gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 14 de janeiro de 2018

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – XVIII

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
GRUPO 4 (PÓVOA DE VARZIM)
4.ª Jornada (Portugal empate com a Polónia)
VENCE A QUALIFICAÇÃO
Portugal finalmente após um, longo período de ausência, num pavilhão completamente esgotado, e cujo publico nunca regateou o seu fortíssimo apoio às cores Nacionais. Portugal apesar de ter obtido uma igualdade final, resultado mais que improvável em Andebol, e que certamente não era esperado por muitos de nós (incluímo-nos neles), foi um encontro muito sofrido em especial a partir dos 33 minutos, pois durante o primeiro tempo Portugal, esteve sempre no comando do jogo e do marcador, atacando com serenidade, e defendendo com alguma assertividade, embora em alguns momentos a tal agressividade saída da defesa aos fortes laterias polacos, não foi eficaz, mas tanto Gilberto Duarte (6 golos), e Pedro Portela (6 golos, 4 de 7 metros), como Alexis Borges (4 golos), e o jovem Miguel Martins (4 golos), e Rui Silva (2 golos), fizeram a diferença em termos atacantes, e colocaram Portugal com uma vantagem de 4 golos aos 14 minutos (9-5), e que se repetiu aos 17 minutos (10-6), quando a Polonia troca os seus guarda-redes (saiu Morawski, entrando Wyszomirski), e Portugal consegue chegar ao intervalo a vencer por 15-13. No recomeço Portugal, chega a 17-14 cerca dos 33 minutos para depois sofrer uma autêntica paragem, passando a atacar sem paciência, e transposição defesa / ataque demasiado lenta, de tal forma que sofre um parcial de 5-0 em 7 minutos, com a Polonia a colocar-se pela 1.ª vez na frente do marcador aos 39 minutos (18-17), depois de seguida a Polonia nunca conseguiu estar na frente do marcador por mais de dois golos, com Portugal a recuperar por diversas vezes, de tal forma que 46 minutos o encontro se encontrava igualado a 21 golos, para aos 52 minutos nova igualdade, agora a 24 golos, com Portugal a voltar a colocar-se no comando do jogo e do marcador, vencendo aos 56 minutos por 26-24, e fazendo uma autêntica gestão do resultado, até final, para desespero dos polacos. Uma referência para os dois guarda-redes que alternaram na baliza de Portugal, quer Humberto Gomes, quer Hugo Figueira, tiveram momentos decisivos. Pois os polacos obtêm a igualdade a cerca de 30 segundos do fim do tempo regulamentar, com Portugal a fazer um time-OUT de equipa e a gerir o tempo que faltava, pois por um golo se ganha, por um golo se perde, e a diferença total entre os golos marcador e sofridos deu a vantagem à equipa Portuguesa, que assim garantiu o apuramento para o desejado Play OFF. Não podemos terminar sem uma referência especial ao autêntico “bombardeiro” que foi Tomasz Gebala com 6 golos. Mais um encontro dirigido pela dupla espanhola constituída por Javier Mata e Yon Lopez, que num jogo de contacto físico, e muito mais difícil que os anteriores, embora tenham estado bem na generalidade, continuaram a ter diversos lapsos, quer na lei da vantagem, quer na falta do acatante.
Resultados

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
Polónia 30 – 19 Kosovo
Portugal 47 – 16 Chipre
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Kosovo 22 – 36 Portugal
Chipre 13 – 46 Polónia
3.ª Jornada
Dia 14-01-17
Chipre 24 – 22 Kosovo
Portugal 27 – 27 Polónia

Classificação do Grupo1.º Portugal, 2.º Polónia, 3.º Chipre, 4.º Kosovo.

Equipas já apuradas, através dos grupos

Grupo 1 – Rússia
Grupo 2 – Lituânia
Grupo 3 – Roménia
Grupo 4Portugal (Parabéns Portugal)
Grupo 5 – Holanda
Grupo 6 – Bósnia Herzegovina

Serão apuradas ainda mais 10 equipas Europeias, para o Play Off. Com o melhor classificado não apurado (restantes 13 equipas) do Euro 2018 na Croácia, a ser automaticamente apurados, para o Mundial. 

O Banhadas Andebol

16 comentários:

Anónimo disse...

parabéns rapaziada

Anónimo disse...

