gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 15 de outubro de 2017

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXXVI – Liga dos Campeões Masculinos

O Sporting disputou a 5.ª jornada, e última jornada da 1.ª Volta do seu Grupo (“D”) na Liga dos Campeões Europeus.
SPORTING PERDE COM MONTPELLIER HB

Nesta 5.ª Jornada, onde a equipa portuguesa defrontou a equipa do Montpellier HB (França), a equipa mais forte do grupo (na nossa opinião), e que o comanda apenas com vitórias, este encontro foi disputado no pavilhão João Rocha, onde o publico marcou uma razoável presença, o Sporting, que mais uma vez se apresentou desfalcada de alguns dos seus principais elementos, como Carlos Ruesga, Cláudio Pedroso, Pedro Solha, e com alguns elementos fisicamente limitados, como Tiago Rocha, com a condicionante não ter soluções por exemplo, para rodar com garantias e sem adaptações o central da equipa que foi praticamente sempre Carlos Carneiro, com aparições de Ivan Nikcevic em determinados momentos, contra uma equipa que possuiu na sua constituição campeões Mundiais e Olímpicos, como Vicente Gerard, Michael Guigou, Fabregas, e Valentin Porte, entre outros. O Resultado final, é o reflexo puro da diferença entre o Andebol Português e o Andebol Francês, onde a velocidade de jogo, aliada à qualidade dos jogadores faz toda a diferença. O Sporting, entrou francamente mal no jogo e aos 5 minutos de jogo já perdia por 5-0, diferença que se manteve até aos 14 minutos 10-5, a favor dos franceses, que nesta altura apresentavam uma eficácia de ataque de 100%, com o jovem Manuel Gaspar a não estar ao nível das suas últimas prestações, mas o Sporting, não tinha nem ataque, que era confuso, com maus passes, e muitas perdas de bola, e com um guarda-redes de seu nome Vicent Gerad, que defendia tudo e mais alguma coisa, e assim o resultado foi-se avolumando, de tal forma que ao intervalo a diferença de golos entre as equipas era de 8 golos a favor do Montpellier HB (19-11), nem a entrada de Asinin, ainda no primeiro tempo resolveu alguma coisa, e o contra-ataque do Sporting nunca existiu. No Segundo tempo, tivemos uma franca melhoria na produção da equipa portuguesa, que foi primeiro equilibrando o jogo, para depois iniciar uma excelente recuperação, de que Cudic, agora na baliza era um dos grandes responsáveis, e Pedro Valdez (4 golos, 100% de eficácia) fazia da sua força e energia o resto tanto no ataque como na defesa, e o jovem Edmilson Araújo (6 golos, 75% de eficácia) cotava-se com uma boa exibição, e a força e a garra de Kopco (4 golos, 80% de eficácia), aparecia finalmente em jogo, e com esta melhoria aliada ao facto de na baliza francesa, já não estar Gerad, levou a a diferença fosse diminuído, e aos 52 minutos era de 6 golos (29-23), para chegar aos 4 golos aos 54 minutos (29-25) e terminar por apenas 4 golos, o que apesar de todas as lacunas já por nós focadas, acaba por ser um bom resultado, assim os primeiros 30 minutos tivessem sido iguais aos segundos, mas nunca nos devemos esquecer da forma rápida como se joga ao ataque por parte dos franceses (mestres a criar situações de superioridade numérica), e a maior dos seus jogadores todos executantes de excelência, destacando-se Richardson (6 golos, 75% de eficácia, o filho de uma lenda do Andebol Mundial), e Truchanovicius (6 golos, 86% de eficácia). Com Porte (5 golos, e 100% de eficácia). Jogo dirigido pela dupla da Bósnia constituída por Amar Konjicanin e Dino Konjicanin, que foi demasiado protecionista e que nas suas decisões na maior parte das vezes pesou “nomes”, apesar de terem estado bem no critério dos 7 metros, deixaram muito a desejar na equidade da marcação das faltas aos 9 metros, e estiveram francamente mal ao nível da lei da vantagem e da falta do atacante.

Grupo D Constituição – HC Metalurg (Macedónia) Montpellier HB (França), HC Motor Zaporozhye (Ucrânia), Besiktas Mogas HT (Turquia), Chekhovskie Medvedi (Rússia) e Sporting (Portugal) 

Resultados
1.ª Jornada
Dia 17-09-17
Besiktas Mogas HT 26 – 30 Sporting
2.ª Jornada
Dia 24-09-17
Sporting 23 – 31 HC Motor Zaporozhye
3.ª Jornada
Dia 30-09-17
HC Metalurg 28 – 27 Sporting
4.ª Jornada
Dia 04-10-17
Sporting 31 – 30 Chekhovskie Medvedi
5.ª Jornada
Dia 15-10-17
Sporting 29 – 33 Montpellier HB
Próxima Jornada
6.ª Jornada
Dia 04-11-17
Montpellier HB – Sporting (17H30)

Horas Locais

Nota:

A Fase de Grupos (A, B, C e D com 28 equipas), terá início em 14-09-17 e terminará para os grupos A e B em 28-02/04-03-18, e para os grupos C e D em 29-11/03-12-17. O 1.º e 2.º classificado dos Grupos C e D, disputaram os chamados jogos KO, para apurar as 2 equipas que se juntarão aos 2.º, 3,º, 4.º, 5.º, e 6.º classificados dos grupos A e B passam para os chamados “last 16” (12 equipas), os 1.º classificados dos Grupos A e B, passam directamente aos 1/4 Final.

