gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Turquia por 40-25 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 66 – 2016 / 2017 – I

Esta não será certamente a última crónica desta prova, mas poderá ser a última crónica relativa ao Grupo A, pois hoje é somente dedicada a este Grupo da PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

SPORTING CAMPEÃO NACIONAL
(À CONDIÇÃO)
Fase Final Nacional – Grupo “A”

10.ª Jornada
Dia 31-05-17
Sporting 25 – 23 Benfica
FC Porto 33 – 19 Águas Santas
ABC 33 – 33 Madeira SAD

Disputou-se a que deverá (poderá) ser a última jornada, da prova, relativa ao Grupo A, e que define o Campeão Nacional, que face a um CO (completamente inoportuno, mas isso será matéria para um texto próprio), não fará a entrega de qualquer Troféu, o que na nossa opinião se o vencedor da prova for encontrado poderá sê-lo a título provisório. No entanto desde já fazemos um forte reparo à calendarização, das provas para este escalão, pois não se entende que se dispute hoje a última jornada, para já no próximo dia 3, se iniciar a disputa da Final Four da Taça de Portugal, será que não haveria outras datas? Ao dizermos que o Sporting é campeão à condicção, queremos dizer que teremos de aguardar provavelmente pela decisão do recurso que segundo consta será ou foi apresentado pelo FC Porto. Nos jogos realizados, decorreram sem problemas disciplinares registados. E onde apenas em um dos encontros se verificou o mesmo resultado ocorrido na jornada homóloga da 1.ª Volta. Numa jornada onde mais uma vez as estatísticas, não estiveram, bem, em Braga nem existiu, e no Dragão Caixa, nem ficha de resumo.

Sporting 25 – 23 Benfica

Jogo disputado no Pavilhão Multiusos de Odivelas, praticamente cheio (pois apenas a bancada destinada aos adeptos do Benfica, apresentava uma clareira), e onde o resultado final, ditou mesmo que a titulo provisório, o novo Campeão Nacional. Uma referência negativa, mais uma vez para a claque do Sporting, colocada atrás da balizado Benfica no 1.º, com o derreamento de líquidos para a zona do guarda-redes, e que acaba por prejudicar o seu próprio guarda-redes Asanin, nos momentos finais do encontro com uma queda, que poderia ter tido graves consequências. O Sporting que realizou 40 minutos de grande qualidade, em especial devido à grande prestação do guarda-redes Asanin (33% de eficácia), e onde a eficácia de Bozovic com 7 golos (70% de eficácia), destacando a defesa de Cudic a 7 segundos do fim, o que na prática fixouo resultado final. Mas teve em Carlos Ruesga (5 golos, 83% de eficácia) o seu maestro, ao dirigor o ataque de uma forma bastante competente, e onde Pedro Portela com o seus 5 golos (83% de eficácia), foi também um dos seus principais elementos, onde João Paulo Pinto esteve longe do pode render, e Frankis Carol, demonstrou estar completamente fora de forma. Mas a equipa do Sporting, sofre de um “síndroma” de confiança, pois após ter uma vantagem já no segundo tempo que chegou a cifrar-se em 9 golos, aos 35 minutos (18-9), para aos 40 minutos vencer por 8 golos (20-12), permite ao Benfica que teve uma forte melhoria defensiva com a entrada do guarda-redes Nikola Mitrevski (52% de eficácia), e onde Cavalcanti bem igualmente no ataque (4 golos, 67% de eficácia), foi reduzindo a diferença, para aos 55 minutos estar em apenas num golo (23-22), com Tiago Pereira a ser o maestro da equipa, neste período (2 golos, 50% de eficácia), e voltou a estar a um golode diferença aos 58 minutos (24-23), obtido através de Belone Moreira ( 7 golos (64% de eficácia) na conversão de um livre 7 metros, confirmando a boa prestação que teve ao longo do jogo, mas com U. Silva longe das últimas exibições. De referir que o Benfica no primeiro tempo esteve cerca de 15 minutos sem concretizar qualquer golos, entre os 14 e os 29 minutos, com a equipa do Sporting, entre os 42 minutos, e os 54 minutos a sofrer um parcial de 10-3. Jogo dirigido pela polémica (para alguns) dupla Internacional da Madeira, constituída por Duarte Santos e Ricardo Vieira, que num jogo, onde os atletas não complicaram, tiveram trabalho irregular em especial na sanção progressiva, e no critério de 7 metros, mas na nossa opinião a lei da vantagem foi o seu pior.

No Dragão Caixa, com “meia casa”, como se costuma dizer, tivemos o único encontro onde foi confirmado o resultado ocorrido na 1.ª volta. Tivemos o FC Porto / Águas Santas, jogo comandado durante os 60 minutos pelo FC Porto, e onde a equipa maiata, apenas replicou até aos 15 minutos quando, depois de sofrer um 3-0 inicial, conseguiu reduzir para diferença mínima, aos 15 minutos, quando perdia apenas por um golo de diferença (6-5), para de seguida o FC Porto alertado para uma possível consequência negativa, arranca em definitivo, para uma boa exibição, embora com alguma ansiedade, e rapidamente chega aos 11-5 cerca dos 22 minutos., para chegar ao intervalo já a vencer por 16-9. Para o FC Porto realizar um segundo tempo em crescendo e terminar com um diferencial, não esperado por muita gente, pis esperava-se mais atitude em especial em termos defensivos da equipa do Águas Santas, face ao “caudal” atacante da equipa do FC Porto, onde 13 jogadores marcaram golos com Yoel Morales com 7 golos, e Marko Matic com 4 golos a serem os seus principais marcadores do FC Porto, Pedro Cruz e Elias António, ambos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do Águas Santas.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, perante uma assistência longe dos seus melhores dias no pavilhão tivemos o ABC / Madeira SAD, onde se registou uma igualdade final, num encontro quase sempre de grande equilíbrio, de tal forma que o intervalo chegou com o ABC na frente por apenas 1 golos 19-18, e que juntamente com o resultado final demonstra a pouca preocupação defensiva que as equipas tiveram neste encontro. Segundo tempo onde se voltou a registar um forte equilíbrio entre as equipas, com alternâncias no marcador e diversas igualdades a registarem-se. Este jogo poderia decidir o 4.º lugar do campeonato, mas com este resultado ficou tudo na mesma. Pedro Spínola com 7 golos, e Pedro Seabra Marques com 5 golos foram os melhores marcadores do ABC, enquanto no Madeira SAD, Daniel Santos e Fábio Magalhães com 7 golos cada, e Bruno Moreira com 6 golos, foram os seus melhores marcadores.

A Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (62 pontos), 2.º FC Porto (61 pontos), 3.º Benfica (53 pontos), 4.º Madeira SAD (49 pontos), 5.º ABC (48 pontos), 6.º Águas Santas (44 pontos).

O Banhadas Andebol

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 13 – 2016 / 2017

Nova e breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

INFORMAÇÃO - Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 24 com rectificação em 06-09-16, onde se indica que ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a não existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores. No entanto jornais Insulares da Região confirmam o Marítimo Açoriano, na Fase Final, em que ficamos, senhores da FAP?

2.ª Fase

Zona 2 - 13.ª Jornada
Dia 27-05-17
CD Mafra 22 - 29 SIR 1.º Maio
Lagoa AC 22 - 23 Samora Correia
AA Almeirim 31 - 32 Oriental Lisboa
Ginásio Sul 18 - 26 CF Sassoeiros

Apurado Fase Final – CF Sassoeiros
Sobem de Divisão – CF Sassoeiros, e 1.º Maio.

Começaremos por dizer que nesta jornada ficou apurado em definitivo o finalista e vencedor da Zona o CF Sassoeiros, que ao mesmo tempo, garante a subida de divisão. Garante ainda a subida de divisão o 1.º Maio, pois mesmo em igualdade pontual com o Samora Correia, terão sempre vantagem pontual no sistema de desempate. O Significa que o resultado entre o Samora Correia e o Ginásio Sul, que se disputa na última jornada, é decisivo para determinar o 3.º clube a subir de divisão, recordando que na 1.º volta venceu o Ginásio Sul (26-19). Jornada disputada sem adiamentos, onde foram confirmados todos os resultados ocorridos na jornada homóloga da 1.ª volta, registando-se ainda o facto de a mesma ter sido disputada sem ocorrências disciplinares, o que se saúda. Tivemos o jogo o AA Almeirim / Oriental Lisboa, onde desta vez e a jogar em casa a equipa Ribatejana apresentou 10 jogadores inscritos e apenas um Oficial de Equipa (o seu técnico), enquanto e estranhamente o Oriental Lisboa, apenas se apresentou com 8 jogadores inscritos, na nossa opinião, embora respeitando todas as outras, consideramos, estes procedimentos no mínimo lamentáveis. O jogo em so tornou-se equilibrado de tal forma que ao intervalo a equipa ribatejana, vencia por 18-17, acabando por perder o encontro pela diferença mínima, que reflete e bem a forma como decorreu o jogo. No encontro mais mediático da jornada o Ginásio Sul / CF Sassoeiros, foi um encontro de total confirmação da superioridade do CF Sassoeiros na zona, que construiu o resultado praticamente nos primeiros 30 minutos ao chegar ao intervalo já na frente do marcador por 14-7, que é um resultado completamente esclarecedor. Um dos encontros mais equilibrados da jornada, realizou-se em Lagoa, onde a equipa do Lagoa AC recebeu o Samora Correia e após um encontro de grande equilíbrio, a equipa do Samora Correia, que já vencia ao intervalo por 11-9, terminou o jogo a vencer pela diferença mínima, e a alimentar a esperança de ainda poder discutir a subida de divisão, na última jornada. O SIR 1.º Maio foi a Mafra defrontar o CD Mafra, e conquistar uma vitória que lhe garante de imediato a subida de divisão, num encontro, onde praticamente nunca sentiu reais dificuldades, pois já vencia ao intervalo por 13-10, consolidando a sua vitória no segundo tempo.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CF Sassoeiros (36 pontos), 2.º Ginásio Sul (30 pontos), 3.º SIR 1.º Maio (30 pontos), 4.º Samora Correia (28 pontos), 5.º Oriental Lisboa (27 pontos), 6.º CD Mafra, e Lagoa AC (21 pontos), 8.º AA Almeirim (15 pontos).

Zona 1 – 13.ª Jornada
Dia 27-05-17
CDC Santana 28 - 30 AA Coimbra
Académico FC 23 - 23 CD Feirense
Póvoa Lanhoso 29 - 27 Alavarium
CA Póvoa Varzim 31 - 25 CP Natação

Apurado Fase Final
Sobem de Divisão – CP Natação e CA Póvoa Varzim.

Nesta zona, e face ao conjunto de resultados ocorridos, não se poderá ainda dizer quem é o campeão da zona, podendo somente garantir que já estão duas equipas apuradas para a subida de divisão, o CP Natação e o CA Póvoa Varzim. Estando na discussão pelo lugar ainda vago o Académico FC e a AA Coimbra, no entanto para a discussão do 1.º lugar da Zona, apenas 3 equipas poderá ter acesso ao mesmo, CP Natação, CA Póvoa Varzim, e Académico FC, e em caso de igualdade pontual entre as três equipas, será apurado como vencedor da zona, o CA Póvoa Varzim. Tal como na jornada anterior em apenas um dos jogos se confirmou o resultado ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, o CDC Santana / AA Coimbra, num jogo de grande equilíbrio, como é refletido pelo resultado que se verificava ao intervalo, uma igualdade a 13 golos, com a AA Coimbra a superiorizar-se no segundo tempo, e desta firma a vencer o encontro e a manter acesa a “chama” de uma possível subida de divisão. Foi no entanto uma jornada, onde se registou um encontro com ocorrências disciplinares, o Académico FC / CD Feirense, que terminou numa igualdade, depois de surpreendentemente a equipa visitante estar na frente do marcador ao intervalo por 12-10. Num dos encontros mais equilibrados da jornada, o Póvoa Lanhoso, venceu o Alavarium, com o resultado ao intervalo a ser um verdadeiro “mostrador” do equilíbrio que se verificava, com a vitória da equipa visitada por 13-12, no segundo período de jogo, o equilíbrio continuou a manter-se, terminando com vitória “apertada da equipa da Póvoa Lanhoso. NO principal encontro da jornada (na nossa opinião), defrontaram-se o CA Póvoa Varzim e o CP Natação dois dos naturais favoritos a vencer a zona, com a equipa da Póvoa Varzim, que têm vindo em crescendo de forma, a vencer o seu oponente directo de forma clara, e que o resultado ao intervalo (16-12 a favor da equipa visitada) já refletia essa superioridade final. Com esta vitória a equipa local, não só garantiu a sua subida à divisão superior como se “colou” em termos pontuais ao seu adversário.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CP Natação, e CA Póvoa Varzim (31 pontos), 3.º Académico FC (29 pontos), 4.º AA Coimbra (28 pontos), 5.º Alavarium (26 pontos), 6.º Póvoa Lanhoso (22 pontos), 7.º CD Feirense (21 pontos), 8.º CDC Santana (20 pontos).

