gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Analise das Nomeações – Fim-de-semana – 2016 / 2017

Não temos escrito sobre este tema tão controverso, e a última vez que escrevemos sobre ele provocamos alguma polémica, embora não sendo essa nossa prioridade, pois a verdadeira prioridade é a defesa da verdade desportiva, das arbitragens e dos próprios árbitros assim como o é da competitividade, e por entendermos que nada disto, se estado a passar, incluindo agora as nomeações até para Delegados, que ninguém entende face á divulgação feita, quem é quem e o que faz. Decidimos esta semana efectuar este texto, pois apesar do CA não ter divulgado o âmbito das nomeações de cada nível dos árbitros o que já não é saudável, e como está estabelecido no Regulamento de Arbitragem (Titulo 9 do Regulamento Geral da Federação) nomeadamente nos seguintes artigos que transcrevemos:

Artigo 17.º (Competência das nomeações) – Ponto 1 – O Conselho de Arbitragem da FAP comunicará no início de cada época desportiva os critérios de nomeação dos quadros de Arbitragem. (nada foi divulgado)

Artigo 19.º (Critérios de Nomeação) – Ponto 1 – As duplas e árbitros que se encontrem disponíveis serão nomeados para os jogos das competições nacionais, segundo os critérios a definir no início de cada época desportiva, não obedecendo a quaisquer restrições ou condicionalismos. (mais uma vez nada foi divulgado)

As nomeações dadas a conhecer este fim-de-semana, e a forma como estão a ser feitas, quem nomeia, não conhece certamente o nível de qualificação dos árbitros, embora quanto a estes, apenas não se entende como se pode nomear para uma das Provas máximas do Calendário Nacional, sem se saber qual o nível das duplas., e devidamente enquadradas, apesar das grandes dificuldades económicas, parece-nos que estas só têm um sentido, não se entendo que existindo dois Delegados na Madeira, seja necessário deslocar um delegado do Continente e logo por azar, acumula com a função de dirigente do CA (Manuel da Conceição). Quando pelo horário dos jogos (no Pavilhão do Funchal e no Pavilhão do Marítimo), onde os outros delegados já se encontram, é necessário esta deslocação, quando em contra partida, para um jogo disputado em Esposende (para o Campeonato da 1.ª Divisão Feminina) se nomeia uma dupla de Braga e um Delegado de Braga (Manuel Moreira), num critério (ou sem critério) ambíguo, como se estivéssemos a encher “quadradinhos”. E por falar em delegados António Goulão (outro dirigente do CA) que esteva no Mundial de França 2017, deve ter sido um dos devolvidos, mais cedo que o esperado, pois já está nomeado para dia 28 em Fafe, quando em 28 e 29 se disputam os jogos que definem os 4 primeiros lugares do Mundial, isto é chegar e continuar, porquê? Delegados que exercem funções similares, e que não as podem desempenhar pelas normativas existentes (ver, por exemplo artigo 20.º do Regulamento de Arbitragem).

Esta semana decidimos olhar para algumas nomeações e ficamos estupefactos com aa nomeações da dupla Duarte Santos / Ricardo Vieira, ou quem nomeia não sabe o que anda a fazer, ou pretende nitidamente criara casos na arbitragem, então nomeia-se a dupla referida ás 18H00 no Restelo para o jogo Belenenses / Benfica (Taça de Portugal), e de seguida nomeia-se a mesma dupla para outro encontro no mesmo pavilhão para a1.ª Divisão de Juvenis precisamente entre as mesmas equipas, estão brincando com o “fogo” e não defendendo nem as provas nem a arbitragem. Depois a nomeação da dupla António Trinca / Tiago Monteiro para 3 jogos no Pavilhão do Funchal, que deve ser certamente uma “brincadeira”, pois são 3 jogos decisivos 2 no sábado e 1 no domingo, em contradição com a nomeação dos delegados, esperando nós que o 1.º jogo de sábado e nos horários indicados se houver necessidade de prolongamento, os mesmos não serão certamente compridos.

Terminamos com a estranheza de para um jogo repetição nem um delegado ter sido nomeado.

O Analista

3 comentários:

Anónimo disse...

alguns auto nomeiam-se, até estranho não ver o marreiros nomeado, é uma pouca vergonha, e ninguém têm coragem de por cobro a isto

Anónimo disse...

Camarada volta à escola por favor, esse português está muito confuso, pontuação muito mal feita.

Anónimo disse...

A dupla Trinca\Monteiro aparece sempre ligada a casos...