, Cláudio Pedroso, Pedro Solha, e com alguns elementos fisicamente limitados, como Tiago Rocha, com a condicionante não ter soluções por exemplo, para rodar com garantias e sem adaptações o central da equipa que foi praticamente sempre Carlos Carneiro, com aparições de Ivan Nikcevic em determinados momentos, contra uma equipa que possuiu na sua constituição campeões Mundiais e Olímpicos, como Vicente Gerard, Michael Guigou, Fabregas, e Valentin Porte, entre outros. O Resultado final, é o reflexo puro da diferença entre o Andebol Português e o Andebol Francês, onde a velocidade de jogo, aliada à qualidade dos jogadores faz toda a diferença. O Sporting, entrou francamente mal no jogo e aos 5 minutos de jogo já perdia por 5-0, diferença que se manteve até aos 14 minutos 10-5, a favor dos franceses, que nesta altura apresentavam uma eficácia de ataque de 100%, com o jovem Manuel Gaspar a não estar ao nível das suas últimas prestações, mas o Sporting, não tinha nem ataque, que era confuso, com maus passes, e muitas perdas de bola, e com um guarda-redes de seu nome Vicent Gerad, que defendia tudo e mais alguma coisa, e assim o resultado foi-se avolumando, de tal forma que ao intervalo a diferença de golos entre as equipas era de 8 golos a favor do Montpellier HB (19-11), nem a entrada de Asinin, ainda no primeiro tempo resolveu alguma coisa, e o contra-ataque do Sporting nunca existiu. No Segundo tempo, tivemos uma franca melhoria na produção da equipa portuguesa, que foi primeiro equilibrando o jogo, para depois iniciar uma excelente recuperação, de que Cudic, agora na baliza era um dos grandes responsáveis, e Pedro Valdez (4 golos, 100% de eficácia) fazia da sua força e energia o resto tanto no ataque como na defesa, e o jovem Edmilson Araújo (6 golos, 75% de eficácia) cotava-se com uma boa exibição, e a força e a garra de Kopco (4 golos, 80% de eficácia), aparecia finalmente em jogo, e com esta melhoria aliada ao facto de na baliza francesa, já não estar Gerad, levou a a diferença fosse diminuído, e aos 52 minutos era de 6 golos (29-23), para chegar aos 4 golos aos 54 minutos (29-25) e terminar por apenas 4 golos, o que apesar de todas as lacunas já por nós focadas, acaba por ser um bom resultado, assim os primeiros 30 minutos tivessem sido iguais aos segundos, mas nunca nos devemos esquecer da forma rápida como se joga ao ataque por parte dos franceses (mestres a criar situações de superioridade numérica), e a maior dos seus jogadores todos executantes de excelência, destacando-se Richardson (6 golos, 75% de eficácia, o filho de uma lenda do Andebol Mundial), e Truchanovicius (6 golos, 86% de eficácia). Com Porte (5 golos, e 100% de eficácia). Jogo dirigido pela dupla da Bósnia constituída por Amar Konjicanin e Dino Konjicanin, que foi demasiado protecionista e que nas suas decisões na maior parte das vezes pesou “nomes”, apesar de terem estado bem no critério dos 7 metros, deixaram muito a desejar na equidade da marcação das faltas aos 9 metros, e estiveram francamente mal ao nível da lei da vantagem e da falta do atacante.

Grupo D Constituição – HC Metalurg (Macedónia) Montpellier HB (França), HC Motor Zaporozhye (Ucrânia), Besiktas Mogas HT (Turquia), Chekhovskie Medvedi (Rússia) e Sporting (Portugal) 

Resultados
1.ª Jornada
Dia 17-09-17
Besiktas Mogas HT 26 – 30 Sporting
2.ª Jornada
Dia 24-09-17
Sporting 23 – 31 HC Motor Zaporozhye
3.ª Jornada
Dia 30-09-17
HC Metalurg 28 – 27 Sporting
4.ª Jornada
Dia 04-10-17
Sporting 31 – 30 Chekhovskie Medvedi
5.ª Jornada
Dia 15-10-17
Sporting 29 – 33 Montpellier HB
Próxima Jornada
6.ª Jornada
Dia 04-11-17
Montpellier HB – Sporting (17H30)

Horas Locais

Nota:

A Fase de Grupos (A, B, C e D com 28 equipas), terá início em 14-09-17 e terminará para os grupos A e B em 28-02/04-03-18, e para os grupos C e D em 29-11/03-12-17. O 1.º e 2.º classificado dos Grupos C e D, disputaram os chamados jogos KO, para apurar as 2 equipas que se juntarão aos 2.º, 3,º, 4.º, 5.º, e 6.º classificados dos grupos A e B passam para os chamados “last 16” (12 equipas), os 1.º classificados dos Grupos A e B, passam directamente aos 1/4 Final.