O Noticias

PO07 – 2016/ 2017 – Fase de Apuramento e Fase Final - Sorteio

Realizou-se em (29-05-17) o sorteio da Fase de Apuramento e da Fase Final da PO07, prova não fixa. 

PO07 – Campeonato Nacional de Juvenis Masculinos 2.ª Divisão

Modelo Competitivo:

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em 3 zonas (TXT a 2 voltas). O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final, e disputarão a PO06 na época seguinte, participando igualmente os representantes das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores (Total 5 clubes). A Fase Final será disputada no sistema TXT a 1 Volta em regime de concentração.

O 2º Classificado de cada zona da 2.ª Fase disputará a Fase de Apuramento á PO06 no sistema de TXT a 1 voltas em regime de concentração. O 1.º classificado disputará a PO06 na época seguinte.

A Fase Final e a Fase de Apuramento, disputam-se sensivelmente nas mesmas datas, Fase de Apuramento de 09 a 11-06-17, e Fase Final de 08 a 11-06-17.

Fase Final – Apurados

Zona 1 – Estrela Vigorosa Sport
Zona 2 – AA Avanca
Zona 3 – Évora AC
Representante dos Açores – SC Horta
Representante da Madeira – B. Perestrelo

Calendário
1.ª Jornada – Dia 08-06-17
B. Perestrelo – AA Avanca
Évora AC – Estrela Vigorosa Sport
2.ª Jornada – Dia 09-06-17
SC Horta – Évora AC
Estrela Vigorosa Sport – B, Perestrelo
3.ª Jornada – Dia 09-06-17
AA Avanca – Estrela Vigorosa Sport
B. Perestrelo – SC Horta
4.ª Jornada - Dia 10-06-17
Évora AC – B. Perestrelo
SC Horta – AA Avanca
5.º Jornada – Dia 11-06-17
Estrela Vigorosa Sport – SC Horta
AA Avanca - Évora AC

Nota – No caso de o vencedor ser uma das equipas das Regiões Autónomas, disputará na época seguinte, a Fase de Apuramento da PO06.
O Local da prova bem como os seus horários ainda não estão definidos, lamenta-se.

Fase de Apuramento á PO06 – Apurados (Marinha Grande)

3.º Classificado da Zona 1 – CP Natação
2.º Classificado da Zona 2 – SIR 1.º Maio
2.º Classificado da Zona 3 – CCP Serpa

Calendário
1.ª Jornada – Dia 09-06-17
CP Natação – SIR 1.º Maio (19H00)
2.ª Jornada – Dia 10-06-17
CCP Serpa – CP Natação (15H00)
3.ª Jornada – Dia 11-06-17
SIR 1.º Maio – CCP Serpa (12H00)

O Formador

terça-feira, 30 de maio de 2017

P004 – Fase Final – 2016 /2017 – X

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada nos mesmos moldes da época anterior.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo “A”
9.ª Jornada
Dia 28-05-17
Águas Santas 43 - 25 Estarreja AC
Sporting 29 - 26 Ismai 33/32 = SD
FC Porto 22 - 33 Benfica 26/30= SD 300e.

Descidas de Divisão – Já confirmadas
Zona Sul – Ginásio Sul e ADC Benavente
Zona Norte – GC Santo Tirso e Boavista FC

Disputada que foi a 9.º Jornada da prova, tivemos novamente a total confirmação do que se passou até ao momento, e quais as equipas mais fortes desta Fase Final, que não deixaram os seus créditos por mãos alheias ao vencerem os seus encontros, não se registando qualquer surpresa, mas sim a confirmação de quais as equipas favoritas, que venceram todos os seus jogos (embora existisse algum equilíbrios, em pelo menos um encontro), e nesta jornada que é a 4.ª e a penúltima da 2.ª volta, todas sem exceção confirmaram os resultados verificados na jornada homóloga da 1.ª volta, foi no entanto e felizmente uma jornada onde se registaram ocorrências disciplinares. Mas desta vez com assistências, mais fracas, com a excepção do encontro disputado no Colégio Carvalhos, entre o FC Porto e o Benfica. Infelizmente a FAP continua a fazer tabua rasa e tivemos mais uma jornada sem qualquer transmissão da Andebol TV. E mais uma vez se chama a atenção que o CA deve dar às nomeações para esta prova, pois para a última jornada, parece-nos que não foi dada a devida atenção às mesmas, E finalmente parece-nos que tínhamos razão quando falávamos de Delegados aos jogos, e dizíamos, “já agora uma pergunta pertinente, a mesma da jornada anterior, porque não existiram Delegados em nenhum destes jogos?” Ou só haverá exceções quando convêm? Lembramos que já verificamos as nomeações para a última jornada, e até ao momento não existe qualquer Delegado nomeado, e realiza-se o encontro onde tudo poderá ser decidido.

