gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Turquia por 40-25 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 31 de março de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXXXIX – EHF CUP Masculina

EHF CUP MASCULINA
Este fim-de-semana temos a disputa da 6.ª, e última Jornada da Fase de Grupos da EHF CUP, onde temos duas equipas, com a esperança de que as duas equipas tenham resultados que lhes permitam a passagem à Fase Seguinte da Prova, estes são os nossos desejos.

GRUPO B – FC Porto

Resultados
1.ª Jornada
HC Midtjylland 29 – 26 FC Porto
2.ªJornada
FC Porto 27 – 31 Frisch Auf Göppingen
3.ª Jornada
FC Porto 23 – 22 BM Granollers
4.ª Jornada
BM Granollers 33 – 22 FC Porto
5.ª Jornada
FC Porto 33 – 25 HC Midtjylland

Calendário
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Frisch Auf Göppingrn – FC Porto (19H30)

GRUPO D – Benfica

Resultados
1.ª Jornada
MT Melsungen 32 – 22 Benfica
2.ªJornada
Benfica 33 – 28 Helvetia Anaitasuna
3.ª Jornada
Cocks 21 – 23 Benfica
4.ª Jornada
Benfica 26 – 25 Cocks
5.ª Jornada
Benfica 26 – 24 MT Melsungen

Calendário
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Helvetia Anaitasuna – Benfica (20H00)

Horas Locais

Desejamos a ambas as equipas as maiores felicidades nos seus jogos, e que na próxima crónica possamos dizer que o Andebol Nacional esteve no seu melhor.

O Banhadas Andebol

Nomeações – EHF – 2016 / 2017 – XXIX

A EHF mais uma vez procedeu a nomeações para algumas das suas provas, tendo sido atribuído a Portugal, a seguintes nomeação, que na nossa opinião, têm um significado positivo.
Árbitros

Daniel Martins / Roberto Martins – Foram nomeados para dirigir o encontro da 2.ª Mão das 1/2 Final da EHF CUP Feminina, que se disputa entre o NFH- Nykobing F. Handboldbklub (Dinamarca) e o SG BBM Bietigheim (Alemanha), na Dinamarca no dia 16-04-17.

Aos nomeados desejamos as maiores felicidades e sorte no desempenho das suas funções.


O Regras

EHF – Prelectores – 2017 / 2020

PORTUGUESES NOMEADOS
PRELECTORES DA EHF 2017 /2020

Em 30-03-17, através de um Comunicado da EHF (Competence Academy & network), esta entidade informa dos Prelectores para as diversas áreas para o período de 2017 / 2020, assim como indicou os membros do seu Comité Técnico de Arbitragem (TRC) para 2017/2018, todas esta decisões foram tomadas na reunião de 24-03-17 em Viena.

Comité Técnico de Arbitragem (TRC)
Jiri Konecny (República Checa) – Área do Programa dos jovens árbitros
Jutta Ehrmann-Wojf (Alemanha) – Responsabilidade nos árbitros do género Feminino.
Oyvind Togstad (Noruega) – Tarefas a serem definidas na primeira reunião do TRC.
Miroslaw Baum (Polónia) - Tarefas a serem definidas na primeira reunião do TRC.
António Marreiros (Portugal) - Tarefas a serem definidas na primeira reunião do TRC.

O Responsável do TRC é Dragan Nachevski (Macedónia).

Apenas iremos referir os prelectores Portugueses.

Prelectores para a Arbitragem

António Goulão
António Marreiros (*) - Novo

Prelectores para Treinadores

Carlos Garcia

Aqui existe uma curiosidade, que é a nomeação como novo membro do ex- Seleccionador Nacional Mats Olsson

Prelectores para o Andebol Praia

Mário Bernardes – Novo

(*) Acerca da presença do Presidente do CA, neste Comité, será objecto da nossa parte de um artigo próprio.

Desejamos a todos os elementos sem excepção, que no desempenho das suas tarefas, tenham as maiores felicidades, e se preocupem em especial com o desenvolvimento da modalidade em Portugal, e sobreponham o colectivo aos interesses pessoais.

O Banhadas Andebol

quinta-feira, 30 de março de 2017

PO03 – Campeonato Nacional 3.ª Divisão – Fase Final – 2016/2017

A PROPÓSITO DA FASE FINAL…

Quando se realizou-se (27-02-17) o sorteio da 2.ª Fase da PO03, prova não fixa, publicamos um artigo sobre o tema onde dissemos designadamente:

“A Prova prevista inicialmente em 5 zonas (CO n.º 25, retificado pelo 31, para apenas 4 zonas), continua-se a estranhar a não previsão da Zona Açores, conforme consta no Regulamento Especifico da Prova, onde se prevê um número mínimo de participantes para se poder registar uma subida de Divisão, e agora no que se divulga, omite-se tudo.”

Dizendo ainda:

Sobre estas provas foram emitidos designadamente os Comunicados Oficiais esta época,
N.º 25 e 24 (onde é indicado a estrutura e formato competitivo, que foi retificado posteriormente), e ainda o CO 31, relativo ao acerto das zonas.

Espera-se que as equipas participantes sejam as reúnem os requisitos exigido regulamentarmente a fim de se evitarem situações desagradáveis.

PO03 – Campeonato Nacional de Seniores Masculinos – 3.ª Divisão

Modelos Competitivo

Sofreu apenas um ajustamento em relação ao número de apurados, pois de resto é igual ao anterior. Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas (TXT a 2 voltas). Os Três primeiros Classificados de cada zona disputam a PO02 na época seguinte. O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final onde se apura o Campeão Nacional.

Mais uma vez. Não se prevê nem nada se diz sobre a Zona Açores, mas depois no Anexo V, prevê uma final com 3 dias em concentração de 16 a 18-06-17, mas uma vez perguntamos em que ficamos?

A Federação reemite agora, o CO N.º 32 (Actualizado em 23-03-2017), dedicado às Fases em Concentração, onde ainda não existem candidaturas á sua organização e para nosso “espanto” verifica-se que se prevê uma fase em concentração para a Fase da Final da PO03 (sem candidatura, até este momento), assim cabe-nos perguntar, mais uma vez, existe ou não participação dos Açores?
Já agora uma última questão, qual foi o CO emitido pela FAP, a dar cumprimento ao estabelecido na aliena e) do ponto 1 do artigo 2.º do Regulamento Especifico da Prova.

