gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 14 – 2017 / 2018 - IV

Crónica dedicada aos jogos da PO04, que se disputaram durante o fim-de-semana.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona 1
13.ª Jornada
Dia 28-01-18
CD Feirense 34 - 35 Águas Santas
Académico FC 25 - 36 FC Gaia
ABC 33 - 22 Xico Andebol
FC Porto 34 - 25 CP Natação
Ismai 26 - 33 AA Avanca

Jornada, que foi totalmente disputada, e onde se verificaram, três rectificações de resultados em relação ao verificado na 1.ª volta da prova, sendo ainda uma jornada disputada sem ocorrências disciplinares, facto sempre de salientar. Disputada sem grandes surpresas inclusive a o equilíbrio verificado no jogo CD Feirense / Águas Santas que terminou com a vitória dos maiatos pela diferença mínima, sendo um dos resultados que sofreu alteração em relação ao ocorrido na 1.ª volta, e onde depois de diversas situações de igualdade ao longo do encontro, com uma igualdade no marcador a 18 golos, ao intervalo, ainda no segundo tempo as igualdades continuaram a verificar-se como por exemplo a 30 golos. Eduardo Rocha com 10 golos e João Cardoso com 8 golos, foram os melhores marcadores do CD Feirense. António Aparício com 9 golos, Miguel Neves e Gonçalo Vieira, ambos com 8 golos cada foram os melhores marcadores do Águas Santas. Com este resultado a equipa maiata mantêm-se na discussão pelo apuramento. Tivemos ainda o FC Porto / CP Natação, onde o FC Porto, como grande favorita, não deixou fugir esta oportunidade e ao intervalo já vencia por 20-15, para no segundo tempo continuar a comandar o encontro, e terminar com uma das maiores diferenças verificadas. O FC Porto, onde 12 jogadores concretizaram ocasiões de golos, Martim Costa com 7 golos, foi o seu principal marcado, com Rafael Teixeira e os seus 9 golos, juntamente com Pedro Pereira e os seus 8 golos a serem os melhores marcadores do CP Natação. O FC Porto, mantêm-se como favorito ao apuramento, só com uma derrota, com o clube visitante a descer um lugar por troca com a AA Avanca, na tabela classificativa. Num dérbi minhoto, tivemos o ABC / Xico Andebol, que foi outro dos resultados que sofreu alteração em relação ao que se verificou na jornada homóloga da 1.ª volta desta Fase da Prova. Encontro totalmente dominado pelos bracarenses que chegaram ao intervalo já na frente do marcador com uma vantagem de 7 golos (17-10). No segundo tempo o ABC continuou no comando do jogo e foi progressivamente aumentando o diferencial final. O ABC com 10 atletas a marcarem golos teve em Carlos Bandeira com 10 golos o seu principal marcador, com Manuel Lima e os seus 12 golos, a ser o melhor marcador do Xico Andebol. Enquanto o ABC continua na discussão pelos lugares de apuramento o Xico encontra-se mais distante da mesma. Em mais um resultado alterado em relação ao que se tinha verificado na 1.ª volta tivemos o Ismai / AA Avanca, onde os homens de Aveiro, chegaram ao intervalo já confortavelmente instalados na frente do marcador por 21-14, chegando aos 9 golos de diferença aos 28-19, para depois fazerem uma completa gestão do resultado, e após uma igualmente boa reacção dos maiatos, que no segundo parcial estabeleceram uma igualdade a 12 golos no marcador, mas que não foi impeditivo da vitória da equipa visitante. Gonçalo Meireles e Afonso Correia, cada um com 9 golos, foram os melhores marcadores, pelo Ismai, enquanto Paulo Moreira com 8 golos, Pedro Pires e Ruben Ribeiro com 6 golos cada pela AA Avanca, foram os seus melhores marcadores. O Ismai mantem o lugar e esta fora da discussão dos lugares de apuramento, tal como o seu adversário, nesta jornada. Tivemos ainda nesta jornada o Académico FC / FC Gaia, que foi um encontro onde surpreendentemente a equipa do Lima, criou grandes dificuldades ao FC Gaia, em especial nos primeiros 30 minutos ao chegar ao intervalo com uma igualdade a 17 golos, para no segundo o FC Gaia, fazer valer a sua mais valia e depois de se colocar na frente do marcador como por exemplo aos 27-23, foi progressivamente dilatando a sua vantagem, até ao resultado final. Tomás Lopes com 10 golos, foi o melhor marcador pelo Académico FC, sendo Rafael Ferreira com 8 golos, e Gonçalo Guimarães com 7 golos, os melhores marcadores do FC Gaia, que na nossa opinião continua poder discutir os lugares de apuramento e isolou-se no 4.º lugar.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º FC Porto (37 pontos), 2.º Águas Santas (33 pontos), 3.º ABC (31 pontos), 4.º FC Gaia (29 pontos), 5.º Xico Andebol (27 pontos), 6.º AA Avanca (25 pontos), 7.º CP Natação (24 pontos), 8.º CD Feirense (22 pontos), 9.º Ismai (17 pontos), 10.º Académico FC (15 pontos).