No pavilhão do Águas Santas, tivemos o Águas Santas / Estarreja AC, que terminou conforme o esperado com a vitória da equipa maiata, que construiu o resultado mais dilatado da jornada, confirmando deste modo o seu forte favoritismo à conquista do Titulo Nacional. Ao intervalo já vencia por 23-12, resultado completamente elucidativo da diferença existente entre as duas equipas. Não se entendendo o motivo por que a equipa visitante se apresente com apenas 10 jogadores inscritos no Boletim de jogo. Com este resultado a equipa do Águas Santas continua a contabilizar apenas vitórias na prova, ao contrário do seu adversário, que apenas regista derrotas nesta Fase da Prova. No Águas Santas onde 10 jogadores marcaram golos, Gonçalo Vieira com 10 golos e Diogo Quintas com 7 golos foram os seus principais marcadores. Tiago Couto com 7 golos, Diogo Vaia e Bruno Marques, com 6 golos cada um foram os melhores marcadores do Estarreja AC. O encontro mais equilibrado da jornada, realizou-se o pavilhão Fernando Tavares, e foi o Sporting / Ismai, que terminou com a vitória do Sporting, que teve se ver com uma equipa maiata, que nunca se deu por vencida, e proporcionou um forte equilíbrio no jogo. O Sporting, na prática construiu o resultado nos 30 minutos iniciais do encontro quando chegou ao intervalo a vencer por 17-14, para a equipa do Ismai, tudo fazer no segundo tempo para alterar o resultado, tendo em termos parciais igualado o marcador a 12 golos. Rafael Paulo com 6 golos e Diogo Almeida com 5 golos, foram os melhores marcadores do Sporting, O Ismai teve em Ricardo Oliveira com 12 golos, e Tomas Barbosa com 5 golos, os seus melhores marcadores. No Colégio de Carvalhos, perante uma excelente assistência, tivemos o FC Porto / Benfica, com a equipa do Benfica a apenas materializar a sua superioridade no segundo tempo, pois os primeiros 30 minutos foram de total equilíbrio, atingindo-se o intervalo com uma igualdade no marcador a 12 golos. No segundo tempo, o Benfica fez valer a sua superioridade perante um FC Porto, que foi incapaz, de dar a excelente réplica que tinha proporcionado no primeiro tempo, e foi paulatinamente construindo o resultado final. Com esta vitória a equipa do Benfica, chega à para a última jornada, com a possibilidade de ainda poder discutir o Titulo Nacional, no encontro que disputa na Luz com o Águas Santas. Neste encontro, João Furtado com 5 golos, foi o melhor marcador do FC Porto, com Francisco Pereira e os seus 9 golos, juntamente com João Machado e Tiago Costa, ambos com 5 golos cada, a serem os melhores marcadores do Benfica.

Classificação após esta jornada – 1.º Águas Santas (27 pontos), 2.º Benfica (25 pontos), 3.º FC Porto (17 pontos), 4.º Sporting, e Ismai (15 pontos), 6.º Estarreja AC (9 pontos).  

O Noticias.

4 Nações – Seniores Femininos - 2017

PORTUGAL PARTICIPA
NO III - TORNEIO 4 NAÇÕES
EM SENIORES FEMININOS NO BRASIL

Segundo informa a FAP, no seu Portal em 29-05-17, Portugal irá participar no Torneio 4 Nações em Femininos, que se disputa no Brasil de 9 a 11 de Junho de 2017. Só uma questão, quais são os objectivos desta participação?

Estranha-se que uma informação já divulgada por outros sites, desde pelo menos dia 18-05-2017, apenas agora tenha sido divulgada.

Participam neste Torneio além de Portugal, Brasil, Republica Dominicana, e Chile, com Portugal a realizar mais um jogo particular com a Selecção do Brasil no dia 13 de Junho de 2017.

Portugal parte (06-06-17) para este Torneio, sem nenhum treino realizado, deslocando 17 jogadoras, conforme consta da convocatória, onde não é divulgado quem chefiará a comitiva, Estranho no mínimo. Embora se possa constatar de que haverá certamente  tempo para realizar alguns treinos entes do Torneio se iniciar.

Calendário dos jogos

1.ª Jornada
Dia 09-06-17
Portugal - República Dominicana (19H00)
Brasil – Chile (21H00)
2.º Jornada
Dia 10-06-17
Portugal – Chile (15H30)
Brasil – República Dominicana (18H00)
3.ª Jornada
Dia 11-06-17
Brasil – Portugal (09H30)
Chile – República Dominicana (14H30)

Jogo Particular
Dia 13-06-17
Brasil – Portugal (19H30)

Horas Locais

Convocatória, como de costume sem comentários.
O Banhadas Andebol

PO11 – 2016 / 2017 – Fase Apuramento - I

Realizou-se de 26 a 28-05-17 a Fase de Apuramento do (Campeonato Nacional Juniores Femininos), no Pavilhão do Alavarium.
PO11 – Campeonato Nacional de Juniores Femininos

COLÉGIO GAIA, VENCE
FASE APURAMENTO

O 2º Classificado de cada zona mais o representante da A.A. Madeira, disputam a Fase de Apuramento (TXT a 1 volta - regime concentração) apurando-se os dois primeiros classificados para a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração).

Equipas que disputam a Fase de Apuramento - Colégio Gaia, Alavarium, e CS Madeira.

Resultados

1.ª Jornada- Dia 26-05-17
Colégio Gaia 27 – 21 Alavarium
2.ª Jornada – Dia 27-05-17
CS Madeira 27 – 33 Colégio Gaia
3.ª Jornada – Dia 28-05-17
Alavarium 29 – 33 CS Madeira

Classificação Final: - 1.º Colégio Gaia, 2.º CS Madeira, e 3.º Alavarium.

De referir, que em nenhum jogo se registou qualquer ocorrência disciplinar, e que o número de espectadores, é por nós considerado muito satisfatório, tendo em a fase em disputa. A equipa apurada, Colégio Gaia, foi apurada invicta, não havendo qualquer necessidade de recorrer a formas de desempate, nem para a elaboração da classificação final, sendo a equipa que mais se destacou pela superioridade evidenciada, sendo bem secundada pelas madeirenses do CS Madeira. Voltamos a destacar algumas atletas pelos golos que concretizaram, e pela influência que tiveram nas suas equipas, começando por Beatriz Sousa do CS Madeira, Maria Simões do Alavarium, e a experiente, Carolina Monteiro do Colégio Gaia.

Equipas Apuradas para a Fase Final Nacional - Maiastars, ARC Alpendorada, Colégio Gaia, e CS Madeira.