O Banhadas Andebol

7 comentários:

Anónimo disse...

Dois mundos de andebol. Há anos atrás as duas equipas encontram-se para a EHF e causou sensação dois autocarros de apoiantes. Simonet foi a estrela e deu ordens á arbitragem, com as suas manhas. Omeyer deu autografos a três dos mais novos jogadores do Sporting. O Montpellier veio com público e joga num dos melhores campeonatos da Europa. O Sporting investiu algo de louco para o nosso andebol mas não é grupo para a Champions. Depois não pode começar a perder por cinco aos cinco minutos, com um pobre junior na baliza. O Sporting continua á procura de ser uma equipa. Note-se que os melhores têm sempre muitas falhas. A irregularidade é prato principal. Nesta altura e antes do derby com o Benfica, entretanto eliminado na EHF, tem que se fazer um balancete. O que fizeram até agora Cudic, Bozovic ou o Brasileiro vindo do Montpellier, jogador 81? E vamos ao principal... ontem estavam mais de 1500 espectadores? Quantos pagaram bilhete? O Sporting vai aguentar este doido esforço? Não quero pensar noutro resultado que não a vitória no Derby!

Anónimo disse...

Duma coisa não se queixaram nunca! Do público que os foi sempre apoiando. Tanta mudança de treinadores. Tanta de jogadores. Promessas grandes mas feitos pequenos. Não gostamos é de quem ganha bem e não corre como o Pedroso, Carneiro e o murcão Tiago. Tanto golo sofrido em contra-ataque sem ninguém a vir atrás? Não gostamos!

Anónimo disse...

Infelizmente o meu Sporting e um clube sem projeto e esta falta de projeto é um mau presságio para nós clube e para o andebol. Dos estrangeiros apenas o Ruesga e o GR merecem fazer parte do plantel. Os restantes não sendo maus, são iguais a tantos que temos cá e por isso não justificam o investimento, porque não fazem a diferença. Com um bom treinador e com 50% do investimento faríamos muito melhor!
Um dos principais problemas da nossa equipa é a liderança: diretiva (Galambas) e técnica (Hugo Canelas). Nenhum deles tem perfil para ocupar os respetivos lugares. Quando em surdina os atletas vão deixando aqui e ali uma boca hoje, outra amanhã, todas elas versando a incompetência de ambos os protagonistas, algo está mal. Quando as bocas chegam fora do balneário significa que dentro já transborda. E não é pior porque o Hugo é excelente pessoa, humilde e por isso ainda vão tendo algum respeito, pois se ele tivesse a mania que era bom já lhe tinham feito a folha. Quanto ao Galambas, até o Presidente já sabe que é uma nulidade completa!
No meu clube temos este defeito de confundir pessoas capazes de fazer boa estatística com pessoas capazes de liderar. O Hugo deveria ser o maneger da equipa e faria um bom trabalho, o Galambas deveria estar nos minis a ensinar jovens, aproveitando a imagem que tem porque o intelecto dele não dá para mais, é mesmo muito, muito limitado.
Se não quisermos ser muito ousados, podemos sempre recorrer ao diretor do ano passado, ou ainda à senhora que esteve nos dois anos anteriores. Esta seria uma decisão sensata (à falta de melhor!) pois se não sabiam muito, pelo menos não estragavam!
Em relação ao jogo de ontem, só há uma leitura: quando aos 15 minutos de jogo o resultado está decidido, isso chama-se incompetência técnica! O treinador não soube ler o adversário, montou mal a tática e pior, não soube o que fazer para alterar. Perder era normal, mas com dignidade. Teria que ser o Montepllier a provar que era melhor e não nós a dizermos que perante o poderio deles não sabíamos o que fazer. Felizmente o treinador do Montepellier foi gentleman, percebeu que não tinha que se matar muito e deixou que a 2ª parte fosse “jogo da amizade”.
O Sporting tem um histórico gigante no andebol. Podia citar aqui uma mão cheia de pessoas com um grande passado no nosso clube que podiam ajudar e muito. Mas não são novos “turcos” e por isso possivelmente não têm assento no nosso clube. É pena porque temos equipa que nos devia proporcionar maior alegria do pavilhão! Começo a pensar seriamente se fiz bem comprar um lugar anual, uma vez que o fiz por causa do andebol.

Anónimo disse...

Uma pergunta para os dirigentes do Sporting: já ouviram falar de um treinador que se chama Obradovic? De um outro que se chama Manuel Cadenas?
Dizem que são treinadores competentes, tipo Donner,muito duros. Ser duro é mau não é? Coitados dos meninos...