Zona 2
13.ª Jornada
Dia 28-01-18
Alto Moinho 27 - 27 Juventude Lis
Benfica 39 - 21 Almada AC
Estarreja AC 31 - 30 São Bernardo
Belenenses 22 - 35 Sporting
AC Sismaria 25 - 22 Vitória FC

Tal como na Zona 1, jornada disputada completa, e com três resultados a serem diferente do ocorrido na 1.ª volta da prova, e com algumas surpresas nos resultados finais como seja a igualdade entre o Alto Moinho e a Juventude Lis e a vitória do Estarreja AC diante o São Bernardo, infelizmente, tivemos um encontro com o registo de ocorrências disciplinares. Começamos pelo encontro Alto Moinho / Juventude Lis (encontro com ocorrências disciplinares), que foi um dos resultado que foi alterado em relação ao ocorrido na 1.ª volta, com a Juventude Lis que se apresentou com apenas 9 jogadores inscritos no Boletim de Jogo (na nossa opinião uma situação completamente anormal), mas que foi completamente superada pela garra e determinação dos presentes, que chegaram ao intervalo a vencer por 16-14, e ainda se mantiveram no comando do jogo e do marcador durante algum tempo pois as igualdades no marcador começaram a suceder-se, por exemplo a 22 golos, e acabou por terminar com uma igualdade absoluta, que na nossa opinião acabou por ser mais prejudicial ao Alto Moinho, pois perdeu pontos na discussão pelos lugares de apuramento, embora mantendo-se em 4.º lugar da tabela classificativa. Diogo Abadia com 11 golos, e Francisco Cruz com 6 golos foram os melhores marcadores do Alto Moinho. Na Juventude Lis Fábio Moreira com 13 golos, foi o seu melhor marcador. O resultado mais dilatado da jornada ocorreu no Benfica / Almada AC, com a equipa visitante a “durar” até aos 5.5, a partir daqui a equipa do Benfica assumiu o comando jogo, chegando intervalo já a vencer por 18-13, para no segundo tempo, dilatar o diferencial progressivamente, terminando como vencedor do encontro. O Benfica com 12 jogadores, a marcarem golos, teve em João Marques e Tiago Figueiredo ambos com 7 golos, cada, os seus principais marcadores, Luis Machado com 6 golos, foi o melhor marcador do Almada AC. Benfica mantêm-se em 1.º lugar só com vitórias, sendo um dos grandes favoritos ao apuramento da zona para a Fase Final., ao contrário do seu adversário que apenas contabiliza derrotas, até ao momento. No Municipal de Estarreja, disputou-se o Estarreja AC / São Bernardo, que foi em nossa opinião o resultado surpresa da jornada, com a vitória dos locais pela diferença mínima, mas que rectifcaram o resultado da 1.ª volta que também tinha sido pela diferença mínima. Ao intervalo a equipa do São Bernardo vencia por 16-14, mas equipa visitada (que na nossa opinião), está a apostar todos os seus trunfos nesta prova, deu a volta ao marcador e terminou como vencedora. Diogo Liberato com 12 golos, e Bernardo Marques com 6, foram os melhores marcadores pelo Estarreja AC, enquanto Tiago Couto com 12 golos, e David Gomes com 6 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. Com esta derrota a equipa do São Bernardo é alcançada no 2.º lugar pelo Sporting, por sua vez o Estarreja AC, dificilmente entrará nas contas pelo apuramento, mas tudo é possível. No pavilhão Acácio Rosa, disputou-se um antigo clássico da modalidade inclusive neste escalão o Belenenses / Sporting, encontro que foi totalmente dominado pela equipa do Sporting, qua o intervalo já vencia por 16-6, para chegar por diversas vezes aos 16 golos de vantagem (25-9, 31.15, 34.18, como exemplo), terminando como vencedor folgado. Neste encontro o Sporting apresentou um novo reforço, o Iúri Anastácio (ex-AC Sismaria). No Belenenses onde 10 atletas marcaram golos, Francisco Madureira com 5 golos, foi o seu principal marcador, curiosamente também no Sporting, 10 jogadores marcaram golos, sendo Duarte Pereira com 7 golos e Iúri Anastácio com 6 golos os seus principais marcadores. Com esta vitória o Sporting, mantêm-se na discussão pelos lugares de apuramento para a Fase Final. Em mais um encontro que foi rectificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta, disputou-se em Gândara o AC Sismaria / Vitória FC, que ao intervalo o resultado era favorável aos visitados por 17-7, ou seja uma substancial vantagem de 10 golos, vantagem essa que garantiu a vitória, pois o Vitória FC, no segundo tempo foi diminuído a vantagem, para terminar com uma desvantagem de apenas 3 golos. Gonçalo Jesus com 6 golos foi o melhor marcador do AC Sismaria, no Vitória FC com 10 atletas a marcarem golos, mas com os seus melhores marcadores a não passaram dos 4 golos (Duarte Caseiro e Artur Pereira).

