gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 29 de janeiro de 2017

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 14 – 2016 / 2017

Mais uma normal crónica de fim-de-semana desta prova do calendário nacional.

Renovamos o nosso o texto sobre as estatísticas, pode ser que alguém de bom senso nos leia e pense, “Continuamos a aguardar pela existência das tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam. E Até segundo nos parece temos uma forte diminuição, para não dizer que as mesmas são nulas, nas transmissões na Andebol TV, aguardemos.”

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
12.ª Jornada
Dia 25-02-17
Juventude Mar - CA Leça (20H00)
15.ª Jornada
Dia 28-01-17
CA Leça 24 – 22 SIR 1.º Maio/CJB
Madeira SAD 20 – 20 Colégio Gaia
Alavarium 20 – 27 Maiastars
Juventude Mar 24 – 24 Passos Manuel
CS Madeira 25 – 22 Académico FC
Santa Joana 26 – 25 Juventude Lis
16.º Jornada
Dia 29-01-17
Madeira SAD 32 – 24 Académico FC
CS Madeira 23 – 21 Colégio Gaia
Dia 04-02-17
Juventude Mar - SIR 1.º Maio/CJB (19H00)
Alavarium / Santa Joana (18H30)
Passos Manuel - CA Leça (18H00)
Maiastars - Juventude Lis (17H00)

Mais um fim-de-semana onde as equipas da Madeira e algumas do Continente, cumprem nova jornada dupla, devido a medidas economicistas, e que podem afetar a regularidade do Campeonato, embora continue com um jogo em atraso, disputando-se a 15.ª jornada (4.ª da 2.ª volta) e dois jogos referentes à 16.ª (5.ª da 2.ª volta), que se completará em 04-02-17. Nos jogos disputados verificou, quem 50% dos mesmos, foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta. E em dois (2) encontros verificaram-se ocorrências disciplinares.

Em Leça da Palmeira, tivemos uma das grandes surpresas desta jornada (na nossa opinião), no encontro CA Leça / SIR 1.º Maio/CJB, que terminou com a vitória da equipa visitada, após uma excelente reação ao maior poderia da equipa da Marinha Grande que chegou facilmente aos 4-1 e que ao intervalo vencia por 14-12. Nos segundos 30 minutos a excelente resposta e a garra do CA Leça fizeram o resto e depois de chegarem á igualdade a 15 golos, passaram para a frente do marcador, e comandaram o jogo e o marcador no restante tempo de jogo. Com esta vitória a equipa visitada aumentou as suas possibilidades de ficar classificada nos 8 primeiros nesta fase da prova e participar no Play OFF, sendo uma das equipas que retificou o resultado ocorrido na 1.ª volta. Cristiana Morgado com 8 golos foi a melhor marcadora do CA Leça, enquanto a melhor marcadora do SIR 1.º Maio/CJB, não passou dos 5 golos e foi Neuza Valente.

Em Aveiro no pavilhão do Alavarium disputou-se o Alavarium / Maiastars (jogo com ocorrências disciplinares), onde tivemos mais uma das surpresas da jornada, com a excelente vitória da equipa da equipa maiata, que confirmou o resultado da 1.ª volta e confirmou a boa época que vêm realizando, pois com esta vitória igualou em termos classificativos e pontuais os seus adversários deste jogo. Apesar do equilíbrio que se verificou nos primeiros minutos de jogo, rapidamente a equipa do Maiastars assumiu o comando do jogo e do marcador, embora o equilíbrio se mantivesse durante os 30 minutos iniciais, chegando ao intervalo na frente do marcador pela diferença mínima (11-10). No segundo tempo a equipa maiata continuou a pressionar e o Alavarium nunca se recompôs bem pelo contrário permitindo que o resultado chegasse a 20-13 a favor das maiatas, e terminasse exatamente com o mesmo diferencial a favor das maiatas. Mónica Soares com 10 golos foi a melhor marcadora do Alavarium, por sua vez Maria Cerqueira e Diana Oliveira com 11 golos cada uma foram as melhores marcadoras do Maiastars.