Fase Final - Calendário

1.ª Jornada- Dia 09-06-17
ARC-Alpendorada – CS Madeira (19H00)
Colégio Gaia – Maiastars (21H00)
2.ª Jornada – Dia 10-06-17
CS Madeira – Maiastars (16H00)
ARC Alpendorada – Colégio Gaia (18H00)
3.ª Jornada – Dia 11-06-17
Colégio Gaia - CS Madeira (10H00)
Maiastars – ARC Alpendorada (12H00)

Disputa-se em regime de concentração de 09-06-17 a 11-06-17, felizmente já têm local marcado e com os respectivos horários.

O Formador

A Propósito De … Protestos de jogo – Última Hora - VII

CONSELHO TÉCNICO
(DECISÃO SOBRE PROTESTO)

Em 30-05-17, o Portal da Federação informa da decisão do Conselho Técnico da Federação relativo ao protesto de jogo da PO01, disputado em 20-05-17, e que dizia respeito ao jogo Benfica / FC Porto, informando que o mesmo tinha sido julgado improcedente (indeferido é palavra utilizada), depois de analisados os factos, e desta forma se mantinha o resultado do encontro. Nada temos a apontar á decisão do CT, porque não sabemos nem o conteúdo do protesto (para ser julgado pelo CT tinha de ser obrigatoriamente por infração ás Regras de Jogo), nem a matéria que serviu para dar a improcedência ao mesmo, no entanto não poderemos deixar de referir, a forma célere como o mesmo foi apreciado e julgado, para que a última jornada da prova, possa ser disputada sem possíveis constrangimentos. Esperamos que o texto final não sofra alterações como da última vez, e por isso o publicamos.
O Regras

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Crónica Relativa á PO09 – Grupo B – 34 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e desta vez apenas ao Grupo B, onde se definiram as descidas de Divisão.
Grupo “B” – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar

6.ª Jornada
Dia 27-05-17
Juventude Mar 28 - 29 Santa Joana
Passos Manuel 15 - 19 Académico FC

Descem de Divisão – Passos Manuel e Juventude Mar

Conforme vínhamos afirmando, o interesse deste Grupo residia, em quem desceria de Divisão, E que apesar do enorme equilíbrio pontual, foi conforme já se previa uma fase disputadíssima, onde apenas uma equipa já se encontrava definida para a descida de divisão, a Juventude Mar, e tal como se previa com um dos lugares de descida a ser discutido e definido pela diferença de golos total. Mais uma jornada onde imperou a disciplina, o que é sempre salutar. E onde apenas um dos resultados foi rectificado em relação ao verificado na jornada homóloga da 1.ª volta.

No Jogo que na nossa opinião consideramos o mais importante da jornada, estamos a referir-nos ao Passos Manuel / Académico FC, pois foi entre estas equipas, que com a vitória do Académico FC, provocou uma igualdade pontual entre o Passos Manuel e o Santa Joana, que até nos resultados entre si se encontravam igualadas, o que deu origem a que o desempate fosse feito pela diferença de golos entre todas as equipas. Foi um encontro de grande equilíbrio com a equipa do Passos Manuel a comandar por diversas vezes o marcador nos primeiros 30 minutos, mas sempre a permitir a reacção do adversário que igualou o marcador por diversas vezes, como por exemplo a 6 e 7 golos, mesmo assim o intervalo chegou com o Passos Manuel na frente do marcador por 9-7. No segundo tempo após a igualdade a 10 golos, o Académico FC Passou para frente do marcador, e nunca mais perdeu o comando do mesmo, garantindo assim a vitória no Grupo. No encontro da jornada o Juventude Mar / Santa Joana, a surpresa esteve perto, pois apesar de o Santa Joana comandar quase sempre o marcador, nunca conseguiu afastar-se o suficiente para realizar um encontro mais descansado, pois, ainda no primeiro tempo chegou a estar a vencer por apenas 1 golo, como por exemplo aos 11-10, para no entanto atingir o intervalo na frente do marcador por 16-12. No segundo tempo o Santa Joana comandou sempre o marcador, mas nunca conseguiu ultrapassar os 4 golos de vantagem, para nos momentos finais do encontro ter de enfrentar uma equipa da Juventude Mar, com um extraordinário brio competitivo, e que perdeu o encontro pela diferença mínima.

Classificação Final, do Grupo “B” - 1.º Académico FC (32 pontos), 2.º Santa Joana, e Passos Manuel (30 pontos), 4.º Juventude Mar (20 pontos).

Classificação Final

1.º - Colégio Gaia - Campeão Nacional
2.º - Madeira SAD
3.º - Alavarium
4.º - SIR 1.º Maio/CJB
5.º - CS Madeira
6.º - Maiastars
7.º Juventude Lis
8.º CA Leça
9.º Académico FC
10.º Santa Joana
11.º Passos Manuel – Desce de Divisão
12.º Juventude Mar – Desce de Divisão

O Banhadas Andebol

Andebol de Praia 2016 / 2017 – Taças Europeias – VII

EBT FINAIS – 2017
EQUIPA PORTUGUESA REPETE LUGAR – 9.º
VENCEU – DETONO ZAGREB

Disputaram-se em Gaeta (Itália) as finais EBT 2017, tanto em Masculino como em Feminino, curiosamente o mesmo lugar onde se realizou o primeiro Euro de Andebol de Praia em 2000, de 26 a 28 de Maio de 2017

As EBT Foram disputadas por 10 equipas em cada género, com as equipas divididas em dois Grupos. Apurando-se para as 1/2 Final os dois primeiros de cada Grupo, enquanto as restantes disputarão em jogos directos os lugares do 5.º ao 10.º.

Portugal apenas esteve representado em Masculinos- Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça, que repetiu a classificação obtida na sua última participação. Particiapnado no Grupo A.

Resultados da equipa Portuguesa

Grupo A
BHT Auto Forum Plock 0- 2 Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça
Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça 0 – 2 TSHV Camelot
GAS KilKIS AKROPOLIS 21 Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça
Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça 0 – 2 Ciudad de Malaga

Classificação do Grupo
Imagem
Com base nesta classificação a equipa Portuguesa, disputou o encontro de definição do 9/10 lugar.
Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça 2 – 1 CUS Cassino

Final
Detono Zagreb 2 – 0 BHT Auto Forum Petra Plock

Classificação Final Masculina – 1.º Detono Zagreb, 2.º BHT Auto Forum Petra Plock, 3.º GAS KilKIS AKROPOLIS, 4.º Salgótarjáni Strandépitok BHC, 5.º Ciudad de Malaga, 6.º Russia “Ekaterinodar”, 7.º BHC Beach Da Gang Münster, 8.º TSHV Camelot, 9.º Os Gordos/Labminho – Clube Naval de Leça, 10.º CUS Cassino.