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º Benfica (39 pontos), 2.º São Bernardo, e Sporting (32 pontos), 4.º Alto Moinho (30 pontos), 5.º AC Sismaria, e Estarreja AC (26 pontos), 7.º Belenenses (23 pontos), 8.º Juventude Lis (22 pontos), 9.º Vitória FC (17 pontos), 10.º Almada AC (13 pontos).

O Noticias

12 comentários:

Anónimo disse...

O jogo do Alto Moinho com a Juvelis foi vergonhoso. Lamentável de facto que um clube com tantos anos de formação e na 1ª divisão de Juniores apresente de facto só 9 jogadores. Mas com muita qualidade. Mas o mais ridículo foi a arbitragem. Tenho de concordar que não é aceitável que um ex-jogador do Alto Moinho (jogou cá muitos anos)tenha as atitudes que teve no jogo. Mas o Alto Moinho lutou bastante e conseguiu um empate.

Anónimo disse...

Nada disso... Nenhuma equipa quis ganhar o jogo, e o desempenho dos árbitros foi de longe superior ao dos atletas!

Anónimo disse...

É curioso o seguinte facto: o treinador do Estarreja acumula vermelhos atrás de vermelhos, com árbitros de Aveiro, e o mais curioso de tudo é que nunca há relatório. Curiosidade apenas.

Anónimo disse...

Quando a Juve Lis ganhou 5 golos de vantagem o Sr. Ex atleta do Alto do Moinho (árbitro) decidiu equilibrar o jogo... A verdade é que depois de o querer equilibrar de seguida quis que o seu ex clube ganhasse... Nem o Alto do Moinho merece isto por todo o trabalho de excelência que faz. A Juve Lis foi superior em tudo no jogo, mesmo com 9 jogadores, não ganhou porque foi miseravelmente impedida e não perdeu porque após o vermelho ao seu técnico a sua equipa uniu-se perante a injustiça que foi alvo. Porque se nomeiam árbitros com antecedentes nos clubes em fim de semana de número de jogos reduzido? Bem sabemos que há uma justificação economicista, mas parece-me que a PO4 merece um pouco mais que esta medíocre dupla. O andebol caminha para ser um desporto marginal em Portugal porque os erros sucedem-se em inúmeras dimensões...