Muitos Parabéns á nossa seleção nacional. ainda assim falta qualquer coisa á nossa seleção. A começar pela baliza creio que Hugo Laurentino deveria ser convocado, na ponta direita o "indispensável" António Areia visto ser um jogador muito rápido para o contra-ataque e de sangue frio em momentos decisivos deveria trocar com Carlos Martins. A lateral direito deveria estar o Pedro Spinola para o lugar de Miguel Batista. O restante parece-me bem, mas Gilberto, Ferraz, Rocha, Magalhães estão um furo abaixo da sua melhor forma. O Salina deveria ter atenção da maneira que defende, porque a levar 2 minutos só prejudica a equipa.

Anónimo disse...

Laurentino não vai porquê?

Anónimo disse...

Mesmo à rasquinha merecem os parabéns!
A verdade é que fiquei preso à televisão, mesmo quando as coisas estavam a ficar feias...

Anónimo disse...

Laurentino abdicou de representar a seleção.

Anónimo disse...

Ontem foi dia de alegria para o Andebol de Portugal. Apesar da lesões graves de Quintana e Silva e talvez de mais problemas,viu-se que tudo foi pensado até ao mais pequeno pormenor. Ainda há um árduo play-off á espera. Aqui eram três jogos e deu-se tudo. Um ou outro jogador não estaria no melhor mas foi sempre o conjunto e a sua união a resolver! Bastava olhar para as bancadas para ler a grandeza de quem era o oponente. Uma pequena claque de apoio, não com camisolas de futebol mas diversos adereços de Andebol. Jogavam o n. 11 do Ranking Europeu com o n. 33! Ontem pode ter começado uma nova era, duma geração que quer afirmar-se. Que os que dirigem pensem no todo no país e, alterem coisas, para que haja continuidade! Temos de ter um Andebol melhor para tal e isso começa na formação. Há que tornar a modalidade apelativa e isso começa nas escolas e clubes. Antes talvez nas tv´s! Temos um campeonato pobre e uma Taça que nem competição é! O campeão nacional no seu sete-base só tem um Português e, os maiores oponentes, possuem nas fileiras muito estrangeiro.

Anónimo disse...

Foi bom para Portugal e teve um sabor especial a vitória com a Polónia. O que fica mal é durante a prova ter havido dirigente de clube muito grande, andar com elogios longos em rede social!! Devido aos inexitos do seu clube o sr. em causa em poucos dias, desfez-se em elogios e usou frases que, dão a sensação de se estar a desculpar, pela sua não contratação em tempos dum jogador. È feio e imoral sobretudo quando o jogador está em selecção que, tem jogadores de todos os clubes!! Sabendo que toda a gente lê, o que pretendia??

Anónimo disse...

Nas Imagens de tv achei imensa piada ao treinador (?) Canela que, tinha feito melhor se ficasse no seu canto. Ou será que não concorda com algo? Sabendo-se que Fábio Magalhães JÀ é jogador do FCPorto por três anos, começando na próxima época... e Portela sabendo que, era para ser suplente dum estrangeiro que, Zupo falhou e nem sub-Capitão é, trocado pasme-se por um ex-Capitão do Benfica, enfim! Depois dos rumores do ataque falhado a Quintana e mais tarde de forma assumida, a Gilberto que, se prontificou a elaborar um comunicado e desmentido, enfim! Sabendo-se que, Rocha está no Sporting, enfim! Já agora serámentira que o Sporting tentou Obradovic? Hum... Adivinha-se uma guerrilha surda, está bom de ver! Está bom de adivinhar, ou até alguém já o saberá... há uma contratação já feita que, apenas espera o final de época, para que os responsáveis do jogador no estrangeiro não se zanguem! Já é público que o jogador não ficará nesse país! Ele já o disse a alguém...

Anónimo disse...