Em Esposende tivemos mais um jogo, onde fi retificado o resultado em relação ao verificado na 1.ª volta, o Juventude Mar / Passos Manuel, que desta vez terminou numa igualdade, com cada uma das equipas a dominar jogo numa parte do encontro, o Passos Manuel entrou melhor no jogo e comandou durante os primeiros 30 minutos chegando ao intervalo a vencer por 14-9, no segundo período o domínio do jogo pertenceu à Juventude Mar, que devagar e durante o decorrer do período foi recuperando no marcador, terminando por o mesmo terminar numa perfeita igualdade. Com este resultado, as equipas mantiveram a sua posição na tabela classificativa. Barbara Moreira e Teresa Santos, ambas com 6 golos cada foram as melhores marcadoras da Juventude Mar, Com Joana Gonçalves com 7 golos, e Joana Reis com 6 golos, a serem as melhores marcadoras do Passos Manuel.

No pavilhão de São Pedro Fins, disputou-se o Santa Joana / Juventude Lis, que foi mais um jogo, onde se confirmou o resulta ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta. O encontro terminou a vitória da equipa maiata, apesar da boa entrada em jogo da equipa de Leiria, mas ainda durante os 30 minutos iniciais a equipa visitada teve uma boa reação e chegou ao intervalo já na frente do marcador por 12-10. Nos segundos 30 minutos tivemos a equipa da Juventude Lis a mostrar a sua forma de competição com uma boa reação, mas apenas conseguiu equilibrar o jogo, colocando por diversas vezes o marcador na diferença mínima, que foi como terminou o encontro, mas sem nunca conseguir passar para a frente do marcador. Renata Pereira com 8 golos, foi a melhor marcadora do Santa Joana, enquanto Francisca Marques com 11 golos foi a melhor marcadora da Juventude Lis. Com este resultado as equipas mantiveram as posições relativas em termos classificativos.

Nos jogos entre equipas que realizaram jornada dupla, começamos pelo jogo que na nossa opinião era o mais importante, e tivemos, talvez, mais uma das surpresas da jornada, no encontro Madeira SAD / Colégio Gaia (jogo com ocorrências disciplinares), que terminou com uma igualdade, e sendo um dos resultados que foram retificados em relação á primeira volta, este resultado permitiu à equipa insular continuar a ser a única equipa que até ao momento não regista qualquer derrota nesta fase da Prova. Foi um encontro de grande equilíbrio, embora a equipa do continente comandasse por diversas vezes o marcador, chegando até a ter vantagens de 3 golos e 4 golos, como por exemplo quando vencia por 9-5 ainda nos primeiros 30 minutos, que terminou numa igualdade a 11 golos, ou quando vencia por 20-17 já no segundo tempo, para permitir um parcial de 3-0 às madeirenses nos momentos finais do encontro, e desta forma a igualdade ser total. No Madeira SAD a sua melhor marcadora não foi além dos 5 golos e foi Soraia Lopes, No Colégio Gaia foi Sandra Santiago com 6 golos a sua melhor marcadora. No segundo disputado pela equipa madeirense o Madeira SAD defrontou o Académico FC, que também fez o seu segundo jogo, este agora relativo à 16.ª Jornada, e terminou com total domínio da equipa insular que comandou o marcador e o jogo durante os 60 minutos, chegando ao intervalo já na frente do marcador por uns confortáveis 15-7, o que lhe permitiu gerir o jogo e o plantel no segundo tempo, onde foi progressivamente aumentando ao diferencial. Com este resultado que conformou o ocorrido na 1.ª volta, a equipa Madeirense continua na frente da Classificação sem derrotas até ao momento. Esma Muratovic com 7 golos foi a melhor marcadora do Madeira SAD, enquanto a melhor marcadora do Académico FC, Cristiana Alves, não foi além dos 5 golos.