O Banhadas Andebol

Mundial Sub 21 Masculino – 2017 – X

MUNDIAL SUB-21 MASCULINO
APURAMENTO PAN-AMERICANO
Disputou-se em Assunção (Paraguai) o 12.º Campeonato Pan Americano, (que sofreu algumas modificações na sua forma de disputa), que decorreu de 20 a 25 Março de 2017, conforme estava previsto.

Classificação
Apurados para o Mundial – Brasil, Argentina, e Chile

Para o Mundial de Sub-21 Masculino, que vai decorrer de 18 a 30 de Julho de 2017 na Argélia.

Já se encontram apurados 23 equipas

França – Campeã Mundial em Titulo
Argélia - Organizador
Espanha, Alemanha, Croácia e Noruega – 1.º, 2.º, 4.º e 5.º Classificados no Europeu Sub-20 em 2016
Tunísia, Egipto e Burkina Faso – África
Qatar, Arabia Saudita e Coreia do Sul – Ásia
Rússia, Dinamarca, Macedónia, Eslovénia, Islândia, Hungria, Ilhas do Faroé, e Suécia (*) – Europa
Brasil, Argentina, e Chile - Pan-americano

(*) Nota – A IHF, e a EHF informam que face á ausência da Oceânia, foi atribuído um lugar adicional á Europa, sendo contemplada a Suécia. No entanto falta definir uma das equipas, que deveria ser atribuída aos Pan Americanos, segundo as informações anteriormente difundidas, que a ser verdade serão os Estados Unidos.

O Sorteio da Fase Final, será realizado em 11 de Maio de 2017

O Formador

Europeu Sub-17 de Andebol de Praia - 2017 – II

EUROPEU SUB-17 DE ANDEBOL DE PRAIA
2017 (MASCULINOS E FEMININOS)
NA
CROÁCIA 

Finalmente tivemos noticias, sobre a participação Portuguesa neste evento, bem como no Mundial do mesmo escalão, dá-mos o título de Europeu à nossa notícia, pura e simplesmente por ser a primeira a ser disputada na Croácia, nos dois géneros, em Jarun Lake no sul da Croácia, e será disputado de 16 a 18 de Junho de 2017, e terá 27 equipas (15 Masculinas, e 12 Femininas). Portugal estará presente nos dois géneros. Enquanto o Mundial se realiza nas ilhas Maurícias de 11 a 16 de Julho de 2017.

Portugal efetua um primeiro estágio que face ao número de convocados, 27 em Masculinos e 29 em femininos, presumimos que seja de observação, de 05 a 07-04-17, para os Masculinos, seguindo-se os Femininos de 10 a 12-04-17.

Os estágios referidos, serão realizados na Nazaré, no mesmo local onde se disputou o Europeu de Sub-16, ou seja no CARSURF, na praia Norte.

Convocatória nos Masculinos, como de costume sem comentários.
Convocatória nos Femininos, como de costume sem comentários.
Como nota final apenas referir que Portugal têm neste escalão uma posição a defender, e esperamos e desejamos que assim aconteça.


O Noticias

quarta-feira, 29 de março de 2017

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 03 – 2016 / 2017

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 24 com rectificação em 06-09-16, onde se indica que ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores.

2.ª Fase

Zona 2 - 3.ª Jornada
3.ª Jornada
Dia 25-03-17
CF Sassoeiros 18 - 16 SIR 1.º Maio
Ginásio Sul 31 - 26 AA Almeirim
Samora Correia 21 - 21 Oriental Lisboa
Lagoa AC 27 - 28 CD Mafra

Mais uma vez se confirmaram as nossas expectativas, de nesta zona não existirem favoritos naturais, pois a mesma face ao conjunto de resultados que se têm verificado até este momento, assim nos levam a pensar. No entanto nesta jornada não podemos deixar de salientar o equilíbrio verificado na maioria dos jogos, com especial destaque para a vitória do CD Mafra em Lagoa, diante a equipa do Lagoa AC, embora pela diferença mínima, mas que configura o equilíbrio com que o encontro foi disputado, durante os 60 minutos, e assinala a primeira vitória do CD Mafra, tivemos ainda o excelente empate que o Oriental Lisboa foi obter a Samora Correia, diante a equipa local, depois de realizar um segundo tempo em recuperação, e provocar a primeira perca de pontos aos locais, numa zona onde já toda a gente perdeu pontos, embora a equipa do Oriental continue sem registar qualquer vitória até ao momento. O CF Sassoeiros, defrontou a equipa da Marinha Grande o SIR 1.º Maio, terminando como vencedor, em mais um jogo de grande equilíbrio, com um registo anormal no 2.º Tempo para o andebol de hoje (7-6 a favor da equipa Marinha Grande), continuando tal como o Samora Correia sem registar qualquer derrota, até ao momento. O encontro com o resultado mais dilatado, verificou-se no Ginásio Sul / AA Almeirim, com a equipa visitada a construir o resultado nos primeiros 30 minutos, pois o resultado final regista a mesma diferença de golos que existia ao intervalo. Como grande nota positiva, temos de dizer que foi uma jornada disputada sem ocorrências disciplinares.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CF Sassoeiros, e Samora Correia (8 pontos), 3.º SIR 1.º Maio (7 pontos), Lagoa AC, Ginásio Sul, AA Almeirim, CD Mafra, e Oriental Lisboa (5 pontos).

