gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Mundial Sub 21 Masculino – 2017 – VII

PORTUGAL NÃO É APURADO
MUNDIAL SUB-21 MASCULINO
(Juniores A)

Com uma participação de forte dignidade, e embora sabendo que o último jogo poderia ser decisivo encarou o mesmo com uma forte personalidade, e confirmou as grandes melhorias a que já tínhamos aludido, em relação às suas prestações tanto em 2013, como em 2015 com a Seleção de Sub-21 Masculina.

Na nossa opinião não é Portugal que falhou o apuramento pois consideramos que o mesmo foi oferecido á Macedónia no seu Grupo, para o Mundial de Sub-21 Masculino, que vai decorrer de 17 a 30 de Julho na Argélia.

Portugal disputou este Grupo 3, enquadrado juntamente com a equipa do País organizador do Grupo (Macedónia) grande favorito ao apuramento (diga-se bastante ajudado), Polónia, e a Turquia.

Mais uma vez recordamos as palavras do Selecionador Nacional (desta vez sem qualquer comentário da nossa parte), pelo positivismo e esperança que as mesmas inferem “ As prespectivas para esta qualificação são muito boas. Independentemente de irmos jogar contra a Polónia e a Macedónia, equipas muito fortes. Vamos com o objectivo de conseguir a qualificação, sabemos que temos essa possibilidade e vamos lutar pelo nosso objectivo.”

Disputamos o último jogo contra a Polónia com a plena consciência, de que o apuramento seria decidido muito provavelmente pela diferença de golos, e sabendo que o jogo a seguir ao nosso colocava frente a frente a equipa do País organizador do Grupo, a Macedónia, com a equipa provavelmente mais fraca do Grupo a Turquia, e onde poderia verificar-se um resultado cuja diferença final poderia deitar abaixo todo o fosse conseguido neste encontro, e diga-se com toda a consciência que não é fácil, nem para quem jogo, nem para quem dirige, estar sujeito a este tipo de pressões. Entramos bem no jogo, e aos 4 minutos já vencíamos por 2-0, diga-se que comandamos o jogo e o marcador durante os 60 minutos, o que é sintomático em relação ao comportamento desportivo e competitivo desta equipa de Sub-21, e apenas a partir dos 26 minutos começamos a distanciar-nos no marcador, chegando ao intervalo a vencer por 5 golos de diferença (17-12). Nos segundos 30 minutos, sem baixar o ritmo e não deixando o adversário fazer valer a sua boa 1.ª linha, defendendo a preceito e curiosamente com menos exclusões que no jogo anterior, chegamos aos 45 minutos a vencer por um diferencial de 8 golos (25-17), para terminarmos em total superioridade e com uma diferença bastante substancial (13 golos), de destacar o jogo para os 6 metros e o contra ataque, onde estivemos muito bem e com alguns atletas em bom plano, como Luís Frade com 8 golos (80% de eficácia), Miguel Martins 7 golos (70% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), e ainda Gonçalo Ribeiro com 6 golos (86% de eficácia), sendo o encontro onde cometemos menos faltas técnicas (7). E assim terminamos o torneio de apuramento sem derrotas. Assim o apuramento foi decidido no último jogo, onde a equipa da casa venceu por 20 golos de diferença, apenas precisava de 18, a Turquia, num jogo onde a esta equipa sofreu 8 livres de 7 metros contra 1 a seu favor, sofreu 9 exclusões, enquanto a Macedónia sofre apenas 1 e a cerca de 4 minutos do fim, e caso extraordinário a Macedónia apenas comete 4 faltas técnicas contra as 19 assinaladas á Turquia. Assim a Macedónia garantiu o apuramento que lhe foi oferecido, cabendo aqui talvez uma palavra para o CA da FAP, continuar a convidar para estadias em Portugal o responsável das arbitragens da EHF que logo por sinal é da Macedónia.

Resultados do Grupo

1.ª Jornada
Dia 04-01-17
Portugal 40 – 27 Turquia
Polónia 22 – 30 Macedónia
2.ª Jornada
Dia 05-01-17
Turquia 22 – 31 Polónia
Macedónia 21 – 21 Portugal
3.ª Jornada
Dia 06-01-17
Polónia 21 – 34 Portugal
Macedónia 39 – 19 Turquia

Apenas é apurado o 1.º classificado de cada um dos 7 Grupos

Nota – Já se encontram apurados

França – Campeã Mundial em Titulo
Argélia - Organizador
Espanha, Alemanha, Croácia e Noruega – 1.º, 2.º, 4.º e 5.º Classificados no Europeu Sub-20 em 2016
Tunísia, Egipto e Burkina Faso – África
Qatar, Arabia Saudita e Coreia do Sul – Ásia
Macedónia - Europa Grupo 3

Os restantes Grupos de apuramento Europeus disputam-se de 6 a 8 de Janeiro de 2017

O Formador

11 comentários:

Anónimo disse...