Parabéns a todos os jogadores, técnicos e dirigentes envolvidos por este passo que apenas não é fantástico pois ainda falta jogar o playoff! Mas havemos de conseguir estar no Mundial! Apesar da entrega parece-me que a equipa ainda pode crescer e, em minha opinião Magalhães e Ferraz estão alguns furos abaixo dos seus colegas... faltou-lhes físico e explosão, principalmente a Ferraz que procurou poucas vezes os espaços! Também acho que Areia podia estar ao serviço da seleção no lugar de Carlos Martins, não só pela sua experiência, como por ser um jogador frio e muitas vezes decisivo! E claro, faltou Quintana (uma vez que não podemos ter Laurentino!), pois tanto Figueira como Humberto, apesar de umas defesas, e ao contrário do que o Banhadas refere, apenas fizeram 1 ou 2 defesas de grande importância, pois em alguns casos foram os adversários que remataram contra eles (mas, como se diz: o que conta são as que entram!). Talvez Cavalcanti, pela sua estatura e até porque normalmente defende bem, poderia ter sido uma opção para o lugar de Magalhães que, após o falhanço do contra-ataque, não me pareceu recompor-se!
Julgo que há a destacar principalmente, o facto de termos feito poucas faltas técnicas e a concentração necessária para quando ficámos em desvantagem, nunca perdermos a noção do objectivo e da forma de jogar, o mesmo acontecendo na recuperação final da Polónia... e aqui quer-me parecer que há trabalho do treinador!
Muito bem Borges (está bem melhor nas movimentações de ataque e na leitura defensiva desde que foi para o Barcelona!), Gilberto, Miguel Martins (tanto talento em tão pouca idade!), Rui Silva, Portela (irrepreensível!), Branquinho, Rocha e Salina... apenas lhe falta moderar um bocado a forma como "bate" pois assim pode condicionar a equipa!

Anónimo disse...

Quando chegarmos ao Play-Off já saberemos quem nos calhará. Depois vamos ver se não há tanta mudança e lesões ou... outro tipo de problemas! Salta á vista que na posição de Lateral direito, estivemos mal e só com Ferraz bem assim como o "Espanhol" Silva, poderemos sonhar. Esperemos que Salina deixe de fazer exageros em situações de disputa e, olhe para Borges que, muito tem melhorado nesse aspecto. Rocha é completo e intocável. Julgo que Quintana entrará de caras. Nos Centrais se Martins continuar assim e não inventar, será difícil é continuar em Portugal. Julgo que A. Areia entrará e ficamos com boa ala Direita. Na Esquerda notou-se um Branquinho maduro e sem complexos. Barros surpreendeu pelas explosões e nunca perder bolas divididas. Na lateral Esquerda Gilberto é intocável. Cavalcanti tem de ser mais intenso, defendendo no entanto muito bem. Magalhães voltará para Portugal, logo estará estável.

Anónimo disse...

Consta-se que Pedro Portela vai sair depois dos tristes e evitáveis episódios. França? Que identidade no Sporting? Não bastava deixar saír Magalhães e Sérgio Barros que afinal resultam noutros países e, parece que voltam a Portugal mas, para rivais! Pelo menos no caso de Fábio foi anunciado para o Porto. O outro entrou aqui como juvenil ou junior e afirma-se na Macedónia e Turquia? Está em leilão entre Benfica e Porto? Quem faz estes negócios?! Não há identidade mas trabalha-se bem para os outros e há dinheiro ás carradas! Entretanto anuncia-se um Guarda-redes internacional a jogar no Europeu de selecções! Tanto dinheiro e tão rapidamente é que dão que pensar! Não nos gozem!

Anónimo disse...

Lembra-me de á uns anos o clube dos betinhos gabar-se que era quem mais dava á selecção. Quantos jogadores eu desta vez? Um! Que se diz estar de malas feitas. A verdade é só uma! A base desta selecção é de jogadores que são ou passaram pelo Porto! O Sporting foi campeão com sorte. Sofrem dum mal incurável que é terem menos campeonatos que o Porto! Já no ciclismo andaram a mandar bocas e a W 52 apoiou o Porto. Quem ganhou?

Anónimo disse...

A familia Barros não larga este blog. Incrivel. Já não bastava as noticias do sporting que agora até com a seleção falam.

Anónimo disse...

Deixem as clubites porque de momento bom para mau, o vosso familiar nada conta...
Qualquer dirigente faz que entende! Isto é selecção! Está acima de tudo o que é mesquinho.

Anónimo disse...

A história do Portela em França é como a do Rui Silva no Barcelona. Afinal o Rui ainda não foi campeão pelo Porto. O Portela já foi pelo Sporting e podia ser mais uma, se não houvesse ladrões no andebol. Que tem se especial ser capitão dum clube? Abram as olheiras! Reconheça-se no entanto que, o Porto foi campeão com Cubanos e até os mete na selecção. Realmente gastam menos.

Anónimo disse...

Texto da selecção.
Comentários anti-scp.
Por um andebol melhor.