Zona 1 – 3.ª Jornada
Dia 25-03-17
CP Natação 29 - 24 AA Coimbra
CA Póvoa Varzim 29 - 27 Póvoa Lanhoso
CD Feirense 23 - 21 Alavarium
Académico FC 16 - 16 CDC Santana

Esta Zona, e tal como tínhamos previsto, continua a ser disputada com grande equilíbrio, e a confirmação está nos resultados que se verificaram, pois todos eles revelaram grande equilíbrio, de salientar o facto de apesar deste equilíbrio apenas um dos encontros se óregistou ocorrências disciplinares. A AA Coimbra que defrontou o CP Natação, voltou a perder o jogo, desta vez na condicção de visitante, com o resultado ao intervalo a ser já favorável á turma da casa por 15-8, o que obrigou a AA Coimbra a “correr” atrás do resultado no segundo tempo para minimizar os prejuízos. O Encontro mais esperado da jornada pois colocava frente a frente duas das principais equipas da zona, o CA Póvoa Varzim / Póvoa Lanhoso (encontro com ocorrências disciplinares), foi um encontro de grande equilíbrio, com a equipa visitada a comandar o jogo e o marcador durante a maior parte dos 60 minutos, chegando ao intervalo já a vencer por 15-11, embora a equipa do Póvoa Lanhoso, tenha reagido no segundo período nunca conseguiu superar a equipa da casa. Num encontro disputado entre equipas da mesma Associação o CD Feirense / Alavarium, que foi mais um encontro de grande equilíbrio, com alternâncias no marcador e com cada equipa a comandar o jogo durante uma parte do mesmo, no primeiro tempo terminou com a equipa do Alavarium na frente do marcador por 12-11, mas no segundo tempo a equipa local deu a volta ao marcador e terminou como vencedora, obtendo assim a sua primeira vitória na prova, onde apenas uma equipa não regista qualquer vitória o Académico FC, que nesta jornada averbou a sua segunda igualdade, ao empatar com o CDC Santana, em mais um encontro com um resultado que não é habitual neste momento em andebol, chegando no entanto ao intervalo a vencer por 8-7, para o CDC Santana, recuperar e terminar igualando o jogo.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CA Póvoa Varzim (8 pontos), 2.º CP Natação (7 pontos), 3.º CDC Santana, CD Feirense, e Póvoa Lanhoso (6 pontos), 6.º AA Coimbra, Alavarium, e Académico FC (5 pontos).

O Noticias

Espectadores da PO01 – 1.ª Fase

ESPECTADORES NA 1.ª FASE
 

Quadro elaborado com base nos 182 jogos disputados na 1.ª Fase da Prova, e que além de demonstrar o “falso” caminho que o Andebol, nossa modalidade de referência está a levar, e é uma demonstração inequívoca da “falência do modelo competitivo, e do alargamento da Divisão”. Este é um trabalho que deveria ser elaborado pelos serviços de Marketing da Federação, para se poder fazer análises comparativas, e promover a modalidade.

Nota- Apenas publicamos o resumo final, pois a publicação da totalidade do documento, o mesmo ficaria ilegível

Perante estes dados, e com uma média de 346 espectadores por jogo, como é possível sensibilizar um sponsor para a modalidade ou “vender” o naming da prova? Impossível, na nossa opinião.

Quando apenas um dos clubes se aproxima da média dos 1000 espectadores por jogo (FC Porto), para o que lhe fica mais próximo, ser o ABC com 511 espectadores, temos tudo dito. Estes são os resultados menos maus digamos assim, na perspectiva de visitados

Se verificarmos os dados na perspectiva de visitantes, encontramos três clubes, levam mais 5000 espectadores, no total dos seus jogos jogados nesta condição (Sporting – 7279, Benfica – 7616, e FC Porto – 7592, ou seja médias por jogo, entre 586 e 559), e apenas 1 se aproxima dos 5000 (ABC – 4919), e esta é uma realidade que não se pode fugir, mas que é triste.

Ainda na perspectiva de visitantes encontramos clubes que nem chegam na totalidade dos jogos disputados nesta condição, aos 3500 espectadores, o significa uma média por jogo de cerca de 270 espectadores, temos 6 equipas, o que se traduz em mais uma realidade difícil de escamotear.

Quando temos equipas, que disputam a prova de topo do Calendário Nacional, e que apresentam uma média de espectadores por jogo, de apenas 111 (Boa Hora), ou de 143 (Ismai), uma questão se levanta como sobrevivem, como é possível este tipo de assistências? Na nossa opinião revelam o muito que têm de ser feito em termos de promoção dos jogos, da sua divulgação, e até da presença dos media nos mesmos.

Quando, dois dos considerados maiores clubes portugueses, apresentam médias de 409 (Sporting) e 481 (Benfica) verificamos o que não é feito nos mesmos em termos de divulgação da modalidade.

Quando temos apenas dois jogos acima dos 2000 espectadores (FC Porto / Sporting – 2179, e FC Porto / Benfica - 2001) pensamos que está tudo dito, pois acima de 1000 espectadores, tivemos igualmente um número diminuto de jogos (6 jogos, e como FC Porto interveniente em 4), verifica-se o apoio que as equipas têm nos seus clubes.

Quando Temos jogos nesta prova presenças igual ou abaixo dos 100 espectadores, então nada mais temos a dizer, e foram 21 (cerca de 11,5%).

Esta análise foi feita e ponderada, pois é evidente, que com dados comparativos, poderíamos dizer muito mais, mas ficará para uma próxima oportunidade, aquilo que se pede, é aos responsáveis, que ponderem e bem, sobre estes dados.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 28 de março de 2017

P004 – Fase Final – 2016 /2017 – III

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada nos mesmos moldes da época anterior, reiteramos a nossa opinião, de que, agora é que pode existir a tão desejada competitividade no escalão que todos dizem não existir.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo “A”
2.ª Jornada
Dia 26-03-17
Estarreja AC 26 - 32 FC Porto
Benfica 34 - 28 Ismai
Águas Santas 33 - 18 Sporting

Mais uma vez começaremos por assinalar que foi uma jornada isenta de casos disciplinares, o que é sempre saudável, e foi a primeira jornada onde se verificou um verdadeiro “confronto” entre os apurados das duas zonas, com pendor claramente favorável às equipas nortenhas. E é com agrado que registamos que as assistências apesar de continuarem a registar números que eventualmente poderão ser considerados baixos, superam em muito alguns jogos da PO01, o que só prova que quando existe equilíbrio e competição poderá existir público. Felizmente que tivemos um jogo transmitido pela Andebol TV, mas porque existiu uma televisão de clube que fez a transmissão, esperemos que esta não tenha sido um caso esporádico, pois esta prova merece uma especial atenção, ao mesmo tempo desejamos que o CA continue a dar especial atenção à mesma, pois esta é uma fase decisiva de uma prova, que na nossa opinião poderá ser provavelmente muito mais competitiva e equilibrada, do que muitos estariam á espera.