Parabens Pedro Vieira continua que vais longe tu e a seleçao e só te digo que ainda bem que nao gostas do .....pois tu sabes, mas olha que ele tambem nao gosta de ti aliás ninguem gosta nunca ganhaste NADA ao contrario dele que já foi Campeao Nacional e nao precisa de ser moço de ...

Anónimo disse...

Boa noite.
Bons resultados mesmo sem laterais direitos. Jose Barbosa(4) e Ruben Ribeiro(3), 7 golos, os dois, em 3 jogos...
Ah! ok, são grandes.
JRodrigues

Anónimo disse...

bem gamados, e o chefe da comitiva o fez, nada, certamente o discurso da despedida e do fadinho de agradecimento, ainda por cima, perante esta escandaleira. co uma transmissão onde nem o resultado punham

Anónimo disse...

como já alguém disse no facebook da federação, somos muito anjinhos, jogos decisivos por números de golos e nem se verificou a tentativa de os jogos serem á mesma hora, otários.

Anónimo disse...

"Assim a Macedónia garantiu o apuramento que lhe foi oferecido, cabendo aqui talvez uma palavra para o CA da FAP, continuar a convidar para estadias em Portugal o responsável das arbitragens da EHF que logo por sinal é da Macedónia."
Administradores do blog.
O crime em desporto não compensa e o favor feito para a dupla portuguesa ter ido aos JORIO16 ficou liquidada com prejuízo da nossa Selecção Sub21 que fez uma boa participação!.
Mas o Barreiros ao longo da vida nunca foi um bom negociador no sector e as manobras internas denunciam isso!
Continuar a trabalhar bem com os melhores dirigentes, Treinadores e Jogadores.
Vamos aguardar os resultados dos Seniores nos jogos com a Suiça!
Jeremias Sousa

Anónimo disse...

Geração após geração vai-se passando ao lado... Uma vezes por isto, outras por aquilo... Depois discute-se este ou aquele jogador ou treinador... Acertam-se umas contas... E depois... Vem outra geração...

Anónimo disse...

A única forma de estarmos na FASE FINAL do EUROPEU e MUNDIAL é organizar com Espanha ou outro Pais e deste modo estamos presentes como fez muito bem o Sr. Luís santos no Europeu de 1994 e Mundial 2003 mas não foi assertivo no "Timing" certo!
Neste momento até 2021 está todas as fases finais atribuídas a países em grupos e Portugal distraído ou com dirigentes domésticos que não tem um visão da importância para o desenvolvimento da modalidade na presença dos nossos melhores atletas!.
Como resolver uma boa reflexão e a médio prazo candidatar-se com uma bom grupo de atletas Masculinos e Femininos e alguns naturalizados!
Neste momento não temos potencial para estarmos presentes nas Fases Finais seja que seleccionador for mas o actual Prof.Paulo Pereira tem mais bagagem, experiência, mérito e CV desportivo para tentar chegar lá face ás circunstancias!
No Feminino é tudo Amador! e tem enorme potencial com várias atletas a jogar no exterior!
ADC

Anónimo disse...

Jogo Portugal Áustria

bom trabalho de chamar as selecções jovens atletas afastados sabe-se lá porque pelo ex seleccionador!
Só falta chamar o Pedro Cruz do AS e GR António Campos.
Justificam a sua presença e a Selecção fica mais robusta!

Anónimo disse...

Parabéns aos nossos Juniores A . Em condições normais eram vocês que passavam.

Anónimo disse...

Todos sabemos o que aconteceu. O andebol de países presentes não é diferente do nosso. Turquia e Macedónia têm campeonatos semi-profissionais, embora tenha que se reconhecer que, há muito mais público. A Polónia já tem andado mais acima em selecção e clubes. Dizem e bem sobre o responsável da arbitragem ser da Macedónia que em casa, esteve com o vento a favor...

Anónimo disse...

Pobres jogadores, cartas dum baralho viciado. Parabéns a Gonçalo Ribeiro, Martins e Frade que, só se me enganar ficam em Portugal muito tempo. Fase feita na Macedónia era de prever que, houvesse jogadas que, nada espantam! Cá não se faz o mesmo? E é assim á muitos anos. Os critérios de diferentes arbitragens ou a escolha dos mesmos para três de cinco jogos, já foram esquecidos? Quando não há moral em nossa casa que direito temos de pedir respeito? Desde que vi o caso da selecção do Qatar acredito em tudo. Ao menos vimos as imagens, não nos contaram...