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXXVIII – Actualizada

O FC Porto e o Benfica disputaram hoje os jogos da 2.ª Mão da EHF CUP Masculina, referentes à 2.ª Ronda de Qualificação.

Masculinos

EHF CUP

 FC PORTO VENCE HC OHRID 2013
(2.ª MÃO, E VENCE ELIMINATÓRIA)
O FC Porto, voltou a defrontar no Dragão Caixa, na 2ª Mão da 2.ª Ronda de Qualificação (32 equipas) a equipa da Macedónia o HC Ohrid 2013, depois da clara vitória obtida no encontro da 1.ª Mão, com o seu pavilhão a apresentar (na nossa Opinião) uma moldura humana abaixo do esperado e desejado. O FC Porto começou o jogo com um sete inicial diferente daquele que apresentou no jogo da 1.ª Mão, com Hugo Laurentino na baliza, e com os pontas Miguel Alves (5 golos, 63% de eficácia) e José Carrillo (7 golos, 88% de eficácia), no entanto os jogadores tinham no seu subconsciente o resultado obtido na véspera, e tiveram os primeiros 10 minutos, algo desconcentrados e sem a velocidade que o seu técnico pretendia, de tal forma que o resultado era uma igualdade a 5 golos, e solicitou um Time-OUT, que colocou a equipa no seu andamento normal, e tal forma o fez que com a substituição de Salina por Iturriza (6 golos, 100% de eficácia), resultou em pleno, e até deu para alterar por diversas vezes o sistema defensivo, tornando mais agressivo, basta dizer que só no primeiro tempo os pontas em jogadas de contra-ataque e ataque rápido foram doze (12), e chegou-se ao intervalo a vencer por 25-13, com a equipa da Macedónia, a apresentar-se com uma deficiente condição física. No segundo tempo, o FC Porto alterou quase toda a sua equipa, mantendo-se apenas Hugo Laurentino, e todos os seus jogadores de campo participaram no jogo, com uma nota especial para o seu novo reforço Spende (6 golos, 75% de eficácia), e não deveremos deixar de realçar o comportamento do guarda-redes da equipa da macedónia Trajkvski, e ainda o seu lateral direito Adamavic (7 golos, 58% de eficácia). O Jogo terminou com a maior diferença registada em todos o encontro. Dirigiu o encontro a mesma dupla que dirigiu o jogo da 1.ª Mão, os suiços André Buache e Marco Meyer, que neste encontro na nossa opinião estiveram bem.

Resultados
1.ª Mão
Dia 14-10-17
HC Ohrid 2013 20 37 FC Porto
2.º Mão
Dia 15-10-17
FC Porto 44 – 26 HC Ohrid 2013

