gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 9 de março de 2017

Arbitragem – Acções de Formação – CA - I

ACÇÕES DE FORMAÇÃO PREPARATÓRIAS
DE
FASES FINAIS (PO01 E PO09)
Publicita o CA, primeiro através de circulares e depois, onde indica quem deve estar presente (Árbitros / Observadores / Delegados), pelos vistos Oficiais de Mesa não necessitam, é pena. A realizar nos dias 17, 18, e 19-03-17num Hotel no Luso, conforme Circulares N.º 25, N.º 26 e N.º 27 de 23-02-17.

Acerca destas circulares. Levanta-se uma questão vai ou não haver Oficiais de Mesa nestas Fases destas Prova? Se vão existir porque não foram convocados, ou será que é para acabarem…

Outra questão pertinente se coloca, quais foram os critérios objectivos, para a escolha destes nomes? Vão fazer o quê? Será para cumprir com a matéria existente no Regulamento de Arbitragem que ainda está por cumprir! Sinceramente não acreditamos.

Depois e com alguma “Pompa e Circunstância”, divulga através de um Documento publicado no portal da FAP (08-03-17), os programas das acções, onde somos completamente surpreendidos, com nomes (sem indicação do conteúdo que justifica a sua presença), e com matérias (sem indicação dos prelectores). Enfim na nossa opinião um verdadeiro caos organizativo, embora o documento de apresentação tenha qualidade.

Depois levanta-se outra questão de capital importância, que são as Regras da Modalidade, e que em 17-11-16 dizíamos queFinalmente e após cerca de 5 meses depois da IHF ter divulgado as novas regras a FAP divulga em ficheiro PDF uma versão em Português. Mas o que se estranha é informar de que é uma versão provisória, e que apenas dentro de 10 dias será publicada a versão final, qual será o entendimento desta nota? Lamenta-se que ao fim de tanto tempo se faça uma publicação provisória.”

Hoje passado QUATRO MESES sobre a publicação do CO N.º 38, onde se dizia que a publicação era provisória, ou seja 120 dias, tal como em outras matérias, o CA não cumpre aquilo que determina e informa, ou será que não tiveram tempo com tantos assessores e pessoal na EHF, mais uma vez temos infelizmente de lamentar o que se está a passar, pois não sabemos porque Regras, por exemplo o CT julga os protesto de jogo, nem os clubes sabem por Regras podem elaborar os seus protestos.

E estas acções são desenvolvidas e vão-se desenrolar, sem ninguém estar devidamente informado. Triste, mas é a pura da verdade.

Mas voltando aos cursos, para existem tantas comissões de auxilio ao CA, conforme consta do seu regimento (como o Portal da FAP, ainda não foi actualizado, não sabemos bem quem são na realidade, se nenhum dos seus constituintes participa claramente nas acções de formação.

Por que razão aparece um ex árbitro de Futebol, a participar nestas acções, será que no andebol não existe ninguém capaz de dizer ou apresentar o tema (ninguém sabe qual é), que vai apresentar, ou ele estará presente porque existe alguém nas comissões de acompanhamento que assim sugeriu. Mais uma completa “garfada na modalidade”, a isto chama-se incompetência.

Depois a presença de dois homens do andebol, o técnico José António Silva, e o ex-presidente da liga, e ex vice presidente da Federação, António Salvador, não se entende a forma como são apresentados, primeiro por José António Silva não vai certamente representar a sua faculdade. Depois porque António Salvador, não vai certamente representar a sua empresa, depois escandalosamente não se explicita quais os temas que vão abordar, mais parece um pagamento de favores, ou “remorsos” de atitudes passadas. Alguns nem se compreende como aceitaram estar presentes.

Depois pergunta-se o que irão fazer, os Delegados da IHF e alguns da EHF, nesta acção e que são todos dirigentes do CA, a começar pelo seu presidente.

Para terminar porque o texto já é longo, questiona-se as orientações a ser dadas, serão divulgadas, por todos os intervenientes na modalidade, incluindo publico, para se evitarem problemas nos pavilhões, ou ficará tudo no segredo dos “Deuses do CA”.

O Regras 

18 comentários:

Anónimo disse...

gente fina não pagam mas vão para um hotel no Luso quem pagará, era giro saber

Anónimo disse...

curioso ou não hoje publicaram o novo livro de regras, parece que vocês advinham, e os pequenos sentem-se pressionados e ai vai disto, são uma fantochada, não há duvida.

Um dos velhos, meus queridos velhos tempos

Anónimo disse...

Mais uma trapalhada e das grandes de uma Federação onde o caos se confirma.
Quem paga o Hotel do Luso? Fiquem atentos e procurem saber. É para rir.
Não vão estar presentes os oficiais de mesa? Serão alguns árbitros, alguns observadores e alguns delegados a exercer a função?
Mais uma vez: a APAOMA não tem nada a dizer?