No Pavilhão do Águas Santas tivemos um verdadeiro confronto norte, sul com a realização do Águas Santas / Sporting, que na prática foi um jogo de sentido único, com a superioridade esperada da equipa maiata, que se apresentou com todos os seus principais atletas, enquanto por seu lado o Sporting, se apresentou sem o seu principal guarda-redes (Manuel Gaspar) que estava a jogar pelos seniores, nos primeiros 30 minutos a equipa do Sporting ainda conseguiu em alguns momentos equilibrar o encontro, mas ao intervalo já perdia por 16-10, o que era plenamente demonstrativo da superioridade da equipa nortenha, que no segundo tempo não quaisquer hipóteses ao Sporting, terminando com o resultado mais dilatado da jornada, e confirmando o seu favoritismo ao Titulo Nacional. No Águas Santas com 11 jogadores a concretizarem golos, Gustavo Carneiro com 7 golos, foi o seu principal marcador. No Sporting, Diogo Almeida com 5 golos foi o seu melhor marcador. No pavilhão da Luz no jogo que foi transmitido pela Andebol TV, realizou-se o Benfica / Ismai, que terminou com a vitória da equipa do Benfica, depois da equipa maiata, durante os primeiros 30 minutos ter comandado quase sempre o marcador, o que começou a criar alguma apreensão, na equipa do Benfica, para cerca dos 28 minutos se registar uma igualdade a 15 golos, com a equipa do Benfica marcar dois golos e a chegar ao intervalo a vencer por 17-15. Com um segundo período mais assertivo, e com uma forte melhoria nos seus sistemas defensivos e atacantes, com a equipa do Ismai a realizar um jogo completamente diferente, com carácter mais negativo, o Benfica comandou sempre o marcador e foi alargando a sua vantagem, que aos 52 minutos de jogo se cifrava em 7 golos (29-22, para o Ismai nos últimos 8 minutos de jogo apenas concretizar 1 golos contra os 5 da equipa do Benfica. Este foi o único confronto que uma equipa do Sul venceu. Francisco Pereira com 9 golos, Marcos Araújo e André Alves, ambos com 7 golos cada foram os melhores marcadores do Benfica. António Almeida com 9 golos e Hugo Glória com 5 golos, foram os melhores marcadores do Ismai. O jogo mais equilibrado da jornada acabou por ser disputado no Municipal de Estarreja, no encontro Estarreja AC / FC Porto, com a equipa local a dar forte réplica durante os primeiros 30 minutos, não permitindo grandes veleidades a equipa do FC Porto, que ao intervalo vencia pela diferença mínima (16-15). Com um segundo período de jogo, onde a valia do plantel se fez valer, face á sua variedade, o FC Porto, aproveitou bem a inexperiência de alguns dos atletas do Estarreja AC, e acabou por dilatar o resultado. Diogo Vaia e Pedro Oliveira, ambos com 7 golos cada, juntamente com Tiago Couto (5 golos), foram os melhores marcadores do Estarreja AC. No FC Porto com 10 jogadores a concretizarem golos, Ruben Santos com 8 golos, Miguel Pinto e Miguel Salgado ambos com 5 golos cada, foram os seus principais marcadores.

Classificação após esta jornada – 1.º Benfica, Águas Santas, e FC Porto (6 pontos), 4.º Sporting, Ismai, e Estarreja AC (2 pontos).  

O Noticias.

Selecção Juniores C Femininos – 2017 - I

ANDEBOLMANIA 2017
XVI TORNEIO INTERNACIONAL DE ANDEBOL

Federação noticiou que a Selecção de Juniores C Feminina, participará neste torneio, realizando um pequeno estágio (em nossa opinião não existe, face ás datas previstas para o Torneio, e a chegada das atletas – 11-04-17), o Torneio realiza-se de 12 a 15-04-17.

Portugal participará no escalão de Juvenis, onde se encontram inscritas as seguintes equipas – CD Infante, Sainte Baume Var HB (França), CB Caniza (Espanha), Urnietako Escubaloia (Espanha), ACOF, BM Leganes (Espanha), CB Askartza (Espanha), BM Almogavar (Espanha), Alavarium, CA Leça, CB Salamanca (Espanha), CB Corvera (Espanha), HC Eivissa (Espanha), CD Carballal (Espanha), AC Funchal, CB Chapela (Espanha), Seis Nadal (Espanha), e B. Perestrelo.

Portugal participará e ainda bem neste torneio, mas que neste momento ainda se desconhece a sua forma competitiva, bem como o respectivo calendário.

No entanto gostaríamos de perguntar o seguinte:

A participação desta Selecção, está inserida em que programa de trabalho?
Quais os Objectivos desta participação?

Tudo isto porque no Portal da Federação esta Selecção nem programa tem definido, e o último que apresenta diz respeito a 2013 / 2014, e a última participação desta Selecção numa prova foi nos jogos da CPLP em 2014, e se o critério se mantiver apenas voltará a participar neste evento em 2018.

No entanto desejamos que a participação da equipa seja o mais positiva possível, e para bem do Andebol Feminino, enviamos as nossas saudações desportivas.

Lista de Convocadas, como de costume sem comentários.
O Formador

Campeonato do Mundo Masculino 2019 - I

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019

Como se sabe a organização do Campeonato Mundial de Seniores Masculinos de 2019 foi entregue a uma organização conjunta da Dinamarca e da Alemanha, e será realizado de 13 a 17-01-19

Campeão do Mundo em Titulo - França

Em 24-03-15, a EHF informa de que o registo para a participação das equipas Europeias, terá de ser realizada até ao dia 24-04-17.