Arbitragem

A dupla Portuguesa constituída por Ana Barbosa / Nádia Lemos, dirigiu os seguintes jogos, com uma presença extremamente positiva, conforme se pode verificar pelos jogos para que foram indicadas, mas em que a Federação nos seus textos se esqueceu-se completamente da sua presença:

Ciudade de Malaga – BHT Auto Forum Petra Plock - Gropo A - Masculinos
TSHV Camelot - GAS KilKIS AKROPOLIS – Grupo A – Masculinos
CUS Cassino – Russia “Ekaterinodar” – Grupo B – Masculinos
BHC Beach Da Gang Münster - Russia “Ekaterinodar” – Grupo B - Masculinos
GAS KilKIS AKROPOLIS – Salgótarjáni Strandépitok BHC – 3/4 Lugar Masculinos
WBHC Kontesa Nera – SC Senec . Cannabis E. Drink – Grupo A - Feminino
AC Spartacus Goalbet - WBHC Kontesa Nera – Grupo A – Feminino
Beachqueens – Figha Futura Roma – Grupo B – Feminino
Westsite Amsterdam – Multichem Szentendrei – 1/2 Final – Feminino
AC Spartacus Goalbet - Beachqueens – 5/6 Lugar – Feminino

Todos os jogos foram transmitidos em livestream em youtube.com/ehfTV 

O Noticias

PO13 – 2016 / 2017 – Fase de Apuramento I

Realizou-se de 26 a 28-05-17 a Fase de Apuramento da PO13 (Campeonato Nacional de Iniciados Femininos), em Leça da Palmeira.

PO13 – Campeonato Nacional de Iniciados Femininos

CA LEÇA VENCE
FASE APURAMENTO
O 2º Classificado de cada zona disputa uma fase de apuramento com o representante da região Autónoma da Madeira (TXT a 1 volta – regime concentração), sendo que o 1º Classificado fica apurado para disputar a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração).

Equipas que disputaram a Fase de Apuramento - CA Leça “A”, CA S. Félix Marinha, Porto Salvo, e CS Madeira

Resultados

1.ª Jornada- Dia 26-05-17
CA S. Félix Marinha 22 – 29 CA Leça “A”
CS Madeira A 27 – 29 Porto Salvo
2.ª Jornada – Dia 27-05-17
Ca Leça “A” 23 – 18 Porto Salvo
CA S. Félix Marinha 38 – 38 CS Madeira
3.ª Jornada – Dia 28-05-17
CS Madeira 23 – 25 CA Leça “A”
Porto Salvo 33 – 25 CA S. Félix Marinha

Classificação Final: - 1.º CA Leça, 2.º Porto Savo, 3.º CS Madeira e 4.º CA S. Félix Marinha.

De referir, que em apenas um jogo se registaram ocorrências disciplinares, e que o número de espectadores, é por nós considerado satisfatório, tendo em o escalão e fase em disputa. A equipa apurada, CA Leça, foi apurada invicta, apenas havendo a necessidade de recorrer a formas de desempate, para a definição dos dois últimos lugares, sendo a equipa que mais se destacou pela superioridade evidenciada. Destacaremos algumas atletas pelos golos que concretizaram, e pela influência que tiveram nas suas equipas. Alexandra Jardim no CS Madeira, Inês Oliveira pelo CA Leça, Liliana Salgueiro pelo S. Félix Marinha, e Joana Pires pelo Porto Salvo.E

Equipas Apuradas para a Fase Final Nacional - Santa Joana, ARC Alpendorada, JAC-Alcanena, e CA Leça.

Fase Final

1.ª Jornada- Dia 15-06-17
JAC-Alcanena – CA Leça (17H00)
Santa Joana – ARC Alpendorada (19H00)
2.ª Jornada – Dia 16-06-17
CA Leça - ARC Alpendorada (16H00)
JAC Alcanena – Santa Joana (18H00)
3.ª Jornada – Dia 17-06-17
Santa Joana – CA Leça (10H00)
ARC Alpendorada - JAC-Alcanena (12H00)

Disputa-se em regime de concentração de 15-06-17 a 17-06-17, com horários e local já definido (Odemira), o que se saúda.

O Formador

domingo, 28 de maio de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 31 – 2016 / 2017 – II

Ligeira crónica relativa à Fase Final Grupo A da PO02, com a realização da 9ª Jornada desta Fase.

SÃO BERNARDO – CAMPEÃO NACIONAL

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional Grupo A
10.ª Jornada
Dia 27-05-17
CDE Camões 24 - 30 Xico Andebol
Vitória FC 27 – 27 GC Santo Tirso
AD Sanjoanense 23 - 30 São Bernardo

Subiram à PO01 – São Bernardo e Xico Andebol

Jornada de onde ficou definido o Campeão Nacional, bem como as duas equipas que sobem de divisão., Além disso, todos os resultados foram diferente do verificado na jornada homóloga da 1.ª volta, numa fase final que foi caracterizada por algum equilíbrio entre os participantes, assim como se verificou a decepção de alguns dos participantes de quem se esperava mais. Jornada que em princípio decorreu com apenas um encontro com registo de ocorrências disciplinares. Não falamos ainda sobre as possíveis descidas de divisão pois ainda faltam algumas jornadas para terminar a Fase do chamado Gr+o B

