gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 29 de abril de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – XCVII – Challenge CUP Masculina

O Sporting, depois da vitória na 1.ª Mão da 1/2 Final, disputou hoje (29-04-17) a 2.ª Mão no Pavilhão do Ginásio Sul, com a equipa Holandesa do JMS Hurry-Up.

CHALLENGE CUP MASCULINA
SPORTING VENCE JMS HURRY-UP (HOLANDA)
(2.ª MÃO)
VENCE ELIMINATÓRIA E É
FINALISTA

O Sporting que recebeu desta vez os holandeses do JMS Hurry-Up em jogo da 2.ª Mão das 1/2 Final, num pavilhão do Ginásio Sul, desta vez bem composto de público. Realizou um jogo como equipa, parece-nos que o mais colectivo que lhe vimos esta época, e não deu grandes hipóteses á equipa visitante, com esta vitória a 8.ª consecutiva em Competições Europeias. Deve-se destacar a exibição do guarda-redes júnior do Sporting, Manuel Gaspar no segundo tempo que teve realmente grandes momentos. No entanto a equipa portuguesa já vencia aos 19 minutos de jogo por 14-13, vindo a terminar o primeiro tempo a vencer por um claro 21-7. No segundo tempo e ao contrário do que é normal, manteve-se concentrada e jogando colectivamente foi progressivamente aumentado a diferença, de tal forma que aos 45 minutos de jogo vencia por 20 golos de diferença (31-11), com Kopco (5 golos), muito bem quer defensivamente quer no ataque, e com Edmilson Araújo (4 golos) a ser um dos melhores em campo, e com o seu técnico a fazer uma completa rotação do plantel, o que demonstra confiança na equipa, o atleta que não participou no jogo foi o guarda-redes Asanin. A maior diferença registou-se aos 28 minutos de jogo e foi de 24 golos (37-13), e deste modo a equipa portuguesa está apurada para a final da Taça Challenge, com 13 jogadores da equipa a marcarem golos, na equipa holandês que demonstrou poucas alternativas ao seu principal sete, e a falta de alguma frescura física, face á pouca rotação do plantel, no entanto deve-se destacar os guarda-redes que actuaram, Sven Hemmes e Emanuel Kremer, bem como ao alemão Joel Heusmann (4 golos), a ser o melhor marcador da equipa. Dirigiu o encontro a dupla austríaca, constituída por Florian Hofer e Andreas Scmidhuber, que não tiveram qualquer problema, e também não os criaram, tendo a vida facilitada pelo comportamento dos intervenientes, realizando uma arbitragem positiva, embora não isenta de falhas.

Resultados
1.ª Mão
JMS Hurry-Up (Holanda) 27 – 32 Sporting
2.ª Mão
Dia 29-04-17
Sporting 37 – 14 JMS Hurry-Up

O Outro finalista sai da 1/2 Final entre o Valor (Islândia) / HC Potaissa Turda (Roménia).

O Noticias

7 comentários:

Anónimo disse...

parabéns bela exibição, em especial ao miúdo que foi para a baliza, grande futuro não estraguem

Anónimo disse...

Desculpem lá mas que mérito tem chegarem a esta final se, não competiram contra qualquer equipa de andebol profissional? Tanta euforia e tanta noticia nos jornais é espantoso!
Talvez até seja bom para pobre andebol tuga ter equipas na final mas, por amor de Deus, não exagerem! Acham que quem perde por aquela diferença tem algum valor? ...

Anónimo disse...

Vejo que alguém fala de formação logo no primeiro comentário. O que acaba por ter piada nesta destruição do nosso andebol leonino é que com equipa de bisarmas experientes falha-se quando em decisões! Para não variar os juniores já andam em quarto lugar e vai-se gastando sempre mais! Se não ganharem ao Porto agora em Maio, mesmo já dando eles mais jogadores á selecção, esta época é um desastre! Quem são os culpados?
E como dizia o outro, e o burro sou eu?
E ele até era Sportinguista, dizem!

Anónimo disse...

A Challenge Cup já costuma ser o parente pobre das competições europeias, mas este ano o cartaz é do mais fraco que eu alguma vez me lembre. Feito seria se tivessem sido eliminados.

Anónimo disse...

O Sporting está a dias de lidar com uma crise nunca vista! Apostou-se á cega nas modalidades. Tão fácil ver o porquê! Quem conhece alguns negócios continua espantado e caso o Sporting nada vença, vai ser o bom e o bonito. Esta festança deve-se ao desespero total de mostrar aos adeptos qualquer coisinha ganha! È que a equipa mais cara de sempre do nosso andebol ainda não ganhou nada de nada. O pior é que na hora do Elefante mostrar o tamanho da tromba, ainda vai haver cobrança de juros. Como justificar mau planeamento, cegadas e atletas (dois) que vão sair ( e um vai ser caso...) e ainda ter de responder pela "sorte a mais" que o Sporting tem tido? Já alguém viu um clube chegar a uma final da Chalenge, usando até tanto os seus miudos, coisa que não faz no campeonato por insegurança? Vai ser cá uma canelada! Uuuui!

Anónimo disse...

Challenge. Que notoriedade dá este troféu? Às vezes acontece é que há quem nem a conheça. Mais sério era averiguar o que se passou e o que se gastou, no clube Sporting-Andebol. São casos a seguir a remendos e uma certeza. O Andebol em Portugal não suporta nem de perto um orçamento incrivelmente monstruoso que, nada deu até agora! E... tudo leva a crer que nem uma dose de sorte nunca igualmente vista dê para disfarçar, as suspeitas e a ignorância de mãos dadas. O filme segue no dia 13 de Maio, dia do jogo Sporting-Porto e tem depois mais episódios. Há uma certeza! Ninguém foi mudado dos que comandaram e nada foi ganho! Quanto ao que se gastou e está a gastar, nunca houve nada nem parecido!

Anónimo disse...

Este Sporting assim fosse eficaz e uma equipa verdadeira e, com tanta sorte vencia tudo. Para o que gastou...