Equipas Já Apuradas

França – Campeã Mundial
Alemanha – Organizadora
Dinamarca – Organizadora

Equipas a Apurar

Europa - Eventualmente serão apuradas ainda mais 10 equipas Europeias.
África – 3 Equipas
Pan América – 3 Equipas
Ásia – 4 Equipas
Oceânia – 1 Equipa
Perfazendo um total de 24 equipas.

Os três primeiros classificados no Euro 2018 na Croácia, estão automaticamente apurados, para o Mundial.

Os restantes lugares Europeus serão decididos através de duas rondas de qualificação.

A primeira será disputada em 3 semanas, na forma de jogos casa / Fora, nas seguintes datas (presumivelmente em Grupos), nas seguintes datas:

25 a 29-10-17
03 a 07-01-18
10 a 14-01-18

O Sorteio desta Fase está previsto pela EHF, para 30-05-17.

A segunda fase será disputada através de um Play-OFF que será disputado sistema de eliminatória a duas mãos, com a primeira a ser disputada de 08 a 10-06-18, e a segunda a ser disputada de 12 a 14-06-18.
Os vencedores destes encontros serão os qualificados para o Mundial de 2019.

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 27 de março de 2017

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 23 – 2016 / 2017

Regresso em pleno às nossas normais crónicas de fim-de-semana, que foi de jornada dupla, e na prática, se disputam as duas últimas jornadas da 1.ª Fase.

Mantemos o nosso o texto sobre as estatísticas, pela relevância que o mesmo têm para o desenvolvimento e para o chamamento de mais gente ao Andebol feminino, pode ser que alguém de bom senso nos leia e pense, “Continuamos a aguardar pela existência das tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam.”

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
17.º Jornada
Dia 01-04-17
Académico FC - Passos Manuel (12H00)
18.ª Jornada
Dia 02-04-17
Colégio Gaia - Passos Manuel (19H00)
21.ª Jornada
Dia 25-03-17
SIR 1.º Maio/CJB 25 – 20 Maiastars
Alavarium 20 – 19 Madeira SAD
CA Leça 26 – 29 Colégio Gaia
Passos Manuel 15 – 15 Santa Joana
Juventude Lis 22 – 26 CS Madeira
Juventude Mar 18 – 25 Académico FC
22.º Jornada
Dia 26-03-17
Passos Manuel 23 – 24 Maiastars
Alavarium 22 – 25 CS Madeira
Académico FC 23 – 25 CA Leça
SIR 1.º Maio/CJB 21 – 16 Santa Joana
Juventude Lis 18 – 25 Madeira SAD
Colégio Gaia 30 – 19 Juventude Mar

Após a interrupção do Campeonato nacional para a realização de diversos estágios, e para a participação das nossas juniores no apuramento para a Fase Final do Europeu Sub-19, que foi obtido com grande mérito, em especial das atletas a quem endereçamos os nossos parabéns. Foi disputada uma jornada dupla, que poderá ou ditar a ordem classificativa em especial dos 8 primeiros lugares, elaborando desde já os emparceiramentos para o Play OFF que se segue, pois as equipas do chamado Grupo B, que já está definido, ainda faltam disputar 2 encontros que se realizaram em data anterior ao sorteio (03-04-17). Tivemos assim a 21.ª jornada disputada com total disciplina, ou seja sem ocorrências disciplinares registadas o que se saúda, e tivemos 50% dos jogos com o resultado diferente do ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta. Depois de cumprida a 22.ª e última jornada, poderemos dizer que os jogos em atraso em nada alteram, as classificações dos 8 primeiros, e que apenas fica por decidir os pontos que transitam para a Fase seguinte (Grupo B) de duas equipas. Infelizmente foi uma jornada que terminou com ocorrências disciplinares num dos encontros. Nesta jornada apenas dois dos resultados foram alterados em relação ao sucedido na 1.ª volta

Aparadas para o Play OFF – Madeira SAD, Colégio Gaia, Alavarium, SIR 1.º Maio/CJB, CS Madeira, Maiastars, CA Leça e Juventude Lis.

Jogos 1/4 Final (Play OFF, á melhor de 3, no sistema Fora, Casa, Casa)
Juventude Lis – Madeira SAD
CA Leça – Colégio Gaia
Maiastars - Alavarium
CS Madeira – SIR 1.º Maio/CJB

Apurados para a Disputa do Grupo B – Santas Joana (16 pontos), Passos Manuel (*), Académico FC (*), Juventude Mar (14 pontos).

(*) - Não se indica o número de pontos em todas as equipas face aos jogos a disputar no dia 1 e 2-04-17, e que envolvem o Passos Manuel

Sorteio marcado para dia 03-04-17 na Federação.

A Federação já anunciou o formato e o calendário para o Play OFF, assim como as datas do Calendário do Grupo B, que já mereceu da nossa parte a devida divulgação.

Nos jogos disputados nesta jornada, o que se verificou foi:

No principal jogo da jornada dupla disputa em Aveiro entre o Alavarium e o Madeira SAD, que terminou com a vitória do Alavarium pela diferença mínima, que apenas se verificou nos últimos momentos do encontro, num jogo sempre disputado com grande equilíbrio, embora se verificassem algumas alternâncias no marcador, e diversas situações de igualdade, com a equipa insular a sair para o intervalo na frente do marcador por 12-10. No segundo tempo regresso da toada da 1.ª parte, e quando a 3 minutos do fim, quando se registava uma igualdade a 18 golos, o Madeira SAD não converte um livre de 7 metros, para na jogada imediata a equipa visitada se colocar na frente do marcador por 19-18, para igualar cerca dos 28 minutos, através de novo livre de 7 metros, agora convertido, para o Alavarium marcar o golo da vitória nos segundos finais do encontro. De destacar que foi a primeira derrota do Madeira SAD, nesta fase, sendo este um dos resultados que foi rectificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta. Mónica Soares com 8 golos foi a melhor marcadora do Alavarium, com Anais Gouveia e os seus 5 golos a ser a melhor marcadora do Madeira SAD. No Segundo que disputou no continente o Madeira SAD foi a Leiria vencer a Juventude Lis, num jogo em que comandou praticamente sempre o marcador e o jogo, chegando ao intervalo a vencer por 13-8, no segundo tempo limitou-se a controlar o jogo e o resultado. Com esta derrota a equipa de Leiria, ficou em 8.º lugar, voltando a defrontar as insulares no Play-OFF. Kelly Rodrigues com 5 golos foi a melhor marcadora da Juventude Lis, Anais Gouveias com 8 golos foi por seu lado a melhor marcadora do Madeira SAD.