O Encontro mais equilibrado da jornada disputou-se em Setúbal onde se verificou uma igualdade entre o Vitória FC e o GC Santo Tirso (jogo com ocorrências disciplinares), cujo resultado em nada influenciava as classificações dos dois primeiros. O GC Santo Tirso comandou o jogo e o marcador durante grande parte do tempo de jogo, chagando ao intervalo a vencer por 4 golos de diferença (15-11), no segundo tempo, no entanto o Vitória FC mesmo depois de estar a perder por cinco golos de diferença 17-12, recomeçou a equilibrar o jogo, e iguala a 23 golos situação que se repetiu até final do encontro. João Casal e Gonçalo Neves, ambos com 6 golos cada foram os melhores marcadores do vitória FC, no GC Santo Tirso, foi Pedro Machado com 11 golos o melhor marcador da equipa. No Pavilhão Moniz Pereira, cheio pois também a sua capacidade é diminuta, disputou-se o CDE Camões / Xico Andebol com a equipa vimaranense, a entrar a todo o gás e rapidamente a assumir o comando do jogo e do marcador, pois sua subida divisão estava em jogo, e de tal forma o fez que comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos de jogo, chegando ainda nos primeiros 30 minutos a ter 7 golos de diferença quando vencia por 17-10, para chegar ao intervalo a vencer por 17-11. Nos segundos 30 minutos os homens do Xico Andebol, entraram em modo de gestão e controlo do jogo e do marcador, apesar de voltarem a ter 7 golos de vantagem como por exemplo aos 20-27, para permitirem que o CDE Camões realizasse um segundo tempo de maior equilíbrio, sem nunca colocar em causa a vitória do Xico Andebol. David piedade com 7 golos e João Oliveira com 5 golos foram os melhores marcadores do CDE Camões. No Xico Andebol, mais uma vez o experiente Cláudio Mota com 10 golos, acompanhado por Luís Sarmento com 6 golos, foram os seus melhores marcadores. No municipal das Travessa, tivemos o dérbi regional, entre a AD Sanjoanense e o São Bernardo, com a equipa visitante cedo a assumir o comando jogo, e a chegar ao intervalo já na frente do marcador por 11-8, o que demonstra algum equilíbrio durante este período de jogo, mas a motivação dos homens da equipa visitante era grande e no segundo tempo, começam por chegar aos 7 golos de diferença a seu favor (22-15, por exemplo), chegando mesmo aos 8 golos de diferença (29-21), para terminarem com 7 golos de diferença que reflete fielmente a diferença entre as equipas, e a forma como se apresentaram, para este encontro onde as motivações eram completamente diferentes. Bruno Pinho foi o melhor marcador da AD Sanjoanense, enquanto no São Bernardo com 12 jogadores a marcarem golos, o que demonstra a gestão do plantel que foi feita, Augusto Pereira e Diogo Taboada, amos com 5 golos cada foram os principais marcadores da equipa.

Após a 10.ª Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º São Bernardo (24 pontos), 2.º Xico Andebol (23 pontos), 3.º GC Santo Tirso (21 pontos), 4.º AD Sanjoanense (19 pontos), 5.º Vitória FC (18 pontos), 6.º CDE Camões (15 pontos).

Nota – Uma vergonha que a FAP não tenha realizado sequer uma transmissão de um jogo desta divisão. É a nossa opinião.

O Banhadas Andebol

PO06 Fase Final – 2016 / 2017 - IV

Cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada no mesmo formato competitivo, da época anterior.

Desta feita sem representação das Regiões Insulares.

PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos
Fase Final

4.ª Jornada
Dia 27-05-17
Sporting 26 – 26 Alto Moinho
Colégio Carvalhos 24 – 24 ABC

Disputou a 1.ª jornada da 2.ª volta, e desta vez, verificou-se algum bom senso por parte de quem nomeias, já não era sem tempo. Esta jornada que deu início á 2.ª volta da prova, teve o condão de nos dar resultados que em algumas situações nos surpreenderam, pois foi uma jornada onde foram alterados todos os resultados ocorridos na jornada homóloga da 1.ª volta, (duas igualdades) sendo no entanto mais uma Jornada disputada sem ocorrências disciplinares. No jogo disputado no pavilhão Fernando Tavares, a equipa do Alto Moinho, em especial durante os primeiros 30 minutos, deu uma lição de humildade ao Sporting, chegando ao intervalo a vencer por 17-11, e causando a grande sensação da jornada, mas no segundo tempo a equipa do Sporting, que teve de puxar pelos “galões”, conseguiu igualar o encontro. Com este resultado a equipa do Alto Moinho obteve os seus primeiros pontos positivos, embora continue a ser a única equipa sem vitórias nesta fase. Martin Ferreira e Salvador, ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do Sporting, Com Gonçalo Nogueira e os seus 9 golos a ser o melhor marcador do Alto Moinho. No jogo disputado no Colégio de Carvalhos, entre a equipa do Colégio e o ABC, tivemos também uma igualdade, mas com o a equipa Bracarense ao intervalo na frente do marcador por 11-10, o que demonstra o equilíbrio que se verificou durante os 60 minutos de jogo. Com esta igualdade, e na nossa opinião poderemos ter pelo 3 equipas a duas jornadas do fim da prova discutir o Titulo Nacional. Martin Costa com 12 golos, e Pedro Salvador com 5 golos, foram os melhores marcadores do Colégio Carvalhos, no ABC os seus melhores marcadores foram Tomas Teles e Francisco Silva, ambos com 7 golos, cada.

Classificação após a disputa desta jornada – 1.º Sporting, e ABC (10 pontos), 2.º Colégio Carvalhos (7 pontos), 4.º Alto Moinho (5 pontos).

O Formador

Crónica de Fim-de-semana – 65 – 2016 / 2017 – I

Crónicas de fim-de-semana dedicada somente aos jogos que se disputaram do Grupos B da PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “B”
10.ª Jornada
Dia 27-05-17
SC Horta - AA Avanca (21H00) 24/29 SD 2#4-23
Boa Hora 34 - 32 Ismai 30/28 # SD
Belenenses 26 – 28 AC Fafe (19H00) SD # 28/27
Dia 01-06-17
Arsenal - São Mamede (21H00)

Grupo em que foi adiado, sem motivos aparentes mais um jogo, e que já têm um jogo disputado por antecipação da 11.ª jornada, voltamos a repetir até à “exaustão” que consideramos que nesta fase da prova, todo e qualquer adiamento, ou antecipação poderá ou não ter consequências ao nível desportivo. Pois podem colocar em causa a verdade desportiva. Disputou-se a 10.ª Jornada incompleta, conforme já dissemos, com um dos encontros a ser adiado para dia 01-06-17, e que têm a sua jornada homóloga, na 3.ª jornada da 1.ª volta. Nos jogos disputados, não se registaram ocorrências disciplinares. Com todos os encontros disputados a serem a rectificados em ao ocorrido na 1.ª volta.