BENFICA PERDE COM GWARDIA OPOLE
(2.ª MÃO, E É ELIMINADO)
O Benfica, disputou igualmente a 2.ª Mão da 2.ª Ronda de Qualificação (32 equipas) com a realização do jogo a ser na condicção de visitante da equipa polaca do Gwardia Opole, com um pavilhão que se apresentou com uma excelente moldura humana, pavilhão quase esgotado (3000 espectadores). A diferença de golos que a equipa portuguesa tinha obrigava a precauções, face a uma equipa polaca, que apresenta bons executantes, e um índice físico a que não estamos a habituados a ver. O Benfica que realizou os primeiros 30 minutos de grande equilíbrio, em termos de jogo, e em termos de marcador de tal forma, que aos 15 minutos de jogo, verificava-se uma igualdade a 5 golos, eoas 26 minutos de jogo o resultado era mais uma vez uma igualdade, desta vez a 10 golos, com Belone Moreira (2 golos) o regressado Alexandre Cavalcanti (2 golos) a colocarem o Benfica na frente do marcador, chegando ao intervalo a vencer por 12-10. Nos segundos 30 minutos, os polacos igualam a 13 golos aos 34 minutos através de um livre de 7 metros, para o Benfica nos 10 minutos seguintes, sofrer um parcial de 6-0, que coloca a equipa a perder por 17-13, aos cerca de 41 minutos (lembrar que aos 31 minutos o marcador assinalava 13-11 a favor do Benfica), os polacos lançados com esta prestação menos conseguida pelo Benfica, continuam a pressionar e aos 57 minutos estão na por 26-19, e com a eliminatória pireticamente resolvida., mas com o Benfica a reduzir nos momentos finais com dois golos de rajada, e terminando por perder o encontro por 26-21, e sendo eliminado por um (1) golo. E tal como se tinha previsto, o diferencial registado na 1.ª Mão poderia não ser suficiente, de destacar que o melhor marcador dos encarnados foi João Silva com 4 golos, e que Ricardo Pesqueira foi desqualificado com a 3.ª exclusão a cerca de 30 segundos do fim, e que mais uma vez foi realizada uma total gestão do plantel com 11 jogadores a mercarem golos, mas não concretizaram 3 livres de 7 metros, e tal como no encontro da 1.ª Mão mais uma vez Jankowski com 6 golos, exactamente os mesmos de Mauer, foram os principais jogadores e marcadores da sua equipa, Não poderemos deixar de referir a péssima qualidade das estadísticas elaboradas para este encontro, na Polónia, que chega ao ponto de não indicarem os marcadores dos golos e os somatórios dos parciais não serem coincidentes com o resultado final.

Resultados
1.ª Mão
Dia 07-10-17
Benfica 28 – 24 Gwardia Opole
2.º Mão
Dia 15-10-17
Gwardia Opole 26 – 21 Benfica

Apenas o FC Porto, estará envolvido no sorteio da Ronda 3 de Qualificação, que se realiza no próximo dia 17-10-17

O Noticias

sábado, 14 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 13 – 2017 / 2018 – I

Crónica dedicada aos jogos da PO01, que se disputaram este fim-de-semana.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

7.ª Jornada
Dia 14-10-17
Belenenses 32 – 22 AC Fafe
AA Avanca 25 – 25 Xico Andebol
Águas Santas 23 – 30 ABC
Boa Hora 33 - 27 São Bernardo
Arsenal 23 – 31 Madeira SAD
Dia 18-10-17
Ismai - FC Porto (21H00)
Dia 19-10-17
Benfica - Sporting (19H30)

Jornada que vai ser disputada em diferentes datas, face à presença dos nossos clubes em provas Europeias, realizando-se este fim-de-semana, apenas cinco (5) dos jogos. Com um dos clássicos (Benfica / Sporting) a ser adiado apenas para o dia 19. Jornada disputado sem ocorrências disciplinares registadas, o que se saúda.