Um encontro onde registou um resultado anormal para o andebol de hoje ocorreu na Quinta de Marrocos no encontro ali disputado o Passos Manuel / Santa Joana, que terminou com uma igualdade a 15 golos, sendo um dos encontros onde foi alterado também o resultado em relação ao que se verificou na 1.ª volta, para falar neste encontro, bastam apenas os números, pois ao intervalo a equipa do Passos Manuel vencia por 8-6, para a equipa maiata, realizar um melhor segundo período de jogo, e chegar á igualdade final, apesar da equipa do Passos Manuel, chegar ainda no decorrer deste período a ter uma vantagem de 3 golos. No Passos Manuel, Paula Malcato e Kassia Cesar ambas, com 5 golos foram as suas melhores marcadoras, enquanto no Santa Joana, as melhores marcadoras não passaram dos 4 golos (Ana Carvalho, e Renata Pereira). Estas duas equipas irão disputar na Fase Final o Grupo B. No único encontro com ocorrências disciplinares, O Passos Manuel, recebeu o Maiastars, e perdeu pela diferença mínima, sendo um dos resultados diferentes do ocorrido na 1.ª volta, com a equipa maiata a superiorizar-se nos primeiros 30 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 13-8, com a equipa do Passos Manuel a ter um mau período de jogo, quando sofreu um parcial de 6-0, passando de uma igualdade a 6 golos para 12-6 a favor da equipa maiata. No segundo tempo melhoria significativa da equipa visitada, mas insuficiente para obter outro resultado. Joana Pereira com 10 golos, e Kassia Cesar com 9 golos, foram as melhores marcadoras da equipa do Passos Manuel, Ana Silva com 6 golos, foi a melhor marcadora do Maiastars.

Em Leiria tivemos o Juventude Lis / CS Madeira, que terminou com a vitória do CS Madeira, que desta forma rectificou a derrota sofrida na 1.ª volta, e consolidou o seu lugar nos 8 primeiros e portanto na disputa do Play-OFF, enquanto a equipa leiriense, embora esteja também classificada para o Play-OFF, o que poderá ter surpreendido muita gente face ao começo menos positivo da 1.ª Fase, não ficou com o lugar ainda definido, pois poderá ser 7.º ou 8.º Classificada, tudo dependendo do jogo da última jornada. Neste encontro as madeirenses comandaram quase sempre o marcador, chagando ao intervalo a vencer por 15-12. No segundo período do jogo e com excelente reação da equipa da Juventude Lis, que ainda chegou a um diferencial de apenas dois golos, o CS Madeira não permitiu mais do isso e comandou sempre o marcador terminando como vencedor. Kelly Rodrigues com 9 golos foi a melhor marcadora da Juventude Lis, por sua vez Sara Gonçalves com o mesmo número de golos foi a melhor marcadora do CS Madeira. O CS Madeira no seu segundo jogo da jornada dupla, fez o resultado surpresa da mesma, ao ir vencer a Alavarium, um jogo em que teve excelente reacção ao resultado adverso que teve no primeiro tempo, quando chegou ao intervalo a perder por 14-11, no segundo tempo jogou em recuperação aproveitando a rotação do plantel que o Alavarium fez, mas que não deu os efeitos desejados, e assim o CS Madeira deu a volta ao resultado, terminando como vencedora, e com esta vitória garantiu o 5.º lugar desta 1.ª Fase da Prova. No Alavarium com 10 jogadoras a marcar golos, Mónica Soares com 6 golos, foi a sua melhor marcadora. NO CS Madeira Sara Gonçalves e Cláudia Vieira, ambas com 6 golos, foram as suas melhores marcadoras.

Na Marinha Grande, tivemos outro dos jogos que mais interesse despertava nesta jornada, face ao comportamento das equipas nesta 1.ª Fase do Campeonato Nacional, no entanto a novel equipa da 1.ª Divisão o SIR 1.º Maio/CJB, nunca deixou os seus créditos por mãos alheias, e apesar da excelente oposição que as maiatas deram chegou ao intervalo já na frente do marcador por 11-8. Nos segundos 30 minutos, o jogo não sofreu grandes alterações, embora sempre com uma excelente réplica do Maiastars, a equipa visitada comandou sempre o marcador, dilatando a margem final, e com esta vitória confirmou o resultado da 1.ª volta.Com este resultado a equipa da Marinha Grande, teoricamente conformou o 4.º lugar na classificação, enquanto o Maiastars, e o CS Madeira na nossa opinião apenas na última jornada decidirão o 5.º e o 6.º lugar. Neuza Valente, e Lorena Delgado, ambas com 7 golos, foram as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB, sendo a jovem Diana Oliveira com 6 golos a melhor marcadora do Maiastars. Na Marinha Grande a equipa local do SIR 1.º Maio/CJB, disputou o seu segundo jogo como visitada, defrontando nesta jornada o Santa Joana, que foi uma equipa incómoda em especial nos primeiros 30 minutos, que terminaram com uma igualdade a 10 golos, para somente vincar a sua superioridade no segundo tempo, e terminar como vencedora do encontro, confirmando resultado da 1.ª volta. Lorena Delgado com 6 golos, foi a melhor marcadora da equipa visitada, enquanto Renata Pereira com 8 golos, foi a melhor marcadora da equipa de São Pedro Fins.