Anónimo disse...

o sr. José António Silva, é aquele treinador que passa os jogos de braços no ar protestando por tudo e por nada, vai ensinar aos árbitros e aos restantes como lidar com os treinadores ou para se esquecerem que eles existem.

Anónimo disse...

de março de 2017 às 01:39
Só para que conste os árbitros de Andebol da Federação estão com 1 ano 2 meses de atraso.
Vergonha é o mínimo deste CA e desta Direção.

Responder

Anónimo disse...

Em âmbito de tributação fiscal somos todos iguais, e uma coisa é certa os árbitros estão a declarar valores que não receberam. Mais Grave a FAP está a declarar saídas de capital sem suporte documental.
Mas como disse noutro comentário Está quase a sair na comunicação social.

Anónimo disse...

A apaoma-está corrompida e conivente com o CA. Anda muita gente a ser alimentada. Hotel do Luso pago por alguém para interesses de outro alguém. Tá bonito

Anónimo disse...

Até a foto está perfeitamente identificada com o caos existente. O afilhado-mor de quem comanda...

Anónimo disse...

Boa formação dos vários agentes da modalidade e no caso de Árbitros muito importante, mas o mais importante são as nomeações e os critérios que vão mais uma vez marcar a Fase Final!
Mas esta formação tem outra vantagem promove o Prof da FADEUP a Prof. Catedrático da Universidade do Porto!desconhecido tal promoção na Universidade do Porto.
Não fica bem como tal e ainda mais a sua participação nos acontecimentos no final do Jogo no Aguas Santas-Fafe como adepto, metido na confusão com os atletas do AS e o treinador do Fafe Luís Silva
Deve haver mais cuidado nos convidados a estas formações e que na pratica tenham comportamentos adequados enquanto treinadores.Boa formação e boa Fase final

Anónimo disse...

Só por curiosidade desta vez não vêm ninguém estrangeiro, para animar a festa, ou estão todos zangados uns com os outros

Anónimo disse...

10 de março de 2017 às 11:40
Estava lá no jogo e no final coisa inédita o Paulo Faria a ser provocado pelo jovem treinador do Fafe que não o cumprimentou deixando-o de mãos abanar.
Mas o inédito foi depois a invasão de familiares do Fafe da Bancada entre eles o Pai(José António Silva) do treinador do Fafe e foi tudo ao monte e terminou da melhor maneira!

Anónimo disse...

Só para que conste os árbitros de Andebol da Federação estão com 1 ano 2 meses de atraso.
Vergonha é o mínimo deste CA e desta Direcção.
Se é verdade esta situação antes de começar a Formação devem liquidar parte dos subsídios atrasados e dizer quando pagam o restante!
Como gestor O Pres. do CA é ZERO!

Anónimo disse...

Não pagam nadinha aos árbitros.
Deviam fazer greve

Jaime Ferreira disse...

Sobre pagamentos em atraso
Estou a espera dos pagamentos da epoca 2013-2014 e por mais que fale nem resposta do CA E Presidente
Sou um eis Delegado-Observador

Anónimo disse...

Esta Formação de Arbitro tem uma novidade:
Promove Prof. Auxiliares a Prof. Catedratico da Universidade do Porto.
Deve ser dedo do Prof. Pedro Sequeira!
Só prejudica o Prof. José António Silva!

Anónimo disse...

Esta presidência sempre afirmou que nada tinha haver com os mandatos anteriores, ou seja, não assume as dívidas.

Anónimo disse...

Neste momento grande parte (segundo se consta, alguns têm os pagamentos em dia) dos Árbitros estão com cerca de 10 meses de atraso nos pagamentos da FAP. É no mínimo curioso, que da parte da APAOMA não esxita qualquer posição sobre esta temática, mas mais curioso ainda, é o facto de novos membros da direção da APAOMA, que até então eram considerados Árbitros medianos, estarem a ser empurrados a toda a força para a ribalta.
O estado da arbitragem nacional neste momento é caótico, o desrespeito por parte da direcção do CA é simplesmente inqualificável. No meio de tudo isto sofrem os Árbitros que não recebem e fazem um esforço financeiro, pessoal e psicológico para se manterem em actividade; sofrem as equipas que têm árbitros desconcentrados e desmotivados nos seus jogos, apesar de terem pago para terem arbitragens com qualidade e competência; sofre a imagem da modalidade... enfim, sofre grande parte do Andebol, com a excepção dos que utilizam o Andebol e o dinheiro dos Árbitros para proveito próprio.
Quando e onde terminará tudo isto?!

Anónimo disse...

Ao ler este comentario, ate parecia que tinha sido eu a escrever ;)
E horrível esta situação
Mas nos, não fazemos nada, por isso estamos neste situação . keep going