Anónimo disse...

A grande verdade é que no Sporting passa-se a vida a improvisar. Fez-se esta chamada super-equipa porque andávamos perto e nunca vencíamos. Foi-se comprando em barda e logo se mandou embora o cientista deste projeto, o medalhado Zupo. Tornou-se a comprar pelo que se diz, sem regatear. E a ser verdade que era para vir o MVP Português Gilberto, imagino quanto custava esta equipa! Não á muitos anos jogamos com este Montpellier noutra competição. Eles evoluíram mas disputam um campeonato dos cinco mais competitivos da Europa, o que deve ser terrível para apuramento das taças Europeias. Agora vejam em que lugar estão e sempre andaram, no seu campeonato! Neste grupo da Champions podem e julgo que conseguem, ser primeiros. Há estabilidade financeira porque em França os pavilhões em alguns jogos da segunda divisão (Proligue), têm mais gente que nós no And. 1! Pois... e vejam os patrocínios que têm! Ou não sabem que, há vários jogadores Portugueses naquele país? A sensação é que ninguém no Sporting é culpado de nada! Então investe-se reinveste-se e deixa-se fugir o treinador Carlos Resende? Já que se gasta tanto e se aposta em andar na Europa, então que seja algo com lógica. No entanto a meio desta época vamos ver se não temos uma filial dum hospital privado. È que se esqueceram que jogadores acomodados e com uma certa entrada nos trinta, sabem gerir carreira...
Não será um facto estranho que haja tanta falta de regularidade e, se note que o grupo, ou a sua maioria, não goste de intensidade durante muito tempo? Que não goste de recuar quando após erro ou falha técnica? Pois...
Já agora se estivermos atentos alguns desses "nomes" tanto nacionais como internacionais, valem o que se gastou? È que havia nacionais que fugiram a sete pés, misteriosamente. Porquê? Spínola fumava? Pois... Mas, dava mais que o calmeirão que está no seu lugar! Cudic é guarda-redes para uma equipa grande? E paremos por aqui. Quanto a diretor de modalidade quem é? È que nada se nota! O treinador pode vir a evoluir mas ainda está cru, para além de péssimamente rodeado! Cruz? André? Quem são no andebol e o que fizeram até hoje? Como se pode consentir que durante um jogo haja um jogador que, fala mais que os outros todos e, apesar da sua valia é irregular? Como se pose estar a toda a hora a dar indicações para o campo? Quanto ás piadas... basta conhecer alguns jogadores! Nem é preciso ser amigo para se saber do ambiente...
Igualmente julgo que nenhum clube Português pode ombrear com as potências Europeias. Com um campeonato como o nosso? Com três jogos a sério e alguns depois na f. final? Nossa...

Anónimo disse...

Os exageros com despesas no Sporting CP não têm fim. Não existe um presidente do clube que tem abaixo um director-geral de modalidades e cada uma delas não tem um director? Não é assim que deve ser? A culpa é dos otários que pagam e batem palmas porque, lá em cima só aparecem quando é para a foto! Alguém com QI normal acredita que esta doideira vai aguentar muito tempo? Sejamos realistas e ao comparar as despesas e proveitos de modalidades não notam em nada? Olhem para o FUTSAL onde se começa a perder e se ganha várias vezes. Olhem para algum público que até vê jogos fora de casa á vários anos. Como pode o Andebol aguentar este despesismo nunca antes visto? Se a equipa já fez jogos em que, até se mete a formação nas bancadas para dar o ar de pavilhão cheio, tudo dito! Não acredito que o Sporting possa ficar nos dois primeiros lugares do grupo. NÃO TEM EQUIPA E NÃO JOGA COMO TAL! NÃO TEM QUEM COMANDE E SAIBA LER AS SITUAÇÕES VARIADAS DE JOGO! DUVIDO QUE SEJAM OS TREINADORES A MANDAR NO BALNEÁRIO! SE COM ZUPO OS PORTUGUESES SE SENTIRAM HUMILHADOS, AGORA SÃO SEGUNDA CLASSE! Quem responde por tanta lesão e falta de vontade nítida? Donde veio tanto dinheiro e como é possível ainda se ter renovado com a equipa e ir buscar mais jogadores? Então dantes andava-se a poupar e nunca chegava e agora é isto? Quem ganha com isto? Como se pode pagar á rei a jogadores em fim de carreira noutros clubes? Capitão de equipa um ex-capitão do Benfica? Não me façam rir!!!
FLA-Loures

Anónimo disse...

Correu-se com Fredrico que até tinha mais um ano de contrato. Veio Zupo e foi todo aquele folclore onde até se chegou em casa a estar a ganhar por sete e, se perdeu por um na segunda parte! Comprou-se com nunca e falhou-se á grande. Voltou-se a comprar. E andamos nisto... Ganhou-se a Challenge mais fraca dos últimos anos e fomos campeões a tremer, tremer. Incrível!