Em Leça da Palmeira realizou-se o CA Leça / Colégio Gaia, que terminou com a vitória do Colégio Gaia, que com esta vitória confirmou ser um sério candidato ao 2.º lugar nesta fase da prova. Após ao equilíbrio nos momentos iniciais do encontro rapidamente o Colégio Gaia assumiu o comando do jogo e do marcador, e começou a construir o resultado final, chegando ao intervalo a vencer por diferencial que diz praticamente tudo (19-12). Com este resultado o Colégio começou a rodar o seu plantel, e o CA Leça com uma excelente reacção com a garra que costuma pôr nos seus jogos, chegou a reduzir a diferença para apenas dois golos já perto do fim do mesmo, mas nunca chegou a mais do que isso, e nunca pondo em causa a vitória do Colégio. Daniela Mendes e Cristiana Morgado, ambas com 7 golos foram as melhores marcadoras do CA Leça, no Colégio Gaia, Sandra Santiago com 8 golos foi a sua melhor marcadora. No segundo encontro desta jornada dupla o CA Leça deslocou-se ao pavilhão do Lima, para disputar o seu segundo encontro desta jornada dupla, e comandou o marcador e o jogo vastas vezes, em especial nos primeiros 30 minutos, embora nunca chegasse a adquirir vantagens confortáveis, face à excelente réplica da equipa local, e o intervalo chegou com o CA Leça a vencer por 12-10, no segundo tempo o Académico FC, chegou a comandar o marcador (21-20, por exemplo), mas o CA Leça acaba por vencer com a mesma diferença que possuía ao intervalo. Cristiana Alves e Ana Abreu, ambas com 5 golos foram as melhores marcadoras do Académico FC, enquanto no CA Leça com os seus golos bastante distribuídos, as suas melhores marcadoras não passaram dos 4 golos (Ana Carneiro, Daniela Mendes, Cristiana Morgado, e Sofia Mota).

Em Esposende disputou-se o Juventude Mar / Académico FC, que colocou frente a frente as duas últimas classificadas nesta Fase da prova, até ao momento, e que terminou com a vitória algo esperada do Académico FC, face aos últimos resultados que a equipa da Juventude Mar tem vindo a fazer, e com esta vitória confirmou o resultado da 1.ª volta. A equipa do Lima, construiu praticamente o resultado nos primeiros 30 minutos, quando chegou ao intervalo a vencer por 15-7. Na segunda parte limitou-se a controlar o jogo e o resultado apesar de a mesma ter decorrido com maior equilíbrio. Joana Ascensão com 6 golos foi a melhor marcadora da Juventude Mar, sendo Cristiana Alves com o mesmo número golos a melhor marcadora do Académico FC. Estas duas equipas sejam quais foram os resultados dos jogos em falta, disputarão sempre o Grupo B. A equipa de Esposende, na última jornada deslocou-se ao Colégio Gaia, praticamente para cumprir calendário, face a que ambas as equipas tinham praticamente definidas as suas posições na tabela classificativa, e num jogo de sentido único, a Juventude Mar sofreu mais uma derrota, tal como já tinha sucedido no jogo da primeira volta, com o resultado ao intervalo a cifrar-se já num esclarecedor 17-10 a favor do Colégio Gaia, no segundo período sentido de jogo não se alterou, com a equipa visitada a gerir plantel e o jogo, terminando mesmo assim com 10 jogadoras a marcarem golos, sem do Vanessa Silva com 6 golos a sua principal marcadora. Na Juventude Mar, Andreia Cachada, e Sara Faria, ambas com 5 golos cada, foram as suas melhores marcadoras.

Classificação após estas jornadas: - 1.º Madeira SAD (62 pontos), 2.º Colégio Gaia (54 pontos, -1 jogo), 3.º Alavarium (53 pontos), 4.º SIR 1.º Maio/CJB (50 pontos), 5.º CS Madeira (49 pontos), 6.º Maiastars (48 pontos), 7.º CA Leça (43 pontos), 8.º Juventude Lis (41 pontos), 9.º Santa Joana (32 pontos), 10.º Passos Manuel (31 pontos, -2 jogos), 11.º Académico FC (30 pontos, -1 jogo), 12.º Juventude Mar (27 pontos).

O Noticias

Assembleias Gerais da FAP – IV – 2016 / 2017

Assembleias Gerais Ordinárias
Relatório e Contas – 2016

Afinal tínhamos razão, pois a Federação apenas divulga a convocação para a Assembleia Geral Ordinária que nos termos legais e estatutários têm claramente e sem inequívocos a data limite de 31-03-17, de cada ano para apresentação do Relatório e Contas de gerência devidamente organizadas de modo a serem submetidas a aprovação da Assembleia geral, em convocatória elaborada em 17-03-17, ou seja também a convocatória feita fora do prazo normal, com esta data de convocatória deveria ser chamada de Assembleia Geral Extraordinária, e convocando a Assembleia para uma data que não enquadra no regime estabelecido nos Estatutos da Federação, para 01-04-17.

Tínhamos razão quando escrevemos apesar de alguns comentários pouco abonatórios, e impublicáveis,
Pois quando dissemos que:”…. Assembleias Gerais Ordinárias, terem de ser convocadas com 15 dias de antecedência, nos termos da alínea b) do ponto 1 do Artigo 54.º dos Estatutos, não se entende, como estando nós a 22-03-17, ou seja a 9 dias de calendário do final do mês de Março, ainda não tenha sido publicada no Portal da Federação a respectiva convocatória, período este que é reforçado pelo conteúdo do Artigo 58.º dos estatutos que fornecemos imagem, e deverá ser acompanhado pelos documentos e elementos exigidos, ou seja neste caso o respectivo Relatório e Contas, bem como o parecer do Conselho Fiscal” , tínhamos toda a razão. Pois se a convocatória estava elaborada desde o dia 17, por que razão, não foi a notícia publicada, conforme o foi no dia 24-03-17?

Mais estamos perante uma Federação que emite notas de Imprensa em defesa da transparência do cumprimento dos Regulamentos e da verdade desportiva, mas será que esta matéria não enquadra claramente nestes princípios, Perguntamos apenas?

É uma Federação de reacção e não de acção, esta é pelo menos a nossa opinião.

Aguardamos com alguma ansiedade a publicação dos respectivos documentos nos termos da Lei e dos Estatutos

O Banhadas Andebol

domingo, 26 de março de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXXXVIII – Challenge CUP Masculina – Actualizada

O Sporting iniciou a sua participação nos 1/4 Final da prova, com o jogo da 1.ª Mão disputado hoje (25-03-17) em Pavilhão do Ginásio Sul, com a equipa Grega do AC Doukas, e as duas mãos a serem disputadas em Portugal, tendo vencido ambos os encontros, e apurando-se para as 1/2 Final da competição.