Tivemos ainda a realizar jornada dupla outras duas equipas, que se defrontaram no primeiro encontro o CS Madeira / Académico FC, que foi mais um encontro, onde foi confirmado o resultado verificado na jornada homologa da 1.ª volta, terminando com a difícil vitória do CS Madeira, diante um adversário de quem não esperava uma réplica dada desta forma, e com grande valor de tal forma que chegou a comandar o marcador em especial ainda no primeiro período de jogo (11-10, por exemplo), com a equipa da Madeira a chegar ao intervalo a vencer por apenas 1 golo de diferença (13-12), no segundo tempo melhoria competitiva do CS Madeira, que apresentou o seu novo reforço (Ana Andrade), permitiu-lhe ganhar uma vantagem que chegou a ser de 6 golos (21-15), para depois gerir o resultado ante a sempre reativa equipa do Académico FC. Ana Andrade com 8 golos foi a melhor marcadora do CS Madeira, enquanto Cristina Alves com 7 golos foi a melhor marcadora do Académico FC. No jogo que a equipa do CS Madeira fez, defrontou o Colégio Gaia, e provocou mais uma das surpresas da jornada, ao vencer surpreendentemente (na nossa opinião) a equipa continental, num jogo de grande equilíbrio, e onde as continentais pagaram o esforço realizado na véspera, diante a outra equipa da Madeira. Nos primeiros 30 minutos, disputados com grande intensidade defensiva, a equipa do Colégio Gaia, terminou a vencer pela diferença mínima (8-7), para posteriormente permitir a excelente reação do CS Madeira, quando começaram a verificar-se quebras de índice físico na equipa do Colégio Gaia, que cedeu no jogo e no marcador, apesar desta derrota, continua isolada no 2.º lugar da classificação desta Fase da Prova. Ana Andrade provou ser mesmo reforço, e voltou a ser a melhor marcadora do CS Madeira com 8 golos, enquanto a melhor marcadora do Colégio Gaia, Helena Soares, não foi além dos 5 golos.

Classificação após estes jogos: - 1.º Madeira SAD (46 pontos, + 1 jogo), 2.º Colégio Gaia (41 pontos, + 1 jogo), 3.º Maiastars e Alavarium (35 pontos), 5.º CS Madeira (33 pontos, + 1 jogo), 6.º SIR 1.ª Maio/CJB (31 pontos), 7.º Juventude Lis (28 pontos), 8.º CA Leça (26 pontos, - 1 jogo), 9.º Passos Manuel (25 pontos), 10.º Santa Joana (24 pontos), 11.º Académico FC (21 pontos, + 1 jogo), 12.º Juventude Mar (19 pontos, - 1 jogo).

O Noticias

8 comentários:

Anónimo disse...

Apesar de não ser adepto de nenhum dos clubes, posso dizer que a arbitragem no Alavarium x Maia foi absolutamente escandalosa !!! É impensável aqueles dois senhores terem o poder de andar com o apito na mão a decidir jogos.

Anónimo disse...

Só pode achar surpresa que o Maiastars tenha ganho folgadamente os 2 jogos ao Alavarium quem não tem acompanhado o percurso de ambas as equipas.
O Maiastars com um projeto sempre a subir, com trabalho diário, jogadoras jovens e com uma atitude incrível. Nota-se ali trabalho do Ribas e da Raquel e cada ano que passam estão mais pertos do topo.
O Alavarium teve os seus anos de Glória com o Ulisses, onde a equipa entusiasmava, depois foi sempre a descer, o Neiva ainda colheu frutos um ano, depois o ano passado aquilo foi tudo destruido pelo pseudotreinador e este ano falta ao Neiva qualidade para dar a volta. Rumo ao fundo o Alavarium, foi bom enquanto durou.

Anónimo disse...

No CS já existe o efeito Ana Andrade, obrigado Ana

Anónimo disse...

Sandrita então? O Satélite com a jogadora que dispensaste ensinou te a a ganhar a um bandito de crianças (sim o colégio não passa de um bando de meninas). Cuidado com o Play Off.

anonimo disse...

Pedro Marques estas aí???

Anónimo disse...

Esta do Colégio de Gaia ter pago o esforço da véspera deve ser anedota!
A equipa adversária, neste caso o Sports Madeira, também não teve um jogo na véspera?
Não posso opinar porque não assisti ao jogo, mas as razões da derrota do Colégio de Gaia podem ser todas menos essa, porque ambas as equipas tinham jogado no sábado.
Será que não foi apenas porque nesse jogo o Sports Madeira conseguiu, no conjunto dos 60 minutos, ser melhor que a equipa do Colégio, sem dúvida com mais e melhores valores individuais? Procurem valorizar os vencedores e não tentar justificar as derrotas! Sejam positivos!

Anónimo disse...

Primeiro: O Trinca e o Monteiro vieram certamente passear à Madeira. Não têm qualidade para apitar nada, nem jogos de solteiros vs casados.
Segundo: Ana Andrade não foi dispensada por ninguém. As circunstâncias mudam, as pessoas adaptam-se.
Terceiro: o Gaia perdeu porque jogou pior.
Quarto: A SAD empatou por mérito próprio num jogo em que foi claramente prejudicada pela arbitragem.

Unknown disse...

Bem a Ana Andrade não foi dispensada? Então foi emprestada?
O que se passou com a Ana Andrade alguém me sabe dizer?