Águas Santas 23 – 30 ABC

No Pavilhão do Águas Santas, disputou-se (na nossa opinião), aquele que se esperava fosse o principal jogo da jornada, pelo equilíbrio que se poderia verificar, mas na realidade, verificou-se uma diferença abismal entre o jogo das duas equipas, verificando que nos primeiros 30 minutos, a equipa maiata, praticamente não existiu, muitas falhas técnicas, jogadores muito abaixo do seu rendimento, onde Elias António, foi o seu máximo expoente, sem eficácia no ataque, nunca aproveitando sequer as superioridades numéricas de que dispôs, consideramos que no geral a equipa teve pouca atitude, e clarividência, apesar da excelente prestação do seu guarda-redes o experiente António Campos, que mais não podia fazer, mesmo só apresentando 19% de eficácia, que representa o desacerto defensivo da equipa, dando a sensação de que se encontravam muito afetados pelo resultado da última jornada. Por seu, lado o ABC, que todos davam como a equipa “perdida”, apresentou uma excelente organização quer defensiva quer atacante onde o sei expoente máximo foi Nuno Silva (8 golos, 53% de eficácia), um atleta que não precisa de muito espaço para rematar, a sabe o que faz comandando a sua equipa, muito bem apoiado por outros experientes jogadores como Humberto Gomes na baliza (2 golos, e 37% de eficácia), Hugo Rocha (6 golos, 100% de eficácia, 4 de 7 metros), chegou ao intervalo a vencer pela confortável margem de 8 golos. O intervalo fez bem á equipa maiata que voltou para este período de jogo com outra atitude, tando defensiva como atacante, e com o seu melhor marcador Pedro Cruz (15 golos, 65% de eficácia, 4 de 7 metros), a ser o jogador que costuma ser e a assumir as despesas da equipa de tal forma, que aos 45 minutos a diferença apenas se situava em 4 golos a favor do ABC (21-17), mas Humberto Gomes e em especial Nuno Silva, repuseram nova vantagem, que atá aos 60 minutos de jogo, ainda chegou aos 7 golos por diversas vezes e foi a diferença final. Uma referência fia final, para o excelente trabalho do jovem pivô do Águas Santas, Luis Frade (5 golos, 63% de eficácia). Uma palavra pela negativa para o delegado ao jogo que interrompe o jogo aos 9 minutos de jogo sem qualquer necessidade (limpeza do piso de jogo na área contrário, onde o jogo se desenrolava) e apenas prejudicando o jogo, assim nem vale a pena lá estarem. Dirigiu o encontro a dupla aveirense constituída por Ruben Maia, e André Nunes, que tiveram algumas falhas na lei da vantagem e em especial na falta do atacante mas não prejudicaram o jogo em si, estando muito bem na sanção progressiva, e nos livres de 7 metros, e em especial aos20 minutos de jogo, quando consideram que uma falta já estava marcado pois o infractor, largou a bola no local da infracção com os elementos das duas equipas colocados correctamente, aqui foram um exemplo para muito boa gente.

No Pavilhão Acácio Rosa, realizou-se o Belenenses / AC Fafe, com a equipa minhota a surpreender e perante a apatia dos elementos da equipa visitado, chegou aos 5-0 aos 6 minutos de jogo, com a equipa do Belenenses a andar atrás do resultado até os 18 minutos de jogo, quando igualou o marcador a 8 golos., para então passar para a frente do marcador em termos definitivos cerca dos 22 minutos quando coloca o marcador em 11-10, para chegar ao intervalo, a vencer por 14-10, com um golo de Nelson Pina (3 golos, 100% de eficácia) sobre o minuto 30. Segundo tempo sem grande história para contar pois a equipa do Belenenses nunca largou o comando do marcador e foi paulatinamente aumentando o seu diferencial, que chegou a ser de 13 golos aos 55 minutos quando vencia 31-18, permitindo desta forma ao técnico introduzir alterações no plantel de forma a fazer a gestão aconselhável do mesmo, o AC Fafe, continua a iniciar bem os jogos, mas a não demonstrar a mesma eficácia, conforme se vai verificando o passar do tempo de jogo. João Moniz na baliza do Belenenses com 45% de eficácia, contra os 35% de Nuno Solva na baliza do AC Fafe, foi um dos principais elementos da sua equipa. Na equipa do Belenenses com 11 jogadores a marcarem golos, Diogo Domingos (7 golos, 78% de eficácia), e João Ferreira (6 golos, 60% de eficácia, 3 de 7 metros), foram os principais marcadores da equipa. Os melhores marcadores da equipa do AC Fafe não passaram dos 4 golos, Vasco Santos (50% de eficácia), e João Ferreira (100% de eficácia, 1 de 7 metros). Com esta vitória a equipa do Belenenses regressa às vitórias, enquanto o AC Fafe continua sem vencer.