CHALLENGE CUP MASCULINA
Atualização

SPORTING VENCE AC DOUKAS (GRÉCIA)
(2.ª MÃO)
E
VENCE A ELIMINATÓRIA
Com a eliminatória praticamente decidida, o Sporting, entrou nesta 2.ª Mão, mais uma com excesso de confiança, e até displicente em alguns momentos do jogo, da mesma forma que a postura dos gregos do AC Doukas, foi completamente diferente, apostando numa defesa aberta com a equipa do Sporting raramente se entendeu, e que foi alternando com o chamado 6x0, provocando uma enorme confusão no ataque do Sporting, que cometeu variadíssimas faltas técnicas, incluindo maus passes, e onde alguns dos seus jogadores estiveram em completo dia não como foi o caso do Bozovic (2 golos), ainda no primeiro tempo entrou para a baliza do Sporting o jovem Manuel Gaspar (17 minutos de jogo), que esteve muito bem na nossa opinião durante todo o tempo que esteve em campo. Os gregos, demonstraram que sabem de andebol, pois além dos problemas criados em termos ofensivos á equipa do Sporting, souberam atacar ora com rapidez aproveitando e bem todas as falhas técnicas da equipa do Sporting, ora foram pacientes na construção pausada do seu ataque, em especial jogando para os pontas, e para o seu pivô. O Jogo em termos de resultado, foi de bastante equilíbrio, com diversas alternâncias no marcador, e com diversas situações de igualdade a verificarem-se, com a equipa do Sporting, onde Frankis Carol, nem chegou a participar, teve em Pedro Solha (9 golos), na nossa opinião o seu melhor e mais produtivo jogador, acaba, por vencer o encontro face á experiência competitiva demonstrada por Carlos Ruesga (3 golos). O Resultado de 14-14 ao intervalo é um espelho absoluto do que se passou em campo nos primeiros 30 minutos. A equipa portuguesa, apenas passou a comandar em definitivo o jogo a partir dos 42 minutos quando se colocou na frente do marcador por 20-19, com a maior vantagem neste período a ser de 3 golos, cerca dos 53 minutos (24.21), por exemplo. Nos gregos mais uma vez temos de destacar a prestação de Tziras (6 golos), do seu pivô Arapakopoulos (5 golos), e de Bagios (6 golos). Embora a eliminatória nunca estivesse em causa, a dignidade de uma equipa nunca deve ser posta em causa seja qual for o adversário, e neste aspeto temos de dar o devido mérito aos homens da equipa grega. Jogo novamente dirigido pela dupla da República Checa constituída por Milan Hajek e Karel Macho, que desta vez tiveram um encontro de maior grau de dificuldade, voltaram a demonstrar uma boa coordenação e um critério uniforme na sua forma de actuar, embora não sendo tão exigente no jogo passivo como tinham sido no jogo anterior.

SPORTING VENCE AC DOUKAS (GRÈCIA)
(1.ª MÃO)

O Sporting que mais uma vez disputa os jogos das duas mãos em Portugal, e mais uma vez no Pavilhão do Ginásio Sul, onde tem como adversário nesta eliminatória o AC Doukas (Grécia), equipa que aparentemente seria bem mais difícil que na eliminatória anterior (mas corremos o risco de nos enganar), pois é oriunda de um País onde a modalidade ainda não têm grande expressão, sendo uma equipa que neste momento ocupa o 5.º lugar no seu Campeonato. Disputou hoje o encontro relativo á 1.ª Mão, com um pavilhão onde o publico presente estava longe do esperado, de notar nova ausência de Asanin, por lesão já que de Oneto nem vale a pena falara pois á vários jogos que não aprece. O Sporting que teve 30 minutos iniciais de total domínio sobre o seu adversário, que apesar de demonstrar alguns bons princípios de andebol, se mostrou (na nossa opinião), demasiado frágil, em especial na sua defesa, para não falar que no ataque incorreu por diversas vezes em jogo passivo, mas a equipa portuguesa também passou por momentos de total desconcentração face ás facilidades encontradas, cometendo algumas falhas técnicas que nunca deveriam existir neste tipo de jogos, destacando-se a rotação do plantel, com João Paulo Pinto (5 golos) em bom plano, assim como Zabic (5 golos), e Bozovic (3 golos), assim como o bom jogo de Carlos Ruesga (6 golos), chegando ao intervalo a vencer por 21-10. Nos segundo 30 minutos, a equipa do Sporting, abranda completamente o ritmo, e tem o seu melhor elemento (na nossa opinião), no jovem Manuel Gaspar, que entrou para a baliza, e ainda para Pedro Solha (5 golos) ao mesmo tempo que a equipa grega, aumentou a sua agressividade defensiva, colocando problemas diferentes ao ataque do Sporting, que muitas vezes foi incapaz de os resolver., embora aos 50 minutos de jogo, estivesse na frente do marcador pela maior diferença registada em todo o encontro (30-15), com a equipa grega a fazer um parcial de 3-0 e a reduzir para 30-18, diferença que se foi mantendo até final do encontro. Destacamos na equipa grega o Zampounis (5 golos) e Tziras (3 golos) como os seus elementos maior produtividade. Jogo dirigido pela dupla da República Checa constituída por Milan Hajek e Karel Macho, que demonstrou uma boa coordenação e um critério uniforma na sua forma de atuar, sendo na maioria dos casos sempre equilibrada nas suas decisões fossem elas boas ou más, embora os passos tenha sido um dos grandes problemas..

Resultados
1.ª Mão
Dia 25-03-17
AC Doukas (Grécia) 23 – 35 Sporting
2.ª Mão
Dia 26-03-17
Sporting 27 – 25 AC Doukas

O vencedor destes 1/4 Final, vai defrontar nas 1/2 Final o vencedor dos jogos entre JMS Hurry-UP (Holanda) com o HKM Sala (Eslováquia).

O Noticias