Boa Hora 34 – 32 Ismai

Jogo disputado no Pavilhão Fernando Tavares, onde o Boa Hora rectificou o resultado verificado na jornada homóloga e curiosamente pela mesma diferença, foi um encontro com diversas fases de jogo e onde as duas equipas se apresentaram com diferentes sistemas defensivos, mas a cometerem muitas faltas técnicas. O Boa Hora com uma defesa mais aberta, mas soluções para o desempenho de Angel Zulueta (14 golos, 67% de eficácia), que foi sempre muito bem acompanhado por Reyniel Nelson na baliza durante todo o encontro com 31% de eficácia, não sendo de estranhar que o Ismai comandasse o marcador até cerca dos 23 minutos (15-11), maior diferença registada até então, momento em que o Boa Hora faz um Time-OUT, oportuno, de tal forma que até o final do 1.º tempo têm o melhor período do jogo fazendo um parcial de 6-0, e chegando ao intervalo a vencer por 17-15. No Segundo tempo o Boa Hora com a entrada do experiente Vasco Ribeiro (31% de eficácia) para a Baliza melhora substancialmente a sua prestação defensiva, embora em termos atacantes continue por vezes a ser demasiado confuso, mas nunca mais largou o comando do marcador, e a máxima diferença situou-se nos 4 golos, por diversas vezes a última das quais aos 38 minutos, quando vencia por 22-18, mas daqui até final o Ismai, foi perdendo o fulgor que vinha demonstrando, e o melhor que conseguiu foi amenizar o diferencial que chegou a ser mínimo, aos 52 minutos (28-27), por exemplo, no entanto a equipa do Boa Hora, onde Nuno Santos (7 golos, 88% de eficácia) foi uma verdadeira seta apontada à baliza do Ismai, sendo bem acompanhado por Uros Markovic (7 golos, 78% de eficácia), e com João Ferreira (6 golos, 60% de eficácia) a resolver os problemas de 1.ª linha, já que também tinha elementos em sub rendimento, um deles Pedro Sequeira, termina o encontro em inferioridade numérica por exclusão de Rui Barreto. O Ismai apenas se pode queixar de si próprio, pois além do seu melhor marcador e do homem da baliza já referidos, apenas Francisco Leitão (6 golos, 100% de eficácia) nos 6 metros, e a espaços o jovem Diogo Silva (3 golos, 100% de eficácia), deram um ar da sua graça. Dirigiu este encontro a dupla internacional de Leiria composta por Roberto Martins e Daniel Martins, que num encontro sem qualquer grau de dificuldade, tiveram falhas ao nível da sanção progressiva, e ao nível da falta do atacante.

No pavilhão Acácio Rosa disputou-se o Belenenses / AC Fafe, perante uma assistência, cujos números deixam muito a desejar, e foi mais um dos resultados que se alterou em relação ao ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, pois desta vez terminou com a vitória do AC Fafe. Começou bem a equipa do Belenenses, que chegou a ter vantagens de 6 golos, ainda durante os primeiros 30 minutos, quando aos 20 minutos de jogo vencia por 13-7, para ir permitindo ao seu adversário uma diminuição consistente do diferencial e chagar ao intervalo a vencer por apenas 3 golos (16-13). No reinício do jogo, a equipa da casa voltou a estar bem e aos 34 minutos de jogo, vencia por 19-13, mas o AC Fafe nunca se deu por vencido, e faz um parcial de 9-1 entre o minuto 35 e o minuto 48, colocando-se na frente do marcador por 22-20. E estava criada a surpresa da jornada, com a equipa do Belenenses, a claudicar completamente, pois o AC Fafe nunca mais perdeu o comando do jogo e do marcador. Em especial na baliza das duas equipas esteve uma das reais diferenças, pois no AC Fafe, quer Bruno Dias com 34% de eficácia, quer Miguel Marinho com 30% de eficácia, estiveram bem enquanto na equipa visitada, estiveram abaixo do desejado, quer João Moniz (27% de eficácia), quer Miguel Espinha (20% de eficácia). Mais uma vez Gonçalo Ribeiro com 12 golos (71% de eficácia), foi o melhor marcador do Belenenses, por sua vez Vladimiro Pires (8 golos, 73% de eficácia), Nuno Pimenta (70% de eficácia), e Vasco Santos (58% de eficácia), ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do AC Fafe, que com esta vitória, estamos convictos, se afastaram do espectro de descida de divisão.

Na Horta, disputou-se o SC Horta / AA Avanca, que surpreendentemente após AA Avanca comandar o jogo e o marcador durante cerca de 48 minutos, onde chegou ainda no primeiro tempo a ter vantagens de 7 golos, como por exemplo aos 23 minutos quando vencia por 13-7, e chegou ao intervalo a vencer por 16-10, dando a sensação de que tinha o jogo controlado, mas puro engano, o SC Horta foi diminuído o diferencial e equilibrando o jogo, de tal forma que iguala o marcador a 19 golos aos 49 minutos. De depois de repetir a igualdade a 20 e a 21 golos, assume em definitivo o comando do marcador, chegando a ter 2 golos de vantagem, para terminar por vencer o encontro pela diferença mínima, provocando a terceira derrota consecutiva, da equipa da AA Avanca, e com esta vitória aumenta a confusão quanto às possíveis decidas de divisão. Não foi pela baliza que a AA Avanca perdeu o encontro pois Alejandro Carreras com 33% de eficácia, foi o elemento em maior destaque nas balizas. No SC Horta Edgar Landim (60% de eficácia), e Noelvis Reve (50% de eficácia), ambos com 6 golos cada, e Angel Noris com 5 golos e (56% de eficácia, foram os seus melhores marcadores, Na AA Avanca, o melhor marcador não passou dos 4 golos e foi Pedro Valdez (50% de eficácia).

A Classificação Fase Final Grupo “B” - 1.º AA Avanca (54 pontos, +1 jogo), 2.º Boa Hora (48 pontos), 3.º Ismai (44 pontos), 4.º Belenenses (43 pontos), 5.º AC Fafe (40 pontos), 6.º SC Horta (36 pontos), 7.º Arsenal (34 pontos, -1 jogo), 8.º São Mamede (30 pontos). 

O Banhadas Andebol