No Pavilhão Fernando Tavares tivemos um Boa Hora / São Bernardo, que foi um jogo se sentido único, com a equipa do Boa Hora a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos de jogo. Embora por vezes o jogo não tenha sido um hino ao andebol, bem pelo contrário a equipa do Boa Hora, chega ao intervalo a vencer por 19-12, diga-se a maior vantagem durante os 30 minutos iniciais. No segundo tempo embora tendo a sua vantagem variado entre os 5 e os 8 golos (que se verificaram pela última vez aos 57 minutos (31-23), foi necessário uma intervenção, do seu técnico aos 51 minutos quando o diferencial tinha diminuído para apenas 5 golos, pois a equipa estava a mostrar-se demasiado instável, e com alguns jogadores a querem resolver situações que o colectivo deve resolver, isto para as duas equipas. Os homens da baliza nas duas equipas equivaleram-se com Henrique Carlota (34% de eficácia) no Boa Hora, e Emanuel Ribeiro (33% de eficácia) no São Bernardo. O experiente Luís Nunes com 11 golos (58% de eficácia), foi o melhor marcador da equipa e do jogo, com André Lima a marcar 6 golos (75% de eficácia). Na equipa do São Bernardo, Jorge Justino (100% de eficácia), e João Vilar (60% de eficácia), foram os seus melhores marcadores. Continuado o São Bernardo a ser a única equipa que apenas contabiliza derrotas, até ao momento.

No Flávio Sá Leite, realizou-se o Arsenal / Madeira SAD, onde o Madeira SAD impôs o seu natural favoritismo, comandando quase sempre o marcador, embora durante os primeiros 30 minutos a vantagem máxima de 5 golos aos 11 minutos de jogo, quando marcador assinalava 8-3, mas a equipa bracarense com uma excelente reacção conseguiu reduzir até aos 2 golos de diferença que se registavam aos 27 minutos de jogo (15-13), para intervalo chegar a equipa insulara na frente do marcador por 16-13. Nos segundos 30 minutos a equipa do Arsenal volta a equilibrar o jogo, e aos 35 minutos de jogo registava-se uma igualdade a 17 golos, para então o Madeira SAD assumir em definitivo comando do marcador e do jogo, mas só a partir dos 51 minutos de jogo consolidou a sua vantagem, ao chegar aos 4 golos de vantagem (26-22), para terminar com um parcial de 4-0, que fez o resultado final, registando-se então a maior diferença de golos entre as equipas. A Grande diferença registou-se na prestação dos homens da baliza onde Luís Carvalho do Madeira SAD, chegou aos 63% de eficácia, enquanto os dois elementos utilizados pelo Arsenal, se equivalerem entre si com Luís Oliveira a ser o melhor com 29% de eficácia. João Santos com 7 golos (58% de eficácia), foi o melhor marcador do Arsenal, enquanto dos 10 atletas do Madeira SAD que marcaram golos, foi João Paulo Pinto com 7 golos (64% de eficácia, 2 de 7 metros) o seu principal marcador.

Mas a grande surpresa da jornada, esteve no Pavilhão Adelino Costa em Avanca onde se realizou o AA Avanca / Xico Andebol, que terminou numa inesperada igualdade final. Num jogo de grande equilíbrio, onde a equipa visitante esteve mais vezes na frente do marcador, mas ao intervalo perdia pela diferença mínima (11-10), a máxima vantagem foi sempre para a equipa do Xico Andebol, mas nunca chegou a ser superior a dois (2) golos, sendo a última delas aos 52 minutos de jogo, para de seguida se verificar novas igualdades e até alternâncias no marcador, o que tornou o encontro bastante emotivo, apara quem o viu., pois no último minutos marcaram-se 4 golos, com a AA Avanca a empatar nos momentos finais do encontro. Luís Silva na baliza da AA Avanca foi dos seus melhores elementos com 38% de eficácia), Élcio Fernandes na baliza do Xico Andebol chegou aos 30% de eficácia). Digo Silva com 7 golos (70% de eficácia) foi o melhor marcador da AA Avanca, enquanto no Xico Andebol, o experiente Cláudio Mota (9 golos, e 64% de eficácia – 3 de 7 metros), bem acompanha por Afonso Lima (6 golos, 60% de eficácia), foram os melhores marcadores do Xico Andebol.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º ABC (19 pontos), 2.º Benfica (-1 jogo), Sporting, e Belenenses (+1 jogo) (18 pontos), 5.º Madeira SAD (17 pontos), 6.º AA Avanca (16 pontos), 7.º FC Porto (-1 jogo), e Xico Andebol (13 pontos), 9.º Boa Hora, e Ismai (-1 jogo) (12 pontos), 11.º Águas Santas (11 pontos, 12.º Arsenal (10 pontos), 13.º AC Fafe (8 pontos), 14.º São Bernardo (7 pontos). 

O Banhadas Andebol