Anónimo disse...

São realmente mais umas curiosidades do nosso país....

Anónimo disse...

Árbitros? Quais árbitros? Dois seres pedantes e sem experiência que não querem ouvir ou serem ensinados por quem quer que seja. Pior que serem fracos ou incompetentes é a falta de humildade que têm não tendo porém qualquer perfil para arbitrar. Nenhuma vontade de aprender, fraquíssima capacidade de conduzir o jogo e dialogar com atletas, dirigentes e mesa. Descarregam sanções disciplinares sem critério como demonstração de pseudo-poder. Esquecem-se de respeitar e serem respeitados, todos estes agentes fazem parte do jogo e neste encontro nem sei qual das equipas foi mais prejudicada. Tenho a certeza que com estes meninos uma vez mais quem perdeu foi o andebol. Pior que tudo: nunca estão devidamente acompanhados por quem os possa corrigir e isso faz toda a diferença. Não pode mesmo correr bem. Se têm um azar de arbitrar no Norte com esta postura é melhorem irem de fraldas!

Anónimo disse...

Enquanto a cultura desportiva for sinónimo de justificar os próprios erros com os erros dos outros o destino só poderá ser a não concretização dos objetivos... Seja para o andebol, seja para o que for, ainda para mais em escalões de formação em que é suposto dar o exemplo e não incentivar ainda mais esta cultura retrógada e completamente ultrapassada pelas grandes potencias do desporto mundial

Anónimo disse...

"Tenho pena que o banhadas que tão bem serve a nossa modalidade esteja cada vez mais a tornar-se num espaço de culpabilidade das arbitragens pelos insucessos desportivos de cada equipa. Nem se precisa de ter visto o jogo para observar o ridiculo destas opiniões... o 4o classificado recebia o antepenultimo com 3 vitorias em 12 jogos. Empatou com 5/7 no racio de 7m. tivessem marcado simplesmente estes. Beneficiaram de 7 livres 7m... quantas equipas gostariam de se gabar de maus arbitros destes. Injustiça sobre a desqualificação do treinador? Há 2 semanas o mesmo treinador levou relatorio disciplinar num jogo com a por muitos considerada melhor dupla dos ultimos anos tendo sido revogada a sanção inicial. Realmente o sr. Deve ser um santo. Pelo pouco que sei sobre este jogo a juve teve a ganhar por 9 a meio da segunda parte (informação dada pelo portal da fpa ao minuto)... eu tinha vergonha de vir falar dos árbitros mas cá está qualquer um diz o que quer mesmo sem saber contar até 10. Joguem mais, treinem mais e aprendam mais. Obrigado pelo trabalho que o banhadas continua a fazer ao andebol.

Diogo Liberato disse...

Não leva relatório pq não falta ao respeito, fala apenas de andebol coisa que poucas pessoas sabem o que isso é

Anónimo disse...

Maravilhoso é alguém avaliar uma arbitragem pelo número de 7m marcados... Quanto ao técnico que teve uma sanção revogada, interessava que soubesse o porquê... O que aconteceu foi que houve um lapso no relatório, em vez de castigarem o oficial D do Benavente (que levou cartão vermelho) castigaram o referido treinador, também ele oficial D da Juve Lis, naturalmente a sanção foi corrigida.
Quanto ao referido jogo fica claro quem está a fazer este comentário... O peso de consciência ditou esta diligência de ir ver o cadastro do referido treinador, o que é elucidativo.
Meu caro quando vocês trabalharem e treinarem um décimo do que as equipas em geral treinam esse argumento pode colher. Até lá isto é apenas sacudir responsabilidades.

Anónimo disse...

Parece-me que não podem falar muito, tendo em conta as coisas deste mesmo género que já aconteceram em ambos os pavilhões... ou é mentira que tanto uns como outros também já tiveram resultados que foram imerecidos e com ajudas a nível de arbitragens menos conseguidas (umas mais descarados que outras) também são beneficiados?

Se perdem reclamam, se empatam reclamam, se ganham sem mérito também reclamam??

Diogo Liberato disse...

Tenham coragem não se escondam dei ao a cara cobardolas sao como ratos